Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 18/Jan/2015 às 19:02
90
Comentários

O fuzilamento do brasileiro Marco Archer na Indonésia

Marco Archer foi amarrado a uma estaca, assim como outros cinco condenados à morte, e executado com um único tiro no peito. Tia do brasileiro foi a última a estar com ele: "Ele me abraçava e chorava. O que me conforta foi que cheguei à Indonésia a tempo de vê-lo"

marco archer indonésia fuzilado
O brasileiro Marco Archer

O corpo do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, executado na madrugada deste domingo (18) na Indonésia – 15h31 deste sábado (17), pelo horário de Brasília –, foi cremado quatro horas após a morte do instrutor de voo. Archer havia sido condenado à morte por tráfico de drogas. Após o fuzilamento e a constatação da morte, o corpo passou por uma limpeza feita pelos médicos e pela equipe de embalsamamento. Ele foi reconhecido três horas mais tarde pela vice-cônsul da embaixada e, por fim, conduzido até o crematório.

Uma tia de Archer, Maria de Lourdes Archer Pinto, acompanhou o cortejo junto da vice-cônsul. Antes da cremação, ela se despediu do sobrinho, segundo o plantão da embaixada.

Maria de Lourdes deve retornar a Jacarta nesta segunda-feira (19) com as cinzas e o certificado de óbito indonésio. A partir desse certificado, o setor consular da embaixada expedirá um atestado de óbito brasileiro. Ainda não há data marcada para o retorno da tia com a documentação e as cinzas.

Além do brasileiro, foram executados na ilha de Nusakambangan Ang Kiem Soe, um cidadão holandês; Namaona Denis, um residente do Malawi; Daniel Enemuo, nigeriano; e uma cidadã indonésia, Rani Andriani. Outra vietnamita, Tran Thi Bich Hanh, foi executada em Boyolali, na Ilha de Java.

Ainda de acordo com o plantão da embaixada, as execuções ocorrem simultaneamente, pois há um pelotão de fuzilamento para cada um dos condenados.

Marco Archer havia sido preso em 2004, ao tentar entrar na Indonésia com 13 quilos de cocaína escondidos nos tubos de uma asa-delta. A droga foi descoberta pelo raio-x, no Aeroporto Internacional de Jacarta. Archer conseguiu fugir do aeroporto, mas duas semanas depois acabou preso novamente. A Indonésia pune o tráfico de drogas com pena de morte.

Dilma tentou intervir

A presidente Dilma Rousseff divulgou nota, neste sábado, em que disse estar “consternada e indignada” com a execução de Archer na Indonésia. O embaixador do Brasil em Jacarta, segundo a nota, seria chamado para consultas.

Na linguagem diplomática, chamar um embaixador para consultas representa uma espécie de agravo ao país no qual está o embaixador. Na sexta-feira, a presidente Dilma tinha feito um apelo por telefone ao governante da Indonésia, Joko Widodo, para poupar a vida de Archer, mas não foi atendida.

Agências

Recomendados para você

Comentários

  1. poliana Postado em 18/Jan/2015 às 19:45

    gente, eu li q uma equipe da rede globo foi presa após tentar acompanhar a execução. mais tarde eles foram soltos, porém, o gov da indonésia ficou com os passaportes de todos pessoal da equipe...o itamaraty estava acompanhando o caso...alguém sabe como essa história terminou?

    • rosa Postado em 18/Jan/2015 às 22:36

      Eles foram presos e os documentos retidos por estarem em um local que não era permitida a presença. Depois eles foram soltos, mas ainda mantiveram retidos seus passaportes. Mais tarde, libera. Tudo

    • Wladimir Postado em 19/Jan/2015 às 11:22

      ?????????????????????????????????

    • Paulo Cesar Postado em 19/Jan/2015 às 12:20

      Além disso, estavam como turistas e não a trabalho, sendo um dos motivos da apreensão...

    • poliana Postado em 19/Jan/2015 às 18:53

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. marcelo rene Postado em 18/Jan/2015 às 19:47

    Ê triste para os familiares dele, porem quantas vitimas foram evitadas com seu ato de trafico.Por isso precisamos repensar nossa politica de combate as drogas ilicitas. - Penas mais severas.

    • Brasileira Postado em 18/Jan/2015 às 20:08

      Concordo.

    • Jimi Postado em 18/Jan/2015 às 20:20

      O triste (também) é saber que não há de forma efetiva uma conscientização das pessoas sobre os REAIS riscos das drogas.

