Lucien de Campos
Colaborador(a)
Compartilhar
Religião 09/Apr/2015 às 12:46
70
Comentários

Em 2050 o Islã será a maior religião do mundo

Até 2050, islamismo crescerá 73% e será religião que mais terá se expandido no mundo, diz estudo. Alta taxa de fertilidade e significativa população abaixo de 15 anos são motivos que explicam aumento de muçulmanos no planeta nas próximas décadas

islã maior religião mundo muçulmano
(Imagem: Pragmatismo Político)

Lucien de Campos*, Pragmatismo Político

Conforme a recém-publicada pesquisa do Pew Research Center, a religião muçulmana irá ultrapassar o número de cristãos no mundo em meados dos anos 2050. Isto pode concretizar o Choque das Civilizações e a Reconstrução da Nova Ordem Mundial de Huntington?

O Pew Research Center é um dos mais importantes “think tank” dos Estados Unidos, com sede em Washington. Segundo o estudo chamado “The Future of World Religions: Populations Growth Projetions, 2010 – 2050”, a religião muçulmana alcançará o mesmo número de cristãos no mundo em 2050, e possivelmente, pela primeira vez na história, vai predominar como a maior em 2070.

Em linhas gerais, o estudo descreve que devido a obtenção de uma população mais jovem e com uma alta taxa de fertilidade, os islâmicos tendem a crescer seu número de praticantes no mundo, diferentemente dos cristãos.

Apesar da religião católica representar mais de um terço da população mundial, vários aspectos influenciam na diminuição gradativa dos cristãos no mundo. A Europa é um exemplo nítido disso. O atual problema demográfico do velho continente é grave e preocupante. A taxa de fertilidade dos europeus é baixa, e não custa concluir que além dos fatores políticos e econômicos, o fator demográfico também colabora consideravelmente para a crise. Um dos exemplos mais surpreendentes do problema demográfico está na Alemanha, onde 40% de sua população terá mais de 60 anos em 2050. Em Portugal constata-se o mesmo.

Leia aqui todos os textos de Lucien de Campos

Seguindo outro rumo, os muçulmanos têm uma taxa de fertilidade alta e com tendência a crescer. Pode-se notar isso na Palestina ocupada. Quase a metade da população palestina tem menos de 14 anos, e a média de idade é de 17 anos. Sem a proteção devida dos direitos fundamentais com as famílias, as mulheres muçulmanas convivem com o medo da guerra e da grande possibilidade de perderem seus filhos. Através disto, elas têm muitos filhos, todos com uma diferença mínima de idade. Até mesmo aquelas com maiores níveis de educação acabam por ter um número considerável de filhos. Nota-se que, ao engravidar várias vezes pelo medo de perder filhos no conflito, as palestinas desenvolvem, assim, um senso instintivo de sobrevivência. Isto ocorre quando existem demasiadas violações de direitos humanos com a população, pois a fertilidade é uma das poucas liberdades que sobraram ao povo palestino. E isto pode se aplicar também em outras regiões conflituosas no Oriente Médio, como na Síria e Iraque.

Dessa maneira, ao presenciar os atuais protestos contra o islamismo no mundo, como as recentes manifestações na Austrália, pode-se prever que o mundo vai ser reordenado pelas tensões de países com diferentes religiões e etnias. É o que justamente descreveu Samuel Huntington, em 1996, no seu livro Choque das Civilizações e a Reconstrução da Nova Ordem Mundial.

Huntington é considerado um grande teórico das relações internacionais, e sua tese consiste no fato de que a nossa civilização é dividida por entidades culturais distintas.

Destaca, assim, o fator religioso como primordial para criar tensões no cenário internacional. Para ele, o mundo seria dividido por oito civilizações, entre elas a ocidental, latino-americana e islâmica, sendo que os conflitos tenderiam a ocorrer ao longo das linhas de cisão destas denominadas civilizações.

Contudo, o crescente embate entre “ocidente x oriente”, no qual o fanatismo extremo, tanto dos dois lados, como também a “ameaça islâmica” difundida pelo ocidente através do surgimento do terrorismo, tudo isso colabora para sustentar a tese de Huntington.

Basta saber se, com o crescimento demográfico de religião muçulmana, em 2050 vamos nos deparar com um mundo conflituoso, dividido por culturas e religiões. Espero que não.

*Lucien de Campos é mestrando em Diplomacia e Relações Internacionais pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa e colaborador em Pragmatismo Político

Referência:

http://www.pewforum.org/2015/04/02/religious-projections-2010-2050/

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Rogerio Postado em 09/Apr/2015 às 13:25

    Será ótimo. Assim diminui o preconceito irracional contra os seguidores dessa religião. Hoje o muçulmano enfrenta pior preconceito do que até mesmo o gay. As muçulmanas então nem se fala. Andou de véu muitos olham com os piores olhares possíveis.

    • eu daqui Postado em 09/Apr/2015 às 13:50

      Diminuirá o pre e aumentará pós-conceito e assim, proporcionalmente, aumentará o ódio contra os islamicos. Vos fala aqui e agora uma ideia posconcebida.

