Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 29/Apr/2015 às 23:36
32
Comentários

17 PMs são presos por se recusarem a participar da barbárie no Paraná

17 policiais militares do Paraná foram presos depois de se recusarem a participar do cerco aos professores e servidores estaduais. SAMU fala em 213 feridos

professores paraná pm guerra
Cadeirante para na frente da Tropa de Choque da Polícia Militar do Paraná durante o protesto desta quarta-feira, 29 (Imagem: Rodrigo Pinto)

A Polícia Militar de Curitiba informou que 17 policiais foram presos nesta quarta-feira, 29, por se recusarem a participar d cerco aos professores que estavam nas proximidades da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para acompanhar a votação do projeto que autoriza o governo estadual a mexer no fundo de previdência dos servidores do Estado.

O massacre da polícia militar contra servidores e professores terminou com 213 feridos. Destas, 150 foram atendidas em 12 ambulâncias. Outros 63 feridos foram encaminhados para Unidades de Pronto Atendimento. Oito ainda estão em estado grave. As informações são do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

(1) Veja aqui as imagens do trágico 29 de abril no Paraná

Entre os feridos estão também o cinegrafista Rafael Passos da CATVE, que foi atingido por uma bala de borracha, e um cinegrafista da Band, atacado por um cachorro pitbull dos policiais. O comando da polícia informou que 20 soldados se feriram e dez pessoas foram detidas, sendo sete líderes sindicais.

ParanaPrevidência aprovado

Mesmo com a greve e pressão dos professores na porta da Assembleia Legislativa do Paraná, o projeto que propõe mudanças na Paranaprevidência foi aprovado por 31 votos a 20. O texto final será encaminhado para a sanção do governador Beto Richa.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Sandro Postado em 30/Apr/2015 às 00:42

    Esses policiais são verdadeiros herois, homens de cujo exemplo o mundo necessita.

    • B. Ferreira Postado em 30/Apr/2015 às 09:16

      Espero que isso tenha sido uma ironia (e das mais exdrúxulas).

      • Camila Postado em 30/Apr/2015 às 10:18

        Eu acho que ele se refere aos que 17 que se recuraram a participar e foram presos...

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Apr/2015 às 11:15

        Não foi ironia, quanto menos "das mais esdruxulas". Foi apenas você não entendendo nada mesmo.

      • Sandro Postado em 01/May/2015 às 04:50

        Eu me referi aos 17 policiais, B. Ferreira. Leia com mais atenção!

      • Sandro Postado em 01/May/2015 às 04:51

        Obrigado, Eduardo e Camila.

    • Sandro Postado em 01/May/2015 às 05:01

      "Soldados! Não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como gado humano e que vos utilizam como bucha de canhão! Não sois máquina! Homens é que sois!" (O Grande Ditador, de Charles Chaplin)

    • João Batista Postado em 06/May/2015 às 13:12

      O DCM já desmentiu essa informação... não houve nenhum policial preso pois nenhum se revoltou contra nada... bateram e bastante nos professores, apenas!

  2. Ricardo Pinto Postado em 30/Apr/2015 às 01:25

    Campanha pelo Impeachment de Beto Richa https://secure.avaaz.org/po/petition/Presidente_da_Assembleia_Legislativa_do_Estado_do_Parana_Pedimos_o_Impeachment_do_Governador_Beto_Richa_Estado_do_Parana/?nCKEKbb

  3. B. Ferreira Postado em 30/Apr/2015 às 08:20

    "Não confio na polícia, raça do caralho" BROWN, Mano.

    • Leonardo Matos Postado em 30/Apr/2015 às 10:17

      "Se me acham baleado na calçada, chutam minha cara e cospem e mim. Eu sangraria até a morte, já era, um abraço. Por isso a minha segurança eu mesmo faço!"

      • Thiago Teixeira Postado em 30/Apr/2015 às 11:17

        "é madrugada, parece está tudo normal, mas esse homem desperta pressentindo o mal, muitos cachorros latindo, ele acorda ouvindo, barulho de carro e passos no quintal"

  4. Ricardo Abesapien Postado em 30/Apr/2015 às 09:27

    Policiais usados como instrumento de repressão e os dignos, presos. Cheiro de século passado e modus repressandi de emplumados continua firme.

  5. Rodrigo Postado em 30/Apr/2015 às 10:00

    Um bom exemplo estes policiais deram, provavelmente lembraram-se de que não são elite dominante e que seus filhos, como de muitos sujeitos nas mesmas condições sociais que eles, estão na escola pública e não fica bem para eles usarem armas contra professores. Os mesmos professores que dedicam sua vida na educação e na formação de novos cidadãos que irão compor a nova era do Brasil, o futuro. Aqueles que irão pagar impostos posteriormente para gerar riqueza e pagar os salários de muitos caras de pau como o Beto Richa, bem como os policiais, que deveriam tão somente zelar pela ordem e pela justiça. Justiça esta que só existe para os ricos, o governador está roubando na mão grande dos funcionários da educação e tudo bem, JUSTIÇA NELE!!!

