Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 16/Mar/2015 às 20:24
23
Comentários

Levy Fidelix é condenado e Luciana Genro comemora: "Vitória!"

Levy Fidelix foi condenado a pagar R$ 1 milhão por declarações que incitam o ódio contra homossexuais proferidas durante a campanha eleitoral de 2014. "Vitória para todos que defendem as liberdades individuais e os direitos humanos. Discurso de ódio não passará", comemorou Luciana Genro

levy fidelix homofobia 1 milhão
Levy Fidelix é condenado a desembolsar R$ 1 milhão por discurso homofóbico

A ex-candidata à presidência Luciana Genro (Psol) usou as redes sociais, nesta segunda-feira, para comemorar a condenação do também ex-candidato Levy Fidelix (PRTB) – que será obrigado a pagar R$ 1 milhão de indenização pelas declarações homofóbicas feitas durante o processo eleitoral de 2014. De acordo com ela, a juíza que analisou o caso foi “certeira” e a condenação representa uma “vitória para toda a população LGBT e para todos que defendem as liberdades individuais e os direitos humanos”.

O caso aconteceu em setembro do ano passado em um debate televisivo promovido pela Rede Record [relembre aqui]. Na ocasião, Levy foi questionado por Luciana a respeito do casamento igualitário e respondeu afirmando que “dois iguais não fazem filho” e que “aparelho excretor não reproduz”. Em seguida ainda comparou a homossexualidade à pedofilia e ressaltou que as populações LGBTs deveriam ser “tratadas” no plano psicológico e “bem longe da gente”.

“Ótima notícia essa condenação do Levy Fidelix. Na sentença, a juíza foi certeira e disse que o pronunciamento de Levy naquele debate comigo foi além do permitido pela liberdade de expressão e incidiu em discurso de ódio”, escreveu a ex-candidata em sua página do Facebook.

“Essas declarações absurdas e criminosas do Levy foram proferidas num embate direto comigo e chocaram o país. Nós também reagimos a esse discurso e protocolamos uma ação no Tribunal Superior Eleitoral, baseada nos mesmos argumentos desta ação da Defensoria Pública de São Paulo. O nosso pedido ainda aguarda uma manifestação do Ministério Público Eleitoral (…). Essa condenação é uma vitória para toda a população LGBT e para todos que, como eu, defendem as liberdades individuais e os direitos humanos. É um recado claro aos opressores: discurso de ódio não passará”, finalizou.

Feliciano sai em defesa de Levy

O deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) saiu em defesa do ex-candidato à presidência da República Levy Fidelix (PRTB-SP), condenado a pagar R$ 1 milhão por declarações homofóbicas na semana passada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

Segundo o parlamentar, a condenação é fruto de uma “ditadura gay” e abre um precedente perigoso. Para Feliciano, se o crime de homofobia for tipificado no Código Penal, “pastores e padres não poderão mais pregar em seus púlpitos o que a Bíblia diz ser pecado”.

Na noite desta segunda-feira (16), Feliciano afirmou que Fidelix foi processado por “expressar seus pensamentos”.

Terra Magazine

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. jarau Postado em 16/Mar/2015 às 22:25

    LEVY FUDIDO.

  2. Denisbaldo Postado em 16/Mar/2015 às 22:35

    É um nanico mental mesmo.

  3. Angelo Postado em 16/Mar/2015 às 22:51

    Eu acho que, com este post, não haverão discussões acaloradas aqui. Ninguém vai concordar com ele, nem os coxinhas, nem os quibes.

    • Vinicius Postado em 17/Mar/2015 às 22:33

      Já estão concordando ... Vergonha. alheia desse povo *outro vinicius

  4. Marcos Postado em 16/Mar/2015 às 22:58

    " É muito fácil defender a liberdade de expressão quando as pessoas estão dizendo coisas que consideramos corretas e sensatas. Nossa honestidade intelectual só é realmente posta à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas." Walter Wiliams

    • Luis Postado em 16/Mar/2015 às 23:07

      Nisso e em muitas outras coisas estamos muito longe do primeiro mundo Marcos. Intolerância com o crime, liberdade de expressão, fim da visão "coitadista" do mundo, valorização da meritocracia...todas coisas que faltam nesse pobre e querido Brasil.

