Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 05/Mar/2015 às 11:06
19
Comentários

Aécio Neves recebia recursos desviados de Furnas, disse o doleiro Yousseff

Doleiro e delator Alberto Yousseff afirmou que o senador tucano recebia em esquema de propina de Furnas por intermédio de sua irmã e disse também que o PSDB tinha uma diretoria na estatal. Ao comentar arquivamento das denúncias por Janot, Aécio diz que se sente "homenageado"

aécio neves lava jato yousseff
Aécio Neves disse que encarou como uma “homenagem” o arquivamento das denúncias que enfrentava na Lava Jato (ABR)

Alberto Youssef, o doleiro delator, citou o envolvimento de irmã de Aécio em esquema de propina de Furnas e disse também que o PSDB tinha uma diretoria na estatal.

O depoimento de Yousseff corre em sigilo de justiça, mas o jornal O Estado de S.Paulo teve acesso ao conteúdo. Nele, o doleiro afirmou “ter conhecimento” de que o senador Aécio Neves, do PSDB, na época em que era deputado federal, estaria recebendo recursos desviados de Furnas “através de sua irmã”.

O termo de colaboração número 20, das confissões de Youssef no fim do ano passado, tem como mote Furnas e o recebimento de propina pelo Partido Progressista e pelo PSDB. Além de Aécio, foram citados o ex-deputado José Janene (do PP, morto em 2009) e o executivo Airton Daré, sócio da empresa Bauruense que foi prestadora de serviços para Furnas.

Youssef disse que recolheu dinheiro de propina na empresa, cerca de dez vezes. Em uma delas o repasse não foi feito integralmente e faltavam R$ 4 milhões. Youssef afirmou ter sido informado de que “alguém do PSDB” já havia coletado a quantia pendente.

Aos procuradores, o doleiro delator declarou não ter conhecimento de qual parlamentar havia retirado a comissão, mas afirmou que o então deputado federal Aécio Neves teria influência sobre a diretoria de Furnas e que estaria recebendo o recurso através de “sua irmã”, segundo o texto literal da delação a que o jornal teve acesso. Na delação não foi especificado qual das duas irmãs do senador o doleiro se referia.

No depoimento de delação, o doleiro descreve que de 1994 a 2001 o PSDB era responsável pela diretoria de Furnas. Disse ainda que recebia o dinheiro de José Janene nas cidades paulistas de Bauru e de São Paulo e mandava o valor para Londrina ou Brasília.

Segundo apurado, o doleiro declarou que os diretores da Bauruense poderiam fornecer mais informações sobre os diretores de Furnas e disse ao MPF ter conhecimento de que há um inquérito sobre a empresa de Bauru no STF.

Pressão

Congressistas do PSDB disseram ao mesmo periódico que um deputado do partido com interlocução no Ministério Público chegou a procurar Rodrigo Janot quando surgiram rumores sobre a citação do nome do Aécio pelo doleiro.

Em uma conversa descrita como dura, o procurador teria sido lembrado que uma denúncia vazia demonstraria apenas a intenção de envolver a oposição no esquema investigado pela Lava Jato que, a princípio, envolveria apenas PMDB, PT e PP. Janot também ouviu que Aécio teve 53 milhões de votos nas últimas eleições e que o partido não aceitaria a “politização” da denúncia.

Arquivamento

O Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, entendeu que as informações reunidas não são suficientes para proceder a investigação, sugerindo então o arquivamento da denúncia ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Aécio, por sua vez, afirmou não ter conhecimento sobre o teor da acusação contra ele e que encara o arquivamento é como “uma homenagem” da Procuradoria Geral da República (PGR).

com informações do jornal O Estado de São Paulo

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo Postado em 05/Mar/2015 às 11:15

    (Outro Rodrigo) Oposição e situação fazem graves e sérias denúncias em face do PGR: 1- o PGR teria se reunido com membros do PSDB e, após conversa dura, teria achado melhor retirar o nome de Aécio; 2- o PGR teria se reunido com o Ministro da Justiça, às vésperas do oferecimento da denúncia/pedidos de investigação/pedidos de arquivamento. São denúncias graves e que merecem o devido encaminhamento, a fim de que haja a apuração que eventualmente seja cabível ou de que não haja acusações indevidas.

