Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mídia desonesta 01/Apr/2015 às 12:00
59
Comentários

A mentira de Eliane Cantanhêde e o jornalismo dos contos de Grimm

A mentira facilmente comprovável da articulista do Estadão e da Globo, Eliane Cantanhede, leva a crer que estamos vivendo um jornalismo dos contos de Grimm: faltar com a verdade é normal e permitido

eliane cantanhêde
A articulista da GloboNews, Eliane Cantanhêde (divulgação)

Luis Nassif, GGN

Da matéria da Folha que criou o factoide da crítica de Joaquim Levy a Dilma:

“Acho que há um desejo genuíno da presidente de acertar as coisas, às vezes, não da maneira mais fácil… Não da maneira mais efetiva, mas há um desejo genuíno”.

Da explicação de Levy:

“O ministro sublinha que os elementos dessa fala são os seguintes: aqueles que têm a honra de encontrarem-se ministros sabem que a orientação política do governo é genuína, reconhecem que o cumprimento de seus deveres exige ações difíceis, inclusive da exma. sra. presidente, Dilma Rousseff, e eles têm a humildade de reconhecer que nem todas as medidas têm a efetividade esperada”.

Da afirmação de Eliane Cantanhede, com o estilo tatibitate de quem conta uma história infantil [Contos de Grimm] repleta de bruxas e duendes:

“Pois é, o Levy começou com essa história. E cá pra nós ele não falou nenhuma mentira. Falou o que todo mundo sabe: que a presidente Dilma é muito autoritária que só faz as coisas do jeito dela. Se pegar a frase dele, tem todo esse sentido”.

Como assim? É mentira facilmente comprovável. De qual trecho do factoide da Folha ela tirou essa conclusão? Qual a diferença de um site militante repleto de teorias conspiratórias e esse nível de jornalismo?

Não há mais o menor pudor em manter qualquer elo com os fatos. É campanha, e ponto! Ficam autorizados os atentados ao jornalismo, à verdade, e pouco importa se as redes sociais apontarem a mentira. Os leitores não querem fatos: querem guerra, ainda que dela a maior vítima seja o jornalismo.

Ouça o áudio da mentira-fofoca aqui.

VEJA TAMBÉM: Folha e Cantanhêde são obrigados a indenizar juiz de caso Varig

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 12:08

    Faltar com a verdade no jornalismo é normal. A esquerda aparelhou as redações de quase tudo desde os anos 70. A ocupação de espaços proposta por Gramsci foi feita principalmente nos veículos de comunicação, bem como na cultura e na educação.

    • Guilherme Postado em 01/Apr/2015 às 12:33

      Pereira, você é de outro planeta. Você pensa que a única direita verdadeira foi a da ditadura militar. Desde então Sarney, Itamar, FCH, Lula e Dilma são todos esquerda.

      • José Postado em 01/Apr/2015 às 12:38

        Ler muito Olavo de C. dá nisso Guilherme. Os caras acabam pro viver num mundo paralelo onde o comunismo está em toda parte... gostaria de viver nesse mundo que os olavetes vivem.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 13:01

        FHC tem uma foto apertando a mão de Hugo chávez e Fidel castro. Procure na internet.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 13:05

        eu li coisas da escola de frankfurt antes. Eu nem sabia que olavo de carvalho existia, e já tinha idéia de quem era Herbert marcuse por exemplo, bem como gramsci. Já sabia que o governo militar não foi tão ruim assim como pintam entre outras coisas.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 13:25

        Como você explica do fato de as novelas da Globo do horário nobre, fazerem apologia de tudo que a esquerda apoia ?

      • poliana Postado em 01/Apr/2015 às 13:33

        pereira, a globo só é progressista e de "esquerda" em suas novelas. veja como é o jornalismo da casa, de que lado ele está, e me diga q se o jornalismo da rede globo e das outras emissoras são pro pt!! vc tem cada uma velho..só pode ser birra. só pq o fhc apertou a mão do castro ou do chavez, isso o torna de esquerda???? meu deus!!! q cegueiraaaaaaaaaaaaaa!!!!