      • Marcos Postado em 17/Mar/2015 às 09:01

        Pois é neh. Me lembro daquele caso nos EUA... tinha surgido um culto, uma Igreja, sei lá, que achava que as mortes dos soldados americanos no oriente médio eram punição divina por existir gays nos Estados Unidos (!) e esses caras iam nos funerais de soldados e ficavam gritando pra FAMÍLIA DO MORTO que aquilo tinha sido punição divina, que tinha sido bem merecido, que nós todos éramos culpados... o caso acabou chegando na Suprema Corte e eles disseram que não podemos fazer nada, a Constituição garante a liberdade de expressão. Um país onde princípios constitucionais não são torcidos e moldados para se ajustar às convicções ideológicas, á politicagem vagabunda, ao proselitismo, ao coitadismo... Parece quase outro mundo.

      • José Ferreira Postado em 17/Mar/2015 às 09:38

        Ninguém é obrigado a gostar de ninguém. É melhor que ele fale o que pensa do que ele ser falso. Nos Estados Unidos, se não gostam de você, eles falam na cara. Como latino, se eu for para os "States" eles não vão me receber bem e serão bem verdadeiros.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 17/Mar/2015 às 10:59

        José Ferreira é burro demais. Alegar que Levy foi apenas "autêntico e verdadeiro" é o cúmulo. Ele tinha que sair do debate direto pra cadeia. Incitação de ódio à minoria, homofobia, criminalização da homossexualidade ao ladea-la com pedofilia...porra...falar "ai, ele foi apenas verdadeiro" é muita safadeza.

      • eu daqui Postado em 17/Mar/2015 às 12:21

        Concordo com Marcos e Luis. Mas lembro dos principios do estado de direito que rezam que há limites para tudo, inclusive para a liberdade de expressão.

      • Priscila Postado em 17/Mar/2015 às 15:41

        Também concordo de certa forma. Lutamos tanto por liberdade, mas queremos moldá-la. Isso não existe! É claro que a liberdade de expressão, decorrente da liberdade de pensamento, de escolha, de filosofia, de religião, ela deve ter limites e estes se referem ao momento em que se atinge o íntimo do outro, a liberdade do outro. Agora, também é possível escolher não ser livre. Ou não? E se eu não quiser a liberdade do outro? A liberdade que o outro gosta? Se eu concordar com a tua liberdade de gostar de mulher mas preferir não ter essa liberdade pra mim? É meu direito! Vamos parar de massacrar as pessoas por coisas tão pequenas. Qual a inverdade na fala dele? Aparelho excretor não reproduz mesmo! E vamos parar de confundir qualquer opinião contrária com "discurso de ódio mimimi me odeiam mimimi nos odeiam mimimi".

      • Vinicius Postado em 17/Mar/2015 às 22:20

        Gente essa Priscila e outra né , não e a de sempre não né? *outro Vinicius

      • Luis Postado em 18/Mar/2015 às 10:34

        Provavelmente Vinicius.. se fosse a Priscila normal, o post ia ser aquela mistureba normal de "COXINHAS!1!!!!!" " colonizados pelos estadunidenses", "regulação da mídia já! liberdade de expressão fascista!1!"

      • Eduardo Ribeiro Postado em 18/Mar/2015 às 10:39

        *****Se eu concordar com a tua liberdade de gostar de mulher mas preferir não ter essa liberdade pra mim? É meu direito! Vamos parar de massacrar as pessoas por coisas tão pequenas. Qual a inverdade na fala dele? Aparelho excretor não reproduz mesmo! E vamos parar de confundir qualquer opinião contrária com "discurso de ódio mimimi me odeiam mimimi nos odeiam mimimi".***** NÃO HOUVE BOSTEJADA MAIOR DO QUE ESSA. Eu realmente lamento essa molecada com tanto recurso, estudando, com internet na mão, podendo se informar, LER, podendo ser um brasileiro com condições de construir um país melhor e mais igualitário, e prefere de livre e espontanea vontade ser um completo IMBECIL. Tristeza demais.

