Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 11/Jun/2015 às 12:43
35
Comentários

Deputados interrompem sessão na Câmara para rezar o 'Pai Nosso'

Bancada evangélica faz manifestação contra gays. Sob presidência de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que também é evangélico, dezenas de deputados deram as mãos, rezaram o Pai-Nosso e encerraram o ato bradando "viva Jesus Cristo"

deputados pai nosso rezam câmara
(Imagem: Luis Macedo/Agência Câmara)

Com cartazes com cenas de sexo explícito e imagens sagradas, parlamentares da bancada evangélica interromperam nesta quarta (10) a votação de um dos pontos da reforma política – a análise sobre o fim do voto obrigatório – no plenário da Câmara em uma manifestação contra a profanação da fé durante a Parada Gay, que aconteceu em São Paulo no último domingo (7).

Sob a presidência de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que também é evangélico, dezenas de parlamentares adentraram o plenário aos gritos de “respeito” e “família”. Eles contornaram os assentos dos parlamentares e subiram para a mesa e tribunas do plenário. De mãos dadas, rezaram o Pai-Nosso e encerraram a manifestação bradando “viva Jesus Cristo”.

Autor de um projeto de lei, protocolado nesta semana, que torna crime hediondo a profanação de símbolos religiosos e a discriminação de religiões, chamada de “cristofobia”, o deputado Rogério Rosso (PDT-DF) fez um discurso em seguida. Ele afirmou que os manifestantes pró-LGBT estão “fazendo o que ninguém imaginava, que é unir todas as religiões”. Outros deputados da bancada também discursaram contra a Parada Gay.

Ao final do ato, o deputado Roberto Freire (PPS-SP) reclamou do ato, que em nenhum momento foi repreendido pelo presidente da Casa. “Eu respeitei a manifestação mas não pode ter nenhuma reza neste plenário. Tem que se respeitar o plenário”, afirmou. Ele foi vaiado por alguns deputados da bancada evangélica. “Vamos respeitar a República laica brasileira”, completou.

O Tempo

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo Postado em 11/Jun/2015 às 13:40

    Chutar macumba então vai ser considerado "profanação de símbolos religiosos"? Se sim, pelo menos isso :P

  2. Claudio Rocha Postado em 11/Jun/2015 às 13:42

    E o toque para Xangô vai ser de que horas?

  3. Alexandre Bolfarini Postado em 11/Jun/2015 às 13:56

    Deprimente, tanto pela hipocrisia, quanto pelo descaso com a República.

  4. Denisbaldo Postado em 11/Jun/2015 às 14:03

    Chamar um exorcista seria mais apropriado.

    • Magali Postado em 11/Jun/2015 às 15:24

      Com toda a certeza!!! rs

    • paty Postado em 11/Jun/2015 às 15:58

      Não passam de anticristo roubam.o.dinheiro do povo e ainda reza o.pai nosso!hipócritas

  5. José Ferreira Postado em 11/Jun/2015 às 14:37

    O protesto é válido. Só não concordo com a reza na Câmara, pois acaba sendo desrespeitoso ao Estado Laico.

  6. Luiz Oliveira Postado em 11/Jun/2015 às 14:48

    Os "empresários" religiosos financiam os seus representantes. Pobre do cidadão que elege este tipo de parlamentar, agente dos " vendilhões do templo" conforme citou Jesus Cristo.

  7. poliana Postado em 11/Jun/2015 às 14:53

    agora vc quer determinar a pauta das matérias do pp???!! se vc n gosta do segmento do site, q representa 1% da mídia alternativa desse país, pq vc n ficar a vontade lá no g1, na veja, no estadão e cia? mas vem aki todo dia só pra reclamar das matérias q o pp faz? q ele está perseguindo os pobres evangélicos!? tadinhos..a bancada evangélica agora é pobre vítima do pp...Ô dó...

    • felipe Postado em 11/Jun/2015 às 15:23

      Não quero não apenas não diga que são imparciais e pare com o falso moralismo da imprensa, e sim eu venho aqui todos os dias mas como muitos outros que vieram atras de um local para debater mas pelo visto como estão deletando muitos comentários logo muitos não virão mais e sim há perseguição aos evangélicos sim e certa vez ví um comentário muito feio aqui falando mau dos evangélicos que misteriosamente sumiu assim como o meu.