    • Felipe Postado em 18/Jan/2015 às 21:37

      Você acha que mata-lo impediu que alguém usasse drogas, triste engano. Consumo de drogas se evita com educação, e não com sangue.

      • ER ER Postado em 19/Jan/2015 às 00:45

        Curto e grosso, parabéns!

      • Alexandre Postado em 19/Jan/2015 às 07:03

        Acho que com as duas coisas, pois, países que têm excelente educação possui muitos problemas com drogas

      • Pedro Postado em 19/Jan/2015 às 10:23

        Boa reflexão!

      • Natália Postado em 19/Jan/2015 às 11:05

        É verdade!

      • luis Kaiser Postado em 19/Jan/2015 às 11:33

        Falou certo , o "CONSUMO" se evita com educação. Porém o trafico se combate com leis duras e, se preciso, pena Capital sim!!

      • Maria Aparecida Pieroni Postado em 19/Jan/2015 às 15:02

        Felipe, concordo 100% com vc. É um grande analista. Gostei de seu comentário. Valeu

      • GabrielG Postado em 25/Jan/2015 às 22:33

        Luis, não seja besta. Se não houver consumo, não haverá oferta nem demanda.

    • Ricardo Postado em 18/Jan/2015 às 21:52

      Primeiro: fuzilaram um mero "aviãozinho", nenhum '"chefão" do tráfico - aliás, vc acha realmente que um desses últimos seria?! Segundo: sua morte não vai salvar qualquer vida. Aqueles consumidores que não conseguiram droga com ele conseguiram de outro, que absorveu esse mercado consumidor. Terceiro: pena de morte não evita merda nenhuma, apenas contribui para a cultura da violência (ou seja, de que as coisas se resolvem "na porrada"). Se eu tiver um problema, resolvo matando (lembra dos casos de atiradores nas escolas americanas?!). Quem é criminoso não o é porque "sabe que não vai dar nada", porque dá: o BR tem uma das maiores populações carcerárias do mundo e todos sabem disso. E o criminoso sabe que, se for pego, vai se ferrar. Então por que raios ele vai para a vida do crime?! É um fenômeno complexo, e há diversos fatores, desde sociais (não no sentido da pobreza, que também influencia, mas no sentido de valores sociais) e psicológicos (essa tua lógica somente é apta a ter efeitos sobre os neuróticos (que utilizam o mecanismo da culpa), mas não sobre psicóticos e sobre perversos). Pra arrematar: as estatísticas comprovam que o aumento no rigor não diminui a criminalidade (https://anistia.org.br/e-hora-de-acabar-com-o-mito-de-que-pena-de-morte-reduz-criminalidade/). Encontre refutações válidas. Procure argumentos melhores ou aceite que tua posição não é racional.

      • Marc Postado em 18/Jan/2015 às 22:16

        Disse tudo esse Marcelo Rene é uma topeira, telespectador de datena e congeneres, com este tipo de gente vai custar muito as coisas ficarem boas por aqui. Infelizmente.

      • rosa Postado em 18/Jan/2015 às 22:40

        Inclusive nos países em que a droga é tratada de forma mais "livre" (vide Holanda) eé onde existe o menor consumo mundial

      • tarcila Postado em 18/Jan/2015 às 23:45

        Disse tudo Ricardo! E os chefões? Nem sabemos quem são. E impunes.

      • Ana Luiza Postado em 19/Jan/2015 às 00:07

        Até que enfim alguém com bom senso aqui :)

      • Annelise Postado em 19/Jan/2015 às 05:01

        Ótimo posicionamento!

      • Lala Postado em 19/Jan/2015 às 09:54

        Mas se o "chefão" do tráfico fosse pego lá, seria executado também. Certo ou errado, é essa a punição lá na Indonésia, e evitou que a droga chegasse a muitas pessoas sim. O Brasil tem uma população carcerária enorme, mas convenhamos que bandido "pesado" não está nem aí por estar preso, pois continua comandando seus negócios lá de dentro, tem tv, internet, visita íntima e ainda está protegido de seus inimigos... E os ricos que são consumidores e traficantes, então... nem presos são, pois a máfia é grande demais, envolve gente grande demais. No Brasil não há punição decente p/ qualquer crime que seja, e não estou falando em pena de morte; temos aí milhares de casos de assassinatos, estupros, corrupção - entre outros - sem solução/investigação. Não dá p/ achar que o Archer foi um "coitadinho". Ele "deu azar" de ser pego na Indonèsia; em outros países teria tido uma pena mais branda (sem deixar de ser punido).

