Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 01/Apr/2015 às 09:47
18
Comentários

Universitários negros seguram cartazes com frases racistas para denunciar preconceito

Estudante de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB) fotografou pessoas que transitavam pelo campus e pediu que elas posassem com frases preconceituosas que já ouviram. Confira o ensaio

universitários negros racismo projeto preconceito unb
Imagem: Pragmatismo Politico

Maíra Streit, Revista Fórum

A estudante de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB) Lorena Monique resolveu trazer à tona a discussão sobre o racismo presente no dia a dia acadêmico. Inspirada na campanha organizada por alunos negros e negras da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, Lorena desenvolveu um ensaio fotográfico com pessoas que transitavam pelo campus e pediu que elas posassem com frases preconceituosas que já ouviram.

Para uma negra, você é até bonita”. “Como você faz para lavar esse cabelo?”. “Você sabe ler?”. “Você tem sorte de ser negro, nem precisa estudar para passar no vestibular”. Essas são algumas das mensagens trazidas nas fotografias, reunidas no tumblr #AHBRANCODAUMTEMPO. Com a repercussão do trabalho, iniciado com a disciplina de Antropologia Visual, a estudante já tem vários convites para montar uma exposição e conta ter recebido mensagens de apoio de gente de todo o país parabenizando a iniciativa.

A ideia é mostrar como a discriminação, mesmo que de forma velada, tem consequências devastadoras para quem passa por isso todos os dias. “Apesar de que, na visão de quem pratica a ação, seja ‘só uma brincadeira’, ‘uma observação’, ‘uma tentativa de ajudar’, para quem sofre cotidianamente é como repisar uma ferida ainda não cicatrizada”, explica a idealizadora do projeto.

Ela conta que o nome da campanha gerou polêmica, mas que o objetivo era justamente fazer com que os brancos repensassem os seus privilégios na sociedade e evitar a visão de que a população negra se “vitimiza” por destacar esse tipo de problema.

As pessoas tentam passar a imagem de que o país é tolerante com as diferenças e que o negro é vitimista porque ‘só sabe reclamar’, ou que encara ‘tudo como racismo’. Eles não estão a fim de discutir seus lugares de privilégio na sociedade, porque ser uma pessoa de pele branca no Brasil é estar em um lugar de poder simbólico (subjetivo e objetivo), o que quer dizer estar em uma posição de poder. (Querendo ou não) ser branco te faz ter prestígio”, ressalta.

Confira abaixo algumas fotos do ensaio:

 

racismo negros campanha unb universitários
campanha-racismo-unb2
campanha-racismo-unb3
campanha-racismo-unb4
campanha-racismo-unb5
campanha-racismo-unb6
campanha-racismo-unb7
campanha-racismo-unb8
campanha-racismo-unb9
campanha-racismo-unb10
campanha-racismo-unb11
campanha-racismo-unb12

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Marcos Vinícius Postado em 01/Apr/2015 às 12:07

    Se fossem fazer a mesma coisa com estudantes LGBTT's sairia um monte de coisas também.

    • Davenir Postado em 01/Apr/2015 às 12:42

      fica a dica!

    • VInicius Postado em 03/Apr/2015 às 23:54

      Já imagino algumas , " Não sou homofóbico,mas..." ;" Ser gay é falta de surra"; "Vira homem!";"Não tem problema ser gay, mas deveriam ser mais discretos"; "Ser gay é falta de vergonha na cara"; "Mulher ser lésbica é falta de homem" e entre outras. * Outro Vinicius

      • Nicolau Postado em 16/Aug/2015 às 18:17

        Em Cuba os pederastas gay foram mandados para o Trabalho Forçado para virarem homens! E nas costas tiveram uma grande letra P de Pederasta! E no comunismo os pederastas viados foram exterminados como Lixo Capitalista! Mais de Um Milhão de bichas-gays foram mortos nos países comunistas! Tu sabias dessa??

    • Luiza Postado em 06/Apr/2015 às 14:23

      "Ai acho que toda mulher tinha que ter um amigo gay pra dar dicas de moda"

  2. poliana Postado em 01/Apr/2015 às 12:50

    qto vitimismo, né pessoal da direita!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!???????????????

    • José Ferreira Postado em 01/Apr/2015 às 13:04

      Depende da frase, pois algumas são mesmo casos de injúria racial e outros não são.

  3. Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2015 às 14:08

    Me causa indignação estas frases, confesso que tenho muita sorte em ter ouvido 0,1% delas, caso contrário estaria hoje na penitenciária de Taubaté.

  4. poliana Postado em 01/Apr/2015 às 15:16

    gente, só a título de curiosidade: o q é "ser pra frente"? é o cartaz da 8º foto. alguém me tira essa dúvida?

    • Guilhermo Postado em 01/Apr/2015 às 16:56

      Não tenho certeza, mas acho que é algo no sentido de sempre estar feliz, sorrindo, adepto a novas ideias e experiências. Acho que isso é "ser pra frente". As vezes eu leio essa expressão e também fico em dúvida.

      • poliana Postado em 01/Apr/2015 às 18:03

        mas qual o racismo q existe nessa colocação? acho q n é isso não...pensei mais em algo como "liberal", sabe? q topa tudo sem pensar nas consequências...tem uma certa pejoratividade nisso, sei lá.....mas por esse lado q vc falou n seria racista.

      • poliana Postado em 02/Apr/2015 às 15:31

        ah, tá ok. obrigada pela explicação pessoal.

    • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2015 às 18:04

      Poliana e Guilhermo. Pelo menos na construção civil, PÁ FRENTE é aquela pessoa ATIRADA, INTROMETIDA, NÃO SE COLOCA EM SEU LUGAR, SEM NOÇÃO, é aquele funcionário que entra na sala do chefe, pede licença e leva a cadeira giroflex dele pra trocar uma lâmpada. Entenderam mais ou menos? Neste contexto, a pessoa conservadora considera PÁ FRENTE um negro se se atreveu a fazer um curso superior, de invadir o espaço deles (tataranetos na casa grande).

    • Márcio Ramos Postado em 02/Apr/2015 às 09:31

      É uma pessoa muito atirada, que chega ao ponto de ser inconveniente, às vezes. Tem um sentido mais pejorativo do que positivo ( como Guilherme enfatizou). EX: Se vc é negro e está em uma reunião social, festa etc. E se por algum motivo vc chamar a atenção das pessoas, alguém, com certeza vai dizer: esse nêgo é "pra frente" ou só "podia ser negro". Já ouvi isso muito, até de familiares.

    • Luiz Henrique Postado em 02/Apr/2015 às 15:12

      É uma gíria mineira muito usada pelos mais velhos... Minha vó sempre diz "Fulano é muito pra frente" no sentido de "atrevido", "intrometido" ou "xereteiro"

    • Ives Silva Postado em 02/Apr/2015 às 16:52

      Na minha terra ser pra frente é um elogio. É o contrario de ser atrasado. Líderes costumam ser pra frente, quem está na vanguarda é pra frente.

  5. Rogerio Postado em 02/Apr/2015 às 13:02

    Muitos pensam não haver motivos para ser racista. Mas existe. Claro que existe. Quer saber qual? Ignorância!

  6. Vinicius Postado em 02/Apr/2015 às 21:56

    Para mim atitudes racistas em uma universidade, ainda mais pública deveria ser punida com expulsão. Do que adianta ter mérito e não respeitar os outros? *Outro Vinicius