Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 04/Mar/2015 às 16:33
68
Comentários

Impeachment? A História não se repete: é palhaço quem quer

impeachment collor dilma

ALE – Pragmatismo Político

Estão marcados para o dia 15 deste mês de março, em todo o Brasil, manifestações contra o governo Dilma Rousseff, incluindo o pedido do seu “impeachment”.

Os pais dos jovens que protagonizarão nas ruas tal evento, sem dúvida vivenciaram, há 23 anos, os movimentos populares dos “caras pintadas”, que solicitaram a saída da Presidência da República de Fernando Collor de Mello.

Aqueles hoje cidadãos de meia idade, com certeza vão querer reviver, através dos seus rebentos, a alegria romântica de ajudarem a tirar do poder um(a) governante “corrupto(a)” e “inapto(a)” para comandar os destinos da nação brasileira.

Acontece que não dá para comparar dois momentos históricos. A única coisa que une as duas épocas é o espírito rebelde e aventureiro da juventude, seu arrojo e seu arroubo; seu ímpeto na direção do novo, enfim, sua vontade visceral e, às vezes, precipitada e suicida de traçar o futuro.

Para derrubar o ex-presidente Fernando Collor, embora a causa fosse justa, foi crucial a participação da grande imprensa, arrependida (ou envergonhada?) por o ter apoiado; além de o grosso dos manifestantes pertencerem aos extratos sociais mais altos.

O carro-chefe dos protestos foi a indignação pelo comportamento, no poder, de um jovem que se apresentara na campanha eleitoral de 1989 como um “redentor” após 25 anos sem os brasileiros terem o direito de eleger, pelo voto direto, seu presidente da República.

2015

Agora, em 2015, o quadro é, essencialmente, outro. A juventude brasileira cresceu e teve sua mente formada nos conceitos da corrupção e da violência banalizados, das ideologias falidas, da falta de perspectivas, da inexistência daquele sonho de um mundo melhor e mais justo que os moços dos anos 50, 60 e 70 acalentaram.

Quando faltam horizontes, se escolhe um “judas” para malhar e descarregar desilusões. Paradoxalmente e antagonicamente a todos os preceitos de justiça social num país que nasceu e cresceu sob o fel das desigualdades extremas, recai justamente num agente político que representa mais lidimamente os mais carentes, um turbilhão de mágoas, represadas pelo tempo, por tudo de ruim que vem acontecendo no país. É Dilma Rousseff, pois, o judas a ser malhado; boi-de-piranha, a bucha de canhão dos insensatos.

Collor e Dilma

A grande diferença entre as eras Collor e Dilma reside na estrutura ideológica dos mesmos, além do tempo maior que o Partido dos Trabalhadores teve para sedimentar nas populações mais desprotegidas suas políticas de inclusão social.

Collor governou durante três anos incompletos e, certamente, sua administração, se mais prolongada, não seria direcionada prioritariamente aos despossuídos. Collor não tinha movimentos sociais o defendendo nas ruas, como terá Dilma.

A tentativa dos grandes agrupamentos econômicos de fazer a atual presidente cair será infrutífera na proporção em que se mostrará pouco inteligente (quando os governos do PT ameaçaram os poderosos?)

Haverá ação e reação, bateu, levou; infelizmente, é assim que funciona na história dos povos. Quando Collor foi cassado, havia uma chama de esperança de algo melhor no fim do túnel da política nacional: existia a “luzinha” da esquerda que Collor derrotou, materializada principalmente no PT, no PSDB (sim, tucanos e petistas estiveram juntos no segundo turno da eleição de 1989) e no PMDB.

Neste momento, não há opção melhor à vista. Só resta o realismo, o enfrentamento da verdade, sem subterfúgios. Cabe aos jovens que irão às ruas, pelo menos, o equilíbrio para se recusarem a ser, de fato, palhaços. Que sejam rebeldes sem causa, mas sérios. Não precisam pintar os rostos, nem colocarem artefatos circenses. Os tempos mudaram: os Caras Pintadas sobrevivem apenas no passado. A História não se repete. Protestem com firmeza, todavia saibam que não é execrando Dilma que estarão fundando um novo Brasil.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo Postado em 04/Mar/2015 às 17:00

    (Outro Rodrigo) Se o hoje Senador Lindbergh Farias abraça calorosamente o também Senador Fernando Collor (atualmente as "caras pintadas" mostram-se bem "colloridas")... Ah, deixa isso pra lá... Cada um tem a sua vez... E, a quem não aceitar argumentos que remetem a argumentos convenientes, conformistas, tem o argumento da borduna: "Haverá ação e reação, bateu, levou; " e o exército de Stédile já está devidamente convocado. Como um conhecido disse, refletindo sobre R$ 0,20 face a todos os escândalos em processo de denúncia (petrolão, trensalão, HSBC e tantos mais): "O brasileiro engole sapo, mas engasga com a mosca".

    • Thiago Teixeira Postado em 04/Mar/2015 às 20:02

      HSBC? Já jogou no colo da Dilma o Suiçalão? Haja despautério.

      • Rodrigo Postado em 04/Mar/2015 às 21:21

        (Outro Rodrigo) Despautério? Está se vendo na frente do espelho, mais uma vez? Cuidado, pois você aparenta estar à flor da pele, sempre ouvindo "Lula" e "Dilma" em tudo o que dizem. Pelo mesmo raciocínio teu, então Dilma seria governadora de SP nos últimos anos... Filiada ao PSDB... E citada no inquérito arquivado pelo STF... Haja despautério!

    • Thiago Lopes Postado em 05/Mar/2015 às 10:03

      (Outro Rodrigo) vc realmente não consegue enxergar a diferença entre as manifestações "contra os vinte centavos" e esse movimento pelo impeachment? Pra começar, o primeiro era sério, com reais pautas políticas. O segundo não passa de uma aglomerado de idiotas. Quando alguns saíram para protestar contra vinte centavos, isso mostrava que pela primeira vez na história a população não concordava com um aumento da passagem de ônibus, deixando um recado: nós é que decidimos se vai haver ou não aumento. Sabe qual o nome desse gesto? Democracia direta. Mas somos muito despreparados ainda para uma democracia direta. Quanto ao movimento pró-impeachment, não passa de uma versão desse ódio indiscriminado ao PT, de uma não aceitação dos resultados das eleições (o que mostra o ódio desse povo contra a democracia). Porque, veja bem, até o PSB está envolvido, o PSDB como sempre, o PMDB. Mas as pessoas só falam do PT. Então, veja bem quem está fazendo parte dessa manifestação pró-impeachment e vc verá que ela não passa de um movimento alienado, no fundo, totalmente desprovido de política. O primeiro, dos vinte centavos, era muito mais político, muito mais profundo. Espero que vc pense nisso e gostaria de saber a sua opinião.

      • Andrea Postado em 05/Mar/2015 às 10:24

        Perfeitas as tuas colocações, Thiago! Grassa o analfabetismo político, o desconhecimento histórico! A juventude classe média ainda não alcançou o que foram as manifestações de junho de 2014, e numa ingenuidade quase pueril compra o discurso bem plantado da direita golpista, que ardilosamente reivindicou pra si a insatisfação popular! Triste ver essa juventude embarcar nessa esparrela de que "o povo não aguenta mais tanta corrupção" e que a solução pra esse mal e derrubar um governo legitimamente eleito...

      • Rodrigo Postado em 05/Mar/2015 às 11:26

        (Outro Rodrigo) Thiago, creio que você, sim, esteja com dificuldades de enxergar o direito à livre manifestação, bem como a conduta de quem, convenientemente, para de protestar quando não quer prejudicar seus ídolos. E tenha extrema dificuldade em enxergar a identidade de fatos entre a insatisfação no PR e a em nível nacional - como, seletivamente, determinar que uns são golpistas, mas não outros, quando se vê idêntico rombo em contas públicas? Então as pessoas podem se debater, etiquetar, bradar, desqualificar, visto não ser conveniente. Ou, como eu, ver que, assim como todo movimento (lembre-se das bandeiras políticas que tentaram se infiltrar nas manifestações de junho e que foram devidamente retiradas sob a fala: "sem partidos") é visto como "galinha dos ovos de ouro", seja pela situação, seja pela oposição, sempre sofrendo tentativas de infiltração e tomada de comando. Ver, como vejo, que democracia comporta a manifestação que for, desde que não haja lesão aos direitos de outrem (lembra da passeata pacífica dos que acompanhavam o Papa, ao que outros, de forma provocativa, usavam imagens e crucifixos para inserí-los, provocativamente, no ânus e vagina, buscando confronto?). Até o momento creio não haver elementos concretos para o protocolo de pedido de impeachment, formalizando-o. Contudo, frente à democracia que você mesmo lembra, as pessoas têm o direito de manifestarem-se (com o devido respeito à paz e à ordem, concordo e ressalto), quanto ao que anseiam. Assim, é fácil bradar o diagnóstico de Sartre, dizer que "o inferno são os outros" (e que eles nos odeiam e "blá blá blá"), mas assumir a responsabilidade que caiba e buscar a correção... Bom, espero ter respondido à tua questão e que você compreenda que democracia concorda manifestações, pleitos, com os quais outros não têm que necessariamente concordar (haja vista a "marcha da maconha", com a qual muitos não concordam, mas foi proclamado pelo STF o seu direito a ocorrer). Espero que você pense nisso e gostaria de saber tua opinião.

      • Rodrigo Postado em 05/Mar/2015 às 11:29

        (Outro Rodrigo) o mesmo vale para Andrea, que livremente impõe a pecha de "analfabetismo político", lembrando a criança que diz: "não tem jogo porque a bola é minha e eu não quero brincar". Ou seja, democracia é o que eu quero e ponto final. Quem discordar de mim é analfabeto e fiquem quietos, pois agora é a minha vez. Quem comeu, comeu! P.S.: ao menos agora falam que "o povo não concorda", pois aquela de "defendemos os trabalhadores", depois de tanta tosse da vaca, já convulsionando e quase em coma, demissões em montadoras (não vi petistas nas passeatas - assim como jamais veria tucanos), aumento de 150% em impostos da folha salarial, demissões de terceirizados da Petrobras e de funcionários de fornecedores da mesma...

      • Lindaiane Postado em 05/Mar/2015 às 13:30

        Thiago, concordo plenamente com o disse!

      • George Postado em 05/Mar/2015 às 13:34

        pois é, Thiago. As manifestações de 2013 marcaram o país apesar do acoxinhamento que ocorreu depois com grupos fascistas saindo do esgoto numa verdadeira marcha zumbi "apolítica", mas eram meia dúzia de idiotas. E sobre o momento atual do país há uma idiotização em massa feita pela mídia sonegadora de imposto ao começar pelos casos de corrupção ocultados e matérias tendenciosas do estilo "é culpa da dilma". Há muito hue-br intelectual de padaria aceitando passivamente esse discurso e o propagando como se fosse a nova ordem mundial, rsrsrsrs.

      • Glenio Tonon Postado em 07/Mar/2015 às 16:16

        Inocente. Ou, partidário? Qual és?