      • Rogerio Postado em 09/Apr/2015 às 17:44

        Meu pós conceito sobre você: não tem base, informação suficiente e fala besteira.

      • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:03

        Eis aí o nível do debate dos defensores de religiões em geral: tentam ofender para calar a divergencia e depois não querem ser taxados de fundamentalistas. Vc se entregou, fanático. Se entregou e fracassou de novo: seu mordacismo não me insulta nem me cala. Ofender-se e tentar ofender por causa de uma simples discordancia coisa de terrorista: só podia mesmo vir de um defensor de religiões.

      • Rogerio Postado em 11/Apr/2015 às 02:25

        Vc tenta justificar o preconceito e isso te torna preconceituoso. Pessoas preconceituosas são pessoas sem muita inteligência. Vc tem o direito de opinar e pensar o pior dos muçulmanos, negros, etc. Eu tenho o direito de achar vc um idiota por ser racista.

      • eu daqui Postado em 13/Apr/2015 às 09:32

        E eu tenho direito de te achar genocida, terrorista, invejoso, totalitário, mordacista, misogino e fracassado. Tenho direito mas não preciso achar pq vc efetivamente é, como toda consciencia da própia inferioridade: aquela que precisa de um deus por não ter o seu próprio sagrado. .....

    • Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 14:44

      Coitadinhos !!!! 70% são radicais. Tratam as mulheres como mercadorias e enforcam gays em praça pública. Matam 100 mil cristãos desarmados por ano e querem formar um estado religioso. E ainda eu tenho que ter pena. O que faz a falta de informação.

      • Rogerio Postado em 09/Apr/2015 às 17:50

        Concordo. Mas o desinformado aqui é você. 99% são cidadãos de bem, a mulher é tratada como rainha, gays e transgêneros não são tão discriminados como no ocidente, há cristãos e judeus convivendo na boa. Conheça os diferentes e aprenderá a ignorar as diferenças. Quem conhece não discrimina. Respeita!!!

      • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:05

        Vc é quem mais desrespieta e discrimina aqui sem conhecer, seu mordacista fundamentalista e fracassado que precisa de um deus pra te dizer o que e como fazer, marionete de terrorista.

      • Pereira Postado em 10/Apr/2015 às 10:34

        Como é ? As mulheres são tratadas como rainhas ? Isso é piada ? Primeiro, qual das várias mulheres que um homen tem direito é tratada como rainha? Segundo, deve ser algo próprio da realeza costurar a genitália feminina em certos países muçulmanos da áfrcia. Terceiro, os muçulmanos são os maiores escravagistas do mundo, e preferem mulheres para serem escravas sexuais, os homens eles mandam matar e castrar. Quarto, apenas em paíse onde o capitalismo chegou com força como EAU, Catar, Barhein, Kuait que a convivência entre cristãos, judeus e islâmicos é pacífica, tudo para não atrapalhar os negócios, o que está certo diga-se de passagem. E assim mesmo as mulheres tem que andar de véu, seja judia, cristã ou muçulmana, não podem dirigir e têm direitos reduzidos.

      • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 11:36

        AQUILO É TRATAR MULHER COMO RAINHA ? ALÉM DE FANÁTICO E TERRORISTA, VC É ENRUSTIDO E MISÓGINO.

      • Rogerio Postado em 11/Apr/2015 às 02:33

        Nem vou perder tempo respondendo esses loucos e mau educados. Que o palavreado deles sirva de demonstração de como é a cabeça de gente preconceituosa. No caso do racismo contra os muçulmanos, há um esforço,um empenho em manter e até em combater quem não é preconceituoso.

      • eu daqui Postado em 13/Apr/2015 às 09:35

        "racismo contra mulçumanos? " - vai estudar cotista, nem sequer sabe distinguir raça de religião - e quem começou a praticar mordacismo aqui atraves da rotulação do outro foi vc, debatedor fracassado que precisa do insulto gratuito pra fugir da argumentação da qual não é capaz. Bem feito precisar de um deus pra não acabar de se matar.

    • Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 14:55

      Sem contar que no corão o escravismo é permitido, haverá mais escravidão do que já há na África. E ainda escravizarão povos que não compartilham de sua fé. Isso será muito bom para a humanidade naturalemente.

    • Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 15:09

      Os muçulmanos radicais do EI não representam perigo algum para a humanidade; o que representa mesmo perigo é o discurso retrógrado da I católica contra a camisinha. Preciso dizer que fui irônico ?

    • Thiago Lopes Postado em 09/Apr/2015 às 19:42

      Rogerio, não perca tempo com esses dois idiotas. Eles são muito burros.

      • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:27

        Mais burro e fracassado com autoatestado é quem tenta insultar diante da discordancia em vez de debater. Vão viver de trabalho vcs mordacistas que é pra não ter tempo de ser fundamentalista e nem de se sentir insultado por tão pouco.

    • Gustavo Rezende Postado em 10/Apr/2015 às 11:27

      Deve ser muito bom isso, invlusive para as feministas.

