Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 30/Jun/2015 às 15:48
15
Comentários

Cocaína e cerveja são usadas em igreja para provar cura do vício

Bispo leva drogas ao púlpito da Igreja Universal para oferecer a dependentes. Religioso, que diz curar o vício, leva crack, cocaína, cerveja e maconha para que sejam dados e recusados pelos voluntários

cocaína igreja cerveja universal vício

Pedro Rocha, Terra Magazine

O diálogo abaixo ocorreu no púlpito de uma igreja Universal do Reino de Deus em São Paulo, entre o bispo Rogério Formigoni e um homem que se disse viciado em “pedra, pó, cachaça, maconha” há 20 anos. Foi gravado e divulgado na página do Facebook pertencente ao líder religioso.

– Vê o que que é primeiro?
– Cocaína!
– Você quer cheirar?
– Dá ai, deixa eu dar um tiro!
– Eu vou te dar. Pera ai. Você tá com muita vontade?
– Tô!

O homem que se diz viciado participa do que seria uma sessão de cura ao lado de sua esposa. Ele afirma ter perdido tudo para a droga. Após o que seria um tratamento religioso feito pelo bispo, vem o momento da prova. “Cadê a cocaína que entregaram, antes de a gente jogar (fora) a gente faz um teste”, diz Formigoni. É entregue ao religioso um pino de plástico que, segundo ele, contém cocaína. “Sente o cheiro”, diz ao viciado, que faz cara de nojo após cheirar o pino. A mesma cena se repete mais adiante, porém com cerveja e maconha.

Outros vídeos como este, em que drogas ilícitas são levadas ao púlpito para serem oferecidas aos supostos viciados curados, foram publicados na página pessoal do bispo. Em outro, crack é levado ao voluntário da vez.

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) afirmou que irá encaminhar uma cópia do vídeo para a Central de Inquéritos Policiais (CIPP), “requisitando a instauração de inquérito policial para apurar a veracidade das imagens”.

Vídeo:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo Postado em 30/Jun/2015 às 16:32

    (Outro Rodrigo) Se já não fosse muito absurdo levar substâncias entorpecentes para dentro de uma igreja, tenha-se ainda a disposição da Lei de Drogas: "CAPÍTULO II - DOS CRIMES - Art. 33. [...] oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, [...] entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente [...]: Pena - reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa."

    • Márcio Postado em 30/Jun/2015 às 20:06

      mas aí é na Igreja, vão dizer que tinha um intuito religioso...se fosse no baile funk, já tinham prendido meio mundo....

      • Rodrigo Postado em 01/Jul/2015 às 09:53

        (Outro Rodrigo) Marcio, de posse das imagens o MP já pediu a necessária apuração. Seja, pois, em igrejas, em sede de partidos, em faculdades, centros de tradições, bailes funk etc., meu posicionamento é o mesmo.

  2. ADRIANO Postado em 30/Jun/2015 às 16:38

    Embora tudo parece um teatro ou uma palhaçada não posso ter um julgamento apropriado pq o vídeo foi editado durante o tal "tratamento"

  3. Marcelo Postado em 30/Jun/2015 às 16:44

    Acho que a Lei é clara... Se for droga, tem que pagar por ofercer. Se não for, tem que pagar pra deixar de ser MENTIROSO.

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 30/Jun/2015 às 16:58

    Patifaria sem limites.

  5. Junipero Postado em 30/Jun/2015 às 17:30

    Depois de depoimento de ex-defunto tudo é possível.

  6. Salomon Postado em 30/Jun/2015 às 19:43

    Um curandeirismo tão primitivo e vulgar que dá até vontade de chorar. Essas "denominações" estão cheias de pessoas com sofrimento mental, mas de boa-fé, que se deixam levar por esses - como disse um colega acima - patifes.

  7. vilmar Postado em 30/Jun/2015 às 20:34

    isso é que é uma grande piada, pra enganar os mal avisados ou os ingênuos brasileiros que acreditam neste tipo de coisa...

  8. Ivonildo Cezar Postado em 01/Jul/2015 às 00:54

    O vídeo não prova nada aparentemente, o suposto figurante pode ser teatrólogo amador agindo em conjunto com o pastor e sua igreja. Nem tudo que se vê na internet é verdadeiro. Prefiro acreditar numa investigação mais acirrada, tendo em vista tratar de substâncias ilícitas já previstas em Lei. Cabe ao Ministério Público tomar a iniciativa, ou, melhor, o Ministério Público tem a obrigação de investigar esse caso. O vídeo serve apenas como presunção de prova.

  9. Marcos Loc Postado em 01/Jul/2015 às 05:29

    Eu acredito nessas curas.

    • poliana Postado em 01/Jul/2015 às 15:36

      vc está sendo irônico, né??!!!

  10. beto Postado em 01/Jul/2015 às 12:59

    Fazem esse teatro todo só pra engana fiel! Descobre q o filho fuma um baseado e já paga metade do salario pra "cura" o familiar! Milagra milagre alguns dizem! Falcatrua e pilantragens que infelizmente parece que para alguns funciona mas vem com im custo muito alto

  11. Line Postado em 01/Jul/2015 às 13:29

    Tem várias igrejas evangélicas usadas para lavagem de dinheiro, inclusive dinheiro vindo do tráfico de drogas.

  12. Meire Postado em 18/Jul/2015 às 06:00

    Existe um império criado há anos pela IURD e até parece que alguém pode fazer algo contra isto!