Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 06/Mar/2015 às 21:00
23
Comentários

Depois da democracia, uma ditadura conservadora pós-apocalíptica

Leonardo Sakamoto*

Um experiente parlamentar do PSDB me disse, nesta terça (3), que, se nada for feito, ao final dessa guerra nuclear política, vão sobrar apenas baratas em uma ditadura conservadora pós-apocalíptica.

Pois os dois partidos que eram a maior esperança do país e em torno do qual a democracia brasileira se consolidou nos últimos 20 anos, vão garantir que ocorra Destruição Mútua Assegurada.

Segundo essa doutrina militar, conhecida por quem viveu o horror da Guerra Fria, como cada um dos lados (EUA e União Soviética) tinha armamentos nucleares suficientes para destruir o outro e que, uma vez atacado, retaliaria com força igual ou maior, a escalada resultante levaria ao fim de ambos. E talvez do mundo como o conhecíamos. Esse medo também levou o outro lado a, sabendo disso, evitar ao máximo começar um ataque. Um equilíbrio tenso mas, ainda assim equilíbrio.

Para o parlamentar, essa ponderação – de que o final de uma escalada de ataques sujos e rasteiros virtuais e analógicos colocará em cheque a utilidade das instituições democráticas – não está sendo feita. É o vale-tudo.

Ele reconhece que a classe política é a responsável pela situação a que chegamos, com toda a corrupção, incompetência e ignorância que minou a credibilidade de instituições. Mensalões, Trensalões, Lavas-Jato e a maioria dos escândalos, que permanece longe dos olhos do grande público.

Mas atacar a democracia, é jogar fora a criança com a água suja do banho. Pois é apenas em um ambiente democrático que a democracia consegue mudar seus próprios rumos e corrigir-se.

O parlamentar, em questão, está horrorizado com tantas mensagens que vem recebendo, exigindo o fechamento do Congresso. Pessoas decretando a inutilidade não só do parlamento, mas também da própria atividade política – que, teoricamente, deveria ser uma das mais nobres práticas humanas. Outros solicitam que se encontre um “salvador da pátria” que nos tire das trevas, sem o empecilho de pesos e contrapesos. Ou que Jesus volte.

Pessoas que, em sua maioria, são muito jovens para ter ideia do que estão falando porque não viveram a desgraça da ditadura. Ou, em sua minoria, que sabem muito bem do que estão falando e querem, patologicamente, essa desgraça de volta.

Nesse contexto, o parlamentar reclamou que qualquer pessoa com posicionamento político tem sido criticada pesadamente. Ter opinião virou crime, defender um ponto de vista agora é delito, abraçar uma ideologia é passível de morte. Ou, nas suas palavras, “fazer política se tornou escroto”.

Ou, pior, caminho para o enriquecimento ilícito. Ou seja, espalha-se a percepção de que quem se engaja na política, partidária ou não (porque muitos fazem questão de resumir toda política à partidária), tem interesses financeiros. Porque muita gente não consegue entender que a vontade de participar dos desígnios da pólis não seja apenas por ganho pessoal.

O parlamento deveria ser o centro da vida política do país e não um estábulo de interesses pessoais. Mas a roda-viva da terra arrasada agora gira por conta própria.

O problema é que, segundo ele, alguns grupos que vivem à sombra dos partidos, de um lado e de outro, se alimentam desse processo. Eles não querem diálogo, querem sangue. Quanto pior, melhor.

Para ele, os partidos acham que estão reunindo as forças ao seu lado para a guerra. O problema é que, ao final, não vai sobrar partido para contar história.

Se é que eles ainda existem.

*Leonardo Sakamoto é jornalista e doutor em Ciência Política. Cobriu conflitos armados e o desrespeito aos direitos humanos em Timor Leste, Angola e no Paquistão. Professor de Jornalismo na PUC-SP, é coordenador da ONG Repórter Brasil e conselheiro do Fundo das Nações Unidas para Formas Contemporâneas de Escravidão.

Recomendados para você

Comentários

  1. jarau Postado em 06/Mar/2015 às 21:56

    Vão pedir desculpa para a Presidenta Dilma, não foi citada em nada e a MIDIA HIPOCRITA coloca que foi arquivado as denuncias de DILMA e AÉCIO, isto é uma vergonha. Que coincidência a LISTA SAIU NO INICIO DO JORNAL NACIONAL. Investigação em cima deste ministro.