    • oziel Postado em 29/Jul/2016 às 12:16

      Rs,e o preconceito contra as mulheres muçulmanas vem de qual lado? E outra,as mulheres cristas bem como os cristão não sofrem preconceito por parte dos muçulmanos? Pelo contrario são é queimados vivos.

  2. Thiago Teixeira Postado em 09/Apr/2015 às 13:30

    Menos a Poli! Ela estará convertida pelos longos anos assistindo o RR Soares, será porteira da Congregação Cristã, saião, cabelo até a cintura, distribuirá panfletos e santinhos de deputados evangélicos, homofóbicos e intolerantes!!! kkkkkkkkkkkkkkkkk

    • poliana Postado em 09/Apr/2015 às 13:38

      aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!! socorro!!!!!!!!! q praga!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Thiago Teixeira Postado em 09/Apr/2015 às 20:07

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • eu daqui Postado em 09/Apr/2015 às 13:48

      Estará convertida? E já não está?

      • poliana Postado em 09/Apr/2015 às 14:00

        han??????????????

      • Thiago Teixeira Postado em 09/Apr/2015 às 20:21

        Ainda não mina, eu acho, quem sabe uma dia? Assim como eu, a Poli não suporta a hipocrisia evangélica e o adento agressivo deles na política! Eu teoricamente sou evangélico, mas me afastei da igreja a anos pois não suporto evangélicos, odeio musica evangélica, escuto Metal ... é engraçado não é? Mas eu deletei a interface da igreja na minha vida e converso direto com Jesus!

      • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:07

        Eu sou agnostica e detesto qualquer hipocrisia. Só não entendo como alguém pode detestar evangelico e defender mulçumano como se fossem coisas muito diferentes. Menos entendível ainda é defender mulher, gay e o islamismo ao mesmo tempo. Isso sim, é o cúmulo da hipocrisia. Quero continuar não entendendo.

      • poliana Postado em 10/Apr/2015 às 12:08

        eu daqui, eu tb sou agnóstica, e de hipócrita n tenho nada. além disso, eu n posso falar ou defender o q eu não conheço. e eu não conheço nada sobre o islamismo, nunca foi um assunto q me despertou interesse em conhecer. realmente n entendi o seu post se referindo a minha pessoa. mas enfim...

      • Denisbaldo Postado em 11/Apr/2015 às 11:04

        "Não tenho nada de hipócrita, exceto pelo fato de defender os pobres e sentir prazer com o sofrimento dos paulistas, mesmo os paulistas pobres..." hahahahaha!

      • eu daqui Postado em 13/Apr/2015 às 09:37

        Vc me entendeu, Denisbaldo. Eu achei que a pobriana já estava convertida justamente por causa do ódio gratuito e generalizado que ela demonstra aqui contra determinados grupos. Paulista pobres são sóum exemplo.

  3. Marcos Vinícius Postado em 09/Apr/2015 às 13:34

    Ah que pena. Queria que o mundo tivessem mais pessoas sem religião.

    • eu daqui Postado em 09/Apr/2015 às 13:51

      Também acho. Em 2050 espero estar graças ao diabo !!!

      • Thiago Teixeira Postado em 09/Apr/2015 às 20:09

        O loco mina???? Você curte um Black Metal????? Que dá hora!!!!!!!!!!!!!!

      • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:08

        Ainda não cheguei nesse grau de aperfeiçoamento de minha sensibilidade musical. Mas prometo continuar me esforçando.

    • Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 14:51

      O Ateísmo não seduz mais ninguém, é uma coisa autocontraditória e escapa da razão. Uma doutrina que tem por gurus gente como Richard dawkins , denett e hitchens está condenda ao fracasso total.

      • Gabriel Postado em 09/Apr/2015 às 17:37

        Pereira, nunca tivemos tantos ateus no mundo como hoje, vários estudos indicam isso, muito se deve ao fato das ciências a cada dia desmentirem argumentos de tais facções. Ao contrário do que você afirma quem escapa da razão muitas vezes é a religião, um fracasso total por toda a história, mandando crianças para guerras, queimando pessoas por afirmar que eram bruxas, expulsando todos os seguidores que ganhavam voz e eram contra doação de dinheiro para tais instituições. E antes que me venha afirmar que ciência e religião andam juntos, um mistifica e não procura respostas, aposta tudo na fé, o outro é o meio por encontrar as respostas desse mundo, muitas teorias inclusive visam comprovar que nada surgiu de deus, como a tese da matéria anti-matéria, uma teoria para viabilizar o surgimento através do nada. A religião tem perdido força, por isso está tão apelativa como nunca, tentando afirmar que se alia a tudo, isso é uma mentira, como água e vinagre, a ascensão da tecnologia e saber das ciências, contra a fé sem provas de uma instituição falida, cada dia que passa uma se prova constantemente, enquanto a outra apela pelo ainda não descoberto.

      • Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 18:04

        Sim claro, o ateísmo nunca matou ninguém,100 milhoes de pessoas por baixo. O ateísmo é responsável também pela ética, pela moral, por escolas e universidades, pelos hospitais e pela caridade que o maldito cristianismo deixou de fazer. O maior problema da humanidade para gente como os que citei, deve ser o fato de que a metade da humanidade sabe, que acreditar na existência de Deus, não é uma questão de fé religiosa e sim de razão. É uma coisa autocontraditória porque tenta sem sucesso provar uma coisa que supostamente não existe. Como se o fato de não haver evidência para a existência de uma coisa, basta para provar que a mesma não exista. Só porque não há evidência física que Deus exista, não o inviabiliza, é preciso provar também que ele não exista. Exemplo: Por que os adultos não acreditam em papai noel ? Porque além de não haver provas que ele exista, também há provas que ele não exista, portanto está inviabilizado. Quanto a ciência posso indicar Edmund Husserl e A crise das ciências européias e a Fenomenologia Transcendental. O método científico atual não é lá essas maravilhas.

      • Gabriel Postado em 09/Apr/2015 às 18:35

        Sim ateísmo nunca matou ninguém, sei que usou de ironia, no entanto é verdade. A igreja pode ter sido uma das responsáveis pela criação de tantas escolas e universidades, um tiro no pé em sua realidade, pois foi com ela que começou a queda de tal. Pois o saber vai eliminando várias hipóteses levantada pela bíblia por exemplo, com a arca de noe, acreditar nisso é como papai noel, afirmação da igreja da terra ser plana, que tudo girava em volta da terra. Sem contar claro criacionismo contra evolucionismo. A religião trouxe guerras, mortes, intolerância, a ciência trouxe luz, água encanada, aumento da expectativa de vida de forma impressionante, como aparelhos hoje imprescindíveis, fogão, geladeira, raio-x, diferente formas de captação de energia, aparelhos cirúrgicos. E sim eu afirmei que hoje procuram respostas que refutam deus, matéria anti-matéria, uma tese aliada a teoria das cordas, big bang e dos multi-universos, que explicaria a surgimento de tudo desde o nada, o absoluto nada. Deus pode ser refutado, na verdade será, e não irá demorar tanto assim, creio que quando eu for velhinho verei essa notícia nas tv's e sites.

      • Pereira Postado em 10/Apr/2015 às 10:49

        Mas o que é isso ? Meu filho a ciência de hoje é uma enganação só, é puro chute. Lá de vez em quando por meio de tentativa e erro eles acertam o chute e colocam como ciência. Leia o livro do Dr. Edmund Husserl que aconselhei. Se existe ciência hoje, dentro da sua concepção de ciência, é por causa que houve a "M...." do cristianismo que inaugurou universidades pelo mundo todo, instituiu a ética, serviu de base de conhecimento científico porque contestava as práticas de ocultismo anti-bíblicas, Criou o conceito de caridade e criou institituições de saúde. Se as religiões causaram guerras, deixe o cristianismo e o judaísmo fora disso sumariamente. O que o cristianismo fez de errado foi perseguir meia dúzia de ocultistas pseudo intelectuais como Giordano Bruno e Galileu, que descobriu o que todo o mundo já sabia dentro da igreja. Fez as cruzadas como ato de defesa contra os já terroristas e escravagistas muçulamanos muito tradiamente. Os judeus foram mortos e escravizados várias vezes na história, e o que querem é apenas um pedacinho de terra chamada Israel e uma cidade chamada Jerusalém, que os muçulmanos insistem em querer e atacar de forma bélica, quando sua cidade sagrada é Meca. Cidade que você não vê Cristãos e Judeus querendo uma parte e atacando. Stalin e mao tse tung juntos mataram por baixo 100 milhoes de pessoas com o comunismo ateu. comunismo que tem por base as teorias de Marx anti-religiosas. isso vem da ética de Marx que veio de Epicuro, que dizia entre outras coisas que deuses são adeptos do ócio e nada interferem na terra.

      • Gabriel Postado em 10/Apr/2015 às 11:13

        Primeiro, já li Husserl, porém essa linha de pensamento da fenomenologia é desenvolvi por Heidegger, um nazista. Segundo Karl Marx e comunismo nunca foi algo de ateístas, vc que transformou em algo assim, as igrejas foram perseguidas por tal. pois mostravam resistência, assim como todos que mostravam eram mortos, sendo ateus, capitalista, ou o velho do bar. Agora vamos a parte que vc afirma q ética e moral vem do cristianismo, HAHAHAHAHA. Cara vai ler um pouco de Grécia antiga antes de falar essas besteiras, pq assim fica muito fácil te rebater. Porém o mais hilário é falar que o cristianismo inventou a solidariedade, e a instituição da saúde. Novamente, solidariedade é um sentimento, chamado compaixão, nenhum cristão inventou nisso, é o maior absurdo, é como falar que o comunismo inventou o amor. E a instituição de saúde, tal conceito. já era usado muito antes da suposta vinda de jesus cristo, cara, vc deveria se informar melhor, pq estava argumentando, mas esse seu último post é de uma viagem sem realidade absurda. E por último vamos tentar assim, eu vou viver sem religião e vc sem tecnologia e ciências, eu fico sem preconceitos, reza e padres pedófilos, e vc fica sem geladeira, chuveiro, carro, metro, fogão, microondas, avião, computador, se comentar aqui saberei que está usando de tecnologia, ou seja, a próxima vez que comentar, estará admitindo derrota para as ciências. Resumindo a história, tudo q vc afirma vir do cristianismo, vem da Grécia antiga ou até de civilizações ainda mais antigas, ou sempre esteve inerente ao homem.

