Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 03/Feb/2015 às 10:57
28
Comentários

Conheça Eduardo Cunha, o novo presidente da Câmara dos Deputados

Réu em diversos processos, líder evangélico Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é autor de projetos polêmicos como o que estabelece o Dia do Orgulho Heterossexual. Cunha tem como padrinhos políticos Fernando Collor e Anthony Garotinho. Sua vitória, celebrada por Silas Malafaia, tende a conturbar ainda mais o cenário político nacional

eduardo cunha vitória
Eduardo Cunha, o novo presidente da Câmara (Imagem: Givaldo Barbosa / O Globo)

Eduardo Cunha (PMDB-RJ), 56 anos, é o novo presidente da Câmara dos Deputados; é radialista, economista e líder evangélico. Entrou na política pelas mãos do tesoureiro do ex-presidente Fernando Collor, o falecido PC Farias. Cunha era o responsável pelas finanças do comitê carioca do então candidato, em 1989. Virou presidente da antiga Telerj, a companhia telefônica do Rio. Foi exonerado depois de um escândalo de corrupção na estatal.

Fiel da Igreja Sara Nossa Terra, Cunha reapareceu no centro da política carioca em 1999, com a ajuda do então governador Anthony Garotinho. Virou presidente da Companhia Estadual de Habitação, mas ficou no cargo por apenas seis meses. Foi afastado em meio a outro escândalo de corrupção.

Em 2001, virou deputado estadual (era suplente), garantindo imunidade parlamentar em meio às investigações. Daí em diante teve uma carreira meteórica, embalada pelo bordão de seu programa de rádio “O povo merece respeito!”. No ano seguinte, elegeu-se deputado federal. Não demorou muito para se tornar um mestre do ofício nos corredores do Congresso.

Conservadorismo

Cunha é considerado um dos parlamentares mais conservadores do Congresso Nacional e é autor de projetos como o Dia do Orgulho Heterossexual – ou ‘a criminalização da heterofobia’. No alto de sua hombridade, Cunha se sentia “descriminado” pelos LGBTs, como argumentou na época.

silas malafaia eduardo cunha
Pastor Silas Malafaia parabeniza Eduardo Cunha pela vitória

Outro projeto do parlamentar regulamenta prisão de até 10 anos para médicos que auxiliarem mulheres a fazer aborto.

O deputado do PMDB afirmou ainda ser contra a regulação econômica dos meios de comunicação: “Regulamentação de mídia jamais. Eu colocaria na gaveta”. Cunha foi o principal opositor do Marco Civil da Internet no Congresso Nacional.

Entusiasta do financiamento privado de campanha, o parlamentar recebeu R$ 6,8 milhões em doações de empresas como Vale, AmBev, Bradesco, Santander, Safra e Shopping Iguatemi.

Processos

Eduardo Cunha é réu em vários processos. No STF (Supremo Tribunal Federal), Eduardo Cunha responde a dois inquéritos. O 2984/2010 apura o uso de documentação falsa e o 3056 se refere a crimes contra a ordem tributária.

No Tribunal Regional da Primeira Região ele é réu no processo 0031294-51.2004.4.01.3400. Trata-se de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual.

No Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ele é alvo do processo 0026321-60.2006.8.19.0001, que trata de improbidade administrativa.

No Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro ele responde ao processo 59664.2011.619.0000, que se refere à captação ilícita de sufrágio. No mesmo tribunal ele é réu no processo 9488.2010.619.0153 sob a acusação de abuso de poder econômico em campanha eleitoral.

No Tribunal Superior Eleitoral, ele também responde por captação ilícita de sufrágio, no processo 707/2007.

com CartaCapital

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Janaína Villa Marin Postado em 03/Feb/2015 às 11:19

    O Brasil dá um passo pra frente, e dez pra trás. Ter um "líder" político como esse, que decepção

    • Deisi Postado em 03/Feb/2015 às 16:05

      A câmara sendo presidida por o que há de mais conservador, e `a reaçada comemorando porque ganhou do candidato do PT. Meu Deus! Quanta falta de senso, politica não é campeonato de futebol, é coisa muito séria.

