Redação Pragmatismo
Compartilhar
Reforma Política 29/May/2015 às 10:44
9
Comentários

E se os deputados estampassem na roupa os financiadores de campanha?

Deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) quer que parlamentares exibam na roupa os ‘patrocinadores’ de campanha. “Entrarei com um projeto de lei para que deputados sejam obrigados a, tais quais jogadores de futebol ou pilotos de Fórmula 1, estamparem seus patrocinadores na roupa”, afirmou

eduardo cunha deputado financiamento privado
Proposta sugere que deputados exibam nas roupas quem são os seus financiadores. Nesta semana, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) conseguiu, através de manobra escabrosa, constitucionalizar o financiamento privado de campanhas (Reprodução/Facebook)

O deputado Chico Alencar (Psol-RJ) registrou post no Facebook, nesta quinta-feira (28), em provocação ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e seus aliados com referência à proposta de emenda à Constituição que promove a reforma política. Contrário ao financiamento privado de candidatos e partidos políticos, um dos pontos da reforma, Chico diz que encaminhará uma proposição alternativa que obriga os parlamentares a estampar nos ternos os patrocinadores de suas campanhas, caso essa modalidade de financiamento seja aprovada.

“Entrarei com um Projeto de Lei para que os Deputados sejam obrigados a, tais quais jogadores de futebol ou pilotos de formula 1, estampem seus patrocinadores na roupa. Sai o paletó, entram as estampas! Nada mais justo do que divulgar seus patrocinadores”, afirma Chico.

Durante as sessões que discutem a reforma política, os representantes do Psol na Câmara exibem cartazes com a seguinte frase “Empresa não doa, investe!”. Chico ainda compartilhou no Facebook uma foto da Coalizão Reforma Política Democrática. A imagem mostra Eduardo Cunha vestido com um uniforme de piloto de Fórmula 1 tomado de logos de patrocinadores. O quadro informa que Cunha declarou R$ 6,8 milhões em sua campanha para a Câmara. “Me diga quem te financias, que te direi quem defendes”, profere a coalizão.

A Câmara aprovou em primeiro turno na quarta-feira (27) a doação de recursos de empresas para partidos. Já os candidatos poderão receber financiamento apenas de pessoas físicas. O projeto recebeu 330 votos favoráveis e 141 contrários.

SAIBA MAIS: Financiamento privado de campanha: conheça os deputados que mudaram o voto

Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. eu daqui Postado em 29/May/2015 às 11:19

    E muitos de vários partidos estariam andando com estampas de bocas de fumo...........

    • poliana Postado em 29/May/2015 às 13:17

      hahahahahahahaha

  2. Daniel Postado em 29/May/2015 às 11:42

    É de se perguntar em quem o Pereira votou pra deputado federal.

  3. cristina Postado em 29/May/2015 às 11:56

    Vai faltar roupa.

  4. Dinio Postado em 29/May/2015 às 12:12

    E teria ex-candidato a presidente com a logo de um cartel do pó...um canudo de um dólar , sugando uma carreirinha de coca...lindo não acham?

  5. Carlos Prado Postado em 29/May/2015 às 12:15

    Beleza, tal os jogadores, que não são obrigados a fazê-los. Agora é interessante que o pessoal que mais recebe patrocínio privado sejam os que mais querem combatê-lo. Talvez por estes também serem os maiores especialistas em encobertar recebimento de dinheiro - afinal o contato empresarial já se tem, o know-how para continuar recebendo o patrocínio está todo aí. O melhor a fazer é dificultar que se receba financiamento privado por vias legais - aí só quem tem experiência em recebê-lo por vias ilegais prospera.

  6. poliana Postado em 29/May/2015 às 13:17

    pereira, a maioria desses tb são doadores do psdb, sabia!? e vc defende tanto o combate às drogas, e vota num cheirador de pó, pra n dizer coisa pior. e n diga q isso é invenção do pt, todo o estado de minas sabe disso e existem provas a respeito.

  7. Eduardo Ribeiro Postado em 29/May/2015 às 14:25

    Pereirinha não sabe que PSDB bebeu em várias dessas fontes aí. Reclama da cachacinha do meu papai Lulinha, mas com certeza andou votando em gente que seria patrocinada pelo Pó Royal, pela Farinha Dona Benta, pela Coca...tome vergonha, Pereira...

  8. Rodrigo Postado em 29/May/2015 às 16:15

    (Outro Rodrigo) Todos, Chico, mas não apenas parlamentares. Prefeitos, Governadores e Presidentes também recebem valores de pessoas jurídicas. Não restrinjamos apenas a alguns e que valha mesmo durante a campanha - imaginemos Dilma e Aécio no debate, os dois "patrocinados" pela Friboi e por tantas outras PJs comuns, que doam igualmente aos dois candidatos restantes no segundo turno. Ia ser engraçado ver basicamente os mesmos patrocinadores nos dois e pensar na razão de assim ser.