Redação Pragmatismo
Compartilhar
Polícia Militar 05/May/2015 às 11:43
141
Comentários

Ex-PM diz que não se arrepende de ter agredido mulher em banco

“Não bate arrependimento até hoje. Tenho a certeza de que cumpri o meu dever”. Luiz Fabiano de Aquino foi exonerado da PM após a divulgação do vídeo que flagrou a violenta agressão. A própria corporação repudiou sua atitude: “conduta inadmissível”

pm banco violência policial
Soldado que atirou cliente de banco no chão foi exonerado pela PM (Imagem: Pragmatismo Político)

O policial militar flagrado agredindo uma cliente em uma agência do Banco do Brasil em São Paulo foi exonerado pela corporação. O incidente foi registrado em agosto do ano passado mas só agora divulgado e, consequentemente, difundido nas redes sociais.

Luiz Fabiano de Aquino, mais conhecido como Soldado Aquino, autor da agressão contra uma mulher identificada como Cláudia Viera Moss, diz que não se arrepende dos seus atos. “Fiz o certo”, afirmou.

Cláudia teria ficado presa na porta giratória da agência bancária por possuir um pedaço de metal em um dos braços. Ela explicou que mostrou a bolsa várias vezes, mas nem assim a sua entrada foi liberada.

A Polícia Militar foi acionada para permitir o acesso à cliente, mas o que se viu na gravação [vídeo abaixo] não foi exatamente isso.

Soldado Aquino e Cláudia discutiram por algum tempo. O PM perdeu a cabeça e chegou a atirar violentamente a mulher no chão. “Eu estou lhe dando uma ordem!”, grita a policial. Aquino é criticado por testemunhas da ação, enquanto há quem apoie a atitude do PM.

“Eu posso utilizar de força! Eu te chamei dez vezes…”, diz o PM durante a ação, tão logo a cliente se retira da agência.

Sem arrependimento

“Fiz apenas o meu dever”, disse Aquino em recente entrevista. De acordo com Aquino, Cláudia “cometeu um crime ao desobedecê-lo”. Ele tentou justificar a agressão: “ela caiu acidentalmente”.

O ex-policial também acredita que a vítima cometeu um segundo crime: impedir o direito de ir e vir das pessoas, já que permaneceu parada diante da porta giratória durante cerca de meia hora.

Aquino não fala em arrependimento. “Não bate arrependimento até hoje. Tenho a certeza de que cumpri o meu dever”, alegou. “O policial deve escalonar a forma de atuar, da forma mais branda para a forma mais forte. Primeiro grau é a presença policial. O segundo grau é a verbalização. Já o terceiro grau é o contato físico. Foi até onde chegou”, considera.

Cláudia rebateu as declarações do ex-PM. “Como me recusasse a sair do banco, fui arrastada e jogada com violência contra a parede de vidro, caindo ao chão. Enfim. Hematomas por todo lado e o brio no chão”, escreveu.

A Polícia Militar reprovou a atitude de Aquino. “A conduta do policial militar é inadmissível. O policial militar que aparece na filmagem foi exonerado”, informou em nota a corporação.

Vídeo do incidente:

Recomendados para você

Comentários

  1. Jonas Postado em 05/May/2015 às 11:51

    O pior que um verme desses vai fazer o que agora? Ou ser segurança ou bandido, pela falta de caráter dele, com certeza bandido. Devia ter sido preso.

  2. Andre Postado em 05/May/2015 às 11:54

    Eu juro que faria uma merda se presente!

    • Antonio Candido Da Silva Postado em 05/May/2015 às 12:31

      Maria da penha nele kkkkkkkkkkkkk ou só serve se é que serve p marido ?

  3. Italo lima Postado em 05/May/2015 às 12:04

    Ela montou um circo e prejudicou o policial.

    • Kamila Postado em 05/May/2015 às 13:10

      Montou porra nenhuma!!!! Ela ja estava sendo constrangida pelo banco fdp! O policial tinha q alem de ser exonerado, PRESO. Mas como esse país de merda nao dá em nada.... Pensamentos como o seu q esse país ta fudido.

      • Dada Postado em 05/May/2015 às 14:28

        É só processar o banco, simples ganha uma boa grana, ja aconteceu comigo e mandei chamar o gerente e ameaçei de processo , num instantinho abriu

    • Eduardo Postado em 05/May/2015 às 13:25

      Ah, quer dizer que a culpa agora é da vítima?

    • Marcos Vinicius Postado em 05/May/2015 às 13:28

      Foi ele que SE prejudicou!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 05/May/2015 às 14:07

      Olha isso...A CULPA É DA MULHER COVARDEMENTE AGREDIDA. É de perder a fé na humanidade ter que ler um absurdo desse naipe. Italo é do tipo que diz pra todo mundo que "se essa vagabunda não estivesse de shortinho tão curto, e se estivesse rezando numa igreja ou em casa tomando leite com sua avó, não teria sido estuprada. Portanto a culpa é dela". De gente canalha assim o país é cheio.

      • Rose Postado em 05/May/2015 às 14:29

        Que bom q tem alguem q fala a verdade desses machistas fdp

    • Silva Postado em 05/May/2015 às 14:58

      As imagens mostram filho, mereceu ser exonerado, desejo sinceramente que um dia você fique preso na porta do banco,encontre um meganha bem esquentado para engrossar seu coro.

  4. Luiz Quatá Postado em 05/May/2015 às 12:05

    Sou a favor do PM, agiu com firmeza e cumpriu a lei, a mulher é quem errou....ss

    • Rafael W. Peniel Postado em 05/May/2015 às 12:18

      Talvez se fosse sua mulher ali, acho que não teria ficado do lado dele. Ou melhor, talvez se não fosse uma mulher ali.

      • Tiao Postado em 05/May/2015 às 14:30

        Esse ai deve ser solteiro ou no minimo abandonado pela mulhef

    • Luís Fernando Postado em 05/May/2015 às 12:53

      Eu tb. Dou toda a razão para o policial.

      • Kamila Postado em 05/May/2015 às 13:11

        tB TERIA DADO, SE FOSSE A SUA MAE A SER AGREDIDA. DARIA ATE PARABENS PRA ELE. E ate certificado de PARABENS

      • Eduardo Postado em 05/May/2015 às 13:26

        Vcs só podem estar loucos! Não é possível que eu estou lendo isso.

      • rafael Postado em 05/May/2015 às 13:57

        felizmente o comando da PMSP não é vc! ainda bem q exonerou esse bandido e bandido bom é bandido morto !

