Redação Pragmatismo
Compartilhar
Esquerda 11/Jun/2015 às 18:51
12
Comentários

As 10 melhores universidades da América Latina

No ranking atualizado das 10 melhores universidades da América Latina, cinco são brasileiras. A lista foi publicada pela Quacquarelli Symonds (QS), renomada empresa especializada em avaliação educacional, que também divulgou a relação das melhores universidades do mundo

melhores universidades brasil mundo
USP lidera a lista da QS para a América Latina, seguida pela Unicamp e pela Pontificia Universidad Católica de Chile

A Universidade de São Paulo (USP) voltou a liderar o ranking das melhores universidades da América Latina publicado pela Quacquarelli Symonds (QS), renomada empresa britânica especializada em avaliação educacional, após ter perdido a liderança em 2014 para a Pontificia Universidad Católica de Chile (UC).

Na lista deste ano, o segundo lugar ficou com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e há outras três instituições brasileiras no top 10 do QS: a Universidade Federal do Rio de Janeiro (URFJ), que ficou em 5º lugar, a Unesp ficou em 8º e a Universidade de Brasília (UnB) ficou em 10º.

Como em anos anteriores, o Brasil continua a dominar o ranking, com 17 instituições entre as 50 melhores. Um comunicado da QS ressaltou o desempenho “particularmente impressionante” da Universidade de Brasília, que saltou sete posições no ranking deste ano.

O avanço da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Federal de Santa Catarina também foram destacados. Ambas ganharam 17 posições e saltaram das posições 40º e 41º, para 23º e 24º, respectivamente.

Ranking QS para a América Latina
1- USP
2 – Unicamp
3 – UC do Chile
4– Universidad de Chile
5 – UFRJ
6 – Univ. Nacional Autónoma de México
7 – Universidad de Los Andes (Colômbia)
8 – Unesp
9 – Inst. Tecnológico y de Estudios Superiores de Monterrey (México)
10 – Universidade de Brasília (UnB)

O instituto também deu destaque para o fato de nove entre as 10 melhores instituições no quesito produtividade, ou seja, estudos publicados.

No entanto, o Brasil teve um desempenho inexpressivo no que concerne o impacto dessas investigações, que diz respeito ao número de vezes que esses estudos foram citados por outros papers.

“As universidade do México, Argentina e Colômbia se destacam em certas áreas, mas seguem atrasadas na tarefa de conseguir uma consistência no desempenho geral, como as instituições do Brasil e do Chile”, afirma Ben Sowler, diretor de pesquisas da QS.

“O alto número de estudantes por professor é um problema para várias instituições educacionais públicas da região.”

De fato, as universidades que lideram o ranking geral da QS (divulgado no ano passado) têm bem menos alunos do que as brasileiras.

Os primeiros lugares do ranking mundial são ocupados por, respectivamente, MIT (com 11 mil alunos), Cambridge (18 mil), Imperial College (14 mil), Harvard (21 mil), Oxford (22 mil), enquanto a USP tem mais de 90 mil estudantes.

Realizado desde 2011, o ranking leva em consideração indicadores como produtividade, impacto dos estudos, presença online, proporção de professores com PhD e reputação acadêmica e dos funcionários.

BBC

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Eduardo Postado em 11/Jun/2015 às 22:02

    a melhor é a USP... 90 mil alunos, pena que a formação não é visa o respeito aos semelhantes pelo que assisti em video de um debate sobre cotas de minorias.... pelo que vi no vídeo a turminha lá se acha mais que os outros....

    • Miga Tado Postado em 15/Jun/2015 às 15:47

      cota = preconceito. Se você á o direito a um negro de ter uma vaga só porque ele é negro, mesmo que a nota dele não seja a melhor, você estará retirando o direito de um branco, oriental ou indigna pobre de entrar ali, mesmo que este tenha tirado a melhor nota. Se você dá a um pobre o direito de entrar, você poder estar tirando a oportunidade de uma mulher negra de casse média, se você der vaga a uma mulher que torou uma nota pior, você poderá estar tirando a oportunidade de um negro ou de um pobre. Cotas são sempre injustas com alguém. Cotas são uma solução paliativa de governos populistas que não querem resolver a educação básica pública para assim poderem continuar tendo voto de gente ignorante e feliz em ser enganada com ideias como COTAS!!!

  2. Junio Postado em 11/Jun/2015 às 22:32

    Parabéns a USP! Pena que não submetem seus alunos ao ENADE onde é avaliado o conhecimento destes! Talvez pelo medo de perder este status, sei lá... mas, quem sou eu para criticar os métodos de avaliação da renomada empresa britânica Quacquarelli Symonds, mas utilizar quantidade de estudos publicados ou referenciados ao meu ver, não parece o melhor indexador para avaliação de curso superior... mas parabéns a USP e as outras listadas, e fica o recado à galerinha do ITA, IME, UFsCar, FATECs, entre outras, vamos publicar estudos científicos, não importa sobre o que, afinal, o impacto das publicações brasileiras são inexpressivas mesmo!

    • José Ferreira Postado em 12/Jun/2015 às 00:18

      A inveja mata. Um abraço uspiano para vocês.

      • Junio Postado em 12/Jun/2015 às 08:08

        kkkkkkkkkk... mas se não matar! Ao menos motiva!

    • Miga Tado Postado em 15/Jun/2015 às 15:54

      É bom mesmo é sem como o povinho bunda que defende que quem estuda mais não deve ter direito às melhores vagas nas universidades. Povinho bunda que acha que quem trabalha mais e melhor não tem direito aos melhores empregos com melhores salários. Povinho bunda que quer ter o direito a incompetência a e a preguiça. povinho bunda que ganha cargo comissionado por indicação política, mas jamais consegue passar em concurso ou em ser contratado após analise curricular por empresa privada. Povinho bunda nomeado por politicos corruptos e que um dia já foram estudantes engajados em causas que visam o "bem comum" (é o que eles querem fazer parecer em seus discursos). Povinho bunda responsável por este país agora estar afundando...

  3. César Postado em 12/Jun/2015 às 00:29

    As faculdades particulares não apareceram na lista. São tão inferiores assim? Engraçado que no ensino fundamental e médio, a situação é ao contrário.. Parabéns à USP! Quero entrar em Letras lá...

    • José Ferreira Postado em 12/Jun/2015 às 14:30

      Boa sorte. Se você se inscreveu no ENEM, elas poderão também te levar à USP, pois, a partir do próximo vestibular, haverá uma reserva de vagas via ENEM.

    • Luís Postado em 13/Jun/2015 às 19:03

      A FGV e o Insper são superiores à USP em admnistração e economia, mas não aparecerem na lista porque por algum motivo técnico - que nunca entendi -elas não são consideradas "universidades". O ITA e o IME também não aparecem, caso contrário absolutamente estuprariam a USP nas áreas de tecnologia, até mesmo por conta do nível dos alunos.

  4. Carlos Postado em 12/Jun/2015 às 16:17

    Infelizmente aquela minoria retardada de esquerda estraga a faculdade.

  5. André Postado em 19/Jun/2015 às 15:40

    Nenhuma universidade cubana? Mas dizem que a educação de lá é top!

  6. micheli Postado em 30/Jun/2015 às 13:45

    se esuqceram da melhor de todas ...as que entram qualquer pessoa que termina o ensino medio , a melhor que eu tanto amo ! a que nao existe cotas ! é publica ! medicina também se alguem tem duvidas ,aqui estudante é ouro ...nada mais é que ARGENTINA um pais para todos e todas e que comparte sua educaçao com todos os latinoamericanos...uma explosao cultural que no Brasil nao tive a oportunidade.