      • juliano Postado em 01/Apr/2015 às 14:20

        é isso mesmo poliana.. eu mesmo, uma vez apertei a mão de uma mulher e virei mulher

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 15:25

        Um aperto de mão triplo muito fraternal. Esquerdista não aperto a mão de inimigos. Daria para imaginar o Stédile apertando a mão do Feliciano ? Por parte do Feliciano eu acreditaria.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 15:32

        A incopetência e a corrupção deste governo é tão flagrante, que se a Globo parece de noticiar, ficaria clara sua parcialidade. Nem na Record, cujo dono Edir macedo é dono do PRB que é da base aliada(um dos partidos mais fiéis ao governo), eles param de noticiar os escândalos. Não dá para não noticiar e não dá para fazer prognósticos bons. Na era FHC até o Franklin martins comentava sobre política. Na globo news toda a hora chamam professor da USP para debates. Que direitismo é esse ?

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 15:36

        A globo assim como todos os veículos midiáticos(com exceçaõ da Veja, eu acho), recebem gordas verbas para publicidade estatal. Seria um contrassenso se eu recebesse e falasse mal do mesmo órgão.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 15:39

        parece = parasse

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 15:41

        Ainda bem que você reconhece que as novelas ajudam a esquerda. Aliás, a Globo vive praticamente só de novelas. O jornalismo está em segundo plano. A globo já elegeu deputado BLGT.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 15:46

        Dizer que o FHC é de direita é de um analfabetismo monumental. Eu me mato de rir. O cara é a favor da legalização de drogas e de aborto. Militou na esquerda dentro das universidades nos anos 70. Isso é falta de conhecimento, puramente isso.

      • poliana Postado em 01/Apr/2015 às 15:47

        pereira, FELIZMENTE, as novelas da globo estão um fracasso em audiência. vão de mal a pior a cada dia. detesto novelas, e pra mim, elas n servem pra nada. mas graças a deus o povo está abrindo os olhos pra realidade e vendo quem realmente é a rede globo. não adianta discutir isso contigo pq é dar murro em ponta de faca. se a globo fosse pro pt, ela abafaria todos os escândalos envolvendo o partido, da mesma forma q faz até hj com o psdb. pelo amor de deus...só um cego n vê isso! dizer q a rede globo é pro pt, dói na alma, sério mesmo!!!!!!!!!!!!!!!!

      • Paulo Cezar Postado em 01/Apr/2015 às 16:13

        É a primeira esquerda do mundo que é a favor de privatização... http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/155778/Globo-%27petrol%C3%A3o%27-justifica-privatizar-a-Petrobras.htm

      • Eduardo Ribeiro Postado em 01/Apr/2015 às 16:22

        Pro Pereira ser a favor da legalização das drogas e do aborto basta para automaticamente coloca alguém à esquerda no espectro ideológico. São duas características suficientes pra jogar o doutor FHC pra esquerda. Pelo amor de Deus...analfabetismo político do mais baixo nível. Sem falar que FHC é um fardo tão pesado pra direita, é uma vergonha tão grande ter entre seus maiores nomes o cara que quebrou o Brasil 3x, que eles querem mais é se livrar dele e jogar ele pro outro lado. "Não, esse lixo não é nosso, é de vocês...". Patético.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 16:34

        " as novelas da globo estão um fracasso em audiência. vão de mal a pior a cada dia". Boa parte do fracasso de audiência das novelas da globo você deve aos boicotes promovidos pelos evangélicos. Mesmo assim ainda é o espaço mais caro de publicidade e é de onde vem uma boa fatia de receita da globo bem como as verbas que vem de publicidade estatal.

      • Pereira Postado em 01/Apr/2015 às 16:37

        "a favor da legalização das drogas e do aborto basta para automaticamente coloca alguém à esquerda". Eu me limito a rir. Se o Lula se gabou num debate de só haver candidato de esquerda nas eleições, debate com o Serra que fez carreira junto com FHC. Isso está gravado. FHC disse com todas as letras que era melhor articulista gramsciano do que os petistas. Parece, aquilo : mas será que ele é ?