    • Capiau Postado em 07/Mar/2015 às 11:19

      Me divirto lendo os comentarios... Uns defendem outros atacam, são raivosos e cobertados por uma razão torpe e leviana. Coxinhas VS Petralhas... Ambos agem como um bando de cretinos defendendo o indefensavel, colocam a mão no fogo pelo outro, como isso legitimasse suas ideologias e as transformasse em verdades absolutas. Não existe diferença entre esquerda e direita, todos mentem e juram serem o melhor pro Brasil. O Melhor pro Brasil seriam as marionetes coxinhas e petralhas realmente aprenderem algo sobre politica.

      • sonia Postado em 10/Mar/2015 às 17:01

        sua postagem nada mais e que a prova cabal que o teor do texto ESTA CERTO...Ditadura que tal?e ditadura teocratica?aceita?É DEUS gerindo o pais ?Deus e SUAS LEIS do Velho Testamento que tal?O Califado Cristão seria sua milicia e a paz na Terra Brasilis finalmente alcançada... Aposto um tostão que é isso que malafaia/edirzimo/waldomiro/saudadesmarcospereira /feliciano e afins e o resto dos lideres destas seitas PREGAM!SEU DISCURSO esta bem afinado COM esses acho...

    • Fabrício Postado em 07/Mar/2015 às 11:46

      [Google > MPF > Lava Jato > Petição 5257 > Ctrl+F > Rousseff], beleza?

    • nadja Postado em 07/Mar/2015 às 23:54

      Certíssimo, a visão do PSDB é igual a da mídia, querem que tudo fique farinha do mesmo saco, só que não é assim, a classe trabalhadora esta consciente, o povo sabe em que lado está. A oposição e mídia estão desesperados pq já tentaram de tudo e sabem que não irão conseguir. A evolução o avanço não tem volta, 50 mil pessoas nas ruas de Tela viv , israelenses em favor da paz com os palestinos.como disse Obama em discurso quando esteve no Brasil: Esse século é o povo quem irá decidir."

      • Antônio Fernando Postado em 08/Mar/2015 às 10:22

        Então, ferrou. Vamos ter uma Teocracia Cristã no Brasil. Exército, eles já estão criando; na política, já são maioria; agora só faltam as armas.

  2. Onda Vermelha Postado em 06/Mar/2015 às 21:57

    Ok. Beleza! Mais o que o PSDB desse parlamentar citado no artigo tem feito para evitar essa guerra fratricida? Nada! Pelo contrário! Os tucanos ora explicitamente ora sorrateiramente vêm dando apoio a todos esses segmentos antidemocráticos que pregam, inclusive, a derrubada de uma presidente legitimamente eleita pelo voto e a volta dos militares ao poder. Também coloram em dúvida o resultado do pleito presidencial sem qualquer fundamento na realidade. Somente com base em "boatos" de Internet. Só para ficar nesses dois casos mais recentes. Portanto, agora não podem reclamar dos "monstros" que criaram e sevaram que se alimentam de “trevas e obscurantismo”. E que agora atormentam e demonizam todas as nossas instituições! Quem não se lembra do tucano Xico Graziano criticando as bandeiras destes grupos e sendo chamado de “petralha” porque dizia que não havia espaço para eles no partido. Tarde demais! O PSDB precisa fazer uma autocrítica e avaliar se vale a pena essa busca insana pela destruição do PT e do Governo Federal a qualquer custo, a qualquer preço. Qual é o projeto que o PSDB (e a oposição) tem para o país? Duvido que alguém consiga enumerar aqui poucos meses após a eleição qual era. Essa é a questão! Os tucanos assumiram a pauta de um grupamento que nem mesmo está organizado em partidos ou instituições minimamente sólidas cujo único intuito é tirar o PT do poder. Não tinha mesmo com dar certo! Quem não se lembra de FHC pregando em artigo amplamente divulgado na grande imprensa que qualquer um serve desde que o PT seja apeado do poder? Não acredito em pactos políticos a essa altura dos acontecimentos, mas também não acredito que crise econômica se estenda por longos quatro anos ...E aí veremos quem fez as apostas corretas!