    • Camila Postado em 05/May/2015 às 13:07

      Tanto cumpriu que foi exonerado.

    • Kamila Postado em 05/May/2015 às 13:11

      Queriam q tivesse sido a tua MÃE ALI. Tb tera apoiado o PM!

    • rafael Postado em 05/May/2015 às 13:55

      qual a lei?

    • Erets Israel Postado em 05/May/2015 às 14:02

      Agiu com firmeza? Queria ver essa firmeza contra bandidos que roubam a rodo por aí e os traficantes que ficam parados em toda e qualquer esquina sem serem incomodados. Néscio!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 05/May/2015 às 14:50

      Esse "SS" no final é muito adequado ao seu comentário estúpido, Luiz Quatá. É sua assinatura? Parabéns. Está se assumindo assim como os demais fascistinhas que andaram comentando aqui.

    • Isaura Postado em 05/May/2015 às 15:05

      Ok, poderia ser uma parente ou amiga sua! Queria ver se vc aplaudiria a atitude dele da mesma forma!

  5. Rogerio Postado em 05/May/2015 às 12:09

    Nunca vi tanta ignorância. Deve ser preso isso sim. Duvido que fizesse isso com uma madame rica.

    • Erets Postado em 05/May/2015 às 14:05

      E talvez por entre o meio de seus glúteos tenha escorrido seu telencéfalo...

  6. lana Postado em 05/May/2015 às 12:18

    Cara. gente. olha na boa....pq ela n veio? O policial nao tem o direito de usar a força em nome do estado? Acho q sim. Pra mim foi uma filhadaputagem exonerar elE.

  7. André Bruce Postado em 05/May/2015 às 12:19

    Menos um bandido fardado nas ruas. Criminoso, vagabundo, covarde. Coloco no mesmo saco os que por acaso defendam ou tenham defendido esse verme.

  8. Vera Postado em 05/May/2015 às 12:23

    Cabeça quente quem tem é o pm

  9. Luís Fernando Postado em 05/May/2015 às 12:24

    Exato, Rodrigo. Autoridade policial não pede, MANDA!!!

    • Carlos Luciano Postado em 05/May/2015 às 12:56

      Por pensamentos como o seu que a sociedade está doente dessa forma, por pensamentos como o seu que a violência impera e por pensamentos "pobre de espirito" como o seu que nós merecemos a sociedade a qual estamos inseridos.

    • Maurício Postado em 05/May/2015 às 12:58

      Autoridade policial é o delegado de polícia.

    • Maurício Postado em 05/May/2015 às 13:01

      Putz. Mais um bandido nas ruas. Mas, pelo menos, ESTE não cometerá mais crimes sob a proteção de um distintivo.

    • Marcos Vinicius Postado em 05/May/2015 às 13:09

      E desde quando policial é semi-deus pra "mandar" nos outros dessa maneira? Somos ou não somos iguais perante as leis? Primeiro que ela já estava com raiva do constrangimento que passou pela porta giratória, não seria estranho uma reação nervosa né? Segundo, ela é uma mulher, não seria mais correto uma policial ter feito a abordagem? Terceiro, por ele ser autoridade ele DEVERIA ter mais calma e equilíbrio. E por último, ele é pago com dinheiro dos impostos que ela, eu e você pagamos.

    • Marcio Andrei Postado em 05/May/2015 às 13:12

      Mais um filhote da ditadura

    • dordinel Postado em 05/May/2015 às 13:13

      Só para esclarecer... PM é agente policial e não autoridade policial, que é o Delegado de Policia por mais que alguns, ao arrepio da lei se arvorem de 'autoridade'. Outra coisa, quem desrespeitou a lei foi o banco que negou o acesso a mulher. Bancos são espaços públicos e não podem fazer isso. O policial deveria ter solicitado a liberação da mulher e não a agredido.

    • Josias Postado em 05/May/2015 às 13:30

      Fascistas precisam aprender que, acima da vontade de um policial, existe a LEI. Se a autoridade policial "manda" algo contra um direito do cidadão, está infringindo o art 146 do código penal. "Falta de educação" não é crime. Constrangimento ilegal é.

    • SALES Postado em 05/May/2015 às 13:32

      Manda só se for em você, policial têm que respeitar trabalhador que paga o salário dele, não existe essa mandar, ninguém aqui ou ela é malando de favela desamparado social não. Policial têm que ter equilíbrio, pois mesmo sendo humano ele não pode errar, vida estão em jogo, esse cara ai anda muito nervosinho se ele achou que foi desacatado desse ordem de prisão e ponto e não agredir para impor respeito queria ver se ele teria feito isso se fosse um cabra macho pra sentar-lhe a mãozada no pé da orelha, covardia, nada justifica e palmas pela exoneração foi aplicada corretamente até imagino o que esse cara não faz nas escondidas.

    • Daniel Postado em 05/May/2015 às 13:45

      Em primeiro lugar, meu caro Luís Fernando, soldado não é autoridade policial. Autoridade policial é delegado. Em segundo lugar, autoridade ou não, fato é que qualquer policial é um servidor público, como o próprio nome sugere, eles existem para servir ao povo, eu como servidor público que sou tenho plena consciência disso e todos os servidores também deveriam ter, afinal são pagos com o dinheiro do povo para servi-lo, não o contrário. A exoneração foi pouco pra ele, deveria estar preso.

    • rafael Postado em 05/May/2015 às 13:54

      autoridade maior é a constituição ela derruba autoridade de juiz,desembargador,q dirá de um policial q mal completou o ensino médio. e ela(constituição )diz:“Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei"! tds q insistem em ir contra tal determinação é criminoso,bandido,e bandido bom a gente jah sabe :é morto!(soldado aquino o senhor é bandido)!

    • Diego Bessa Postado em 05/May/2015 às 13:57

      Como autoridade, ele devia se portar como tal. O guarda claramente perde a paciência e quando diz que vai arrancar a mulher a força da porta giratória ele acaba com qualquer chance de resolver a questão. Como autoridade que busca estabelecer a ORDEM, o soldado precisa ter tranquilidade para poder lidar com pessoas nervosas que podem gerar transtorno, se o policial cai pra dentro direto metendo porrada ele se torna parte da desordem (por isso eu acho que policial militar deveria passar por um exame psicológico mais rigoroso, para evitar a entrada de pessoas que buscam antes de qualquer coisa um alvo para bater). O guarda precisava ter inspirado paciência à mulher e pedido para revista-la para que pudesse entrar. Era claro que ela não tinha armas, se tivesse ele teria dado voz de prisão.