      • Rodrigo Postado em 07/Mar/2015 às 19:24

        (Outro Rodrigo) Você, Glênio? Pela técnica de abordagem, quiçá discípulo de Schopenhauer, ao não apresentar contra-argumentação alguma, mas apenas etiquetas, buscando desqualificar o interlocutor.

  2. Pedro Postado em 04/Mar/2015 às 17:10

    O brasileiro jovem privilegiado nao é sensato. Irao as ruas malhar a Dilma sim. Porém, nao dara em nada. Se o Eduardo Campos nao tivesse morrido, tivesse sido eleito presidente, sobreviveria a acusaçao direta de recebimento de propina que o Youssef soltou essa semana?

  3. Thiago Postado em 04/Mar/2015 às 17:37

    Dilma não foi eleita "para judas" injustamente. Ela de fato tem se mostrado incapaz de gerir o país, seja com o afundamento da Petrobras, seja com o completo desgaste da sua relação com o Congresso. Lula, com todos os defeitos que tinha, era um líder nato, aglutinador, comandava de fato. Dilma mais se parece com uma criança perdida, a quem deram uma responsabilidade grande demais para aguentar. Seu segundo mandato, que começou há pouquíssimo tempo mostra sinais de cansaço e desgaste que só se verificam em fins de mandato. Ela já ganhou perdendo. E essa velha desculpa petista de que qualquer oposição ao governo já vem "das elites, dos jovens privilegiados e da grande mídia" não cola mais, de forma alguma. Basta ver as redes sociais: o descontentamento é geral.

    • poliana Postado em 04/Mar/2015 às 17:53

      Ah ta...descontentamento geral né!? Sei....no fantastico mundo do facebook, o descontentamento eh geral...ta "sertu". Vai lá fera...dia 15 promete né? Vcs vão conseguir o impeachment de dilma...an rannnnnn...vai sim...vai sonhando.

      • Rodrigo Postado em 04/Mar/2015 às 18:02

        (Outro Rodrigo) Aqui eu concordo contigo, Poliana, não tendo grandes esperanças quanto a tal movimento. Posso até ser surpreendido, mas, após o bolo que Aécio deu em manifestantes (quem mandou esperar logo quem...), bem como o frustrado "buzinaço" de caminhoneiros, não sei bem se o movimento terá a tamanha expressão anunciada... Aguardemos e vejamos...

      • poliana Postado em 04/Mar/2015 às 18:43

        Rodrigo, nem a oposição tem interesse no impeachment de dilma. O proprio alckmin recentemente falou publicamente q n há fundamento para impeachment. O aloizio nunes ja falou em plenario no CN q embora ele n veja dilma como uma boa opção, e q prevê um caos, n iria acontecer o impeachment. O psdb quer mais eh q dilma se desgaste, faça um pêssimo gov, q quebre o país, no melhor estilo qto pior melhor...e aí em 2018 ja viu neh? Eles voltam à presidência da república. Lembre-se q dilma n eh collor, vivemos um momento completamente diferente. O brasil de 92 era o q? Agora imagine o caos q seria se fôssemos governados pelo vice presidente da republica, michel temer, do PMDB! N HAVERÁ IMPEACHMENT! TENHA CERTEZA DISSO!

      • Thiago Postado em 04/Mar/2015 às 18:46

        Em momento nenhum disse que o impeachment da Dilma era provável ou desejável. Apenas disse que o governo Dilma é fragilíssimo, e que o impeachment não é uma hipótese tão delirante, tamanho o isolamento da governante. E tbm estranhei o uso do termo palhaços para os descontentes com o governo. Será que uma manifestação parecida contra Geraldo Alckimim em SP tbm seria tratada assim pelo Pragmatismo Político? Saia do seu mundinho militante e raciocine, contra ou a favor, mas raciocine.

      • Cecília Postado em 05/Mar/2015 às 08:19

        Evento de Facebook já faz impeachement né kkkk.

      • Carlos Lima Postado em 05/Mar/2015 às 10:09

        Eu acho muito estranho, pra não dizer engraçado, que se fale "nao se pode comparar dilma e collor, 92 e 2015 são contextos diferentes" e se achar muito bem fundamentado falando isso, e outrora fingir refutar o "não se pode comparar o governo dilma e governo fhc, são contextos diferentes" quando a esquerda fazia comparações gritantes (e absurdas) como comparação do salario minimo na era fhc e na era dilma, relacionando o valor que o salario minimo podia comprar em litros de gasolina.

    • Jonas Schlesinger Postado em 04/Mar/2015 às 18:01

      Ela mesma demonstra tal fraqueza. Em vez de aparecer, ela fica nos bastidores. Aí não tem como, né.

    • Gabriel Postado em 04/Mar/2015 às 18:05

      O povo ta tão descontente, que 2018 e 2022 é lula cara, só vai aceitando, que vai doer menos...

      • Thiago Postado em 04/Mar/2015 às 18:50

        Tbm acho que em 2018 vai dar Lula, e tbm acho isso uma pena. Não por ser de esquerda ou direita, mas simplesmente não concordo com terceiros ou quartos mandatos para presidentes, acho o máximo de dois mandatos consecutivos o modelo ideal. Oxigena o poder, dá rotatividade. Em 2018 gostaria de alguém diferente, da esquerda ou da direita, mas diferente. Lula poderia ser um embaixador do Brasil lá fora, um ex-presidente respeitado em prol de boas causas.

