Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direitos Humanos 11/Jun/2015 às 19:12
33
Comentários

Os interesses de Cunha e Aécio diante da redução da maioridade penal

Eduardo Cunha e Aécio Neves unem forças para aprovar a redução da maioridade penal, mas o que menos parece importar é a questão em si, diante do tabuleiro político em jogo

cunha aécio redução da maioridade penal
Eduardo Cunha e Aécio Neves se articulam para aprovar a redução da maioridade penal

Para evitar uma aproximação entre o governo Dilma Rousseff (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB), uniram forças e planejam a aprovação da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, uma vitória que vai além do que parece.

Isso porque, segundo a Folha, o que Cunha quer ajudando Aécio é tentar isolar a presidente Dilma, algo que não aconteceria se alas do PSDB que apoiam Alckmin votassem junto com o governo contra a redução da maioridade penal proposta por conservadores.

Por outro lado, Aécio quer evitar que Alckmin seja protagonista neste tema, assim como impedir que ele assuma o papel de “oposição ponderada” e coloque em xeque as atitudes de alguns tucanos que cometem excessos apenas para desgastar ainda mais o governo.

Segundo informações da Folha desta quinta-feira (11), ministros de Dilma disseram que “o acordo de Cunha com os tucanos é o time de Aécio se movimentando contra Alckmin, com objetivo de impedir a construção do governador paulista como ‘oposição ponderada’ e contando com o ‘oportunismo’ anti-governo do Cunha”.

Se a estratégia der certo, Alckmin terá duas opções: ou recua da proposta de defender maior tempo de internação de menores que cometerem atos ilícitos – e não a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, como quer Aécio – ou aceita o “constrangimento” de ficar ao lado de Dilma sozinho, em contraposição ao presidente nacional do PSDB.

Na quarta-feira (10), Cunha acertou com o PSDB os votos para aprovar a redução da maioridade penal. A movimentação do peemdebista foi uma estratégia também para “minar a articulação do ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) com os tucanos”, acrescentou a Folha. Dilma deu a Cardozo a missão de entrar em acordo com o grupo de Alckmin sobre a redução da maioridade penal. Cunha nega que tenha conversado com Aécio sobre o assunto.

Jornal GGN

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Dinio Postado em 11/Jun/2015 às 19:28

    O que eu desejo é que um Maior Penal acerte contas com estes dois bandidos!

  2. gustavoz Postado em 11/Jun/2015 às 21:11

    Faz todo o sentido.

  3. Salomon Postado em 11/Jun/2015 às 21:17

    O maior enlevo do da direita é cheirar pó e coçar o saco. O esplendor do da esquerda é contar piadas homofóbicas e racistas para deleite do da direita. Sacanear para um é religião, boemia para o outro é paixão. Um belo par de salafrários que a direita tem como âncoras, seguras e firmes, da dignidade ética.

  4. Felipe Postado em 11/Jun/2015 às 21:29

    Hehe vdd nao tinha pensando nisso faz muito sentido.

  5. Eduardo Postado em 11/Jun/2015 às 21:58

    reduzir a maioridade penal para todos os delitos é um crime... tem sim que punir os crimes contra a vida (assassinato) o trafico de drogas não é o menor que comanda e nem tem como faze-lo, então porque puni-lo por este delito se ele é apenas massa de manobra nas mãos de outros que ficam de fora só usufruindo da desgraça deles. O bom nesta junta é que uma derrota será um desinfetante para as merdas que querem fazer em nome de atrapalhar o governo. Só que estarão atrapalhado o futuro do país.

  6. João Paulo Postado em 12/Jun/2015 às 06:05

    A única coisa boa neste jogo sinistro de interesses é que a redução da maioridade - ao menos - atende antigos apelos populares.

  7. SILVIO MIGUEL GOMES Postado em 12/Jun/2015 às 07:50

    Se fizer o plebiscito perde. O povo vota contra, é só bater na tecla que só pobre vai preso e pena de morte é só para pobre (o que é verdade e está entranhado na alma do povo brasileiro). Não vi nenhum desses canalhas e nem na internet escreverem contra os estupradores da USP, muito menos pedindo a morte dos criminosos. O que sai na midia tem pouco a ver com a grande maioria do povão.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Jun/2015 às 09:55

      Admiro seu otimismo. Hoje, eu tenho certeza que o povo votaria em peso pela redução. Coisa de 85 a 90%. É muita gente trabalhando pela redução, desinformando, gente de peso e completamente desqualificada, sem preparo intelectual, sem preparo político, sem decência e sem ética, mas com um microfone poderoso na mão.

      • poliana Postado em 12/Jun/2015 às 14:40

        e com certeza a maioria tb votaria a favor da pena de morte, eduardo. infelizmente...

      • paulo Postado em 12/Jun/2015 às 15:41

        assim como a maioria votou pela dilma.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Jun/2015 às 15:52

      Pena de morte tambem. Aliás, nunca houve um clima, desde que me recordo, de tamanha aprovação popular para esses dois absurdos.

