Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 29/Mar/2015 às 13:00
58
Comentários

“Mulher para casar”?

“8 tipos de mulher que não merecem se casar com você”; “Serve ou não serve?”; “Veja 5 itens que os homens procuram em uma mulher para casar”. A categorização da mulher entre “pra casar” ou “só pra pegar” revela como a pulverização do machismo está ainda distante de ser concretizada

mulher para casar
(Imagem: Diversos sites na internet divulgam as “características” do que seria uma mulher ideal para casar/Reprodução)

Patrícia Sebastiany Pinheiro, Blogueiras Feministas

Para os que insistem em dizer que machismo não existe, se tiver o estômago forte, faça como eu: abra o amigo Google e digite “mulher para casar”. Com enunciados como “8 tipos de mulher que não merecem se casar com você”; “Serve ou não serve?” e “Veja 5 itens que os homens procuram em uma mulher para casar”, encontramos elencadas diversas características que, supostamente, as “mulheres para casar” devem apresentar, as diferenciando daquelas que não estão aptas a isso.

Vemos reforçada a ideia de que mulher para casar é aquela focada, dócil, estável em todos os sentidos e que reclama pouco. É aquela que não tem nenhum vínculo positivo com relacionamentos amorosos anteriores. É aquela que jamais conheceremos na balada.

Independentemente do que as listas mágicas dizem, sabemos que a vida sexual de uma mulher é o elemento mais passível de julgamentos e o principal fator que a faz ser — ridiculamente, diga-se de passagem — categorizada entre “pra casar” ou “só pra pegar”. Mulher que já teve muitos parceiros sexuais é vista com maus olhos, enquanto o mesmo não é tão comum com os homens. A regra é clara, dar no primeiro encontro? Muito fácil! Não é pra casar.

Há, ainda, os que com boas intenções têm defendido o contrário: que mulher que dá no primeiro encontro, essa sim é pra casar! Acho isso igualmente problemático, pois defendo a liberdade da mulher de dar quando e quanto ela bem entender, sem que isso seja visto como nada além da satisfação voluntária dos seus desejos. Tentar classificar a mulher que dá no primeiro encontro de forma positiva acaba por corroborar, mais uma vez, com essa categorização limitadora; acaba por invadir a sexualidade feminina e transforma o que é exercício do livre arbítrio em potencialidade para algo que nunca nos é perguntado se queremos: casar.

Para que a indignação fique ainda maior, vale usar a mesma ferramenta de busca e procurar por: “homem para casar”. Percebam que, em meio aos resultados — que deveriam ser, seguindo a lógica da pesquisa anterior, listinhas das características dos “bons partidos” masculinos — encontra-se dicas para as mulheres conseguirem um homem, como “21 passos para conseguir um homem para casar”. Não há dicas de como um homem deve ser, apenas mais características do que os homens procuram em uma mulher para casar. Curioso, não?

É importante que nos questionemos acerca de todo o machismo que se encontra impregnado nesses discursos; que coloca o casamento como sendo o objetivo de vida de toda mulher — que, para tal, deve preencher uma lista requisitos, tornando-a merecedora disso — e o pesadelo de todo homem. O que é preciso para ser uma mulher para casar? Fico com as palavras que ouvi, certa vez, de uma mulher; número um: ser mulher. Número dois: querer casar.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. beto Postado em 29/Mar/2015 às 13:12

    Partindo do ponto que há tmb tipos de homem( homem para casar) não vejo machismo nisso. É realismo, dê uma de galinha e cafajeste e tente encontrar uma "mulher para casar". O problema sao homens e mulheres nas mesmas posições sendo tratado de forma diferentes.

    • Luiza Postado em 31/Mar/2015 às 13:02

      O homem "galinha" e "cafajeste" (quanta bobagem!) costuma ser visto como "prêmio" pelas mulheres. Afinal, se a moça conseguiu "tirar do mercado" o cara que era impossível e "pegava" todas, ela deve ser uma pessoa maravilhosa! E ele, então, já que cobiçado por tantas mulheres, é um homem e tanto! Deve ser uma mulher muito competente, vitoriosa na vida, mesmo, a mulher que "aprisiona" o garanhão. Faça-me o favor.