    • Gabriel Postado em 04/Mar/2015 às 18:29

      Todos temos críticas, o natural e saudável é que se tenha críticas, que se possa desenvolver sua própria visão do assunto. Porém acho que falta ver os pontos positivos, nunca no Brasil se investiu tanto em energia eólica e solar, que além de energia limpas, com a crise hídrica me arrisco a dizer que só não temos racionamento de energia no país por causa desse investimento dela. Lembra dos apagões do governo FHC? Dilma alcançou a menor taxa de desemprego da história do nosso país, 5%. Podem odiar mas o bolsa família é um dos programas sociais implementados mais respeitados , inclusive citados por artigos da revista francesa le monde, defendido por ganhadores do nobel da paz. Com o tempo lendo tanta críticas, tantos supostos envolvimentos (capa da veja, "eles sabiam de tudo" com lula e dilma), pessoas se tornam suscetíveis a tamanha desinformação. Aqueles que realmente procuram conseguem enxergar a vitória que a Dilma é para nosso amado Brasil.

      • Elvis Postado em 05/Mar/2015 às 18:47

        o desemprego não diminuiu tanto assim na pratica, oque aconteceu foi que menos pessoas procuraram emprego principalmente os adolescentes que deviam estar entrando no mercado de trabalho não entraram por N motivos uns bons outros nem tanto. Ai fica fácil mascarar o desemprego né ;-)

    • Thiago Teixeira Postado em 04/Mar/2015 às 19:58

      "...Basta ver as redes sociais ..." Meu, acabou de dar um tiro no pé. Quem está nas redes sociais? O seu Expedito, cortador de cana no interior de Goiás?

      • Thiago Postado em 04/Mar/2015 às 20:55

        Xará Thiago, é claro que as redes sociais não abrangem todas as opiniões, muitos menos toda a população. Mas observá-las passou a ser um importante termômetro do que pensa parte expressiva da população, mesmo quando as opiniões não têm fundamento ou são rasas. Lembre que as manifestações de Junho tiveram como principal catalisador justamente as redes sociais. Se a essa altura do campeonato você ignora o papel das redes como fórum de discussão pública, talvez seja o caso de voltar pra Era do Rádio.

      • Thiago Teixeira Postado em 05/Mar/2015 às 19:22

        Pelo jeito que vocês coxinhas se expressão, não. Mais cidadão são os eleitores do Aécio, alias, seus votos deveriam valer por 2.

    • Salomon Postado em 04/Mar/2015 às 21:37

      Poliana, tem que ser irônica mesmo. Fico me perguntando, afinal de contas, o que querem os que não querem a Dilma? Querem a dita dura? A volta do FHC e seu neoliberalismo entreguista? Querem a doação da Petrobrás à Chevron? Pois, pois, com o 'impitiman' da presidenta é lógico que a corrupção estará extirpada da face do Globo. Sim, claro, quando o Collor foi 'impichado' acabou-se a corrupção.Oras bolas, é óbvio que só o PSDB e seu Santo Graal podem salvar esse país do apocalipse.

      • Tiago Mohamed Postado em 05/Mar/2015 às 09:43

        KKKKKKKKK muito boa!!!

      • Carlos Lima Postado em 05/Mar/2015 às 10:23

        Amigo, Salomon. Você é meio paranoico. Pode ser que tenha passado por mim despercebido, mas eu não li nenhum comentário aqui falando do PSDB e seu Santo Graal podem salvar esse país do apocalipse. Você ta repetindo mantras e mantras aprendidos aqui. Encare, Dilma se tornou uma líder fraca. Foi forte, não é mais. SE a Dilma sofrer impeachment, quem vai ocupar o lugar vai ser o PMDB, então não se assombre com o maldito PSDB do " FHC e seu neoliberalismo entreguista". PMDB aliás que em parte é aliado do PT, e está escorrendo para a oposição, muito em função da fragilidade que nossa presidenta (e seu governo) se encontra. E se eu pudesse escolher um novo presidente, seria Eduardo Jorge, sim, da esquerda.

    • BRUNO SILVA Postado em 05/Mar/2015 às 09:03

      Parabéns retardado pelas ideias idiotas que vc tem na mente.

      • fabricia Postado em 05/Mar/2015 às 09:30

        Que falta de respeito hein amigo?

    • Hugo Ortiz Postado em 05/Mar/2015 às 09:36

      Na boa... vc disse basta ver nas redes sociais o descontentamento é geral.... REDE SOCIAL só tem alienado.. não dá pra tirar como base... o que vale é ler, saber o que acontece, sim tem muita coisas que estão por debaixo dos panos, existe um grande poder de manipulação da mídia, poder esse que causa essa "revolta dos rebeldes sem causa".

    • Andrea Postado em 05/Mar/2015 às 10:31

      E o que você sugere? Um golpe de estado e a possibilidade bastante real de uma guerra civil no País? Ou você acha que os eleitores da Dilma vão aceitar o golpe? Até eu, que não votei na Dilma... e muito menos no playboy inútil e fútil, vou pra rua lutar contra o golpismo! Aliás, até mesmo eleitores do aécio são contrarios ao golpe teavestido de impeachment. Os cidadãos desse país precisam ter um pouco mais de responsabilidade! Vão na ondinha, na modinha da carinha pintada como quem veste um abade pra sair atrás do trio elétrico, sem qualquer preocupação ou noção do que virá depois...

      • Dário Lerbach Postado em 05/Mar/2015 às 13:36

        Até agora, o melhor comentário.

      • Rose Postado em 05/Mar/2015 às 15:12

        infelizmente estão levando essas manifestações como se fosse, um seriado para ver quem vence,

      • Juliana Postado em 05/Mar/2015 às 15:36

        Exatamente! Pessoas com bom senso dando as caras, finalmente!