    • Onda Vermelha Postado em 06/Mar/2015 às 23:38

      Kkkkk. "estava disponível para download no site do partido". Bela defesa, mas você não os enumerou aqui. Ou não se lembra ou eles não tem relevância a ponto de se fixaram no imaginário popular? Ah, sei! Tudo de bom criado nesses últimos 12 anos de Governo Federal foi ideia "roubada" do PSDB...ProUni, Pronatec, Mais Médicos, UPA's, Cotas Raciais, Expansão das Universidades Públicas, Enem e Sisu, MCMV, Pontos de Cultura, Expansão dos Metrôs nas Grandes Cidades, Água para Todos, Luz pra Todos, etc,etc,etc. Não! Quem diverge de mim não é golpista, mas quem prega o impeachment de uma Presidente há poucos meses, legitimamente reeleita pela maioria, sem qualquer elemento jurídico que o embase é o quê? Golpista! Não tem outro nome, não! Ok?

  3. Fábio Postado em 06/Mar/2015 às 22:31

    Só sei que as pessoas influentes e "de bem" desse país tem que começar vir a público, na Internet, na TV, em qualquer meio de comunicação de massa (não se resumindo a alguns blogs), sejam de que partidos forem, pra informar a população de que a banda não pode tocar desse jeito. Reforçar os ideais democráticos, informar que a democracia demorou muito a ser conquistada (e a duras penas) e que o caminho para a continuidade das mudanças não é a força, nem o ódio, mas sim o respeito às instituições, a responsabilidade dos meios de comunicação, o combate à corrupção e a educação político-social. As pessoas estão perdendo totalmente a noção do que é certo ou errado. Hoje vi um comentário de um indivíduo dizendo que a partir de agora só viaja para fora do país, para afundar ainda mais a balança comercial brasileira. As pessoas estão sem noção... alguém precisa vir todos os dias na TV, etc. para ensinar democracia, cidadania e combater nessa frente de batalha, onde o bom senso, a capacidade de pensar estão levando uma surra da intolerância e do ódio. Essas pessoas estão dispostas a quebrar o país (se isso fosse possível) para derrubar um governo democrático e que está anos luz à frente de seus antecessores do século passado. As pessoas de bem desse país tem que se mexer, para acordar a opinião pública para o que está acontecendo de fato hoje no Brasil.

    • Thiago Postado em 07/Mar/2015 às 16:59

      Tem certeza que é a oposição que está quebrando o país? Séculos na frente dos seus antepassados? O modo de governar do PT é mais velho que as pirâmides.

  4. Carlos Postado em 06/Mar/2015 às 22:32

    https://www.facebook.com/video.php?v=1567132890223175

  5. Ciro Brasilia Postado em 06/Mar/2015 às 23:29

    Ótima postagem Professor Sakamoto. Pena que os comentários que virão com certeza não refletirão a reflexão do texto e serão talvez mais usado para destilar ódio e veneno e querer impor ideologias e convicções a força sem sem a força de argumentos ponderados como este. Parabéns

  6. Rodrigo Postado em 07/Mar/2015 às 03:49

    Estas pessoas querem uma alternativa a tudo isto, esta mentira que chamam de democracia. Que só beneficia uma parcela conhecida da população e as grandes corporações. Certamente, em sã consciência ninguém quer que a ditadura maldita volte. Mas há de se existir algo melhor do que esta bagunça que chamam de democracia e que o resultado é o que vemos na mídia. Mídia esta que agora mostra tal problemática por que não está sendo paga a contento, se assim fosse se calaria diante de tudo, na verdade este é o componente mais sem vergonha do sistema.

  7. jarau Postado em 07/Mar/2015 às 09:10

    Hehehehehehehehehehe PP ex PDS ex ARENA ( partido da ditadura), os coxinhas de plantão junto com a grande mídia se ralaram 32 envolvidos ,imaginem no governo do FHC (PSDB) e nos governo da Ditadura. PMDB 7 envolvidos ( presidente do senado, presidente da câmara) querem o que? É só olhar acara dos apresentadores desta rede podre da Globo, após a divulgação da lista, esperavam que a maioria fosse do PT. No RS a filial da Globo o Grupo RBS da senadora Ana Amélia, não consegue explicar o envolvimento de todos os deputados federais do PP do RS, estes se elegeram encima da moralidade, maiores críticos do mensalão. Este tal do dia 15 mudou de sentido o PP dos bundinhas das redes sociais, vão gritar o que? Já sei hehehehehe estou arrependido, vou para Maiami.