      • beto Postado em 01/Apr/2015 às 21:32

        Luiza, leia: "O problema sao homens e mulheres nas mesmas posições sendo tratado de forma diferentes." como o que tu pos acima. A pessoa com quem tenho um relacionamento pensa da mesma forma que eu, nos dois sempre tivemos liberdade sexual mas isso não me fez eu ser galinha ou cafajeste da mesma forma q minha parceira que tmb tinha uma vida sexual ativa antes do nosso relacionamento. Temos que ser realista, se eu não me desse o respeito não estaria com a mulher que amo hoje. Quer dar pra qualquer um e ser tratada de qualquer forma é sua escolha o mundo vai te julgar da mesma forma que tenho amigos que não conseguem manter relacionamentos por não serem "levados a sério" para um possível relacionamento(ouvi isso da boca de uma amiga). Então se tu é estupida o suficiente pra cair em cima de homem cafajeste então não sei pq tu ta discutindo machismo!

  2. Guilhermo Postado em 29/Mar/2015 às 13:56

    A mulher perfeita pra casar é uma geek. Se ela for otaku e gamer é digna de ser idolatrada.

  3. Mauro Postado em 29/Mar/2015 às 13:58

    É bom que se diga nem toda mulher quer casar, mas que o número de mulheres obsessivas por casamento é muito maior.E usam de todo e qualquer expediente para isso, como mentir, manipular , usar o golpe da barriga , etc.E muitas vezes o amor não é a motivação, antes disso vem solidão, medo de envelhecer sozinha, querer sair de casa, continuar "brincando de casinha" , ter filhos, ter uma casa ,ideais construídos na infância , se justificar para a sociedade, pressão da família, ascensão social,e outros interesses. Só existe um motivo para se casar, o amor.Mas amor de um não é suficiente para dois.Tanto homens e mulheres precisam aprender a amar.

    • Rita Candeu Postado em 30/Mar/2015 às 09:28

      em que século vc. vive Mauro? esse seu discurso vai bem até meados do século XX - e olhe lá

      • Mauro Postado em 30/Mar/2015 às 12:23

        Olha uma reacionária aÍ que vestiu a carapuça!

      • Mauro Postado em 30/Mar/2015 às 12:26

        Vivo no século que vê a mulher correndo atrás de jogador de futebol, que mente para casar.Conheço um monte, elas mesmas confessam .Nos consultórios de psicólogos está cheio de mulheres que ainda sonham com o príncipe encantado. Leia o livro 'Complexo de Cinderela" Ainda não conheci uma mulher que admite que está errada.

    • Daniella Postado em 30/Mar/2015 às 11:32

      " se justificar para a sociedade, pressão da família, ascensão social,e outros interesses." Mas é claro, afinal de contas não é a sociedade que pressiona e nem a família, isso é culpa da vítima, ou seja, é um interesse, a culpa é dela de ser interessada e não da sociedade ou família que fazem pressão. Amigo, estou já cansada de ver discursos como o seu que culpam a vítima,entre seu pensamento e daquele que acha que a culpa do estrupro é da mulher não vejo nenhuma diferença. Parabéns por vir num post que combate o machismo ser a representação do machismo assim a gente se certifica que falar o óbvio tal como foi tratado no post é necessário que se faça sempre, até que pensamentos como o seu sejam extintos.

      • Mauro Postado em 30/Mar/2015 às 12:22

        A mulher adora se vitimizar.

      • Mauro Postado em 30/Mar/2015 às 12:30

        Não sou machista, apenas reconheço a mulher como ela é.Eu defendo direitos iguais, mas a mulher adora se vitimizar, como se fosse coitadinha. Quem não conhece as mulheres que case!

      • Thiago Teixeira Postado em 30/Mar/2015 às 13:33

        Mulheres são coitadinhas sim, merecem respeito, afeição a proteção dos verdadeiros machos. No seu caso, case com Homem (se já não está casado).

      • eu daqui Postado em 30/Mar/2015 às 13:53

        Lá elas !!!!!!! E quem protege as coitadinhas dos verdadeiros machos?

      • Luiza Postado em 31/Mar/2015 às 13:03

        "Não sou machista", diz todo homem da caverna, sempre.