  4. Jonas Schlesinger Postado em 04/Mar/2015 às 18:15

    Se não há provas, não há impeachment. Se há provas cabais, há impeachment. Com Collor teve prova de culpa, com Dilma não - pelo menos não agora. Quem acha que um presidente eleito não pode ser expulso porque foi escolhido por sufrágio universal, está redondamente enganado. Presidente nenhum pode estar acima da lei; MAS se não há provas pelo suposto crime que ela talvez tenha cometido, então o impeachment é uma reles piada. Portanto, quem vai sair são palhaços e quem vai sair em defesa do governo são burros. Um bando de idiotas pró e contra a Dilma. Um pró idiota, pois vc vai à rua pra defender seu governo de um possível golpe que não vai acontecer, pois o Impeachment talvez esteja fora de cogitação, ou seja, vc defende de algo que não existe. Você é um idiota do contra, porque quer tirar a presidente sem ao menos ter 1 prova que a incrimine? Já pensou quantas vezes o Papa Francisco seria acusado por causa dos escândalos do banco do Vaticano? Ou a rainha Elizabeth por causa dos escândalos da família real? Aí eu pergunto, afetou pessoalmente eles? Não! Por isso que eu odeio esses marginais que saem nas ruas, sejam da esquerda ou direita. Sem ter o que fazer na vida. Todos, sem exceção.

    • Carlos Lima Postado em 05/Mar/2015 às 10:34

      IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA é o designativo técnico para conceituar corrupção administrativa, ou seja, o que é contrário à honestidade, à boa-fé, à honradez, à correção de atitude. O ato de improbidade, nem sempre será um ato administrativo, poderá ser qualquer conduta comissiva ou omissiva praticada no exercício da função ou fora dela. Neste sentido a Lei 8.429 /92, também conhecida como Lei do "colarinho branco", dispõe que: Art. 5º Ocorrendo lesão ao patrimônio público por ação ou omissão, dolosa ou culposa, do agente ou de terceiro, dar-se-á o integral ressarcimento do dano. (grifos nossos) Há na Constituição Federal de 1988 diversos dispositivos que tratam da improbidade, como o artigo 14 , § 9º (cuida da improbidade administrativa em período eleitoral), artigo 15 , V (veda a cassação de direitos políticos, permitindo apenas a suspensão em caso de improbidade), artigo 85 , V (tipifica a improbidade do Presidente da República como crime de responsabilidade) e artigo 37 , § 4º (dispõe algumas medidas aplicadas em caso de improbidade). Já na Lei 8.429 /92 há as seguintes modalidades de atos de improbidade: 1) enriquecimento ilícito (art. 9º) 2) dano ao erário (art. 10) 3) violação à princípio da Administração (art. 11) Fonte: http://lfg.jusbrasil.com.br/noticias/1066009/o-que-se-entende-por-improbidade-administrativa Amigos, a Dilma tem chance, sim, de perder o cargo.

    • Marco Postado em 05/Mar/2015 às 17:07

      Carlos, ela e mais da metade dos governantes, se esta lei for realmente aplicada. Congresso e Senado vao ficar vazios.

    • Ricardo Postado em 05/Mar/2015 às 20:25

      Em parte. "Impeachment" é um julgamento político, e não judicial. Se o CN quiser, derruba. Basta dar um forçadinha de barra para imputar algum crime de responsabilidade - aliás, não foi isso defendido pelo Ives Gandra?!

  5. Onda Vermelha Postado em 04/Mar/2015 às 20:43

    Talvez mais importante do que imaginar se esse movimento terá algum êxito ou não em impulsionar um pedido de impeachment da Presidente Dilma seja analisar o que aqueles quem estão por trás de tal movimento têm a oferecer ao país. Como bem sabemos a campanha eleitoral vencida legitimamente pelo PT foi disputadíssima, mas a oposição não conseguiu empolgar a maioria e nem oferecer aos cidadãos um projeto de país que se apresentasse minimamente coerente. Além disso, grande parte daquilo que já foi revelado pela Operação Lava-jato já era de conhecimento público quando da eleição em segundo turno. Portanto, ninguém pode alegar desconhecimento ou fingir indignação para forçar a barra e exigir a destituição de uma mandatária só porque sua popularidade no momento diminuiu sensivelmente. Esses são os fatos e quem quiser brigar contra eles ainda tem o recurso de sair democraticamente às ruas, mas não espere a compreensão daqueles que a elegeram ou mesmo daqueles que não tendo votado nela acreditam na necessidade de respeito a decisão da maioria. Ok?