      • Priscila Postado em 18/Mar/2015 às 11:34

        Esqueci de dizer que sou outra Priscila! Eduardo Ribeiro, alguém que defende um país melhor e mais igualitário não chama a EXPRESSÃO e OPINIÃO do outro (no caso a minha, que não conteve ofensa ou falta de educação alguma) de "bostejada". Isso sim é imbelicidade, lamento. E não começa com essa coisa de sempre de "ler mais, estudar mais, etc e tal", tu não sabe absolutamente nada da minha vida. Só respeita a opinião alheia.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 18/Mar/2015 às 14:58

        Sua opinião relativiza a homofobia. Sua opinião é conivente com incitação ao ódio. Levy ladeou homossexualidade com pedofilia (!!!!!) e você acha que ele está certo, que isso é coisa pequena e tal, deixa quieto. Sua opinião reafirma as palavras de um criminoso que deveria ter saido preso nesse dia. Pra finalizar, mandou essa asneira de "Qual a inverdade na fala dele? Aparelho excretor não reproduz mesmo!". Bostejada é pouco. Um país melhor e mais igualitário começa no dia que opiniões como a sua não encontrarem mais lugar na sociedade.

    • Peterson Silva Postado em 17/Mar/2015 às 01:36

      Também é muito fácil defender um direito (liberdade de expressão) quando nenhum outro direito seu é ameaçado ou comprometido. Liberdade de expressão é UM direito, UM peso a ser considerado dentre muitos. Não é rei absoluto não.

      • Onda Vermelha Postado em 18/Mar/2015 às 02:39

        Muito bom Peterson! Em direito o nome disso é Ponderação de Interesses. Aqui, obviamente, não temos a sentença da juíza, mas tudo indica que estão em conflito o direito a liberdade de expressão e, penso eu, a ofensa a uma coletividade de pessoas que mantém relações homoafetivàs já plenamente reconhecidas pelo Estado. O Levy pode até não sabe, mas feriu um princípio basilar de nossa CF: a dignidade da pessoa humana. Acho também que essa ecisão se deu na esfera civil porque a homofobia ainda não foi criminalizada pelo legislador, mas essa sentenca se mantida pelas demais instâncias da justiça vai suscitar o temor de indenizações e tornará o mundo mais cruel e dificil para os Silas Malacheia e InFelicianos por aí. Grande Vitória! Aguardemos as cenas dos próximos capítulos!

      • Luis Postado em 18/Mar/2015 às 09:25

        Ser xingado agora fere a dignidade humana. Nossa, é realmente uma barbaridade sem tamanho, empatado com tortura, estupro, assassinato, escravidão. Terrível.

    • Obilivion Postado em 21/Mar/2015 às 21:59

      Este comentário neste contexto vai mais ou menos no sentido da frase do Dep Feliciano, de que a condenação de Levy foi por “expressar seus pensamentos”. Nossa história está repleta de ocasiões em que crimes contra a humanidade começaram com frases que expressavam pensamentos, apartheid, KKK, escravidão de nativos americanos e africanos, nazismo...

  5. Tchekowski Postado em 17/Mar/2015 às 10:03

    Liberdade de expressão não justifica o cometimento de outro crime. Aqui não é os isteitis, embora tenha sido o seu quintal até 2002. Tem gente com saudade de lamber a sola dos sapatos dos gringos. Fidelix é um anão político, um peso morto que foi candidato apenas para externar o que a direita queria dizer através do seu "maior" representante mas não tinha coragem .

  6. Vinicius Postado em 17/Mar/2015 às 22:28

    Preguiça desse povo que acha que liberdade de expressão é discurso de ódio e exaltando os EUA... * outro Vinicius

    • Priscila Postado em 18/Mar/2015 às 11:36

      Concordo. *outra Priscila