Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 17/Apr/2015 às 13:16
112
Comentários

A reação de um menino de 8 anos ao saber que o irmão mais velho é gay

"Finalmente cheguei a decisão de confiar a minha realidade a essa pessoinha com quem mais me importo na vida. Dividi isso de maneira bem pedagógica". Jovem de 23 anos revela ao irmão de 8 anos que é gay e a resposta do menino é simplesmente impressionante

lucas gay irmão 8 anos
Lucas Vasconcellos e o irmão mais novo (divulgação)

Chiado Magazine

Muitas pessoas pensam que a homossexualidade é muito difícil de explicar às crianças e que estas não vão perceber porque é que pessoas do mesmo sexo gostam uma da outra, mas, às vezes, as próprias crianças conseguem perceber melhor que muitos adultos o que é a homossexualidade.

Lucas Vasconcellos é um jovem brasileiro de 23 anos, que decidiu contar ao seu irmão de 8 anos sobre a sua orientação sexual, tentando explicar-lhe que é homossexual e o que isso significa.

O que ele não esperava era a resposta do seu irmão, que lhe mostrou uma verdade tão simples, mas que tantas pessoas falham em compreender. O jovem resolveu então publicar a sua história, que se tornou sucesso nas redes sociais com mais de 10 mil curtidas.

Leia a íntegra da conversa entre os dois irmãos:

“Hoje eu contei para o meu irmãozinho que eu era gay.

Após muitos anos desde que descobri a respeito da minha sexualidade, sobre o gênero que desperta uma paixão realmente autêntica em mim, finalmente cheguei a decisão de confiar a minha realidade a essa pessoinha com quem mais me importo na vida.

Dividi isso de maneira bem pedagógica, tentando criar uma analogia sobre as pessoas e suas cores favoritas. Dizendo que têm pessoas que gostam mais de preto, ou branco, ou azul, ou amarelo, ou vermelho; explicando sobre o quão legal isso fazia do mundo. Que todos podemos gostar de cores diferentes, e ainda assim sermos felizes e respeitados ao colorir nosso mundo com elas.

Ele parecia saber que eu ia confessar algo. Mergulhou num estado quieto e pensativo durante a explicação inteira, e então, por fim, resolvi assumir minha sexualidade. Ele continuou me olhando, bem calmo e sorrindo, tão natural, e eu o questionei:

“Tu sabe o nome que se dá a quem gosta de pessoas iguais, John? Homens que gostam de outros homens, e mulheres que gostam de outras mulheres?”

Eu estava preparado para soltar a palavra “gay”, já na ponta da língua quando ele simplesmente me escancara a verdadeira resposta:

“Amor?”

E então eu chorei.

“Não chora”, ele disse, me abraçando.

Ele me olhou com aqueles olhos, cheios de inocência e de mesmo tons que os meus, e eu senti que pela primeira vez ele me enxergava como eu realmente era. Um irmão que ele amava, um amigo que ele jamais perderia e, mesmo uma pessoa qualquer com uma preferência diferente por quem se apaixonar, ainda assim uma pessoa igual a qualquer outra.

Eu soube disso pela resposta dele. Pela bondade em cada palavra. Uma criança de oito anos de idade soube encarar algo tão natural com mais maturidade que muito adulto. Mais que meus próprios pais, inclusive, que sempre me negaram o direito de confidenciar isso ao meu irmão.

Aproveitem pra aprender da pureza deles, que a maioria esquece ao crescer, pois eu acho que as maiores verdades dessa vida estão no coração dos pequenos.

E a vida continua como se nada tivesse mudado.

E do fundo do coração, eu agradeço por isso.”

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. nice Postado em 17/Apr/2015 às 13:23

    Chorei!

    • CARINE SANTOS Postado em 17/Apr/2015 às 13:36

      Tbm! Sou lésbica e imagino o quão dificil pode ter sido revelar algo nessa natureza ao seu irmão mais novo. Tenho namorada e todos da minha família sabem, inclusive sabem que casarei com ela daqui a 2 meses. Não tenho filho,não tenho irmão nessa idade,mas tenho sobrinhos de 7,9 e 14 anos e eles nunca escutaram da minha boca que eu sou lésbica, nem sei se essa palavra já existe no vocabulário deles, pelo menos dos 2 mais novos, mas com certeza eles sabem da minha relação com minha namorada, não que a gente fique se beijando na frente deles, mas eles percebem o afeto com que nos tratamos. Não sei se nunca falei por medo, ou por talvez não querer despertar na cabeça deles algo que provavelmente está adormecido,talvez permaneça assim, talvez se eles perguntarem alguma coisa eu responda a verdade, o que eu sei é que eles continuarão amado a gente, pois sempre foram criados com mto cartinho e amor e com certeza o que eu sou não mudará em nada o sentimento deles por mim. Estou montando a minha casa e o quarto deles ta sendo montado pra que eles se sintam em casa na casa das pessoas que amam eles.

      • SIMONE ALVES Postado em 17/Apr/2015 às 18:44

        QUE LINDOOO!!! FELICIDADES PRA VCS!!

      • Jackson Postado em 17/Apr/2015 às 20:19

        Acho certíssima sua posição querida! Muitas pessoas vivem da mesma forma, então faço questão de demonstrar meu carinho aos bons exemplos como o da história acima e a sua.

