Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 26/Mar/2015 às 11:46
0
Comentários

Os países que mais conseguiram recuperar dinheiro do HSBC-Swissleaks

Swissleaks: US$ 1,3 bilhão já foi recuperado no exterior. Na América Latina, a Argentina saiu na frente e analisa seus dados desde setembro. Confira a lista dos países que, até agora, mais conseguiram repatriar dinheiro sonegado no escândalo do HSBC

hsbc dinheiro escândalo
Bélgica, Espanha, França e Reino Unido são os países que mais conseguiram recuperar dinheiro sonegado do HSBC. Na América do Sul, a Argentina sai na frente nas investigações

É ainda incalculável o valor total do dinheiro sonegado no escândalo do HSBC-Swissleaks, mas alguns países já largaram na frente nas investigações e conseguiram repatriar alguma quantia do montante desviado. Desde 2010, aproximadamente US$ 1,36 bilhão foi recuperado no exterior na forma de impostos sonegados e multas. As informações são do blogueiro do UOL Fernando Rodrigues – a primeira pessoa a ter acesso à lista dos envolvidos brasileiros no esquema. Além de Rodrigues, o jornal O Globo também tem a lista em posse.

Entre os países que mais recuperaram dinheiro sonegado está, em primeiro lugar, a Bélgica. O país, que é o 10º no ranking dos valores depositados por seus habitantes nas contas secretas entre 2006 e 2007, já recuperou cerca de US$ 490 milhões. Apesar de liderar o ranking, a quantia representa apenas 7,8% do que havia sido depositado na Suíça. Os belgas trabalham no caso há quatro anos.

A Espanha aparece em seguida com US$ 298 milhões repatriados. O dinheiro equivale a 13% dos que os espanhóis mantinham no HSBC.

US$ 286 milhões foi o valor recuperado pela França, terceiro lugar no ranking. As autoridades francesas anunciaram que não estão apenas interessadas em repatriar o dinheiro sonegado, mas em punir os dirigentes do HSBC.

Em quarto lugar aparece o Reino Unido. O país recuperou US$ 205 milhões.

A Argentina, que analisa seus dados desde setembro, é o país da América do Sul que está com as investigações mais avançadas na tentativa de identificar e punir os envolvidos no escândalo do HSBC.

No Brasil, a CPI do SwissLeaks-HSBC iniciou os trabalhos na última terça-feira (24). A Comissão, que tem como relator o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), pretende investigar tanto a instituição bancária como os contribuintes brasileiros que mantiveram depósitos na Suíça.

SAIBA MAIS:
(1) As celebridades brasileiras na lista do HSBC
(2) 9 perguntas para ajudar a entender o caso HSBC-Swissleaks
(3) Brasil ocupa 4º lugar entre sonegadores do HSBC, mas mídia segue em silêncio
(4) Filha de envolvido no escândalo HSBC costuma reclamar da ‘corrupção no Brasil’

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários