Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 27/May/2015 às 10:50
38
Comentários

Intentona conservadora: indignação ou medo da mudança?

Necessitamos de uma sociedade menos conservadora, com relações mais humanas, que priorize a convivência em harmonia, recheada de empatia, e para isso é essencial que as disparidades e distorções produzidas por séculos sejam atacadas.

direita conservadora fora dilma lula pt medo mudança

Cássio Garcia Ribeiro* e Mário Tiengo*, Pragmatismo Político

Quem são os barulhentos manifestantes que protestam pelas ruas, varandas e redes virtuais brasileiras em 2015? Defendem que tipo de Estado? Qual seu grau de politização? Como se informam sobre o que está acontecendo no Brasil? O que pensam sobre a desigualdade social no Brasil? Defendem políticas afirmativas? Qual sua visão sobre o “Bolsa Família”? Advogam a favor da criação de um imposto sobre grandes fortunas, reforma tributária que elimine a regressividade da carga tributária brasileira? São partidários da reforma agrária? O que pensam sobre as ciclofaixas e faixas exclusivas para ônibus, no Brasil e no exterior? Como se posicionam acerca da união civil homoafetiva? Qual seu parecer sobre a regulação da imprensa? Possuem alguma posição a respeito da reforma política?

Não é difícil perceber que as respostas para cada uma dessas perguntas nos permitirão traçar um perfil conservador. São avessos a reformas estruturais, tanto na economia, quanto na sociedade. Estão indignados, mas sua indignação seleciona seus alvos. Defendem a alternância no poder, mas, descaradamente, mantém os tucanos no poder em São Paulo há duas décadas – e essa afirmação pode ser comprovada com base nas pesquisas feitas nas manifestações de ruas, em que a grande maioria declarou voto nesse partido, mesmo que tenham suas ressalvas. Assim, o discurso de ódio propagado por parte da imprensa encontra terreno fértil entre essas pessoas.

De acordo com relatos, não foram poucos os episódios de desrespeito e intolerância presenciados nas passeatas que ocorreram em diversas cidades brasileiras neste ano. Há aqui um caldo de cultura perigoso, que flerta com o fascismo. Embora possamos traçar diferenças com as jornadas de junho de 2013, principalmente na sua origem, os “apolíticos” que tomaram conta daquele movimento e gritavam “sem bandeiras” e rejeitavam (muitas vezes violentamente) os militantes dos partidos de esquerda, voltaram com força, agora mais homogêneos, já que sem a presença de grupos identificados com as esquerdas – se naquela época, bandeiras e referências partidárias eram rechaçadas, hoje, qualquer camiseta vermelha torna o cidadão passível de ser agredido. Aqueles que foram aos estádios para cantar o hino nacional e em seguida ofender a presidenta da República diante do mundo descobriram que também podem ir às ruas; diante disso corremos o risco de ver a barbárie se instalar perigosamente em nossa sociedade.

Não raro, quando expomos nossas vozes ou nos exprimimos, por qualquer meio, ponderando o perigo do maniqueísmo e da disseminação de ódio, dialogando com a história de nosso próprio país, somos acusados, entre outras coisas, de sermos cegos aos fatos que abnegadamente tentam nos mostrar. Rebatidos, no campo individual, longe das turbas raivosas que descontam todas as suas frustrações na figura de uma pessoa, de um partido, ou de uma comunidade específica, dizem-se a favor do diálogo.

Mas como dialogar com um grupo que considera necessário combater os que pensam distintamente e que possuem outras visões de mundo? Que inferioriza o diferente? Que vocifera contra a legalização e formalização de direitos trabalhistas de empregadas domésticas, que vê na inclusão de toda ordem um mal e destila ódio e animosidade quando vê que perdeu sua (quase) exclusividade no uso de aeroportos? O que leva alguém a se indignar com programas de erradicação à pobreza, programas de inclusão nas universidades, programas que levam médicos a lugares carentes e aos rincões do país? Programas que tem sua iniciativa e execução elogiados (e até copiados) por toda parte, de países em desenvolvimento aos desenvolvidos? Quando são acusados de disseminarem o ódio, dizem que é indignação. Mas essa mesma indignação nos casos (e não são poucos) de corrupção envolvendo outros partidos que não o da presidenta e do seu criador e ex-presidente? Contra a corrupção sistemática no(s) Estado(s) brasileiro, a estrutura viciada da nossa administração pública, os nossos legislativos e judiciários? Da imensa sonegação de impostos colocada em prática por empresas privadas do país? Dos repetidos casos de trabalho escravo flagrado nas indústrias, nas grandes fazendas?

É preciso cuidado para que não se transforme em hegemonia a ideia de que o povo seja apenas uma agregação qualquer de homens ou uma sociedade mantida junta, com algum vínculo jurídico. Precisamos ir além disso, necessitamos de uma sociedade com relações mais humanas, que priorize a convivência em harmonia, recheada de empatia, e para isso é essencial que as disparidades e distorções produzidas por séculos sejam atacadas.

Desigualdade só se combate tratando os desiguais na medida de sua desigualdade. É pouco compreensível que aqueles que mais possuam, se incomodem ao ver ascender aqueles que, historicamente, pouco tiveram; é pouco aceitável que desconheçam, ou ignorem, propositalmente, a história da formação da sociedade brasileira. É como se o valor de seus bens (físicos, financeiros, culturais, etc) estivesse referenciado na exclusividade de possuí-los. As respostas às perguntas feitas acima podem nos dar um direcionamento nesse sentido, mas, vale pensar também, quem alimenta nossas insatisfações? Ou, o que as alimentam?

*Cássio Garcia Ribeiro é professor do Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e Mário Tiengo é especialista em Governança Pública e colaboraram para Pragmatismo Político.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Marcos Vinicius Postado em 27/May/2015 às 11:58

    E quem mente mais, o PIG ou os "petralhas"? Ou ambos mentem igualmente?

  2. Danila Postado em 27/May/2015 às 12:39

    É sério mesmo que alguém acredita que o que motiva essa insatisfação são "programas de erradicação da pobreza", "programa de inclusão na universidade", "programa que levam médicos a lugares carentes", " a perca de exclusividade no uso do aeroporto"?? Ahhh vá!! Isso definitivamente não é o que tem motivado estas manifestações. Quem quizer que acredite nessa desculpa esfarrapada.

    • Pedro Accioli Postado em 27/May/2015 às 14:03

      Desculpa esfarrapada nada! Mas é a mais pura verdade! Os coxinhas reclamam que o PT é o partido mais corrupto de todos (o que não é verdade), mas a maioria deles não fazem por merecer e já vi muitos deles praticando atos considerados imorais no dia a dia (dar um jeito para não pagar multas, sonegar impostos, etc...)! A revolta dos coxinhas é porque não querem ver a população pobre, negra e parda melhorarem de vida! Coxinha odeia pobres! Simples assim minha cara!

      • Pedro Accioli Postado em 28/May/2015 às 09:12

        Nado. Você viaja mesmo cara! Aonde o PT está transformando este país em um regime comunista? Só no seu sonho! Temos o congresso mais conservador desde 1964 e um ministro da fazenda fazendo medidas neoliberais! E aonde já se viu regime comunista dar lucro a bancos privados? Aff! Estou vendo que você acredita que qualquer medida de redistribuição de renda é medida comunista! Aff denovo! Você não sabia que os EUA só se transformou em um país desenvolvido, com bem estar social de fato devido à política do "New Deal" promovida por Franklin Roosevelt, promovida após a "grande depressão" provocada quebra da bolsa de valores de Nova York em 1929 e nela teve forte intervenção estatal na economia, baseada na cartilha do economista John Maynard Keynes! Entre o início do New Deal até o início do governo neoliberal de Ronald Reagan, os EUA viraram um país comunista devido ao intervencionismo estatal? NÃO! Portanto, menos cara!

      • Pedro Accioli Postado em 28/May/2015 às 09:58

        Então, me diz, o que você defende então cara? Quais propostas para saúde, educação, segurança, saneamento, habitação, etc... Me diz, o que você defende? Ou só defende a saída do PT? Sem mais!

      • Pedro Accioli Postado em 28/May/2015 às 11:39

        Eu sabia que você não tinha argumentos nenhum Nabo! Eu quis perguntar agora sobre propostas para melhorar o país e você não me respondeu nada! Então eu posso concluir que você não passa de um coxinha otário que não quer um país melhor, só quer o PT fora do poder e mais nada, e está dando razão ao que eu falei o tempo todo! Eu também não vou responder mais nada em que você for postar! Você não é digno de conversa! Passar bem!

      • Fábio Postado em 28/May/2015 às 15:04

        Leu sim bobão (Nabo), só que continua sem argumento.

      • Pedro Accioli Postado em 28/May/2015 às 16:03

        Pereira: mais um coxinha que não respeita a opinião alheia, um intrometido e nem entendeu o que eu disse! Se liga: o antigo regime comunista possuia uma economia planificada e controlada totalmente pelo Estado, o que não é caso do Brasil! E outra: John Maynard Keynes também pregava intervencionismo estatal e me parece que lembrando intervenção estatal, vocês coxinhas só lembram de Marxismo! A China atualmente nem é mais um regime comunista economicamente falando, porque já tem bastante economia de mercado lá´, mas ainda é uma ditadura comunista de partido único! Acontece que qualquer política de redistribuição, coxinha já vem falando que é prática comunista! Passar bem otário!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 27/May/2015 às 14:42

      Sim, a elite branca paneleira está incomodada. Extremamente incomodada. Não é questão de acreditar. Estamos lidando com verdades incontestes, com fatos. Fatos a gente observa, analisa, tenta entender o porque deles estarem ocorrendo. Não estão sujeitos a interpretação, a "gostar" ou "acreditar".

      • Eduardo Ribeiro Postado em 27/May/2015 às 15:28

        O que seria uma prova mais cabal e incontestável do quanto nossos reacinhas estão incomodados do que o termo "bolsa-esmola"? São 11 letrinhas que carregam todo o ódio de classe, todo preconceito e toda mágoa pela perda de privilégios.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 27/May/2015 às 16:03

        Eu gostaria que fosse mais. Como sou brasileiro, não um traidor da pátria, por mim quero que o BF receba incrementos e melhorias sempre que possível. Diferente dos fascistinhas, paneleiros, marchadeiros, distintos senhores da elite branca, essa racinha sem moral nenhuma que fala "bolsa-esmola" e odeia saber que esse dinheiro FAZ DIFERENÇA para quem o recebe, deixando-os MENOS VULNERÁVEIS. É maldade demais a pessoa saber que tem gente que precisa, e ser contra, e chamar de bolsa-esmola, e bater panela na varanda-gourmet contra isso...

      • Pedro Accioli Postado em 28/May/2015 às 09:23

        Os coxinhas tem que entender, é que o bolsa familia é um "empurrão" do governo para as pessoas mais pobres poderem ter condições de se ascenderem socialmente, eu mesmo não considero um programa perfeito (tem gente que recebe o benefício que não trabalha, é fato, mas na verdade 75% da população que recebe o bolsa família trabalha e duro!), Mas sem este programa, milhões de pessoas não teriam condições de conseguiriam se ascender socialmente 100% por mérito mas nem que a vaca tussa! E ainda estariam passando fome até hoje! Como o povo que passa fome iria ter condições de ascender socialmente ou até mesmo ter forças para trabalhar sem ter o que comer e sem ter um "empurrão" do Estado? Em resumo, os coxinhas em si, ou são tapados, ou são dígnos de serem chamados de analfabetos políticos! E não merecem respeito nenhum a opinião deles, porque eles mesmo já começam a desrespeitar a opinião dos outros! Sem mais!

