Redação Pragmatismo
Compartilhar
Terrorismo 31/Mar/2015 às 17:19
4
Comentários

Promotor e terroristas morrem em sequestro na Turquia

Sequestradores morrem na Turquia após ação para libertar promotor, que também foi atingido e não resistiu aos ferimentos. Extremistas exigiam que policiais suspeitos de matar menino de 14 anos confessassem o crime

terroristas turquia
Imagem de promotor com arma apontada na cabeça foi divulgada pelas agências internacionais. Promotor e sequestradores morreram em ação da polícia (reprodução)

A polícia turca matou os sequestradores do promotor Mehmet Selim Kiraz, que investigava a morte de uma vítima das manifestações do parque Gezi. Kiraz foi ferido gravemente e também não resistiu. As primeiras informações são do The Telegraph.

“Fomos pacientes durante seis horas e fizemos tudo o possível, mas escutamos disparos dentro da sala em que estavam os terroristas e a polícia lançou a operação”, disse o chefe da polícia, Selami Altinok.

Uma imagem com um homem armado apontando para a cabeça do promotor foi divulgada nas redes sociais. Atrás dos dois pode ser vista na parede uma bandeira do Partido-Frente de Libertação Popular Grupo Marxista Revolucionário (DHKP-C).

A vítima sobre a qual o promotor investiga a morte é Berkin Elvan, que morreu em 11 de março de 2014 depois de passar 269 dias em coma em consequência de uma granada de gás lacrimogêneo lançada pela polícia durante uma manifestação em junho de 2013 em Istambul.

O menino foi atingido na cabeça quando ia comprar pão, e morreu em março de 2014, o que gerou uma onda de indignação na Turquia.

O promotor Kiraz assumiu a investigação do polêmico caso há seis meses.

Entre as reivindicações dos sequestradores, estava a confissão ao vivo dos policiais suspeitos de matar o menor durante as manifestações. Além disso, eles exigiam que as autoridades assegurassem uma saída segura dos sequestradores do Palácio da Justiça.

com agências

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Davi T. Postado em 31/Mar/2015 às 18:38

    Se fizessem isso cada vez que a polícia mata um jovem inocente no Brasil e a justiça acoberta...

  2. Davi T. Postado em 31/Mar/2015 às 18:41

    Deve ser para censurar a informação de 90% da direita, que só olha as imagens e não lê o texto, que explica muito claramente que o grupo é de extrema esquerda. Tiazinha da paranóia!

  3. Rodrigo Postado em 01/Apr/2015 às 09:06

    (Outro Rodrigo) "O que é bom a gente mostra e o que é ruim a gente esconde" (RICÚPERO, Rubens). E será que é essa a extrema-esquerda de que não se fala?

  4. Rodrigo Postado em 02/Apr/2015 às 09:32

    (Outro Rodrigo) Meu comentário era em resposta ao de outra pessoa, a qual questionava o por quê de terem sido cortadas das imagens as bandeiras relativas ao socialismo, do grupo terrorista.