Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 20/Feb/2015 às 16:40
19
Comentários

"Não sei se recebi dinheiro de Yousseff", diz Bolsonaro

Às vésperas de o procurador-geral da República revelar lista de parlamentares envolvidos com o doleiro Alberto Youssef, deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) declara que não sabe se ele recebeu dinheiro sujo

bolsonaro corrupção doleiro yousseff
Bolsonaro diz não saber se recebeu dinheiro de Youssef. Parlamentar é defensor do financiamento privado de campanhas (Foto: Agência Câmara)

Helena Stephanowitz, RBA

“O Alberto Youssef já disse que no meu partido (PP) só sobrariam dois que não receberam. Eu não sei quem são os dois, mas, se eu recebi algum dinheiro, o partido não levou meu voto para o Executivo”, diz Bolsonaro à coluna Poder Online, do Portal IG. Deputado dizer que não sabe o que os outros fizeram pode ser verdade, afinal quem participa de esquemas mantém segredo entre os participantes. Agora, dizer que não sabe se ele próprio fez uso do dinheiro que ele mesmo tem falado que é de corrupção, já é um pouco demais.

A declaração de Bolsonaro mostra que, para financiar campanhas e se eleger, o deputado conviveu bem melhor do que se imaginava com o dinheiro da corrupção. Na melhor das hipóteses, fechando os olhos para a real origem do dinheiro que financiava suas campanhas.

Desde 1993, Bolsonaro é filiado ao PP (a sigla já mudou de nome algumas vezes), com um intervalo entre 2003 e 2005, quando integrou o PTB de Roberto Jefferson, e de uma brevíssima passagem pelo PFL, retornando ao PP ainda em 2005.

Durante todo esse tempo, Bolsonaro conviveu muito bem com Paulo Maluf, José Janene, entre outros nomes de seu partido envolvidos em escândalos. Só se manifesta contra a corrupção, ou a suspeita de, quando atinge seus adversários políticos.

Sua dissidência dentro do PP se limita a atacar o governo petista em discursos e os partidos de esquerda cujos parlamentares são engajados em causas dos direitos humanos e das minorias. Mas não se vê Bolsonaro atacando casos suspeitos de aliados que o ajudaram a se eleger deputado pela sétima vez. Também sempre ficou na zona de conforto de manter-se no PP durante todo o tempo em que este partido participou de governos que ele criticava. Curioso que em 2003 ele migrou para o PTB quando este partido já compunha a base governista e estava em crescimento recebendo muitos adesistas fisiológicos que não queriam ficar na oposição.

Esse benefício de se aproveitar de uma estrutura partidária incoerente com seu discurso se estendeu a quatro parentes. Sua ex-mulher já foi vereadora no Rio de Janeiro, quando ainda eram casados. Seus filhos, Flávio Bolsonaro e Carlos Bolsonaro, são deputado estadual e vereador no Rio de Janeiro, ambos pelo PP. Outro filho residente em São Paulo, Eduardo Bolsonaro – aquele que apareceu com uma pistola na cintura sobre um caminhão de som em manifestação pedindo golpe militar, em novembro –, se elegeu deputado federal, este pelo PSC.

Só agora Jair Bolsonaro diz defender que seu partido expulse os envolvidos na Lava jato. Isso quando lideranças de seu partido se perguntam se o próprio partido sobreviverá. Parece mais o que se chama “jogar para a plateia”, além de instinto de sobrevivência política para salvar a própria pele.

Em seu blog, em 2012, Bolsonaro também defendeu o financiamento privado de campanhas, a raiz da corrupção. Alega que “quanto menos o governo gastar com o financiamento público, melhor ficará junto à opinião pública”, como se o povo não pudesse mudar de opinião quando esclarecido através de um debate amplo. Diz que o caixa 2 continuaria existindo (um argumento estúpido, como se leis não pudessem ser feitas porque alguém não iria cumpri-la), mas se esquece de dizer que a corrupção também continuará correndo solta enquanto empreiteiras, bancos, planos de saúde, fabricantes de armas, empresas de comunicação patrocinarem bancadas corruptíveis no Congresso.

Vamos aguardar agora o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ajudar o deputado Jair Bolsonaro a descobrir o que ele próprio fez na eleição passada.

Denunciado.

O mais recente arroubo autoritário de Bolsonaro, para quem não lembra, levou a vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, a denunciá-lo por incitar publicamente a prática de crime de estupro. A denúncia foi protocolada em 15 de dezembro, no Supremo Tribunal Federal (STF), e será analisada pelo ministro Luiz Fux.

Em entrevista ao jornal gaúcho Zero Hora, ao ser questionado sobre a declaração de que não iria estuprar a deputada federal Maria do Rosário porque ela não mereceria, ele reiterou a afirmação. De acordo com Ela Wiecko, “ao dizer que não estupraria a deputada porque ela não ‘merece’, o denunciado instigou, com suas palavras, que um homem pode estuprar uma mulher que escolha e que ele entenda ser merecedora do estupro”.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. luis Postado em 20/Feb/2015 às 16:57

    Caramba, hein? Por que vocês não aproveitam agora que finalmente tem alguma coisa concreta contra o Bolsonaro e param de ficar pondo palavras na boca dele? Martelem firme na corrupção que é verdadeiramente importante e danosa e parem com essa frescurada politicamente correta que só serve pra ganhar voto de feminista nas vésperas de eleições. Que idéia fixa!

    • Thiago Teixeira Postado em 20/Feb/2015 às 18:00

      "Martelem firme" aaahhhhhhh, deixa ver se eu entendi: Falar mal da Dilma ou do PT pode, não é mesmo? Falar dos políticos coxinhas, machistas, racistas, preconceituosos e elitista é "frescurada politicamente correta". Muito coerente o senhor.

