Redação Pragmatismo
Compartilhar
Polícia Militar 10/Jun/2015 às 15:34
34
Comentários

"Chamem o Batman!", diz PM ao se recusar a atender ocorrências de assalto

“Gente do bem está em casa agora! (…) quem frequenta esse tipo de evento não quer PM perto. Agora aguentem! Chamem o Batman! Ou o super homem”. Mensagens do Comandante do 9º Batalhão da Brigada Militar de Porto Alegre vazam e causam constrangimento à corporação. O PM pediu desculpas após a repercussão negativa do episódio

pm brigada militar porto alegre batman

Um oficial da Brigada Militar sugeriu a pessoas que relataram ocorrências de assalto no Parque da Redenção, em Porto Alegre, que pedissem a ajuda do “Batman” e do “Super-Homem”. A declaração partiu do comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coroenel Francisco Vieira, a dois jornalistas, em diálogo travado em um grupo do WhatsApp integrado por PMs e jornalistas.

“Quem frequenta esse tipo de evento não quer BM (Brigada Militar) perto. Agora aguentem! Que chamem o Batman! Ou o super-homem (sic)”, escreveu no grupo na noite do último sábado (6), composto por policiais e jornalistas.

O motivo da conversa seriam as denúncias de pouco policiamento e vários assaltos durante a Serenata Iluminada, evento organizado pelas redes sociais e que prega a ocupação de espaços públicos durante o período noturno na capital gaúcha. No sábado, o Parque da Redenção recebeu milhares de pessoas, mas o tenente-coronel Vieira fez pouco caso da movimentação.

“Gente do bem está em casa agora! (…) Então que saiam dali. Eu não aconselho a ficar ali. Até porque se eu mandar uma viatura lá, com dois PMs, serão hostilizados”, continuou o policial.

Voltou atrás

Cerca de 1h30 depois, após a repercussão negativa do caso, o oficial afirmou no mesmo grupo de WhatsApp que a Brigada “nunca se negou a atender qualquer ocorrência”. Tentou justificar ainda que, nestes casos, deve ser usado o telefone 190.

“Foi um mal entendido. De maneira nenhuma isso é posição da Brigada Militar. Mas estão querendo usar isso (as declarações) para dizer a Brigada não faz nada. O que comentamos ali (no WhatsApp) é uma rede social, não um canal formal. E não recebemos nenhum chamado pelo 190”, alegou.

No domingo (7), o comandante da Brigada Militar na capital gaúcha, Mário Ikeda, negou que a mensagem do tenente-coronel representasse uma resposta oficial da corporação. Ao jornal Correio do Povo, um dos organizadores da Serenata, Pedro Loss, garantiu que foi feito um pedido oficial junto à BM para que fosse feita a segurança do evento, já realizado anteriormente em outros parques de Porto Alegre e na Praça da Alfândega, no Centro da cidade.

A repercussão do caso foi tamanha que a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) usou a sua página no Facebook para condenar as declarações do policial. “Ora, a que triste ponto chegamos”, escreveu.

A ‘orientação’ de procurar o Batman não é nova entre autoridades de segurança do Sul do País. O ex-secretário de Segurança do Paraná, deputado federal Fernando Francischini (SDD-PR), chegou a usar o seu Facebook para postar uma mensagem semelhante para quem “não gosta de polícia”.

com informações de Zero Hora, Brasil Post e Rádio Gaúcha

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. pedro luiz Postado em 10/Jun/2015 às 15:45

    poxa vida, muita má fé de quem posto a mensagem do grupo ,por isso mesmo cuidado com os amigos do seu grupo .

    • poliana Postado em 10/Jun/2015 às 15:53

      hahahahahaha..claro...a atitude do policial foi ok, né?! ta "sertu"...

      • Paulo Rozendo Ferreira Postado em 10/Jun/2015 às 20:28

        Primeiro aprenda a escrever, para depois tecer comentários, Se policial não quer trabalhar para dá segurança a população que peça baixa da vida militar, eles são pago com o dinheiro do povo, para trabalhar pelo povo

  2. poliana Postado em 10/Jun/2015 às 15:52

    que é isso..apenas uma exceção...essa corporação é exemplar..foi apenas um caso isolado, n foi defensores dessa maldita corja?!

    • Bruno César Pires Postado em 10/Jun/2015 às 16:10

      O problema é que quase todo dia tem um "caso isolado"

    • José Ferreira Postado em 10/Jun/2015 às 16:23

      Chame o Batman!!!

      • poliana Postado em 10/Jun/2015 às 19:20

        prefiro o rick grimes, querido.

    • Bruno Postado em 10/Jun/2015 às 17:00

      Sim! A corporação é formada em sua maioria por cidadãos comuns, como nós, e eles sofrem dos mesmos problemas. Se você acha que a maioria que está lá é corrupta e cruel, procure que se levante da cadeira e vá lá conhecer o pessoal que trabalha e o que eles passam. Não fique presa a um lado.

  3. Gilberto Pereira Postado em 10/Jun/2015 às 16:02

    O governador da o exemplo: lembram do caso do piso ? não foi punido nas urnas, agora conseguiu seguidores

    • Tchekowski Postado em 16/Jun/2015 às 13:35

      O atual governador Sartori, durante a campanha de 2014, ao ser indagado sobre o pagamento do piso nacional aos professores, respondeu "quer piso? Vá no Tumelero", uma das empresas de material de construção mais conhecidas no Estado. E não foi só isso. Sartori se demonstrou totalmente desqualificado durante toda a campanha, sempre fazendo piadinhas de mau gosto e sem se comprometer com nada, apenas surfando no ódio ao PT. A RBS, afiliada da Globo, que detém o monopólio da mídia no RS e SC, tinha lançado a senadora Ana Amélia Lemos, sua ex-funcionária, tentando eleger o seu terceiro governador depois de Antonio Britto e Yeda Crusius, que foram um fiasco. Os eleitores não caíram nessa e o segundo turno foi com Tarso Genro do PT e o Sartori do PMDB, plano B da RBS. O sentimento anti-petista disseminado pela Globo e RBS foi quem elegeu o despreparado Sartori. Ao assumir em janeiro, extinguiu imediatamente a Secretaria Estadual de Política para as Mulheres, que tinha 42 funcionárias e tinha conseguido a redução de 34% dos feminicídios nos quatro anos anteriores. Também proibiu nomeações de concursados e acabou com todas as horas extras, principalmente as da Segurança Pública, que era o que mantinha o mínimo de serviços. O pagamento dos servidores estaduais só é garantido através da Justiça. Não repassa recursos a hospitais. Só aumentou a verba de publicidade destinada à RBS. A eleição de José Ivo Sartori e seus primeiros desastrados seis meses de governo, servem como exemplo de que o caos generalizado não é, de forma alguma, melhor do que eleger o PT. Se alguém acredita que isto é distorção dos fatos, basta pesquisar no google.

  4. Gustavo Sá Postado em 10/Jun/2015 às 16:02

    PM? Pelo nome do grupo e na própria conversa o cara fala "Não querem BM por perto", vcs sao cegos? Ou covardes mesmo? Notícia cretina. Se tem alguma seriedade nesse site CORRIJAM! Pq qualquer imbecil sabe q isso se trata de bombeiros militares. Olha o brasão do grupo. Vcs tao se fingindo de besta agora é? Sou frequentador do site, e concordo com a maioria das coisas postadas aqui. E sou POLICIAL MILITAR, mas sejam honestos consigo mesmo.

    • Administrador
      Administrador Postado em 11/Jun/2015 às 17:04

      Olá, Gustavo Sá. Percebe-se que você não é do Rio Grande do Sul. A sigla B.M significa Brigada Militar, que refere-se à Polícia Militar do Rio Grande do Sul. Confira o que diz o próprio site da Brigada: "A Brigada Militar do Rio Grande do Sul (BMRS), ou simplesmente Brigada Militar (BM), é a força de segurança pública que têm por função o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul. No âmbito jurídico, a BMRS enquadra-se como polícia militar nos termos do artigo 42 da Constituição Federal de 1988. Os brigadianos, portanto, são considerados militares do Estado do Rio Grande do Sul". (Att)

    • Silva Postado em 11/Jun/2015 às 18:09

      Aprendeu Gustavo Sá, (BM) Brigada Militar, que mico imbecil! Estuda menino! KKKKKK, podia dormir sem essa, mas quis bancar o sabidão, tomou!

  5. Jota Postado em 10/Jun/2015 às 16:30

    O batman seria uma boa .-.

  6. Wylie Postado em 10/Jun/2015 às 16:54

    Prefiro o Homem De Ferro.

    • Dinio Postado em 10/Jun/2015 às 22:07

      Já eu ... prefiro a Mulher Maravilha...kkk

  7. Bruno Postado em 10/Jun/2015 às 16:57

    Na verdade o evento nem foi comunicado a polícia e sim, no evento promovido pelos jornalistas eles seriam hostilizados, como é a forma comum de se tratar qualquer policial, sem distinção, pela esquerda brasileira. Agora a resposta da autoridade foi bastante ridícula, independente do conteúdo ele deveria atender o chamado, mostrou ter pouca postura para o trabalho.

  8. Eduardo Ribeiro Postado em 10/Jun/2015 às 17:27

    Quem lê quase acredita que foi um caso isolado, uma exceção.

  9. João Paulo Postado em 10/Jun/2015 às 17:45

    Verdade, o PP tem omitido informações (obtidas de outros veículos de comunicação, ressalte-se) para agredir a Polícia Militar. Quem leu a notícia completa, sabe que o Comandante explicou adequadamente a conversa. Maconheiro e criminoso são seres humanos que cometem erros. O Policial Militar também. Outro papo furado que já deu é a desmilitarização da PM. Volta e meia aqui se publicam notícias de violência e racismo policial nos EUA, que não possui policiais militares.

    • Pedro Costa Postado em 10/Jun/2015 às 23:15

      "Maconheiro e bandido" não são pagos pela população, nao misture as coisas!

    • João Paulo Postado em 11/Jun/2015 às 01:58

      Não sabia que presídios e centros de tratamento tinham custo zero ...

  10. Eduardo Postado em 10/Jun/2015 às 19:53

    O mesmo a xingar o PM, liga depois pedindo socorro, e o pobre PM não pode recusar, nem recle de ser mau tratado, insultado.... PM também e ser humano, porem p direitos humanos só interessa vida de criminoso.

    • Nathália Postado em 11/Jun/2015 às 08:57

      Se está em serviço, ele não tem direito de negar socorro a quem fez o pedido. A desculpa de não ter sido feito pedido oficial por 190 é ridicula, o pedido chegou a ele de alguma forma, então ele é responsável!

  11. Salomon Postado em 10/Jun/2015 às 20:28

    Quando a Constituição diz que todos são iguais perante a lei; quando diz que o servidor militar tem que cumprir a lei; eu acho que alguém foi enganado.

  12. Eduardo Postado em 10/Jun/2015 às 21:56

    A liberdade é um bem precioso, mas a vida é muito mais... e apesar de achar que o policial deveria atender o chamado, mas o que ele falou não deixa de ser uma verdade... pois sabemos que "a noite todos os gatos são pardos" e a título de liberdade muitos se arriscam contando com uma segurança pública que todos sabemos não ter como estar em todos os lugares... aí estou com o policial... quem frequenta bocada tem mesmo que arcar com as consequências... garanto que pai e mãe pede para que não façam isto.

  13. Vinis Postado em 10/Jun/2015 às 22:23

    Gostaria de saber por que meus comentários nunca são publicados, enquanto comentários de individuos como Pereira e Bolso Naro sempre são...

  14. Deisi Postado em 11/Jun/2015 às 07:49

    Se morasse no Paraná, com certeza preferiria o Batman! Se bem que a policia de São Paulo não é diferente, Só me resta clamar pela proteção de Deus e dos anjos, única solução, graças a deus até hoje não precisei desses seres, espero jamais precisar.

  15. SILVIO MIGUEL GOMES Postado em 11/Jun/2015 às 08:32

    O elemento deve ser punido. A justificativa que ele deu serve para qualquer ocasião, sempre inventariam um motivo qualquer. Não estamos seguros em lugar nenhum. Dentro de templos (qualquer religião) tem ocorrido furtos e até mortes).

  16. Rose Postado em 11/Jun/2015 às 09:56

    É O que dá nao pensar antes de falar. Independente do que ele acha sobre a região, o serviço dele é prestar segurança.

  17. Paulo Ngo Postado em 11/Jun/2015 às 10:30

    Esse policial, ou seja la oque for deveria chamar o Dr. house quando alguem da familia dele ficar doente!!!

  18. Fernando Henrique Postado em 11/Jun/2015 às 11:46

    São apenas vitimas da sociedade, e estao sendo criminalizados por uso de uma substancia natural que é permitida em diversos países. Que atraso dessa sociedade falida e corrupta.

    • Carlos Postado em 12/Jun/2015 às 16:10

      Ele ta certo no Brasil 70% da população não merece absolutamente nada, se arriscar pra que?

  19. Tchekowski Postado em 16/Jun/2015 às 13:48

    A PM no RS é Brigada Militar. Está sem as mínimas condições de trabalho graças a um governador despreparado que se elegeu apenas por conta do sentimento anti-petista bem espalhado pela RBS-Zelotes. Sartori é o modelo de estado mínimo.

  20. Tchekowski Postado em 16/Jun/2015 às 13:42

    Máquinas de convencimento são os teclados de aluguel. E não convencem nem a si próprios. No RS o problema não está na Polícia Militar, mas sim no governador eleito pelo monopólio da RBS, afiliada da Rede Globo e uma das mais envolvidas na Operação Zelotes.