Redação Pragmatismo
Compartilhar
Uruguai 02/Mar/2015 às 16:46
7
Comentários

20 frases inesquecíveis de José 'Pepe' Mujica

Sem papas na língua, Mujica ficará eternizado por críticas ao capitalismo e pela simplicidade de viver e encarar a vida. Em cinco anos de governo, aprovou projetos polêmicos como a legalização da maconha, a lei do casamento igualitário e a legalização do aborto. Veja 20 frases eternizadas pelo líder uruguaio

mujica uruguai frases marcantes
Mujica deixa a Presidência do Uruguai após cinco anos de uma gestão que despertou a atenção do mundo

Após cinco anos de governo, Mujica passou no último domingo a faixa presidencial ao ex-presidente Tabaré Vázquez, seu sucessor e companheiro de partido da Frente Ampla. Conheça 20 frases marcantes do líder Tupamaro, que passou 14 anos detido, vítima da perseguição da ditadura militar que governou o Uruguai entre 1973 e 1985:

1. “Eu não sou pobre, eu sou sóbrio, de bagagem leve. Vivo com apenas o suficiente para que as coisas não roubem minha liberdade.”

Muitas vezes ele é chamado de o “presidente mais pobre do mundo”, mas José Mujica diz que não é pobre, que o que faz é viver como a maioria dos uruguaios que governa. Ele mora na mesma casa de campo há décadas, com sua mulher, Lucia Topolansky, e sua cadela de três patas, Manuela.

Mujica deixa o governo com um índice de aprovação de 65%, de acordo com uma pesquisa recente da empresa Equipos Mori.

2. “Não é bonito legalizar a maconha, mas pior é dar pessoas ao narcotráfico. O único vício saudável é o amor.”

Talvez uma das leis que mais tenham dado fama internacional a Mujica foi a que colocou nas mãos do Estado a regulação estatal da produção, venda, distribuição e consumo de maconha, aprovada em dezembro de 2013.

Foram estabelecidos limites para cultivo e venda de maconha, bem como registros de consumidores e clubes de fumadores. A regra tornou o Uruguai o primeiro país do mundo com um regulamento tão abrangente.

3. “O casamento gay é mais velho do que o mundo. Tivemos de Júlio César a Alexandre, o Grande. Dizem que é moderno e é mais antigo do que todos nós. É uma realidade objetiva. Existe. E não legalizar seria torturar as pessoas desnecessariamente”.

Em agosto de 2013, entrou em vigor a lei do casamento igualitário, o que fez o Uruguai o segundo país na América Latina, depois da Argentina, a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

4. “Legalizando e intervindo, é possível conseguir que muitas mulheres voltem atrás em sua decisão, sobretudo aquelas de setores mais humildes ou que estão sozinhas.”

Em 2012, o Uruguai tornou-se, juntamente com Cuba, o único país latino-americano a legalizar o aborto. À época, Mujica disse que a descriminalização poderia não só evitar mortes em interrupções de gravidez feitas clandestinamente, mas também poderia levar a uma redução no número de abortos.

“Todo mundo é contra o aborto. Mas se você dá apoio a uma mulher sozinha que precisa tomar esta decisão, alguns pensam que muitas iriam desistir”, disse.

5. “O deus mercado organiza a economia, a vida e financia a aparência de felicidade. Parece que nascemos só para consumir e consumir”

“E quando não podemos, carregamos a frustração, a pobreza e a autoexclusão”, disse em crítica ao capitalismo no discurso na ONU

6. “A vida escapa e se vai minuto a minuto e não podem ir ao supermercado comprar a vida. Então lutem para vivê-la, para dar conteúdo a ela”

Falando aos jovens, criticou o fútil e defendeu que cada um deve ser autor do caminho de sua própria vida, em discurso na Unasul

7. “O homem médio às vezes sonha com férias e liberdade. Sempre sonha em pagar as contas, até que um dia o coração para e adeus”

Ao comentar o modo de vida ocidental, ressaltou ainda que pessoas vivem entre as financeiras e o tédio rotineiro dos escritórios

8. “Somos meio vagabundos, não gostamos tanto de trabalhar. (…) Ninguém morre por excesso de trabalho, mas não somos um país corrupto, somos um país decente.”