      • Fábio Postado em 28/May/2015 às 15:09

        Quem acha que 180 reais do Bolsa família não faz diferença pra pessoa comer, não sabe de nada! Não tem a menor noção do que é fome e deveria ficar bem quieto e não arrotar asneiras aqui. Quando não se sabe de um assunto, não se comenta. Se bem que acho que não precisa passar fome pra saber ou ter uma vaga ideia do que é isso... por isso me espanta ainda mais alguém ser contra um programa que mata a fome de uma criança, que podia ser seu filho. Sim, podia. Pois esse mundo não é um mundo de meritocracia, ainda que vc, coxinha, erroneamente, pense isso.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 28/May/2015 às 15:04

      Dose é ler que há comunismo - COMUNISMO!!!!! - no Brasil. Esse povo lamentável da direita canalha brasileira já não se contenta em apenas ser um bando de mentecapto analfabeto político. Agora além disso tem que também semear a ignorância pra enganar a molecada incauta que lê essas bostejadas. Não há Comunismo algum aqui. Eu não canso de dizer: abram um livro de história, de sociologia...vão estudar. Essa rapaziada que escreve "Brasil Comunista" espumando, com dedos trêmulos, babando de ódio, tem que urgentemente largar internet e meter a cara nuns livros pra parar de bostejar tanto.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 28/May/2015 às 22:22

      Onde você está vendo Revolução Socialista, velho? Que alucinógeno é esse que você usa? Não é "só porque não está estatizando nada". A praxis política brasileira hoje, em nivel nacional, tem nada ou quase nada de "socialista". Que lamentáveis suas definições de "comunismo" e "revolução socialista", a cada palavra digitada você demonstra um desconhecimento colossal, é de uma indigência intelectual que dá tristeza. Parece os tiozões que jogam dominó na praça que tem medo do Lula tomar a casa grandona deles pra entregar pra uma familia gigante e botar os tiozões numa casinha pequena. Vai estudar, Pereira. Pare de pegar conceitos já enviesados de gurus da direita, Olavão astrologo, Mises...vai direto na fonte, leia alguma coisa edificante. Esse seu analfabetismo talvez ainda tenha cura.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 29/May/2015 às 11:00

      Vai estudar, Pereira...até pra citar um Emir Sader tem que estudar, menino. Olavão cartomante tem que fazer um supletivo pra poder dar bom dia pro Emir, não é caminhando pra ser um "tiozinho de mesa de dominó" que você vai conseguir abordar a intelectualidade de um Emir Sader, e isso porque você citou um bem meia boca...

  3. Marcos Vinicius Postado em 27/May/2015 às 14:22

    Ah tá bom! Até parece que a maioria do povão tem acesso a esse PIG que você descreveu.

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 27/May/2015 às 14:45

    Poxa...vocês mudaram o Brasil. As micaretas dominicais dos distintos senhores da elite e os panelaços que ecoaram das varandas-gourmet transformaram essa nação para sempre....

    • Eduardo Ribeiro Postado em 27/May/2015 às 15:23

      Não seja modesto. Os distintos homens brancos da elite, cantando o hino nacional, de verde-e-amarelo, dando as mãos e clamando pela volta da ditadura e "nos invadam papai USA", mudaram esse país e ainda nem se deram conta disso...e os panelaços das varandas-gourmet, poxa...vocês colocaram Lulão na parede mesmo, hein? Botaram Dilma no seu lugar, ela está murchinha, e graças a vocês e suas varandas-gourmet barulhentas...

  5. Riaj Postado em 27/May/2015 às 14:55

    Será que os coxinhas vão bater panela e sair às ruas com as camisas da CBF? Quando a Grobo vai mostrar o DARF?

  6. Silva Postado em 27/May/2015 às 15:30

    Que bom! deve ser porque descobriram que é cesar souza, "maria". KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!

  7. aquino Postado em 27/May/2015 às 16:13

    Pereira vc era pra estar trabalhando na rede grobo, como analista político-social.

