Redação Pragmatismo
Compartilhar
Palestina 13/Jun/2015 às 19:28
11
Comentários

Por que Roger Waters insiste com Caetano e Gil?

Roger Waters voltou a escrever para Caetano Veloso e Gilberto Gil após os brasileiros não responderem ao seu primeiro contato. O ex-baixista do Pink Floyd já tinha feito o mesmo apelo aos Rolling Stones, Neil Young e Lauryn Hill

roger waters caetano gil
Roger Waters, ex-baixista do Pink Floyd

O ex-baixista do Pink Floyd, Roger Waters, voltou a apelar para que os brasileiros Caetano Veloso e Gilberto Gil desistam do show em Tel Aviv, Israel, em prol da causa palestina. Em maio, Waters havia feito um primeiro pedido, que foi ignorado pelos brasileiros. Essa semana o músico inglês escreveu uma nova carta a Gil e Caetano.

Para o jornalista Kiko Nogueira, Roger Waters é um dos últimos músicos ativistas que restam. “Waters é hoje o último roqueiro ativista importante numa turma dominada por gatos gordos e ex-alcoólatras com implantes de cabelo fazendo turnês para sustentar filhos ilegítimos. Já se referiu aos muros dos assentamentos de colonos como ‘obscenidades que deviam ser derrubadas’. Chegou a usar uma estrela de Davi, junto com símbolos de regimes totalitários à direita e à esquerda, estampada num boneco inflável de um porco numa apresentação […] A briga de Waters é justa e a indústria da música precisa de um chato talentoso para lembrar os velhotes que dinheiro já foi uma parte do negócio, mas não a alma.”, afirma.

Waters costuma ser chamado de ‘anti-judeu’ e se defende: “Você pode atacar a política de Israel sem ser anti-judeu…”. O apelo que faz agora a Gil e Caetano já foi feito anteriormente a diversos outros artistas. Poucos foram os músicos que deixaram de se apresentar em Israel por causa de um pedido seu. A cantora Lauryn Hill é uma delas. Mick Jagger [Rolling Stones], por sua vez, recusou o pedido de Waters.

No novo texto que escreve para Caetano e Gil, Waters fala sobre dois jovens garotos palestinos – Jawhar e Halabiya – que sonhavam e ser jogadores de futebol e que foram covardemente assassinados por forças israelenses. “Assim, Caetano e Gil, Jawhar e Halabiya não estarão presentes no show de vocês em Tel Aviv. No entanto, os homens que os balearam estão livres para comparecer, se desejarem”, explica.

Leia a íntegra da carta:

“Ao Editor,

No mês passado eu escrevi para Caetano e Gil e não recebi nenhuma resposta, mas suponho que eles irão cruzar a linha do piquete e tocar em Tel Aviv. Que seja. Eles devem ter razões imperativas que estão guardando para si mesmos. Em minha carta a eles, eu falei sobre futebol, praias, direitos humanos e sonhos. Aqui vai uma história sobre sonhos e futebol.

Jawhar Nasser Jawhar, 19, e Adam Abd al-Raouf Halabiya, 17, dois jovens e promissores jogadores de futebol, sonhavam em um dia jogar profissionalmente, talvez até defendendo a camisa do país deles. Em 31 de janeiro, enquanto eles caminhavam para casa, saindo de uma sessão de treinamento no Estádio de Faisal al-Husseini em al-Ram, no centro da Cisjordânia, forças israelenses abriram fogo contra eles sem aviso.

Jawhar foi atingido sete vezes em seu pé esquerdo e três vezes no direito. Halabiya foi ferido uma vez em seu pé esquerdo e uma no direito. Médicos no hospital governamental de Ramallah dizem que os dois nunca chutarão uma bola de futebol de novo; na verdade, serão necessários seis meses de tratamento antes que os médicos possam avaliar se eles poderão andar novamente.

Estes dois jovens não foram acusados de nenhum delito, e nenhum inquérito foi aberto sobre as ações dos soldados responsáveis por suas lesões incapacitantes.

Assim, Caetano e Gil, Jawhar e Halabiya não estarão presentes no show de vocês em Tel Aviv. No entanto, os homens que os balearam estão livres para comparecer, se desejarem.

Roger Waters”

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Aparecida Postado em 13/Jun/2015 às 23:24

    Pois é Roger Waters, infelizmente o mundo hoje é assim: o dinheiro, o poder são os imperadores..... Pouquissimos ideais, e consequentemente idealistas...... Você talvez seja um dos últimos baluartes... Merece toda a nossa admiração!!!