  4. Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 14:42

    Não se os conservadores cristãos "FDP', "fascistas", 'racistas" e etc impedirem com sua ética e sua moralidade, que bem ou mal trouxeram a humanidade até aqui. A única coisa capaz de impedir esses terroristas de tomarem boa partre do mundo é o cristianismo.

  5. Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 14:48

    A europa será a primeira a ser islamizada por completo. Nos "exemplos" de progressismo como Suécia e finlândia foi a única população que cresceu. a previsão para a Suécia se tornar islâmica é justamente entre 2040 e 2050. Se Deus me der saúde gostaria de ver isso, e dar muita risada dos que aqui comentam.

    • Marcos Vinícius Postado em 09/Apr/2015 às 15:58

      Logo lá onde há tantas pessoas secularistas, ateístas e agnósticas? Você está equivocado.

      • Pereira Postado em 09/Apr/2015 às 16:13

        Então dê uma pesquisada, agora não tenho de bate pronto a fonte. A única população que cresceu nesses países foi a de muçulmanos. Na suécia já há cidades que possuem bairros onde a polícia não entra. Judeus são agredidos nas ruas sem a mínima ajuda. Os casais não querem mais ter filhos por causa da interferência estatal na educação e a falta de moralidade que tomou conta. O vazio causado pela moralidade cristã destruída, proporcionou a escalada do islam nesses locais. Esses países ainda resistem porque ganharam muito dinheiro no passado, mas quando a grana acabar é o fim. A Sharia já está instalada em muitos locais da Suécia.

    • Thiago Teixeira Postado em 09/Apr/2015 às 20:14

      É mais ou menos assim Pereira, o Islamismo atrai as pessoas que não são aceitas ou não ficam a vontade na grei cristã. Algo semelhante ocorre no Brasil com o Candomblé, conheço pessoas que são atraídas pelas religiões onde as mesmas se sentem bem, encontram pessoas semelhantes de mesma origem, nação, ou seja, rola uma irmandade.

      • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:11

        Não tem nada parecido: pra o candomble vai trabalhador. Pro islã vai é muito criminoso. O pessoal lá de minha mãe do mundo árabe não se identifica com o cristianismo e foi pro agnosticismo pra não ir pro islã.

  6. Guilhermo Postado em 09/Apr/2015 às 15:30

    Eu já to com medo há algum tempo desse avanço islâmico. Alguns meses atrás, eu via o islã como outra religião qualquer, mas depois de estudar um pouco o assunto, percebi que eles tem uma tendência maior ao fanatismo. E isso é perigoso. Na Europa eles estão se alastrando cada vez mais fundo naquela cultura. Quando são minoria, são a religião da paz. Quando atingem certo número, começam a entrar em conflito. Quando são maioria, impõe o islã goela abaixo. E claro, existem muçulmanos que realmente são da paz, assim como ateus, cristãos e etc.

    • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:12

      Quem é da paz não precisa de nenhuma arma política: muito menos da mais vil de todas que é a religião.

  7. Walter Postado em 09/Apr/2015 às 16:19

    Medo temos que ter com o avanço dos extremistas cristão esses sim são perigosos e avarentos.

    • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:14

      Vc tá tentando defender mulçumano fazendo a mesma merda de quem persegue mulçumano: pegando uma só religião para bode expeiatório quando em verdade todas elas são usadas como arma de dominação.

  8. Rogerio Postado em 09/Apr/2015 às 17:55

    O que falaram aqui contra os muçulmanos, se fosse falado metade contra os gegros ou contra os gays, já teria processo em andamento.

    • Rogerio Postado em 09/Apr/2015 às 22:23

      Negros. Quase ficou como gregos. Mas quis dizer negros.

    • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:17

      O que o islamismo e religiões em geral tem feito contra o mundo árabe e contra a civilização em geral não merece processo. Merece condenação sumária sem direito a julgamento. Vai viver de trabalho, vagabo, pra não ter tempo de ser fundamentalista.

  9. Rogerio Postado em 10/Apr/2015 às 09:07

    Gabriel: "Ao contrário do que você afirma quem escapa da razão muitas vezes é a religião, um fracasso total por toda a história, mandando crianças para guerras, queimando pessoas por afirmar que eram bruxas, expulsando todos os seguidores que ganhavam voz e eram contra doação de dinheiro para tais instituições." A religião não esteve em 100% das guerras. A ciência esteve. Sem a ciência as guerras seriam no soco, na mão. Desde uma simples espada até a bomba atômica, tudo foi feito pela mão da ciência.