  8. poliana Postado em 27/May/2015 às 21:07

    olavo de carvalho??? sério maria cesar souza???? kkkkkkkkkkk

    • Viniciuss Postado em 27/May/2015 às 21:23

      Pede pra não ser levada a sério, Olavo de Carvalho é uma piada ambulante

  9. S Rod Postado em 28/May/2015 às 08:06

    O PIG Vigarista midiotiza os coxinhas metidos a coxinhas.

  10. Pedro Accioli Postado em 28/May/2015 às 09:36

    Qualquer coisa falada por este senhor citado, eu não levo a sério!

  11. Carlos Correa Postado em 28/May/2015 às 10:14

    O fato concreto é que a direita brasileira, representada pelas grandes empresas de mídia, por banqueiros, por partidos conservadores como DEM, PSDB, PPS, PP e outros, além de parte da classe media, não querem um Brasil desenvolvido, com um capitalismo pujante e distribuído nas várias regiões do país.

  12. eu daqui Postado em 28/May/2015 às 11:36

    Ninguém consegue relaçoes mais humanas nem convivencia harmoniosa atraves da vitimização de uns e vilanização de outros.

  13. eu daqui Postado em 28/May/2015 às 11:37

    TAMBÉM ACHO QUE TEM QUE RULAR SANGUE, MAS DA PETRALHA E DA TUCANALHA E NÃO DOS TRABALHADORES.

  14. Pedro Accioli Postado em 28/May/2015 às 16:08

    Governista? Ahahahahahahahahahahah! Você é uma piada cara! A nossa grande mídia é golpista sim senhor! Ela mete o pau no governo do PT o tempo todo! Como pode ser governista? Uma grande piada isso! Pereira, não dá para levar a sério o que você fala! Passar bem!

  15. Roberto Pedroso Postado em 28/May/2015 às 23:14

    É incrivelmente pobre o nível de argumentação de certos apedeutas claudicantes que defendem medidas anti democráticas se apresentam como os filhotes órfãos da ditadura e pedem a renuncia da presidente que acabou de ser eleita democraticamente,acredito que aqueles que apregoam "saudades da época da ditadura" e insistem em hastear a bandeira da renuncia da presidente recém eleita não possuem apreço pela democracia e seus ideais,afirmo se tratar da mesma gentalha traiçoeira que apoiou o golpe civil militar que torturou,matou e cerceou a liberdade dos cidadão em nome da defesa da pátria contra a possível e suposta atuação de uma "ameaça comunista",sendo que este argumento covarde sempre foi usado para se justificar os abusos praticados por uma ditadura tenebrosa e assassina; recomendaria a estes que apregoam a volta da ditadura o retorno imediato e inadiável aos bancos escolares para aprenderem mais sobre a História do Brasil,aquela escrita com "H"maiúsculo por historiadores e não a que é contada de forma obtusa por articulistas de jornais/blogs e semanários de conduta tendenciosa e insidiosa que se baseiam, não em fatos, mas em opiniões( sempre tresloucadas).A direita não precisa apenas de mais leitura, o caso é ainda mais grave pois a direita precisa sim primeiro aprender a ler!

  16. Roberto Pedroso Postado em 03/Jun/2015 às 00:37

    A ascensão do pensamento conservador nunca trouxe nada de positivo ou propositivo para o desenvolvimento do pais até bem porque o obscurantismo presente no pensamento conservador preconiza apenas a manutenção das estruturas sociais e de poder de tal forma que as mesmas atendam unicamente aos interesses das classe dominantes,vemos um rancor social brotar entre aqueles que se indignam por ver as classes menos favorecidas se beneficiando com (parcos)avanços sociais promovidos pelos programas do governo em politicas de transferência de renda e por outras ações afirmativas que chegaram a promover pequenos avanços sociais,isso é o motivo da revolta da camada mais conservadora da população, a mesma parcela de nossa sociedade que prestou apoio ao golpe civil militar, diante deste quadro é impossível ficar impassível por tamanho absurdo e disparate,mas enfim em uma democracia devemos aprender a lidar com toda a sorte de opiniões e pensamentos, inclusive daqueles que são ignorantes políticos e que pouco ou nada sabem sobre História do Brasil.