    • Paulo Postado em 30/Mar/2015 às 11:38

      Boa, concordo contigo, na maioria creio que seja isso mesmo...

    • Mauro Postado em 30/Mar/2015 às 12:28

      Além de tudo é hipocrisia porque está cheio de mulheres que também pensam no homem para casar e os que não são para casar. Afinal, o que é a cultura do "Bom partido"?Onde está o amor nessa expressão?

    • Jéssica Postado em 30/Mar/2015 às 16:12

      Está certo Mauro, muitas pessoas não estão preocupadas com sua própria felicidade e sim com a socuedade , como querer casar a qualquer custo, e essa ideia de machismo tá sumindo, pq pelo contrário, quem tá casando, não é quem fica em casa não, é quem sai e "dá" a maioria dos homens não ligam p isso, nem se é mãe solteira, quando gostam assumem e pronto!

  4. Marcos Silva Postado em 29/Mar/2015 às 14:34

    Sou feminista, defendo a equidade das mulheres em todos os aspectos possíveis, pois reconheço que o machismo prejudica (e muito) a sociedade, porém, é uma pena que algumas feministas dificultem o ato sexual. Também sou contra cantadas de rua, visto que estas são desrespeitosas e inúteis - ou úteis para o efeito contrário. E, por fim, querer sexo com várias mulheres e várias vezes, com o devido respeito - para satisfazer as necessidades físicas -, não significa torná-las inferiores ou desrespeitá-las. Apoio veementemente o movimento feminista, mas não apoio a burocracia para se ter sexo, pois isso é um pseudo-moralismo.

    • Guilhermo Postado em 29/Mar/2015 às 14:51

      Quando você diz igualdade total significa dizer mesma remuneração, oportunidades, mesmo tempo de aposentadoria e serviço militar obrigatório para ambos os sexos (ou a nenhum) ou o seu conceito de igualdade é só para os dois primeiros itens da lista?

      • Marcos Silva Postado em 29/Mar/2015 às 15:07

        Apoio exatamente o que você disse: igualdade em remuneração, oportunidades, aposentadoria, respeito e muitas outras coisas que o machismo retirou das mulheres. Porém, não concordo com qualquer ideia que torne difícil, inacessível ou burocrático o que eu citei no comentário acima. Sexo (ato sexual) não é falta de respeito; é necessidade física. Veja exemplos de países civilizados e igualitários como a Suíça e os Países Baixos, onde sexo é tratado como algo normal, bom e necessário.

      • Daniella Postado em 30/Mar/2015 às 11:34

        Ihhh....diz que é feminista e fala uma bobagem dessas? Melhor você rever seus conceitos. Se você fosse feminista mesmo saberia que feminista não cria burocracia alguma. Se uma mulher bem resolvida quer sexo ela tem e pronto. Se você está enfrentando burocracia não é culpa do feminismo e sim do machismo, pois a mulher só coloca burocracia por dois motivos: ou ela não está afim de você ou ela está com medo do que você possa pensar dela. Como mulher feminista não tá nem aí com o que você pensa, então ficamos com a primeira opção.

      • Marcos Silva Postado em 30/Mar/2015 às 13:14

        Daniella, eu disse que algumas criam, e isso é verdade. Algumas sentem tanta raiva do machismo (com razão) e acabam extrapolando essa raiva (sem razão). E outra: não sou de tomar fora de mulher; só vou naquilo que sei que irei conseguir. E a burocracia existe sim. Sexo não é algo imoral ou desrespeitoso como algumas pensam, e sim, necessidade física. E sou feminista sim, pois defendo a igualdade, porém, não defendo bobagens do tipo "Ah, os homens só querem transar". Repito: sexo é necessidade física, não desrespeito ou tratamento inferior. E você deve ser daquelas feministas que extrapolam.

      • Paola Postado em 31/Mar/2015 às 15:58

        Eu há tempos digo que a idade para aposentadoria e tempo mínimo de contribuição deveria ser idêntico para homens e mulheres... Até porque, se a expectativa de vida feminina costuma ser maior que a masculina, é um absurdo que nos aposentemos mais cedo. Quanto ao serviço militar, não deveria ser obrigatório para ninguém.

