Redação Pragmatismo
Compartilhar
Xenofobia 02/May/2015 às 16:29
45
Comentários

A declaração xenófoba de Robert Downey Jr contra o diretor de “Birdman”

Robert Downey Jr, de “Homem de Ferro”, dispara comentário xenófobo contra Iñárritu, diretor de “Birdman”. Declaração gerou onda de revolta de internautas no México – país de Iñárritu –, que bombardearam Downey com críticas nas redes sociais

Robert Downey Jr xenofobia birdman
Robert Downey Jr e Iñárritu (Imagem: Pragmatismo Político)

Revista Fórum

Protagonista da superprodução Homem de Ferro, o ator norte-americano Robert Downey Jr está protagonizando também uma polêmica depois de fazer uma declaração xenófoba que deixou internautas mexicanos revoltados. Em entrevista recente ao jornal The Guardian, Downey fez um comentário infeliz sobre o mexicano Alejandro González Iñárritu, diretor do premiado Birdman, que acaba de levar três estatuetas do Oscar.

Provocado pelo repórter, que havia perguntado ao ator o que achava de uma declaração de Iñárritu em que critica filmes de super-heróis, Downey mostrou que, assim como uma boa parcela da população norte-americana, carrega um tipo de menosprezo por pessoas de origem latina.

“Olhe, eu o respeito. Acredito que, para um homem cuja língua nativa é o espanhol, ser capaz de armar uma frase como ‘genocídio cultural’ fala de como ele é brilhante”, ironizou.

O comentário gerou grande repercussão entre internautas mexicanos e até mesmo norte-americanos, que bombardearam as redes sociais com críticas ao ator.

Confira abaixo o vídeo da entrevista em que Downey Jr dá a declaração:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Jesuíno Postado em 02/May/2015 às 16:59

    O prato predileto de um americano é humilhar um estrangeiro.

    • poliana Postado em 02/May/2015 às 18:17

      pior são os estrangeiros q sabendo de tudo isso, veneram esse país e toda sua cultura. veio um certo povo em sua mente?

      • Paulo Postado em 02/May/2015 às 20:07

        Veio.... um tal de brasileiro da classe média. hahahahha

      • poliana Postado em 02/May/2015 às 20:43

        exatamente, paulo! na mosca!!!

      • Dida Dias Postado em 03/May/2015 às 06:10

        É isso mesmo. Brasileiros maiameiros.

      • Thiago Teixeira Postado em 03/May/2015 às 18:32

        Coxinhas!!!!

    • Márcio Ferreira Postado em 03/May/2015 às 01:18

      Bom, você está apenas sendo tão ou mais xenófobo quanto ele...

      • Dida Dias Postado em 03/May/2015 às 06:11

        Os xenófobos consideram o estrangeiro inferior. Aqui é o contrário. Sofremos de viralatismo.

  2. Roger Postado em 02/May/2015 às 17:23

    Os estadunidenses disfarçam seu intelecto reduzido debochando dos idiomas e culturas estrangeiras. Na verdade, eles parecem ser pouco aptos a entender até mesmo a língua escrita deles: os filmes de outras nacionalidade têm de ser dublados em inglês.

    • Diogo Postado em 04/May/2015 às 22:43

      O curioso é que 90% do que você consome culturalmente é produzido por eles, na música, no cinema, na tecnologia.

      • Alessandro Postado em 13/Jun/2015 às 18:18

        "Os Estados Unidos inventaram 90% de todas as coisas que existem." - Diogo

  3. plínio Postado em 02/May/2015 às 17:34

    Os super-heróis são (quase todos) ícones da "superioridade americana", baseada na força física e sempre pronta a evitar que o resto da humanidade viva de acordo com suas próprias regras, e não como manda o Código Marvel de Ética da Dominação. E a certos "atores" acontece transformarem-se, na vida, em seus personagens, sobretudo quando têm com eles algo em comum - no caso, ao que parece, o pouco cérebro.

    • Randy Postado em 02/May/2015 às 21:05

      Viúva Negra é russa... Pantera Negra é africano... Thor é asgardiano... não tem nada a ver com nacionalidade... e sim com preconceito com quadrinhos... leia um e veja que vc está completamente enganado..

      • Felipe Postado em 09/May/2015 às 13:05

        Cara, mas os autores são estadunidenses DARRRRRR

    • Alessandro Postado em 13/Jun/2015 às 18:23

      Desde pequeno eu sempre odiei tudo quanto é desenho de super herói justamente por conta de a maioria deles usarem collants ridículos geralmente estampados com as cores da bandeira americana (Superman, Mulher Maravilha, Capitão América, Homem Aranha, etc...).

  4. José Ferreira Postado em 02/May/2015 às 17:43

    O mexicano criticou o trabalho que quem escreve histórias de super-heróis e o ator respondeu à crítica. Vocês queriam o quê? Queriam que ele chorasse e se vitimizasse?