  17. felipe Postado em 27/May/2015 às 11:59

    Caro moderador, gostaria de saber porque meu comentário foi removido? Não ofendi a ninguém não coloquei nenhuma mentira etc... Não acho que esta seja a política do PP.

  18. Felipe Peters Berchielli Postado em 27/May/2015 às 16:02

    Aham...PP doutrinador censuardor,por isso posts do Pereira são tão raros. Se o seu comentário não foi aprovado provavelmente continha alguma ofensa ou ocorreu algum problema técnico mesmo.

  19. felipe Postado em 27/May/2015 às 16:25

    Não é a primeira vez que acontece, desculpe não é erro técnico já ouvi essa palavra da outra vez é por querer mesmo.

  20. Roberto Pedroso Postado em 29/May/2015 às 10:36

    Mais uma atitude comprobatória da demonstração de como a gentalha insidiosa age, tentam sempre desqualificar,quando não generalizar, as opiniões contrarias as suas convicções isso ocorre em decorrência do simples fato de não possuírem argumentos sólidos para rebater no campo retorico das ideias suas teses frágeis e sem sustentação intelectualmente plausíveis.Estes que enaltecem e preconizam a volta da ditadura é que são os verdadeiros traidores da Pátria covardes insidiosos.Tanto é assim que não possuem coragem nem mesmo de assinarem seu verdadeiro nome em seus comentários.

  21. Roberto Pedroso Postado em 30/May/2015 às 00:09

    Estruturo meus argumentos sobre os fatos,sobre a História (escrita com H maiúsculo),que comprova sem sombra de duvidas o quanto a ditadura foi maléfica e seus resultados ignóbeis e o quanto ela atrasou todos os setores de nossa sociedade meus argumentos estão em qualquer compendio sério de História do Brasil.Me revolta vermos estes mesmos apedeutas(ou talvez seria agora suas proles?) que apoiaram o golpe civil militar de 64 voltando de seus covis novamente empunhando as mesmas bandeiras com os mesmos argumentos tendo em mente os mesmos objetivos já sabidos que tão caro custaram ao País; não entenderam(ou não aceitam)que vivemos em um regime de democracia onde impera o estado democrático de direito(ao contrario das teses conspiratórias tresloucadas),onde a vontade das urnas deve ser soberana e sempre respeitada,mas essa gente tem pouco apreço pela democracia vejo com decepção o vicejar do conservadorismo que serve de base para posturas autoritárias;mas tratando de meus argumentos eles estão em qualquer livro(sério) de História recente do Brasil,basta como escrevi antes, saber ler.....

  22. Roberto Pedroso Postado em 07/Jun/2015 às 15:09

    Como disse em uma democracia devemos saber lidar com as opiniões de todos inclusive daqueles que não possuem preparo para estabelecer um dialogo maduro sobre politica,que preferem generalizar todos aqueles que não compartilham de suas teses e opiniões se valendo de conceitos e frase feitas e velhos clichês(se discordam de mim são "esquerdopatas" ou "militantes" doutrinado por partido de esquerda), isso talvez levados por uma conduta quase que infantil em não admitirem opiniões contrarias ou por não terem disposição intelectual para tentarem compreender os fatos para além de sua visão de mundo,é mais fácil sempre generalizar ( acusando os outros de "esquerdistas"ou de " militantes partidários" ou de "esquerdopatas"),estranho é percebemos que tal postura é recorrente na atitude de colunistas que,não por coincidência, estão muito em voga ultimamente( como Rodrigo Constantino),para estes a generalização e o uso de conceitos e fases feitas são a muleta sob a qual se amparam pois para os mesmos é tarefa lancinante se esforçar no campo intelectual para tentar contra argumentar com ideias bem fundamentadas e assim tentar contrariar no campo da retorica os conceitos daqueles que pensam de forma divergente.