    • Junio Postado em 05/Mar/2015 às 11:41

      Certo! agora vamos arquivar logo mais esta denuncia e continuar metendo o pau no PT!

      • Rodrigo Postado em 05/Mar/2015 às 11:59

        (Outro Rodrigo) E você quer fazer isso por que? Acabei de indicar o caminho, mas, se não for conveniente a investigação, nem à situação, nem à "oposição", tudo bem.

      • Junio Postado em 05/Mar/2015 às 15:35

        Bem, fui apensa sarcástico, tem q investigar a todos até porque, há um gigantesca diferença entre investigar (instaurar inquérito) e acusar (submeter o processo ao órgão competente) toda denuncia, desde que bem fundamentada, deve ser apurada! Mas porque não se investiga??? Porque não estendem as investigações do "Lava Jato" aos governos PSDBistas??? Todo mundo sabe que o mensalão começou no governo FHC, com o pagamento de R$ 200 mil para deputados votarem a favor da emenda da reeleição! e a privataria? e as drogas no aeroporto do Aécio? E o mensalão mineiro? e o Rodoanel, metrô e CPTM paulista? e o caso HSBC? querem institucionalizar a corrupção no PT esquecendo-se que segundo o TSE o PSBD é o partido mais corrupto do Brasil, visto que teve mais candidaturas negadas devido a lei da ficha limpa! Querem semear o caos com essa história de protestos pelo impeachment dia 15, onde sabemos no que vai dar! um bando de baderneiros queimando ônibus e saqueando o comercio. Porque não é protesto que tira presidente, mas sim a lei (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l1079.htm).

      • Rodrigo Postado em 06/Mar/2015 às 10:26

        (Outro Rodrigo) Novamente, Junio, basta um pedido de CPI com objeto abrangente. Em caso de arquivamento de inquérito, pode ser reaberto a qualquer momento, frente a novas provas. Também nutro a mesma insatisfação que você, quanto a todos essas acusações (coloquialmente falando) outras (trensalão, mensalão mineiro etc.). E fico ainda mais insatisfeito ao ver que os "políticos interessados" na apuração nada fazem (não pedem outra CPI, não investigam - de se notar que Suplicy, quando, com todo o respeito à família, "celsodanielizaram" um dos dois prefeitos, investigou e achou mais testemunhas que a própria Polícia). Ficam apenas a fomentar esse discurso: "ah, com ele não apurou...", "eu sou injustiçado...", "achei que era a minha vez, mas ninguém deixa eu fazer igual..." (não dirijo a crítica a você). Por isso eu também fui irônico ao dizer 'se não for conveniente a investigação, nem à situação, nem à "oposição", tudo bem' - na verdade, a investigação nunca é conveniente.

      • Magda Santos Postado em 08/Mar/2015 às 12:40

        Para uma pessoa sem consciência isto é uma bela afirmação!! Calhorda, tão corrupto como seus pares!! Teria uma melhor sugestão para onde você meter o pau!!

  2. Marcelo Postado em 05/Mar/2015 às 11:24

    Suspeito demais! Bem que o Pragmatismo Político poderia investigar por conta própria essas informações, teriam braços pra isso? Sei que é difícil, mas não custaria tentar. Segue uma reportagem do Estadão comentando sobre os "delegados" da PF do Paraná e suas indicações políticas: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,delegados-da-lava-jato-exaltam-aecio-e-atacam-pt-na-rede,1591953

  3. Ricardo Postado em 05/Mar/2015 às 11:25

    Tinha que investigar todos... Mas por outro lado tem que ser priorizado os mais citados. Por este mesmo motivo a Dilma também não vei ser investigada agora...

