Redação Pragmatismo
Compartilhar
Tragédia 26/Mar/2015 às 12:49
35
Comentários

Copiloto da Germanwings derrubou avião de propósito, aponta investigação

Com base nos áudios recuperados da caixa preta, investigação aponta que o copiloto alemão Andreas Lubitz destruiu a aeronave da Germanwings intencionalmente. Tragédia tirou a vida de 150 pessoas

germanwings copiloto tragédia acidente
Autoridades dizem que o alemão Andreas Lubitz, copiloto da Germanwings, é o responsável pela tragédia que matou 150 pessoas (divulgação)

O procurador de Justiça de Marselha (França), Brice Robin, disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira (26) que o copiloto do avião da Germanwings que caiu nos Alpes franceses há dois dias “deliberadamente fez a aeronave perder altitude”, o que levou à queda. As informações inicialmente foram publicadas pelo The Independent.

O copiloto foi identificado como o alemão Andreas Lubitz, 28. A procuradoria francesa abriu uma investigação por “homicídio voluntário”.

SAIBA MAIS: Viajar de avião está mais perigoso nos tempos atuais?

O avião caiu, em poucos minutos, de 10 mil ou 12 mil metros de altura para algo como 2.000 metros, quando bateu nas montanhas.

As gravações de uma das caixas-pretas revelaram que, em determinado momento do voo, o piloto deixou o cockpit do avião para ir ao banheiro. Naquele momento, o copiloto, de nacionalidade alemã, ficou trancado sozinho na cabine de comando

Ele então alterou o sistema de orientação do avião para iniciar a descida manualmente. O piloto bateu na porta da cabine para voltar, mas o copiloto permaneceu em silêncio durante os dez minutos da descida.

“Você ouve diversos chamados pelo piloto pedindo para entrar na cabine”, afirmou. “Ele se identifica, mas não há resposta do copiloto. Ele bate, pede para a porta ser aberta, mas não há resposta.”

“Neste momento você ouve o som de respiração humana dentro da cabine, e esse som pode ser ouvido até o fim do impacto. Isso significa que o piloto estava vivo. Você então ouve os contatos da torre de controle aéreo em Marselha em diversas ocasiões, mas não há resposta do copiloto.”

“Eu penso que voluntariamente ele se recusou a abrir a porta e apertou o botão para o avião descer”, disse Robin.

De acordo com o procurador, o copiloto acionou a descida do avião “por uma razão que nós ignoramos totalmente, mas que pode ser analisada como uma vontade de destruir este avião”.

“Não havia razão para isso [derrubar a altitude do avião] nem para impedir o piloto de entrar [na cabine]. Ele não respondeu à torre de controle que falava sobre a queda de altitude”, afirmou o procurador.

“Não estou usando a palavra suicídio porque eu não sei, mas ele deliberadamente provocou a queda de altitude”, afirma Robin. “Quando você está responsável pelas vidas de 150 pessoas, você não chama isso de suicídio, por isso não usei esta palavra.”

“Mas isso não foi um acidente. Poderíamos dizer homicídio intencional”, acrescentou. Mas “não há nada que sugira um ataque terrorista”.

Segundo a Lufhansa, o copiloto havia sido contratado em setembro de 2013 e tinha 630 horas de voo de experiência.

Segundo o procurador, a respiração de Lubitz estava “normal” até momento do impacto.

Pode-se ouvir a porta ser esmurrada e os alarmes soando, acrescentou, e grito dos passageiros nos segundos finais.

“A morte foi instantânea”, disse o procurador, lembrando que o avião voava a 700 km/h quando atingiu as montanhas.

Copiloto não apresentava problemas de depressão

De acordo com pessoas próximas a Lubitz, que era de Montabaur (575 km de Berlim), ele não aparentava ter problemas como depressão quando renovou sua licença para pilotar planadores, no último outono.

“Ele estava feliz que tinha conseguido o trabalho na Germanwings e estava indo bem”, disse Peter Ruecker, integrante do clube de pilotos frequentado por Lubitz. “Ele passava uma boa impressão.”

A prefeita de Montabaur, Gabriele Wieland, disse à agência de notícias alemã “DPA” que Lubitz vivia com os pais e tinha um alojamento em Düsseldorf (170 km de Montabaur), destino final do voo da Germanwings que tinha 150 pessoas a bordo.