      • Angelo Santiago Postado em 18/Apr/2015 às 02:01

        Lindo depoimento! Parabéns! Espero que o futuro aponte para mais realidades como a sua, com cada vez menos preconceito, ignorância e incompreensão... É mais fácil explicar para as crianças, puras de coração, do que para os adultos, contaminados por uma cultura de fascismo disfarçado (às vezes nem tão disfarçado assim...) Já disse o poeta: "QUALQUER MANEIRA DE AMOR VALE A PENA, QUALQUER MANEIRA DE AMOR VALERÁ..." Ensine desde cedo que o importante é não fazer mal aos outros, e teremos um bom começo...

      • Ademar Postado em 18/Apr/2015 às 09:23

        Não se auto denomine lésbica, é um termo pejorativo para pessoas que se gostam. N estou te criticando, só pedindo para que n use um nome tão feio para designar amor entre duas pessoas (:

    • Flávio Postado em 17/Apr/2015 às 13:55

      Eu, quase.

      • Samael Postado em 19/Apr/2015 às 00:44

        A palavra lésbica vem do latim lesbius e originalmente referia-se somente aos habitantes da ilha de Lesbos, na Grécia. A ilha foi um importante centro cultural onde viveu a poetisa Safo, entre os séculos VI e VII a.C., muito admirada por seus poemas sobre amor e beleza, em sua maioria dirigidos às mulheres. Por esta razão, o relacionamento sexual entre mulheres passou a ser conhecido como lesbianismo ou safismo.

    • sonia regina Postado em 17/Apr/2015 às 14:15

      Eu também Nice. As crianças têm se demonstrado muito mais adultas do que os adultos.

    • Diego Postado em 17/Apr/2015 às 14:19

      eu quase. Mas também fiquei bastante emocionado ao ler o texto

    • Adrielle Lopes Postado em 17/Apr/2015 às 16:56

      Chorei também, que coisa mais linda!

    • João Paulo Postado em 18/Apr/2015 às 11:12

      Chorei

    • José Postado em 18/Apr/2015 às 12:22

      Chora mesmo raça de víbora! Onde já se viu algo tão absurdo e cheio de engano? Que outra resposta uma criança sem malícia poderia dar, pois amor é a resposta justa para um relacionamento sadio e sem a contaminação do pecado, entre seres humanos, independente de genero, raça, cor ou religião! A pergunta feita pelo irmão mais velho e capciosa, não foi totalmente clara e mesmo que fosse, as crianças até uma certa idade não sabem diferenciar o certo do errado!

      • Fabio Rosa Postado em 18/Apr/2015 às 13:18

        Pecado? Tsc fala sério man. Sou hetero e fujo da religião toda vez que vocês colocam ela acima de tudo. O errado muita das vezes é só uma questão de opinião. Penso, logo existo.

    • Rogerio Postado em 24/Apr/2015 às 12:26

      Postei noutra matéria mas considero pertinente aqui: Os países de maioria muçulmana, tidos como retrógrados, não aceitam o homossexualismo (na religião) mas aceitam na boa a transgenia. Tanto que foi nesses países que surgiu a cirurgia de mudança de sexo. Os evangélicos aqui poderiam perfeitamente rever seus conceitos sobre os transgêneros. Não se pode falar em opção nesse caso. Nem pecado. Roberta Close não é o que chamam de "viado" (com "i" pois vem de transviado). Nem Ariadna, Lea T , etc... São cromossomicamente homem mas se identificam como mulher. Isso se chama de disforia de gênero. A redesignação sexual, com hormônios, plástica e cirurgia é o tratamento para o problema

  2. Lucas Postado em 17/Apr/2015 às 13:32

    Eu planejava não chorar. Falhei.

  3. Roberto Postado em 17/Apr/2015 às 13:36

    Tomara que com o tempo, o convívio com outros estranhos não acabe tirando essa pureza de sentimento que o caçula tem hoje.Tomara que pela índole, ele só evolua mais.O mundo precisa de adultos assim.

    • Julio Postado em 17/Apr/2015 às 17:48

      Eu pensei a mesma coisa que o Roberto...Que com o tempo, ele não encontre na escola aquele tipo de pessoa preconceituosa que acaba estragando a pureza natural da criança... Assim que li, imaginei: "Será que no colegio quando os coleguinhas começarem a se "xingar" chamando uns aos outros de gay, ele não vai começar a associar achando que isso é algo ruim?" Eu não sou homossexual, mas tenho amigos e amigas que são e por isso defendo muito a escolha deles. Espero mesmo que as crianças se desenvolvam assim, sem preconceito.

    • Alessandra Postado em 17/Apr/2015 às 19:30

      Concordo totalmente Roberto! Que ele permaneça assim!

  4. Edna Hornes Postado em 17/Apr/2015 às 13:37

    Que história! Que exemplos! É faboluso ver como a relação entre os dois é pautada pelo amor. A resposta do irmão reflete isso. "Amor?" Então, como não haver compreensão e aceitação por parte do irmãozinho? O amor é que reje tudo. O oposto também acontece... as reações grotescas são um termômetro que mostra o que compõe as pessoas... Que linda essa história! E que isso se repita. Amor! Porque não há um caminho para o amor. O amor É o caminho.

    • Terezinha Aprigio Postado em 17/Apr/2015 às 18:48

      Que bom! Que linda história! Crianças são o futuro, os adultos é que as estragam! Mas o amor é o bem maior!

  5. gislane Postado em 17/Apr/2015 às 13:38

    Perfeito, o amor !!!

  6. Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 13:39

    E quem disse que o menino entende que a palavra amor está ligado as preferências sexuais do irmão ? Eu amo o meu pai e meu irmão, que são homens. O menino pode ter entendido que seria o amor dele(um futuro homen pelo prórpio irmão homen). Ligaram a concepçaõ inocente do menino com a conduta sexual do irmão mais velho. Lamentável.

    • Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 13:40

      Simplesmente Lamentável, a deturpação do sentimento do menino.

      • Marc Postado em 17/Apr/2015 às 14:20

        Vc é o único a deturpar as coisas aqui. Mesmo que o garoto não tenha pensado especificamente em homossexualidade, mas o fato da primeira coisa a vir na cabeça dele ser o amor, tem um simbolismo importante para pessoas como o irmão dele, e pessoas como nós os q as reconhece como iguais a nós, que não sei bem se é o seu caso.

      • Juliana Postado em 17/Apr/2015 às 15:23

        Lamentável é seu comentário. Hoje em dia uma criança de 8anos consegue entender muito bem a explicação dada pelo irmão. Tenho um filho de 2anos e percebo todos os dias a evolução fantástica de seus pensamentos e raciocínios, que aposto, vão muito além dos seus.

      • Claudia Postado em 17/Apr/2015 às 15:28

        Todo homofóbico acaba saindo do armário um dia.

      • Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 15:34

        É óbvio que o menino não ligou o amor ao irmão com a escolha sexual do mesmo. Mesmo porque o menino não tem condições de avaliar condutas sexuais extravagantes e nem vigentes. Mas há a intenção de ligar isso com uma suposta aceitação da escolha sexual do irmão. E é aí que reside a deturpação feita intencionalmente, como motivações sabe se lá do que.

      • poliana Postado em 17/Apr/2015 às 16:16

        é homeM, pereira. olha o português

      • Márcio Postado em 17/Apr/2015 às 16:37

        Pereira, por gentileza....não tenha filhos....

      • Vinicius Postado em 17/Apr/2015 às 18:27

        Wow, Juliana acabando com a brincadeira de forma espetacular... Realmente Juliana, as crianças estão se desenvolvendo muito mais rápido, tenho 25 anos, mas quando eu tinha 5 anos, eu comia terra, hoje em dia, criança de 5 anos, ensina os avos a mexerem em um celular/tablet e conseguem entender perfeitamente o que dizemos à elas. Aos velhos (em sentido intelectual) que não conseguem entender e adaptar-se ao mundo, seus dias estão contados meus queridos, muito em breve o planeta será um lugar melhor de se viver. Pelo menos é o que eu espero e acredito...

      • Alessandra Postado em 17/Apr/2015 às 19:32

        Ai meu Deus, por essas e por outras que o povo não consegue tirar nota boa no ENEM!

      • Antonio C. Postado em 17/Apr/2015 às 23:28

        Pereira, desgosto seria ser seu filho, e se diz cristão ainda...

      • Gian Postado em 18/Apr/2015 às 08:57

        O Pereira escrevendo bonito, com palavras e jogos de conjunção perfeitos, só faltou se deter a um detalhe importantíssimo na sua analogia, que o desmascara como um ser sem qualquer conhecimento da causa, mas, como sou bonzinho vou te explicar ..... REVEJA SEU TEXTO, POIS NUNCA EXISTIU, NEM EXISTIRÁ A "ESCOLHA SEXUAL". Sugiro algumas leituras bem fáceis e explicativas sobre o tema .... E nunca esqueça, você tem ou terá filhos e não há qualquer maneira de interferir no que realmente defini a sexualidade do ser humano "O instinto"

    • João Postado em 17/Apr/2015 às 14:17

      Meu caro Pereira, o amor é incondicional, é um sentimento que vai além da orientação sexual, vai além dos preconceitos, vai além das suas concepções individuais, nessa criança, não existe preconceito, ela enxergou muito além do que você está enxergando, ela deu mais valor ao amor do que você está dando, e independente de ser amor entre amantes, família ou amigos, é um sentimento de mesma intensidade, nada mais. Grato!

      • Rafael Postado em 17/Apr/2015 às 22:00

        Toda essa história é muito bonita e comovente mas, francamente, não estamos esquecendo de alguma coisa? Deus! Se é que alguém nesse mundo ainda se importa com Ele... Eu poderia, aqui, disparar uma metralhadora de passagens da bíblia- conjunto de livros inspirados por Deus-condenando o homossexualismo, mas quem se importa? A vida é um sopro! E de um destino ninguém poderá escapar: o encontro com Jesus para prestarmos conta do que fizemos. Tudo de Deus é perfeito, sobretudo sua criação. Deus criou o homem e a mulher, sobre medida, Um para o Outro , da mesma forma como criou os animais, macho e fêmea. Se você pesquisar no dicionário a palavra homossexualismo, encontrará, entre outros sinônimos, a palavra sodomia. O homossexualismo foi um dos fatos que predominava em Sodoma e Gomorra, cidades destruídas pela irá de Deus. O homem sempre procura destruir o que Deus criou. Deus diz: "não deitará homem com homem, como se fosse mulher" . Acho que isso é bem claro. Mas...como indaguei no início, quem se importa com Deus?

