Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 15/Apr/2015 às 16:13
46
Comentários

Jean Wyllys explica por que não sentou ao lado de Jair Bolsonaro

"Não estou lidando com amador, estou lidando com um homem perigoso. É impossível que as pessoas percam a memória em relação ao que ele fez". Ao comentar a polêmica no voo da TAM, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) apontou 12 motivos pelos quais se recusou a sentar ao lado de Jair Bolsonaro

jean wyllys jair bolsonaro
O deputado Jean Wyllys (Reprodução)

Em recente entrevista ao portal IGay, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) explicou por que se recusou a sentar ao lado de Jair Bolsonaro (PP-RJ) no voo da TAM e mostrou-se indignado com a tese da ‘heterofobia’ entoada por parte da imprensa brasileira.

“Acho curioso que as pessoas comprem a tese da heterofobia. Não me espanto quando os fascistas que o seguem, que costumam apoiá-lo nas redes sociais, comprem a tese da heterofobia. O que assusta é quando a imprensa noticia o caso como um exemplo de heterofobia sem que se faça uma crítica disso”, disse.

Jean conta que Bolsonaro provavelmente obteve informações sigilosas sobre o lugar do seu assento no voo da TAM e armou um circo. O deputado do PSOL entregou o caso ao seu advogado.

“Esse homem [Bolsonaro] entrou no avião já me filmando, ele sabia que sentaria ao meu lado. Sabe-se lá o que faria em relação a mim durante o voo se seu estivesse ao seu lado. O que fiz foi instinto de preservação. Há evidências claras de que ele obteve a informação. Uma informação que deveria ser sigilosa. O lugar do meu assento é uma informação sigilosa e a companhia aérea não pode [ou não deveria] vazar para ninguém. Meu advogado está em contato com a TAM, a gente precisa apurar isso”, afirma.

Para Jean Wyllys, sentar ao lado de Bolsonaro significa o mesmo que um negro sentar ao lado de um racista ou é equivalente a um judeu sentar-se ao lado de um nazista.

“É o mesmo que esperar que um judeu sente ao lado de um nazista que participou da empresa de extermínio de judeus. É o mesmo que esperar que um negro sente ao lado de um racista contumaz que ataque a comunidade negra. Se as pessoas não são decentes, ou não são capazes de ser coerentes, problema delas. Eu sou. Eu não sentei, não sentaria e se acontecer de novo, e não houver lugar para eu mudar, eu saio do avião”.

Ainda sobre a ‘heterofobia’, o deputado do PSOL sugere que os que abraçaram essa tese coloquem os seus neurônios no lugar.

“Não é heterofobia. No avião eu viajo ao lado de tantos héteros e vim ao lado de uma mulher hétero maravilhosa, professora da FGV. Sugiro que as pessoas que compraram a tese da heterofobia ponham seus neurônios para raciocinar. O que eu tive foi uma fascistofobia, uma fobia de fascistas, uma fobia de escroques”, finaliza.

Abaixo, os motivos pelos quais Jean Wyllys não sentou ao lado de Jair Bolsonaro:

1. Esse homem [Bolsonaro] foi capaz de empurrar uma deputada em pleno salão verde e chamá-la de vagabunda.

2. Esse Sr. [Bolsonaro] agrediu a senadora Marinor Brito (PSOL-PA) diante das câmeras de TV.

3. Esse Sr. deu um soco no senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) na frente do Dops durante manifestação contra os torturadores da ditadura militar.

4. Esse Sr. escreveu na porta de seu gabinete um cartaz em que se lia: “quem procura de osso é cachorro”. A frase provocava os familiares de assassinados pela ditadura que buscavam encontrar os restos mortais dos seus parentes, muitos dos quais enterrados em cemitérios clandestinos.

5. Esse Sr. disse que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deveria ter sido metralhado.

6. Da tribuna do plenário da Câmara Federal, esse homem disse que sónão estupraria uma deputada porque ela ‘não merecia’

7. Esse Sr. dá declarações contrárias à cidadania LGBT e estimula a violência contra gays. Esse homem me insulta toda vez que encontra comigo.

8. Esse homem é responsável por financiar uma campanha de difamação contra mim e contra a deputada Erika Kokay (PT-DF). Qualquer pessoa pode acessar o site da Polícia Federal e observar que há uma investigação em curso acerca desta difamação. Temos evidências de que a referida difamação foi patrocinada por ele [Bolsonaro].

9. Esse Sr. está sendo investigado pelo Ministério Público por causa de uma rede de difamação, que inclui ofensas a nordestinos, a homossexuais, a negros. Uma rede que o apoia e está em contato com ele.