    • Rita Candeu Postado em 30/Mar/2015 às 09:29

      me diga como "algumas feministas dificultem o ato sexual" por favor essa eu não entendi

      • Marcos Silva Postado em 30/Mar/2015 às 18:08

        Helena Ramirez - histórica líder do movimento feminista no Brasil - chocou a audiência da TV Globo ao dizer em entrevista ao humorista Jô Soares que “a mulher que se submete a fazer sexo na vexatória posição ‘de quatro’ está jogando no lixo as décadas de luta das mulheres conscientes”. Isso você chama de feminismo, Daniellea? Fazer sexo agora é humilhação? Se for, prefiro morrer.

  5. André Postado em 29/Mar/2015 às 15:06

    Estava pronto para descer a lenha no PP, de novo. Mas li o texto e concordo. O único senão é que ficou faltando um parágrafo introdutório e "ponderativo". Parece que eu levei um tapa sem ter culpa nem saber porquê. O que eu discordo é usar um termo muito amplo como machismo (e eu sou machista em muitos sentidos) com sexismo e misoginia. Eu amo mulheres (prefiro conversar com mulheres, ser atendido por mulheres, dividir o trânsito com mulheres, levar bronca de mulheres, ser multado por mulheres, ser dirigido por mulheres), mas não tenho dúvida que homens e mulheres são diferentes, por isso mesmo deve haver tratamento desigual para que não é igual. Outra coisa que me revira o estômago é essa FALÁCIA de salário desigual (pelo menos sob a perspectiva da pobreza/classe média baixa, que é onde estou). Cobradoras de ônibus, professoras, caixas de mercado, garis, funcionárias públicas, vendedoras, telefonistas, policiais, entre outras ganham tanto quanto seu equivalente masculino... Talvez no empregos de "elite" haja alguma diferenciação, mas acho um saco que nunca tenha lido uma ponderação à respeito.

    • Rita Candeu Postado em 30/Mar/2015 às 09:32

      interessante vc. falar em "falácia de salario desigual" tendo apenas seu mundo como referência... acha mesmo que só o que vc. conhece é parâmetro?

      • André Postado em 30/Mar/2015 às 11:31

        Sabe ler? Desde o início digo que falta ponderação. Se o termo é tratado como genérico, não se aplicando a todo o espectro, é falacioso sim. Ou você acha que as generalizações são a expressão da verdade?

  6. Salomon Postado em 29/Mar/2015 às 15:48

    ?

  7. João Paulo Postado em 29/Mar/2015 às 18:56

    O problema da maioria das mulheres é desejar igualdade apenas para o sexo, ou seja, transar com qualquer um sem ser julgada, tal qual os homens. E isso é legítimo. Mas há um porém. Igualdade para pagar a conta, dividir responsabilidades, para serviços braçais, aposentadoria (as tabelas de mortalidade não possuem diferenças expressivas entre homens e mulheres), serviço militar, entre outras citadas nos comentários anteriores, não interessa à maioria das mulheres. Ao revés, como esclareceu o André, não há diferença remuneratória entre a maioria esmagadora dos cargos. O que há é uma discriminação em virtude de gravidez, algumas vezes motivada pelo fato de a grávida tentar afastamentos de um ano (gravidez mais período estabilitário).

    • Daniella Postado em 30/Mar/2015 às 11:35

      Você está se sentindo lesado? Por que não vai atrás da igualdade também?

      • João Paulo Postado em 30/Mar/2015 às 21:36

        Não disse que me sinto lesado. Normalmente, isso é problema de "feminista" com baixa auto-estima.

  8. Yrae Nascimento Postado em 29/Mar/2015 às 20:54

    Uma mulher que gosta de ficar com muitos homens deve fazer isso sem se importar com o pensamento alheio. Cada um faz o que quer.

    • eu daqui Postado em 30/Mar/2015 às 12:08

      Apioado e igual para os homens e viva a camisinha. E viva também o direito democra´tico e laico de subjetividade e escolha que me dá direito de ter nojo de carniceiro !!!

  9. enganado Postado em 30/Mar/2015 às 00:01

    Com uma gata dessas casaria até na Cochinchina!