    • Rodrigo Postado em 05/Mar/2015 às 10:13

      (Outro Rodrigo) Tava sumido, "Onda". Desde que o Governo aumentou juros, endureceu benefícios previdenciários (nem todos, o auxílio-reclusão apenas quanto à carência, sem isonomia face às alterações em auxílios doença e acidente, bem como pensão por morte); mexeu no Seguro-Desemprego; anunciou privatização de metade da CEF (banco de políticas públicas) e de ativos da Petrobrás; deu calote no Pronatec (como fará agora uma Economista de 60 anos?); aumentou a energia, gás, gasolina e álcool misturado nesta; cortou 7 bi da educação (justo em ano de pior desempenho no ENEM - 78,34% dos jovens não alcançaram sequer 600, equivalente a um 6,0); desde que o PT deu nota de apoio à Venezuela, contrariamente a órgãos internacionais de defesa dos direitos humanos etc. Ou seja, desde que a vaca pigarreou, tossiu, teve coqueluche, entrou em convulsão e encontra-se prestes a entrar em coma, não vi comentários teus, mas é bom vê-lo de volta. Com grandes equívocos, entretanto, pois conhecimento prévio de denúncias (até então sem apuração) não é causa obstatitva de impeachment (ressalto que, até o momento, aguardo elementos mais consistentes para ter por factível a tese); pois você não fala que o PT teve 5 mi a menos de votos na eleição (esperava derrota de Aécio, mas não por tão pouco e com a redução); pois você traz curioso "não espere a compreensão daqueles que a elegeram ou mesmo daqueles que não tendo votado nela acreditam na necessidade de respeito a decisão da maioria". É uma ameaça, onda? Bom, querendo discutir teses jurídicas, objetivamente, vou concordar, novamente, que até o presente momento há necessidade de provas concretas para um impeachment. Vou concordar que o PMDB fez tudo "certinho" para assumir o Poder (Presidências das Casas Legislativas e Vice-Presidência da República); vou concordar que, nem em meus sonhos, gostaria de ver o PMDB no Poder (o que também não é tese jurídica impeditiva a impeachment). Assim, pois, não é convocando "exércitos", eventualmente fazendo ameaças, bradando bravatas, que uma defesa jurídica e objetiva é feita - ao incauto, que gosta de ser claque e de “bater palmas pra maluco dançar” (muitos "esquerdistas" e "direitistas", por sinal), pode bastar "jogar pra galera", o que eu lamento. Dilma realmente venceu e tem pela frente aquilo que vem sendo plantado desde 2002 (sem nos esquecermos de todos os escândalos prévios, de FHC a antecessores, bem como nos Estados, a exemplo do TRENsalão, e o "novel" Suiçalão), tendo duas vias: 1- assume o ônus do dinheiro que "jogou pela janela" (conforme fala da mesma), assume que a vaca tosse por esforçar-se tanto ao puxar arado em terra árida e erodida; 2- continua a, tal qual Sartre vaticinou, a bradar "O inferno são os outros".

    • Andrea Postado em 05/Mar/2015 às 10:34

      Perfeito!

  6. Hailton Nascimento Postado em 05/Mar/2015 às 01:55

    Não cabe impeachment só os desinformados sobre a lei vão as ruas, sim ha a lei constitucional do impeachment, leiam antes de perder tempo. O que eu to achando é que assim como faz a Globo reeditando novelas, os chamados remakes eles querem fazer o mesmo com figurino, cenário,maquiagem e é claro novos atores e atrizes, equipamentos modernos emfim tudo que não existia antes tudo em formato digital, para depois chagar em casa e se ver na TV.

  7. Igor Postado em 05/Mar/2015 às 07:47

    Àqueles que vão à passeata, cuidado! Primeiramente surgem as agressões verbais. Se as pessoas possuem uma posição politica diferente logo são taxadas de palhaços. Triste.... Depois são as agressões físicas. O próprio presidente do Pt do Rio conclamou a militância a partir pra porrada. Tudo isso é lamentável...

    • Thiago Teixeira Postado em 05/Mar/2015 às 14:12

      E aqueles que são contra a passeata e favor do governo federal cuidado, correrá sério risco de ser agredido, linchado e desrespeitado, pois a moda é ser a favor da Globo e contra o PT. Tudo isso é lamentável...

    • Itamar Postado em 05/Mar/2015 às 15:53

      Acho que você está levando ao pé da letra. No contexto o "bateu, levou" quer dizer que tirando a atual presidente, nada terá de melhor a seguir, ao contrário do que houve com o Collor. Sou totalmente contra a violência, espero que os protestos sejam pacíficos.

  8. King Mob Postado em 05/Mar/2015 às 09:07

    "Quando faltam horizontes, se escolhe um “judas” para malhar e descarregar desilusões. " Errado. Quando não se entende que o capitalismo é dominado por um sujeito que não é sujeito, impessoal, chamado CAPITAL, que se auto referencia, que vive apenas para fazer-se crescer é que se personaliza todos os males numa pessoa. Há algo do sacrifício para a purificação aí. Se escolhe um bode expiatório que personificará todos os males do mundo. O bode é sacrificado para que o mal seja extirpado da sociedade

  9. Luiz Otávio Postado em 05/Mar/2015 às 09:17

    Ideologia e práticas - entre uma e outras o abismo da ambição de poder e do ter Como diria Justo Veríssimo: Que o pobre expluda - horror a pobre (depois das eleições)

  10. Salomé Postado em 05/Mar/2015 às 09:36

    O Brasil vai perder uma excelente oportunidade de fazer uma manifestação pacífica e séria. Poderiamos protestar contra a política de austeridade econômica e fiscal, poderíamos protestar pela reforma política tão desejada e esperada, poderíamos protestar pela reforma tributária e finalmente pela taxação das grandes fortunas. Mas infelizmente quem for as ruas dia 15 pedir pelo impeachment, no cenário político atual, vai fazer papel de PALHAÇO! !!!

    • Monica Postado em 05/Mar/2015 às 11:35

      Salomé,vai acontecer uma manifestação com estas pautas: http://www.revistaforum.com.br/mariafro/2015/03/04/centrais-sindicais-e-movimentos-sociais-divulgam-manifesto-ato-de-13-de-marco/ não sei se te interessa...tmb não concordo com este manif pro "impitima" ,com seus argumentos pueris e insustentaveis...como brasileira,conheço bem a Direita dos privilégios e seus privilegiados. Como diz Elaine Tavares em Adital: "Ou estamos caminhando junto com os trabalhadores, os explorados, os empobrecidos, ou estamos de mãos dadas com os poderosos, os exploradores, os que sangram a maioria em nome de seus interesses pessoais. Simples assim".