10. Esse Sr. acumula vários processos contra si na corregedoria da Câmara e no Conselho de Ética. Já foi denunciado muitas vezes.

11. O filho desse Sr. manteve em sua página pessoal do Facebook, durante muito tempo, uma foto minha e da presidente Dilma Rousseff sob a mira de um fuzil, como se fôssemos morrer a qualquer momento.

12. Esse Sr. não teve qualquer sensibilidade quando empreendeu campanhas difamatórias contra o professor Cristiano – um professor de ensino médio de Brasília (DF) – e contra a psicóloga Tatiana Lionço. Duas pessoas comuns. Dois cidadãos que aceitaram o convite para ir a uma audiência pública na Câmara dos Deputados e que saíram dessa audiência pública difamados, porque ele [Bolsonaro] pegou a fala dessas pessoas, editou um vídeo difamador e destruiu a vida dessas pessoas. A psicóloga Tatiana entrou em depressão profunda por causa do incidente.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Camila Postado em 15/Apr/2015 às 16:37

    Eu tenho nojo do Bolsonaro e de quem o segue.

    • Diego Postado em 15/Apr/2015 às 18:03

      Não acho que o deputado Jean tenha praticado heterofobia, longe disso e nem o Bolsonaro imaginou isso, ele quis mostrar que se o Jean tivesse sentado ao lado dele e ele tivesse levantado, ai sim ele seria criticado por homofobia e não uma "richa" pessoal. Totalmente desnecessário a filmagem e a postura dos deputados, dois mal educados.

      • Rafael Postado em 16/Apr/2015 às 09:14

        Diego, de forma alguma ele quis mostrar isso que você disse. Acho que falta-lhe maior entendimento do quê seria homofobia. Bolsonaro quer inverter a situação a seu favor, mas só um anencéfalo para não enxergar isso.

      • barbara Postado em 18/Jul/2015 às 12:09

        heterofobia é boa...é desculpa de quem não tem vergonha na cara

    • Vinicius Postado em 16/Apr/2015 às 22:20

      Idem. *Outro Vinícius

  2. Felipe Peters Berchielli Postado em 15/Apr/2015 às 16:43

    Qualquer ser pensante que chame isso de "mito" merece a alcunha de facista,com louvor.

  3. Leonidas Peres Postado em 15/Apr/2015 às 16:45

    Este senhor apareceu no cenário nacional depois de ser flagrado, nos anos 80, em plena redemocratização, já com Sarney presidente, planejando vários atentados a bomba em unidades do Exército, no melhor estilo Rio Centro. Era capitão. Foi preso. E depois expulso da corporação. Ou seja, é um terrorista! E deveria ser afastado do convívio social por razões mais que óbvias!

    • Marcus Teixeira Postado em 15/Apr/2015 às 19:13

      Pare de mentir em público, não pega bem pra vc. Bolsonaro não foi expulso do Exército, leia mais.

  4. André Anlub Postado em 15/Apr/2015 às 16:47

    A necessidade estranha, vil e incoerente de gastar todo o seu tempo à merce de provar para si e aos outros que você é macho, pode torná-lo um ser desumano e imprestável.

    • ALESSANDRO QUEIROZ Postado em 15/Apr/2015 às 17:19

      Isso ele já pode ser considerado!!

      • diego Postado em 15/Apr/2015 às 18:04

        Não acho que o deputado Jean tenha praticado heterofobia, longe disso e nem o Bolsonaro imaginou isso, ele quis mostrar que se o Jean tivesse sentado ao lado dele e ele tivesse levantado, ai sim ele seria criticado por homofobia e não uma "richa" pessoal. Totalmente desnecessário a filmagem e a postura dos deputados, dois mal educados.

  5. hozana costa Postado em 15/Apr/2015 às 16:51

    Tudo de ruim nesse homem! Vai com fé Jean!

  6. Eviana Cordeiro Postado em 15/Apr/2015 às 16:53

    O que me impressiona é saber que este Senhor (Bolsonaro) foi eleito para defender o povo brasileiro! Precisamos repensar e muito a nossa politica !

    • Diego Postado em 15/Apr/2015 às 18:04

      Não acho que o deputado Jean tenha praticado heterofobia, longe disso e nem o Bolsonaro imaginou isso, ele quis mostrar que se o Jean tivesse sentado ao lado dele e ele tivesse levantado, ai sim ele seria criticado por homofobia e não uma "richa" pessoal. Totalmente desnecessário a filmagem e a postura dos deputados, dois mal educados.