UOL e Agências Internacionais

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Eue de sousa Postado em 26/Mar/2015 às 12:56

    Eu não acredito. Fácil montar uma história em cima de um morto. Quantos milhões estão em jogo se a AirBus revelar problema na aeronave? Logo vai aparecer algum laudo de depressão do copliloto, declarações e etc... e ninguém sabia de nada... Ora ora, sempre a mesma coisa. E não me falem da caixa preta, porque nem nela acredito.

  2. Vanilda Carneiro Postado em 26/Mar/2015 às 13:13

    Ninguém cogita a possibilidade dele ter passado mal?

    • Quem sabe Postado em 26/Mar/2015 às 13:24

      Ah, sim, tô com uma vontade de vomitar... Acho que vou alterar a rota do avião pra perder altitude, acho que isso vai me fazer sentir melhor.

      • poliana Postado em 26/Mar/2015 às 15:43

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...morri agora peterson! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • José Luís Leal Postado em 26/Mar/2015 às 13:25

      Pode ter passado mal. Não há problema. Mas por que diabos ele mudou os controles para o manual? Em outra reportagem dizem que ele trancou a porta da cabine. Dois comportamentos muito estranhos.

    • roberto Postado em 26/Mar/2015 às 13:37

      Pensei nisso, mas pq ele ativou A navegação manual e iniciou a descida?

    • rafael Postado em 26/Mar/2015 às 13:39

      E o avião saiu do piloto automático sozinho?hhh

      • Gaúcho Postado em 26/Mar/2015 às 14:18

        Foi o Bin Laden ou o Aécio Neves que pagou pra ele desviar o foco do HSBC

      • Edge Oliver Postado em 26/Mar/2015 às 15:04

        É possível sim Rafael, desde que se esbarre no botão. Já ouve acidente em que o avião estava em piloto automático e o fato de puxar um pouco o manche, desconectaria o automático (procure voo Aeroflot 593). Se ele apagou e encostou no manche é uma causa possível, mas esta muito cedo pra saber realmente oq aconteceu.

    • Andre de Paula Postado em 26/Mar/2015 às 13:40

      Eu pensei exatamente nisso Vanilda. Ele pode ter passado mal, mas continuou a respirar normalmente. O problema é ele ter acionado a descida sem necessidade. Muito triste isso.

    • Manuella Postado em 26/Mar/2015 às 13:41

      Passou mal e pq fecharia a porta da cabine?

    • Mauriício Postado em 26/Mar/2015 às 13:58

      Sim, e antes de passar mal, ele fechou a porta, desligou o piloto automático e o transponder. Sei...

    • Zeus Postado em 26/Mar/2015 às 13:59

      Então qual seria o motivo de ele ter trancado a porta da cabine logo após a saída do piloto para ir ao banheiro?

    • beto Postado em 26/Mar/2015 às 15:15

      Nossa quanta educação para com um igual, espero que tu nunca tenha uma duvida na vida para as pessoas não te tratarem do mesmo jeito. Além do mais sr. me indique a literatura que diz q uma pessoa desmaiada sobre os controles da aeronave não possa desligar o piloto altomatico, e mesmo q não seja possível seria bem razoável a matéria ter explicado, já que qualquer um sabe como funciona os controles de um Airbus. Tenho pena das pessoas que convivam com você, aposto que frente a frente tu es (desculpe me os outros leitores) um cagado que não tem coragem de dizer um ai e disconta tua frustração nas redes sociais como um adolescente, típico.

  3. Rafa Postado em 26/Mar/2015 às 13:25

    Se ele passou mal por que trancar a porta? Com certeza há algo mais aí.

    • beto Postado em 26/Mar/2015 às 16:08

      Há é claro, mas acho desnecessário o comportamento revoltado de alguns leitores

    • Daniel Postado em 26/Mar/2015 às 22:46

      Desde o 11/9 que o procedimento de segurança padrão em qualquer aeronave é manter a porta da cabine de voo trancada, a partir daquele momento se exigiu que todos os aviões tivessem portas blindadas e só passiveis de serem abertas pelo lado de dentro da cabine de comando. dentro desse cenário ele podia ter desmaiado e caído sobre o manche provocando o abaixamento do nariz do avião e a sua queda. mas ainda assim persiste a pergunta porquê ele desligou o piloto automático?

