Redação Pragmatismo
Compartilhar
Desenvolvimento Brasileiro 23/Mar/2015 às 17:58
30
Comentários

Voltem, turistas; Somos caretas

Não se deixem enganar, turistas, pelas imagens de nosso carnaval em que os foliões estão em roupas mínimas. Isso é apenas um pequeno fragmento de nossa cultura. Se quiserem conhecer um país liberal, com ideias progressistas, não venham ao Brasil.

turismo aborto maconha conservadorismo carnaval
Turistas estrangeiros e suas ideias equivocadas sobre carnaval, maconha e aborto no Brasil (Imagem: Pragmatismo Político)

Delmar Bertuol*, Pragmatismo Político

Confesso que esta tese carece de comprovação científica da Antropologia, Sociologia ou afim, mas habita o meu imaginário e, tenho convicção, o de grande parte da população, a ideia de que os turistas vêm para o Brasil esperando encontrar um país em que as pessoas são mais liberais e divertem-se sem maiores pudores.

Bem, se é verdade essa nossa ideia, minha consciência diz que devemos avisar aos turistas que eles estão enganados. Somos um dos países mais caretas do mundo. Aqui, aliás, não devia mais ser considerado o País do Carnaval, do samba e assemelhados. Nós devíamos receber fieis das mais diversas religiões em suas peregrinações. Quando eu digo das mais diversas religiões há que se excluir, é claro, as de matrizes africanas, pois elas não são, amiúde, muito bem aceitas pelas religiões mais tradicionais. Sobretudo porque as religiões afros costumam ser muito benevolentes. Há casos de líderes dessas religiões que são homossexuais, vê se pode.

Leia também: Brasileiro é contra casamento gay, aborto e legalização da maconha

E aproveito isso para já falar de uma de nossas principais caretices. É proibido, no Brasil, ser homossexual. Um deputado fundamentalista religioso contrair-me-á. Dirá que não é crime ser homossexual no Brasil, que estou exagerando, defendendo uma minoria, e que isso, defender a minoria, não é democracia. Não exagero. Os homossexuais ainda não podem casar livremente em nosso País. Em tese podem, mas passam por tantos processos burocráticos antes, que muitos desistem da formalização. Também não é facultado aos homossexuais, num país em que os abrigos estão abarrotados de crianças aguardando uma nova família que talvez nunca virá, adotar uma criança. É o mesmo caso do casamento. Em tese, pode, mas a burocracia e a pressão contrária é tanta, que muitos casais homoafetivos desistem da adoção. Que fiquem, as crianças, nos abrigos até completarem a maioridade para depois seu destino a Deus pertencer. E não estou, com isso, defendendo que se deve permitir que casais homossexuais possam adotar só para os abrigos diminuírem. Apenas causa-me estranheza que a sociedade (e as leis!) preferem que as crianças fiquem nos inóspitos abrigos a um fraterno lar, nas mãos, e exclusivamente Dele, de Deus.

Leia aqui todos os textos de Delmar Bertuol

E já que o assunto é Vossa Divindade, gostaria de ressaltar outra caretice nossa. Esqueça essa história de República laica. Isso está só no papel. Aqui, no Brasil, somos obrigados a ter uma religião. De preferência cristã, é claro. O ateísmo é combatido com o ostracismo social. As instituições públicas, em sua maioria, estão protegidas por um crucifixo. Obra de arte nos prédios públicos, para diminuir a poluição visual, é algo raro de se ver. É tido como bobagens. Gasto desnecessário. Mas um vistoso crucifixo vale o investimento do erário. Uns dizem que protege. Outros alegam que a ciência do sofrimento de Cristo por nós serve de vigilante moral. Alguns argumentam que, se não faz bem, mal também não faz. Mas aí a questão: se mal também não faz, por que não colocam algum artefato das religiões afros? Se não fizesse bem, mal também não faria…

Afora isso, o Congresso conta cada vez mais com membros ligados à religião. Até aí tudo bem. A laicidade estatal pressupõe o direito à religiosidade. O problema é que os parlamentares estão balizando seus mandatos pelos seus dogmas. Estão transcendendo a ideia de que as pessoas são livres para seguir as suas religiões. Querem tornar os dogmas eclesiásticos em regras comuns a todos. Confundem liberdade de seguir a religião com obrigatoriedade de segui-la. A Bíblia está sobrepondo-se à Constituição Federal.