      • luis Postado em 20/Feb/2015 às 18:47

        Basicamente, mas pode incluir aí também os amiguinhos do PSDB e cia que roubam ainda mais. :)

    • Francisco Sá Postado em 22/Sep/2015 às 00:08

      Luiz, não perca o foco. Sua recomendação é acaciana, simplista, porque feminiista vota, assim como os analfabetos políticos. E a grana que o Bolsonaro levou das empreiteiras investigadas na lavajato? Heim? heim? É corrupção ou não?

  2. Ricardo Postado em 20/Feb/2015 às 17:46

    TÄ COM RAIVINHA DA VERDADE. LUÍS? FAZENDO BEICINHO? HUM! MARTELAR NUM BOSTA COMO O BOLSONARO E QUEM DEFENDE ESSE PEDAÇO DE MERDA, É MARTELAR A CORRUPÇÃO, SEU CRETINO!

  3. Danilo M. Postado em 20/Feb/2015 às 17:51

    Luis, falar de corrupção, criticar o PT é cômodo, porque que ele não critica a bancada evangélica e Eduardo Cunha? Sendo que eles estão e são acusados diversos esquemas de corrupção. Cadê o ``Bolsomito´´, que não tem medo de nada e fala tudo?

  4. Cebola Postado em 20/Feb/2015 às 18:12

    Esse país é uma piada, PIADA!

  5. Danilo M. Postado em 20/Feb/2015 às 19:15

    Criticar o PT é cômodo, agora criticar a bancada evangélica e o Eduardo Cunha que estão envolvidos e estão sendo investigados por vários esquemas de corrupção isso ele não faz. Cadê o ``Bolsomito´´ que todos dizem que não tem medo de falar a verdade e critica os corruptos?

  6. Randy Postado em 20/Feb/2015 às 21:03

    Bolsomito? BOLSOLIXO!

  7. Júnior Postado em 20/Feb/2015 às 21:50

    O telecurso da Mamãe Dilma e papai lula ta funcionando mesmo !!!!! Até o Bolsonaro aprendeu falar que não sabe de nada kkkkkkkkk

  8. Guilherme Postado em 21/Feb/2015 às 02:34

    Ladrão... ladrão... ladrão. Pena que cadeia para político ladrão não existe neste país de M&@*

  9. Silva Postado em 21/Feb/2015 às 08:00

    Vote nele júnior,o candidato perfeito para seu perfil! Ele te representa!

  10. da Matta Postado em 21/Feb/2015 às 11:59

    Pelas mulheres que morrem em açougues tentando exercer o direito sobre o próprio corpo, pelas mulheres que morrem por dentro quando são estupradas, pela comunidade LGBT que morre nas ruas só pelo fato de existir, pelos jovens negros pobre das comunidades que são mortos pela PM tão amada e tão defendida, por tantas mortes legitimadas pelo discurso nojento dessa figura, pela justiça e pela equidade social, eu digo que vai ser MARAVILHOSO assistir essa máscara cair e que assim seja.

  11. roberto Postado em 21/Feb/2015 às 21:54

    O Paladino da ética o tal juiz Barbosa, como advogado, seria importante defender o Bolsonaro, este escroto da nossa sociedade. Até tu canalha recebeu dinheiro e vem com esse tra la la , vergonha da farda verde.

  12. sonia maria Postado em 21/Feb/2015 às 22:44

    Não sabe? O "bofe", que agora aceita beijo de homem? em público está perdendo a memória? Esse cara já era.

  13. beto Postado em 22/Feb/2015 às 18:29

    Francamente, não vi nada demais na fala -se é que ele falou isso mesmo- do deputado. Dizer que não sabe se recebeu dinheiro do doleiro é alguma prova de que ele é culpado ou que tenha participado de algum ato ilegal? Claro que não. Tem que haver os argumentos e as provas do que se fala, saber as circunstâncias, para depois determinar se houve algo de ilícito. Outro ponto que não entendo no texto: em qual zona de conforto se enquadra os argumentos do autor? O cara só teve desavenças nos partidos por apoiar teses contrárias às orientações destes. Para mim, zona de conforto seria ele ir para algum partido de oposição ao Governo. Enfim, não estou a defender ninguém. Só penso que tirar de uma fala conclusões precipitadas não é uma atitude razoável. Daqui a pouco todos serão culpados até que se prove o contrário.

    • Rosa L. Postado em 22/Sep/2015 às 00:15

      Sei, sei, sei... delação premiada é verdade e justifica a pré-condenação, quando o alvo é o governo. Delação contra a oposição golpista "tem que ser investigada", etc. e tal. Enfim. petista é sempre culpado,segundo a teoria do domínio do fato.Oposicionista é sempre inocente, por presunção constitucional. Desse jeito. Troféu óleo de peroba

  14. Luiz Parussolo Postado em 23/Feb/2015 às 02:08

    Esse cidadão vai cair de cima do próprio beiço. Critica todos, minorias, bolsa família, etc. e ele sempre viveu às custa do erário desde quando militar, não estendendo a crítica aos militares. E colocou todo sua família parasitando o erário. Óxente! ser que só ele e seu harém podem? Sua postura e vontade deliberada de exclusão indica ter raízes na Calábria e são intensçes perigosas Mas seu passo a passo ainda vai mostrar que também traz o rabo de borracha amarrado em algum pé de mesa. É difícil acreditar pelo seu autoritarismo deliberado e a espontaneidade contra o ordenamento jurídico que ele não tomou banho ou toma em alguma lagoa rasa sem vazão. Vamos esperar o tempo.

  15. fernando fernandes Postado em 23/Feb/2015 às 14:43

    Concluimos q ele recebeu dinheiro sim. So nao sabe se eh sujo....