    • jullia Postado em 05/May/2015 às 14:11

      perfeito! ele não pede manda !!

    • Paula Postado em 05/May/2015 às 14:11

      Manda tanto que foi exonerado.

    • Andrade Postado em 05/May/2015 às 14:54

      Bichona enrustida... Quem gosta tanto de autoridade gosta de um falo penetrante...

    • Luan Bernardi Postado em 05/May/2015 às 15:05

      Policial não manda nada, a mulher estava sendo constrangida numa empresa privada, o policial deveria ter chamado o gerente do banco e tomado as devidas providências contra a empresa, não contra a cidadã. Ademais ela não estava cometendo crime algum, ficar parado na porta do banco não é crime e o banco dispõe de outras saídas, não quiseram abrir somente para tumultuar. Impressionante ver como o policial defende o banco, e não um cidadão.

    • Silvana Postado em 05/May/2015 às 16:00

      Infelizmente uma mulher teve que passar por tamanhã humilhação, para que um CALHORDA não fizesse mas parte da PM, quantas vidas foram poupadas com a exoneração dessa FERA, se com tantas pessoas presentes ele fez isso, imagino se essa coitada estivesse sozinha..DEUS TARDA MAS NÃO FALHA NUNCA!

    • Bruno Postado em 05/May/2015 às 22:55

      Manda caso alguém esteja cometendo crime ou em caso de revista. Fora isso, não manda em nada. Ela poderia, inclusive, dar voz de prisão por abuso de poder com base no Art. 301.

    • Fernando Postado em 06/May/2015 às 07:20

      UI, pau mandado.

  10. Putin Postado em 05/May/2015 às 12:29

    É parece que não são só os PIGs que curtem manipular a opinião pública... hehehe

  11. Antonio Candido Da Silva Postado em 05/May/2015 às 12:30

    Ex soldado e muito mal preparado o canalha!!

  12. ilma de araujo Postado em 05/May/2015 às 12:40

    O problema não é a falta de educação de ambos , mais a truculência que o policial usou para demostrar autoridade . Perdeu com a arrogância .

  13. denise Postado em 05/May/2015 às 12:40

    e pior do que aninal pois o animal so ataca se sentir ameaçado esse covarde que usava uma farda deveria bater em um homen nao em uma mulher endefesa seu lugar e em uma jaula junto com leoes bem bravo queria ver sua valentia

  14. Flávio Postado em 05/May/2015 às 12:41

    A mulher ia assaltar o banco acaso? desnecessária atitude da pm que sempre abusa da "autoridade"... engraçado uma corporação que só agride e prende cidadão, já politico rouba e e ainda manda eles baterem em professores... alguma coisa ta errada neste pais...

  15. Pablo Postado em 05/May/2015 às 12:43

    Rapaz, quem tinha que ser educado e respeitar alguém aqui era o PM! PMs são treinados pra DEFENDER a população, e não atacá-la! A mulher não tem sequer porte pra apresentar alguma ameaça ao policial. Se a pessoa não sabe lidar com cargo público, que largue o emprego, é melhor. Infelizmente há pessoas nesse país ignorante que não entendem isso.

  16. Carlos Postado em 05/May/2015 às 12:46

    Ridículo é um Banco seja qual for permitir uma situação desta ocorrer. Eu já fui barrado nestas portas e posteriormente vi outro cliente entrar com um canivete na cintura bem a vista. A porta não travou e nenhum segurança barrou o cliente. Que sistema segurança é este ?

  17. Richer Igora Carvalho Pio Postado em 05/May/2015 às 12:50

    Nao tenho parente policial, não falo por mim, mas por nossa sociedade. Desacato a autoridade, o brasileiro reclama da ineficiência da segurança dos policiais e do trabalho dele, mas quando o policial faz o seu serviço ele e exonerado. Eu aplaudo de pe a atitude dele, se fosse um homem que estivesse ali, talvez essa mulher sentiria ameaçada pela situação e iria aprovar o uso de forca apos ser desacatado o policial. E a minha opinao e a mais pura sensatez, deveria ter algemado e colocado ela no camburão. Se o próprio cidadão que se diz de respeito não respeita a autoridade imagina um bandido? Não serei anônimo no post, para quem quiser pode me visitar no meu perfil RK Magaieski.

    • Isaura Postado em 05/May/2015 às 14:59

      Poderia ter sido sua mãe, sua esposa,sua irmã,sua filha, sobrinha, sua amiga...Qualquer um que passe por este constrangimento está sujeito ao calor da emoção, a menos que esteja sob efeito de uso constante de antidepressivos e afins. Tanto ele quanto ela estavam sob efeito de fortes emoções, a diferença é que ela, uma cidadã comum não agrediu ninguém, e ele, um servidor público pago para defender ao povo a agrediu física e emocionalmente. Bom senso nos comentários é fundamental!

  18. Marcelo Postado em 05/May/2015 às 13:00

    Tem um erro na materia, diz que "ela ficou presa" na real ela não vonseguiu acesso, é bem diferente, dai ao não conseguir tirou direito de ir e vir dos outros e desacatou a autorodade policial, ela devia ir presa e o PM tem que aprender a realizar uma imobilizacao sem violencia, nos EUA ela estaria no chão e algemada... no Brasil o PM é que perde o emprego

    • Luiz H Postado em 05/May/2015 às 20:45

      Nos EUA ela estaria processando o banco e ganhando uma bolada pelo constrangimento ilegal.

      • Ricardo Postado em 06/May/2015 às 13:02

        Certamente ela vai processar os dois: o banco, por lhe negar o acesso, e o Estado, pela intervenção policial desastrosa. A diferença é que aqui ela vai ganhar uns 5 ou 10 mil, nos EUA, muito, muito mais...

  19. Davi Postado em 05/May/2015 às 13:00

    O Brasil deve ser o único país do mundo em que a população defende que a polícia saia batendo em todo mundo assim! Você tem seus direitos negados, recorre a polícia, pela qual paga pelo serviço, e há o risco da polícia chegar e te bater! Isso é resquicío da ditadura, tal qual o caráter militar da polícia, o cidadão achar que polícia faz o que quer, bate em quem quiser, mata quem quiser, e fica por isso mesmo! Estado de direito não funciona assim, mas a sociedade brasileira não quer mesmo viver em um Estado de direito. Quer é um Estado religioso amparado pelo terrorismo de Estado, uma versão cristã da sharia islâmica.