      • Eduardo Ribeiro Postado em 01/Apr/2015 às 16:47

        FHC pode se dizer o que ele quiser. Não é porque ele diz que é algo que ele se torna esse algo. Porra, Pereira. Eu quero saber é de prática. Política é praxis, não é conversinha mole não. O mesmo vale pro Serra, Alckmin, Aecinho...toda essa patota cheia de ternura..."ah, eles dizem". Você com certeza acha que até a bolacha Club Social é socialista por causa do nome dela.

      • poliana Postado em 01/Apr/2015 às 18:06

        ah tá pereira..até parece q é o nicho (lixo mesmo) evangélico q é o responsável pela queda da audiência da rede globo! putz!!!!!!!!! só rindo viu...e vc ainda diz q n é evangélico!!!??? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Dan Crítico Postado em 01/Apr/2015 às 18:12

        As novelas da glovo não militam em favor da esquerda. Muito pelo contrário. Travestem-se de revolucionárias e reflexivas no intuito de sutilmente reforçar estereótipos racistas machistas elitistas e etc. E sobre "não falar mal do governo por ter contrato" é completamente sem fundamento visto que desde o inicio de janeiro o gov federal não anuncia na globo não por isso E sim porque a sistemática perda de audiência da emissora não justifica o exorbitante preço cobrado pela emissora para exibir os anúncios.

      • Vinicius Postado em 01/Apr/2015 às 22:56

        Coitado do Pereira acha que a globo é de esquerda porque apoia a homossexualidade em novelas. Sabe de nada... Eles fazem isso para atrair mais audiência só isso. E a além do que a pessoa ser de direita não significa que ela seja uma reaça de carteirinha.*Outro Vinicius

    • Eduardo Ribeiro Postado em 01/Apr/2015 às 14:28

      Olavete olaveando...mais do mesmo..vale nem a pena.

    • luciano Postado em 01/Apr/2015 às 15:30

      Quem viagem em amigo...

    • Fabio Postado em 01/Apr/2015 às 15:38

      Queria ter estes nomes de esquerda que compoem os jornalões.

    • Luis Postado em 01/Apr/2015 às 16:15

      Para que você não falte com a verdade ao se manifestar. Na década de 70 se alguém fizesse qualquer manifestação, ou tivesse qualquer atitude corporativa na mídia que dava cobertura aos ditadores seria torta ou morta.

    • Keanu Postado em 01/Apr/2015 às 19:52

      Que merda de comentário!

  2. Carlos Correa Postado em 01/Apr/2015 às 12:10

    Engraçado, vendo a foto da matéria, não sei porquê, me lembrei daquele ET do filme 'Contatos imediatos do terceiro grau'.

  3. Félix Postado em 01/Apr/2015 às 12:43

    50 anos de mentiras. Parabéns à Rede Globo pelo seu dia 01/04/2015!

  4. Félix Postado em 01/Apr/2015 às 12:50

    Estou desconfiado que o Obama liberou pro Gerson Camarote o software espião para bisbilhotar o governo. Todo dia ele tem uma matéria do tipo "Governo teme ...."

  5. Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2015 às 14:15

    Pleonasmo do ano: "A mentira de Eliane Cantanhede".

  6. Alexandre Postado em 01/Apr/2015 às 15:37

    Vivemos em Oceania....

  7. Mendes Postado em 01/Apr/2015 às 15:37

    Esse Pereira gosta do Feliciano, da ditadura militar, do olavo de carvalho, dá pra conversar com alguém assim? só falta ser evangélico...

    • Silva Postado em 01/Apr/2015 às 21:07

      Ele é, o pior é fundamentalista!

  8. Fabiano Postado em 01/Apr/2015 às 15:40

    Alguém aqui acredita que o ministro poderia via a publico e dizer: "eu sou homem pra kct e o que eu quis dizer foi isso mesmo!" ?

  9. Elisa Vieira Postado em 01/Apr/2015 às 15:42

    Eliane está no Estadão. Mentindo do mesmo jeito!

  10. Marianne Postado em 01/Apr/2015 às 15:43

    A escravidão, Rodrigo, pelo menos formalmente, foi abolida em 1888. Levy não precisa aturar coisa alguma, basta pedir para sair, se não estiver gostando.

