Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 18/Mar/2015 às 11:34
9
Comentários

Benjamin Netanyahu derrota a esquerda e vence eleições em Israel

Benjamin Netanyahu surpreende e vence eleição em Israel. Direitista Likud conquista 30 cadeiras no Parlamento, consolidando vitória sobre o centro-esquerdista União Sionista, de Herzog, que obteve 24 vagas

Benjamin Netanyahu israel eleições
Direita vence eleições em Israel. Partido de Benjamin Netanyahu conquista maioria das cadeiras no Parlamento (divulgação)

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, superou as expectativas dos analistas ao vencer as eleições legislativas dessa terça-feira (17).

No momento em que a contagem dos votos estava praticamente concluída, o partido de Benjamin Netanyahu – o Likud (direita) – tinha garantido, nesta manhã, 30 dos 120 assentos do Parlamento israelense, contra 24 da coligação de centro-esquerda União Sionista.

Antes da votação, as pesquisas mostravam os dois candidatos no mesmo nível, com 27 lugares para cada uma das respectivas formações políticas.

“Contra todas as expectativas, conseguimos grande vitória para o Likud (…) para o campo nacional (…) para o povo de Israel”, disse o primeiro-ministro no discurso da vitória, em Tel Aviv, onde integrantes do Likud celebraram a vitória com festejos que se prolongaram pela noite.

O líder da União Sionista, Isaac Herzog, reconheceu a derrota e felicitous Netanyahu pelo terceiro mandato consecutivo.

“Falei há poucos minutos com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Felicitei-o pela vitória e desejei-lhe sorte”, afirmou, afastando qualquer hipótese de coligação.

Netanyahu prometeu estabelecer um novo governo nas próximas semanas, lembrando que já falou com os líderes de outros partidos de direita, de cujo apoio precisa para formar uma coligação majoritária.

“O primeiro-ministro tem a intenção de começar a formar o governo imediatamente, de forma a terminar a tarefa dentro de duas a três semanas”, anunciou o partido em comunicado.

Netanyahu tinha colocado a segurança em destaque na sua campanha eleitoral, argumentando que ele era o único capaz de proteger Israel de uma ameaça nuclear iraniana e que nunca iria permitir que os palestinos estabelecessem uma capital no leste de Jerusalém.

Em resposta, os palestinos prometeram intensificar a campanha diplomática para a criação de um Estado palestino.

“É claro que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu vai formar o próximo governo. Por isso dizemos, de uma forma muito clara, que iremos para o Tribunal Penal Internacional de Haia e que vamos acelerar, prosseguir e intensificar” todos os esforços diplomáticos, disse à agência noticiosa AFP o negociador principal, Saeb Erekat.

Agência Lusa / Agência Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Luis Postado em 18/Mar/2015 às 13:02

    Esse Benjamim tem uma cara de vilão de desenho infantil...

  2. jarau Postado em 18/Mar/2015 às 14:12

    Mais um coxinha Israelense, assassino de Palestino. Para os PALESTINOS DE SÃO PAULO os coxinhas do Domingo, sua grande maioria são manipulados pela GLOBO ( propriedade de JUDES), estes são contra o POVO PALESTINO, PARA ELES SÃO POVOS TERRORISTAS.

    • JS Mill Postado em 19/Mar/2015 às 19:21

      Mas os Marinhos são católicos...

  3. Rocken Postado em 18/Mar/2015 às 16:40

    não faz muito tempo que Judeus eram expulsos de terras cristãs, e advinha só, eles foram para os EUA ou para terras islâmicas, onde foram muito bem recebidos pelo império Otomano, até que um dia eles resolveram expulsar os palestinos islâmicos(que eram maioria) e fundar um estado com maioria de judeus, e eles usaram inclusive terrorismo contra Britânicos e muçulmanos para conseguir fundar o estado de Israel, se o mundo islâmico está atrasado, é exatamente por culpa das muitas agressões da tal "civilizada" civilização ocidental judaico cristã

  4. Jonas Schlesinger Postado em 18/Mar/2015 às 20:37

    Parabéns Benjamin. Torço para que o senhor seja mais eficaz nas suas políticas de segurança nacional. Likud pra sempre.

    • Luiggi Postado em 19/Mar/2015 às 11:10

      porco sionista assassino.

      • Jonas Schlesinger Postado em 22/Mar/2015 às 20:37

        Vá tomar no seu cu, seu escória!!

  5. Thiago Teixeira Postado em 19/Mar/2015 às 12:18

    Ideologia neoliberal, intolerante, discriminatória, golpista e elitista certamente.

  6. Luiz Souza Postado em 19/Mar/2015 às 19:55

    Porco safado. Que morra mil vezes igual ao terrorista Sharon.