      • Felipe Peters Berchielli Postado em 19/Jan/2015 às 11:24

        Lala,como voce sabe disso? Conhece a fundo o sistema indonésio?sua justiça?suas leis? Terrorista matou 200 e pegou 20 anos,traficante morre,e se voce acha que lá não tem corrupção. Ranking de corrupção Brasil - 69°(O país mais corrupto do mundo segundo coxinhas) Indonésia - 107°(país moralmente superior e muito melhor em tudo que a merda do Brasil)

      • Maria Aparecida Pieroni Postado em 19/Jan/2015 às 15:07

        Muito boa sua reflexão, concordo com vc Ricardo

    • Marc Postado em 18/Jan/2015 às 22:06

      Liberação e regulamentação das drogas, ricos se drogam, sempre, lembra dos atores globais, pegos por posse de maconha, internados por consumo de cocaína, agora o pobre tem que pagar com a vida. É provado q o combate policial a este problema não resolve, só não v pessoas curtas como parece ser o seu caso.

  3. Josue Postado em 18/Jan/2015 às 19:47

    Agora pronto, vai todo mundo ficar com peninha do traficante.

    • Jimi Postado em 18/Jan/2015 às 20:21

      Como você é desprovido de conhecimento cara... Onde no texto diz que alguém tá com pena (além dos familiares) dele?

    • Pedro Duarte Postado em 19/Jan/2015 às 04:06

      Não, to com peninha de ti que, além de ignorante, não tem um pingo de compaixão! Deveria ser punido com um abraço

  4. Leandro Postado em 18/Jan/2015 às 20:17

    Uma coisa que pouca gente sabe... Confesso que em nenhum momento senti alguma espécie de empatia por ele. Encontrou o fim que buscou com a própria maneira de conduzir a vida, e convenhamos que até viveu bastante para um traficante com envolvimentos tão criminosos. Vale a pena o artigo para saber quem era Marco Archer: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-perfil-de-marco-archer-por-um-jornalista-que-conversou-com-ele-4-dias-na-prisao/

  5. Rosa Cristina Postado em 18/Jan/2015 às 20:25

    Pena de morte em qualquer circunstância, é uma afronta às Leis do Universo. Ninguém, nem o criminoso marginal, nem o Sistema. Em 2015 convivemos com essa barbárie.!

  6. Betiran sou a oliveira Postado em 18/Jan/2015 às 20:32

    Não vejo isso como solução , porque isso não vai parar o tráfico tirando vidas se fosse assim bastava o primeiro a ser executado somente Deus pode dar e tira a vida só ele liberta o homem.

  7. Jonas Schlesinger Postado em 18/Jan/2015 às 20:48

    Vão tomar no cu quem se diz ser cristão ou apoiar a democracia e apoiar a pena de morte e ainda mais por fuzilamento. Estes são piores do que aquele traficante que foi fuzilado. No cu.

    • lucio Postado em 18/Jan/2015 às 21:38

      Concordo plenamente com vc; faço de suas as minhas palavras; cristãos de boca e jamais de coracão, são uns merdassss

    • Jonas Schlesinger Postado em 18/Jan/2015 às 22:04

      A pessoa pra ser suja não precisa falar palavrão não, viu chapa. Tem tantos aí que tem a mentalidade mais suja e nunca disse um palavrão sequer. E quer saber de uma coisa, ele já morreu, já se fudeu, já foi pra terra dos pés juntos, para o aquém do além dos que não voltam nunca mais. Ponto final.

    • Jonas Schlesinger Postado em 18/Jan/2015 às 23:54

      Tudo bem Monteiro. Não vou discutir mais isso pq a questão é complexa. PQ SE AS LEIS DO BRASIL FOSSEM SEVERAS(n necessariamente com pena capital) AS PESSOAS NÃO COMEÇARIAM A DISTORCER O SENSO DE JUSTIÇA POR VINGANÇA. E, tirando os EUA e o Japão, o resto dos países que adotam a pena capital ainda vivem no século passado, vide Indonésia, China, Irã, aquele punhado de favelas a céu aberto chamado Oriente Médio e aquela terra onde se come carne de cachorro chamado Sudeste asiático. Mas, enfim, quero leis mais severas ao meu país... mas entra gov e sai gov e ninguém resolve. Ah, ainda bem que é só minha boca pq lá em sp vai ser um lixão a céu aberto em alguns meses. Lá vai ser fedido e sujo, hehehe.

