Redação Pragmatismo
Compartilhar
Capitalismo 07/Apr/2015 às 18:57
14
Comentários

Vídeo dos “artistas contra a Terceirização” volta a circular na internet

Estrelada por Wagner Moura, Camila Pitanga, Bete Mendes, Osmar Prado, Dira Paes, entre outros, campanha de artistas contra a Terceirização volta a circular na internet diante da polêmica em torno do PL 4.330/04, projeto apoiado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

Por um lado, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já manifestou apoio ao projeto de lei 4.330/04, que regulamenta a terceirização de trabalhadores. Segundo ele, o PL terá prioridade nas votações da Casa. Do outro, centrais sindicais e ativistas de vários movimentos fazem pressão contra a proposta legislativa, considerada uma afronta aos direitos trabalhistas conquistados até então.

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) é uma das entidades que criticam o PL. Há anos, a campanha “Todos contra a Terceirização” tenta chamar a atenção para o risco de precarização e exploração da mão-de-obra desses profissionais.

Uma das peças de divulgação da iniciativa é um vídeo gravado com artistas [assista acima] que integram o Movimento Humanos Direitos (MHUD), como Wagner Moura, Dira Paes, Camila Pitanga, Bete Mendes e Osmar Prado. “A terceirização se dá quando o trabalho de alguém é vendido por um intermediário que lucra com isso. O projeto pretende autorizar essa prática de forma generalizada”, diz a mensagem.

As imagens, gravadas em 2013, voltaram a circular durante essa semana nas redes sociais de associações, sindicatos e entidades que se opõem ao projeto em andamento na Câmara. “Atrás do discurso da modernização da indústria e do campo, estão as piores formas de exploração do trabalho humano. Um produto na prateleira pode esconder a triste realidade da exploração de um trabalhador. Esse é o Brasil que você quer para as futuras gerações?”, questiona o vídeo.

Revista Fórum

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Fabio Postado em 07/Apr/2015 às 21:34

    A terceirização é uma praga. Há anos isso tem sido rechaçado pela Justiça do Trabalho e MPT. Não sei a quem ela foi benéfica até hoje, se os empregados sempre puderam acionar na Justiça tanto o empregador quanto o tomador. O barato sempre saiu caro. Não consigo ver benefício nisso (pra ninguém), uma vez que o empregador tem que pagar salários, encargos sociais e ainda tem que ter lucro com o "aluguel" da mão-de-obra. Já o tomador certamente paga mais caro por cada empregado. Isso, pra mim, tem apenas um objetivo: após a regulamentação, eximir os tomadores de qualquer responsabilidade (indenizações, verbas rescisórias, etc), para fugir, definitivamente, das condenações judiciais solidárias e subsidiárias. E como as prestadoras costumam ser empresas (a maioria) pequenas, e vivem quebrando e sumindo, a medida serve somente para burlar e deixar de pagar verbas trabalhistas. É uma forma disfarçada de usurpar direitos dos trabalhadores. E o pior disso tudo é que vão culpar o governo do PT por essa derrota social histórica (se ocorrer).

    • Rodrigo Postado em 07/Apr/2015 às 21:46

      Ola prezado Fabio, concordo com muita coisa que voce diz. Exceto o fato de que não estão regulamentando a terceirização. Estão sim desregulamentando o trabalho. Pense nisto, tem que se expressar corretamente. Voce se expressou como o William Bonner no telejornal de hoje, ele cachorro pago pelas corporações disse que o congresso estaria regulamentando o trabalho... como quem diz, deixa eles regulamentarem, pois a palavra regulamentar dá uma sensação de que seria uma coisa boa, pois imputa-se a idéia de que nunca fora regulamentada. E isto é uma GRANDE MENTIRA. Ha muitas empresas, especialmente transnacionais que querem se aproveitar da mao de obra barata e ja praticam a terceirizacao em nosso pais. Mas isto é ilegal, assim eles estão bancando o congresso corrupto para colocar goela abaixo da população mais uma empulhação. Este congresso é trapaceiro e sem vergonha.

    • Ricardo Postado em 07/Apr/2015 às 21:51

      Não vai encarecer o custo da mão de obra, pelo contrário, vai baratear. Veja o contexto em que vai ficar o trabalhador: NÃO HÁ liberdade sindical (há uma série de regras para a formação de sindicatos, não basta a vontade dos trabalhadores); aliado a isso, com a terceirização "comendo solta", vai haver uma diversificação de categorias (com reflexos, obviamente, nas normas coletivas), que vai causar um achatamento do salário (pois, com a base sindical pulverizada, retira-se a força da aglutinação dos trabalhadores). Enfim, é "só" parte de um plano arquitetado para retirar (ainda mais) a força do trabalhador, quando, ao contrário, este deveria ser fortalecido para negociar, se não "em pé de igualdade", ao menos com menos desigualdade em comparação com o poder econômico... Veremos onde vai dar tudo isso. Por outro lado, ao tirar tudo dos trabalhadores, é possível que sejam estes mobilizados, como a História (que, provavelmente, empresários e políticos parecem desconhecer) nos mostra...