  10. Thiago Teixeira Postado em 30/Mar/2015 às 08:06

    Fico com pena das mulheres que são casadas, ou pretendem se casar, com esses frescos, reacionários e enrustidos de plantão (nada contra homossexuais, longe disso). É homem com H minúsculo, gente que agora pregam serviços militar obrigatório para as mulheres? Tempo de aposentadoria? DIVIDIR AS CONTAS????? Homem que não trabalha e não dá o conforto que uma merece só tem um caminho: SER CÔRNO. Macho que é macho paga a conta, compra tudo do bom e do melhor, engrandece a mulher dentro de casa, ela trabalhando ou não, e não fica com essas richinhas com o sexo oposto nem com essa tentativa de medir forças.

    • Guilhermo Postado em 30/Mar/2015 às 10:12

      Acho que você não percebeu que o discurso atual é igualdade total entre os sexos. Eu concordo com essa igualdade. Desse modo, tempo de aposentadoria igual é tão necessário quanto remuneração igual. Quanto ao serviço militar obrigatório esse deveria deixar de ser obrigatório, simples assim. Ou você acha que uma mulher não é capaz de ser uma soldado?

      • Beatriz Postado em 30/Mar/2015 às 15:58

        Quando tu conseguires parir um filho, falamos em igualdade.

    • Guilhermo Postado em 30/Mar/2015 às 10:20

      Ja que "macho que é macho" não fica com essas richinhas com o sexo oposto, o mesmo também vale para as "fêmeas"? Ou seja, "fêmea que é fêmea" não deveria ficar com essas richinhas com o sexo oposto, devendo se contentar com aquilo lhe é imposto? Acho que não.

  11. Thiago Teixeira Postado em 30/Mar/2015 às 08:08

    Eu ainda acho que vocês dois dariam um casamento genial numa igreja pentecostal, a Poli convertida e totalmente submissa ao marido. Pereira seria o pastor desta união! kkkkkkkkkkkkkkk (fui, porque lá vem chumbo!!!!!!!!!!!!!!!!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • poliana Postado em 30/Mar/2015 às 15:48

      igreja pentecostal e o pereira, o pastor!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...tico, vc é demais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  12. ricardo Postado em 30/Mar/2015 às 08:41

    Concordo sem dúvida com o critério número um: ser mulher. Já do número dois eu discordo. Querer casar compromete a relação. A mais duradoura é aquela relação em que se vai ficando, vai ficando, e, de repente, são passados 23 anos. Como é o meu caso.

  13. sleiman v m n Postado em 30/Mar/2015 às 10:57

    Vocês feministas são o mártir nessa coisa de romper com o que, desde sempre, foi visto como algo intrínseco à sociedade. Veja como é difícil a sua função, pois até mesmo nos momentos de êxtase sexual, as mulheres sentem um imenso prazer em ser dominadas. E não é verdade que muitas dizem que “o homem tem que ter pegada...”? A caminhada é longa, gurias... E eu, mesmo sem querer, tenho pena de vocês revolucionárias.

  14. Vanilda Carneiro Postado em 30/Mar/2015 às 11:25

    Putzzzzzz.... não sou para casar! :( Magoei (sqn)

  15. Elavi Cunha Postado em 30/Mar/2015 às 11:39

    Na boa que vcs estão brigando em pleno século XXI sobre isso? Esse é o problema, estão tão "bitoladas" com casamento que perdem seu tempo com besteiras como essa. Hoje em dia é normal casais se "juntarem" ou levarem uma vida a dois sem essas neuras de casamento. E para muitos homens a diferença da mulher para casar e para pegar é só uma, se gosta o suficiente para compartilhar a sua vida ou não.

  16. Paula Postado em 30/Mar/2015 às 11:48

    O movimento feminista é contra guerras, que são promovidas por uma sociedade patriarcal e colonialista. Quem disse que não há igualdade ao se pagar as contas? Não conheço nenhuma feminista que tenha problema em dividir as contas. Aliás, vcs se esquecem que a mulher trabalha e leva dinheiro pra dentro de casa. Em que mundo vcs vivem? Quem diz que feministas não pagam contas nunca conheceram quem luta pela igualdade de fato. E dentre os direitos supostamente esquecidos pelas feministas, não vi ninguém defendendo a licença paternidade aqui, ainda que alguns se digam feministas.