  11. anibal Postado em 01/Apr/2015 às 15:46

    pior foi do fhc .... indesmentivelmente...

  12. Ricardo Postado em 01/Apr/2015 às 15:47

    Pensei que fosse uma coluna de opinião... E opiniões seguidamente são polemicas hoje em dia...

  13. won taylor Postado em 01/Apr/2015 às 16:02

    Eliane Cantanhêde e uma tal de Sandra do jornal Em Pauta da Globo News são tão chatas e mentirosas que estragam todas as pautas com suas opiniões absurdas. Quem pode confiar em pessoas que são facilmente vistas como mentirosas e cheias de impropérios? Distorcem fatos, agrupam mentiras e engordam o número das 'viúvas do Aécio'.. Essa tal de Sandra já falou por algumas vezes que o filho dela anda de ônibus, metrô por New York sem que ela se preocupe, mas quando ela pensa em voltar ao Brasil isso a deixa temerosa... De qual New York ela fala? O Metrô de New York tranquilo? Nem de dia lá é tranquilo...

    • Rosa L.. Postado em 01/Apr/2015 às 18:49

      Você está surpreso com quê? Essa jornalista Sandra é mais um caso irremediavel de vira-latismo

    • Francisco Sá Postado em 01/Apr/2015 às 19:09

      Psiu, Pereira... FHC nunca se disse e nunca foi considerado de esquerda. No máximo, um plagiador do desenvolvimentismo da CEPAL. O CEBRAP que ajudou a fundar era financiado pela Fundação Ford que, segundo consta, era fachada da CIA. Passou os anos de chumbo no doce exílio da França, bancado pela grana da família e blindado pelo pai general. Ao regressar do exílio assumiu descaradamente o neoliberalismo e as bandeiras da direita e pediu que todos se esquecessem do que ele havia escrito antes. Ficou o dito pelo não dito. A legalização da maconha não é bandeira exclusiva da esquerda, até porque muitos usuários e traficantes, como se sabe, são demotucanos, direitistas de carteirinha. Nessa questão de legalização da maconha FHC advoga em causa própria. Defender o aborto também faz sentido para quem foi corneado e acabou assumindo filho alheio.

  14. Vladimir Postado em 01/Apr/2015 às 16:03

    tenha-se em mente que a mídia de direita e os robots da internet (pereira e outros) são financiados por QUEM IMPRIME DINHEIRO SEM LASTRO, portanto inesgotável (até que a farsa seja descoberta)