  8. Thiago Teixeira Postado em 12/Jun/2015 às 08:36

    Prezados PP, por favor, parem de colocar o termo VIOLÊNCIA no conteúdo (classificação) da página! Tem umas drogas de anti vírus, tipo o Kaspersky que bloqueia a página e a gente só entra quanto não tiver nenhum post com essa classificação na página inicial.

  9. Vinicius Matos Postado em 12/Jun/2015 às 13:07

    90% da população é a favor, por não ter ideia dos bastidores penais brasileiros, muito menos políticos. Sinceramente, se vc acha que isso vai sequer diminuir a violência, vc é sim um alienado, desculpe a "direteza", mas procure dar uma pesquisada e principalmente, vá a uma prisão, para ver como é, antes de apoiar algo relacionado ao assunto. Hoje, as prisões brasileiras, são "escolas" de bandidos, um pivete de 16 anos que entra lá por furto, ou roubo a mão armada, sai de lá estuprador, estelionatário, assassino passional, traficante ou morto, no mínimo uma dessas opções. Já nos casos mais crônicos, como nas favelas, onde os traficantes aliciam os menores para terem mão de obra que não fica muito tempo fora de atividade, apenas começarão a fazer isso mais cedo...

    • poliana Postado em 12/Jun/2015 às 14:39

      desista, vinicius. vai por mim...n vale a pena.

  10. juliano Postado em 12/Jun/2015 às 14:56

    nesse caso, 90% da população ser a favor é sim reflexo da alienação e da falta de informação.

  11. C.Paoliello Postado em 12/Jun/2015 às 15:13

    CUnha manda recado ameaçador à Ministra Rosa Weber: http://www.plantaobrasil.com.br/news.asp?nID=90956

  12. Rodrigo Postado em 12/Jun/2015 às 16:46

    (Outro Rodrigo) Temos presídios superlotados, unidades de atendimento a menor em número irrisório e 500 mil mandados de prisão sem cumprimento... Alguém se habilita a dizer aonde serão colocados os menores, com a redução? O pior é que, infelizmente, em meio a toda essa discussão infrutífera de redução, o Governo não toma a frente com propostas efetivas para lidar com a questão dos menores no mundo do crime e atendimento aos mesmos, deixando todo o espaço para a proposta em votação.

    • Felipe Postado em 12/Jun/2015 às 19:23

      É complicado porque por um lado estamos vendo atos de barbárie por menores o governo é contra mas não faz absolutamente nada para tratar esse menor a população fica nas mãos destes menores que matam estupram e são extremamente violentos a população está desesperada por uma atitude do governo (estadual municipal e federal) mas nada é feito o jeito é aprovar a maioridade aos 16 pois muitos destes menores são reincidentes ou muitos país de família vão continuar morrendo na mão deles. É triste dizer isso mas não acredito que o governo vai tomar qq atitude para dar oportunidade a estes jovens.

      • poliana Postado em 13/Jun/2015 às 09:00

        claro, claro..fôda-se tudo..o melhor é aprovar a redução da maioridade penal. isso q importa. graças a deus q temos o stf pra derrubar essa excrescência qdo for aprovada no CN.

  13. Renan Postado em 12/Jun/2015 às 17:26

    É Tipo: Eu gosto da "democracia", mas só quando ela concorda comigo. Quando discordam é fruto de alienação da população criada por pessoas de interesses pérfidos através da rede grobo.

  14. Carlos Rocha Postado em 12/Jun/2015 às 20:17

    Com a diminuição da maioridade penal jovens de 16 anos passam a ter certas liberdades graças a emancipação precoce tais como: consumir drogas lícitas como bebidas alcolicas e cigarro livremente, fazer parte de redes de prostituição e demais serviços ligados ao mercado do sexo e executar trabalhos noturnos legalmente. Pergunto: Qual o beneficio que isso traz para a juventude ou para a sociedade onde vivemos??

  15. Luiz Parussolo Postado em 13/Jun/2015 às 17:26

    Agorinha vi reportagem com o Cunha, o Calheiros e o Serra tramando a entrega do petróleo para o grande capital. Agora tá de novo o Cunha e o Aecinho e numa conversa política e sensual ao mesmo tempo e pela informação estão querendo melar o relacionamento entre Dilma e e Alckmin e isso estão jogando com a votação da menoridade penal. Só para impedir um entendimento entre os dois e não no interesse do país e da sociedade. Lixos genéticos e e ratos de bueiro são os dois, além de ninguém sabe se todos o quase todos, mas são coisas de chibungos, vadios, ratazanas bípedes com pouco pelo. Político não presta porque ninguém vota em honesto para investiduras, sempre foi assim, mas o definhamento é tão grande e acelerado que do jeito que está sendo conduzido gerações futuras nem sobre árvores vão poder morar para proteger de predadores, os que sobreviverão.