    • Marilia Canabrava Postado em 04/Feb/2015 às 17:28

      Que currículo medonho! Será que poderia ser pior? Faz lembrar o presente que uma guarnição militar alemã enviou à guarnição suíça durante a Segunda Guerra Mundial: Uma caixa própria p/ presentes cheia de cocô alemão. É a demonstração mais real possível do nível da Câmara Federal que acaba de assumir. Ao Brasil O "suíços" (a situação) que continuem a fabricar e oferecer, como presente aos brasileiros os lindos e saborosos "queijos" da ética e da decência, com o bilhetinho: "Continuemos assim a nos presentear com aquilo que temos de melhor. "

  2. Bruno Postado em 03/Feb/2015 às 11:25

    O Renan Calheiros é tão pior quanto, só está do lado do governo. Reflitam. .

    • Ricardo Postado em 03/Feb/2015 às 12:06

      Verdade... Mas O Renan é bonzinho agora... o Vilão é o Cunha... Esquerda sempre maniqueísta com o que está e não está do seu lado.

  3. Edival Tavares Postado em 03/Feb/2015 às 11:35

    Esses "pastores" brincam com Deus, enganando sua "pobres ovelhinhas"; certamente se esquecem do que está escrito em Mateus 7:22-23: "Muitos me dirão naquele dia: 'Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?' Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês que praticam o mal!

  4. Alvaro Inchausti Postado em 03/Feb/2015 às 11:58

    De ré e na contramão, Brasil!

  5. Diego Postado em 03/Feb/2015 às 12:40

    Perdemos, sim, todos nós brasileiros que desejamos um país que respeite todos os seus diferentes povos que o compõem. Perdemos nós que desejamos um país que não julgue as pessoas pela cor da pele, religião, condição social ou orientação sexual, mas que avalie pelo caráter. Sim, perdemos. Nós perdemos também a chance de evoluir e nos tornarmos mais civilizados, pois o ideário defendido por esse senhor privilegia o empresariado, que sim emprega, mas muito além disso esmaga o pobre trabalhador e dele arranca até a última gota de dignidade. Sim, os trabalhadores perderam para os patrões. Tudo isso, meu caro Cesar, por um pretenso combate à corrupção que preconizou ser o PT a fonte de todo o mau da corrupção e roubalheira. Caro amigo, pode explicar os casos em que o próprio Cunha esteve envolvido com corrupção? Corrupção deve sim ser condenada, mas porque para quem "é" vermelho, ela é muito mais bem investigada e punida do que para quem não é? Caro Cesar, não sou petista mas também não sou infantil e tolo a ponto de culpar somente o PT pelos problemas do Brasil. Não sei se é seu caso, mas ainda hoje espero ver a justiça condenar os "digníssimos" políticos do PSDB, pelas privatizações estapafúrdias (Vale do Rio Doce: 92 bilhões que viraram 3 bilhões, Matemática da patifaria!) e pela completa implosão da rede pública de ensino no estado de São Paulo, nos últimos 20 anos (tempo que essa escória corrupta e miserável manda no malfadado Tucanistão). Então Cesar, quem será que vai "chupar", o PT ou todos nós, brasileiros? Pense bem nisso meu caro!

    • Rafael Postado em 03/Feb/2015 às 13:42

      cesar souza, o Brasil sempre se resumiu ao PMDB, isso sim...