    • ERMELINDA Postado em 19/Jan/2015 às 13:30

      OLHA O NIVEL RAPAZ.

  8. estela Postado em 18/Jan/2015 às 20:50

    Ser humano que merece uma segunda chance

    • Yung John Postado em 19/Jan/2015 às 10:41

      Porém foram 25 anos de carreira de traficante...

  9. galvão Postado em 18/Jan/2015 às 20:59

    Alem de trafi, era burro, pois cometer um crime em que sendo pego pode ser punido com a morte é um atestado completo de burrice ou de ganância, ou as duas!

  10. Fernanda Postado em 18/Jan/2015 às 21:18

    Eu sou contra a legalização das drogas. Sou mãe não quero isso pras minhas filhas. Acho também que a pena de morte é desumana. É complicado

    • poliana Postado em 18/Jan/2015 às 21:53

      como se a proibição fosse impedir q suas filhas tenham acesso a elas. ô hipocrisia!

    • Pedro Duarte Postado em 19/Jan/2015 às 04:04

      Primeiro se informe sobre as drogas, a sua história, o seu uso milenar, as diversas formas em que podem ser (e são) consumidas, o interesse da indústria farmacêutica na sua criminalização, os diversos tipos de drogas e seus efeitos; após, ensine suas filhas sobre as responsabilidades daqueles com livre arbítrio; então, só depois converse com elas a respeito de drogas. Ainda, se tiver um tempo, acenda um baseado e explique porque a ditadura militar é o maior motivo de vergonha do nosso país, porque devemos rir de figuras conservadoras como Bolsonaro e Malafaia, porque devemos votar em partidos de esquerda, quais são os limites da liberdade individual, porque alguns manifestantes reagem com violência a abordagem policial, o que é o Movimento Passe Livre, o que é um coxinha...

      • Luiz Ferreira Postado em 19/Jan/2015 às 06:55

        "Por que devemos votar em partidos de esquerda... "... isso sim é risível, assim como seria risível se nesse comentário estivesse escrito "por que devemos votar em partidos de direita". Precisa ler um pouco mais dos clássicos de filosofia (caso tenha lido algum, releia e os entenda de verdade), pois querer ensinar algo a alguém sem saber muita coisa é como um presidente recente que tivemos, que simplesmente faz alusão à não educação. Triste e contraproducente.

    • Luiz Ferreira Postado em 19/Jan/2015 às 06:51

      Eu sou contra vagabundos e, notadamente, psicopatas, que por definição importam-se em nada com o ser humano. Alguns idiotas tentam politizar algo que é simplesmente uma questão social e de educação... e não precisa saber sobre história das drogas para não querer isso para os seus filhos.

    • Felipe Peters Berchielli Postado em 19/Jan/2015 às 11:26

      Imagino Fernanda que voce quer suas filhas longe do cigarro,do alcool,de substancia cancerigenas....afinal voce é mãe. Mas se suas filhas fumarem e beberem...quem vendeu e quem fabicrou é preso?morre?

  11. Luciano Postado em 18/Jan/2015 às 21:31

    Algumas pessoas estão chocadas com a forma que o brasileiro foi morto e não com a execução em si. Os americanos usavam até pouco tempo atrás umas das formas mais brutais de se tirar a vida de um ser humano: A CADEIRA ELÉTRICA. Ainda continuam executando as pessoas de uma forma "mais suave" através de uma INJEÇÃO LETAL e ninguém fala nada!! Porque a Dona Dilma não retira os embaixadores do Brasil que estão nos E.U.A em protesto contra essas execuções?? Será que ela só fica comovida quando um brasileiro é morto?!

    • Pedro Duarte Postado em 19/Jan/2015 às 03:41

      Nem sei por onde começar a responder Ótemo questionamento! hahaha

    • Roberto Postado em 19/Jan/2015 às 08:32

      Simples: porque não há um brasileiro executado nos EUA. Na Indonésia, sim. Não precisa desenhar, né? A propósito: dona é a sua mãe, a sua sogra; ela é a presidenta Dilma. Não foi com seu voto, claro, porque os fascistas votaram no candidato que bate em mulher, mas foi eleita democraticamente, goste você ou não.