      • beto Postado em 22/Apr/2015 às 00:40

        Rafael, hahahahahaha boa

      • Franco Pontes Postado em 25/Apr/2015 às 08:53

        Crer em uma entidade criadora é opcional, às vezes, culturalmente quase obrigatório. Mas, crer que a bíblia é um manual de conduta infere dois raciocínios: 1) Saímos da crença em um deus pessoa para a crença em um Deus coletivo; 2) Ou se segue à Biblia integralmente ou se é hipocrita, escolhendo apenas os trechos que satisfaçam e/ou reforcem ideias prévias sobre o mundo e as pessoas. E nem todos creem nas palavras da Biblia, ou seja, não acreditam que o livro seja a palavra do deus criador. E, ainda tem aqueles que não creem que a Bíblia seja o guia de sua vida ou até mesmo em uma entidade. Por fim, respeitar a individualidade é premissa básica para o bom convivio, a civilidade e a paz local. Cada vez que se evoca o Deus biblico para justificar o preconceito em relação à orientação sexual, está afirmando, indiretamente, que mulheres, negros e alguns povos deveriam abrir mão dos direitos civis conquistados após muitas lutas, pois não estão de acordo com as palavras da Biblia.

    • DOUGLAS Postado em 17/Apr/2015 às 15:31

      Pereira, se você tem cérebro deveria usá-lo para discernir as coisas antes de escrever.

      • silva Postado em 18/Apr/2015 às 07:57

        Desista, o Pereira não tem solução é cristão evangélico mas não entende de amor, só de preconceito e ódio.

    • Mayara Postado em 17/Apr/2015 às 16:11

      Td eh bem simples pereira, soh um imbecil nao consegue ver, eh a informaçao mais obvia do mundo: "criança nao tem preconceito", nao eh deturbaçao, deturbaçao eh o que fazem com um menino p botar na cabeça dele que apenas um tipo de amor eh certo e o resto eh errado. Voce fala de "deturbar a inocencia da criança" como se o fato dele poder aceitar o amor entre pessoas do mesmo sexo fosse algo nojenta, como se isso tornasse o menino uma pessoa suja. Vc tem razao, ele respondeu na inocencia, a inocencia de uma criança cuja cabeça ainda nao foi preenchida pelo odio de gente nojenta, uma criança que nao julga um amor como certo ou errado, melhor ou pior. "Mas ele pode ter pensado no irmao e no pai". E o quico? Soh porque ele nao pensou na cena de um pau entrando dentro de uma bunda isso nao desmerece a aceitaçao dele, ele pensou no sentimento De amor livre de preconceitos. Eh o que as pessoas deviam aprender a fazer. Agora vc acha que ele acharia nojo da cena que eu descrevi acima? Acharia, ele acharia tao nojento quanto um pau entrando dentro de uma xana. Logo eh uma puta deturbaçao vc pensar que ele aceita o amor hetero do pai pela mae?

    • Dani Postado em 17/Apr/2015 às 16:44

      Lamentável é vc não saber escrever "homem".

    • Gonçalves Postado em 17/Apr/2015 às 22:42

      E quem disse que homossexuais ou héteros preferem alguma coisa (escolhem sua sexualidade)? Experimente escolher o excêntrico PEREIRA, se conseguir respeitarei cada palavra que você escreveu acima. O amor é incondicional, o garoto pode não entender em termos, mas na prática ele sabe que para cultivar o amor basta ter terreno puro e fértil; e ser hétero não garante isso a ninguém!

    • carlos Postado em 18/Apr/2015 às 02:06

      lamentavel vc achar que ser gay eh conduta sexual!!! :(

  7. Aline Postado em 17/Apr/2015 às 13:42

    eu também chorei!

  8. Luciana Costa Postado em 17/Apr/2015 às 13:54

    Quem sou eu para falar alguma coisa, mas será q a criança realmente entendeu? Não sei como será esse processo daqui pra frente... Mas talvez tenha gerado dúvidas, será que ele n precisava ser mais claro: "um homem casa com uma mulher, eles se amam. um homem pode casar com um homem pq eles se amam, assim como algumas pessoas preferem azul e outras o vermelho." mas mais uma vez, quem sou eu?! linda a relação dos dois!!

    • poliana Postado em 17/Apr/2015 às 16:17

      pra uma criança de 8 anos, o q ele falou foi suficiente. ponto!

  9. pereira bacaca Postado em 17/Apr/2015 às 14:02

    Pereira babaca, so existe amor.

  10. Anderly Postado em 17/Apr/2015 às 14:06

    Que lindo! As crianças têm muito que nos ensinar a respeito de como enxergar a vida; com mais amor e menos preconceito.

  11. Calixto Postado em 17/Apr/2015 às 14:08

    Lá vem o Pereira com o seu pereirismo. Que é isso, cara. Seja mais honesto, não jogue tão sujo, não seja tão torpe.

    • Cris Postado em 17/Apr/2015 às 15:55

      Pereirismo...kkkkkkkkkkk Essa foi a melhor.