    • Julian Cesar Postado em 05/May/2015 às 13:04

      Certíssimo.....

    • Kenia Postado em 05/May/2015 às 13:15

      Meu querido, brasileiro eh foda! Povo que pensa pequeno, por isso essa merda nao vai pra frente. Povinho 171 do caralho, gosta de uma quizumba e se tem a oportunidade de roubar, rouba mesmo. Defende FDP e ainda acha graça. Brasileiro eh mau visto la fora pq eh um poco pobre de cultura e espirito. FODA ser brasileiro. TENHHO VERGONHA DESSA PORRA . E se nao fosse dificil morar nos EUA, eu ja estaria la. Fazendo de tudo pra esquecer ate a lingua portuguesa. POVO DE MERDA!!! 98% dessa população eh escrota!

    • Eduardo Postado em 05/May/2015 às 13:30

      Exatamente Davi, é bem por aí mesmo...lástima. Só quero ver no dia em que a vítima for um desses acéfalos, o que estes irão dizer sobre a ação policial.

    • Luiz H Postado em 05/May/2015 às 20:49

      Eu estou apavorado com essas reações apoiando o despreparado que jogou a senhora no chão. Vai ver que eu sou velho, do tempo em que não se batia em mulher. Tomara que seja o mesmo imbecil escrevendo com vários nomes, caso contrário estamos perdidos como sociedade.

  20. Julian Cesar Postado em 05/May/2015 às 13:02

    Cara independente do PM estar certo ou não, jamais deve agredir um cidadão de bem....Queria ver se fosse mãe de vcs? Estariam falando o mesmo? Por favor....

  21. Camila Postado em 05/May/2015 às 13:05

    Se ele tivesse sido educado e respeitasse a moça, será que mesmo assim teria acontecido isso? A PM anda muito de cabeça quente por aí...

  22. Marcio Andrei Postado em 05/May/2015 às 13:12

    E o PM não tem que ser educado e responder o cidadão? Será que o gerente do banco não deveria ter autorizado a entrada da cliente diante da exposição de sua situação? Infelizmente no Brasil há pessoas que, como você, acha que devemos aceitar tudo calado.

  23. Marcos Postado em 05/May/2015 às 13:14

    Portas de segurança existem ha décadas. Não sei por que as pessoas insistem em ir ao banco com sua casa enfiada em bolsas ou mochilas. Estivesse sem a bolsa seria mais simples. Esse é um belo exemplo para que da próxima vez o Policial vá embora e as pessoas que estavam dentro do banco querendo sair que se danem. O Policial deveria ter sofrido uma reciclagem onde ele aprenderia a evitar essas buchas passando para outro a presepada. O resto é demagogia.

    • PRADO Postado em 05/May/2015 às 16:29

      O problema não foi nada da bolsa dela, foi por causa de um implante no braço

      • Luiz H Postado em 05/May/2015 às 20:51

        Tinha que tirar o braço. O PM até tentou... Onde estava o imbecil do gerente???

  24. Francisco Postado em 05/May/2015 às 13:17

    A mulher foi teimosa, dizer que a polícia não pede ela manda ai já é demais , polícia manda em favelado , bandido , entre outros , não em uma senhora de bem , de família , conhecida na cidade , uma pessoa honesta , com esta senhora se pede e se não obedecer destrava a porra da porta pra ela entrar , não precisa fazer isso com um cidadão de bem que trabalha , paga impostos , tem que fazer isso é com vagabundo , traficante , ai eles não fazem Pq tem medo .

  25. Fabio Postado em 05/May/2015 às 13:17

    Pm lixo, despreparado, sem nenhum controle emocional, a polícia foi acionada pela própria mulher pois o banco a impediu de entrar por causa de um implante, e esse policial a agride covardemente, tenho pena de pessoas que por terem alguma autoridade abusam de cidadãos , agora esse vagabundo ao menos não está mais nas ruas

  26. Abacate Postado em 05/May/2015 às 13:29

    Rodrigo = Corno

    • Thiago Teixeira Postado em 07/May/2015 às 07:54

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  27. Sílvio Postado em 05/May/2015 às 13:32

    Tá reclamando do que? O país é capitalista. Quer estudar em escola privada, trabalhe e pague com juros do sistema bancário privado e não do Estado.

  28. Vande Postado em 05/May/2015 às 13:33

    O que vi foi um policial pedindo educadamente e a Senhora se recusando a conversar e disposta a atrapalhar a vida de todos que ali estavam por se sentir injustiçada.. A situação ñ teria chegafo A tal ponto se a mesma aceitasse conversar..

    • Eduardo Ribeiro Postado em 05/May/2015 às 14:56

      "EDUCADAMENTE"

  29. Celeste Postado em 05/May/2015 às 13:35

    Gente sem defender o policial pq acho que era obrigação dele manter-se equilibrado...porém a madame em questão abusou do seu direito de cidadã, observem o tumulto q ela causou e educação ñ me parece ser o forte de nenhum dos dois.

  30. Félix Postado em 05/May/2015 às 13:36

    Amostra grátis do "I want a military intervention".

  31. Andre Nelson Postado em 05/May/2015 às 13:38

    Prepotência de ambas as partes. Já fiquei preso em porta de banco. Simplesmente voltei, fiz o que o segurança mandou.Fiquei irritado, mas, ele estava fazendo os serviço dele. Por fim entrei, sai e continuei vivendo em paz. Essa mania de ir aos extremos é que é perigosa.

    • Gabriela Veiga Postado em 05/May/2015 às 14:08

      Acho que de todos os comentários que li, você foi o mais sensato. O policial trabalha estressado por motivos que não preciso enumerar, já a mulher perdeu a chance de evitar um constrangimento como esse. Não apoio nenhum dos dois, mas a forma como a coisa foi conduzida é que me espanta. Esse é um exemplo de tempestade em copo d'agua.

      • Luiz H Postado em 05/May/2015 às 20:53

        Isso mesmo. Já que ela é médica podia ter amputado o braço. Mania de colocar pino metálico...

  32. duarte Postado em 05/May/2015 às 13:38

    por mais que a conduta da mulher estivesse errada, jamais o militar(é, ele é militar,que este vídeo sirva de lição para esses abjetos que pregam a volta da ditadura) )poderia agir dessa forma, ele teve orientação psicológica, educacional,estratégica e outros quesitos que fazem parte da sua formação(espero)e apesar do preparo deixar que a situação toma-se as proporções que tomou, é muita falta de aprendizado ou faz parte da sua personalidade a intranquilidade.