  6. Olga Postado em 30/Apr/2015 às 11:49

    O policial (PM) que assassinou o surfista Ricardinho na Guarda de Embau, SC, foi preso e recebe seu salario, agora ele foi nomeado para cumprir tarefas administrativas na prisão e assim continuar a receber todo mês. Estes que se recusaram a reprimir professores desarmados, são presos e podem ser demitidos por desobediência, punidos por ter consciência. Alem de eles ter filhos na escola publica, muitos deles podem ter também professores amigos, parentes, familiares, namoradas, esposas ,vizinhos A PM interessa pessoal submisso e não pensante, não importa o que façam, mais que façam e cumpram ordens sejam elas arbitrárias, nojentas, cruéis... A educação e a policia deveriam ser responsabilidade do governo federal. Os serviços como saúde, educação e segurança publicas teriam necessariamente que ser comandados pelo governo federal, se evitaria assim de acontecimentos como este, de abusos e fatos que se repetem, de violência policial;do desvio de verbas publicas e sua aplicação efetiva nas áreas designadas e fines concretos, uniformizando e otimizando os objetivos, não se deixaria em mãos dos governadores esta funções fundamentais e preciosas para o povo. A policia teria que estar ao serviço e proteção do povo, e não ser instrumento de repressão a mando dos governadores ( como assistimos ontem), de um governador déspota, tirano, antidemocrata, cruel, mentiroso e muito pouco homem, que não merece o cargo que tem, gente de duvidosa moral não pode estar ao mando de tropas da PM.

  7. eu daqui Postado em 30/Apr/2015 às 11:57

    Bala de policial é pra atingir criminoso e não trabalhador. Onde estão os direitos humanos pra bradar pelos professores feridos?

  8. José Ferreira Postado em 30/Apr/2015 às 13:54

    Isso é insubordinação. Os policiais devem ser punidos por isso. Se os professores grevistas tivessem se preocupado com a educação dos paranaenses, não teriam feito greve, pois ela não prejudica em nada o Governador e muito os alunos. Os grevistas e apoiadores sabiam bem que havia uma ordem judicial (que não se discute, se cumpre) que protegia a Assembleia das invasões. Os policiais estavam para garantir o Estado de Direito no Paraná.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Apr/2015 às 15:03

      A Assembléia é simplesmente o simbolo das manifestações, é o ícone do estupro que se desejava (e aparentemente se conseguirá) cometer contra os professores do PR, e "ui, não pode invadir, obedeçam a ordem...mimimi". Tome vergonha. Aqui não é "micareta de tarde de domingo", não é "passeio dos senhores distintos de classe média" não. O problema tem nome, sobrenome e endereço. Que os professores - e quem desejar se juntar a eles - rumem em peso pra lá.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Apr/2015 às 15:07

      Imagino os Josés Ferreiras uns 200 anos atrás na França. "Aí galera, tem uma ordem, viu? Não pode invadir a Bastilha, ninguém pode. Tem que obedecer. E também não pode vandalizar. Vamos fazer assim: vamos todos dar as mãos, cantar umas músicas de protesto, dar umas voltas no quarteirão e 5 da tarde a gente canta o hino nacional e volta pra casa."

      • José Ferreira Postado em 30/Apr/2015 às 16:45

        Estou vendo a apologia ao Blackblockismo. Como se isso resolvesse todos os problemas.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Apr/2015 às 16:51

        E eu estou vendo apologia ao bundamolismo. Ao cordeirismo, ao conformismo que tanto interessa às elites. É exatamente o BUNDAMOLISMO que não resolve problema nenhum. Solidariedade total aos HERÓIS professores do PR. E nojo de fascistinhas que acham que lutar pelos próprios direitos, contra o estupro praticado pelos opressores, é "atentar contra a ordem mimimi".

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Apr/2015 às 16:54

        Zé Ferreira na Alemanha em 1989: "puxa, eu entendo que seria legal a unificação da Alemanha...é uma causa bacana e tal...mas quebrar o muro, depredar...puxa vida, isso aí já é vandalismo...é desobediência à ordem vigente, pois nós temos uma ordem a seguir, e depredar o símbolo daquilo que é nefasto não resolve problema nenhum...viu?".

      • José Ferreira Postado em 01/May/2015 às 01:19

        Só vejo apoio aos professores e não vajo o apoio aos alunos prejudicados pela greve.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 01/May/2015 às 10:17

        E eu vejo um FASCISTINHA se esforçando pra não ser descoberto. Porque quem lê até acredita que há real preocupação com os alunos. Até engana os incautos, mas a verdade é que se houvesse preocupação com os alunos, a primeira atitude seria APOIAR OS PROFESSORES. A verdadeira preocupação é com a tomada de consciência de uma categoria oprimida e surrupiada em seus direitos, ousando levantar-se contra seu opressor. Porque como já disse, pra gente como voce, professor não pode fazer greve "porque prejudica os alunos". Professor bom é professor conformado, cordeiro, bunda-mole que aceita passivamente ser massacrado. A situação não é culpa do governo que está ESTUPRANDO os professores, retirando-lhes direitos. É culpa dos professores, que tinham que aceitar o estupro e ficar quietinhos. Se professor lutar pelos seus direitos = é bala de borracha, spray na cara e bomba no peito deles. Vocês são uns brasileiros de merda, um atraso pro país.