  8. Grey Postado em 11/Jun/2015 às 14:59

    Por onde começar... - Primeiro, se quer conhecer perseguição religiosa de verdade, vá para a China, áreas dominada pelo Estado Islamico ou qualquer país q persegue religiões cristãs. Criticar quando alguém ou um grupo faz algo errado, religioso ou não, não conta como perseguição. - Segundo, Apelo a Problemas Maiores. "Ai, com tantas coisas acontecendo nesse país..." em uma matéria apontando um risco sério as liberdades no país (religião e estado não devem jamais se misturar), que logo conta como "uma coisa acontecendo nessa país" - Terceiro. Instituto Lula é "uma fundação suprapartidária e sem fins lucrativos, dedicada a cooperação internacional entre o Brasil, a África e os demais países da América Latina.". O nome é uma homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e ele é presidente honorário do grupo (basicamente ele possui a honra de um cargo sem os respectivos proventos ou encargos materiais) q foi fundado pelo Instituto Cidadania. - Quarto, se vai falar da Lava Jato, fale de TODOS partidos e políticos q receberam dinheiro disso, que não foi apenas o PT, mas ouvindo de vcs parece q foi só ele. - Quinto, pregar o ódio contra um grupo envolveria desumanizar esse grupo em questão. Mostra-los com algo que vai completamente contra tudo o q consideramos como moral e ético. E você vem aqui, reclama q o site esta pregando o ódio quando diante de você, tem um exemplo imenso de desumanização de um grupo (evangélicos pintando homossexuais como nada além de sexo gay, para variar) e não consegue ver a diferença? E outra. Não lembro de pessoas serem atacadas nas ruas por carregarem no carro adesivos do Aécio ou qualquer coisa que vagamente pudesse ser relacionado a partidos de direita, o que aconteceu com qualquer um q sequer parecesse ser de esquerda ou a favor do PT. Então, recomendo você olhar com atenção a quem esta pregando o ódio contra quem.

  9. Magali Postado em 11/Jun/2015 às 15:23

    Sou evangélica e os incompetentes de Brasilia menos trabalhar para o que foram eleitos.... Se tudo é liberado espero que façam escalas aos diferentes cultos a cada semana no plenário! Existem deputados satanistas por lá???? Façam-se avante!!

  10. eduardo Postado em 11/Jun/2015 às 15:39

    depois fundamentalistas sao os muculmanos.

    • Deisi Postado em 11/Jun/2015 às 18:18

      Estado Laico? Com essa corja fundamentalista esqueça! Do jeito que as coisas andam, daqui a pouco vão levar o malafeia para converter os satanistas.

    • Joao Postado em 12/Jun/2015 às 00:28

      Então vai lá e faz uma parada gay despeitando o Deus dos muçulmanos e depois vc me conta o que aconteceu...protestou é fundamentalista..hahahaha

      • Sandro Postado em 12/Jun/2015 às 04:40

        Vai lá e prega o Evangelho de Cristo aos radicais muçulmanos, cara pálida. Nem gays nem cristãos têm que dizer nada sobre muçulmanos, pois isso não reflete nossa realidade.

      • Sandro Postado em 12/Jun/2015 às 04:45

        A oposição ressentida, incapaz de aceitar a derrota nas urnas, e vingativa, principalmente aquelas de classe média e classe alta, ainda vai derramar lágrimas de sangue pelos resultados fanatizantes que em poucos anos estarão destruindo o nosso país. Eduardo Cunha é filho bastardo dessa oposição.

  11. Gustavo Horta Postado em 11/Jun/2015 às 16:05

    E a quadrilha vai deixando seus rastros, vai deixando suas pegadas. Em breve, a inquisição! Não se esqueçam, PINTO NÃO TEM OMBRO. Depois não me digam que eu não avisei.

  12. Breno Miranda Postado em 11/Jun/2015 às 16:06

    Não se pode meu caro, em hipótese alguma misturar as coisas. Garanto que se fosse feito na Câmara um "passe" de Umbanda ou Candomblé, a maioria desse povi estaria aqui criticando. Nosso Estado é laico e isso deve ser respeitado. Se quiserem sair nas ruas e protestarem, ok. Mas dentro do parlamento que representa toda a Nação, isso não pode. É ilegal e imoral. Fere os princípios básicos da nossa constituição. No país não existe livro mais importante que a constituição. A Bíblia é importante para os Judeus e Cristãos. O Alcorão é importante para os muçulmanos. O livro de Mórmon é importante para os mormons. Mas quando se trata do País, da coletividade, da Nação, o livro mais importante é o constituição e essa foi desrespeitada no parlamento que foi eleito para resguardá-la. Essa política de corruptos e fundamentalistas está acabando com o Brasil.

  13. Eduardo Ribeiro Postado em 11/Jun/2015 às 16:25

    Estado laico? Oi??

  14. Arlete Nieviadomski Postado em 11/Jun/2015 às 16:35

    O Estado é laico, conforme reza a constituição, portanto, está se infringindo uma norma. Cadê os deputados contrários a essa palhaçada? Ficaram com medo de se expor?