  11. André Postado em 05/Mar/2015 às 11:26

    Votei na Dilma, já há muitos anos sou eleitor do PT nas disputas presidenciais (desde 2002), mas estou profundamente decepcionado com a atuação da presidente que escolhi. Onde ela está? Por que essa omissão? Um Muhammad Ali pode se dar ao luxo de ficar apanhando nas cordas, pois sabe que terá força para derrubar o Foreman, mas a Dilma está mais com pinta de Maguila, não pode se dar a esse luxo. Qualquer pessoa com um pouco de clareza percebe o custo que essa desconstrução do governo está tendo para o país, e a nossa líder, nossa presidente, não está conseguindo se impor. Que saudades do Lula e suas marolinhas... esse sim era um Ali, com certeza.

    • Ricardo Postado em 05/Mar/2015 às 20:29

      A questão e mais complexa. Se a Dilma ataca, certamente vai ser tachada de perseguidora, de bolivariana, etc. É uma sinuca de bico.

  12. Lucas Postado em 05/Mar/2015 às 11:53

    Eu queria ver a redação comentar isso aqui: https://www.ufmg.br/online/arquivos/037426.shtml. É burrice dizer que o governo do PT foi bom para os pobres, os empresários que tanto gostam de dinheiro quanto dizem somente tem a lucrar quando um país na miséria sobe de renda. Mais pessoas comprando apartamentos, carros e gastando dinheiro em supermercados, viagens. E se agora eles votam desesperadamente em outro partido, é porque o atual não está funcionando. Os peões de obra que agora andam de carro graças ao PT em breve estarão nas ruas tentando vender seus carros e não conseguindo (Já estão né). O modelo do PT além de sujo se encaixa em desenvolvimento não sustentável. Está sucumbindo nele mesmo. As pessoas que votaram na Dilma acreditaram que ela não mexeria nos direitos do trabalhador, não aumentaria juros, não aumentaria a gasolina e aumentaria as verbas de educação. Tudo isso ela fez ao contrário, ela fez exatamente o que o PSDB disse que iria fazer, o que torna o Aécio automaticamente uma opção melhor, porque indica que até mesmo o próprio PT concordava com o PSDB, só mentiu pelo populismo.

    • Ricardo Postado em 05/Mar/2015 às 20:31

      Erraso: ela está fazendo tudo aquilo que ela disse que não faria E QUE O PSDB TAMBÉM DISSE QUE NÃO FARIA. Ou seja, NÃO TEM SANTO NESSA HISTÓRIA, CARALHO.

  13. Victor Hugo Postado em 05/Mar/2015 às 12:06

    Hum, estão preocupados? Ofender aqueles que não admitem esse governo corrupto só porque vocês dele se beneficiam é ser palhaço? Palhaço é o que fazem do povo. Palhaço é ficar calado diante dessa situação catastrófica. Palhaços.

    • Rodrigo Postado em 05/Mar/2015 às 14:52

      (Outro Rodrigo) Victor, está em voga na "discussão política" o manual de Schopenhauer: "Como vencer uma discussão sem ter razão". Uma das lições é justamente desqualificar o interlocutor, em vez de impugnar especificamente os argumentos por ele lançados - desqualificada a pessoa, o incauto não se preocupará com a impugnação de argumentos, bastando-lhe o escárnio.

  14. Iporan Postado em 05/Mar/2015 às 14:54

    É bem verdade que Collor era o cara na época e que queria governar sozinho...Más tínhamos e temos o Senado e a Câmara e Ai a coisa fica diferente! O povo e os jovens da época era massa de manobra para determinados grupos da nossa sociedade. Hoje é bem diferente e temos que ver o que foi feito de bom nesses anos tanto pelo PSDB como pelo PT . Isso não quer dizer que não deve melhorar. Más com tanto boato na economia alguém está ganhando e não é o povão! São com certeza aplicadores financeiros que estão copiando o método Delfim para os dias de hoje! Não vou para rua fazer papel de insano por conta de alguns órgãos da imprensa no Brasil...Tem erros como sempre teve ...Más eles tem que punir todos que erraram ; Deputados, Senadores,Ministros, Juízes, empreiteiros e empresários. E o que Fazem com o Povo Brasileiro é fácil de entender o porquê de tanto desmando...Seja candidato uma vez só e tente concorrer sem dinheiro ou com o minimo possível. Certamente alguém com mais dinheiro para campanha ocupará uma cadeira e você Com ideias e capacidade de tornar o Brasil melhor vai ficar olhando ladrões governar...A Eleição de um deputado federal aqui na Bahia custa no minimo Dois Milhões...Alguém ai si habilita a ser candidato eleito. Isso é vergonhoso por a culpa toda em uma ou duas pessoas quando na realidade a câmara e o senado é um posso de lama...Um chiqueiro cheio de suínos...Que os Suínos me perdoei pela ofensa dirigida a eles! Só iria para rua se fosse para tirar todos e reduzir o salario deles sem regalias ou propostas idiotas...Como auxilio isso ou aquilo...Tá na hora de fazermos o seguinte trabalhar para construir o Brasil melhor! No que se refere ao impeachment é uma bobagem sem tamanho.

  15. Itamar Postado em 05/Mar/2015 às 16:24

    Eu acho que o problema do brasileiro é que ele quer o dele e dane-se o resto. É isto que estou vendo nessa convocação para o dia 15 e nas postagens aqui. Será um protesto pra mostrar "olha, militância petista, também colocamos pessoas nas ruas". Eu fazia isso por um bem comum. Mas cansei. Agora só "quero uma casa no campo" e só.

  16. Antonio Postado em 05/Mar/2015 às 17:05

    Infelizmente a grande maioria desses que querem o impeachment são manipulados pela mídia da classe dominante. Não lêem Le Monde Diplomatique Brasil, carta capital, Caros Amigos, etc. Se a revista Caros Amigos fosse lida por muitos paulistas, o PSDB não estava no poder em São Paulo, mas qual é a mais lida? Veja. A situação atual de SP demonstra o que eles lêem.