    • Isaura Postado em 05/May/2015 às 15:14

      Ah, que bom se todo mundo pensasse igual a você , Duarte!

  33. paulo Postado em 05/May/2015 às 13:41

    Houve exagero do uso da força mas a attitude da mulher exigence o us de tal, quando ela se nega a obedecer uma ordem

  34. Mary Postado em 05/May/2015 às 13:45

    Muito me admiro uma medica,não saber o seu lugar se ela estava certa pq ela não saiu e foi conversa com o policial lá fora ela tava era querendo se aparecer e conseguiu ,tomara que ela nunca mais precise da policia pq se depende ela precisa e os PM que for atender a ocorrência for amigo dele vai deixa ela ela se fuder. ....

  35. Ana Paula Postado em 05/May/2015 às 13:49

    Realmente , o Brasil é o único país e blá ,blá ,blá ... Só pra citar um episódio recente : Ouviu falar algo sobre Baltimore nos últimos dias ?

  36. John Noone Postado em 05/May/2015 às 13:50

    A questao era: "se deveria ter chegado onde chegou, ou nao?" Daih, o policial respondeu: “O policial deve escalonar a forma de atuar, da forma mais branda para a forma mais forte. Primeiro grau é a presença policial. O segundo grau é a verbalização. Já o terceiro grau é o contato físico. Foi até onde chegou” Ou seja: Ele respondeu a questao dizendo que: Há 3 niveis, daih ele conceituou cada um, e disse q chegou no 3º... ¬¬ Enquanto q a questao já presume que há os 3 niveis, e que o terceiro ocorreu. Isso eh evidente. E nao: "quais sao os niveis a serem chegados?? Chegou no terceiro nivel?" nao era isso q se estava perguntando. ele deveria argumentar se: Deveria chegar no terceiro nivel, pq chegou, e pq, entre as alternativas, ele preferiu o terceiro nivel, e nao outra alternativa. mas ele argumentou: "sao 3 niveis. Chegou no terceiro. Pronto".

    • Eduardo Ribeiro Postado em 05/May/2015 às 14:12

      Mais que isso: esse escalonamento é para ser usado contra o cidadão comum? Contra a população, o povo brasileiro? Ou o escalonamento é numa situação de conflito, em que a vida do cidadão comum está em risco? Antes de tudo, o terceiro nível é uma alternativa nesse tipo de situação? Evidente que pra qualquer ser pensante, cidadão de bem, não é. Pra um canalha sim, é. Aliás, para um canalha, os níveis 1 e 2 são mera formalidade, ele está mais é quicando, louquinho pra chegar no nivel 3 e posteriores, como borrachada, spray na cara, bomba no peito do cidadão...é o que eles são.

    • Luiz H Postado em 05/May/2015 às 20:55

      Por que o PM não usou a progressão da força contra o gerente do banco que impedia uma cliente desarmada de entrar na agência?

  37. juliana Postado em 05/May/2015 às 13:53

    Pois é, imagine se houvesse intervenção militar...E o pior é gente defendendo a atitude absurda deste policial, como se fosse normal...A polícia serve para proteger, não para abusar de seu poder. À estes ignorantes que defendem esta atitude, espero que um dia um policial louco e descontrolado como este lhes faça o mesmo, ou pior. E agora me pergunto: o que será deste psicótico solto na sociedade???

  38. Luciano Postado em 05/May/2015 às 13:54

    Esse tem trato e perfil pra trabalhar no Paraná!

  39. Felipinho das Lambada Postado em 05/May/2015 às 13:56

    Se ela sabe que tem esse negócio, deveria andar com alguma espécie de laudo comprovante... É bastante complicado mexer com segurança nos bancos hoje em dia. Estamos todos com medo, qualquer um pode ser o bandido. Mas esse policial... Nem mesmo o colega dele aprovou a ação! Veja que coisa... Se até seu colega acha que você passou dos limites, imagine nós?!

  40. Mel Postado em 05/May/2015 às 13:56

    Parabens!! Perdeu o emprego com dignidade pq se fosse um bandido ela nao enfrentava. Respeito nenhum...

  41. Gabriela Postado em 05/May/2015 às 14:01

    Senhor bandido, o senhor poderia por gentileza me entregar a arma?-+-

    • Eduardo Ribeiro Postado em 05/May/2015 às 17:09

      rapaziada é burra demais, pelo amor de deus...olha o naipe das comparações que eles craneiam e nem sentem vergonha...

  42. Gabriela Veiga Postado em 05/May/2015 às 14:03

    Ele poderia estar patrulhando as escolas, mas precisou ir até uma agência pra resolver uma desinteligência entre banco e cliente.

  43. Pedro Postado em 05/May/2015 às 14:03

    Olha....a mulher nao colaborou, e o policial fez besteira. Eh muito comum ver madames da nossa classe média tratando policial como empregados seus. Os dois se merecem.

  44. Eduardo Ribeiro Postado em 05/May/2015 às 14:03

    Poxa...quantos fascistinhas assumidos. Finalmente pararam de disfarçar, perderam a vergonha e estão se assumindo.

    • Deisi Postado em 05/May/2015 às 14:55

      Isso se deve ao triste 26 de outubro, eram reaças, depois de perder pela quarta vez seguida, resolveram revelar seu lado fascista.

  45. LUCIANO Postado em 05/May/2015 às 14:09

    Ué? Vcs mesmo dizem que tudo deve ser pago, que a MERITOCRACIA que deve ser estabelecida quando se que estudar?

    • Deisi Postado em 05/May/2015 às 15:06

      Perderam a eleição e o rumo, também perderam o senso, coxinhas inconformados= incoerência. Coxinhas aceitam que doí menos.

  46. Jullia Postado em 05/May/2015 às 14:10

    O policial é autoridade, ele pediu varias vezes para ela sair, oque ele deveria ter feito então? ficar 3 dias falando para a criança sair? Ele falou varias vezes para ela sair, ela não saiu ele pode usar a força sim, como já disse ele é autoridade. Ridículo ele ter sido exonerado, ele cumpriu com o dever dele! e outra pq o fdp que estava filmando não atendou ajudar??

    • Luiz H Postado em 05/May/2015 às 20:56

      Quem sabe poderia ter chamado o gerente e pedido para liberar a entrada da cliente???????