    • Diego Postado em 03/Feb/2015 às 14:34

      Cesar, não diga "seus" pois como afirmei, não sou petista e tampouco estou justificando maus feitos. Só acho infantiloide de sua parte essa demonização seletiva do partido dos trabalhadores. Como eleitor que sim, votou em Dilma - mais para votar contra Aécio do que propriamente a favor da presidenta -, tenho as minhas críticas quanto a sua gestão sobretudo em suas escolhas para os ministérios da agricultura e fazenda. Entretanto, é digno de nota que sim, a distância entre pobres e ricos diminuiu, pouco, mas diminuiu durante o governo petista. A escolha pela austeridade é, a meu ver, um equívoco pois estrangula-se os menos abastados a medida que os grandes detentores do poder econômico não são tarifados de maneira proporcional. Não somente isso, a infraestrutura geral do nosso país melhorou (mesmo que modestamente). E creio que o modelo atual do ENEM de fato tenha ajudado a democratizar o ensino superior, por conta do SISU e do PROUNI. É inegável as benesses de tais programas para o país, e são méritos do PT sim. Não considero o PT como traidores da pátria, considero alguns nomes do PT como bandidos que merecem ir pra cadeia, assim como merecem aqueles que citei inicialmente: FHC, Aécio, Collor, Serra, Dirceu, Sarney, Garotinho, Palocci, Calheiros, Cunha e principalmente Alckin, por mim que fossem enfiados numa jaula e que jogassem a chave fora. A corrupção está em todas as bandeiras meu caro, é infantilidade atribuir a uma só delas os males da nossa cultura política.

  6. Vânia Postado em 03/Feb/2015 às 12:41

    Não estou nada preocupada com o pt, quero é saber como esse senhor irá lidar com a reforma política, se irá blindar os envolvidos com a lava jato, enfim, se suas ações serão em prol do país (interesse público) ou de interesses menores.

  7. Rodrigo Postado em 03/Feb/2015 às 12:54

    (Outro Rodrigo) Um prezado amigo postou "eis o herói da oposição", ao que questionei: se o norte é idealizar "heróis", Eduardo Cunha sendo o da oposição e Renan Calheiros o da situação, eu nem quero saber quem é o vilão...

    • Paola Postado em 03/Feb/2015 às 15:39

      Parece-me que vilãs são as verdadeiras reformas em prol da população, porque prejudicariam esses indivíduos que se beneficiam do atual estado de coisas.

      • R.R.Rocha Postado em 03/Feb/2015 às 16:44

        Reformas...??? Que reformas...??? Não há culhões nem mesmo interesse nas tão necessárias Reformas em quaisquer personagens da atual política brasileira. Enquanto isso, há quem insista em repetir ininterruptamente o chavão infantiloide da tida "oposição": fora PT... fora PT... fora PT.

  8. Pereira Postado em 03/Feb/2015 às 13:45

    Ainda há uma esperança para esse país. Pequena, mas há. A escolha com sobras de Eduardo Cunha sinaliza alguma esperança.

    • Alex Sandro Postado em 03/Feb/2015 às 22:33

      Ah sim! esperança... pra quem mesmo?

  9. Pereira Postado em 03/Feb/2015 às 13:47

    Talvez se o Chinaglia ganhasse, o país "também ganhasse", faz me rir. O calheiros é o maior safado e é ovacionado pelas esquerdas.

  10. Newton Postado em 03/Feb/2015 às 16:08

    "Outro projeto do parlamentar regulamenta prisão de até 10 anos para médicos que auxiliarem mulheres a fazer aborto. O deputado do PMDB afirmou ainda ser contra a regulação econômica dos meios de comunicação: “Regulamentação de mídia jamais. Eu colocaria na gaveta”. Cunha foi o principal opositor do Marco Civil da Internet no Congresso Nacional. Entusiasta do financiamento privado de campanha, o parlamentar recebeu R$ 6,8 milhões em doações de empresas como Vale, AmBev, Bradesco, Santander, Safra e Shopping Iguatemi." Vocês querem o que? Eleger o cara presidente da república? Desse jeito eu votar nele!

  11. Pereira Postado em 03/Feb/2015 às 16:22

    O bom é ver o PT dependendo do Kassab para criar um novo PMDB. O tal PL, que irá chamar tudo que é político com rabo preso e disposto a receber propina para apoiar o governo. Atualmente Dilma tem 136 deputados, não aprova nem realização de quermesse no sertão da paraíba.