  12. RICARDO Postado em 17/Apr/2015 às 14:30

    JÁ Q É PRA SER PRECONCEITUOSO...PEREIRISSIMO...KKK

  13. Diogo Postado em 17/Apr/2015 às 14:33

    Pereira, lamento mas acho você não entendeu a estória. De fato o irmãozinho não nomeu de amor uma relação homossexual. Mas o intuito foi mostrar a pureza que existe nessa tenra idade, antes de adultos ignorantes influenciarem a criança deturpando o que é a homossexualidade, ensinando que o amor entre duas pessoas seria errado em certas ocasiões. A criança ainda não sabe que existe tipos de amor, como entre pais e filhos, amigos ou cônjuges. O que de fato não importa, "all we need is love..."

  14. Germano Güttler Postado em 17/Apr/2015 às 14:47

    Um lindo relato de uma alma evoluída que apesar de ser criança (neste momento) já aprendeu e cresceu mais do que a maioria dos adultos.

  15. Agustiinho Postado em 17/Apr/2015 às 14:57

    Não acho desonesto o pereirismo, assim como não não é jogar sujo ou ser torpe o fato de acreditar que o universo de um garoto de 8 anos seja diferente do de um homem formado. A história é realmente emocionante e não invalida a tentativa de tornar a homexualidade natural.

  16. Duda Postado em 17/Apr/2015 às 15:01

    Eu sou Pereira e discordo do Pereira e tb. do Pereirismo...isso tb é discriminação rs...mas a história dos dois irmãos é linda...menino esperto, humano e meigo!!!

  17. Isadora Postado em 17/Apr/2015 às 15:25

    Realmente só nos identificamos com aquilo que possuímos dentro de nós mesmos. Se você tão teve a sensibilidade de entender a resposta do menino, é porque realmente não possui entendimento de algo tão simples como o AMOR. Lamentável, Pereira.

    • Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 15:36

      Eu entendi que o menino ama o irmão. Eu também amo meu irmão e ele não é homossexual. quer dizer que o meu amor pelo meu irmão heterossexual vale menos ?

  18. kissys Júlia Postado em 17/Apr/2015 às 15:40

    Perfeito... lindooo

  19. dayse Postado em 17/Apr/2015 às 15:47

    Pereira, a mensagem do texto é que ele viu o amor, simplesmente o amor, sem surpresas, medos, receios ou preconceitos. Porque o amor é assim, livre, ingênuo, puro e belo. Ele ama o irmão e viu que é possível amor entre 2 homossexuais. Algo natural e sem elocubrações... amor independente da orientação. Tem coisa mais linda e gostosa que isso? Simples assim...

    • Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 16:19

      Quer dizer que o menino sabe o que é um homossexual ? aos 8 anos de idade ? Sabe o que é sexo entre homen e mulher também ? Ele ama o irmão porque é uma pessoa próxima, não porque "aceita" a escolha sexual do mais velho. Para o menino que desconhece questões sexuais, o fato do irmão se relacionar com homens pouco importa. E isso não é por causa de uma suposta ausência de preconceito, e sim por uma ausência de conhecimento das questões sexuais. A deturpação esta aí. Agora o motivo dessa deturpação eu não entendo mesmo.

      • Franco Pontes Postado em 25/Apr/2015 às 08:59

        E existe razão para deixar de ser amor se existir sexo? Existiria razão para o menino não afirmar que seria amor, caso ele soubesse sobre homossexualidade? Onde quer chegar com isso?

    • Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 16:21

      Eu quando tinha 8 anos dizia que amava o meu pai e meu irmão sem saber se eram heteros ou homossexuais.

      • Jorge Rosa Postado em 18/Apr/2015 às 00:44

        Porra, Pereira, larga o osso.

    • José Postado em 18/Apr/2015 às 11:51

      elocubrações... VC até parece discípulo(a) do Caio Fabio!

  20. Igor Postado em 17/Apr/2015 às 16:01

    Pereira, va trabalhar sua autoestima.

  21. Britto Postado em 17/Apr/2015 às 16:01

    Quanta Pereirisse! Meus Deuses!!! :D

  22. Dudu Postado em 17/Apr/2015 às 16:03

    Pereira, vc só não entende o mundo no qual vc vive.

  23. Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 16:22

    Deturparam um sentimento bonito e nobre de uma criança inocente em nome de uma causa. Isso é lamentável.

    • Daniel Santana Postado em 17/Apr/2015 às 17:42

      Dignidade humana é uma causa? Claro que é. Deveria ser defendida por todos. Os sentimentos bonitos e nobres da criança só vêm a afiançar a nobre causa...

  24. Pereira Postado em 17/Apr/2015 às 16:33

    Ademais, desejo felicidades tanto para o menino quanto para o rapaz e lamentar profundamente a manipulação que fizeram com o sentimento de um pelo outro.

  25. Alexandre Postado em 17/Apr/2015 às 16:46

    Tudo caminhando bem naquela tarde quente de verão. De súbito aparece o Pereira e chuta a bola no quintal do vizinho que era o mais chato do planeta. Acabou a brincadeira, é por isso que a gente não chama o Pereira pra brincar...rs ( É brincadeira Pereiras !!)

  26. Lucas Postado em 17/Apr/2015 às 16:47

    Muito legal ver a simplicidade de uma criança em entender as coisas e aceitá-las. Nós adultos arrumamos motivos para complicar, segregar e estragar tudo !! Seja criando regras, etiquetas e leis idiotas para o convívio social, inventando religiões e dogmas para influenciar o próximo ou criando tecnologias que mais aprisionam do que libertam como as milhões de redes sociais, aplicativos e supérfluos eletrônicos.