    • André Anlub Postado em 02/May/2015 às 18:25

      É verdade, tem tudo a ver! Eu comento que sua camisa é feia e você xinga minha mãe de vaca.

    • RafaeL Postado em 02/May/2015 às 19:16

      José Ferreira, se eu, de família italiana, disser que 90% de seus comentários são medíocres e desprovidos de lógica, sério que isso lhe dará o direito de ironizar a língua nativa de mais de setenta milhões de pessoas??? PUTZ!

    • Felipe Postado em 02/May/2015 às 19:18

      Tu é burro, hein, José?

      • Jesuíno Postado em 03/May/2015 às 09:22

        Não é burro não, é cachorro vira-lata mesmo.

  5. Marcus Teixeira Postado em 02/May/2015 às 18:08

    Latinos adoram mesmo se fazer de vítima, tenham razão ou não. Podem bater, mas não podem levar?

    • Line Postado em 02/May/2015 às 18:33

      Um lado criticou um tipo de filme e o outro lado menosprezou todo um povo. Entendeu a diferença da situação?

  6. Yrae Nascimento Postado em 02/May/2015 às 18:44

    Benedict Cumberbatch e agora esse ai. Dois racistas milionários

  7. Salomon Postado em 02/May/2015 às 19:11

    O preconceito, sempre o preconceito. Uma crítica a um filme é respondida com ofensa à nacionalidade.

  8. Junnyperos Postado em 02/May/2015 às 19:18

    Quem se lembra da desagradável visita de Stalone ao Brasil? E a ainda pior de Justin Bieber? Ele se sentiu desconfortável com o comentário e não tendo resposta ou como elaborar uma criticou duas nações de uma vez.

  9. Eduardo Ribeiro Postado em 02/May/2015 às 19:26

    É incrivel que tenha gente defendendo a desproporcionalidade da resposta. O cara criticou a indústria de filmes de heróis. A resposta ofende e menospreza profundamente dezenas de nações e povos cuja lingua materna é o espanhol. E tem moleque-mijado defendendo. É a mesma laia vagabunda que defende a desproporcionalidade da reação da PM contra os professores, por exemplo. É sempre essas falácias "mimimi querem bater mas não querem levar", "mimimi ele apenas se defendeu, o outro atacou primeiro, queriam que ele nada fizesse?". Independente da crítica do diretor aí fazer sentido ou não, nada dava ao RDJr o direito de falar esse monte de lixo.

  10. Salomon Postado em 02/May/2015 às 20:06

    O complexado tem sempre uma reação instintiva em defesa do lado mais forte. Parece um reflexo condicionado. Sei lá, alguém teria que estudar esse fenômeno melhor. Deve ser algum tipo de reprogenética humana que faz surgir essas excrescências. Ora, para os americanos, os brasileiros também são latinos. Eles não sabem nem a língua que falamos. Aí vem um cara e diz: "Latinos adoram mesmo se fazer de vítima" ou "o ator respondeu à crítica. Vocês queriam o quê?". São esses arquétipos de gente que não admitem negros nas universidades, porteiro de prédio viajando de avião ou metalúrgico nordestino na presidência. Ou seja, na curta inteligência dos complexados, o americano tem razão: o latino tem mais é que saber seu lugar secundário no mundo.

    • José Ferreira Postado em 02/May/2015 às 23:36

      "São esses arquétipos de gente que não admitem negros nas universidades, porteiro de prédio viajando de avião ou metalúrgico nordestino na presidência. Ou seja, na curta inteligência dos complexados, o americano tem razão: o latino tem mais é que saber seu lugar secundário no mundo." Tem pessoas que procuram sempre um espaço para fazer falsas correlações. O que o C... tem a ver com a calça?

      • felipe Postado em 03/May/2015 às 01:16

        Cara acho que vo fazer uma pesquisa com os porteiros pois ele vivem viajando devem ganhar bem kkkkk o cara insano meu Deus esse é bem maluco mesmo

    • Salomon Postado em 03/May/2015 às 09:51

      José Ferreira e Felipe. vocês se identificaram com o arquétipo. Prova de que entenderam, isso é surpreendente. Fiquem vocês com o complexo, eu fico com o amplexo.

      • José Ferreira Postado em 03/May/2015 às 16:17

        Quem está complexado aqui é você mesmo.

  11. Antonio C. Postado em 02/May/2015 às 20:28

    Quando não se tem argumento(ou inteligência) para se rebater uma opinião, é normal que se abuse da ignorância.Pior de tudo que a crítica atingiu uma parcela grande daqueles que mais lhe dão bilheteria, mas daqui a pouco o cidadão solta uma nota se desculpando pressionado é lógico pela produtora do filme pensando nos milhões que isso poderia afetar na suposta queda de audiência, só isso, e o pessoal engole (seus fãs) seu racismo velado.Pois "cucaracho" rende muito.