Turistas, se acham que vão vir pra cá e fumar um baseadinho para abrir a mente e o apetite, voltem à Europa. Aqui a maconha é ilegal. Declaramos guerra às drogas. E ela é tão nossa inimiga, que todos os dias dezenas de inocentes são mortos em decorrência do tráfico. Mas o tráfico não é nosso problema. Combatemos, incompetentemente, o tráfico porque queremos acabar com as drogas. E se tu fores pego fumando, turista, estarás lascado. Será tratado como bandido. Se for pobre, então, a associação ao tráfico será a acusação da qual terá que defender-se.

Turistas, vocês sabem que somos um país com muita pobreza. Mas não pensem que as mulheres pobres que, indesejavelmente, engravidam, podem fazer um aborto seguro pelo nosso sistema público de saúde. O aborto é proibido aqui no Brasil. Mas é mais ou menos como a maconha. Os que têm mais condições podem fumar maconha sem terem maiores problemas. Os pobres é que devem se cuidar ao consumi-la. Com o aborto ocorre essa mesma lógica. As mulheres pobres abortam em casa ou em clínicas clandestinas, pondo suas vidas em risco. As que têm condições optam por clínicas de ginecologia e obstetrícia conceituadas e com o máximo de segurança que a Medicina oferece. Há dados que mostram que centenas de mulheres pobres morrem nesse procedimento anualmente, mas, sob o paradoxal argumento de defesa da vida, o aborto é proibido no Brasil.

Façam uma pesquisa, turistas que creem que somos liberais. Perguntem quem é a favor da volta da ditadura. Vocês, que estão acostumados com as democracias em seus países, se surpreenderão com o número de pessoas que responderão que não só são favoráveis como empunham cartazes em manifestações pleiteando a volta do totalitarismo em nosso Brasil livre. E muitos dos argumentos, as surpresas não param, falam que naquela época não havia essas sem vergonhices de hoje em dia. Dez da noite tava todo mundo em casa assistindo à novela que, naquela época, não tinha essas sem vergonhices de beijo gay.

VEJA TAMBÉM: Por que o beijo gay entre Fernanda Montenegro e Nathália Timberg chocou mais?

Não se deixem enganar, turistas, pelas imagens de nosso carnaval em que os foliões estão em roupas mínimas. Isso é apenas um pequeno fragmento de nossa cultura (e não falta quem critique essa pocavergonha. Mulheres seminuas dançando). Se quiserem conhecer um país liberal, com ideias progressistas, não venham ao Brasil. Aqui é o país dos paradigmas atrasados e dos conceitos anacrônicos.

*Delmar Bertuol é escritor, membro da Academia Montenegrina de Letras, graduando em história e colaborou para Pragmatismo Político

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Randy Postado em 23/Mar/2015 às 20:25

    O Brasil é tão careta que o seu próprio nome, BRASIL, significa VERMELHO COR DE BRASA (da mesma forma que o pigmento que sai do pau-brasil)... Só que nós não temos vermelho em nossas bandeiras porque a aristocracia RURAL odeia essa cor, que simboliza o comunismo... Ao invés disso nós preferimos adotar a cor da bandeira oriunda do Brasil imperial e semi-colonial, que se tornou "independente" pelas mãos do herdeiro do monarca que dominava a nossa colônia! As AMADAS cores verde e amarelo nada mais são do que as cores que representam as casas imperiais que tinham controle sobre essa SEMI-COLÔNIA... A cor verde é a cor da dinastia de BRAGANÇA a qual pertencia o Imperador D. Pedro I (o mesmo herdeiro da coroa portuguesa e que acabou fugindo do Brasil por ser um covarde e não ter agradado os brasileiros com sua postura déspota)... A cor amarela é oriunda da Casa dos Habsburgo, na Áustria, a qual pertencia a rainha do Brasil: Maria Leopoldina... Ou seja todos os símbolos "nacionais" são importados de impérios europeus... Símbolos esses que estranhamente perduram após a instituição da República... comandada pela mesma aristocracia imperial, rural e déspota de sempre... ESSA MESMA ARISTOCRACIA QUE ESTAVA NAS RUAS DIA 15 de MARÇO DE 2015, querendo depôr uma presidente democraticamente eleita para re-implantarem um regime de exceção que ignora os direitos humanos universais, tal qual faziam seus familiares no século XIX, quando assassinavam e torturavam os seus escravos negros como se fosse um espetáculo a céu aberto!

    • Randy Postado em 23/Mar/2015 às 20:41

      PS: O Losango na bandeira foi copiado da bandeira do Reino de Itália de 1805... Reino esse a qual pertence a DONA AMÉLIA, segunda mulher do D. Pedro I

    • bernado Postado em 24/Mar/2015 às 12:03

      Os mesmos que expulsaram a família patriarcal tbm. E acabaram com um regime abusivo de impostos Mas que ao meu ver tenho pena. Pelo fato do dom pedro I I .Pois ele praticamente nasceu no país. E viveu nele E vertentemente o amava. O fato do vermelho. Bom quanto a isso. Ainda bem que não tenha essa cor Comunismo hipócrita, Pq será que nunca deu certo e tanta gnt ainda apoio a. Não pré bem que um país como Venezuela Rico com eu a petróleo a. Não consegue nem manter seu poço. Não há corrupção. Os governantes e militares lá lá ao vivem do bom e do melhor,? Será que ngm enxerga... poha haha

      • Vinicius Postado em 24/Mar/2015 às 13:30

        Socorro Pasquale, dá uma mão aqui e traduz pra qualquer língua inteligível o que o Bernardo escreveu...

    • Waninha Araujo Postado em 24/Mar/2015 às 12:06

      Posso compartilhar seu comentário no face pros meus amigos?

      • Randy Postado em 24/Mar/2015 às 14:00

        Waninha... se vc estiver falando de mim, pode usar a vontade... não precisa nem creditar... As ideias, informações e conhecimentos são mais importantes do que o meu ego e o meu nome (nickname, na verdade)... Até pq o bernado fala mal da cor vermelha na bandeira, mas os EUA, a Inglaterra (e o Reino Unido), a França, a Itália, a Espanha, Japão e Portugal TEM TODOS A COR VERMELHA NA BANDEIRA... e nem por por isso são "comunistas" (desconsiderando que essa pessoa nem sabe o que é comunismo e a diferença entre comunismo e socialismo real)... Se ele não gosta da cor vermelha, que ele mude o nome do Brasil... pq o nome do Brasil significa exatamente isso: VERMELHO COR DE BRASA... E ele também deixe de ser cristão... pq JESUS foi o primeiro socialista da história.

    • Donizeti Postado em 24/Mar/2015 às 13:37

      Irretocável, Randy!

    • André Anlub Postado em 24/Mar/2015 às 13:54

      Seguindo raciocício: o "ordem e progresso", bem, esse ninguém sabe de onde veio, onde reside/residiu e se num futuro se fará presente.

      • bibi Postado em 24/Mar/2015 às 21:05

        Ordem e progresso veio do Positivismo.

      • Randy Postado em 24/Mar/2015 às 23:23

        A parte azul da bandeira foi obviamente influenciada pelos maçons, que possuíam grande influência nos primeiros momentos da República... É um símbolo maçom... (as constelações estão invertidas e fora de ordem...!!!) A faixa branca também é um símbolo maçom... Ordem e Progresso vem de uma frase de Auguste Comte, fundador da sociologia e do positivismo: "O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por meta" Mas a bandeira esqueceu o princípio: O AMOR... a parte mais linda da frase... Enfim... quem bolou a bandeira brasileira tem um péssimo gosto... Sem considerar que o povo brasileiro é um dos mais amorosos do mundo... não colocar amor parece ser bem significativo... e de forma negativa!

    • Ecthor Postado em 24/Mar/2015 às 14:34

      De boa aqui no meu pc Capitalista opressor lutando contra o Sistema !!!

    • Jean Postado em 24/Mar/2015 às 20:03

      Randy comentário foda lê com ¨sede¨ tanta a riqueza de conhecimento que o texto imprimi. Veio se for lançar livro da um toque, caprichando assim compro.

  2. Jonas Schlesinger Postado em 23/Mar/2015 às 20:43

    Se o Brasil continuasse monarquia seria mais progressista do que uma Alemanha, plr exemplo. República fede, e até a república presidencial mais bem sucedida (EUA) não chegam aos pés do desenvolvimento progressista dos países nórdicos. Quanto à bandeira, um vermelho é uma cor feia e agressiva em contrapartida o verde, amarelo, azul e branco, apesar dessa sua definição, retrata nosso país-natureza. O vermelho retrataria o que na natureza? Retrataria um país-político e já vimos que o comunismo fede a charuto cubano.