  47. Caio Postado em 05/May/2015 às 14:15

    Situação desnecessária por parte de ambos. Ela que armou um barraco por pura picuinha. Deveria voltar retirar tudo o que é necessário na boa e depois passar pela porta novamente. E o policial agiu de maneira extremada. Ignorância e truculência, a cara do Brasil.

    • Ligia Postado em 05/May/2015 às 15:24

      Concordo com o Caio. A culpa foi dos dois: ela por atrapalhar os outros que entravam e saiam do banco e se recusar a obedecer uma simples ordem. Ele por reagir com tamanha brutalidade. Acho que não era motivo pra exoneração do policial, talvez outra punição. Afinal o que custava ela ter saído da porta e conversado com o policial? Em 2minutos teria resolvido sem escândalos e sem violência. Com certeza ele teria deixado ela entrar se conversassem melhor lá fora.

    • PRADO Postado em 05/May/2015 às 16:33

      A moça não vai retirar seu braço, já que o metal era um implante no braço

    • Luiz H Postado em 05/May/2015 às 20:57

      Inclusive tirado o implante metálico. Ela é médica, ia ser bem fácil.

  48. Leticia Postado em 05/May/2015 às 14:17

    Ainda tem gente dando razão pro PM? Cara, a mulher tem um pedaço de metal no braço. O gerente do banco que tinha que resolver isso, não a polícia. Ela não desacatou ninguém, ela só queria o direito de entrar no banco. Mas a mulher também errou, ela devia andar com alguma espécie de laudo para que comprove o que ela tem no braço. Mas, bater e arremessar a mulher? Ele errou feio nisso aí

  49. BHUCE HUILLIS Postado em 05/May/2015 às 14:31

    UM POLICIAL TRUCULENTO,SEM FORMAÇÃO SEM PRINCIPIO, USANDO DE FORÇA QUE SERIA O ULTIMO RECURSO DELE. ESSES BANCOS SÃO OS PIORES ASSALTANTES DO PAÍS, E ELE QUE ERA PRA DEFENDER A SENHORA, ACABOU QUE FOI AGREDI-LA.QUANTAS VEZES NÓS JA SOFREMOS PRA ENTRAR NESSES BANCOS COM ESTAS PORTAS ENFERRUJADAS E SOMOS OBRIGADOS A TIRAR ATÉ AS ROUPAS.

  50. thiago Postado em 05/May/2015 às 14:40

    Bom, não dá pra saber o que estava acontecendo exatamente antes da policia ser acionada, outra observação, esquecemos o fato ocorrido, suponhamos que é inicio de mês e a agência está lotada de clientes, por algum motivo bizarro a agencia começa a pegar fogo, e aí a questão, todos os clientes que estã dentro da agência irão sair 1 por 1 pela porta giratória? não existe um saída de emergência a disposição dos clientes? Bom agora ao PM, melhor, começamos por Policia Militar. Quem está usando os serviços ali no banco são civis, militares ou rebeldes armado? O ponto está ai, PM é uma força militar com treinamentos designados a guerra, não somos uma população que tem o direito em ter porte de arma e sair por ai armado, então, PM não deveria de ter esse tipo de trabalho, dá pra ver no rosto do policial a sua total instabilidade em se resolver assuntos que envolvem pessoas, assuntos que necessitam de uma inteligencia verbal, assim como o policial, essa mulher estava totalmente desequilibrada, com raiva por estar sendo julgada, que está fora de si, precisava se acalmar e pensar o por que dessa situação, tem pessoas que possuem uma certa instabilidade emocinal e por uma coisa boba já se explodem, e aí vem o policial e da uma órdem pra mulher, cara a mulher ta ali ja a meia hora, não vai ser assim que ela vai sair, por mais que o estado lhe garanta poder para o ato, mas se agirmos sem pensar em situações extremas, só piora, e foi o que aconteceu. Ou seja, a culpa não é do policial, não deveria de ser exonerado, é muito fácil um órgão culpar sua ovelha negra e exonerar, mas cuidar pra que isso não aconteça o órgão não faz, treinar policias para situações como essa a PM não faz, deve ser caro treinar e leva tempo (engraçado que isso é a mesma coisa com a educação, leva tempo e é caro) é mais fácil exonerar, ou talvez seja essa a mensagem da Polícia Militar "somos a lei, nos temam, nada é contra nosso poder" digo POLÍCIA MILITAR E NÃO O POLICIAL. O banco poderia ter feito algo, é uma questão de analisar os fatos, uma mulher com raiva, cham-se o gerete e conversem. Como muitos culpam ou apoiam o policial, queria por essa observação, não podemos sempre seguir o roteiro de Star Wars, onde existe o mal e o bem. Vamos pensar!

  51. Maria Postado em 05/May/2015 às 14:40

    A REPORTAGEM TEM A VER O QUE COM ESSE FIES?? Não tem Fies para quem não sabe ler!!!!

  52. Véi.. Postado em 05/May/2015 às 14:44

    concordo, o vídeo mostra somente a atitude do policial..mas e a atitude da "vítima"? esse tipo de coisa acontece quando se tem um idiota em uma ponta e o babaca na outra. se ela tivesse saído, conversado, provado q não estava portando arma e sim um metal no braço, teria entrado sem problemas...acho eu... mas como falei, o vídeo é muito brando, mostra somente uma das atitudes.

  53. KATIA Postado em 05/May/2015 às 14:45

    GRAÇA A DEUS ESSE REPUDIADO SAI DA POLICIA MILITAR.. UM LIXO ESCROTO , COMO ASSIM, SE PUDERMOS CHAMAR A POLICIA PARA NOS AJUDAR CHAMAREMOS QUE O CHAVES...

  54. Nuno Cruz Postado em 05/May/2015 às 14:56

    Acho que ele pode primeiro explicar que como autoridade ele pode prender por desobediencia civil, depois avisar sobre a intenção de a prender caso ela esteja consciente que poderá ir presa por desobeder e depois disso sim, dar voz de prisão, algemar se ela o tentar agredir ou resistir muito e usar a força. Mas nunca agredir, até pk por acaso resultou numa queda simples, mas em algum caso o excesso de força pode resultar em lesões maiores. É claro que se a senhora sofresse de osteoporose não estava facilitando tanto, mas a queda que ela deu dava pelo menos alguns osso partidos.