  12. Edu Sa Postado em 02/May/2015 às 20:42

    Ainda bem que esse sujeito, de mim, nunca tirou um tostão. Vi Chaplin e Homem de Ferro de graça na tv. Fiquei com pena dele quando estava afundado nas drogas, mas agora vi que não considera ninguém abaixo do Rio Grande.

  13. Wagner Postado em 02/May/2015 às 20:43

    Mais sensato, impossível. (Y)

  14. Randy Postado em 02/May/2015 às 21:01

    ele não foi nem um pouco xenófobo... ele não criticou os mexicanos... ele criticou o diretor de Birdman.... muito mimimi Genocídio cultural... incoerência Até pq Birdman é um filme de super-herói... que é muito chato...

  15. Alex Postado em 02/May/2015 às 22:15

    Entendi o o mesmo Rodrigo, mas realmente foi desproporcional. Ele deveria ao menos ser mais direto, pois a resposta permite interpretação dupla, como se a crítica fosse apenas à origem do diretor mexicano e não ao fato de os espanhóis terem sido os conquistadores que mais massacraram os índios (apesar de ingleses e portugueses não terem sido muito diferentes...).

    • Rodrigo Postado em 14/May/2015 às 16:05

      (Outro Rodrigo) Pois é...

  16. luis Postado em 03/May/2015 às 00:15

    Matéria tosca. Mostrem o que o diretor falou e o que o ator respondeu, não apenas um lado da moeda. segundo a lógica da matéria, quem xinga primeiro tem sempre razão, então se alguém rebater meu comentário, será preconceituoso (sou gordinho, portanto minoria e não posso ser ofendido).

  17. Dani Postado em 03/May/2015 às 11:52

    Chris Evans (Capitão américa) e Jeremy Renner (Gavião negro) com frases machistas e Robert Downey jr com frases xenófobas. Por isso sou mais a liga da Justiça. xD

  18. Rodrigo Postado em 03/May/2015 às 12:58

    (Outro Rodrigo) Um fala em genocídio cultural e o outro fala que é curioso alguém, cujos antepassados (remetendo aos conquistadores espanhóis), falar em genocídio cultural. E se alguém de sobrenome "Bandeirante" falasse em genocídio, invasão e outrem respondesse que é curiosa a situação? Mas, ao fim, certo é que mais uma vez a questão de fundo, a qualidade (ou falta de), das produções americanas, a partir da opinião de críticos e espectados, ficou sem atenção, a preferência dos estúdios pelo investimento em "blockbusters"/"arrasa-quarteirões". Isso, ninguém discutirá. Os defensores de Downey Jr dirão que é dor de cotovelo, os defensores de Iñárritu dirão que é xenofobia e pronto, seguiremos com nossa argumentação ridícula, rasa, que visa unicamente "ganhar a discussão", seja pelo meio que for, como se o processo discursivo fosse um fim em si mesmo. A fala do ator e do diretor, bem como dos que a ecoam, somente me lembra de Schopenhauer e nada mais.

    • Rodrigo Postado em 03/May/2015 às 13:01

      *curioso alguém, cujos antepassados teriam valorado tal conduta/instituto (remetendo aos conquistadores espanhóis)

      • Luiz Souza Postado em 12/Jun/2015 às 02:30

        Conquistadores espanhóis?! Que cogumelo você comeu, son? Downeynóia disse que um hispanófono, qualquer um, não tem lá muita capacidade cognitiva.

  19. eder Postado em 04/May/2015 às 13:28

    E o brasileiro pensa que latinos só são pessoas que falam língua espanhola? não entendo mais nada...

  20. Jonas Schlesinger Postado em 04/May/2015 às 14:02

    Fala o q quer, ouve o q não quer. Bateu, levou. Pa, pum. Ele apenas respondeu na mesma altura que esse consumidor de tequila havia dito.

    • sororité Postado em 05/May/2015 às 17:52

      Num debate/diálogo existem argumentos que se divergem. O jornalista aponta um que é acerca da indústria cultural cinematográfica. O ator não refuta com um argumento, ele usa uma falácia "ad hominem" ( ataca o argumentador e não o argumento, por isso não é um falso argumento). Uma resposta nesse caso seria ele explicar por exemplo que embora não sejam filmes que discutam questões acadêmicas, políticas etc, o filme que ele protagoniza é sim um tipo de cultura (de massa mas ainda é uma cultura) que não agrada a todos...enfim, algo do tipo. Se ele curte fazer esse tipo de filme, deveria dizer o porque. Mas ao invés disso ele atacou o diretor daí podemos perceber que ele foi incoerente e desrespeitoso, portanto irracional.