      • BRUNO SILVA Postado em 08/Apr/2015 às 00:32

        Concordo com o seu depoimento. Sou terceirizado e infelizmente isso não ajuda nimguem que precisa e apenas ajuda grandes coorporacoes estrangeiras e nacionais a ter uma mão de obra mais barata e "facilmente descartavel " como se o profissional fosse apenas uma feramenta qualquer.

  2. Rodrigo Postado em 07/Apr/2015 às 21:38

    Eu sou funcionario terceirizado de TI e garanto que não me sinto parte da empresa que eu trabalho e perco todos os direitos que eu teria se fosse funcionario. Me sinto um funcionário de ninguém, pois meu chefe trabalha para outra empresa. Sei que não tenho a menor chance de progredir na carreira, estou ha aproximadamente 8 anos exatamente fazendo e ganhando a mesma coisa que quando entrei. Ha 2 anos estou me capacitando para ver se consigo sair deste emprego e arrumar um melhor, trabalho terceirizado em uma mega multinacional e me não me sinto feliz, pois sou terceirizado. Acho que esta lei não traria nenhum beneficio a outras pessoas. E note que mesmo esta lei não tendo sido aprovada ha empresas que sub-contratam o trabalho de atividades-fim. Ou seja, só será regulamentado aquilo que já é fato consumado em muitas posições, especialmente no mercado de tecnologia da informação. Isto vai gerar muito sub-emprego e reduzir posições em diversos setores públicos e privados. Isto mesmo, funcionario publico também é afetado, especialmente em governos neoliberais como do PSDB, os quais tiram empregos de qualidade e abrem posições de sub-emprego.

    • enganado Postado em 08/Apr/2015 às 00:15

      Caro Rodrigo Vc leu nos blog o número de processos ((mais ou menos 20)) que esse Dr. Eduardo Cunha tem nas costas? Apoiado pelo PSDB/DEM/JB/Moro/Clube Militar/Bolsonaro/FHC/Álvaro Dias/Aópio/çERRA/Aloysio Nunes Trezentinho/... resta alguma dúvida sobre o perfil deste "ser humano", se é que é. Imagina que queria vender para construção de moradias o terreno da antiga Refinaria de Manguinhos (ex-gruo Peixoto de Castro), com o sub-solo todo poluído e com embargo da FEEMA. Essa parceria era com o ex-governador Serginho Cabralzinho! Que amores, né! Presidente da Câmara dos Deputados do BRASIL com apoio desta malandragem toda acima, agora qdo a Presidenta Dilma nomeia qq ministro, o mesmo deve fazer prova de saber no MIT(EUA) para tentar ser aprovado (no sentido político) pela gangue do Edu. Pode? País com Síndrome de Vira-Latas? País dos 4P's? País que a Saúde está sendo entregue as multinacionais, pode? Quem tem o dedo no gatilho torce contra a DILMA, pode? Aqui pode tudo! Casa da Mãe Joana!

  3. Thiago Teixeira Postado em 07/Apr/2015 às 22:24

    Se Eduardo Cunha (PMDB-RJ) apoia o programa ... EU REPROVO. O que é de interesse da Direita, certamente é prejudicial a classe operária.

    • poliana Postado em 08/Apr/2015 às 13:08

      thiago, vc duvida q na próxima micareta do dia 12/04, a coxinhada levará cartazes com os dizeres "terceirização, SIM, direitos a trabalhadores, NÃO"!????!! seria cômico se não fosse realmente TRÁGICO! pior q isso só a redução da maioridade penal mesmo..e ainda tenho dúvidas qual das duas é a tragédia maior para o nosso país!!!!!!!!!! é pra deitar e chorar na posição fetal, e torcer pro STF banir esse excremento do ordenamento átrio, caso seja aprovado. mais ainda tenho fé no ser humano e em deus...creio q esse absurdo não passará!!!!!!!!!!!!!!

      • poliana Postado em 08/Apr/2015 às 13:46

        pátrio*

      • Thiago Teixeira Postado em 08/Apr/2015 às 16:14

        Além disso Poli, a terceirização é a melhor forma para a direita sonegar mais impostos.

  4. Jeferson Santos Postado em 08/Apr/2015 às 08:58

    O que eu acho mais trágico (pra não dizer engraçado, porque não tem graça alguma) é que um sem-número de nazicoxinhas quadrúpedes desfilarão no dia 12 de abril gritando contra a corrupissaum e AO MESMO TEMPO apoiando esse retrocesso. Ou eles não sabem, tadinhos, que se a terceirização desordenada virar lei, aí sim!, a corrupção rolará solta, com essas empresinhas de fundo de quintal sendo usadas como laranjas lima para as "majors" driblarem o Fisco? Essa patota BASTArda, "cansada" e batucadora de panelas me emociona!

  5. Ricardo Postado em 08/Apr/2015 às 10:57

    Agora a terceirização das atividades fins pode vir a ser legal. Será que o Eduardo Cunha voará em um avião cujos pilotos, equipe de manutenção e etc sejam terceirizados, além do pessoal da torre de controle no aeroporto?

  6. angela guimarães Postado em 08/Apr/2015 às 13:36

    não concordo com a terceirização dos trabalhos! não concordo com mudança alguma que resulte em perda dos direitos trabalhista pois são resultado de muitas lutas de trabalhadores durante muitos anos!

  7. Sérgio Postado em 09/Apr/2015 às 00:14

    Já era!!! A Globo venceu!!!!