    • eu daqui Postado em 10/Apr/2015 às 10:19

      "a ciencia esteve em todas as guerras" - e depois o outro é que fala besteira sem conhecimento de causa - vc é que esteve e está em todas as merdas - SÓ PODIA MESMO SER DEFENSOR DE RELIGIÃO !!!!!!!!!!!

    • Gabriel Postado em 10/Apr/2015 às 11:23

      Cara, já existia guerra muito antes do desenvolvimento da ciência. Não uma guerra mundial, mas guerras. Ciência nunca foi o motivo para batalhas, ou vc já ouviu falar "aqueles caras acreditam na teoria das cordas, temos que acabar com essa vergonha, matar todos será o melhor para nossa segurança", agora troca teoria das cordas por islã ou muçulmano. Viu o que é causar guerras? Desculpa mas culpar a ciência é a mesma coisa que culpar a arma, e não o assassino. Poderia aqui me explanar, porém não vejo necessidade de tal, já que trata-se de um assunto que até crianças da quarta-série podem rebater os seus argumentos como os do Pereira.

      • Pereira Postado em 10/Apr/2015 às 16:33

        Então está bem Sr. Gabriel. Tente fazer uma sociedade 100% laica e domine o mundo o sr. mesmo. Sociedade 100% Laica ???? Faz me rir, isso nunca existiu, não existe e nunca existirá. Todos os países do mundo foram criados através de religiões e alta cultura. Onde não teve uma religião atuante e livre a sociedade não se sustentou e sucumbiu. Na URSS com toda a grana e poder que tinham não conseguiram se manter. Na alemanha nazista a mesma coisa, sociedade sem religião morre ou é dominada por outra que tem religião. É o caso do Islam, eles vão dominando tudo onde a moralidade cristã está em declínio. Sabe onde está acontencedo isso Sr. Gabriel ? Aqui no Brasil e na américa latina toda, portanto abra os olhos, porque sem ensinamentos cristãos nas escolas, o caminho é a islamização do Brasil também.

      • Gabriel Postado em 10/Apr/2015 às 18:22

        Eu não sou contra espiritualidade, agora contra o ensino cristão eu sou. Não se deve forçar ninguém a seguir o que não deseja, obrigar isso seria a exata definição impor seus preceitos. Disse que deus seria desmitificado pela ciência no futuro, mas isso não quer dizer que vai acabar com a espiritualidade das pessoas. Eu por exemplo, acredito que a vida é alguma base bio-química que ainda existe após a morte, hoje já temos informações que todas as células guardam informação, logo eu acredito que vida pós morte pode ser comprovada no futuro. Sociedade tem que ser laica, quando se trata de discutir assuntos do nosso viver, não se deve levar preceitos já arquitetados formando suas opiniões. Quem tava elogiando o pai do nazismo era vc, fissurado pela fenomenologia. Ser laico é o contrário de ter um preceito religioso, logo falar que levaria a islamização é uma preposição sem pé nem cabeça. A moralidade cristã ainda bem está em declínio, o próprio papa é contra a visão atual da igreja, não é toa, pq é ridícula e desatualizada. Também, fala tanto em combater o terrorismo, porém não existe santos no meio daquela guerra, inclusive Israel está sendo investigada desde o começo do ano por ter bombardeado hospitais e escolas na palestina, os chamados crimes de guerra, o inaceitável até em momentos terríveis como eles vivem. Eu não quero dominar o mundo, só estou mostrando a contradição da igreja, e o como palpável e maravilhosa é a ciência, e q um livro de fantasia n tem chance

      • Rogerio Postado em 11/Apr/2015 às 11:54

        Gabriel: "Cara, já existia guerra muito antes do desenvolvimento da ciência. Não uma guerra mundial, mas guerras. Ciência nunca foi o motivo para batalhas, ou vc já ouviu falar "aqueles caras acreditam na teoria das cordas, temos que acabar com essa vergonha, matar todos será o melhor para nossa segurança", agora troca teoria das cordas por islã ou muçulmano." Veja bem... não disse que a ciência causou guerras, mas fez parte. Até uma lança com ponta de pedra é tecnologia.

      • Gabriel Postado em 11/Apr/2015 às 13:45

        Rogério, de certa forma, a tecnologia está presente em tudo, nos momentos ruins, nos momentos bons, ela te possibilita a muitas coisas. Talheres foram feitos para nos alimentarmos, um ferramenta simples para comer um bife, agora numa briga pode virar uma arma. Volto aqui a usar o argumento da arma e o assassino. Damos objetivos para a tecnologia, a mesma corrente de eletricidade que faz nossas geladeiras funcionarem também é a mesma usada em uma cadeira do corredor da morte. Ou seja, a tecnologia está ai para facilitar as nossas vidas, mas tudo depende de como pretendemos usa-la.