  55. Müller Postado em 05/May/2015 às 15:01

    Esse sujeito claramente é um desequilibrado, fez uso de força desproporcional e agressiva, e ainda ficou tendo ataque histérico para cima da moça. Enfim, totalmente mal preparado e inadequado para ser policial. Eu acho que ele tem problemas psiquiátricos em decorrência do estresse da rotina de situações que os PM vivem. Mas isso não justifica ele dar um pití sobre uma cidadã. Que vá se tratar e suma da vida policial.

  56. Ramon Postado em 05/May/2015 às 15:02

    Na minha opnião, faltou o policial prender a mulher, pois ela estava obstruindo a passagem a atrapalhando o direito de ir e vir de todas aquelas pessoas que estavam dentro da agência bancária. O direito de um, termina quando começa o direito do outro.

    • Esmael Leite da Silva Postado em 05/May/2015 às 22:25

      Existem formas e normas civilizadas para se resolver questões como essa: 1) A cliente fez todo o necessário para mostrar que não portava nenhum objeto perigoso 2) Ela deve ter se identificado como cliente do banco ou mesmo com usuária eventual 3) Ela explicou ao segurança do banco e ao soldado o que estava acontecendo 4) Ela não feriu o direito de ir e vir de ninguém , ela teve o seu direito de ir e vir prejudicado, visto que a primazia na entrada do banco era dela, ela chegou esperou sua vez e ao tentar adentrar se viu prejudicada por falha do banco, que não soube lidar com a questão. 5) Uma vez que a policia estava lá, deveria resguardar o direito do cidadão, mesmo porque a policia foi chamada por ela, o policial demonstra não estar preparado para defender o cidadão. 6) Sua exoneração foi resultado de um processo administrativo e sua vida pregressa na corporação é levada em consideração e não somente este fato ou vídeo.

  57. Leandro Postado em 05/May/2015 às 15:26

    e se o PM tivesse sido educado a respeitar o cidadão?

  58. sandra lúcia Postado em 05/May/2015 às 15:37

    Foi exonerado porque a vítima era médiva e branca, fosse ela doméstica ou operária, branca ou negra nada teria acontecido ao PM.

  59. Cruz Postado em 05/May/2015 às 15:42

    A PM foi bem rápida em exonerar o policial, que agiu sem um mínimo de bom senso, é verdade. É até difícil acreditar que houve contraditório e ampla defesa no processo administrativo referente ao caso. Mas será que o policial, na verdade, não deveria ter sua atual sanidade mental verificada? Será que a ação desastrada dele não se originou de eventual distúrbio adquirido pela profissão extremamente estressante, tanto pela atividade fim quanto pelo militarismo retrógrado adotado nas PM's, que acaba por pressionar desnecessariamente o profissional? É muito fácil tacar pedra no PM; mas será mesmo que só ele errou?

  60. Aleluia Postado em 05/May/2015 às 15:48

    Recusou a atender a determinação? Algema, prende e encaminha pro DP. Crime de desobediência. Exatamente como aconteceria em algum lugar civilizado do planeta. Esse é o correto. Não precisa bater, nem mesmo gritar... Só que aqui é brasil, é selva sem lei, se o policial faz isso, é capaz de tomar bronca do delegado por dar trabalho...

    • Esmael Leite da Silva Postado em 05/May/2015 às 22:25

      Existem formas e normas civilizadas para se resolver questões como essa: 1) A cliente fez todo o necessário para mostrar que não portava nenhum objeto perigoso 2) Ela deve ter se identificado como cliente do banco ou mesmo com usuária eventual 3) Ela explicou ao segurança do banco e ao soldado o que estava acontecendo 4) Ela não feriu o direito de ir e vir de ninguém , ela teve o seu direito de ir e vir prejudicado, visto que a primazia na entrada do banco era dela, ela chegou esperou sua vez e ao tentar adentrar se viu prejudicada por falha do banco, que não soube lidar com a questão. 5) Uma vez que a policia estava lá, deveria resguardar o direito do cidadão, mesmo porque a policia foi chamada por ela, o policial demonstra não estar preparado para defender o cidadão. 6) Sua exoneração foi resultado de um processo administrativo e sua vida pregressa na corporação é levada em consideração e não somente este fato ou vídeo.

  61. Silva Postado em 05/May/2015 às 15:55

    Sabe porque Rodrigo? E o dia 26 de outubro,que deixou os coxinhas sem rumo sem senso e de cabeça quente e inchada! Mas nada justifica um PM perder a cabeça e agredir uma mulher.

  62. Alexandre Lopes Postado em 05/May/2015 às 16:15

    Revoltante !!! Pelo fim da PM !!!

  63. poliana Postado em 05/May/2015 às 16:55

    taí uma atitude da polícia militar de sp q deve ser elogiada! parabéns por ter exonerado esse monstro estúpido da corporação! são indivíduos como este que queimam a reputação da pm e criam repúdio na maioria da população. ao menos uma vez vcs acertaram...reconheço isso. mais uma vez, parabéns a polícia militar de sp por ter exonerado esse lixo!

  64. Marcos Silva Postado em 05/May/2015 às 17:35

    Quem esse idiota pensa que é para tratar dessa forma uma civil? Ele se acha o dono do pedaço? No Brasil, os pobres só se ferram! Vergonhosa essa atitude vinda de um agente do Estado.

    • leonardo Postado em 05/May/2015 às 21:01

      Nesse caso o pobre eh o policial.

  65. José Geraldo Postado em 05/May/2015 às 22:21

    Não há desculpa para o que o policial fez e vocês que o estão defendendo estão sendo ignorantes e não sabem. O policial foi chamado até lá para "acompanhar a entrada da cliente na agência", o que é um procedimento padrão quando a porta giratória trava e a vigilância não tem convicção de que a pessoa não representa perigo. Ele deveria ter ordenado ao vigilante e/ou ao gerente da agência que liberasse a trava da PGDM e entrado juntamente com ela para oferecer segurança à agência bancária. Ela tinha o direito de entrar, embora provavelmente estivesse sem os documentos que comprovam sua condição médica. O policial agiu como um imbecil, ao não se informar corretamente sobre a situação, não entender qual era o seu dever (ajudar a cliente a entrar, não forçá-la a sair) e assumir uma posição autoritária. Mais ou menos do mesmo naipe que o sujeito nervosinho que não consegue enfiar a chave na fechadura, arromba a porta e então descobre que era a porta do apartamento do vizinho. Mas, como o Brasil anda numa profunda decadência moral e espiritual, existem idiotas para defender qualquer atitude, por mais absurda que seja. Se o policial tivesse atirado na cliente e matado, ainda assim haveria quem o defendesse, e isso é profundamente lamentável.