      • Rodrigo Postado em 20/Jan/2015 às 11:28

        (Outro Rodrigo) Roberto, a fim de que mantenhamos discurso uno, tomando por válida a acusação quanto ao opositor de Dilma, de modo que ele não seria digno de votos... Por que a então candidata Dilma pediu votos para Netinho de Paula? Por princípio, então, sendo igual a acusação, então ambos não deveriam ser evitados?

    • poliana Postado em 19/Jan/2015 às 10:25

      Naro, n seja tendencioso! Eu me referi ao fato de a pessoa achar q a proibição impede q as filhas tenham acesso as drogas. Vc ker msmo entrar no mérito dessa questão? Acho q eh publico e notório q o Estado vem perdendo feio, há quase um século, com a sua política de repressão. Só um HIPÓCRITA q não vê isso. Prefere achar q com a proibição está tudo bem. Me referi a isso. N seja tendencioso a ponto deturpar as minhas palavras.

  12. Daniel Postado em 18/Jan/2015 às 21:31

    Vejamos: cada país tem suas leis e, com todo o respeito a TODAS as vidas humanas, o brasileiro foi pra Indonésia contrariando nossas próprias leis, quem dirá as de lá. Então, mesmo sendo contra a pena de morte, eu não condeno a atitude da legislação indonésia, afinal, o Marco Archer nos envergonhou ao cometer o crime de trafico de drogas. Enfim, creio que morte é exagero, mas o tráfico causa muitas mortes diariamente no mundo!!!!!

    • Ricardo Postado em 18/Jan/2015 às 21:57

      Já ouviu falar em Direito Internacional?! Em supranacionalidade?! Em Direitos Humanos?! Então posso colocar qualquer merda na lei?! Vc tá uns 100 anos atrasado, corra para aprender! Cada um que tenho que ler...

    • Pedro Duarte Postado em 19/Jan/2015 às 03:43

      Daniel, tu é contra a pena de morte, mas não condena a legislação da indonésia? Tu me envergonha!

  13. Marcus Postado em 18/Jan/2015 às 21:32

    Agora como irão ficar os "órfãos" desse traficante, os milionários que chegam na Ilha pra cheirar todo o dinheiro..será que isso irá acabar !!!..Se é assim que matem tb os compradores..

  14. Lucio Lopez Postado em 18/Jan/2015 às 21:40

    A presidenta fez muito bem e se no Brasil não temos pena de morte institucionalizada em tempos de paz, é inadimissível que aceitemos a morte de um brasileiro pela pena capital, ainda mais sendo em outro país. Se fosse o contrário com certeza o presidente indonésio também pediria clemência, vez que no momento está pedindo a supensão da pena para uma assassina na Arábia Saudita. Pena de morte é abominável em qualquer situação; não resolve o problema das drogas na Indonésia, aliás por lá o problema é mais grave q por aqui; lá uma droga barata, de origem da heroína e pior q o crack ceifa vidas de crianças e adolescentes; o mundo perdeu a guerra contra o tráfico. Precisamos urgentemente legalizar as drogas e responsabilizarmos o Estado; chega de hipocrisia; chega de religiosos moralistas ditando a agenda dessa discussão no Congresso; a legalização só não interessa aos traficantes e moralistas de plantão e assim, seguimos diariamente perdendo mais e mais vidas na guerra do tráfico...

    • Osvaldo Postado em 19/Jan/2015 às 10:52

      Prisão perpétua, não seria melhor?

  15. Abel Postado em 18/Jan/2015 às 22:07

    A pena de morte, foi aplicada e deve ser respeitada. Não sou a favor da pena de morte, mas também se deve respeitar a soberania da Indonésia. O brasileiro cometeu o crime sabendo o que poderia acontecer se ele fosse pego. As drogas não deveriam ser proibidas. Dentro de um estado com alto nível de educação, as pessoas saberiam onde não devem se meter. Até que este estado educado não exista, as leis estão aí para serem cumpridas.

  16. Jonas Schlesinger Postado em 18/Jan/2015 às 22:07

    Se fosse um americano lá, os EUA dariam uma aula de supremacia. Com certeza a Indonésia soltaria...