  17. igor Postado em 05/Mar/2015 às 18:51

    Este texto "tá" parecendo discurso de vilão com tiro no peito, caindo ajoelhado, e dizendo "O mau vencerá, vocês não vão nos pegar, huaa huaaaa" ... Esses "petralhas"...

  18. Roberto Pedroso Postado em 06/Mar/2015 às 09:49

    Será que estes jovens sabem que se Dilma for deposta quem assumiria seu lugar na presidência da republica seria Michel Temer tipico representante da corja do PMDB?este destino seria melhor para o Brasil? ademais baseando-se nos critérios constitucionais no atual momento o impeachment da presidente neste momento seria impossível. Deveríamos sim aproveitar esta ocasião para pressionar o congresso para se aprovar uma reforma politica séria,efetiva e ampla para modificar as bases desse sistema presidencialista de coalizão que infelizmente ensejou este sistema de cleptocracia instituído desde muito tempo, a população deveria se posicionar com uma pauta clara e objetiva como por exemplo o fim dos privilégios aos parlamentares(auxilio moradia, auxilio combustível,verbas de gabinetes vultosas),o fim da reeleição que gera a figura do politico profissional,a aprovação da clausula de barreira para os partidos,enfim exigir mudanças reais e praticas,do contrario só veremos essas manifestação vazias de forma e conteúdo dos descontentes de ocasião pseudo politizados que tem suas atitudes e opiniões pautadas pela grande mídia que não possui nenhum interesse real em qualquer mudança profunda nas estruturas de poder que regem nossa sociedade.

  19. Angela Postado em 06/Mar/2015 às 11:21

    Imagina....Michel Temer e Eduardo Cunha!! Deus me livre!! Gente tem um movimento muito mais importante que o do dia 15, o do dia 13/03. #DEFENDER A PETROBRAS É DEFENDER O BRASIL.

  20. Douglas Postado em 06/Mar/2015 às 12:01

    Eu já disse e torno a dizer:não tenho sugestão; só sei que quando a coisa está degringolando é melhor trocar o time porque senão vai pro buraco. Quando se está ganhando não se mexe no time mas estamos degringolando pro comunismo e o povo pensando que ainda estamos em democracia. A censura está por toda parte pra quem quer ver. Todos os poderes estão sob o jugo do executivo quando deveriam ser autônomos. Temos mais faculdades, claro, mas na analise do contexto geral, isso é apenas consequencialismo e não produto de um governo, a classe média aumentou, sim claro, mas aumentou as custas de rebaixamento de parâmetros de medição e qualquer um com o mínimo de sanidade mental, deveria saber que o programa mais médicos não passou de um programa eleitoreiro; e lavagem de dinheiro pra cuba? sem contar o envio "secreto " de dinheiro pro porto de mariel l(cuba), envio de dinheiro pra angola, etc... Tudo isso faz parte do "FORO DE SÃO PAULO" (GOOGLE) onde o pt compactua com as FARC, FIDEL e maios alguns a fim de "CUBANIZAR" A AMÉRICA LATINA. Acredito que temos que mudar e se não der certo com outro, mudamos de novo, e de novo, e de novo até dar certo; o que não podemos é fazer como os macaquinhos = cego, surdo e mudo = ou como o avestruz... são os nossos filhos e netos que sofrerão as consequências e não a nossa vaidade em apoiar esse ou aquele partido sempre querendo que a verdade dos outros seja a nossa verdade... OLHEMOS AO REDOR, O BRASIL ESTÁ RUINDO E SOMOS PARTE DISSO...

    • Onda Vermelha Postado em 06/Mar/2015 às 16:23

      Farc??? Foro de São Paulo??? Cuba??? Hehehe! Olavete Detect! Trevas e Obscurantismo é somente o que tens a nos oferecer, meu caro Douglas!

      • Roberto Pedroso Postado em 07/Mar/2015 às 11:43

        Onda vermelha acima de seu comentário está um tipico depoimento de um assinante da Veja,trevas obscurantismo e teorias conspiratórias absurdas que ameaçam os conceitos de Deus,Pátria e Família.E pensar que este tipo de eleitor pode definir uma eleição!!!!

  21. Newton Postado em 10/Mar/2015 às 16:25

    "Para derrubar o ex-presidente Fernando Collor, embora a causa fosse justa, foi crucial a participação da grande imprensa, arrependida (ou envergonhada?) por o ter apoiado; além de o grosso dos manifestantes pertencerem aos extratos sociais mais altos." Meu Deus você não tem vergonha de falar um troço destes? Os maiores apoiadores da queda do Collor foram o PT, o PSDB e o PMDB. O Collor sempre viveu aos trancos e barrancos com o congresso e NUNCA usou o toma-lá da-cá que foi a relação cotidiana do presidente com o congresso posteriormente. Na época do Collor existiam apenas 12 ministérios porque ele nunca se interessou em buscar apoio no congresso nomeando ministros. No entanto, lindamente, você achou a causa do impeachment do Collor "justa"! Você já explicou para os jovens que tem menos de 23 anos que o Collor sofreu o impeachment por supostamente ter comprado uma FIAT Elba com dinheiro público, sendo absolvido deste crime posteriormente pelo STF. Você achou a decisão do STF injusta? E a Dilma que patrocinou, junto com Lula, o maior caso de corrupção corporativa da história da humanidade? Você acha justo que ela sofra o impeachment? Só a juventude cretina e arrogante do Brasil que consegue não desconfiar de uma história destas.