    • Elcio Rabello Postado em 05/Mar/2015 às 12:32

      De acordo com o jornalão o Globo o que houve em relação a Dilma foi uma citação e não uma acusação como foi o caso do ébrio de Cláudio, acusação essa que já consta na lista de Furnas , a mídia partidária jamais deixaria uma noticia como essa do Aécio sem uma justificativa, pois é grave e jogaria por terra a já descabida tese de moral e honestidade pregada em prol da derrubada de um governo eleito democraticamente. A história da política Brasileira nos leva de encontro a carta de despedida de Getulio Vargas, incontestável golpe midiático offshore americano em desestabilizar um governo por interesses que ferem de morte nossa soberania... uma vergonha o que acontece no Brasil hoje, onde pessoas com boas intenções são bombardeadas com informações distorcidas e vis .... lamentável

  4. Paulo Rozendo Ferreira Postado em 05/Mar/2015 às 12:13

    Essas posições que essas pessoas estão tomando, passando a mão po cima da cabeça de alguns está revoltando o povo. Lembre-se que a escravidão acabou a muito tempo, e a ditadura também o povo não vai aceitar esses arrumadinho não basta de safadeza.

  5. Pedro Costa Postado em 05/Mar/2015 às 12:19

    Deve ter sido ele quem levou o cartaz ("Janot você é a esperança do Brasil") com o qual o PGR fez aquele papel ridículo!

  6. George Postado em 05/Mar/2015 às 13:14

    cadê o "você é a esperança do brasil"??? Já desconfiava dessa grande punheta midiática disfarçada de "maior operação de todos os tempos". E dá-lhe arquivamentos...

  7. Bruno Postado em 05/Mar/2015 às 13:18

    Youssef nunca disse isso, ele disse que ouviu outra pessoa falando disso. O próprio texto diz ai,e lembrando que a Dilma também teve inquérito arquivado, junto com o Aécio, ambos por não existirem denúncias concretas, somente alguém que ouviu de outro.

    • Onda Vermelha Postado em 05/Mar/2015 às 14:42

      Bruno o doleiro Alberto Youssef disse que recolheu dinheiro de propina oriunda de Furnas, cerca de dez vezes! E você não deseja que isso seja investigado? Repito! Dez vezes! Se isso não é indício de corrupção a subsidiar uma abertura de processo, então não sei mais o que poderia vir a incriminar os impolutos tucanos. No depoimento de delação, o doleiro descreve que de 1994 a 2001 o PSDB era responsável pela diretoria de Furnas. Disse ainda que recebia o dinheiro de José Janene(PP) nas cidades paulistas de Bauru e de São Paulo e mandava o valor para Londrina ou Brasília. Ora, ora, ora! Santa indignação seletiva!

  8. enganado Postado em 05/Mar/2015 às 14:07

    Então, quem não sabia da propina que o Aópio recebia de FURNAS? Só sabíamos eu e a torcida do Flamengo! Onde estão a grana do estado de Minas Gerais, ou seja os 7 bi da educação e saneamento? Naquela continha bancária que a mãe, irmã e a tia tem em Luxemburgo, hein Aechaça? Vc não tem vergonha na cara! Olha eu vi muita putaria na vida, mas a igual a sua cara pau e do FHC, nem DEUS acredita! Aliás o oJênio boechatÔ lhe adora; conta pra ele isto é tudo e diz essas mentiras são coisas do LULA/DILMA/PUTIN/Fidel Castro. Bandido!

  9. Pedro Postado em 05/Mar/2015 às 14:37

    Isso significa que se o Eduardo Campos nao tivesse morrido, nao importando o resultado da eleiçao, teriamos grita de impeachment? O Youssef dedurou o falecido Eduardo Campos, o Aécio tem essa e o pessoal da direita quer o golpe através do impeachment.

  10. Antonia de Sá Cavalcante Postado em 05/Mar/2015 às 15:09

    Queremos que apure, todos os citados e puna os culpados. Nada de aliviar algum, alegando ter tido uma votação expressiva, que é isso, deixa de ser corrupto por ter sido bem votado!!! Pelo contrário, Desarquiva já!!!

  11. Vanderlei Postado em 05/Mar/2015 às 20:16

    Quando está informação passará no Jornal Nacional?

  12. Angela Postado em 05/Mar/2015 às 20:32

    Nunca passará amigo.A novela do JN é só acabar com o Pt.Espera sentado eles falarem do Aecio!