Com estas palavras, ele fez alguns desafetos entre os uruguaios. Suas declarações causaram muita dor de cabeça para seus assessores.

Mujica reconhece que nem tudo foi feito e muitas vezes dá como exemplo de sua lista de pendências a falta de infraestrutura, a deterioração da educação ou o aumento da insegurança.

9. “Essa velha é pior que o caolho. O caolho era mais político, ela é mais teimosa.”

O caolho a quem Mujica se referia era, no caso, o falecido presidente da Argentina, Néstor Kirchner. A velha era sua mulher, Cristina Fernandez Kirchner, o atual presidente. Mujica foi flagrado falando assim da colega em 2013. Ele achava que o microfone estava desligado.

O uruguaio pediu “sinceras desculpas” por suas palavras, embora a relação entre os dois países tenha passado por momentos mais graves do que algumas palavras mal colocadas.

Embora os dois países sejam importantes parceiros comerciais, houve alguns atritos na área no mandato de Mujica.

Mas o caso da “velha e do caolho” não foi a única vez que Mujica teve problemas por causa de suas palavras. Após a punição da FIFA ao jogador de futebol Luis Suárez por um incidente em uma partida da Copa do Mundo no Brasil, o presidente do Uruguai lançou uma mensagem controversa às autoridades do futebol mundial: “A FIFA é um bando de velhos filhos da puta”.

10. “Eu acho que nós estamos sendo usados como ratinhos de laboratório. Por que a Phillip Morris está prestando tanta atenção em um país tão pequeno? Eu tenho certeza que eles vendem mais cigarros em qualquer bairro de Nova York do que no Uruguai.”

José Mujica herdou de seu antecessor -e sucessor- Tabaré Vázquez uma longa disputa com a fabricante de cigarros Philip Morris International (PMI), que acusa o Uruguai de prejudicar o livre comércio com medidas contra o tabaco.

As advertências contra o mal provocado pelo cigarro em 2009 chegaram a ocupar, por lei, 80% dos pacotes -espaço maior que em qualquer outro país. E desapareceram dos maços as palavras “light”, “mentolado” ou “ouro”, restando apenas a marca do cigarro.

A disputa será solucionada pelo Centro Internacional para Arbitragem de Disputas sobre Investimentos, uma agência do Banco Mundial.

O presidente do Uruguai argumenta que a Phillip Morris tenta impedir as políticas anti-tabagismo rigorosas do Uruguai como um aviso a outros países que cogitem implementar medidas semelhantes.

11. “Tive que aguentar 14 anos em cana (…) Nas noites que me davam um colchão eu me sentia confortável, aprendi que se você não pode ser feliz com poucas coisas você não vai ser feliz com muitas coisas. A solidão da prisão me fez valorizar muitas coisas.”

José Mujica militou, quando jovem, no Partido Nacional (hoje um dos seus principais opositores) e foi um dos fundadores, nos anos 60, do Movimento de Libertação Nacional Tupamaros, uma guerrilha urbana de esquerda.

Por isso, passou 14 anos preso, parte do tempo em um calabouço, sem acesso a livros ou contato humano. Ele conta que falava com animais para manter sua sanidade. Sem dúvida, esses anos marcaram sua maneira de ver o mundo e também algumas das suas políticas.

Em 2014, o país recebeu um grupo de seis prisioneiros da base americana de Guantánamo, em Cuba, uma medida que foi criticada pela oposição e a qual se opõe a maioria dos uruguaios.

12. “O que é que chama a atenção mundial? Que vivo com pouco, em uma casa simples, que ando em um carrinho velho, essas são as notícias? Então este mundo está louco, porque o normal surpreende.”

Mujica criticou a comoção por seu estilo de vida. “O que chama a atenção do mundo? Que vivo em uma casa simples, que ando em um carrinho velho. Essas são as novidades?”

Nos últimos anos, centenas de meios de comunicação estrangeiros chegaram ao o país sulamericano intrigados com a vida de Mujica.

“Eu vivo como vive a maior parte de meu povo, na política o normal teria que ser o meu modo de vida”, acrescenta.

“Vou à Alemanha e me dão um Mercedes Benz para andar daqui até a esquina – que tem uma porta que pesa três mil quilos- e 50 motos na frente e 50 atrás. Não concordo com isso”, diz ele.