  2. César Henrique Postado em 14/Jun/2015 às 00:07

    Na carta não diz que foram assassinados, foram baleados nos pés e possivelmente aleijados. Não que isso não seja terrivel, mas cuidado com as interpretações, melhor corrigir esse texto

    • Fernando Postado em 14/Jun/2015 às 11:16

      Fica muito claro o ato de sadismo dos porcos sionistas ao atirarem nos pés destes rapazes, não acha? Atirar nos pés dos garotos jogadores seria para mutilá-los e para servirem de exemplo aos que ousam sonhar com o esporte naquelas terras. ishra-hell é tão maldita que proibiu o futebol aos Palestinos e quis forçar a barra na última convenção da FIFA, esta mesma em que o Marin foi preso, para ser aceita na UEFA por se sentir "discriminada" no oriente médio. O representante da Palestina iria pedir formalmente a expulsão de ishra-hell dos quadros da FIFA devido às perseguições, proibições, atos humilhantes, mutilações - inclusive o caso destes garotos - e assassinatos impostos não só a atletas mas a todo o povo Palestino. Daí mexeram com seus cães de guarda do FBI e o mundo viu a ação cinematográfica da prisão de dirigentes da FIFA, os quais, todos que acompanham o futebol, sabia-se que eram grandes corruptos. Até a polícia civil do Rio, na copa de 2014, desbaratou uma gangue de cambistas liderada pelos capos da FIFA e não deu em nada porque esta organização sempre serviu de lavanderia para o dinheiro sujo do tráfico de armas e de drogas. Sentindo-se ameaçada, ishra-hell pôs uma marionete, o príncipe da Jordânia, como candidato a presidente da entidade na eleição para livrar-se, como sempre, diplomaticamente das acusações das monstruosidades praticadas contra os Palestinos, inclusive no futebol, mas não deu certo. A FIFA resolveu não querer dividir o poder com os terroristas israelenses e pagou alto pelo preço de ter desafiado o poder da alta grana no mundo. Vejamos no que vai dar. Quanto a nós, Brasileiros, não nos enganemos com CPIs nem investigações porque serão mudadas algumas cabeças dos postos-chave mas tudo ficará na mesma: a sionista Globo mandando e desmandando e não pagando a grana roubada ao erário pelas maracutaias; a sionista Record do 171 Edir Macedo batendo na Globo para ter direito ao seu quinhão na sacanagem e os políticos em Brasília... bem, estes, como sempre fazendo merda e inflacionando o preço de seus votos favoráveis a toda e qualquer roubalheira que se possa praticar neste país.

    • Tatiana Postado em 14/Jun/2015 às 22:55

      corrigir? eu entendi perfeitamente eles n estarao no show, não pq foram assassinados, e sim pq foram baleados, nos pes e estão no hospital (por isso n podem ir ao show) e depois de 6 meses é q saberao se voltarao a andar novamente.

      • Cesar Henrique Postado em 18/Jun/2015 às 15:48

        A carta diz que foram baleados, a noticia diz que na carta Roger Water fala que foram brutalmente assassinados. Eu concordo completamente com o Musico e tbm acho que deve haver um boicote, mas houve uma distorção no texto ai e é sempre bom tomar cuidado. "No novo texto que escreve para Caetano e Gil, Waters fala sobre dois jovens garotos palestinos – Jawhar e Halabiya – que sonhavam e ser jogadores de futebol e que foram covardemente assassinados por forças israelenses. “Assim, Caetano e Gil, Jawhar e Halabiya não estarão presentes no show de vocês em Tel Aviv. No entanto, os homens que os balearam estão livres para comparecer, se desejarem”, explica."

      • Cesar Henrique Postado em 18/Jun/2015 às 15:50

        Tatiana, não to falando pra corrigir a carta, mas sim a materia escrita pelo pragmatismo.

  3. Leonay Postado em 14/Jun/2015 às 07:19

    Foi-se o tempo em que Caetano e Gil defendiam alguma coisa... hoje são apenas dois vendidos, dois mercenários, como quase todos que ingressam neste meio. Me envergonha porque eles já não precisam participar dessa corrida frenética pelo dinheiro. Gosto do trabalho deles, mas, se ilude c essa gente quem quer, ficarei surpresa se desistirem do show.

  4. Carlos Postado em 14/Jun/2015 às 15:22

    É porque Roger Waters é comunista. Não, comunista é Gil e Caetano, apoiadores do PT. Deram a terra lá não para os judeus ficarem quietos, mas para não incomodarem. "Colocamos esses judeus ali, damos armas para eles e pronto." É como dar um bife para dois cachorros que vão brigar por ele o tempo todo. Assim ficarão ocupados o tempo todo.

    • Carlos augusto rodrigues Postado em 14/Jun/2015 às 21:14

      O PT nunca apoiou os crimes e atrocidades cometidas por Israel (Estado terrorista)

  5. Carlos augusto rodrigues Postado em 14/Jun/2015 às 21:10

    Sou baiano e peço desculpas.

  6. Aracelli Postado em 21/Jun/2015 às 00:20

    Eu não entendi.... Você diz, no início do artigo, que os dois vão se apresentar em Israel a favor da causa Palestina?! Outra coisa, não desmereço a importância de Roger Water como músico ativista, mas dizer que ele é o último roqueiro a fazer isso é um pouco exagerado, não? E o que vc me diz do trabalho de Bono?