    • samuel Postado em 16/Jun/2015 às 15:54

      Pare de acreditar em tudo que vc lê...principalmente nestes sites bobocas. Vai pirar hein

  16. samuel Postado em 16/Jun/2015 às 15:51

    Perfeito Rodrigo, nada a acrescentar....Esses militontos acham que todos que apoiam a redução da maioridade acham que no outro dia os crimes vão diminuir. Redução já...e pra mim tinha que ser menos que 16, uns 12 tava bom....ou que nem existisse maioridade penal...tinha condições de avaliar o carater ilicito do fato??? Então pena nele......Ah mas o jovem tem que ser recuperado etc etc etc....na febem???/Conta outra vai...Claro que o problema continua, que é uma reforma em todo o sistema penitenciário a começar por trabalho forçado....sim , não tem querer não, tem que trabalhar e estudar em regime de disciplina militar...quero ver se não vira gente!!! Ah mas não pode né..."direitos humanos"....e o direito daquela família que perdeu um filho, que perdeu um pai, quem vai repor??

  17. Valéria Passarin Postado em 17/Jun/2015 às 14:38

    Reduzir a maioridade penal é atentar contra a integridade humana. A cadeia não educa, não transforma o ser para ser uma pessoa melhor, se assim fosse, não teríamos problemas com a intensificação da criminalidade e os presídios não estariam abarrotados. Menores precisam de educação, proteção, sociabilização e futuro. Eu não quero um depósito de marginais, eu quero um equipamento que ilumine vidas. Aumentar o período de reclusão para os que cometeram crimes hediondos, com medidas sócio educativas, com certeza seria a melhor alternativa, seria tratar para devolver a sociedade. Trancafiá-los é aumentar o contingente em condições subumanas, preparando-os para serem ainda piores. Eles precisam de formação, trabalho e um caminho de elevação espiritual. Com certeza pobre e negros seriam honrados com a lei, mas para brancos e ricos com a proteção do dinheiro a rua seria o paraíso e a impunidade um mero detalhe.

  18. Salomon Postado em 12/Jun/2015 às 20:58

    Naro Solbo, Darcy Ribeiro e Graciliano Ramos. Você pediu apenas dois.

  19. Salomon Postado em 13/Jun/2015 às 10:37

    Naro Solgo, só por meu amor ao debate, e em homenagem à sua sacrossanta ignorância: Flávio Dino e Paulo Paim. Mas, já que você roga tanta importância a esse joguete, para encher seu ego de vaidade, é claro, agora é sua vez. Não vale Hitler e Mussolini. Só os vivos.

  20. Salomon Postado em 13/Jun/2015 às 11:24

    Prazado Naro Solbo (bolsonaro), desculpa o excesso;, mas, não tem como não ofender que se posta atrás do anagrama de um fascista da prateleira debaixo e do mais baixo coturno. Demais disso, filho meu, se seu telhado é de vidro, não provoque quem joga pedra.

  21. Salomon Postado em 13/Jun/2015 às 12:34

    Naro Solbo, não me queira mal. Bom, qualquer coisa que se lhe diga deixa-o ofendido. Paciência! Mude de anagrama, pois. Quem sabe HFC, ou Sarre, ou Gerdalo, ou Tobe Rachi. Não se ofenda, de novo. Mesmo assim, antecipo meus sinceros votos de desculpas pelas ofensas à sua honra, à sua imagem e à sua dignidade, tudo por eu ter criticado você, um internauta que promove o nome de um militante da tortura, que ameaça com estupro e prega a volta do Estado de Exceção. Desculpa se o ofendi, ou ofendi seu ídolo.

  22. Salomon Postado em 13/Jun/2015 às 14:28

    Já sei, foi porque eu disse "sacrossanta ignorância", né? Ô Naro, ignorância no sentido de ignorar, porque ninguém é obrigado a saber de tudo. Assim não dá. Para debater com você a gente tem que escolher até as palavras!?!

  23. Salomon Postado em 13/Jun/2015 às 10:42

    Meu Deus, socorro, polícia!

  24. Salomon Postado em 13/Jun/2015 às 11:44

    Pela polícia de Minas, uai! Vai dizer que você, um ex pqd militar, acha que a polícia dos Estados também é da competência do Executivo Nacional? De outra banda, Naro, o que é o PSDB? Um partido em extinção sustentado por uma mídia também em extinção? Por que diabos o PT faria aliança com dinossauros fascistas? Aliás, quem, em sã consciência, quer proximidade com FHC e sua trupe, senão a revista Veja, já em estado de rigidez cadavérica? Já o Pereira, esse deveria declarar qual o Ministro do STF, militante do MST, foi colocado pelo PSDB. O mundo mineral deve estar curioso pela resposta.

  25. Salomon Postado em 13/Jun/2015 às 12:59

    Naro, um militante petista é, por definição, um contra militante psdebista. Não tem como ser uma coisa ou outra. Sou, para responder à sua indagação, como os romanos: 'in virtu medium est'. Com relação à PM, não fui claro, de fato, reconheço. Só quis dizer que todo Estado (federado), tipo assim: Minas e Paraná, tem polícias distintas cujo chefe supremo é o Governador. Pois bem, cada PM tem o tutano do respectivo Chefe do Executivo. No caso a polícia nazista do Paraná, por exemplo, tem o perfil psicológico do Beto Hitler, por força dos pilares da hierarquia e da disciplina. Entendeu? Posso estar errado, mas essa é a minha opinião.