    • Ricardo Postado em 09/Mar/2015 às 17:27

      Não sei se vc sabe, mas essa é uma das críticas merecidas do PT: ter feito concessões para manter o PP (e outros desse naipe) como sua base aliada. Até entendo as razões políticas (governabilidade), mas isso parece tirar a razão da democracia... Concessões que não precisavam ser feitas no governo anterior, que era propriamente deles, PMDB e PSDB (ou algum peessedebista tá malhando o PP como malha o PT?!). Por isso que a insurgência de um amigo aí em cima é procedente: "se o PP faz isso quando conta apenas com concessões políticas, o que fazia quando era parte originária do governo legitimamente eleito?!".

  8. Ingrid Postado em 07/Mar/2015 às 10:54

    Eu tinha que falar disso: “Quero paz e democracia. Mas eles não querem. E nós sabemos brigar também, sobretudo quando o Stédile colocar o exército dele na rua” Achei q isso era um texto falso, acabei de ver o vídeo e de boa, fiquei pensando que realmente chegamos ao fundo do poço, temos a esquerda e a direita mais suja e burra de todos os tempos. Essa briga de partidos deixou o povo doido!

  9. ejedelmal Postado em 08/Mar/2015 às 13:13

    ESTADO ISLÂMICO, PELO ESTADO DE ISRAEL, SALVEM O BRAZZZZIL DOS PTRALHAS E TRANSFORMEM O BRAZZZIL NUMA DEMOCRACIA REAÇO-CÔXICA YANKEE-JUDAICO-CRISTÃ!!! http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/172441/Será-que-o-Globo-quer-cortar-a-cabeça-de-Dilma.htm

  10. Jose Antonio Postado em 09/Mar/2015 às 10:26

    Não existem anjos. Mas quem deu o ínicio à escalada golpista foi a Oposição ao não reconhecer a legitimidade da eleição presidencial. Assim fazendo estimulou setores fascistas a sairem das sombras e proporem a quebra da legalidade institucional. A História se repete como farsa, mas se é o radicalismo que a Direita propõe é bom lembrar que quem semeia ódio colhe Fúria.

    • eu daqui Postado em 09/Mar/2015 às 12:48

      E é por isso que a "esquerda" está colhendo fúria: porque semeou o ódio gratuito e generalizado entre classes e raças, em vez de insuflar a consciencia politica que une todos os trabalhadores.

      • Ricardo Postado em 09/Mar/2015 às 17:31

        Discordo. O PT chegou ao poder e colocou em prática um (contestado) governo de conciliação. E, em parte, foi um de seus maiores erros: poderia ter começado a passar o Brasil a limpo, jogando no ventilador toda a sujeira do governo do PSDB (que estava todo cagado com essa possibilidade em 2002), mas não o fez, preferiu "colocar a bola no centro" e "começar do 0x0" - primeiro, para promover uma conciliação, segundo, para se jogar no mesmo esquema político já montado. Deu no que deu (mensalão, petrolão...). Inocente de quem acredita que mudando as peças o jogo muda...

  11. Felipe Postado em 09/Mar/2015 às 10:59

    Só uma correção: durante a Guerra Fria, nunca houve uma igualdade bélica entre os EUA e a União Soviética. Me parece muito mais um marketing negativo por parte dos EUA para justificar essa polaridade. Além disso, sustentar a Guerra Fria era extremamente benéfico para os Estados Unidos, por estar sempre demonstrando e até mesmo vendendo equipamento bélico para financiar guerras de estado. Portanto, creio que não havia essa semelhança de poderes. Pra mim, EUA sempre foi mais poderoso. Apenas tinha interesse de justificar essa igualdade.

  12. Vinicius Postado em 09/Mar/2015 às 12:03

    Só eu não achei o nome do "parlamentar"? Só isso já desqualifica toda a matéria, inventar coisas e por na conta de alguém eu também posso fazer, vamos tentar evitar esse tipo de notícia, se eu quisesse ser enganado estaria assistindo TV e não procurando informações na internet...

  13. Sergio Postado em 10/Mar/2015 às 06:20

    O fato do povo não entender de politica se deve ao interesse da mídia e governantes! Instruir o povo sobre politica, poderes delegados, quem está sob ordens de quem, como funciona a democracia no país, como é o capitalismo, o comunismo, o socialismo, os prós e contras de cada sistema, como a macroeconomia afeta na economia de um país e etc e etc. Tudo isto deveria ser exposto ao publico de forma interativa, lúdica, a fim de elevar nosso conhecimento, para que pudéssemos escolher com qualidade, exigindo muito mais de nossos governantes.