  27. Lívia Postado em 17/Apr/2015 às 16:50

    Eu achei a história muito bonita, a inocência da criança a coisa mais linda do mundo e a atitude do irmão mais velho de levar sua preferência sexual ao irmão, algo bacana e necessário. Estamos em pleno século XXI, não deve haver mais margem para preconceitos e nem distinções. Cada um gostando ou não, a pluralidade de gêneros, gostos e composições familiares está aí. Compreensão é fundamental. Contudo, do jeito que o irmão expôs para o caçula, também ficou em mim a dúvida: será que ele entendeu o que o irmão quis dizer? Porque ele perguntou sobre qual o nome dado a pessoas que gostam de pessoas do mesmo sexo. [CONTINUA...]

  28. Cecília Postado em 17/Apr/2015 às 16:53

    Chorei 2

  29. Lívia Postado em 17/Apr/2015 às 16:53

    Ele é homem, ama o irmão, que é homem. A mãe dele ama a avó, que também é mulher. Perguntar qual é o nome de pessoas do mesmo sexo que se gostam, é uma coisa. Se ele tivesse feito a pergunta "qual é o nome que se dá a pessoas do mesmo sexo que se relacionam de forma amorosa, e não fraterna" e o menino respondesse "amor" (que, de fato, é o que existe nessas relações, como em todas as relações amorosas - homo ou hetero), diria que o menino compreendeu. Acho que ficou confuso o contexto. O menino é amável e inocente, sem dúvidas, mas, com essa idade, não tem a maturidade para compreender a "ambiguidade" da pergunta. Pra ele o gostar é gostar e pronto. Amar é amar e pronto. Não há ainda a ideia, a concepção do lado carnal e dos tabús que nossa sociedade impõe a esses tipos de laço. [CONTINUA...]

    • poliana Postado em 17/Apr/2015 às 18:40

      e vc queria q ele adentrasse nesse mérito?! pra maturidade de uma criança de 8 anos, foi suficiente!!! vc é tão ridícula e preconceituosa qto o pereira.

      • Lívia Postado em 17/Apr/2015 às 23:41

        Acho interessantíssimo esse maniqueísmo de dividir tudo entre o bem e o mal, pessoas boas e ruins tão só por expressarem suas opiniões de forma cordial e coerente. Ainda que não concorde com o meu ponto de vista, com a forma que eu enxerguei a história, não cabe dizer que eu sou preconceituosa por dois motivos: se tivesse lido as três partes do meu comentário, teria visto que a última coisa que tenho é preconceito; amor é amor e pronto. Apenas acho que essa dimensão que a história assumiu, é sensacionalista. Interpretamos aquilo que gostaria que seja. Do jeito que o tema foi tratado, eu realmente acho que o menino não compreendeu a dimensão do que o irmão queria dizer. Não que eu ache que a reação que ele teria seria outra, claro que não. Gosto de pensar que, tão novinho, ele de fato enxergue que é amor da mesma forma o que há entre um casal hetero; contudo, repito: não ficou claro pro garoto, na minha concepção.

  30. Lívia Postado em 17/Apr/2015 às 16:53

    Em síntese, a reação do menino é genuína e a resposta é válida: entendendo ou não o contexto, o que há numa relação amorosa entre duas (ou mais pessoas, pra quem curte relacionamentos abertos) é AMOR e ponto; pouco interessa o gênero das partes envolvidas: é amor. A-mor

    • poliana Postado em 17/Apr/2015 às 18:40

      pois é. a essência é essa! o garoto de 8 anos n precisa de mais detalhes...

  31. Antônio Postado em 17/Apr/2015 às 16:57

    Rsrs passei por isso tambrm e meu irmao tinha 10 anos qando soube ele nunca me criticou e sim sempre me apoio nao so ele como minha família toda ♡ ♥

  32. Andreia Postado em 17/Apr/2015 às 17:05

    Minha filha uma vez com 6 anos olhando a cantora Maria Gadú cantar, chegou em mim e disse: ela é menina ou menino? E eu disse que ela era menina, mas que se sentia menino e que para eu explicar para ela era difícil. Entao me respondeu: ela gosta de meninas né mamãe? Eu disse: sim Perguntei para ela o que achava e ela sabia mente me respondeu: tem muitas meninas e meninos que não se sentem feliz com o sexo que nasceu, mas nem por isso deixam de ser pessoas de bem e podem ser nossos amigos né mamãe? Com a resposta dela espetacular, respondi: o que importa aos olhos de Deus e que somos todos iguais. E que opção sexual não muda em nada o que sentimos por aqueles que amamos. Hoje a minha filha tem 8 anos e ja entende o significado gay e lesbica. Sempre respondi todas as dúvidas da minha filha, sempre dando atenção e explicando com carinho. Já me perguntou sobre: estupro, camisinha quando viu na farmácia, pedofilia, malstratos, gravides e tantas outras coisas. Mesmo que você tente deixar estes assuntos para quando forem maiores e difícil quando se tem propaganda e novelas abordando estes assuntos. Mas cabe aos pais falar e nunca esconder, pois cada criança tem o tempo certo para começar ter dúvidas pertinentes.