  7. Eduardo Ribeiro Postado em 15/Apr/2015 às 16:59

    Que sapatada.

  8. Fatima Postado em 15/Apr/2015 às 17:03

    eu também não sentaria ao lado do Bolsonaro. Muito bem Jean Wyllis.

    • Diego Postado em 15/Apr/2015 às 18:05

      Não acho que o deputado Jean tenha praticado heterofobia, longe disso e nem o Bolsonaro imaginou isso, ele quis mostrar que se o Jean tivesse sentado ao lado dele e ele tivesse levantado, ai sim ele seria criticado por homofobia e não uma "richa" pessoal. Totalmente desnecessário a filmagem e a postura dos deputados, dois mal educados.

    • eu daqui Postado em 17/Apr/2015 às 09:43

      Eu até sentaria do lado do Bobonaro até pra dar a ele a oportunidade de me desrespeitar de alguma forma, dando-me então o precioso pretexto de meter-lhe um pau no focinho.

    • eu daqui Postado em 17/Apr/2015 às 09:43

      Vc prefere sentar no colo de qual deles?

  9. Pedro Accioli Postado em 15/Apr/2015 às 17:32

    O Willys falou bonito! É bem por ai que esse Boçalnaro fala dos homossexuais, das mulheres e dos negros. É um ser nojento, inescrupuloso, cínico e sem caráter!

  10. Xico Postado em 15/Apr/2015 às 17:34

    para mim os dois sao extremistas equivocados. Onde será que o bomsenso foi parar nesse país?

  11. Deisi Postado em 15/Apr/2015 às 17:50

    Apoiado ! Eu também jamais sentaria ao lado desse verme, só coxinha de São paulo para tirar foto ao lado desse ser ser.

    • wallace bernardo Postado em 16/Apr/2015 às 04:51

      eu e que não sento perto de bicha pevertida

      • Pedro Accioli Postado em 16/Apr/2015 às 10:57

        Cara, o Jean não sentou ao lado do Boçalnaro pelo fato dele ser homossexual e evtar ser esculachado e sim porque este babaca é preconceituoso ao extremo, racista, homofóbico, mal caráter, cínico e é claro, não tem como não ter diferenças pessoais entre os dois!

  12. sonia Postado em 15/Apr/2015 às 17:56

    J.Willys foi muito ponderado eu sairia do avião...alias sairei se tiver bolsonaro a bordo mesmo que não seja ao lado

  13. Diego Postado em 15/Apr/2015 às 18:05

    Não acho que o deputado Jean tenha praticado heterofobia, longe disso e nem o Bolsonaro imaginou isso, ele quis mostrar que se o Jean tivesse sentado ao lado dele e ele tivesse levantado, ai sim ele seria criticado por homofobia e não uma "richa" pessoal. Totalmente desnecessário a filmagem e a postura dos deputados, dois mal educados.

  14. Rafael Postado em 15/Apr/2015 às 18:36

    Faltou dizer que ele prefere ser chamado de estuprador do que ser chamado de homossexual, como visto em 1:50 deste vídeo https://www.youtube.com/watch?v=vlzkhI8E5kY

  15. L.Felipe Postado em 15/Apr/2015 às 18:46

    O grande problema está vinculado a impossibilidade de discordar em que nós estamos mergulhados. Eu não sentaria ao lado de nenhum dos dois mas se faço isso com qualquer homossexual séria taxado de intolerante...

  16. Allan Postado em 15/Apr/2015 às 18:53

    eu tbm não sentaria do lado dele, nem no mesmo avião, ou melhor, nem no mesmo aeroporto eu estaria.

  17. Fatima Valladres Postado em 15/Apr/2015 às 18:56

    Não gostaria nem de conversar com nenhum dos dois. Sao nocivos ao pais.

    • Lília Borges de Souza Postado em 15/Apr/2015 às 20:56

      Por favor, diga-me por que o Jean Willys é nocivo ao país.

  18. Fabio. Postado em 15/Apr/2015 às 19:09

    Não me conformo de ninguém fazer nada contra esse Bolsonaro no Brasil. Além de andar livre, leve e solto, ainda é Deputado. Depois falam de combate à corrupção. Não existe combate à corrupção no Brasil. Existe combate a alguns partidos e a um ideal. Combate à corrupção, onde apenas um partido é investigado e preso, é combate àquele partido e não à corrupção. Se existisse a vontade popular e política de fazer algo de útil para o país, de verdade, esse Bolsonaro seria um dos primeiros a ser banido da política.