    • Sandro Postado em 01/May/2015 às 04:56

      Foi insubordinação quando os soldados russos se recusaram a participar na tentativa de golpe contra Mikhail Sergueievitch Gorbachev? Atente para o seguinte trecho de Chaplin: "(...) Soldados! Não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como gado humano e que vos utilizam como bucha de canhão! Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar... os que não se fazem amar e os inumanos! Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem – não de um só homem ou grupo de homens, mas dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder – o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela... de fazê-la uma aventura maravilhosa. Portanto – em nome da democracia – usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice. (...) O discurso de "O Grande Ditador", de Charles Chaplin:

    • Sandro Postado em 01/May/2015 às 04:59

      "Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar – se possível – judeus, o gentio... negros... brancos. Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Queremos viver pela felicidade dos outros, não pela miséria dos outros. Por que havemos de odiar e desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover a todas as nossas necessidades. O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódio... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido. A aviação e o rádio aproximaram-nos muito mais. A própria natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem... um apelo à fraternidade universal... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhares de pessoas pelo mundo afora... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Aos que me podem ouvir eu digo: “Não desespereis! A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. E assim, enquanto morrem homens, a liberdade nunca perecerá. Soldados! Não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como gado humano e que vos utilizam como bucha de canhão! Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar... os que não se fazem amar e os inumanos! Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem – não de um só homem ou grupo de homens, mas dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder – o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela... de fazê-la uma aventura maravilhosa. Portanto – em nome da democracia – usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice. É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos! ( segue o estrondoso aplauso da multidão ). Então, dirige-se a Hannah : Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontrares, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo – um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergue os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos!." (O discurso do Grande Ditador, de Charles Chaplin)

  9. enganado Postado em 30/Apr/2015 às 14:17

    Qto ao senhor Cadeirante, vale apenas aconselhá-lo a não se arriscar mais desta forma, porque o Bigode mandou executar quem não era são por que só davam prejuizos a Alemanha Nazista. Quem o que Betinho fez, para matar é só um peteleco. Aviso, da próxima vez com certeza vai pra vala! DEMOCRADURA do PSDB/DEM/Moro/ ... . Meus caros 17 PM's, vão ser EXPULSOS! Contem o dia que é hoje e aguardem! Vcs vão ver p PSDB=CIA=MOSSAD=NSA= ... em ação.

  10. Eduardo Postado em 30/Apr/2015 às 15:30

    AS FORÇAS ARMADAS ESTÃO PARA GARANTIR AS INSTITUIÇÕES.... mas não estas que estamos vendo atualmente.... como defender uma instituição que age festa maneira, algo tem que ser feito, não é possível que vai ficar só no heim heim de facebook e de jornais........

    • enganado Postado em 02/May/2015 às 21:45

      Meu caro Eduardo. O que o PSDB/DEM estão fazendo com a nação já era motive para que o militares tomassem providências pelo afronte as leis/legalidade/moral dos bons costumes, mas o que se vê, é um silêncio de quem está esperando a hora para entregar o governo aos EUA/PSDB/iSSraHell/DEM/CIA/MOSSAD/UE/OTAN e qq fdp que aparecer no caminho. Garanto a vc que vai muita gente para Guantanamo-do-Paraná. Aguarde, mais um pouco, porque o comandante do pelotão de fuzilamento será o valente Bolsonaro.

  11. José Ferreira Postado em 01/May/2015 às 10:41

    A notícia já foi desmentida pela imprensa e pela OAB.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 01/May/2015 às 10:58

      Não foi exatamente desmentida. Informe direito. A PM não confirma que houve a prisão dos 17 que se recusaram, porque eles também não confirmam que houve recusa. Então, esses 17 de acordo com a PM sequer existem. Ou seja: de acordo com a PM, no dia do confronto NÃO HOUVE RECUSA ALGUMA, e o pingo, o resquício de dignidade que acreditava-se que tinha existido por parte da PM no dia do confronto é uma lenda. Isso, lembrando, foi a própria PM quem CONVENIENTEMENTE disse, e OAB e uma outra associação lá concordam com a PM. Acreditar na PM nessa declaração é tipo acreditar na rena do nariz vermelho dizendo que Papai Noel existe.

  12. Sergio Carneiro Postado em 03/May/2015 às 13:24

    A vida militar é respaldada na disciplina e hierarquia e se esses 17 realmente recusaram devem ser punidos, principalmente por ser uma determinação judicial. A ordem era de proibir a entrada de manifestantes na assembleia e a PM foi acionada para isso. Os manisfestantes desafiaram o poder do Estado e o Estado tem o direito do uso da força, gostando ou não esse é o contrato social que tacitamente assinamos.