Redação Pragmatismo
Compartilhar
América Latina 24/Feb/2015 às 20:00
15
Comentários

“Não vou aceitar nem mais uma ofensa”, diz Maduro para Obama

Maduro manda recado a Obama: “Nem mais uma ofensa do imperialismo norte-americano”. Presidente venezuelano criticou sanções a funcionários de seu governo por parte de Washington

maduro obama venezuela
Nicolás Maduro, presidente da Venezuela (divulgação)

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, apelou na última segunda-feira (23) ao presidente norte-americano, Barack Obama, para que acabe com as sanções a funcionários de Caracas. Ele acrescentou que não aceitará “nem mais uma ofensa” de Washington contra os venezuelanos.

“Que cessem as sanções, as ameaças e as agressões contra a Venezuela. Não vou aceitar nem mais uma ofensa do imperialismo norte-americano”, disse.

Nicolás Maduro falou durante evento do Partido Socialista Unido da Venezuela, realizado no estado de Yaracuy, a 280 quilômetros a oeste de Caracas. Ele destacou, em seu discurso, que acabou o tempo do imperialismo.

Maduro reafirmou que a Venezuela quer ter melhores relações com Washington, mas que é “lamentável que o presidente Barack Obama se deixe levar por maus e falsos assessores, que o conduziram a um beco sem saída” nas relações com Caracas.

O presidente venezuelano voltou a acusar os Estados Unidos de apoiar uma conspiração contra o seu governo e pediu “apoio aos presidentes e povos do mundo, para as ações políticas e diplomáticas que a República tenha que tomar para defender a dignidade do país”.

“Não vou permitir que o governo dos Estados Unidos e a sua embaixada continuem a chamar militares, a comprar jornalistas, formadores de opinião, dirigentes. Não vou permitir [isso], quero as melhores relações de respeito com o governo dos Estados Unidos”, ressaltou.

Segundo Nicolás Maduro, se Barack Obama não se retratar com a Venezuela, será “tristemente” lembrado pelos povos da América Latina da mesma maneira que o ex-presidente norte-americano George Bush.

“[Quremos que ele] ordene o caos que tem na política com a Venezuela, tome as rédeas, imponha critérios de respeito pela República Bolivariana da Venezuela, porque o nosso povo não vai aceitar mais ingerência do seu governo, nem mais abusos da sua embaixada”, afirmou.

Em 2 de fevereiro, os Estados Unidos anunciaram novas sanções (suspensão de vistos) a antigos e atuais funcionários do governo venezuelano, alegando que eles são responsáveis ou cúmplices por violações dos direitos humanos na Venezuela.

Agência Lusa

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Eduardo Benatti Postado em 24/Feb/2015 às 20:06

    Esse tirano sanguinário não tem moral pra pedir nada, muito menos exigir alguma coisa.

    • dario Postado em 25/Feb/2015 às 13:11

      larga de ser idiota camarada, de uma pesquizada e vc vai ver quem é este imperio americano que busca de todas as maneira se apossar das américas para satisfazer o bem estar deles enquanto camelamos para eles, se liga seu zé ruela.

      • Daniel Postado em 26/Feb/2015 às 01:06

        Ahahah, foi o império americano que prendeu o Ledezma sem mandato de prisão e sem alegar qualquer motivo? É esta a noção de democracia socialista que está sendo implantada em nossas américas? Acorda cara, o imperialismo tá do outro lado... e vc está nele.

  2. Guilhermo Postado em 24/Feb/2015 às 21:33

    "Não vou mais permitir isso. Se você não parar eu vou... chorar"... Acho que os EUA não estão muito preocupados com o que o Maduro quer.

    • Gabriel Gabo Postado em 25/Feb/2015 às 11:56

      Eu pelo menos estou acostumado com essas reações. Aqui no Brasil muita gente continua chorando por que em quem votou perdeu!

  3. Silva Postado em 24/Feb/2015 às 22:28

    Acho que o Obama nem dormiu a noite depois desse recado. Fico imaginando o que esse anão diplomático e discípulo fracassado de Hugo Chávez faria caso o Obama o insultasse?

  4. Jonas Schlesinger Postado em 24/Feb/2015 às 22:30

    Aproveita que é um democrata que tá ali. Porque quando for um republicano...

  5. luis Postado em 24/Feb/2015 às 22:52

    Que ofensa tão horrível foi essa? Democracia? Papel higiênico nos supermercados?

  6. SILVIO MIGUEL GOMES Postado em 25/Feb/2015 às 09:08

    Apesa do desabastecimento apoio do povo é grande. Quando deram o golpe do Paraguai os Jornalistas amestrados disseram que "era tudo dentro da lei". A prisão do bandido que já tentou dar vários golpes também é dentro da lei e Justiça decide tudo. EUA/CIA e organizações mercenárias somente agem indiretamente. Não é mais possível isso hoje na VEnezuela. Para invadir e provocar uma guerra "fora de cogitação" não terá apoio nenhum dos aliados.

  7. Rodrigo Postado em 25/Feb/2015 às 11:10

    (Outro Rodrigo) Todo opositor é golpista... Sedes de partidos invadidas sem mandados... Autorização para a polícia e militares abrirem fogo contra população em manifestação... Filas escondidas no subsolo de mercados, escoltadas pela polícia... Realmente "o inferno são os outros" (Sartre).

  8. Aristóteles Postado em 25/Feb/2015 às 18:54

    De parabéns o povo venezuelano pelo dígno Presidente Maduro. A ordem é não se curvar para imperialistas e, pátria ou morte!

    • Daniel Postado em 26/Feb/2015 às 01:21

      O Aristóteles de verdade deve estar se remoendo no tumulo, depois de ler tamanha besteira inocente.

  9. Daniel Postado em 26/Feb/2015 às 01:20

    Acho que o Maduro vai mandar prender o Obama também... ahahhahah, de ridículo, chega a ser cômico, infelizmente estamos lado a lado com esse ditador meia colher.

  10. Raquel Postado em 26/Feb/2015 às 08:54

    Me fez rir logo cedo. Também pensei isso: Vão dar dedinho? Vão ficar de mal? Mas note que, sutilmente, Maduro não faz críticas diretas ao Obama, acusando seus assessores de o informarem mal e por isso os EUA "romperam" com seus funcionários. Quem Maduro acha que engana, com o comportamento fascista e ditador, prendendo seus opositores em clara demonstração de que quem não está com ele, está contra ele!. Lamentável que uma pequena parcela dos brasileiros seja cego e ainda ache que ditadura é o melhor para os povos.

  11. Victor Hugo Postado em 26/Feb/2015 às 09:16

    Coitado do Maduro, esse santo homem.