  19. poliana Postado em 15/Apr/2015 às 19:23

    4. Esse Sr. escreveu na porta de seu gabinete um cartaz em que se lia: “quem procura de osso é cachorro”. A frase provocava os familiares de assassinados pela ditadura que buscavam encontrar os restos mortais dos seus parentes, muitos dos quais enterrados em cemitérios clandestinos..................................................................gente, eu tô chocada com esse ponto 4. tudo bem q a gente espera qq coisa vindo desse monstro, mas tripudiar das famílias q perderam seus entes durante a ditadura, é muita desumanidade e insensibilidade, meu deus. não entendo como ainda tem gente q apóie esse homem e o ache um mito!!! tô chocada!!!!!!!!!!

  20. Cesar Postado em 15/Apr/2015 às 21:03

    Não acho certo o que Bolsonaro fez... mas tambem não acho certo o que Jean Wyllys fez... pra que devolver odio com odio? não é mais ou menos o que ele (Bolsonaro) quer? Se o judeu sentar ao lado do nazista, se o negro sentar ao lado do racista... não será conivente, será transcendente é vendo o discurso de odio de ambos os lados que a frase "mais amor por favor" quem picham por ai começa a fazer cada vez mais sentido...

    • Luis Postado em 15/Apr/2015 às 22:21

      jean, em momento algum demonstrou ódio. Ele apenas fez aquilo que vc e eu faríamos, ou seja, ele depois de ser atacado apenas se explicou.

    • Maurício Postado em 16/Apr/2015 às 07:34

      Não é ódio por ódio meu querido, é precaução. Vc acha que mesmo ele não me conhecendo eu não teria medo de sentar do lado desse ser. Imagine Jean.

    • Thiago Teixeira Postado em 16/Apr/2015 às 08:00

      A Direita é assim, só eles podem praticar ódio contra esquerdistas, negros, feministas, homossexuais e favelados, já a massa reprimida não pode demonstrar ódio ou indignação, tem que ficar quieto.

  21. luis Postado em 15/Apr/2015 às 22:20

    Jean, inteligente, culto e sério. Bolsonaro, uma pegadinha mal acabada que milhões de pessoas carentes de sabedoria e consciência crítica poderão um dia elegê-lo presidente do Brasil. Agora fica a dúvida, este ser não maltrata homossexuais, ele maltrata seres humanos, porque os homossexuais são ou não são seres humanos?Ele agride mulheres, negros, nordestinos e todos aqueles que se coloca contra sua arrogância e presunção.

  22. Thiago Teixeira Postado em 16/Apr/2015 às 08:05

    Jean fez errado. Tinha que sentar ao lado dele sim, pois os fascistas querem isso, querem ocupar todo espaço e forçam a retirada de seus divergentes. Mundo perfeito para eles seria um país apenas com brancos, católicos, evangélicos, tucanos, ricos, ouvintes de música som livre, racistas, heterossexuais, cheirosos, modinhas e com corpo sarados (as).

    • eu daqui Postado em 17/Apr/2015 às 09:45

      Que diabo é "música som livre"? Não me diga que é mais um subestilo do genero música sem livro !

  23. Márcio Postado em 16/Apr/2015 às 09:26

    Acho que a melhor coisa a fazer sobre o Bolsonaro é ignorarmos sua existência. Quanto mais matérias criticando esse Sr. forem publicadas, mais ele irá aprontar para ganhar repercussão (e também seguidores). Deve-se, na verdade, cobrar uma abertura de processo de cassação de seu mandato, por evidentes quebras de decoro parlamentar. Aliás, no caso dele, por total ausência de decoro...

  24. Rafael Postado em 16/Apr/2015 às 12:09

    Esse cara é um TOSCO!

  25. Davi T. Postado em 16/Apr/2015 às 14:26

    Ficou faltando o atentado a bomba que o Bolsonaro planejou quando ainda era militar, na tentativa de produzir um novo golpe militar na ocasião das Diretas Já!.

  26. Fabrício Postado em 16/Apr/2015 às 18:42

    Tem gente aqui que gostou do número 5 que eu sei...

    • eu daqui Postado em 24/Apr/2015 às 10:19

      Eu amei e me surpreendi com a capacidade de pensar do bolsonada !!!!!!!!! Aliás, poderíamos começar por fhc.........

  27. Ricardo Machado Postado em 11/May/2015 às 07:27

    Muito bem... Concordo com os motivos de Jean Wyllys, no entanto evocar a homofobia de Bolsonaro e tirar foto posando como Che Guevara, outro notório homofóbico, é ser muito contraditório. Seria como um.judeu tirar uma foto reproduzindo uma.pose de Hitler.