Redação Pragmatismo
Compartilhar
Curiosidades 04/Jun/2015 às 16:42
4
Comentários

'Questionário da morte' tenta prever se você vai morrer nos próximos 5 anos

Cientistas suecos elaboraram um questionário para dizer se você vai morrer nos próximos cinco anos. Perguntas foram criadas com base em uma pesquisa realizada durante 3 anos. Homens precisam responder 13 questões e mulheres 11

O mistério da morte pode começar a ser desvendado por um simples questionário da internet, segundo cientistas da Suécia. Eles criaram uma série de perguntas para dizer se você vai morrer nos próximos cinco anos.

O questionário é baseado em uma longa pesquisa realizada entre 2007 e 2010, que envolveu meio milhão de pessoas entre 40 e 70 anos de idade no Reino Unido.

Baseados em uma análise complexa de 655 aspectos do estilo de vida de cada um dos participantes no Centro de Pesquisas UK Biobank, os cientistas chegaram a um teste final de 13 perguntas para homens e 11 pra mulheres para determinar o risco de morte deles nos próximos cinco anos.

Para homens, a simples autoavaliação do estado de saúde (avaliada na pergunta “você considera sua saúde excelente, muito boa, boa, regular ou ruim?”) foi o que mais influenciou no resultado final do risco de morte. Para mulheres, o diagnóstico anterior de algum tipo de câncer foi o fator mais forte.

Mas, para as pessoas que não têm nenhuma doença grave ou nenhum tipo de transtorno, o cigarro é o fator predominante para determinar a chance de elas morrerem nos próximos cinco anos.

As descobertas dos pesquisadores foram divulgadas na publicação científica Lancet. Além do questionário para determinar o risco de morte, disponível no site Ubble, os cientistas também desenvolveram um critério para dizer a “idade Ubble” dos que fizerem o teste.

Se ela for maior do que a idade real da pessoa, é melhor elas tentarem melhorar suas condições de vida – parando de fumar, por exemplo. Se for menor, significa que eles estão saudáveis.

Os resultados são baseados nas conclusões dos testes com moradores do Reino Unido, mas o questionário em inglês pode ser feito por qualquer pessoa que tenha entre 40 e 70 anos.

Conclusões

Das 500 mil pessoas entre 40 e 70 anos que participaram da pesquisa, 8.352 morreram ao longo dos anos de análise dos dados pelos cientistas.

Para homens, perguntas como “Quantos carros você tem?” aparecem no questionário – segundo os pesquisadores, quem tem muitos carros tem melhores condições financeiras, e isso influenciaria em uma menor chance de morrer nos próximos cinco anos.

Outras questões curiosas como “Como você descreveria o ritmo da sua passada?” também aparecem no questionário – os pesquisadores explicam que uma passada rápida é um indício de que a pessoa é saudável e, por isso, também tem menos possibilidade de morrer em breve.

Não foram levados em consideração fatores cardiovasculares, pressão alta ou obesidade porque, segundo os cientistas, isso não influenciaria em uma eventual morte nos próximos cinco anos.

Erik Ingelsson, dos autores do estudo, faz uma ressalva: apesar de os resultados da pesquisa serem interessantes e terem 80% de confiabilidade, não é possível tomá-los como “certeza absoluta”.

“O fato de um resultado como esse poder ser medido em um questionário breve, sem necessidade de testes no laboratório ou exames físicos, é uma descoberta animadora”, afirmou. “(Mas) claro que o resultado traz um grau de incerteza e não pode ser visto como uma previsão determinante e absoluta.”

O cientista reforçou ainda que o risco de morte de uma pessoa pode ser reduzido com pequenas mudanças nos hábitos diários. “Para a maioria das pessoas, o alto risco de morrer nos próximos cinco anos pode ser reduzido apenas parando de fumar, fazendo atividade física e tendo uma dieta equilibrada.”

As 500 mil pessoas que se voluntariaram forneceram o histórico médico delas para o Biobank, além de exames de sangue, urina e saliva. A saúde deles será monitorada pelo resto de suas vidas para permitir aos pesquisadores estudar mais as doenças e trabalhar na cura delas.

BBC

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Salomon Postado em 04/Jun/2015 às 17:56

    O mais importante é a saúde mental. Garantia de qualidade de vida. Lucidez até os 100 anos. Disso já sabiam os antigos: mens sana in corpore sano.

  2. felipe Postado em 05/Jun/2015 às 13:08

    Enquanto isso não saiu uma matéria falando da redução nos investimentos mais básicos: saúde e educação.... PP imparcial? nem um pouco...rs

  3. alcino Postado em 07/Jun/2015 às 16:49

    Fiz o teste e...não vou morrer tão cedo

  4. Rosendo Postado em 08/Sep/2015 às 09:19

    1% de chances de morrer nos 5 próximos anos