13. “Sim, eu estou cansado, mas isso não para até o dia em que me coloquem em um caixão ou quando eu for um velho esquecido.”

Mujica reconhece que os cinco anos no cargo o deixaram exausto, mas não pretende se aposentar. “Eu não vou ser um velho aposentado que vai para um canto escrever suas memórias. Eu não vou escrever nada, não tenho tempo, tenho coisas para fazer”.

O presidente planeja abrir uma escola de negócios agrícolas em um galpão atrás de sua casa.

E, certamente, tornar-se o principal conselheiro de sua mulher, Lucia Topolansky se, como as pesquisas sugerem, ela se tornar a nova prefeita de Montevidéu após as eleições de maio.

14. “Sou do Sul e carrego milhões de pessoas pobres na América Latina”

Em um dos discursos mais celebrados já feitos na ONU, falou em nome das “culturas originárias esmagadas, do bloqueio inútil a Cuba” e disse carregar “a dívida social e a necessidade de defender a Amazônia, os rios e de lutar por pátria para todos”.

15. “O México é um Estado falido onde a vida humana vale menos que a de um cachorro. A situação lá é pior do que em uma ditadura”

A respeito do desaparecimento dos 43 estudantes mexicanos. Declaração causou mal-estar entre os governos

16. “Arrasamos as selvas e implantamos selvas de cimento”

Para Mujica, hoje pensamos que somos felizes, mas “enfrentamos o sedentarismo com esteiras, a insônia com remédios e estamos deixando de ser humanos”

17. “Para mim é um emprego qualquer. Tomo banho e vou trabalhar”

Sobre como encara o cargo de presidente

18. “Nós políticos temos que viver como vive a maioria e não como vive a minoria”

Em reflexão sobre o exercício da política

19. “Gastar tempo para cuidar de dinheiro e muito mais tempo da minha vida para ver se estou perdendo ou ganhando? Não, isso não é vida”

Mujica ao ser questionado se após deixar a Presidência ele tentaria acumular dinheiro ou fazer fortuna.

20. “A Fifa são um bando de velhos filhos da puta […] Poderiam ter punido, mas não com sanções fascistas”

Declaração de Mujica após o polêmico incidente envolvendo o jogador uruguaio Luis Suárez durante a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Imediatamente após a frase, Mujica levou as mãos à boca. Mas quando um jornalista perguntou se poderia divulgar as declarações, o presidente respondeu: “publica por mim”.

com BBC e Opera Mundi

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Cleto Maia Postado em 02/Mar/2015 às 18:54

    Um homem são,apesar de todas as suas qualidades.

  2. m das graças magalhaes Postado em 02/Mar/2015 às 19:24

    homem e este humilde sincero trabalhhhhhhado nao consumista por isto ninguem gosta dele meus parabens desejaria muito conhece-lo

  3. poliana Postado em 03/Mar/2015 às 02:04

    MITO!!!! GRANDE HOMEM!!! UM DOS MAIORES ESTADISTA DO SÉCULO XXI!! ÍDOLO!!!!IMORTAL!!!! ATEMPORAL!!! INESQUECÍVEL!!!! ETERNO!!!!!!!!!!!!!!

  4. poliana Postado em 03/Mar/2015 às 13:11

    naro, isso acontece sempre. mas isso n é "censurar post n"...qdo isso acontecer, vc clica de novo em enviar...se aparecer de novo, clica outra vez...vai clicando em enviar e logo o comentário é enviado. isso acontece sempre. continua clicando em enviar.

  5. poliana Postado em 03/Mar/2015 às 13:13

    naro, até agora não temos dados oficiais sobre isso. em entrevista ao canal livre, o pepinho disse q o país teria esse retorno a médio prazo e longo prazo...

  6. Aristóteles Postado em 29/Aug/2015 às 12:21

    Um dia, ouvi um sujeito aqui da minha cidade dizer que Mujica é um mendigo. Aí me pergunto: mendicância é sinônimo de sapiência? Então, quero se mendigo, a exemplo de Pepe!

  7. Juniperos Postado em 02/Sep/2015 às 18:56

    Quem nos dera um presidente como Mujica.