      • Rogerio Postado em 11/Apr/2015 às 19:16

        Mas se é justo condenar a religião como sendo belicosa, temos que ser justos com a ciência. Não foi causadora mas foi cúmplice... EM TODAS!!! Suzane Richthofen foi cúmplice dos irmãos Cravinhos. Ela não deu as pauladas que mataram os pais, mas participou. Tá presa.

      • Gabriel Postado em 11/Apr/2015 às 19:32

        Mas a "tecnologia" seria o pedaço de pau, para qual distrito policial ele foi levado??? Entende. Ela foi o objeto, não uma cúmplice. A igreja dentro de sua moralidade, condena muitos, impõe guerras, a tecnologia nunca fez isso. Não é uma comparação compatível. Religião aqui se lê igreja, pq acreditar em deus, ou ser um crente e ter matado alguém não é culpa da religião, agora a igreja mandar pessoas para guerra, isso sim é o q estou falando.

      • Pereira Postado em 13/Apr/2015 às 12:17

        Sr. gabriel. As suas falas são tão fora da realidade, tão descontextualizadas que eu so posso entender que é adepto de um Niilismo fanático. Na concepção do niilista clássico tudo é materializado. A concepção de que esse tipo de pessoa tem de Deus, do sagrado e da trascendência é tão débil e pueril que não merece ser repreendida com maiores esforços filosóficos. Sua ideia do que seja Deus é a mesma de uma criança de 10 anos no máximo. Embora acho que ateismo não passa de um delírio juvenil, que ao atingir a maturidade é descartado sem dó nem piedade, ainda acho que o Sr. possa atingir a maioridade filosófica. Como exemplo posso citar Paulo Francis, que descartou o ateismo na maioridade como quem descarta uma roupa velha e surrada. Como não acredita em nada sem matéria, o niilista entra na casinha mental que ele mesmo faz para si, a casinha do relativismo e do subjetivismo, e quando confrontado com o objetivismo sério da razão nada lhe resta, apenas tentar inviabilizar a discussão como o senhor não se furta em fazer. Esse tipo de niilista fanático do qual o senhor representa, é campo fértil para a loucura treslocada das esquerdas, Pois é facilmente transformado em militante de uma causas perdidas, a saber: Socialismo e Ateismo. Andam esses dois de mãos dadas rumo ao abismo intelectual.

      • Pereira Postado em 13/Apr/2015 às 12:41

        " agora contra o ensino cristão eu sou. Não se deve forçar ninguém a seguir o que não deseja," Quando a islamização de países europeus for completada, provavelmente esse seu achismo não será respeitado. Para você é óbvio que os muçulmanos não impõe sua crença aos outros de modo violento. O non sense ateísta ainda vai falar : "Que saudade do tempo que apenas os cristãos tentavam ensinar seus padrões de moralidade."

      • Gabriel Postado em 13/Apr/2015 às 13:48

        Oh Pereira, como sua fé é frágil, ao ser questionada, precisa tentar ofender os outros, me chamando de criança de dez anos, falando q sou frágil, embora não tenho usado de um argumento que fosse para tal, apenas um esteriótipo niilismo. Fala que usei de descontextualização, mas se ler todos os comentários eu uso de argumentos, vc só fala que se não for do seu jeito todos são morrer pq o islã vai dominar. Claro não culpo vc, não passa de uma marionete de algum pastor ou padre, seguindo cegamente argumentos sem pé nem cabeça. Eu aqui defendendo a ciência, o estado laico, vc falando q estou defendendo o islã; mostro todos os benefícios da ciência. Fala do abismo intelectual, agora precisa ser religioso para pensar, se não for é idiota, pq não acredita em deus, rs. Pode não gostar dos meus argumentos, mas perto dos seus, são como ouro reluzindo no meio da poeira. Não apresentou uma informação certa, tudo foi facilmente rebatido. E pra ser sincero, até agora Isaac Asimov acertou mais que a galera da bíblia. Tadinhos dos religiosos cegos e fanáticos, vendo a clara decadência que tornou-se essa fé dos alienados. Enfim, sua religião perde espaço todos os dias, (graças a DEUS), o número de ateus subiu em 1300% no Brasil nos últimos 50 anos, deve ser difícil estar em um mundo tão evoluído, enquanto ainda se pensa que tem um deus em algum lugar observando os movimentos da formiga que é vc.

      • Gabriel Postado em 13/Apr/2015 às 14:06

        Pereira. Vou falar pela última vez, sou a favor do estado laico, sou ateu. Não tenho nada com islã. Se tal religião for ensinada como uma doutrina em todas as escolas, não tenha dúvidas que estarei aqui criticando e expondo meu lado. Porém quem tenta fazer isso aqui no Brasil é o catolicismo ou ainda pior os evangélicos, pior pois são mais radicais. Não é a toa que apesar do estado ser teoricamente laico, no lugares de assembleia tem sempre uma bíblia e imagens de cristo. Se algum dia virar outra religião continuarei a encher o saco. Quem acredita em deus, deve fazer isso para si mesmo, não tentar tornar o país inteiro no mesmo que vc. Igreja seja de qual religião for, é a pior coisa que já aconteceu, impõe preceitos, guerras, cria inimigos. Vc já parou pra pensar que vc tem mais em comum com um islâmico do que eu? Ambos levam a vida com fé em um deus, seguindo um livro teoricamente sagrado, cumprindo o exigido pelos seus guias espirituais, passando por rituais religiosos. Logo qm está próximo do islã é vc não eu, mas tente continuar colocando ateu igual a uma religião, pq ta hilário.

