Redação Pragmatismo
Compartilhar
América Latina 26/Feb/2015 às 16:40
6
Comentários

Mujica teme golpe contra Maduro na Venezuela

Mujica: parte da oposição na Venezuela não está respeitando a Constituição. Presidente do Uruguai vê chance para golpe de Estado contra Nicolás Maduro

mujica maduro venezuela
Mujica vê possibilidades de Maduro sofrer golpe de estado na Venezuela (Imagem: Fotos Públicas)

O presidente uruguaio, José Mujica, disse nesta quarta-feira que parte da oposição venezuelana quer depor o chefe de Estado venezuelano, Nicolás Maduro, e pediu ao país que “possa resolver suas contradições seguindo o rumo da Constituição”.

“O dever solidário que se deve ter com qualquer país é se esforçar para que a Venezuela possa resolver suas contradições seguindo o caminho da Constituição que tem”, disse Mujica a jornalistas.

Consultado sobre a recente prisão do prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, respondeu: “no geral nenhuma prisão me agrada”. Ele disse, ainda, que de qualquer forma “há uma parte da oposição (liderada por Henrique Capriles) que quer que haja uma norma institucional (…) e há outra parte que quer que o governo abdique ou depô-lo agora. Naturalmente, nenhum governo se resigna a que o deponham assim e isto está provoca tensões”.

Ele pediu, assim, para “tentar com que as tensões políticas possam encontrar uma norma institucional que nos parece ser o melhor porque qualquer outro é um experimento”.

Prisão de Ledezma

Na semana passada, o prefeito de Caracas, o opositor Antonio Ledezma, foi preso em seu escritório, por agentes do Serviço Bolivariano de Informação (Sebin), considerado o serviço secreto da Venezuela.

Ledezma é um dos homens mais próximos à ex-deputada Maria Corina Machado e a Leopoldo Lopez, preso há um ano por incitar protestos contra o governo. Ledezma foi detido pelos serviços de inteligência e posto em “prisão provisória” por supostos crimes de conspiração.

As declarações de Mujica foram feitas um dia depois de um policial assassinar um adolescente em um protesto em San Cristóbal (oeste da Venezuela). Trata-se da primeira reação oficial do governo uruguaio à tensão política e social que se vive na Venezuela.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Eduardo Benatti Postado em 26/Feb/2015 às 16:45

    Se a oposição não está respeitando a constituição o Maduro não está respeitando a dignidade humana.

  2. Gustavo Postado em 26/Feb/2015 às 18:33

    Dignidade humana? Estes golpistas gostam é de poder. De dinheiro. São a mesma espécie que tramam o golpe aqui.

  3. Jonas Schlesinger Postado em 26/Feb/2015 às 20:17

    Se meu pai fosse o Maduro, eu o defenderia com unhas e dentes. Como não é, então eu sou contra esse terrível ditador. O Fidel é um santo na frente dele.

  4. BRUNO SILVA Postado em 27/Feb/2015 às 12:44

    Só os coxinhas com base em frases sem sentido e sem criteiro para somar algo a mais em suas afirmações. Dizem muito e não fazem nada. Vai ler a veja( essa sempre com letras minusculas e sempre pros porcos de plantão aqui).

  5. fernando Postado em 27/Feb/2015 às 20:04

    so rindo perante um comentário pobre desse, será que este individuo ja leu duas paginas de "O capital", aposto que não...

  6. Bruno Postado em 28/Feb/2015 às 02:43

    Engraçado como os coxinhas tem afinidades por corruptos e corruptores