    • Jonas Schlesinger Postado em 18/Jan/2015 às 23:48

      Só posso dizer duas coisas sobre isso: primeiro que as leis brasileiras são fraquíssimas, por isso nenhum país nos leva a sério; pq se as leis daqui fossem severas, a Indonésia extraditaria ou daria a clemência a ele. Em segundo, o próprio gov brasileiro falhou em cheio, pq hj nossa diplomacia é pífia, pedir ao papa pra intervir foi o fim da picada... os caras são muçulmanos! Aprenda, senhora Dilma, com o gov estadunidense. Ligações secretas, meses de negociações, tudo nos bastidores e os EUA fizeram o improvável nesse fim de ano. Mas... eis aí o que houve com o cara.

    • Pedro Duarte Postado em 19/Jan/2015 às 03:48

      Eles iam: a) largar uma bomba atômica; b) enviar o Vandame, Chuck Norris ou schwarzenegger c) reviver o resgate do soldado Hyann d) pedir clemência TEEEEMPOOO

    • Felipe Peters Berchielli Postado em 19/Jan/2015 às 11:29

      Nossa que inveja...meu país não destrói outros...não mandou o Oriente Médio para decadas de atraso...não cometeu genocidio japones...que inveja.... Gostaria de um Brasil empoderado militarmente,assim poderiamos praticar um "bully" aqui na América Latina,porque é legal.

    • Jonas Schlesinger Postado em 19/Jan/2015 às 14:56

      a lei daqui não é fraca? kkkk brigado, mas dispenso o teu baseado.

  17. Marcelo C Silva Postado em 18/Jan/2015 às 22:39

    **** O BRASIL que quer ser INDONESIA, que nao quer ser CUBA ****** Uma visao distorcida da maioria da populacao Brasileira A propaganda e alma do negocio!! Fuzilar e uma forma barata de dar resposta para a populacao de que algo esta sendo feito e ao mesmo tempo tentar esconder as falhas. E o povo sedento por justica entende que os meios justificam os fins. Estamos diante de um problema social global, na verdade o consumo de droga em qualquer parte do mundo nao esta ligado a ineficacia da guerra contra ela, mas sim por conta do vicio descontrolado. Marco era um "peixe pequeno", um individuo de menor importancia dentro de uma hierarquia maior. Sera preciso muito mais que "peixes pequenos" para a Indonesia ganhar essa luta contra as drogas. Sera preciso que Indonesia mostre ao mundo "Os helicopteros dos Parellas do aeroporto de Claudio" de la! Ou pensa que somos ingenuos ao ponto de acreditar que o abastecimento de drogas da Indonesia e feito por trabalho amadores de "formiguinhas" com suas pranchas de surf e asa deltas. Onde estaos os verdadeiros traficantes "Profissionais", esses ai?, Claro que nao, esses sao apenas os aventureiros amadores. E para terminar aos apoiadores do fuzilamento de Marcos na Indonesia, vale lembrar!!! Bando de hipocritas que moral tem voces de criticar Cuba e os fuzilamentos de seus desertores?? Por acaso nao sao governos matando "vidas"? Para mim voces acham que sao ferozes "Leos" atras de seus computadores, tablets, celulares, quando na verdade nao passam de verdadeiros "gatinhos" enfezados quando ficam sabendo que seus filhos ficou de castigo na escolinha!!!!

  18. guimaraes Postado em 18/Jan/2015 às 23:01

    Vamos começar fuzilando um dos maiores traficantes do Brasil : Aécio Neves. aí eu acredito em vocês...

  19. Carlos Postado em 18/Jan/2015 às 23:02

    Sempre foi bandido, era rico, vivia nas custas da desgraça dos outros, PARABÉNS INDONÉSIA, VERGONHA DO LIXO DO BRASIL QUE SALVA TRAFICANTES E MATA TRABALHADORES.

    • Ângela Postado em 18/Jan/2015 às 23:43

      Os verdadeiros traficantes vivem soltíssimos da silva. Prenderam e mataram uma simples "mula". E ainda pedem clemência para uma cidadã indonésia assassina em outro país. http://oglobo.globo.com/brasil/indonesia-pede-clemencia-para-condenada-na-arabia-saudita-15080022 Parabéns o escambau. Fizeram propaganda política com as execuções e nem combatem o crime de verdade.

  20. jiba Postado em 18/Jan/2015 às 23:03

    Acho que deveríamos dar um exemplo e prender imediatamente Aécio Neves por tráfico internacional de drogas e envia-lo Á indonésia para execução.