    • Thiago Teixeira Postado em 17/Apr/2015 às 19:59

      Que legal Andreia! Sorte de sua filha ter nascida num lar de pessoas de bem. A minha filha tem 5 anos, e neste final de semana disse na frente de todos da família: "Quando eu crescer quero ser igual a minha Tia (minha irmã), só não vou fumar maconha e beber!". Todos caíram na gargalhada, o legal foi que ela não vinculou o vício com as qualidades de uma pessoa, e o estranho é que minha irmã sempre fumou escondida, nunca na frente das crianças!

  33. Thiago Teixeira Postado em 17/Apr/2015 às 17:09

    Lucas Vasconcellos é um jovem brasileiro de 23 anos, que finge ser um TROLL chamado PEREIRA no site do PP ...

  34. Claudio Antonio Lopes Postado em 17/Apr/2015 às 17:25

    Pena não ter conseguido ler os demais comentários, porque fiquei com a visão bem embaçada...

  35. flavio Postado em 17/Apr/2015 às 17:33

    Independente de tudo, pelas palavras da criança, percebe-se que nesse lar existe amor, por mais que a criança, como disse o Pereira, "não entenda" o sentido da palavra, ela convive e já ama da forma dela, é claro! Sabe, tenho uma estória um pouco mais complicada, uma filha de onze anos que a mãe, não sei por qual motivo, resolveu contar minha situação... não tive a mesma sorte, infelizmente! mas creio que existem formas e formas de abordar o delicado assunto com uma criança. Achei lindo o seu caso, Lucas!

  36. hozana costa Postado em 17/Apr/2015 às 18:00

    Ninguém nasce com preconceito,os adultos é que nos repassam!

    • Antonio C. Postado em 17/Apr/2015 às 23:40

      Falou tudo Hozana!

      • Deisi Postado em 18/Apr/2015 às 08:19

        O preconceito não existe nas cabecinhas das crianças, adultos que moldam adultos preconceituosos. Graças a Deus não formei meus filhos com esses pensamentos. Achei lindo o relato do jovem, mas lindo foi a resposta do irmão de 8 anos, só o amor.

  37. Guilherme Postado em 17/Apr/2015 às 21:32

    Acho que o o problema na interpretacao de uns e outros surge no momento em que se escreve 'sexo'. Claro, um menino de 8 anos não tem capacidade plena de compreender questões sexuais, mas pode entender plenamente questões afetivas. Quando o irmão mais velho disse 'amor', pensou numa relação tao pura quanto a visão do irmão. Pensou em dois companheiros que partilham uma vida, que se preocupam um com o outro, que aproveitam a companhia um do outro e mais. A diferença desse amar fica traduzida, pra uma criança, no beijo. Ele não precisa saber o que os pais fazem dentro do quarto, quando a sós, para entender o amor deles e saber que é diferente do amor de irmão. Afinal, se trata de uma criança, não de um cachorro ou uma porta. As pessoas só vão enxergar o que quiserem, e não há o que se fazer em relação a isso. É uma pena que tantas pessoas se esforcem para permanecer na sombra da ignorância e do preconceito.

  38. daniela Postado em 17/Apr/2015 às 21:33

    Tb chorei...

  39. Roberto Postado em 17/Apr/2015 às 22:12

    Pereira e Lívia são a mesma pessoa. Que feio Pereira, se passando por outra pessoa pra tentar validar sua ignorância. Vá se tratar!

    • Lívia Postado em 23/Apr/2015 às 22:11

      UHAUAHUAHUAUAUHA Isso, Roberto! Isso. Parabéns pela sua INCRÍVEL dedução. Beijos, Lívia. Ou melhor, Pereira. Roberto. Ou qualquer nome que queira dar a mim

  40. Luciano Postado em 17/Apr/2015 às 22:53

    Lindo! Esperança nessa nova geração...

  41. Rodrigo Postado em 17/Apr/2015 às 23:13

    Eu só digo uma coisa pras pessoas que comentaram essa matéria do pragmatismo politico e das pessoas que os fazem VOCÊS SÃO FODAS! Sério, a cada lugar que saia essa notícia, 50% era comentário homofóbico, aqui teve apenas alguns comentários muito toscos e errados, mas sério é lindo de ver os comentários, PARABÉNS aos héteros que respeitam os outros, parabéns aos gays que agora tão podendo ter voz, tão podendo lutar pelos seus direitos, nossa esse post foi lindo, não apenas pela matéria, mas pela quantidade de gente com coração bom. É nessas horas que a gente pensa, não são apenas as crianças que tem coração bom, ainda restam pessoas como vocês pra melhorar a cada dia esse mundo tão... tão...

  42. Morena Postado em 18/Apr/2015 às 03:32

    Pereira em que mundo você vive?no meu planeta as crianças dessa idade ja compreendem mais do que você imagina... você ta precisando migrar daqui, ou entender melhor o mundo que vive. A grande parte das crianças de hoje em dia já nao tem mais essa inocência que você imagina, ou a mesma que você tinha durante seus 8 anos, pelo contrário elas tem capacidade de perceber e relacionar muitas coisas que veem pelo mundo, são muito observadoras a respeito do comportamento das pessoas e sempre tem curiosidades e interesse a respeito. Tenho certeza que o menino compreendeu a mensagem do irmão e o retribuiu da forma mais singela e justa.

  43. Junior Heitor Postado em 18/Apr/2015 às 07:15

    Preconceito é a pura falta de conhecimento.