    • Fulano Postado em 24/Mar/2015 às 08:32

      Os países nórdicos não são monarquias. Isso é uma generalização grosseira do contexto político daquela região

    • eu daqui Postado em 24/Mar/2015 às 08:52

      Se voltássemos à monarquia nada mudaria: o povo continuaria sendo o mesmo. Quem muda um país é o povo, meu caro: só o povo mudando a si mesmo e ao seu entorno.

  3. Jonas Schlesinger Postado em 23/Mar/2015 às 20:46

    Leiam, turistas, podem ler. De 100 que lerem isso, uns 2 ou 3 análogos de assassino stalinista vão voltar.

  4. Vinicius Postado em 24/Mar/2015 às 00:32

    O Brasil é um país hipócrita , se for um casal heterossexual pode até transar em público, se for homossexual nem dar as mãos pode. Beber todas e sair dirigindo pode,porém usar maconha controladamente não.O homem largar mulher grávida pode , mas a mulher fazer aborto não. Pode-se usar serviços de prostituição , porém os profissionais de sexo não podem ter direito.E assim a hipocrisia continua em outros temas... como "Maioridade penal, mas para os filhos dos outros"... e assim vai indo. *Outro Vinicius

    • eu daqui Postado em 24/Mar/2015 às 08:54

      Onde é que casal hetero pode transar em público aqui neste país? Não vamos exagerar........

      • patricia Postado em 24/Mar/2015 às 12:43

        big brother

      • Vinicius Postado em 24/Mar/2015 às 21:53

        Talvez tenha me expressado mal, mas na televisão cenas heterossexuais "quentíssimas" são aplaudidas , um simples beijo homossexual já causa confusão. *Outro Vinicius

      • eu daqui Postado em 25/Mar/2015 às 09:50

        Mas big brother não é na via pública e sim dentro de uma casa cujo filme vc só assiste se quiser.

    • Vinicius Postado em 24/Mar/2015 às 11:57

      Corrigindo " diminuição da maioridade penal para os outros, menos para meus filhos "

  5. leonardo Postado em 24/Mar/2015 às 01:02

    Voltem os que vêem atrás de drogas e prostituição, os outros podem vir!!!

  6. Helô Postado em 24/Mar/2015 às 06:27

    Perfeito!!!!!! Bravo!!!!!

  7. Yago Postado em 24/Mar/2015 às 11:20

    Eu fico triste ao ver ótimos textos nesse site e agora eu me depararo com esse texto. Acredito que o autor se equivocou um pouco, nem todos brasileiros são assim. Ademais, a respeito sobre religião, maconha e aborto cada um tem a sua opinião, não quer dizer que se uma pessoa não é liberal (afinal de contas, o que vem a ser liberal? É bom? É ser melhor do que outros que não são?) ela seja um "neandertal". Ainda mais, a melhor coisa do brasileiro não esta sobre o que ele pensa mas sim no "calor humano", hospitalidade e amizade oferecida aos estrangeiros.

  8. JEAN Postado em 24/Mar/2015 às 19:39

    Quero morrer. Meu deus tem uns comentários que é melhor tá morto do que ver.

  9. Jean Postado em 24/Mar/2015 às 19:40

    Meu deus será que sou intolerante ou as tem muito doido no mundo?

  10. jean Postado em 24/Mar/2015 às 19:42

    Os ditos doidos sentiriam-se ofendidos se vissem com quem os comparei.

  11. jean Postado em 24/Mar/2015 às 19:46

    acredito ser tolerante o problema não é um pensamento que se opõe o problema é o argumento que defende o tal pensamento, não consigo ver nexo no que é dito e isso me incomoda.

  12. Dinah Caixeta Guimaraes Postado em 24/Mar/2015 às 23:26

    O Brasil e td o que porque nao investe em educacao,e assim e perpetua essa ignorancia ,que cria um fosso entre ricos e pobres,como se nao fossem brasileiro.!Eu vejo muitas pessoas que pro erem brancas,classe media e erem descendentes de estrangeiros se acham superiores aos demais aqui nascidos , o que nao deixa de ser uma bobagem pois a maioria dos estrangeiros que vieram pra fugir da guerra ,fome,e pra substituir os indios que nao se adaptaram ao trabalho no campo em substituicao aos escravos que haviam sido libertos pela LEI AUREA.Em resumo essa gente que se acha diferenciada e ridicularizada no exterior ,pois suas atitudes sao extremamentes deploraveis.