  21. barbarian Postado em 18/Jan/2015 às 23:12

    Se fosse um pais hegemon, deixaria quieto. Segundos depois da execução, um míssil de cruzeiro explodiria todo o prédio onde ocorreu o crime de fuzilamento e a vizinhança, com juízes, carcereiros, fuziladores, funcionários, auxiliares, vigias, transeuntes e o zaralho. Se é pra executar, que seja bem feito, todos merecem tratamento punk rock e hard core igualitário. Queria ver a chancelaria e relações exteriores da indonésia reclamar algo. Barbarie no bárbaro, tudo certo.

  22. SilD Postado em 18/Jan/2015 às 23:35

    Concordemos ou não com a pena capital, lei daquele país para o tráfico de drogas, o cara sabia o risco que corria e pagou pra ver. Por uma bom punhado de dólares praticou uma roleta russa. Perdeu! Isso é chocante? É! Sem dúvida que é. Mas essa era a viagem dele. Quem acredita que as leis são criadas para serem burladas, coisa bem típica de alguns brasileiros que não conseguem sequer parar na R1, placa de PARE no trânsito, que está acostumado a dar aquele "jeitinho" para resolver problemas, corre o risco de se enroscar, num país onde existam leis que, além de severas, são sumariamente aplicadas. A soberania de uma nação precisa ser respeitada e levada a sério. Não simpatizo com radicalismo, totalitarismo, fundamentalismos e outros ismos, mas nossa relação com este tema em nosso país é pra lá de mal resolvida. A questão do narcotráfico só faz piorar.

  23. vilmar Postado em 18/Jan/2015 às 23:41

    matemática simples pra entender que a pena de morte é o único meio de diminui o crime. todo mundo sabe que um criminoso como este vivo mataria muito mais do que um ou dois, mas mataria dezenas de pessoas através do efeito da sua droga traficada, e ele morto inibe a ação de outros traficantes que gostariam de entrar no pais com mais drogas pra arrebentar com a vida de famílias inteiras desestruturando o país...

    • poliana Postado em 19/Jan/2015 às 12:02

      Qta incoerência...ou melhor..qta hipocrisia!

  24. Rodrigo Postado em 19/Jan/2015 às 00:15

    (Outro Rodrigo) Sou terminantemente contra pena de morte. E extremamente a favor de cada um saber onde está pisando, para depois não reclamar que o pé está doendo. Infelizmente ele, livre e conscientemente, escolheu violar legislação de Estado estrangeiro, sabendo-se sujeito a uma pena de morte - ainda assim, julgou que o lucro com a venda do entorpecente valeria o risco. Mas não valeu a pena, a pena de morte. Lamento que haja países com pena de morte, lamento que tal pena tenha sido executada, em vez de ser convertida em outra, mas não posso lamentar o fim esperado de uma conduta livre e consciente.

  25. Domingos Postado em 19/Jan/2015 às 00:16

    Eu fico surpreso com tantos "advogados de meia tigela" que agora são a favor de traficantes que destroem vidas e lares, o Brasil estar uma desgraça com a benção de um governo que acoberta traficantes, onde se vive uma guerra civil pior do que qualquer pais em guerra, o Boco Haran, Al - Qaeda, Hezbollar, Hamas, ISIS, Junjalat; lutam por uma causa (não sou simpáticos a eles), traficantes não tem uma causa pela qual lutar, o motivo pelo qual traficam é ganancia, desprezam tudo e a todos, e se locupletam com o caos. Não sou a favor da pena capital para estes miseráveis,mais sou a favor de prisão perpetua com trabalhos forçados.

  26. Max Lemos Machado Postado em 19/Jan/2015 às 00:27

    Leis existem para serem respeitadas e cumpridas, favor respeitarem a soberania da Indonesia pois eles tem uma politica severa com os traficantes de drogas, morreu o brasileiro e mais quatro pessoas e todos eles sabiam dos riscos e pagaram com a vida a equação é bem simples.

  27. Priscila Postado em 19/Jan/2015 às 02:37

    Pontos de vista diferentes, mas a maioria coerente. Sou contra a pena de morte em qualquer circunstância, alguém pode me falar que sou contra porque na minha família não teve vítima de criminosos. Bom justamente por estar distante disso que sou contra. Cito uma frase do livro por quem dobram os sinos que justifica esse meu pensamento: "A morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.

