Redação Pragmatismo
Compartilhar
América Latina 17/Mar/2015 às 18:00
19
Comentários

100 mil realizam exercícios militares na Venezuela

Como resposta às sanções dos EUA, mais de 100 mil realizam exercícios militares na Venezuela. Atividades foram convocadas pelo presidente Nicolás Maduro e terão dez dias de duração

exército venezuela maduro eua

Após uma convocatória feita pelo presidente venezuelano, Nicolás Maduro, um Exército com mais de cem mil pessoas realizaram manobras militares defensivas no último sábado em uma atividade chamada de “Escudo Bolivariano”. O objetivo da ação, que se estenderá por dez dias e da qual participaram cerca de 20 mil civis, é “demonstrar a capacidade da Venezuela de defender sua soberania” diante de uma possível agressão realizada pelos Estados Unidos.

A relação entre os países se deteriorou após o presidente Barack Obama declarar que Venezuela é “uma ameaça à segurança nacional” dos EUA e impor sanções ao país.

Na manhã de sábado, o ministro venezuelano para a Defesa, Vladimir Padrino López, explicou que o exercício militar é parte do Programa de Exercício Militar de 2015 e a participação da população corresponde à articulação cívico-militar diante do decreto norte-americano que considera a Venezuela como uma “ameaça não usual”.

Padrino ressaltou que não se trata de um exercício de demonstração bélica, mas uma “articulação da Força Armada e o povo na organização e construção do que denominamos os órgãos de defesa integral, que terão direção política conectados com a luta armada” como forma de se defender de eventual agressão.

O exercício foi ordenado por Maduro na última quarta-feira para identificar pontos críticos de defesa e garantir que o país “não seja atingido por ninguém”, ou para que “não seja tocado pelas botas ianques”, como disse perante o plenário da Assembleia Nacional.

“Venezuela tem que estar preparada, porque a Venezuela não é e nem pode ser jamais a Líbia ou o Iraque”, justificou Maduro.

Em seu Twitter, Maduro felicitou as forças armadas e o povo pelos exercícios. “Felicito as Forças Armadas da Venezuela e o povo venezuelano pelos exercícios em conjunto que realizaram para garantir a soberania e a paz de nossa Pátria”, escreveu o líder venezuelano.

Opera Mundi

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Salomon Postado em 17/Mar/2015 às 18:40

    Qual a maior riqueza da Venezuela? Se você pensou petróleo, acertou. Todos os países que têm reservas petrolíferal são uma ameaça aos ianques de mierda. Foi assim com o Iraque (disseram que iam instalar a democracia. Instalaram a democracia?). Foi assim com a Ucrânia. Será assim com o Brasil. Todas as guerras da história foram travadas por causa de recursos minerais. Pessoas morreram e resistiram. Aqui no Brasil existe um bando de palhaços entreguistas dispostos a doar, sem nenhum constrangimento, toda a nossa riqueza mineral, vegetal e animal. Duvida? É só perguntar aos manifestantes da avenida paulista.

  2. Thiago Teixeira Postado em 17/Mar/2015 às 18:45

    O que está acontecendo na Venezuela é uma babaquice sem tamanho, não tem a menor necessidade disso tudo. A democracia deve estar alinhada diretamente com a diplomacia para as nações prosperarem e viverem em paz e sem guerras. Poderes ilimitados ao presidente e zero influência do poder legislativo só tem um nome: GOLPE DITATORIAL.

    • Beto Postado em 18/Mar/2015 às 01:09

      Thiago, apesar de discordar com diversas das suas observações devo admitir-lhe que compartilho do mesmo ponto de vista. Cresci associando imagens como a que podemos ver acima com o fascismo! E a sensação que tenho quando vejo esse tipo de "desfile" é de extremo asco com nossa sociedade(não apenas em relação a Venezuela mas todos países que utilizem de poder militar para intimidação e a famosa " manutenção da paz"). Há nos dias de hoje um ambiente para debate na esfera internacional como nunca se teve antes, mesmo que abalado pelo desentendimento de potencias como no caso da crise na Ucrânia, a forca de um país deve ser o seu quadro diplomático e um ministério de relações exteriores organizado e forte como temos no Brasil! Uma grande lástima este país se mostrar militar e não diplomático!