  44. Henrique Postado em 18/Apr/2015 às 08:34

    Emocionante.....um sentimento puro onde uma alma encontra repouso em outra, o ser humano é uma obra perfeita que está sempre buscando aperfeiçoar a sua evolução.....em nossa tela mental deve sempre estar escrito que devemos amar uns aos outros esse é o medicamento para a falta de compreensão.....pois muitos de nós só despertamos para esta realidade quando o sofrimento nos consome.....linda história abraços a todos

  45. Erika Postado em 18/Apr/2015 às 10:07

    Vcs acreditam que Deus existe? E se existe, vcs acham que Ele é preconceituoso?

  46. Raphael Postado em 18/Apr/2015 às 10:09

    Aconteceu coisa semelhante com a minha irmã, de 11. Quando ela tinha uns 6, e eu uns 23, a prima indagou sobre eu ser gay, com ar de dúvida e deboche, minha irmã disparou: "Meu irmão é gay sim, e tem namorado! E o que que tem??" Tão novinha e tão especial. Minha mãe passava naquele momento e ouviu na íntegra e depois conversamos sobre isso. Fiquei muito feliz, ela com certeza será uma grande mulher. :) :)

  47. Claudia Postado em 18/Apr/2015 às 10:54

    Que linda a pureza das crianças, no fim o que importa mesmo é o AMOR!

  48. Eline Postado em 18/Apr/2015 às 11:30

    O que amor e respeito tem a ver com concordar ou não com a opção sexual da pessoa? Pessoas que se amam convergem em ações e opiniões. Amar alguém não diz respeito a concordar com as suas escolhas.

    • poliana Postado em 18/Apr/2015 às 13:52

      só uma obs. eliane: não se diz opção*, mas orientação sexual...opção fica parecendo q a pessoa escolhe, opta por ser gay. qdo a gente sabe q não é bem assim...

  49. Dulcemar Postado em 18/Apr/2015 às 11:52

    Da licença não tenho nada contra. Amor não tem sexo mas preferencia sexual , pra mim é sexo. É carne pura.

  50. edson Postado em 18/Apr/2015 às 12:05

    Não sei. Mas, o possivel mal da intolerância (nao aceitar o que oensa ou age diferente) É o mesmo que se está fazendo com o Pereira. Qual a diferença entre ele e os agridem apenas por ter posição diferente? . Isso é o mais lamentável. Uns e outros se afirmar como donos de uma verdade. Trise exemplo. Diante de uma história em que uma criança teve maior capacidade de tolerar.

  51. Fábio Alves Postado em 18/Apr/2015 às 13:16

    Pra gente ver como os olhos ainda não tomados pelo preconceito podem enxergar a realidade com mais simplicidade e naturalidade. Essa história foi de emocionar.

  52. Junipero Postado em 19/Apr/2015 às 02:15

    Acho que se ainda há quem tenha tempo para dedicar a opção sexual de terceiros, teriam o cuida do de enteder as duas vertentes dessa história: uma a do desconhecimento acerca da visão de uma criança acerca do mundo que o rodeia e de assuntos complexos como opção sexual (me referindo no atual âmbito de aceitação e tabu sociais), noutras palavras: que diferença faz para uma criança de oito anos a opção sexual do irmão (pessoa que ele obviamente gosta) acrescentando ainda que muitas crianças em diferentes idades não compreendem a linha tradicional de maturação sexual direta menino se torna homem, menina se torna mulher, crendo que podem se cadar com quem quiserem, não por maturidade, mas por pura inocência. Outra vertente é a interpretação útil para um adulto sexualmente desenvolvido e mentalmente sobrio intetessado no bem estar de uma sociedade composta por pessoas com incontáveis diferenças inerentes (inclusas as opções sexuais) sem que isso altere a própria.

  53. Maria Dantas Postado em 21/Apr/2015 às 10:41

    Creio que Amor é uma energia que permeia tudo e todos, está como chispa no cerne de cada ser, é uma energia assexuada, é desinteressada, é ausência de ego-egoísmo. Sexo é um instinto animal de preservação da raça, independente da energia do amor que permeia tudo...Aquilo que o menino chama de amor, na realidade, é atração, tesão, paixão, tara, apego, cisma, luxúria, coisas do ego...tudo menos amor, o qual pode estar presente nisso tb. O menino é inocente, ignora o mundo ainda e o mais velho é deslumbrado com as paixões do mundo. Nossas almas se enganam demais durante o processo de evolução.

  54. ZENIO SILVA Postado em 09/Jul/2015 às 09:54

    De inocente não tem nada o irmão do Lucas, esse menino de oito anos é, na verdade, sábio! Sábio como poucos adultos que conhecemos são... Parabéns Lucas por Você e pelo seu irmão!

  55. sergio Postado em 10/Oct/2015 às 11:11

    Preconceituosos de plantão,enfiem a biblia no cu!

  56. sidney Postado em 29/Oct/2015 às 23:07

    AMOR???? É não meu caro... Isso é chamado de PECADO mesmo.

  57. marcio Postado em 21/Nov/2015 às 18:15

    ...muitu bunitu o depoimento..., amor..., é isso..., não desse coitado aí que já tachou-os como "pecado" sem ter capacidade desse sentimento..., pra que vai a igreja se nem lá desperta amor numa criatura dessa?! isso de fato é pecado vendo nesse ponto de vista ignorante de intolerância e incompreensão...