  28. Cecilia Postado em 19/Jan/2015 às 03:12

    Minha gente, q noção vcs tem hein! Pqp... Traficante n forca ngm a se drogar n. Alem de q a porcentagem de pessoas q se viciam em drogas é ínfima comparada a quantidade de pessoas q se drogam. Tenho 2 amigas q tavam em Jacarta e apesar das leis serem severas pra trafico, elas disseram q a coisa mais fácil é arranjar drogas lá. Ou seja, QM se droga continua se drogando. Os filhos de vcs vão se drogar aqui TB se quiserem, e MT provavelmente n vão destruir a vida deles nem a de ngm. Como já disseram ai em cima: rico se droga o tempo todo, o favelado é que se fode com a guerra as drogas.

  29. fernando Postado em 19/Jan/2015 às 04:51

    O cara era criminoso e sabia das leis severas daquele pais. Correu o risco, agora arque com as consequencias. O brasileiro faz este drama pq esta acostumado e aceita que contraventores nao sejam punidos e recebam perdao. E os lideres do brasil mostram o falso exemplo. Por isto esta bagunca hoje em dia.

    • Mauricio Postado em 19/Jan/2015 às 11:59

      Perfeito, o Brasil é essa vergonha justamente por causa do exemplo dos políticos.

  30. Thiago Teixeira Postado em 19/Jan/2015 às 08:26

    Essa história é complicada ... o governo brasileiro tentou, mas quem somos nós para palpitarmos nas normas de disciplina deles? Agora pergunto, inibiu o consumo de Drogas? Não, mas os traficantes internacionais pensarão duas vezes antes de entrar com drogas naquele país.

    • Felipe Peters Berchielli Postado em 19/Jan/2015 às 11:31

      Quem somos nós para palpitarmos nas leis sauditas por exemplo,que matam homossexuais,tratam a mulher como lixo que é pro exemplo apedrejada até a morte se trair o marido. Quem somos nós? Melhor aceitar todos os absurdos que ocorrem neste planeta,afinal quem somos nós? Só coxinhas comentaristas de internet,nosso papel é torcer para que tudo de ruim aconteça no Brasil e enalteça qualquer coisa que prejudique brasileiros mundo afora,se for culpado então,melhor ainda,faço sem freios na lingua.

      • Thiago Teixeira Postado em 19/Jan/2015 às 14:40

        Eu não torço contra me país. Você eu não sei. Mas acho que devemos respeitar a casa dos outros. O cara foi numa missão humanitária ou a trabalho? Não. Então meu amigo, não podemos obrigar os demais países a serem coniventes com o crime como é o nosso judiciário.

    • poliana Postado em 19/Jan/2015 às 12:00

      Thiago, por favor, me diz q vc foi irônico! Vc tem usado bastante a ironia aki no pp ultimamente. Essa foi mais uma? Por favor, diz q sim...

      • Thiago Teixeira Postado em 19/Jan/2015 às 14:37

        Não Poli, eu me desloco um pouco da postura progressista quando o assunto é leis, ordem e o cumprimento dela. Sou do tempo antigo onde a ordem é a melhor solução para uma sociedade organizada.Tanto é que apoio ditaduras de extrema-esquerda, sou contra qualquer tipo de preconceito, apoio politicas sociais, odeio a mídia convencional e por outro lado, apoio a violência policial. Não sei que tipo de ideologia é essa, mas minha cabeça pensa dessa forma!

      • Jonas Schlesinger Postado em 19/Jan/2015 às 15:00

        Pois cara, a gente inverteu de papel.

      • Jonas Schlesinger Postado em 19/Jan/2015 às 15:01

        Pois cara, a gente inverteu de papel nessa questão.

      • poliana Postado em 19/Jan/2015 às 18:55

        hummmm...acho q é pelo fato de vc ter sido militar....

  31. Rafael Postado em 19/Jan/2015 às 15:14

    Muita distorção por aqui. Ele não foi enganado, sabia das consequencias de entrar na Indonésia com drogas. Não puni-lo com a pena que a lei daquele país possui seria colocar o judiciário da Indonésia em cheque. Agora se crimes piores têm penas mais brandas é um problema que a Indonésia tem que resolver. Nós temos que parar de colocar em pedestais as pessoas erradas. Don't do the crime If you can't do de time.

  32. poliana Postado em 19/Jan/2015 às 21:45

    o q vc tem a dizer sobre a matéria em foco?? sua pergunta foi bastante pertinente ao assunto em tela!!!!

  33. Luiz Otávio Rosário Postado em 19/Jan/2015 às 22:08

    Uma correção : Marco Archer não era instrutor de vôo. Segundo entrevista de 2005, admitiu que sua "profissão" desde 17 anos, foi traficar.