  15. Teresa Alves Postado em 01/Apr/2015 às 16:31

    Nelson Rodrigues, sempre atual: a mídia falsificando notícias, julgando, condenando: "No subdesenvolvido, a imparcialidade não é uma posição crítica, mas uma sofisticação insuportável. Fingindo-se de justa, quase toda a crônica falada e escrita falsificou o jogo, isto é, descreveu um jogo que não houve." Segue o texto completo: À SOMBRA DOS CRIOULÕES EM FLOR, por NELSON RODRIGUES O Globo, 17/6/1969 Se vocês querem conhecer um povo, examinem o seu comportamento na vitória e na derrota. Há poucos dias, o Brasil derrotou a Inglaterra no Estádio Mário Filho*. Conviria comparar os dois comportamentos: o do Brasil vencedor e o da Inglaterra vencida. Comecemos por nós. Quinta-feira, o Estádio Mário Filho estava abarrotado. Com algum exagero, diria eu que havia gente pendurada até no lustre. Por conta do jogo, a cidade suspendeu todos os pecados. Ninguém matou, nem roubou, nem traiu. Que eu saiba, não houve um único e escasso assalto. Todas as classes, profissões, ideologias, raças e idades juntaram-se no ex-Maracanã. Houve o jogo e vencemos. A Inglaterra é campeã do mundo e perdeu. Bastaram dois minutos do verdadeiro futebol brasileiro. Em 120 segundos, liquidamos o inimigo. Vejam vocês: — a Inglaterra fazia a pose de melhor futebol do mundo. Os nossos jornais ou afirmavam ou, na pior das hipóteses, imaginavam que o futebol inglês era, sim, o melhor do mundo. Por um funesto lapso, o brasileiro já não se lembrava de que somos os bicampeões. No vídeo, não havia a menor coincidência entre o que o locutor dizia e o que a imagem mostrava. Por exemplo: — Tostão foi, durante a partida, um estilista da cabeça aos sapatos. Seus passes saíam límpidos, exatos, macios. Deu um banho de bola nos ingleses. E a maioria dos espíqueres exigia, aos brados, a sua substituição. O rádio e a TV não faziam outra coisa senão soluçar elogios aos ingleses. Os visitantes tinham todos os méritos e os brasileiros todos os defeitos. E, então, comecei a perceber que profissionais, torcedores e simples curiosos estavam ali por diferentes motivos. Uns queriam ver a caveira de João Saldanha; outros, a caveira do Brasil; e ainda outros, as duas caveiras: — do Brasil e do Saldanha. Houve um momento em que me virei para o Marcello Soares de Moura e cochichei-lhe: — “Se o Brasil perder, vão enforcar o Saldanha como um ladrão de cavalos”. O leitor há de perguntar: — “O Brasil é tão impopular no Brasil?”. Realmente, o Brasil é muito impopular no Brasil. Dirão vocês que, nas arquibancadas e gerais, o povo quis ajudar o escrete. O diabo é que o povo vaia sem querer, vaia automaticamente. Sim, o povo morreria de tédio e frustração se não pudesse vaiar qualquer coisa, inclusive o minuto de silêncio. E portanto o povo, a um só tempo bom e crudelíssimo, ora vaiava, ora aplaudia. Mas eu falo dos que, nas perpétuas, tribunas e cativas, torciam, com o mais límpido, translúcido despudor, pelo inimigo. Falei com vários e os sujeitos estrebuchavam de devoção: — “Como vjogam! Como jogam!”. Meu Deus, é um futebolzinho bem aplicado e laborioso o dos ingleses, de uma disciplina tática feroz e uma base física medonha. Só. Terminou o primeiro tempo com o marcador de 1 x 0 a favor da Inglaterra. O Brasil dera-se ao luxo de perder um pênalti. Na fila do café, um sujeito me agarra e diz: “No segundo tempo a Inglaterra vai melhorar e o Brasil vai abrir o bico”. Entendi o raciocínio do fulano: como há por aqui o Nordeste, o Amazonas, a mortalidade infantil, teríamos mais dez minutos de fôlego, se tanto. Mas aconteceu exatamente o inverso: a Inglaterra abriu o bico e o Brasil melhorou. Sim, no segundo tempo a Inglaterra não arriscou um mísero ataque. Agarrou-se a uma retranca ainda mais radical que a do primeiro tempo para salvar o 1 x 0. Dois ou três idiotas da objetividade começaram a achar que até a saúde de vaca premiada era um mito insustentável. Os nossos bons adversários não tinham pernas. E a maioria dos locutores, principalmente os paulistas, continuava a exigir a retirada de Tostão. E, no momento em que mais se exasperavam contra o maravilhoso jogador, Tostão é derrubado, deita-se na grama e faz o gol! Foi um assombro. Em pé, Tostão já é pequeno, pequeno e cabeçudo como um anão de Velasquez. Imaginem agora deitado. Os ingleses ficaram