  4. Wilton Postado em 26/Mar/2015 às 13:43

    Vanilda Carneiro eu tb pensei nessa hipótese, mas como eles disseram ele tomou o manche manualmente (Ele então alterou o sistema de orientação do avião para iniciar a descida manualmente).

  5. elaine Postado em 26/Mar/2015 às 13:44

    Ele trancou a porta por dentro e colocou o avião para descer manualmente.

  6. Manu Postado em 26/Mar/2015 às 13:47

    Lógico que sim. Essa foi uma das primeiras hipóteses. Porém tem dois fatos que excluem essa possibilidade: 1°: A porta da cabine não abre de fora por medidas de segurança contra ataques terroristas, só por dentro. Porém tanto o piloto quanto o copiloto têm um código pra abrir a porta. SÓ QUE a porta também pode ser travada por dentro com uma barra de ferro, assim nem com código se entra, estando do lado de fora. O copiloto fechou a porta com a barra de ferro quando o piloto saiu, foi noticiado em vários jornais. 2°: O artigo mesmo diz "Ele então alterou o sistema de orientação do avião para iniciar a descida manualmente." Se ele tivesse passado mal, o voo teria continuado normalmente como estava. Ele programou o avião pra cair.

  7. Cristina Fraga Postado em 26/Mar/2015 às 13:53

    Como ele está morto, quem vai assumir a culpa por todos os passageiros mortos no acidente? Alemanha ou Espanha?

  8. Isabel Postado em 26/Mar/2015 às 13:56

    também pensei! e se ele ficou em estado de choque?

  9. Carol Postado em 26/Mar/2015 às 14:02

    Além disso, se ele passou mal, por que fechar a cabine? Por que não responder aos chamados da torre quando se ouvia perfeitamente a respiração dele? Difícil julgar, mas o que as evidências estão apontando é que ele realmente fez isso deliberadamente.

    • Thiago Teixeira Postado em 28/Mar/2015 às 13:35

      As vezes ele fechou antes de passar mal ... fechou por segurança ...

  10. Félix Postado em 26/Mar/2015 às 14:31

    O nosso copiloto, o PMDB, também trancou a Dilma fora da cabine e apertou o botão pra descer. Tem muito passageiro aplaudindo!

    • bernardo Postado em 26/Mar/2015 às 14:40

      Muito engraçado Felix. Não consigo parar de rir.

      • Silva Postado em 28/Mar/2015 às 21:45

        Isso prova como coxinha é bobo alegre!

    • Junior Miranda Postado em 26/Mar/2015 às 15:11

      Essa foi top

    • Orlando Postado em 26/Mar/2015 às 15:19

      Excelente comparação. Desestabilizar o país só nos trará o caos.

    • Helena Postado em 26/Mar/2015 às 15:51

      Morri. Muito boa. Estamos em queda livre.

    • Thiago Teixeira Postado em 28/Mar/2015 às 13:29

      Nuuuuuuuuuuuuuuuuussssssaaaaaaaaaa cara!!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  11. Tadeu Postado em 26/Mar/2015 às 15:47

    Não entendo de aviões, mas gostaria de deixar a minha pergunta aqui para quem entende poder me tirar essa duvida. A cabine não é automaticamente fechada e o piloto ou copiloto é que abre sempre ?? Tipo para evitar que o piloto saia para um xixi e um terrorista qualquer abra a porta sem o consentimento de quem está pilotando.

  12. Rejane Postado em 26/Mar/2015 às 17:01

    Ele estava com a intenção de fazer algo, pois trancou a cabine e o resto é o que nós sabemos! Para mim, ou foi um dedo do islã (sabe-se lá, o IE disse que continuaria a meter o terror na Europa e USA...então...), algum depressivo em último grau, um homem traído ou abandonado por seu amor...Mas que não foi acidente, não foi mesmo!!

  13. Deus Carmo Postado em 27/Mar/2015 às 14:21

    Todos sabem que o mundo está em crise por causa do o acirramento do capitalismo contra as conquistas sociais. Nos Estados Unidos prédios explodindo é vazamento de gaz, agora avião caindo é copiloto depressivo. Como? ninguém sabia? A empresa está comandada por analfabetos? Estão querendo esconder que o ocidente está se destruindo por si mesmo? Que tudo isto não passa de ato de terrorismo dos descontentes com o sistema capitalista e a sociedade de consumo?

    • Luis Postado em 27/Mar/2015 às 16:18

      Ai, meus olhos...socorro :(