  15. Rodrigo Postado em 11/Jun/2015 às 16:42

    (Outro Rodrigo) É um abuso atrás do outro. Há religiosos ofendem homossexuais; em seguida, há homossexuais que ofendem religiosos; segue-se, então, religiosos que ofendem o Estado Laico... Hoje, sim, vivemos a "Era dos Extremos" a que se referiu Eric Hobsbawm.

  16. Estado Laico Postado em 11/Jun/2015 às 16:47

    O Nazismo Cristão está próximo. Chutar santa pode, invadir cultos afo-brasileiros pode. Essa história de "cristofobia" é o auge do ridículo! Que já viu um evangéllico sendo agredido por causa de sua fé religiosa no Brasil... Já está mais do que na hora da sociedade civil brasileira começar a reagir, antes que seja tarde e o Estado seja tomado pelo obscurantismo.

  17. Silva Postado em 11/Jun/2015 às 17:39

    Não venha moço no PP, vai pro IG e G1, sua cara seu perfil!

  18. Ariane Farah Alvarenga Postado em 11/Jun/2015 às 19:24

    Um Estado que não se garante como laico acirra disputas religiosas e o surgimento de facções fanáticas em diversos níveis e sentidos. O fanatismo floresce, sobretudo na superação e combate de um sentimento de humilhação e na eleição de inimigos, reais ou fantasiosos. Não sejamos ingênuos, religião e paz são auto-excludentes na medida em que Narciso acha feio o que não é espelho. É preciso que os cidadãos e governantes compreendam que o Estado laico é a garantia da igualdade religiosa e da paz e harmonia das instituições por não privilegiar nenhuma fé em detrimento da outra. Deveríamos, portanto impedir qualquer menção religiosa dos candidatos e agentes públicos.

  19. Romilda Raeder Postado em 11/Jun/2015 às 23:10

    [via Twitter] Romilda Raeder @RaederRomilda 2 min @CamaraDeputados , essa turma deveria tomar uma dose de Bonsensum 750mg e voltar para suas igrejas. O ESTADO É LAICO! http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/06/deputados-interrompem-sessao-na-camara-para-rezar-o-pai-nosso.html …

  20. Cassia Postado em 12/Jun/2015 às 05:52

    Palhaços e hipócritas. Simples assim.

  21. Antonio Palhares Postado em 12/Jun/2015 às 09:13

    "Porém que vejo ali,que quadro de amarguras,que canto funeral,que tétricas figuras. Que cena infame e vil. Meu Deus,meu Deus que horror".Dá um tempo....

  22. diego Postado em 12/Jun/2015 às 09:28

    Perseguição aos evangélicos não existe. No máximo uns e outros falam mal como falam dos vizinhos. Mas aí a questão é individual, não social, logo o legislativo não tem que se meter. Absurdo o que está acontecendo. Cristãos, vão para a igreja. No plenário vocês devem estar como deputados, porque não me interessa no que voces acreditam ou deixam de acreditar

  23. Junipero Postado em 12/Jun/2015 às 13:46

    Eles realmente acham que enganam alguém? Ou eles escolhem o que ofende a "Cristo"? Se profanar simbolo religioso e discriminar será passível de código espero que ao menos façam isso para todas as religiões e façam o favor de não criar nada contra quem se declarar seguidor de nenhuma...

  24. Jorge Dib Postado em 12/Jun/2015 às 18:28

    Antigamente, cafetão só ficava em putheiros, hj estao abrindo Igrejas e trocaram a tradicional putha por uma nova que rende bem mais grana, nome dela? Jesus Cristo.

  25. Stella Postado em 13/Jun/2015 às 01:33

    Até ver pornô pode, mas votar projetos voltados pra população não, né? Belos representantes.

  26. Sergio Carneiro Postado em 13/Jun/2015 às 03:43

    E daí se eles rezaram um "Pai Nosso" ou se sacrificaram uma galinha preta? Um estado laico é a liberdade religiosa e garantias que o Estado não interfira na religião. Para mim os deputados podem até queimar uma cruz de cabeça para baixo, contanto que não façam leis favorecendo essa ou aquela religião.

  27. Wanderson Postado em 15/Jun/2015 às 14:35

    Não vi nada demais no evento. Só são palhaços dançando em um picadeiro de hipocrisia. No mais,o que esses senhores acreditam ou não ,não é da nossa conta.Foi pra isso que nós os colocamos lá?É da nossa conta o que eles estão fazendo para acabar com os absurdos desse país.Mas não,eles estão lá para criarem mais e mais absurdos, para nossa vergonha e constrangimento da nação.

  28. Daniel Santana Postado em 16/Jun/2015 às 02:02

    Rumo à Santa Inquisição.