indignados e explico: — um gol como o de Tostão desafia toda uma complexa e astuta experiência imperial. Um minuto depois, ou dois minutos depois, Tostão dá três ou quatro cortes luminosíssimos e entrega a Jairzinho. Este põe lá dentro. Naquele momento ruía toda a pose inglesa. Era a vitória e pergunto: — como reagimos diante da vitória? Claro que o homem da arquibancada subiu pelas paredes como uma lagartixa profissional. Mas pergunto: — e os outros? E os outros? A imprensa, o que fez a imprensa? E o rádio? E a TV? Deviam estar virando cambalhotas elásticas, acrobáticas. A Inglaterra pode não ter futebol, mas tem o título. É campeã do mundo. Portanto, vencemos o título. Os grandes jornais não concederam ao feito brasileiro uma manchete de primeira página. O mais dramático é que quase toda a imprensa, rádio e TV trataram de amesquinhar, humilhar, aviltar a vitória. Em São Paulo as Folhas acharam os ingleses “os melhores”. No Rio, a mesma coisa. No subdesenvolvido, a imparcialidade não é uma posição crítica, mas uma sofisticação insuportável. Fingindo-se de justa, quase toda a crônica falada e escrita falsificou o jogo, isto é, descreveu um jogo que não houve. Vejam agora o comportamento dos ingleses. Ninguém faz um império sem um implacável cinismo. E os nossos adversários portaram-se com um admirável descaro. Vocês viram o que houve no Estádio Mário Filho. A Inglaterra foi um Bonsucesso. Dirão que estou fazendo um exagero caricatural. Mas, se o Bonsucesso tivesse assassinado a pauladas Maria Stuart, se jogasse à sombra de lord Nelson, lady Hamilton e Dunquerque, e se morasse no palácio de Buckingham — o Bonsucesso faria mais que os ingleses. Batidos em dois minutos, submetidos a um olé inédito e ignominioso, faltou aos nossos adversários a nobilíssima humildade da autocrítica. O técnico e os jogadores trataram a derrota como se vitória fosse; esvaziaram a humilhação de todo o dramatismo. Os brasileiros não são de nada. Tostão fez aquele gol espantoso. Deitado, enfiou a bola nas redes. Diante de tamanho feito, os ingleses deviam admitir, de vista baixa: — “Aprendemos mais esta”. Nada disso e pelo contrário: acharam absurdo, indesculpável, que um jogador deitado fizesse um gol. Com o cinismo de grande povo, o inglês inverte magicamente tudo em seu favor. Ao passo que o brasileiro, subdesenvolvido, inverte tudo em seu prejuízo. Felizmente houve o olé. Foi talvez o momento mais alto do futebol brasileiro. A parte a crônica mais subdesenvolvida condenou o olé como antiesportivo e desrespeitoso. E outros pretendem que foi um recurso tático e, portanto, nada ofensivo: apenas queríamos ganhar tempo e nunca desfeitear o adversário. É inútil mentir. Vamos retirar do olé os bons sentimentos, que não existiram. Houve, sim, uma crueldade jucunda. Os ingleses, batidos e lisamente batidos, tratam de aviltar o nosso triunfo. Dizem que Pelé foi feito pela publicidade, como um refrigerante. Eis o que eu queria observar: fez bem o escrete brasileiro em tirar sua bela vingança. Os ingleses é que, sem pernas, fisicamente gastos, teriam de fazer cera. Basta lembrar que, para coroamento do olé, quase saiu o terceiro gol, lindo, lindo, do crioulo. Se Pelé tivesse estourado as redes inglesas, havíamos de guardar seu gol numa caixinha de veludo. Nunca se viu, em tempo nenhum, em idioma nenhum, tão formidável explosão lírica e maligna. A seleção campeã do mundo foi posta na roda. Durante três, ou quatro, ou cinco minutos, o adversário correu em vão atrás da bola. E os craques brasileiros trocavam passes irretocáveis. Ninguém descreverá jamais a alegria popular. O berro colossal inundou a cidade: “Olé! Olé! Olé!”. Saldanha mandava parar. Não queria que o inimigo crescesse na humilhação. Mas a loucura instalara-se no Estádio Mário Filho. Eram 80, 100 mil pessoas ébrias de olé. E, súbito, depois da crudelíssima exibição, Gérson estica uma bola comprida para Pelé. O crioulão dispara e quase, quase entra com bola e tudo. Depois do jogo, a multidão saiu em plena embriaguez. Muitos dias já se passaram. E ainda sentimos a ressaca triunfal do olé. [O Globo, 17/6/1969] * Brasil 2 x 1 Inglaterra, 12/6/1969, no Estádio Mário Filho. Disponível em: http://www.claro.com.br/celular/promocoes-pos/emocao-do-futebol/nelson-explica/cronicas/a-sombra-dos-criouloes-em-flor