  66. Esmael Leite da Silva Postado em 05/May/2015 às 22:23

    Existem formas e normas civilizadas para se resolver questões como essa: 1) A cliente fez todo o necessário para mostrar que não portava nenhum objeto perigoso 2) Ela deve ter se identificado como cliente do banco ou mesmo com usuária eventual 3) Ela explicou ao segurança do banco e ao soldado o que estava acontecendo 4) Ela não feriu o direito de ir e vir de ninguém , ela teve o seu direito de ir e vir prejudicado, visto que a primazia na entrada do banco era dela, ela chegou esperou sua vez e ao tentar adentrar se viu prejudicada por falha do banco, que não soube lidar com a questão. 5) Uma vez que a policia estava lá, deveria resguardar o direito do cidadão, mesmo porque a policia foi chamada por ela, o policial demonstra não estar preparado para defender o cidadão. 6) Sua exoneração foi resultado de um processo administrativo e sua vida pregressa na corporação é levada em consideração e não somente este fato ou vídeo.

  67. Esmael Leite da Silva Postado em 05/May/2015 às 22:48

    Existem normas para se resolver questões como essa: 1) A cliente fez todo o necessário para mostrar que não portava nenhum objeto perigoso 2) Ela deve ter se identificado como cliente do banco ou mesmo com usuária eventual 3) Ela explicou ao segurança do banco e ao soldado o que estava acontecendo 4) Ela não feriu o direito de ir e vir de ninguém , ela teve o seu direito de ir e vir prejudicado, visto que a primazia na entrada do banco era dela, ela chegou esperou sua vez e ao tentar adentrar se viu prejudicada por falha do banco, que não soube lidar com a questão. 5) Uma vez que a policia estava lá, deveria resguardar o direito do cidadão, mesmo porque a policia foi chamada por ela, o policial demonstra não estar preparado para defender o cidadão. 6) Sua exoneração foi resultado de um processo administrativo e sua vida pregressa na corporação é levada em consideração e não somente este fato ou vídeo.

  68. Bárbara Postado em 06/May/2015 às 01:16

    É impressionante como tem idiota no mundo. Meu querido, a situação foi a seguinte: a mulher tem uma porra de um metal no braço, dentro do corpo dela! Não é como um celular, um cordão, que podem ser deixados naquele recipiente para metais. É dentro do corpo dela! Ela mostrou diversas vezes a bolsa para os retardados e mal treinados agentes do banco, que, idiotamente, ainda assim restringiram sua entrada. O gerente foi chamado e ELE TAMBÉM não permitiu a entrada da cliente. Logo, ELA chamou força policial, uma vez que o direito DELA de ir e vir estava sendo restringido!!! O policial, o 3º idiota débil mental da história, ouviu a situação, conversou com as partes e achou razoável que ela RELAMENTE NÃO ENTRASSE NO BANCO, E AINDA DESISTISSE DE UTILIZÁ-LO, LIBERANDO A PASSAGEM PARA OUTRAS PESSOAS!!!! Veja bem, é o mesmo que você dizer que uma pessoa com marcapasso, muletas, cadeira de rodas ou qualquer outro equipamento médico simplesmente não possam entrar no banco. Aí o policial, burro pra caralho, começa a gritar descontroladamente, e age no momento em que ela duvida que o policial tenha coragem de usar a força contra ela, na frente de todo mundo. Oras, ela questionou a masculinidade, a coragem, o brio do policial machão, que não teve outra alternativa além de jogar uma pessoa que possui uma porra de uma placa metálica no chão com toda a força, podendo até mesmo agravar a lesão dela. Aí, vem um filho de uma puta ignorante e posta um comentário escroto desses, como se tudo estivesse ok!!! Queria ver se fosse sua mãe, sua esposa, um filho, um primo seu, sendo jogado no chão mesmo estando correto, por um pm burro e violento desses.

  69. Jefferson Postado em 06/May/2015 às 05:32

    E vc viu se aconteceu isso mesmo? Ainda q tivesse acontecido, vc acha q ele está certo. Vc anda muito sem noção por aí, mané.

  70. SILVIO MIGUEL GOMES Postado em 06/May/2015 às 08:13

    O ex-PM é só alguém que tem problemas para compreender e não entendeu o que é autoridade quando tentaram lhe transmitir. E não tem dúvida de que "achava que devia ir contra a pessoa e a favor da empresa". Assim agem a maioria dos Policiais na base do puxa-saquismo. E deve também ser processado criminalmente e civilmente. E o banco também deve pagar.

    • José Geraldo Postado em 06/May/2015 às 21:39

      Não acho (no sentido do bom senso, não no jurídico) que o banco devesse pagar, porque o banco não é superior hierárquico do PM. Talvez deva pagar pelo constrangimento anterior à chegada do PM, mas o que o PM fez foi algo tão brutalmente ilógico e inesperado que mesmo que fosse o gerente que o tivesse chamado ainda assim ele não teria como imaginar que isso aconteceria. Claro, há uma diferença entre o que é justo e o que juiz decide, mas acredito que um juiz esclarecido jamais veria nexo causal entre o banco pedir ajuda à PM e o policial chegar xingando e agredindo à cliente.

  71. Gustavo Postado em 06/May/2015 às 10:11

    O PM foi exonerado. Qual o novo emprego dele? Guarda de banco no HSBC. Volta a ser PM no Paraná. Segurança particular do Beto Richa. Auxiliar do Aécio que também agride mulheres. Um segura e o outro bate. Assistente de delação premiada do Sérgio Moro.

  72. Jaime Guimarães Jr Postado em 06/May/2015 às 11:48

    Se agido corretamente não teria sido exonerado pela PM de São Paulo. Fato! A PM de São Paulo inteira está errada e ele certo. A tá!

  73. Thiago Teixeira Postado em 07/May/2015 às 07:56

    Estando certa ou errada, EM NENHUMA MULHER SE BATE. Homem tem que bater em homem.

  74. Thiago Lopes Postado em 07/May/2015 às 09:52

    Diguinho Fascista. Estude o Fascismo italiano, diguinho, vc verá o quão fascista vc é.

  75. julia Postado em 08/May/2015 às 12:38

    Quem quer a volta da ditadura militar levanta a mão aí?!