    • Marcos Postado em 18/Mar/2015 às 08:58

      Isso vindo do cara que defende o massacre de todos os manifestantes na Paulista é interessante. Mas bem...

  3. Thiago Teixeira Postado em 17/Mar/2015 às 21:50

    Por gentileza, cite indícios dessa atrocidade que você está falando? Onde que há tentativa de golpe no PT em relação a implantar ditadura comunista (creio eu) no Brasil? O senhor está vivenciando a maior fase da democracia na história desse país, pense nisso antes de repercutir falácias e achismo.

    • Diogo Postado em 19/Mar/2015 às 07:01

      Sério ? Basta ler a proposta de "Reforma Política" deles.

  4. Silva Postado em 17/Mar/2015 às 23:12

    A única coisa que eles conseguiram com esse exercício militar, foi arrancar algumas gargalhadas dos generais americanos.

    • Pedrào Postado em 18/Mar/2015 às 00:07

      Que venham os yankees.

      • Diogo Postado em 19/Mar/2015 às 07:02

        Claro né!? você vai ficar em casa atrás do computador mesmo. Yankees são o time de Beisebol ?

    • Salomon Postado em 18/Mar/2015 às 07:52

      O Silva (não é o Inácio) é um exemplar sui generis do complexo de vira-latas.

      • Silva Postado em 18/Mar/2015 às 08:44

        Só porque eu não compactuo com o pensamento das massas vermelhas que ao invés de carregar uma bandeira do Brasil, levam consigo a bandeira da sua grei (vide protestos do dia 13), eu sou caracterizado como alguém com complexo de vira-latas... hahahaha santa ignorância a sua meu caro Salomon. A Venezuela tenta impor respeito, mas a única coisa que consegue é demonstrar sua limitação diplomática e seu poderia bélico obsoleto, adquirido dos campos de sucata da falecida URSS.

      • Salomon Postado em 18/Mar/2015 às 10:43

        Bom, Silva, pelo menos ela tenta.

  5. George Postado em 18/Mar/2015 às 07:58

    100% com a Venezuela! China e Rússia darão suporte bélico para a Venezuela em caso de invasão estadunidense.

  6. Silva Postado em 18/Mar/2015 às 08:56

    Os EUA não tem mais cacife pra esse tipo de coisa, e mesmo se tivesse não iriam perder tempo com um país fraco igual à Venezuela. A China e a Rússia já têm as suas prioridades e não iria por a mão no bolso e muito menos correr o risco entrar em uma briga estando tão longe de casa. A Venezuela é só um anão tentando se equilibrar em um salto alto..

  7. Luis Postado em 18/Mar/2015 às 10:06

    Os EUA esmagariam a Venezuela como um inseto no caso de uma invasão militar de larga escala, e seria melhor pros venezuelanos se livrar daquela ditadurazinha mixuruca, mas como os americanos estão se tornando quase independentes do petróleo não têm nenhum interesse real pra invadir a Venezuela. Ainda mais já que o presidente é um democrata, que não têm a mesma mentalidade " nós somos a polícia do mundo" dos repubs...

  8. Marlon Bravo Postado em 18/Mar/2015 às 10:51

    Acho que você é da Globo...

  9. Junipero Postado em 18/Mar/2015 às 12:56

    Acho pouco provável um embate aqui no Brasil, em busca de recursos. Afinal, eles já pegam tudo o que querem daqui, mesmo (recursos minerais, alimentícios, matéria prima, madeira,recursos medicinais, etc) . para eles é bem melhor que os brasileiros acreditem na falsa liberdade que tem. Quando quiserem petróleo, imagino que entrarão, pegarão, e sairão sem sequer que a imprensa se de conta. Um exemplo são os nossos políticos roubando na mais explicita forma, e ninguém consegue ver...

  10. Pereira Postado em 19/Mar/2015 às 11:15

    Tá bom, me engana que eu gosto. Obama disse que a falida e depauperada Venezuela é ameaça ? Isso é cortina de fumaça para desviar o foco, ou ele não sabe que as verdadeiras ameaças aos EUA é a Rússia e a China ? Como disse algúem do pentágono : "Aquilo(Venezuela) é uma bagunça". no máximo é ameaça para o Brasil !

  11. Frente de Esquerda Postado em 20/Mar/2015 às 21:44

    Alô moderação! Cadê meus comentários? Valeu!