    • Rosana O. Postado em 02/Apr/2015 às 12:14

      Sensacional. Ilustra bem o momento.

  16. denis Postado em 01/Apr/2015 às 17:52

    Cantanhede soa tacanhede.

  17. Fernanda Postado em 01/Apr/2015 às 17:56

    Se a pessoa já começa sua fala com " o governo militar não foi tão ruim assim , já estraga pra mim qualquer tentativa de argumentação .Essa nova postura brasileira , vinda não sei de onde de achar bonito apoiar leis retrógradas e discursos de ódio em nome de uma direita que nem meu avó apoiava mais enquanto vivo é lamentável. Espero não deixar um Brasil desses para meus filhos. Eles pelo menos estão sendo educados para respeitar as diferenças e os direitos de todas as pessoas , independente de renda ; cor ; opção sexual e raça.

  18. antonio carlos Postado em 01/Apr/2015 às 18:08

    Assim como Collor de Melo foi promovido pela mídia golpista como homem íntegro e chegou ao poder, as mentiras seguem delineando os interesses de um jornalismo mediático. Depois de 24 anos nova farsa se monta com Aecio neves FHC e Cerra alimentando o pior jogo de mentiras que já se viu neste país é com o respondo da mídia

  19. Francisco Sá Postado em 01/Apr/2015 às 18:45

    As noveles da Gçlobo são progressivistas comparadas ao quê? ddesde quando preconceito socfial, homofobia, ódio regional, machismo, promiscuidade sexual, adultério, incesto, etelionato, freaude fiscal, ssão tgemnas progressistas, DESDE sdesde que sejam abor

  20. Marcelo Ruy Postado em 01/Apr/2015 às 19:25

    No mínimo leviana....

  21. angela Postado em 01/Apr/2015 às 20:02

    Pereira você é um chato de galocha!! Desculpa mas tinha que resumir!!

    • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2015 às 21:04

      Não Angela, o Pereira é legal. Temos que ajuda-lo. Acredite, ele foi a CUBA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! kkkkkkkkk

      • Pereira Postado em 02/Apr/2015 às 10:17

        Eu fui mesmo, para turista é muito bom, só fiquei com pena daquele pessoal tratado como bicho pelo governo comunista. A não !!!! o comunismo morreu !!!! Cuba não é comunista.

  22. Pereira Postado em 02/Apr/2015 às 10:15

    De novo, eu apenas me limito a rir da analfabetice política desse pessoal. Dizer que FHC é de direita é falta de conhecimento puro e simples. Conhecimento primário para se falar alguma coisa. Eu nunca disse que a Globo é de esquerda, eu digo que a Globo apoia bandeiras de esquerda devido a gorda verba que recebe do governo que levanta as mesmas bandeiras.

    • poliana Postado em 02/Apr/2015 às 10:32

      mas vc vive dizendo q a rede globo e toda a grande mídia é pro pt, pereira. isso sim é cegueira em seu último grau. qq indivíduo q assista um único tele jornal da rede globo, percebe, claramente q ela blinda o psdb e quer a todo custo acabar com o pt. mas vc é tão cego de ódio q n consegue ver isso. acha q todo governo pós ditadura foi de esquerda. vc faz o jair bolsonaro parecer um esquerdista pereira. nunca conheci uma pessoa tão ultra direitista como vc, sério mesmo.

    • Lázaro Pacheco Postado em 02/Apr/2015 às 16:52

      1 - FHC nunca foi de esquerda, sempre foi submisso ao capitalismo e nunca soube governar um país, haja visto a enorme privataria feita no Brasil, de cuja renda uma parte entrou no bolso dele. 2 - a rede #GloboGolpista nunca apoiou bandeiras de esquerda, o que ela faz é achincalhar com elas, distorcendo a profunda realidade da qual elas nascem e tornando-as simplistas e carnavalescas, ou seja, dando a elas uma cara que só serve para a direita cuspir e bater

  23. luis Postado em 07/Apr/2015 às 11:21

    Ué, se a presidenta pode fazer uma campanha toda pautada em mentiras, qual o problema da imprensa mentir também?

  24. enganado Postado em 08/Apr/2015 às 13:52

    Eliane TUCANHEDE. Precisa dizer mais alguma coisa? Será que a mesma sabe fazer sanduiche de queijo?