  12. Pereira Postado em 03/Feb/2015 às 16:27

    "A corrupção está em todas as bandeiras meu caro, é infantilidade atribuir a uma só delas os males da nossa cultura política.". Estranho diego, quando o PT era oposição, se autoentitulava o partido da ética e melhor que os outros. Agora tenta provar que os outros são iguais em corrupção. A corrupção do PT é diferente, pois alimenta um esquema de manutenção de poder. A corrupção do PSDB é apenas para enriquecimento pessoal dos envolvidos. O PT nunca quis dinheiro, o PT quer e sempre quis ter o poder perpétuo, mesmo que isso implique em comprar parlamentares(petrolão e mensalão). Eis a diferença de corrupções.

    • R.R.Rocha Postado em 03/Feb/2015 às 16:52

      "A corrupção do PT é diferente, pois alimenta um esquema de manutenção de poder." Pereira, como de costume, pereirando sua ingênua opinião nascida em blogs obtusos como R. Constantino e R. Azevedo.

  13. Pereira Postado em 03/Feb/2015 às 16:57

    Diga, R Rocha, o que seria uma boa fonte de informação ? PP, Emir Sader ou Sakamoto ? quem sabe um Breno altman ou ou vladimir safatle. Eu deveria gostar deles, pois são pagos com o dinheiro dos impostos que eu pago por esse governo corrupto.

    • R.R.Rocha Postado em 03/Feb/2015 às 17:04

      Você simplesmente parte do equivocado pressuposto de que eu tenho essas escolhas como minhas "fontes de informações". Mais um erro crasso cometido por uma pobre pessoa que não enxerga para além daquilo que sempre procura.

  14. Onete Lopes Postado em 03/Feb/2015 às 17:12

    É triste, mas este pulha representa muita gente no Brasil. Gente, por exemplo, que acha legítimo pagar dízimo nestes estabelecimentos chamados de igreja, mas que têm como atividade a mercantilização lucrativa da ignorância. Esta ignorância é parte da questão porque, infelizmente para muitos evangélicos a desonestidade que os pastores praticam, quem julga é Deus, portanto se sentem imunes e não cúmplices. Como a imunidade não passa pelo crivo da crítica, que não desenvolveram, votar é menos importante que pagar dízimo. Trilhando este caminho e sob o apadrinhamento de outros iguais como o Garotinho, por exemplo ele se fortaleceu e sabe que representa mais do que o 236 votos de pares e iguais no congresso. Em síntese, ainda que seus eleitores com méritos sejam empresas como Vale, AmBev, Bradesco, Santander, Safra e Shopping Iguatemi, de quem recebeu R$ 6,8 milhões em doações, ele é na verdade a cara do Brasil e só por isto está no congresso e preside a Câmara. Dói, mas é a realidade.

  15. poliana Postado em 03/Feb/2015 às 17:45

    Líder da bancada evangélica! Parei aí ..lamentável. pra onde estamos caminhando?!?! Trágicoooo!!

  16. Thiago Teixeira Postado em 03/Feb/2015 às 19:36

    Que legal ...

  17. Aristóteles Postado em 04/Feb/2015 às 06:25

    E o nosso PMDB continua a passos largos rumo ao caos. Foi transformado, por gente como esse deputado, em balcão de negócios escusos e nefastos. Aqui no Paraná a coisa está pior ainda: o PMDB dedica-se a um "beija mão" do (des)governador Beto Richa.

    • Thiago Teixeira Postado em 04/Feb/2015 às 08:10

      O que eu fico é que 90% do PMDB fez campanha contra a Dilma, não colocaram voto para presidente em seus panfletos de campanha para fazer média com seus eleitorados coxinhas, e agora estão no governo por causa do Michel Temer.

O e-mail não será publicado.