      • Pereira Postado em 13/Apr/2015 às 15:36

        Sr. Gabriel, eu não preciso argumentar, pois com ateístas, esquerdistas, feministas, gayzistas, anarquistas e outras classes de fanatismo, seja de ordem religiosa como os muçulmanos ou de ordem política como revolucionários, não se discute idéias; se denuncia ardis e armadilhas psicológicas que fazem contra seus inimigos. Esse pessoal não tem idéia nenhuma. Discutir idéias com Richard dawkins ou Leonardo Boff é a mesma coisa que conversar com uma privada. O que nos resta é denunciar as artimanhas pseudo intelectuais que essa gente faz. Exemplos: "Deus não existe, o bom é a ciência e quem acredita é ignorante". "Fundamentalismo religioso existe em todas as religiões sobretudo no cristiansimo". "Israel massacra os palestinos". "O socialismo é a justiça social". VocÊ acha que dá para discutir intelectualmente quem grita esses despautérios por aí ? Não, o trabalho é desfazer essas bobagens.

      • Pereira Postado em 13/Apr/2015 às 15:50

        A confusão que o sr. faz com estado laico é a mesma que está na moda. O estado é laico é uma autorregulamentação e não uma autoproteção. O estado é laico para que o cidadão não seja impedido de prestar seu culto, e não para que o cidadão que tenha uma crença seja excluído do debate público(como querem fazer com os evangélicos, por exemplo). Isso é outro ardilzinho muito vagabundo que fazem. Outra, se os ateus subiram 1300% nos ultimos 50 anos , em nos anos 80 o número de evangélicos era de 6 % hoje está na casa dos 30 % da população. Ambos subiram muito, a diferença é que o ateísmo cresce nas faixas etárias mais baixas, que no futuro com algum estudo tendem a largar o ateísmo. Ao passo que dificilmente um cristão abandona o cristianismo e geralemente atinge seu conhecimento já na maturidade. Não é atoa que os evangélicos crescem em todas as classe socias desde os mais pobres aos mais ricos, isso deixa a esquerda enfurecida pois não conseguem mais criar militantes com facilidade. Exemplo: O boicote dos evangélicos à Globo, fez até novela mudar de roteiro. Claro que para a "intelectualidade" ateia, isso é manipulação dos pastores ladrões, afinal as pessoas ficam 40, 50 anos dentro de uma igreja que lhe contam mentiras e as exploram.

      • Gabriel Postado em 13/Apr/2015 às 19:30

        Sr. Pereira, aonde eu afirmo que sou de esquerda? Onde vc achou escrito em meus comentários algo sobre os autores que cita? Sou ateu, isso é tudo que sabe sobre mim, os esteriótipos regurgitados pela sua pessoa não fazem menção a mim. Continua a citar que as pessoas ao passo que cresce vira religioso, porém não há dado que comprove isso, na verdade hoje religião trata-se de um costume de família, que seguem juntos normalmente a mesma religião. No final mostra como o estado tem que ser laico, pois a igreja censurou a televisão, vivemos em 2015 e ainda querem viver com censura, vai entender. Enquanto a militância de esquerda, pode falar o q quiser não ligo, toda a militância não passa de uma massa de manobra. Assim como a militância evangélica. Essa fé em sistemas econômicos como se fossem a força do bem e mal é muito semelhante a religião inclusive, vivem sobre ideais, tem um caderninho para citar ao invés de raciocinar (o capitalismo karl marx), como os direitista ferrenhos também o são. Cada situação merece um tipo de abordagem, cada caso é necessário revisar desde o começo para traçar um plano eficaz. Acreditar que todas as respostas em um lugar só, é quase a definição literal de alienação. "Estado da pessoa que, tendo sido educada em condições sociais determinadas, se submete cegamente aos valores e instituições dadas, perdendo assim a consciência de seus verdadeiros problemas." Logo, continue jogando esteriótipos que assim vc diverte este leitor. Abraços

  10. eu daqui Postado em 13/Apr/2015 às 11:16

    VIVA O DIABOOOOOOOOOOOOOO !!! ELE É O PAI DO ROCK E O PRIMERIO DEMOCRATA, SEGUNDO BYRON.

  11. Douglas Postado em 17/Aug/2015 às 14:21

    Suécia, a capital ocidental dos estupros, das violações, do feminismo extremista, já não existem mas muitos suecos nativos por lá, é cada vez maior o número de africanos e muçulmanos por terras escandinavas, e o pior é que agora a América Latina já começou a seguir este mesmo caminho, não tardará o dia em que a Sharia será a única lei em todo o Ocidente!