Redação Pragmatismo
Compartilhar
Educação 24/Mar/2015 às 18:05
1
Comentário

Dicas para aprender um novo idioma rapidamente

É possível aprender os recursos mais básicos de comunicação em um outro idioma num período mais curto do que você imagine. Confira algumas dicas importantes de especialistas

aprender língua estrangeira dicas idioma

A ideia de tentar um emprego no exterior sempre o atraiu, mas aprender novos idiomas não é o seu forte? Ou aquela vaga dos sonhos exige um domínio de outra língua que você precisa adquirir rapidamente?

Uma boa notícia: alguns especialistas garantem que é possível aprender os recursos mais básicos de comunicação em um outro idioma no espaço de poucas semanas.

Enquanto talvez seja impossível desenvolver a fluência necessária para ler clássicos da literatura de outro país em alguns meses, esse é um tempo suficiente para que uma pessoa dominar frases e vocabulário específico para suas necessidades profissionais.

Uma vez que esse estágio é atingido, chegar a um bom nível de conversação é apenas um passo a mais.

Preparando a decolagem

Às vezes, as viagens internacionais de negócios obrigam um indivíduo a encontrar maneiras de manter um diálogo com nativos em vários idiomas. O engenheiro americano Benny Lewis, por exemplo, aprendeu o suficiente em sete línguas, incluindo o espanhol, o francês e o alemão, para trabalhar com mais facilidade e conseguir uma fluência básica em outros idiomas, como o mandarim.

Seu segredo: quando precisa aprender uma nova língua, Lewis compila um roteiro de frases para poder responder a perguntas mais comuns vindas de estranhos. Conforme foi dominando novos idiomas, passou até a trabalhar como tradutor de textos técnicos de engenharia.

Livros com frases prontas e tutoriais na internet podem ser bastante úteis no estágio inicial, segundo os especialistas, já que oferecem o vocabulário e a autoconfiança necessários para se iniciar uma conversa básica com nativos, o primeiro passo crucial no aprendizado de um novo idioma.

O maior obstáculo no início é a falta de autoconfiança”, afirma Lewis. “Quanto mais fui me soltando, melhorei vários aspectos da minha conversação.”

Para os especialistas, ter coragem de falar outra língua é necessário se você quer progredir.

Muita gente não avança porque não abre a boca”, afirma Michael Geisler, vice-diretor das escolas de idiomas do Middlebury College, no Estado americano de Vermont. “Se você não está disposto a se expor um pouco, o progresso será mais lento”.

Isso significa não ter medo de se arriscar ou de cometer erros. “Quando comecei a estudar espanhol, minha primeira língua estrangeira, eu parecia o Tarzã, dizendo coisas como ‘eu ir supermercado’”, brinca Lewis. “Fui melhorando, claro, mas as pessoas também tendem a ser pacientes com os principiantes”.

Faça uma imersão

Geisler acredita que uma imersão total é fundamental para dominar um novo idioma rapidamente. Isso inclui ler, ouvir rádio ou conversar com um nativo.

Os alunos do Middlebury College, por exemplo, realizam todas as atividades extracurriculares (como esportes ou teatro) na língua que estão aprendendo – do francês ao hebraico.

Uma imersão parecida também é adotada no Foreign Service Institute, em Washington, que prepara diplomatas e representantes de assuntos internacionais para suas funções. Seus cursos duram até 44 semanas e têm por objetivo levar os alunos a um nível intermediário, em que sejam capaz de ler notícias e análises e manter conversas mais aprofundadas.

Se a meta é atingir um domínio básico de conversação, poucas semanas são suficientes, principalmente se o aluno tem a chance de falar o idioma regularmente, de acordo com especialistas.

James North, diretor de ensino do Foreign Service Institute, diz que os estudantes são incentivados a estabelecerem relações com cidadãos que têm aquelas línguas como idioma materno. “Você precisa investir o cérebro mas também o coração”, define.

Geralmente, grandes cidades oferecem a chance de conhecer estrangeiros ou ainda de se unir a grupos que reúnem outros praticantes de idiomas para imersões.

Lewis ainda recomenda o site italki.com, uma rede social de idiomas que liga alunos com nativos e professores de determinadas línguas. Um serviço semelhante também está disponível no site lang-8.com.

Ao conversar regularmente com professores ou estrangeiros você também tem a chance de corrigir erros e verificar seus avanços. “A prática faz a perfeição, mas a prática sem um feedback não aperfeiçoa nada. É fundamental ter alguém para dizer se você está no caminho certo”, afirma North.

Priorize o vocabulário

Outra dica importante dos especialistas é não se preocupar demais com a gramática no estágio inicial.

Aprenda o vocabulário primeiro e se concentre na gramática depois”, diz Lewis. “Quando chegar nesse estágio, uma boa ideia é baixar podcasts de sites especializados, como o radiolingua.com ou o languagepod101.com.”

Os professores também recomendam que o aluno procure livros, músicas e filmes no idioma que está aprendendo, começando por livros infantis ou filmes que você já conhece.

A motivação é fundamental – e nada mais incentivador do que a possibilidade de um novo emprego ou de expandir os horizontes em uma viagem internacional a trabalho. Mas atenção com grandes promessas, como atingir uma fluência avançada em poucos meses. O mais provável é que você consiga se comunicar bem e entender os outros, o que já é um grande progresso para quem partiu do zero.

Rob Budden, BBC

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Orlando Postado em 25/Mar/2015 às 11:08

    Dica: para aprender inglês frequente as manifestações da Globo. Para apender espanhol consulte um médico cubano.