    • Diogo Postado em 31/Mar/2015 às 07:18

      Claro, porque mulheres são todas pacíficas e cordiais... De que espécie estamos falando mesmo ?

  17. caio Postado em 30/Mar/2015 às 12:15

    A mulher ideial pra se casar é a que completa sua personalidade. Sempre fui careta e não promiscuo, casei com uma não promiscua. Fim.

    • Marcos Silva Postado em 30/Mar/2015 às 13:38

      De novo essa história escrota de promiscuidade, imoralidade e tal? Quem faz sexo não é imoral, meu caro, apenas realiza suas necessidades físicas. Seria bom se o País tivesse uma disciplina de educação sexual, pois isso serviria para muitas pessoas esquecerem besteiras como tabus ou dogmas religiosos a respeito do assunto. Acredito que você tem aquele pensamento que muitas mulheres bobinhas têm: "Homens só querem sexo". É lamentável esse tipo de pensamento.

      • Diogo Postado em 31/Mar/2015 às 07:13

        Quem não controla seus impulsos é escravo deles, somos humanos, estamos acima dos outros animais pois justamente podemos escolher o que fazer, ainda que tenhamos impulsos animais.

  18. Marcos Silva Postado em 30/Mar/2015 às 13:47

    Jean Wyllys é muito sensato e racionalista - como sempre - em suas colocações, principalmente quando defende que o Brasil precisa de uma disciplina eficiente e eficaz de educação sexual, pois é necessário que as pessoas enxerguem isso como algo natural do reino animal.

  19. poliana Postado em 30/Mar/2015 às 15:43

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! genteeee...socorroooooooooooooo!!!! tô rindo alto aki com vc e o thiago narinho!!!!!!!!!!!!! q figuras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  20. Daniel Postado em 30/Mar/2015 às 16:36

    Esse mimimi feminista é tão chato... As mulheres acham que tem o direito de exigir de todo mundo um comportamento que as agrade o tempo todo. E porque eu não posso separar ou categorizar as mulheres ao meu interesse? Eu tenho que casar com aquela que EU quiser e não interessa pra ninguém além de mim o método que usei para escolhê-la. Isso aí é falta do que se preocupar, sinceramente...

    • João Paulo Postado em 31/Mar/2015 às 12:20

      Verdade. As mulheres podem transar com todos os homens do mundo, só não se sintam vítimas porque algum cara eventualmente não queira casar por tal motivo; assim como as mulheres que transam com qualquer um têm o direito de não querer casar com quem julgam machistas, feios, gordos, chatos, etc. Eu não tenho preconceito contra góticas, porém - no meu filtro - não me via casando com uma. No mais, como já disseram, o resto é papo furado: todo homem (sem falsos moralismos), se pudesse, casaria com uma mulher virgem; na prática, quando o amor fala mais alto, o "passado sexual", condição financeira, cor, nacionalidade, problemas pessoais, etc são superados.

  21. Luís Postado em 30/Mar/2015 às 22:32

    Acho que EXISTE sim mulher pra casar. Se minha namorada tivesse um passado suspeito com histórico de farra e bebedeiras, tivesse síndrome de princesinha que não quer dividir as contas de nada ,só enxerga o parceiro como uma carteira ambulante, mandava pra PQP! Tem muitos homens que até gostam de pagar de otários, mas não sou um deles.

  22. Ivonildo Cezar Postado em 31/Mar/2015 às 01:21

    O complicado, hoje em dia, é saber quem de fato é mulher!

  23. Thiago Teixeira Postado em 31/Mar/2015 às 09:24

    Putz, nem quando o assunto é mulher você esquece desses papos de coxinha? Aposto que, se uma mina gostosa intimar para dar pra você, vai perguntar: "Em quem você votou?". "Foi na passeata do dia 15?". Se a resposta for não, você dispensa a mina. "Não como corruptas, pagos meus impostos e a saúde e educação estão um caos, e além disse, estamos em crise.".

    • poliana Postado em 31/Mar/2015 às 18:44

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....boa thiago!!!! rsrsrsrs..é capaz deles fazerem isso mesmo. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk