Redação Pragmatismo
Compartilhar
Terrorismo 07/Jan/2015 às 18:11
406
Comentários

As 6 charges mais polêmicas do Charlie Hebdo

Confira as charges e capas mais polêmicas do Charlie Hebdo, o jornal da França que costuma publicar conteúdo satírico sobre o islamismo e seus símbolos

capas charges charlie hebdo frança
Capas e charges polêmicas do Charlie Hebdo (Montagem: Pragmatismo Político)

A sede do jornal francês “Charlie Hebdo” foi atacada nesta quarta-feira (7), em Paris, e deixou ao menos 12 mortos, entre eles, editores e cartunistas do jornal e dois policiais. O jornal satírico costumava publicar charges polêmicas sobre o islamismo e seus símbolos, e já havia sido alvo de ataques anteriormente.

Confira abaixo algumas das charges mais polêmicas do jornal envolvendo o tema religião:

charlie1

Capa de jornal satírico “Charlie Hebdo” traz Maomé beijando cartunista com o texto “o amor, mais forte do que o ódio”.

charlie2

O diretor e cartunista da ‘Charlie Hebdo’, Stéphane Charbonnier, publicou em 2013 dois quadrinhos sobre a vida de Maomé; o primeiro falava de ‘O início de um profeta’; representação do profeta é tabu entre muçulmanos.

charlie3

Cartum satirizando o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, foi última públicação de jornal antes de atentado.

charlie4

Capa de setembro de 2012 sob o título ‘Intocáveis’ mostra rabino empurrando um muçulmano numa cadeira de rodas, que o alerta ‘não se deve zombar’

charlie5

Capa de julho de 2013 mostra muçulmano sendo alvejado e trazia a frase ‘o Corão é uma merda’ e o aviso: ele não para balas.

charlie6

Capa de novembro de 2012 ironizava a Santíssima Trindade, O Pai, o Filho e o Espírito Santo, e trazia o tema casamento gay.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Celio Postado em 07/Jan/2015 às 18:22

    Aposto que vai ter algum idiota com uma ideologia politica, barata e de esquerda que vai de alguma formar conseguir arrumar argumentos (que se fossem ditos e não lidos soariam como um macaco raivoso) para defender a ação dos assassinos. Tipico dos leitores deste péssimo portal de um dia ja foi pragmático

    • Célio Ribeiro Postado em 07/Jan/2015 às 18:30

      Acho que você não entende bem o espectro politico , pois afirma que alguém com ideologia de esquerda ira defender os assassinatos fundamentalistas e extremistas. rsrsr

    • José Celestino Postado em 07/Jan/2015 às 18:33

      Celio, pior serão os extremistas da direita e os eleitores do PSDB, assim como você, que dirão que a Presidenta Dilma apóia os terroristas...

    • Diego Postado em 07/Jan/2015 às 18:36

      ninguém é idiota a ponto de defender esses caras, tava conversando com um pessoal de esquerda nesse momento e nem eles acham isso certo.

    • Roberto Postado em 07/Jan/2015 às 18:40

      Então porque esta aqui,Celio?Procure um lugar que lhe seja confortável.Alias,você prevê que as pessoas comentarão de uma certa forma e depois fala que é "tipico",sendo que só há por enquanto dois comentarios...o meu e o seu.Ta "serto". Eu já sabia que os islâmicos detestam Maomé sendo retratado.Era só questão de tempo até algum fanatico fazer um atentado.Entretanto,nem todo islâmico é fanático.Há quem modere sua fé,assim como quem radicaliza.Toda religião tem isso. A comunidade islamica europeia já se pronunciou sobre esse atentado,qualificado por eles como bárbaro. Honestamente,liberdade de expressão tem um limite:Respeito.As pessoas podem satirizar quem quiserem,até porque fica entre elas.A repercussão disso é zero.O mesmo não se pode dizer quando um jornal faz isso.Bem,espero que o jornal aprenda a lição e não catuque o leão com vara curta.Uma pena pelos mortos...ainda mais quando isso tudo poderia ser evitado.

      • Célio Postado em 07/Jan/2015 às 18:53

        Continuo seguindo a página assim como diversas outras que possuem um leitor que na minha opnião, em sua maioria é um burro eleitor da Dilma, pois o minimo que devemos fazer para não sermos ignorantes é confrontar opnioes contrárias a suas e conhecer de fato o ponto de vista que não te convence, assim tu tens convicção de que esta certo. Mudando o assunto, ja vi comentários aqui de animais defendendo atitudes da querida Korea do Norte, para justificar um massacre como este faltaria pouco

      • Marcos C. Campos Postado em 07/Jan/2015 às 19:10

        Roberto, e o tal Celio, ali embaixo, ainda coloca a "inteligência" dos eleitores da Dilma no meio do assunto. Pergunto pro tal "jênio" .O que tem uma coisa com outra. Aliás o sujeito já está colocando a culpa em muçulmanos. Do jeito que a coisa anda , pode ser outro ataque "false flag" para desencadear mais guerras (sabemos quem mais fatura com isto não , e não são muçulmanos os principais fabricantes de armas). Além do que o sujeito, o tal de Celio, ainda não está sabendo que os EUA (o ocidente enfim) e as Monarquias do Golfo, estão por trás de muitos grupos extremistas atuantes no Oriente Médio, da Líbia até o Afeganistão. Vai ler mais seu Celio, saia do circuito PIG de noticias deturpadas.

      • Erli Postado em 07/Jan/2015 às 19:31

        Roberto, parabéns! Obrigado por suas palavras, representaram muito bem minha opinião em relação ao comentário do simpatizante da hipocrisia acima...

      • Nara Postado em 07/Jan/2015 às 19:38

        Concordo. Burrice provocar fanáticos terroristas.

      • Ari Oliveira Postado em 07/Jan/2015 às 21:06

        Perfeito, Roberto. Ótima sua colocação e forma de expressão.

      • Targino Silva Postado em 07/Jan/2015 às 22:20

        As pessoas não sabem o limite das coisas, criticar religião é uma coisa, ridicularizar é outra coisa.Faltou prudencia, faltou bom senso. LIberdade de imprensa tem limites. Erraram e não prever os riscos. Seriam mesmos os mulçumanos? ou alguem interessado em promover as guerras? Fica a duvida.

      • liris Postado em 07/Jan/2015 às 23:04

        A culpa nunca é da vitima pense nisso e construa um mundo melhor!!!

      • Jana B. Postado em 07/Jan/2015 às 23:54

        Roberto, passei o dia inteiro pensando sobre este atentado na França... Sou esquerdista (parcialmente). Mas no final, acabo dando razão para você. Estou chocada, triste pelas mortes, pelas famílias desses mortos, mas eles "pediram" pra acontecer. Não entendo... Pq fazer esse tipo de sátira? A troco de quê? Olha no que deu? Cutucaram mesmo a onça com vara curta. Não concordo de jeito algum com essa guerra islâmica, mas e aí? Quem fez alguma coisa para evitar tal atrocidade? Ninguém! Morreram 12 pessoas, e mais um monte traumatizados. E o que lucraram com isso? Desnecessário. Mas... Sou uma reles mortal pra dar opinião. Só sei que eu jamais trabalharia num lugar onde desrespeitam religiões e pessoas. Enfim...

      • alex Postado em 08/Jan/2015 às 00:09

        Célio, um profeta!

      • Pedro Postado em 08/Jan/2015 às 00:42

        Roberto, traduza "Bem,espero que o jornal aprenda a lição e não catuque o leão com vara curta.Uma pena pelos mortos...ainda mais quando isso tudo poderia ser evitado." "aprenda uma lição"? "catuque o leão com vara curta"? Me parece que você está legitimando a ação desses loucos...

      • Tata Postado em 08/Jan/2015 às 02:09

        Só um detalhe, esse jornal não é um jornal "sério", e sim uma revista que se auto denomina "Revista Irresponsável" (Journal Irresponsible em francês). É como a revista MAD, ou muitas revistas satíricas, que tem sim, liberdade de expressão. Todos tem, e não merecem "aprender a lição" como você coloca. Se uma revista é ofensiva, a solução é simples: não leia. Por exemplo, eu acho a revista Caras muito ofensiva com tanta tanta superficialidade. No entanto, eu acho que eles devem continuar existindo, e em hipótese alguma eu iria matar alguém porque eles fazem parte dessa revista. Porque eu acho que temos que defender a liberdade de expressão, mesmo quando não concordamos com o que ela expressa. Parar de falar porque temos medo é o caminho ideal para um desastre (maior do que o que já temos).

      • Diego Postado em 08/Jan/2015 às 03:46

        Roberto, curti o teu texto mas a única coisa que "discordo´" é a questão do limite da liberdade de expressão. Se houve falta de respeito, que o alvo da crítica entre na justiça e demonstre a sua insatisfação legalmente. Não podemos ser juiz, juri, carrasco ao mesmo tempo e limitar o que alguém pode ou não falar. Você me parece uma pessoa honesta, mas pessoas de má fé podem usar isso pro mal. E po, se não fosse a questão da sátira, acho que o jornal nem existiria. O objetivo deles era justamente esse. Um cidadão comum tem o direito de abrir um jornal e emitir a opinião que ele quiser desde que não seja de forma anônima. Eles mesmo está sujeito a críticas ou represálias e até elogios da sociedade. Ou seja, pra mim, se não está satisfeito com o que um jornal prega, ou você emite opiniões contra e consulta a justiça pra ver o que pode ser feito, se houve crime no que foi falado, ou você não lê, não divulga, não fala dele pros seus amigos, etc. Muda de canal. Controle de conteúdo é uma coisa muito perigosa que serve de ferramenta política. Coisa que ambos o PT e o PSDB já fizeram, por exemplo...

      • Lara Porto Postado em 08/Jan/2015 às 09:13

        Concordo inteiramente, as charges eram ofensivas e ridicularizavam a crença deles. Se esses jornalistas sabiam que se tratavam de fanáticos, por que estimulavam o ódio dessa forma???? Não existe só um culpado nessa história...

      • Isabel Postado em 08/Jan/2015 às 09:28

        Acredito eu , que Respeito é bom e todo mundo Gosta.....E na minha Vida sempre aprendi que tudo tem limites......Sinto pelas mortes !! Mas a vida é Cruel em certas situações.....CADA UM COLHE O QUE PLANTA.......MUITO CUIDADO COM SUAS GRACINHAS.......

      • Lourival Scabar Postado em 08/Jan/2015 às 10:09

        Concordo totalmente com o Roberto, acho que até a "liberdade de expressão" tem que ter responsabilidade, infelizmente aconteceram diversas mortes para que soubessem disso, a partir de agora haverá moderação nas publicações.

      • Sandra Postado em 08/Jan/2015 às 10:30

        Concordo com você, Roberto! Fanatismo tem limites assim como a liberdade de expressão também deve ter. No momento em que se divulga piadas como essas para milhões de pessoas, o que acaba acontecendo é que se incita também o ódio de várias maneiras...Conta os mulçumanos e dos mulçumanos contra essa expressão... A liberdade de expressão deve vir acompanhada de respeito ao próximo.

      • Guilherme Postado em 08/Jan/2015 às 13:06

        Sério que tem um tanto de gente aqui chamando de "cutucar com vara curta" os caras fazerem quadrinhos? Que sem noção achar que "os caras pediram"! O que eu acho graça é que se pode zoar tudo, mas quando é com religião sempre tem uns idiotas dispostos a matar. Esses deuses aí devem estar muito contentes com a prova de amor a Deus que é você distribuir ódio pelo planeta, contra os jornalistas, os muçulmanos, os judeus, gays ou quem quer que seja. Os que mais se dizem religiosos são os que mais não entenderam nada.

      • Edson Lau Postado em 08/Jan/2015 às 14:29

        Liris: como assim: a culpa nunca é da vítima? se está com o veículo andando, o motorista resolve de dar uma ré e bate no carro de trás, de quem é a culpa? daquele que bateu na traseira ou na dianteira do outro, mesmo que o outro esteja parado? Sei que vão me criticar, mas estava óbvio que um dia alguém iria ficar indignado com tamanha ofensa a uma religião, pra que achar graça na religião dos outros? e sem graça, por sinal as piadas!Deus tomando no "ú" o filho comendo o Pai, espírito tentando entrar na festinha! não achei graça, porque mexer com quem está quieto!

      • Gabriel Postado em 08/Jan/2015 às 15:45

        Melhor então acabar com o Jornalismo. Há sempre quem vai se sentir ofendido...

      • Lícia Postado em 08/Jan/2015 às 20:54

        Concordo. Colocou muito bem uma opinião sensata. Belíssimas palavras.

      • regi Postado em 08/Jan/2015 às 21:06

        Vida inteligente na terra

      • Cristhian Postado em 08/Jan/2015 às 21:07

        Falou tudo liberdade de expressão tem limites, esse se chama respeito, nada justifica violência, nada justifica matar mas, toda ação tem sua reação, sua consequência!

      • Liberal Postado em 08/Jan/2015 às 22:26

        Os caras faziam o que bem entendiam com lápis e papel, satirisando quem quer que seja e foda-se a a vida dos outros, o que vale e satirisar, pois o humor "pode tudo"... uai, quem mexe com fogo sabe que uma hora pode se queimar... fodam-se os mortos, quem procura acha meus caros!!!!

      • carmen r dias Postado em 08/Jan/2015 às 23:11

        faço minhas suas considerações sobre RESPEITO.

      • Felipe Postado em 09/Jan/2015 às 00:16

        Penso exatamente dessa forma. NADA justifica o atentado....NADA MESMO! Porém acho as charges um absurdo...não só pro Islamismo...pra todas as religiões e/ou doutrinas envolvidas. Uma enorme falta de respeito!

      • Oswaldo Fernandes Postado em 09/Jan/2015 às 08:52

        Perfeito seu comentário, Isso me faz lembrar o menino que perdeu o braço no zoológico, vivia colocando o braço na jaula do Tigre, até um dia "infelizmente" o Tigre foi e vez o que vez, se o menino continuar fazendo o mesmo com o outro braço provavelmente vai perder também.....Sou contra o radicalismo religioso, mas não vejo esses tipos de publicações como liberdade de expressão e sim desrespeito. Infelizmente a ameaça foi cumprida...fato triste.

      • gilson Postado em 09/Jan/2015 às 10:52

        concordo com vc roberto,todos merecem respeito não importa religião. é condenável o assassinato,terrivel que tenha acontecido.mas não podemos perder o respeito pelo outro.

      • Angela Postado em 09/Jan/2015 às 14:30

        Tenho a mesma opinião, toda fanático chega ao extremo, mas nem todo religioso, seja qual for a religião é fanático. Enfim concordo em gênero, número e grau com tudo que vc falou.

      • Paulo Oliveira Postado em 09/Jan/2015 às 15:10

        Concordo com o Roberto. Pedro e Diego entendo seus ponto de vista, mas o roberto quando fala em cutucar a onça com vara curta não esta legitimando a ação dos terrorista ou criando algum tipo de censura e sim fazendo uma advertencia. A frança é o maior país Muçulmano na Europa. O que se pede aqui é prudencia. Não é só o caso de, se não gostar, me processe. Estamos falando de fanáticos religiosos que pegam em armas pra colocar seu ponto de vista. Falar satirizar uma religião no Brasil é uma coisa, na Comunidade arabe é outra e Afeganistão é morte certa...Prudencia e paz!

      • Júlio Carvalho Postado em 09/Jan/2015 às 16:06

        Diego, seu comentário foi, na minha opinião, o segundo melhor que li aqui. E você tem razão ao dizer que o "controle de conteúdo é uma coisa muito perigosa que serve de ferramenta política", porém é importante ressaltar que pode-se relatar os fatos, trabalhar com a verdade, ser crítico, e manter o respeito pelas diferenças. Esse é o desafio! Lamento pelas mortes e pelo fanatismo.

      • Andréa Postado em 09/Jan/2015 às 23:11

        boa sua colocação,não justifica a tragédia,mas faltou respeito.

      • maria Postado em 10/Jan/2015 às 09:37

        Certissimo, li vários comentários mas o seu é mais esclarecedor e tem coerência!! Parabéns!! Já o Célio? Coitado totalmente descompensado!!

      • Olga Postado em 10/Jan/2015 às 10:57

        Ratificando : o policial mulçumano morreu defendendo o direito de expressão, mesmo q esta expressão insultasse a sua fé. Sou pela vida e contra todo tipo de atentado contra ela. No entanto, discordo de uma forma de humor q desrespeite a fé, os significados ideológicos e valores q formam o caráter de um ser humano. Atos desrespeitosos geram novos desrespeitos. Os cartunistas feriram e insultaram as liberdades de expressão religiosa. Os fanáticos radicais feriram o direito a vida. A verdadeira liberdade de expressão precisa levar em conta o respeito às diferenças individuais. E, se eu não concordo com a constituição do país onde moro...é hora de procurar um país q acolha meus valores pessoais e filosóficos. Tantos lugares pra se viver, não há porquê viver insatisfeito num país q não é o de seus ascendentes.

      • Albino Postado em 10/Jan/2015 às 11:12

        Concordo plenamente Roberto. Texto lúcido e inteligente. Já pensou se os Cristãos tivessem essa índole? veja o disparate da charge da Santíssima Trindade.

      • lucia Postado em 10/Jan/2015 às 12:05

        Liberdade de expressão também é o direito de ser contra ou a favor de alguma coisa, de apoiar ou não um acontecimento......"Toda unanimidade é burra". De minha parte não apoiei nem um, nem outro.... Ambos estavam errados. E tenho a certeza que isso ocorreu não só aqui, mas em todo o planeta, afinal muitas religiões foram ridicularizadas e as pessoas que cometeram o ato terrorista não representam todos os muçulmanos. Como católica, abomino as charges desrespeitosas sobre o nascimento de Cristo e sobre a Santíssima Trindade (essa além de ofensiva, pornográfica), mas jamais aprovaria qualquer ato violento ou terrorista contra seus autores. E também como brasileira, me indigna bem mais as pessoas que aqui são mortas diariamente por motivos insignificantes ou porque sabem demais, e ainda não esqueci o "acidente" envolvendo o candidato Eduardo Campos que no exterior foi visto como "atentado" e por aqui tivemos que aceitar como fatalidade. Acho que assim como muitas pessoas, já não me surpreendem as tragédias provocadas pelo homem, já fazem parte do nosso cotidiano. Ser contra ou a favor é apenas um pequeno detalhe.

      • Neteo Postado em 10/Jan/2015 às 18:16

        Querem dizer que, a pretexto da liberdade de expressão, pode-se dizer o que quiser de quem quer que seja? Claro que, uma saída para não limitar essa liberdade, é não ler coisas que achamos ofensivas. OU recorrermos à justiça, não é? Pois é, mas não nos esqueçamos de que, num país como a França, extremamente xenofóbico, quem se sente ofendido (sendo islâmico especialmente) não adianta buscar socorro à Justiça. Não terá êxito. Os tribunais franceses são famosos pela xenofobia e intolerância (ver Caso Dreyfus).

      • lUIZ Postado em 11/Jan/2015 às 13:24

        O amigo tem razão. O Ser humano não sabe distinguir a liberdade da libertinagem. Pode-se ter opiniões próprias até não concordar com posições e opiniões, mas dai fazer cartuns de Jesus enrabando Maomé, passou dos limites, do princípio da dignidade humana. O ser humano, esta degradado, sem respeito e sem princípios. Nada justifica tirar a vida de alguém, mas esse jornal deveria ser processado." Mas é facil, manda esses falsos moralistas aqui do Brasil DOS DIREITOS HUMANOS , aqui do Brasil la pra França, e os policiais estarão ferrados. Quando a policia daqui nos fez um favor de exterminar uma centena de assassinos, estupradores, maus caráter irrecuperáveis, todos foram condenados. país de M....Se eu pudesse e fosse mais novo sairia dessa " LATRINA ". e OLHA QUE JÁ BRIGUEI POR TENTAR ARRUMAR ESSA M.....

      • Gloria Lima Postado em 11/Jan/2015 às 18:38

        Corretíssimo no meu entendimento seu comentário Roberto, lamentando as 12 vidas ceifadas até porque poderia ter sido evitada. Agora o que vejo é a disseminação do ódio ao povo islâmico e não sabemos até quando nem onde isso vai parar!!!

      • GILVAN GOMES Postado em 11/Jan/2015 às 22:07

        CONCORDO plenamente Roberto; é muito arriscado cutucar onça com vara curta, quero afirmar que tudo isso poderia ter sido evitado se este ou outros jornais não houvesse publicado charges denegrindo símbolos ou personagens religiosos que são objetos de culto ou adoração. Por outro lado não estou concordando com as atitudes destes loucos que matam em nome da fé que professam; concluo afirmando que qualquer religião que não está baseado no AMOR vertical e horizontal precisa rever seus conceitos.G

      • Ana Barros Postado em 11/Jan/2015 às 22:18

        Concordo plenamente c Roberto....não que eu ache certo esse tipo de atitude "atentado" foi horrível...mas que extrapolaram..ha sim, eles procuram por isso...lamentável!!!

      • Sandra Postado em 12/Jan/2015 às 00:59

        Te dou toda razão, em primeiro lugar temos que respeitar as pessoas e suas religiões.

      • Jorge Luis Postado em 13/Jan/2015 às 07:28

        Tem razão, Roberto. O que espera uma pessoa carregada de jóias de ouro e brilhantes, passeando só pela favela ? Está "procurando", não é ? Alguns dizem para os ofendidos não lerem. Ok, vou colocar na primeira página de um jornal a mensagem "A mãe e a mulher de fulano são piranhas, saí com as duas". O fulano pode até não ler mas vai ser ridicularizado por todos em volta dele.

      • Luiz Felipe Postado em 13/Jan/2015 às 07:55

        Perfeito Roberto!

    • Sushi Postado em 07/Jan/2015 às 18:42

      desde quando alguém de esquerda defende algum ato de fanatismo religioso, camarada?

    • jesus Postado em 07/Jan/2015 às 18:48

      as alucinações reacionárias chegaram a tal ponto que nem é mais necessário argumentar para ser acusado

    • Ed Vader Postado em 07/Jan/2015 às 18:52

      Vai estudar Celio...ninguém está defendendo terroristas aqui!!! É você que está defendendo cegueiras políticas, acusando algo que nem aconteceu...muito semelhante aos caras de fuzil que invadiram o jornal francês!!!

      • LUIZ CALDAS Postado em 11/Jan/2015 às 21:38

        Uma barbarie! Não há como entender a disposição de homens que saem em defesa de doutrinas religiosas com uma arma em punho. Por outro giro, não se pode aceitar que pessoas supostamente no uso da liberdade de expressão, use suas canetas para ofender os seguidores de determinadas religiões,no mínimo uma imprudência. me faz lembrar do menino que enfiou o braço em uma jaula...

    • israel Postado em 07/Jan/2015 às 18:59

      Celio, não fique apenas no Carvalho. Há outras fontes, outros aires...

      • Paulo Rozendo Ferreira Postado em 08/Jan/2015 às 19:49

        Eu já escutei pessoas dizerem que Jesus Cristo era gey, não saí matando ninguém por isso, grupos satanista escrachando a Deus, eu deixo essas pessoas não de Deus, se maomé é deus deixa ele resolver, Jesus manda que amemos nossos inimigos,

    • Carcamanno Postado em 07/Jan/2015 às 19:01

      Burro eleitor da Dilma? kkkk Você deve ser o "Inteligente" eleitor do Aécio né? kkkk Você é uma piada pseudo intelectual.

      • Elizabeth Wonderyne Postado em 09/Jan/2015 às 13:34

        Então agora o Brasil ficou dividido? De um lado os "eleitores da Dilma" e do outro lado os do Aécio". Que pena sinto ao ver um povo maravilhoso como o brasileiro pensar em tamanha parvoíce. Quanto preconceito...

    • Alan Postado em 07/Jan/2015 às 19:04

      Você é mais um idiota que ainda está vivendo na Guerra Fria, o que tem a ver a Esquerda brasileira com isso?

    • Nize Postado em 07/Jan/2015 às 19:21

      Agora vamos compartilhar essas capas nas redes sociais. E aí o que esses fanáticos vão fazer? Chega de fanatismo religioso! Chega de violência!

      • Paulo Rozendo Ferreira Postado em 08/Jan/2015 às 19:55

        O fanatismo e o achar-se melhor mas santo foi o que matou Jesus Cristo. Fanatismo mata, JESUS CRISTO Liberta, vocês acham que Deus o todo poderoso está vibrando com assassinato entre irmãos

      • julio cesar de almeida Postado em 08/Jan/2015 às 20:04

        Olha estou em dúvida, isso é direito liberdade ? .fazer essas brincadeiras de mal gosto. isso não é liberdade.Pegaram pesado. veja no que deu.

      • Béti Postado em 11/Jan/2015 às 13:06

        Eu? não. Chega de violência, mais respeito.

    • lucas de castro Postado em 07/Jan/2015 às 19:24

      Sou de esquerda e não concordo com esse terrorismo doentil, nao generaliza.

    • Lourival Postado em 07/Jan/2015 às 19:25

      Além de achar que toda esquerda é defensora de terrorismo, ainda vem querer dar palpite sobre o portal deixar de ser pragmático por não condizer com sua visão superficial de política. Larga de ser alienado.

    • Augusto Postado em 07/Jan/2015 às 19:46

      Brasil tem mais de 80000 mortos por ano, França é o paraíso perto disso daqui. A diferença que lá bandidos em geral são mortos aqui a população tem que ver o governo defendendo esse tipo de gente.

      • marcelo Postado em 07/Jan/2015 às 22:06

        minha nossa, a discussão se tornou política num momento em que se pede um argumento crítico, se justificou a atitude dos fanáticos pelo "quem mandou cutucar onça com vara curta", é isso mesmo? do outro lado vem gente acusar os aqui escrevem como "eleitores burro da Dilma", que conversa mais baixa, sério, alguém pode se sensibilizar pelas mortes do oriente médio, ou pelas mortes dos cartunistas e pensar numa solução do ponto de vista do que "pode ser" e não do "o que é", ambos enquecem de um fator que tem relação com vida, e se degladiam querendo apontar com verdadeira a sua visão, os fatos estão colocados, o que fazemos agora, pomos a culpa um no outro? o que diabos isso contribue pro problema? quanta estupidez!!!

      • Fedros Postado em 08/Jan/2015 às 02:17

        Augusto disse tudo

    • Lucas Postado em 07/Jan/2015 às 19:58

      Você, gênio, que não vota na Dilma, sabe, com certeza, que esse jornal, historicamente, foi e é da extrema esquerda francesa..

    • Armando Postado em 07/Jan/2015 às 20:09

      Célio, seu nível de consciência política é extrema, contraditória e lamentavelmente pobre e confuso. É difícil pra mim entender de onde você tirou a ridícula ideia de que alguém da esquerda vá defender o assassinato de membros do Partido Comunista Francês em nome do fundamentalismo islâmico. Essa sua tentativa desesperadamente patética de fazer uma crítica à esquerda só consegue demonstrar na prática e de forma clara e irremediável que você é um analfabeto funcional ou um ignorante politicamente, além do costumeiro e extremamente baixo nível de argumentação da direita.

    • Julio Postado em 07/Jan/2015 às 20:38

      Achei que fosse o povo escroto da direita que defendesse a morte de quem satiriza religião, tradição e propriedade privada. De onde sai esse tipo de retardado que nem entende a própria ideologia? Sim, tem que xingar o imbecil, porque argumento pra esse tipo de estúpido é mitologia. Vai la na página do Olavo falar que nazismo é de esquerda, pedaço de asno

      • Fernando Postado em 07/Jan/2015 às 22:57

        Falou tudo!!

    • Israhmr Postado em 07/Jan/2015 às 21:04

      A pedido do Célio, vou reproduzir aqui um comentário que fiz mais cedo na minha página do facebook. Meu rápido juízo pelo noticiário internacional de hoje porque não é todo dia a permissão para sermos imparciais. Abriguei-me de ler apenas os informativos brasileiros, que com honrosa exclusão da Carta Capital, grande parte do restante são de mesma leva do pasquim francês. Esta imprensa, estes vasconços mascarados, conservam-se diariamente ilusionando a consciência dos mais inocentes com um dito que para mim já virou calão, a famigerada “Liberdade de Imprensa”. Acredito na liberdade de imprensa que narra fatos, que comunica informações com veracidade, longe está meu respeito e zelo pela imprensa que usa esta tal de “liberdade” para escornar, depreciar, desrespeitar, desconsiderar, humilhar, zombar, rebaixar, omitir, mentir, com intento de ganhar poder soberano; ganhar dinheiro, pessoas, e apoios de partidos políticos. A revista francesa pasquinava conteúdo “humorístico” ao seu público, a palavra elegante e clássica usada por eles e por quase todos que retransmitiram a notícia foi “sátira”, significado que neste contexto não combina em nada como suas raízes, seja em referência a literatura latina ou grega na época imperial. Estes mascarados fabulam e confundem inocentes, fazem escárnio com o que é sagrado para outros povos, não são vítimas, são irresponsáveis, brincam com o que não é lícito brincar. As crianças precisam aprender o que são limites para suas brincadeiras, ainda que as levem ao choro. Hoje foi um dia de pagamento diferente, talvez com isso estes reconheçam a importância de respeitar a religião das pessoas, principalmente o respeito a Muhammad.

      • Márcio Postado em 08/Jan/2015 às 15:50

        Olhando as capas acima, não achei que houve desrespeito ao islã.

      • Angelo Postado em 08/Jan/2015 às 19:37

        Nó !!! ia postar um comentário quase identico ao seu, muito bem cara, nem preciso mais brigado!. Só um complemento, conheçam outras culturas, religiões e talvez vão compreender melhor o mundo que vivem ver além dos seus umbigos.

      • Rio de Janeiro Postado em 09/Jan/2015 às 00:24

        Os últimos períodos que escreveste provam que és um autêntico defensor dos terroristas assassinos dos jornalistas franceses. O resto do teu texto prova que tu não entendes nada de liberdade de imprensa (e, deduzo, de liberdade de expressão). A liberdade de expressão - falarei da grandeza mais genérica - não é o que o teu julgamento subjetivo define como tal. A liberdade de expressão só faz sentido - como conjunto de palavras e realidade conceitual - exatamente quando ofende as tuas mais caras crenças. Os instrumentos para conter os abusos estão objetivamente enumerados nos diplomas legais das sociedades democráticas (ações por dano moral, material, direito de resposta e outros), e nenhum deles comporta o assassinato. O teu texto é um primor do radicalismo repugnante. Não deve haver tergiversação a respeito: os únicos culpados pelo que aconteceu em Paris são os fanáticos terroristas. Se tu não podes compreender ou aceitar isso, tu não absorveste nem tens como princípios os valores vigentes numa sociedade democrática.

      • Daniel Postado em 09/Jan/2015 às 01:37

        Acha q está certo? Q algo foi aprendido? Pra mim, q nem conhecia o tal Pasquim, eles se legitimaram ainda mais com essa atitude animalesca sem justificativa desse povo maldito. Deviam ser extintos

      • Mel Postado em 10/Jan/2015 às 09:10

        Perfeito!

      • Rayra Postado em 11/Jan/2015 às 11:38

        A melhor resposta de todas!

    • José Postado em 07/Jan/2015 às 21:13

      Coisa ridícula apontar os de esquerda como fiadores dessa selvageria!! Vê se melhora essa tua cabeça, meu!! Sou socialista e sou contra esse tipo de charges e contra esse ataque estúpido e assassino!!

      • Julio Postado em 07/Jan/2015 às 21:24

        Esse Célio é tão desinformado, mas tão desinformado que não se deu ao trabalho de ver que o Charlie Hebdo o jornal que sofreu o ataque É DE ESQUERDA. Ou seja vem aqui pra allém de falar merda e desrespeitar as vítimas, passar vergonha

      • Sandra Postado em 08/Jan/2015 às 10:35

        Sim, José! Você está certo..também penso como você... Num momento como esse devemos ser lúcidos e perceber o processo fazendo uma análise de parte a parte. Esse tipo de charge vai além da brincadeira, ela incita o ódio, e matar os outros por diferenças ideológicas também não é certo. Não se resolve as coisas na bala, mas o direito a liberdade de expressão deve vir acompanhado do respeito ao próximo.

      • Gabriela Postado em 08/Jan/2015 às 12:16

        Exatamente Julio, os membros da sede da revista são de extrema esquerda.

    • Galvão Postado em 07/Jan/2015 às 22:23

      Célio, procure se tratar, você é portador de algum tipo de demência.

    • cassio Postado em 07/Jan/2015 às 23:26

      você é um asno

    • silvia Postado em 07/Jan/2015 às 23:29

      Eita comentario sem nexo causal.Vai catar coquinho seu obsecado.

    • Jeremias Postado em 08/Jan/2015 às 02:57

      o cara já veio babando ódio.. vc fuma pedra, pedra não, cheira cocaína para tanta paranoia??

    • ELZA Postado em 08/Jan/2015 às 08:13

      TALVEZ UM IDIOTA DE IDEOLOGIA POLITICA DE DIREITA, FEITO VOCÊ, JUSTIFIQUE DE ALGUMA FORMA ESSA BARBARIDADE...

    • Claude Postado em 08/Jan/2015 às 08:48

      Não defendo mas compreendo, já que a religião aproxima os homens dos animais, entra em uma igreja cristã e chute uma santa pra ver

      • Dutra Postado em 08/Jan/2015 às 22:16

        Exato Claude. Vide aquele episódio antigo onde um bispo da IURD chutou uma imagem de Aparecida no ar, na TV, e foi banido para os EUA. Ficou no ostracismo, mas não passou disso. A igreja católica reagiu com muita parcimônia. Temos que respeitar as diferenças religiosas, político-ideológicas e intelectuais das pessoas. Vivemos em Sociedade, de a Sociedade é eclética nas suas idiossincrasias sociológicas e culturais. A crítica ácida acirra a ira e a violência ideológica e física. Temos que amar e respeitar os nossos semelhantes na exata medida de suas desigualdades, porque é assim que é. Cada um com o seu cada qual, porque ninguém é igual. Não se monta um quebra-cabeça com peças iguais. As pedras são diferentes mas na "gestalt" global elas se interagem e se completa. Estou lendo os comentários aqui nesta página e fico indignado com a soberba de algumas pessoas, quando se jactam de certa inteligência acima da média ponderada da maioria. Isso não é gabarito para provar sabedoria e conhecimento de causa. Entram no campo da Política, nas acepções multilaterais daqueles(as) de direita, de esquerda, de centro, enfim, só argumentos medíocres que em nada edificam a Sociedade, pelo contrário, apena dessignificam a criatura humana como um ser gregário e pensante. Pontos de vista todos nós temos e é bom que seja assim, só temos que respeitar cada ponto de vista pessoal porque isso é saudável e acrescenta novos ingredientes na pedagogia social, sociológica e interrelacional para as boas relações humanas. O atentado aos cartunistas franceses na redação do jornal satírico já era esperado porque com religião não se brinca, principalmente quando é uma religião que nela congregam fanáticos radicais e extremistas, como em algumas facções do Islã. Maomé é o profeta maior do Islã assim como Jesus Cristo para os cristãos, mesmo sabendo que Cristo não foi Profeta, mas o Deus encarnado no homem, como homem, se reconciliando com o Mundo em Jesus Cristo. Maomé e Alá para o islamismo são Deus e a reverência a Maomé para eles, para o Islã é sublime como divindade soberana! Lamento, mas houve excesso nas publicações jornalescas que foram consideradas desabonadoras à figura simbólica do profeta Maomé para o Islã. Também houve publicações desabonadoras com relação à religião cristã. Fico triste com essa falta de respeito e de sensibilidade com alguns órgãos da Imprensa que não têm limite e não medem as consequências das suas publicações. Que o Mundo estabeleça novos paradigmas doravante e passe a informar melhor e com mais responsabilidade os fatos na construção de um Mundo melhor, pacífico e edificante em amor, equilíbrio e respeito às culturas e às diferenças religiosas!

      • DUTRA - RIO Postado em 08/Jan/2015 às 22:46

        Exato Claude. Vide aquele episódio antigo onde um bispo da IURD chutou uma imagem de Aparecida no ar, na TV, e foi banido para os EUA. Ficou no ostracismo, mas não passou disso. A igreja católica reagiu com muita parcimônia. Temos que respeitar as diferenças religiosas, político-ideológicas e intelectuais das pessoas. Vivemos em Sociedade, e a Sociedade é eclética nas suas idiossincrasias sociológicas e culturais. A crítica ácida acirra a ira e a violência ideológica e física. Temos que amar e respeitar os nossos semelhantes na exata medida de suas desigualdades, porque é assim que é. Cada um com o seu cada qual, porque ninguém é igual. Não se monta um quebra-cabeça com peças iguais. As pedras são diferentes mas na "gestalt" global elas se interagem e se completam. Estou lendo os comentários aqui nesta página e fico indignado com a soberba de algumas pessoas, quando se jactam de certa inteligência acima da média ponderada da maioria. Isso não é gabarito para provar sabedoria e conhecimento de causa. Entram no campo da Política, nas acepções multilaterais daqueles(as) de direita, de esquerda, de centro, enfim, só argumentos medíocres que em nada edificam a Sociedade, pelo contrário, apenas dessignificam a criatura humana como um ser gregário e pensante. Pontos de vista todos nós temos e é bom que seja assim, só temos que respeitar cada ponto de vista pessoal porque isso é saudável e acrescenta novos ingredientes na pedagogia social, sociológica e interrelacional para as boas relações humanas. O atentado aos cartunistas franceses na redação do jornal satírico já era esperado porque com religião não se brinca, principalmente quando é uma religião que nela congregam fanáticos radicais e extremistas, como em algumas facções do Islã. Maomé é o profeta maior do Islã assim como Jesus Cristo para os cristãos, mesmo sabendo que Cristo não foi Profeta, mas o Deus encarnado no homem, como homem, se reconciliando com o Mundo em Jesus Cristo. Maomé e Alá para o islamismo são Deus e a reverência a Maomé para eles, para o Islã é sublime como divindade soberana! Lamento, mas houve excesso nas publicações jornalescas que foram consideradas desabonadoras à figura simbólica do profeta Maomé para o Islã. Também houve publicações desabonadoras com relação à religião cristã. Fico triste com essa falta de respeito e de sensibilidade com alguns órgãos da Imprensa que não têm limite e não medem as consequências das suas publicações. Que o Mundo estabeleça novos paradigmas doravante e passe a informar melhor e com mais responsabilidade os fatos na construção de um Mundo melhor, pacífico e edificante em amor, equilíbrio e respeito às culturas e às diferenças religiosas!

    • José Ruiz Postado em 08/Jan/2015 às 09:37

      defender a ação dos assassinos não, mas que tal um outro ponto de vista: esse ato acirra o movimento xenófobo na Europa, fortalece o conservadorismo de direita (nazismo).. porque membros do islã fariam isso? Porque marcariam um gol contra.. logo agora que estava nascendo uma consciência anti-EUA, talvez pró Eurásia?

    • Dirck Postado em 08/Jan/2015 às 10:32

      Se algum macaco raivoso defender os ataques aos cartunistas, pode ter certeza: trata-se de um coxinha seguidor do Bolsonaro, pei e filho.

    • Sandra Postado em 08/Jan/2015 às 10:37

      Célio, bom dia! Acho que você precisa rever os seus conceitos, "querido"... Se o jornal é tão péssimo assim, o que faz você, uma criatura tão.."culta" , vir até aqui?

    • Manoel Postado em 08/Jan/2015 às 11:19

      Não tem nada a ver com esquerda ou direita. Boçal é aquele que vê no radicalismo islâmico que mata crianças, escraviza mulheres como o Boko Haran na Nigéria e o Estado Islâmico no norte da Síria e no Iraque como atitudes normais pela djihad, ou guerra santa. É boçal quem acha que guerra não é santa, mas uma estupidez. Bossal é aquele que acha que todo aquele que pensa mais no social e na distribuição de riqueza mais justa é comunista, é burro!!!

    • francharles Postado em 08/Jan/2015 às 11:38

      A revista Charlie é de esquerda vossa sumidade, não gaste seu tempo com coisas que vc desconhece.

    • Death Metal Postado em 08/Jan/2015 às 11:41

      De "esquerda", defendendo os religiosos fanáticos? Haha, tá manjando bem, bro.

    • Cecilia Postado em 08/Jan/2015 às 12:51

      http://veja.abril.com.br

    • rafael Postado em 08/Jan/2015 às 13:31

      Foi terrível sim. mas assim como se deve respeitar raça e opção sexual, não se pode achincalhar as religiões. ficar dando tapa em casa de maribondo não é saudável. em 2001 já tinham incendiado o lugar por causa da charge do Maomé. sou a favor da liberdade de imprensa sim. mas com respeito. charges contra o islã ou qualquer religião nada mais é que um tipo de propaganda nazista, e isso não é liberdade. assim como charges contra gays é homofobia, raças é preconceito. contra o islã é engraçado? igreja católica? budismo? em qualquer uma delas vai ter aquelas pessoas um pouco mais doidas que vai interpretar como um ataque pessoal, e vai responder o ataque a sua fé de forma violenta, muitas pessoas nesse mundo individualista não tem nada alem de sua fé. são pobres, não tem confortos, tem uma vida muito difícil, guerras, pestes, não tem nem comida nem amigos, tem somente a fé em seus salvadores e em suas crenças. que teoricamente lhes ajudam a superar as adversidades. inocentes morreram pela falta de respeito dos dois lados.

    • testemunha binocular Postado em 08/Jan/2015 às 14:44

      Charlie Hebdo era um obcecado jornal anti-islâmico. De muito mal gosto. Tem charges piores que essa... Numa delas Maomé aparece de quatro e... Enfim... Era previsível que algum radical respondesse a tudo isso com algum atentado. Me pergunto: a quem interessa toda essa radicalização ? A quem serviam os inocentes úteis do "Charlie Hebdo" ?

    • Tales Postado em 08/Jan/2015 às 19:12

      Na verdade isso foi um ataque à extrema esquerda francesa, meu caro! Fascismo islamita, meu caro! Nem eles escapam. :/ Portanto, não haverão comentários ou argumentos convincentes defendendo tal ato abominável oriundos da esquerda. Seus julgamentos sobre a esquerda são decepcionantes. :/

    • Vera Postado em 08/Jan/2015 às 21:05

      Bom, respeito é bom e todo mundo gosta! E penso que pratica-lo não enfraquecera o direito de se expressar e sim demonstrará amadurecimento! Esta revista não tem a menor graça, e os terrorista são demasiadamente fanáticos, ou seja, uma combinação muito perigosa!

    • Norberto Postado em 08/Jan/2015 às 21:44

      O Idiota de Direita já postou a sua preconceituosa opinião (?!...).

    • Cebolinha Postado em 08/Jan/2015 às 21:50

      Celio, seja Sélio, não seja Otálio, pensando e agindo com a mesma postula dos assassinos ignolantes flanceses, achando-se dono da Lazão invadindo o dileito das outlas opiniões!!

    • Dani Postado em 09/Jan/2015 às 08:27

      Pior que já me deparei com isso no Facebook hoje cedo e fiquei perdidinha da Silva. O jornal pegou pesado, mas deveria ser questionado dentro da forma legal. O mais curioso é ver que quem procura minimizar o ataque falando do desrespeito do jornal à religião são as mesmas pessoas que na ânsia de atacar gente como o Feliciano (que merece mesmo muitas crítcas) acaba detonando as religiões cristãs também. Sinceramente, não entendo mais nada.

    • Shuma Postado em 09/Jan/2015 às 09:16

      Ta serto

    • Carlos. Postado em 09/Jan/2015 às 11:59

      Ambos perderam a razão ,os jornalistas foram vítimas dos fanáticos,e em contra partida os fanáticos podem dizer que a sua fé foi vítima de escárnio dos jornalistas. E então porque os fanáticos mataram ? Porque como o nome já diz, são loucos fanáticos com a prerrogativa que foram provocados. E então porque os jornalistas provocavam fanáticos ? Há outros motivos, mais o principal era interesse comercial, pois as sátiras contra o profeta toda vez que era publicada se esgotava rapidamente. O primeiro embate entre a revista e os fanáticos se deu em 2012 quando foi divulgado uma sátira do profeta e os fanáticos explodiram o escritório dos jornalistas.Mas antes da explosão acontecer ,tiragem da revista que foi de 75 mil exemplares,esgotou se em duas horas nas bancas. E então logo foram providenciadas mais 200 mil exemplares que também foram vendidas.

    • Marcelo Postado em 09/Jan/2015 às 15:16

      Só um detalhe, Celio. A Charlie Hebdo é de esquerda...

    • Edmi Postado em 09/Jan/2015 às 15:22

      Aposto que tem idiotas qua acham essas charges o máximo. É o mundo dos hipócritas! Não sri onde isso é liberdade de expressão!

    • Maria de Fátima Postado em 09/Jan/2015 às 15:32

      Penso que o pragmatismo apresenta componentes ideológicos e subjetivos.

    • JOAO LUIZ Postado em 09/Jan/2015 às 15:54

      Tremenda falta de respeito essas charges. Isso não á liberdade de expressão e sim abuso de expressão. O respeito deve estar em primeiro lugar pat atermos um mundo em paz !!!

    • Mário Joaquim Batista Postado em 09/Jan/2015 às 19:49

      Há coisas muito distintas: - Uma é expressar opinião. E outra é zombar da opinião do outro, seja ela religiosa, política, desportiva ...(portanto eles não morreram, eles suicidaram. Não tiro a nobreza deles em outros aspectos, mas neste acontecimento foi escolha deles, não há o que protestar é só respeitar) - Uma coisa é o terrorista decorrente de fanatismo religioso. E outra é a existência de uma multidão que acreditam em uma determinada religião com respeito aos demais. (cuidado: os demais muçulmanos não são coniventes e nem culpados, eles têm direito de expressarem sua crença e viverem - ou seremos outros fanáticos/monstros) "Quem não tiver nenhum pecado que atire a primeira pedra. Vivemos em sociedade. E em todos os grupos humanos, seja ele ideológico, econômico, etc., sempre aparece alguém do grupo para fazer uma besteira monstruosa, mas isso não legitima perseguir ou exterminar todos os grupos humanos do Planeta Terra...

    • Aline Postado em 09/Jan/2015 às 21:11

      O ponto culminante desta história é a intolerância: do Charlie para com os Muçulmanos (ao desrespeitar sua religião e generalizar o comportamento de um povo inteiro pelo de uma minoria) e dos terroristas contra o Charlie, ao querer exterminar seus agressores com uma agressão muito maior, um ato inaceitável, monstruoso, hediondo. Aí aparece um senhor querendo fazer parte do grupo dos intolerantes ao dizer que quem vota na Dilma é burro e ignorante. É assim que pessoas inteligentes agem? Será que o senhor conhece um milésimo dos eleitores dela para dizer uma idiotice dessa? Bem... quem julga sem conhecimento é que é burro.

    • EDNA ABRAHÃO Postado em 09/Jan/2015 às 21:47

      Não me considero idiota e também não sou uma pessoa inculta.Porém não acho justo que um jornal ou qualquer meio de comunicãção possa achacoalhar com a religião de ninguém. Não se joga pedra no telhado dos outros quando o seu é de vidro. E é conhecido pelo mundo inteiro que existe o lado radical de todas as religões. Então meu amigo não quer brincar não desça para play.

    • Neide lima Postado em 09/Jan/2015 às 22:24

      Péssimo jornal e vc esta lendo! Né?

    • elisa Postado em 10/Jan/2015 às 14:32

      Celio. Não há que discutir sobre os terroristas. O que eles fizem é barbaro e temos que combater a todo custo. Mas o que esses cartunistas fizeram foi muito desrepeitoso, irresponsável, imprudente. Eles não tinham o direito de zombar de nenhum deus. Para mim eles também comenteram um atentado. Eu condeno os dois lados e repudiu, pois ambos são VIOLÊNCIAS!! Sinto tristeza dos policias que morreram de forma covarde e nada tinham a ver com as partes envolvidas, estam lá, trabalhando.

    • [email protected] Postado em 10/Jan/2015 às 14:50

      Celio, sou totalmente contra terrorismo. A revista Charlie desrespeita e muito as tradições religiosas de varios povos. Isto é liberdade de expressão? Se for posso chmar e fozar alguem por ser negro, indio, gordo, gay. Acho que eles mexeram com fogo. Eles nao critiram de maneira respeitosa ou arfumentativa. Simplesmente mostraram que nao respeitam a cultura albeia. Sou contra terrorismo mas infelizmente quando se mexe com o que nao conhece pode ser desastroso.

    • miriam Postado em 10/Jan/2015 às 14:52

      Votar na Dilma nao me faz pior que voce. Mostra que estamos em um pais democratico e que Dilma ganhou pela escolha maior.

    • Maria Postado em 10/Jan/2015 às 16:26

      Vc concorda com essa visão exposta nessas "charges"? Vc acha que isso é liberdade de expressão? Pois, se vc não sabe, isso se chama xenofobia, ódio racial, ódio religioso, racismo e fere os direitos da dignidade humana e são "etiquetados" como "sátira" para manifestar tudo isso acima. O problema, que eu acho que é algo tão obvio, mas infelizmente como a maioria das pessoas é ignorante e teleguiada é que as pessoas estão confundindo os princípios anti-xenófobos, anti-racistas, e anti-ódio como se fosse a mesma coisa que defender terroristas fanáticos assassinos. O fato de eu não ser Charlie, porque eu não sou xenófoba, racista e não tenho ódio religioso, não significa que eu sou a favor de matança de fanáticos terroristas. Tem um grande abismo separando as duas coisas. Vc pelo jeito não tem capacidade de perceber a diferença, infelizmente tem muita gente como vc. Ser contra um jornaleco racista, xenófobo e que incita o ódio não significa ser a favor de terroristas assassinos. Acorda!!

    • Eliot Postado em 10/Jan/2015 às 18:44

      Você tem ciência que o Charlie Hebdo era de esquerda anarquista e que fazia vários trabalhos para o partido comunista francês? Então...

    • ramon carlos pozzatto Postado em 10/Jan/2015 às 19:49

      Assistir globo e que é saudável não acha Célio, com toda certeza eles sempre mostram a realidade dos fatos, as imagens 'criticas a religião' são saudáveis. Veja bem, não estou apoiando os terroristas, mas a forma que eles usam a liberdade de expressão era deplorável.

    • joao Postado em 11/Jan/2015 às 21:43

      se vc n~~ e cristão pelo menos respeitem o que são, e o tal charlie fazia ofensas ao cristianismo e ao islã. nunca fez humor inteligente

    • Brasil Postado em 11/Jan/2015 às 22:01

      O mínimo que podemos fazer é estudar e aprender a Língua Portuguesa.

    • Bruna Postado em 11/Jan/2015 às 23:50

      Roberto, numa sociedade a qual julgamos democrática, a liberdade de expressão não tem e nem deve ter limites. Porém concordo plenamente que deve haver respeito quando a mesma é expressada. Mas como estudante de jornalismo, esse ataque despertou em mim um incomodo pessoal. Acredito que hoje, vários tipos de manifestações, seja oral, escrita, artística, ou de qualquer tipo, despertam incomodo em várias pessoas. E é justamente aí que entra o modo como a gente deseja que o respeito seja exercido nessa situação. Eu posso manifestar uma opinião minha, que você considere desrespeitosa, e vice versa. Porém, você acha que eu devo deixar de expressá-la, porque para alguém ela vai ser considerada desrespeitosa? No meu ponto de vista não seria mais liberdade. O que eu quero dizer é que cada pessoa vai ter um pensamento, e na minha opinião, não posso considerar desrespeitoso o pensamento de alguém, apenas porque vai contra o meu. Não se manifestar por medo é justamente o caminho que percorremos para no final nada mudar. Frisando o que a Tatá disse "Porque eu acho que temos que defender a liberdade de expressão, mesmo quando não concordamos com o que ela expressa". Relembrando que a revista é satírica, e que a maioria das manifestações francesas são um pouco mais "ácidas" para o resto do mundo.

    • Carlos Pinto Postado em 11/Jan/2015 às 23:56

      Célio, aprenda a respeitar a opinião dos outros, assim você está agindo igual aos fundamentalistas que está criticando. Pense bem. As palavras também "matam".

    • Heitor Postado em 12/Jan/2015 às 09:07

      Condeno os ataques terroristas, mas penso que a revista francesa deveria agir com mais bom senso. O que a revista faz é uma puta falta de respeito com os muçulmanos. Fomenta preconceito em relação aos fieis muçulmanos e isso é lamentável. Como é possível a gente pedir paz se ao mesmo tempo somos contra a convivência harmonica entre diferentes culturas, sociedades e religiões. E é pura burrice a associação islamismo = terrorismo. A maioria das pessoas é ignorante em relação ao islamismo e sai por aí falando besteiras, baseadas no que a mídia prega.

    • KIka Postado em 12/Jan/2015 às 17:35

      Para abrir a sua "cabecinha" Célio!!! Eu não sou Charlie, je ne suis pas Charlie - Leonardo Boff 10/01/2015 Há muita confusão acerca do atentado terrorista em Paris, matando vários cartunistas. Quase só se ouve um lado e não se buscam as raízes mais profundas deste fato condenável mas que exige uma interpretação que englobe seus vários aspectos ocultados pela midia internacional e pela comoção legítima face a um ato criminoso. Mas ele é uma resposta a algo que ofendia milhares de fiéis muçulmanos. Evidentemente não se responde com o assassianto. Mas também não se devem criar as condições psicológicas e políticas que levem a alguns radicais a lançarem mão de meios reprováveis sobre todos os aspectos. Publico aqui um texto de um padre que é teóloogo e historiador e conhece bem a situação da França atual. Ele nos fornece dados que muitos talvez não os conheçam. Suas reflexões nos ajudam a ver a complexidade deste anti-fenômeno com suas aplicações também à situação no Brasil: Lboff *************************** Eu condeno os atentados em Paris, condeno todos os atentados e toda a violência, apesar de muitas vezes xingar e esbravejar no meio de discussões, sou da paz e me esforço para ter auto controle sobre minhas emoções… Lembro da frase de John Donne: “A morte de cada homem diminui-me, pois faço parte da humanidade; eis porque nunca me pergunto por quem dobram os sinos: é por mim”. Não acho que nenhum dos cartunistas “mereceu” levar um tiro, ninguém o merece, acredito na mudança, na evolução, na conversão. Em momento nenhum, eu quis que os cartunistas da Charlie Hebdo morressem. Mas eu queria que eles evoluíssem, que mudassem… Ainda estou constrangido pelos atentados à verdade, à boa imprensa, à honestidade, que a revista Veja, a Globo e outros veículos da imprensa brasileira promoveram nesta última eleição. A Charlie Hebdo é uma revista importante na França, fundada em 1970, é mais ou menos o que foi o Pasquim. Isso lá na França. 90% do mundo (eu inclusive) só foi conhecer a Charlie Hebdo em 2006, e já de uma forma bastante negativa: a revista republicou as charges do jornal dinamarquês Jyllands-Posten (identificado como “Liberal-Conservador”, ou seja, a direita europeia). E porque fez isso? Oficialmente, em nome da “Liberdade de Expressão”, mas tem mais… O editor da revista na época era Philippe Val. O mesmo que escreveu um texto em 2000 chamando os palestinos (sim! O povo todo) de “não-civilizados” (o que gerou críticas da colega de revista Mona Chollet (críticas que foram resolvidas com a demissão sumaria dela). Ele ficou no comando até 2009, quando foi substituído por Stéphane Charbonnier, conhecido só como Charb. Foi sob o comando dele que a revista intensificou suas charges relacionadas ao Islã, ainda mais após o atentado que a revista sofreu em 2011… A França tem 6,2 milhões de muçulmanos. São, na maioria, imigrantes das ex-colônias francesas. Esses muçulmanos não estão inseridos igualmente na sociedade francesa. A grande maioria é pobre, legada à condição de “cidadão de segunda classe”, vítimas de preconceitos e exclusões. Após os atentados do World Trade Center, a situação piorou. Alguns chamam os cartunistas mortos de “heróis” ou de os “gigantes do humor politicamente incorreto”, outros muitos os chamam de “mártires da liberdade de expressão”. Vou colocar na conta do momento, da emoção. As charges polêmicas do Charlie Hebdo, como os comentários políticos de colunistas da Veja, são de péssimo gosto, mas isso não está em questão. O fato é que elas são perigosas, criminosas até, por dois motivos. O primeiro é a intolerância. Na religião muçulmana, há um princípio que diz que o Profeta Maomé não pode ser retratado, de forma alguma. Esse é um preceito central da crença Islâmica, e desrespeitar isso desrespeita todos os muçulmanos. Fazendo um paralelo, é como se um pastor evangélico chutasse a imagem de Nossa Senhora para atacar os católicos… Qual é o objetivo disso? O próprio Charb falou: “É preciso que o Islã esteja tão banalizado quanto o catolicismo”. “É preciso” porque? Para que? Note que ele não está falando em atacar alguns indivíduos radicais, alguns pontos específicos da doutrina islâmica, ou o fanatismo religioso. O alvo é o Islã, por si só. Há décadas os culturalistas já falavam da tentativa de impor os valores ocidentais ao mundo todo. Atacar a cultura alheia sempre é um ato imperialista. Na época das primeiras publicações, diversas associações islâmicas se sentiram ofendidas e decidiram processar a revista. Os tribunais franceses, famosos há mais de um século pela xenofobia e intolerância (ver Caso Dreyfus), como o STF no Brasil, que foi parcial nas decisões nas últimas eleições e no julgar com dois pessoas e duas medidas caos de corrupção de políticos do PSDB ou do PT, deram ganho de causa para a revista. Foi como um incentivo. E a Charlie Hebdo abraçou esse incentivo e intensificou as charges e textos contra o Islã e contra o cristianismo, se tem dúvidas, procure no Google e veja as publicações que eles fazem, não tenho coragem de publicá-las aqui… Mas existe outro problema, ainda mais grave. A maneira como o jornal retratava os muçulmanos era sempre ofensiva. Os adeptos do Islã sempre estavam caracterizados por suas roupas típicas, e sempre portando armas ou fazendo alusões à violência, com trocadilhos infames com “matar” e “explodir”…). Alguns argumentam que o alvo era somente “os indivíduos radicais”, mas a partir do momento que somente esses indivíduos são mostrados, cria-se uma generalização. Nem sempre existe um signo claro que indique que aquele muçulmano é um desviante, já que na maioria dos casos é só o desviante que aparece. É como se fizéssemos no Brasil uma charge de um negro assaltante e disséssemos que ela não critica/estereotipa os negros, somente aqueles negros que assaltam… E aí colocamos esse tipo de mensagem na sociedade francesa, com seus 10% de muçulmanos já marginalizados. O poeta satírico francês Jean de Santeul cunhou a frase: “Castigat ridendo mores” (costumes são corrigidos rindo-se deles). A piada tem esse poder. Mas piada são sempre preconceituosas, ela transmite e alimenta o preconceito. Se ela sempre retrata o árabe como terrorista, as pessoas começam a acreditar que todo árabe é terrorista. Se esse árabe terrorista dos quadrinhos se veste exatamente da mesma forma que seu vizinho muçulmano, a relação de identificação-projeção é criada mesmo que inconscientemente. Os quadrinhos, capas e textos da Charlie Hebdo promoviam a Islamofobia. Como toda população marginalizada, os muçulmanos franceses são alvo de ataques de grupos de extrema-direita. Esses ataques matam pessoas. Falar que “Com uma caneta eu não degolo ninguém”, como disse Charb, é hipócrita. Com uma caneta se prega o ódio que mata pessoas… Uma das defesas comuns ao estilo do Charlie Hebdo é dizer que eles também criticavam católicos e judeus… Se as outras religiões não reagiram a ofensa, isso é um problema delas. Ninguém é obrigado a ser ofendido calado. “Mas isso é motivo para matarem os caras!?”. Não. Claro que não. Ninguém em sã consciência apoia os atentados. Os três atiradores representam o que há de pior na humanidade: gente incapaz de dialogar. Mas é fato que o atentado poderia ter sido evitado. Bastava que a justiça tivesse punido a Charlie Hebdo no primeiro excesso, assim como deveria/deve punir a Veja por suas mentiras. Traçasse uma linha dizendo: “Desse ponto vocês não devem passar”. “Mas isso é censura”, alguém argumentará. E eu direi, sim, é censura. Um dos significados da palavra “Censura” é repreender. A censura já existe. Quando se decide que você não pode sair simplesmente inventando histórias caluniosas sobre outra pessoa, isso é censura. Quando se diz que determinados discursos fomentam o ódio e por isso devem ser evitados, como o racismo ou a homofobia, isso é censura. Ou mesmo situações mais banais: quando dizem que você não pode usar determinado personagem porque ele é propriedade de outra pessoa, isso também é censura. Nem toda censura é ruim… Deixo claro que não estou defendendo a censura prévia, sempre burra. Não estou dizendo que deveria ter uma lista de palavras/situações que deveriam ser banidas do humor. Estou dizendo que cada caso deveria ser julgado. Excessos devem ser punidos. Não é “Não fale”. É “Fale, mas aguente as consequências”. E é melhor que as consequências venham na forma de processos judiciais do que de balas de fuzis ou bombas. Voltando à França, hoje temos um país de luto. Porém, alguns urubus são mais espertos do que outros, e já começamos a ver no que o atentado vai dar. Em discurso, Marine Le Pen declarou: “a nação foi atacada, a nossa cultura, o nosso modo de vida. Foi a eles que a guerra foi declarada”. Essa fala mostra exatamente as raízes da islamofobia. Para os setores nacionalistas franceses (de direita, centro ou esquerda), é inadmissível que 10% da população do país não tenha interesse em seguir “o modo de vida francês”. Essa colônia, que não se mistura, que não abandona sua identidade, é extremamente incômoda. Contra isso, todo tipo de medida é tomada. Desde leis que proíbem imigrantes de expressar sua religião até… charges ridicularizando o estilo de vida dos muçulmanos! Muitos chargistas do mundo todo desenharam armas feitas com canetas para homenagear as vítimas. De longe, a homenagem parece válida. Quando chegam as notícias de que locais de culto islâmico na França foram atacados, um deles com granadas!, nessa madrugada, a coisa perde um pouco a beleza. É a resposta ao discurso de Le Pen, que pedia para a França declarar “guerra ao fundamentalismo” (mas que nos ouvidos dos xenófobos ecoa como “guerra aos muçulmanos”, e ela sabe disso). Por isso tudo, apesar de lamentar e repudiar o ato bárbaro do atentado, eu não sou Charlie. Je ne suis pas Charlie.

    • jhown Postado em 12/Jan/2015 às 19:27

      Se e de direita ou de esquerda se e barato ou caro o que importa e que os filhos da puta ta no inferno já que eles gostam de homosexuais agora podem chupar o pau do diabo . Faz vc Tb isso otario

    • Victor Postado em 12/Jan/2015 às 22:16

      Charlie Hebdo é de Esquerda, vou te chamar de retardado mesmo, porque essa babaquice de falar em Esquerda e Direita sem nem saber do que se trata é FODA! Retardado do caralho

    • Victor Postado em 12/Jan/2015 às 22:16

      Celio, tu não sabes nem o que é Esquerda ou Direita, Charlie Hebdo é de Esquerda.

    • Thiago Postado em 12/Jan/2015 às 22:54

      Quem procura, acha. Passaram do limite ridicularizando a religião alheia. Charges sem graça.

    • Iara Postado em 13/Jan/2015 às 07:33

      Quem deu o primeiro "tiro"?

    • César Borges Postado em 14/Jan/2015 às 10:17

      Não vejo ninguém defendendo os terroristas. Acho que você foi infeliz em ter se precipitado em suas afirmações.

  2. mila Postado em 07/Jan/2015 às 18:32

    Cada um assume aquilo que divulga ao mundo.... Eles assumiram e pronto e sabiam das consequencias... esses muçulmanos se bobear vão a lua para metralhar alguém que esteja lá falando, mal do fanatismo deles.

  3. Jaciel Postado em 07/Jan/2015 às 18:34

    Jesus te alienou. Ele e a liberdade, a justiça e os direitos do nosso lindo e justo mundo ocidental. Esta bela invenção que a tudo quer tornar igual. Me pareceu isso. Não entendi

  4. Isabel Postado em 07/Jan/2015 às 18:39

    Comdeno a ação do jornal desrespeitoso para com a cultura de outras pessoas, não deveriam cconfundir liberdade de expressão com liberdade de desrespeito. Condeno veemente o ato de um grupo de idiotas fanáticos que mata alguém no nome de uma idologia! O mundo vai ter que parar e as pessoas vão ter que pensar bem no que estão fazendo...!

    • Helena Postado em 07/Jan/2015 às 19:10

      Falou tudo, Isabel! Respeito à diversidade cultural, respeito à vida!

    • Marlon Postado em 07/Jan/2015 às 20:37

      Pessoas merecem respeito. Idéias NÃO!

      • Aloha Postado em 09/Jan/2015 às 12:37

        Se as pessoas merecem respeito, as ideias delas também merecem respeito. E olha lá: nem todas as pessoas merecem respeito. Como você.

    • geraldo Postado em 08/Jan/2015 às 00:45

      muito em colocada a questão , a real é que a liberdade de expressão , tem limites...........

    • Sandra Postado em 08/Jan/2015 às 10:43

      Sim, Isabel! Nessa história, quem é realmente a vítima. Se é que há mesmo uma vítima em tudo isso... A liberdade de expressão nesse caso, não passa de um atentado contra a dignidade humana. Mas não também se resolve assim, "dente por dente, olho por olho." Até onde vamos com tudo isso. O ser humano é vítima de si mesmo!

  5. ANGELA CORREIA Postado em 07/Jan/2015 às 18:51

    Jornalismo ridículo... Liberdade de expressão não tem nada haver com o desrespeito com o outro! Só quem confunde isso tem tais comportamentos invasivos...

  6. Israel Postado em 07/Jan/2015 às 18:54

    Bom, a ação nada difere das nossas realidades. Aqui em nosso país também vivenciamos tais práticas porém, estas de modo discreto, quase invisível aos olhos midiáticos.Veja-se por exemplo o modo como ainda respondemos quando falamos acerca das pessoas seguidoras das religiões de matrizes africanas, asiáticas e demais. O ocorrido na França de fato, é um reflexo do quanto o mundo e seus componentes racionais ainda preferem manter o padrão primata: que vença o mais forte.

  7. Jeisa Araújo Postado em 07/Jan/2015 às 18:55

    Cada um pensa o que quer, escreve o que quer e lê o que quer. Matar alguém por pensar diferente de você é intolerável. Deveríamos propagar todos esses cartuns, milhões de pessoas no mundo todo, para que se veja que teríamos que explodir o planeta, finalmente, para que tudo ficasse conforme queremos.

    • Mila Postado em 09/Jan/2015 às 18:19

      Meu caro, você quer um mundo sei lei? Não funciona

  8. João Carlos Postado em 07/Jan/2015 às 18:56

    Celio, leia um pouco sobre os mortos neste horrivel atentado de hoje. http://blogdaboitempo.com.br/2015/01/07/atentado-contra-a-extrema-esquerda-na-franca/

  9. MrPrank Postado em 07/Jan/2015 às 19:00

    Via a blasfêmia!

  10. Janete Postado em 07/Jan/2015 às 19:13

    concordo Isabel, vc eh sensata

  11. PENHA LIMA Postado em 07/Jan/2015 às 19:18

    No Brasil vivemos um estado laico, o respeito às religiôes é primordial.RESPEITAR É ESSENCIAL PARA VIVERMOS EM PAZ. QTO AO OCORRIDO : Um erro não conserta o outro.Simples assim.

  12. Andreia Camargo Postado em 07/Jan/2015 às 19:47

    O cancer do mundo é as religioes que fornifica as mentes humanas e os coloca num tunel de fanatismo e incompreensao da razao.

    • Francisco Postado em 09/Jan/2015 às 11:42

      Não sabe nem escrever e quer pagar de intelectual. As religiões formaram, formam e formarão o caráter comportamental de todas as sociedades, algo fácil de se observar quando o mundo é separado em oriente e ocidente. O Brasil, como grande parte dos países de ocidente, é cristão; ou seja, o Brasil possui valores cristãos que, querendo ou não, acreditando ou não, estão arraigados na sociedade. Muitas religiões buscam compreender o equilíbrio do mundo e, dessa forma, mantê-lo harmonioso. Com muito estudo! Se a religião é tão irracional assim, sugiro que busque os maiores pensadores em todos os ramos e veja onde estudaram: medicina e filosofia não seriam nada hoje sem essas pessoas "incapazes de compreender a razão". Obviamente, o FANATISMO deve ser evitado, assim como o respeito deve ser buscado. Nada justifica o que foi feito na França, contudo, conhecendo a religião e a existência de extremistas, era questão de tempo. E não, não estou criando argumentos para defender os assassinos. Busque se informar um pouquinho mais antes de postar comentários tão absurdos quanto este. Pessoas excelentes são crentes de alguma religião, seja ela qual for. Esse mundinho utópico de todos iguais nunca existirá, se acabassem as diferenças político-religiosas, existiriam as diferenças naturais. Reflita!

    • Rui Alves Postado em 10/Jan/2015 às 16:52

      Ate que enfim...que venho de ler uma frase com um verdadeiro sentido,que resume a situaçao que se vive actualmente

  13. Filipe Postado em 07/Jan/2015 às 19:49

    Até agora não entendi como alguém que eventualmente tivesse uma "ideologia politica, barata e de esquerda" conseguiria formar um raciocínio pra defender um ataque terrorista. Isso me soaria mais factível vindo de alguém com ideologia conservadora, ainda que inadmissível. Realmente é muita vontade de criticar a esquerda. PS: não sou de esquerda, nem de direita.

  14. Mya Gatto Postado em 07/Jan/2015 às 19:58

    Tem um aí que parece que acha que a culpa é do eleitor da Dilma. Se o assunto não fosse tão triste eu acharia engraçado mais esse sinal de despeito coxinha.

  15. giuliano Postado em 07/Jan/2015 às 20:00

    Que comentario é este? Eleitores burros da Dilma??? Acho tao demodê. Pretenso extremismo intelectualóide que surgiu no Brasil recentemente. Respeite seu semelhante meu amigo. Cada um escolhe votar em quem quiser. Isto enriquece a democrcia. E não o contrário...

  16. Maria Emilia Lino da Silv Postado em 07/Jan/2015 às 20:03

    Estou com a Isabel: precisamos aprender a nos respeitar um ao outro. A liberdade infinita é barbárie. A verdadeira liberdade tem final: no respeito pelo outro.

    • Ricardo Postado em 08/Jan/2015 às 21:36

      Enfim... Uma professora de psicologia me disse há alguns meses que estamos nos tornando uma "sociedade de borderliners"... Certa vez ouvi um desembargador afirmar que estamos nos "desumanizando"... E o comentário desse tal de Célio parece ser um sintoma de tudo isso; sequer teve a capacidade de se dar conta do que está acontecendo... Tristes tempos...

  17. Alan Postado em 07/Jan/2015 às 20:08

    se escrevessem algo zombando os judeus em relação ao nazismo teriam sido presos, pois seria considerado antisimetismo e em vários lugares da europa é o único preconceito que dá cadeia.

    • Marcelo Postado em 07/Jan/2015 às 20:53

      Faço das palavras da Isabel e do Alan as minhas palavras. Tantas sátiras inteligentes podem ser feitas e esse jornal desrespeitando ou até perseguindo com sátiras agressivas e repugnantes. Quem será que bancava essas porcarias?(fica a pergunta). Por outro lado o fanatismo religioso só traz tragédia atrás de tragédia. Guerra Santa que o diz que de Santa não tem nada.

      • marcelo Postado em 07/Jan/2015 às 22:26

        pelo o que eu vi das charges, eles criticavam o fanatismo e radicalismo, o que estava no meio disso tudo, a religião. Para um religioso com um dogmatismo que respeita um dos direitos universais, a vida, isso seria fonte de incômodo para com os dogmas de sua religião. Para um religioso que entende os dogmas, mas sobretudo entende que o radicalismo e fanatismo são prejudiciais, isso seria fonte de cautela.Para um religioso que entende sua religião como mais uma, e não a verdadeira, isso seria uma irrelevância. Só pra radicais e fanáticos, uma piada que critica sua prática ,que do ponto de vista humano é bastante atrasada, isso é fonte de ofensa e sacrilégio condenando o aquele que fez a ofensa a morte. Ok voltamos a idade média.

      • marcelo B Postado em 07/Jan/2015 às 22:33

        onde eu coloquei "dogmatismo", leiam "dogma", o "dogmatismo" seria a degeneração do dogma.

      • Renan Postado em 08/Jan/2015 às 10:33

        Respeito é algo muito subjetivo para cercear a liberdade de expressão dos outros. Po exemplo: muita gente acha que gays se beijarem em público é falta de respeito, sendo assim eles deveriam parar de se beijar na rua? Não acho isso certo. Acho que contanto que não seja discurso de ódio toda expressão é válida, ainda mais dentro do humor. Alem disso, as publicações não eram distribuídas na rua, ou veiculadas em TV aberta. É um veículo de mídia particular com um público alvo específico. Pode ter sido falta de bom senso da parte deles, mas acho que se formos nos preocupar se vamos ofender alguem com nossas opiniões, vamos viver uma eterna auto-censura. Não me entendam mal, sou contra todo tipo de intolerância ou discurso de ódio, seja racista, homofobico, o que for. Só acho que as publicações não se encaixam nesses quesitos.

    • André Postado em 07/Jan/2015 às 23:13

      Não sei se satirizavam o holocausto, mas os judeus são zoados a rodo pelo jornal.

  18. Ruy Dias Postado em 07/Jan/2015 às 20:12

    O que eles esperavam fomentando ódio? Não faltam fanáticos de todos os quilates no mundo.Acho que não se deve provocar quem dorme no sereno.

  19. Alexandre Postado em 07/Jan/2015 às 20:16

    Pelo comentário do especialista em eleitores de Dilma lá em cima,começo a temer pela revista inVEJA.

  20. Kadhafi Postado em 07/Jan/2015 às 20:22

    Acho que deveria ser proibido esse tipo de charge sobre questão religiosa, isso é considerado como um insulto a os religiosos, eu não sou religioso, mas a maior parte que segue a religião é doentia, raivosa e radical, odeiam quando alguém brinca ou faz algum tipo de opinião contrária a ideologia religiosa.

  21. Adilson Postado em 07/Jan/2015 às 20:29

    Quem procura acha, então encontraram... quando não se quer o efeito, não deem início a causa! Confundem liberdade com libertinagem, ultrapassaram, apagaram as fronteiras do respeito, o direito de alguém vai até o limite que começa o do outro, eles causaram sua própria desgraça incitando o leão adormecido, como já foi citado. Não dispenso os meus sentimentos a lado nenhum, ambos estão errados, pois inocentes morreram por causa de alguns babacas e suas sátiras de mau gosto!

    • Glaubers Postado em 08/Jan/2015 às 15:14

      Cuidado mulheres! Existem homens libidinosos, contendo sua fúria sexual! Jamais os provoquem, usem roupas adequadas, não saiam a noite, não cause sua própria desgraça!

  22. Diego Postado em 07/Jan/2015 às 20:45

    Acho que a revista exagerava. Tenho certeza que os terroristas - como o nome já sugere - exageraram. É barbárie pra tudo quanto é lado.

  23. André Anlub Postado em 07/Jan/2015 às 20:50

    Como pode haver uma pessoa, diante de uma tragédia dessa, levar para partidarismo e afins. Daqui a pouco vem alguém e grita Mengo ou outro time qualquer!

  24. Gustavo Postado em 07/Jan/2015 às 21:14

    Todo fundamentalismo ameaça a democracia. Criticar ou satirizar crenças não pode ser considerado desrespeito. Caso contrário os ateus poderiam se sentir desrespeitados ao ter que conviver com pregações, cruzes etc..

  25. Antonio Dimitri Postado em 07/Jan/2015 às 21:52

    O lema é antigo,mas estará sempre em vigor: "toda ação provocará uma reação"! Não pretendo com isso, justificar a bárbarie do atentado, mas refletir sobre os atos provocativos e muitas vezes abusivos travestido por uma fajuta "liberdade de expressão"! Se de um lado há os radicais capazes de tudo para defender seus ideais religiosos, de um outro há também os radicais para afrontá-los! E a prova de tudo isso, infelizmente está exposta a todos...De forma dolorida e sangrenta! Para finalizar, gostaria de deixar uma pergunta no ar: por que será que os semoventes de direita, não detém da mínima capacidade de participar de uma discussão, sem a qual exponha seus cascos ferozmente?

  26. shirlei Postado em 07/Jan/2015 às 22:01

    Em outra página, disse q ñ poderia me solidariezar com o fato ocorrido, e muitos nao entenderam... Todos os chargistas dessa revista, já sabiam há anos q poderiam ser alvo de algum grupo fanático, pois exitiram outros atentados antes desse. Mas em nome da "liberdade de expressao" continuaram com suas charges num nível bem inteligente e intelectual... Enfim, deu no que deu e o único sentimento que honestamente posso ter, é o de lamentação. Mas ñ há vítimas nesse atentado a não ser dos policiais e seguranças.

    • Revoltado Postado em 07/Jan/2015 às 23:55

      Que burra você é! Então se te ameaçarem porque você ter uma ideia, você nunca mais vai falar sobre essa ideia porque se alguém te matar a culpa é sua, já que eles avisaram? Todos te entenderam, você que não merece ser escutada.

    • gustavo duca Postado em 08/Jan/2015 às 09:25

      Lamento por vc seu comentario e modo de pensar. Nao podem existir dogmas intransponiveis em.uma sociedade. O humor estilo chacota é bizarro a atitude destes grupos extremistas. O mesmo deveria ser feito quanto as atitudes dos EUA por exemplo.

  27. Daniel Cidade Postado em 07/Jan/2015 às 22:15

    O pragmatismo político está tentando culpar a vítima. Que absurdo. O jornal tem todo o direito de ser ofensivo para com uma religião. Isso se chama liberdade de expressão. As próprias religiões a utilizam quando ofendem as mulheres considerando-as inferiores ou quando ofendem os não crentes achando que vão todos para o inferno. Se as religiões tem o direito de serem tão ofensivas para com o mundo, porque um jornal não poderia ser ofensivo para com uma religião? É muita incoerência. Você não tem o direito de não ser ofendido. A ofensa NÃO É o limite da liberdade de expressão.

    • João Paulo Postado em 07/Jan/2015 às 22:48

      Quanta besteira .... Na sua (i) lógica, fanáticos religiosos também teriam o direito de assassinar livremente em nome da "liberdade", pois os cartunistas não têm direito a achar que são imortais.

    • geraldo Postado em 08/Jan/2015 às 00:57

      é sim , a ofensa é um limite entre os todos os seres humanos , assim como as religiões que deturpam a filosofia na sua essencia , falam em nome de um deus proprio de suas idéias e não de uma susposta lei universal que é a vida , a crença de que não somos deuses para comandar a natureza e o universo. tudo tem um limite , até quem é ateu deve ser respeitado , portanto meu caro reflita mais sobre a liberdade de expressão , quem sabe você consiga ser mais humano.....

    • washington Postado em 08/Jan/2015 às 08:10

      aí vc extrapolou os limites da IMBECILIDADE!

  28. Rosendo Postado em 07/Jan/2015 às 22:18

    Vão dizer que a culpa é da Dilma

    • Neiva Postado em 09/Jan/2015 às 06:53

      O tal Célio lá em cima já aventou essa possibilidade

  29. Gabriel Postado em 07/Jan/2015 às 22:22

    Enquanto a discussão partir do "acontecimento" para explicar o todo, as ações mortíferas e odiosas (de ambos os lados) continuarão a ocorrer. Qualquer atentado à vida é deplorável. Todavia, entender a questão palestina é algo muito mais amplo do que discutir se a charge deveria ou não ser publicada....Agora, para esquentar o debate: quando uma bomba atinge escolas árabes e mata centenas de crianças, o jornal solta apenas uma nota....Por quê?

  30. lima Postado em 07/Jan/2015 às 22:29

    Confesso q depois q olhei a falta de respeito das charges com a religião, ficou uma interrogação na cabeça.

    • Levi Postado em 08/Jan/2015 às 11:29

      Concordo com voce Lima , e muita falta de respeito , criticar e uma coisa , mas isso e humilhar e defamar , por mais que eles nao acreditem em nada , eles nao podiam desrespeitar a tal ponto , gente ruim existe em todas as sociedades , pequenas e grandes mas nesse acontecimento os dois lados erraram muito , ta todo mundo errado , eles de nao respeitarem os religiosos e os matadores fanaticos por nao respeitarem a vida !

  31. João Paulo Postado em 07/Jan/2015 às 22:55

    Charges bobas, sem qualquer graça e ofensivas. Morreram por nada. Só por conta de seus próprios egos e por amesquinharem as crenças de vários povos. Quando a Justiça falha, o caos acha seu espaço. A França não inibe aqueles que injustificadamente querem ofender, logo, os meios "alternativos" para se solucionar conflitos aparecem.

  32. Sofia Postado em 07/Jan/2015 às 23:06

    Achei extremamente ofensivas e de péssimo gosto. Elas justificam assassinatos? É óbvio que não.

    • Ricardo Tedeschi Postado em 08/Jan/2015 às 11:49

      Concordo! Objetivo e direta, a sua resposta Sofia.

    • Ateu Postado em 08/Jan/2015 às 18:29

      No seu pequeno e restrito conhecimento ocidental não. O mundo não se resume no seu umbigo, conheça outras culturas e povos. Pinte menos os cabelos e vai adquirir conteúdo, numa visão oriental islâmica (e outras) eles são santos. Defenderam Maomé e Alá de ridicularização dos filhos de satã. Sofia Seu profeta ensina a covardia,"se derem um tapa na sua face direita, ofereça-lhe a esquerda", maomé o iluminado ensina a lutar contra os filhos de satã que levantarem contra o islã. Sou ateu, mas simpatizo mais com o islã.

      • Paulo Rozendo Ferreira Postado em 08/Jan/2015 às 20:23

        Você é um pobre e miserável porque você acaba de escrachar Jesus Cristo, o que você tá dizendo é se sua mãe der-te um tapa na tua cara, tu a mata, lê os cincos primeiros livros da bíblia antes de falar merda.

      • Marcia Postado em 12/Jan/2015 às 23:20

        Você sabe que Jesus é considerado um dos profetas do Islã? Sabe que o Cristianismo e o Islã tem mais em comum do que se pensa? Já leu a Bíblia, o Alcorão ou o Torá? Não acha que é preciso mais informação e mais respeito com a opinião dos outros? Nosso mundo já ruim de mais para alguém que se diz ateu, mas com inclinações islâmicas, ficar ofendendo pessoas atrás do seu anonimato. A Internet tem destas coisas. Faz as pessoas anonimas e elas se sentem seguras para dizerem o que quiserem sem limites. Vai estudar rapaz!!!Abra sua mente!!!

  33. AlechriM Postado em 07/Jan/2015 às 23:19

    + repeito e - fanatismo.. pronto! eee galera, não precisam se morder.

    • DeboraR Postado em 08/Jan/2015 às 13:06

      Assustada com os comentários! Fanática e violentamente discutem o fanatismo e a violência! Melhor ser atropelada por um fanático de esquerda ou de direita?

  34. Norberto Postado em 07/Jan/2015 às 23:22

    E a liberdade de imprensa ? Não vida nenhuma ofensa, só criticas que qualquer cidadão inteligente e racional entende.

    • Thiago Teixeira Postado em 08/Jan/2015 às 09:25

      Eu acho que há limites. Aquela história, a sua liberdade vai até o limite que você fere integridade (física ou moral) de outra pessoa. E no caso dessa mídia francesa, passaram do ponto.

      • eu daqui Postado em 08/Jan/2015 às 12:14

        MAS PARA ESTIGMATIZAR E VILANIZAR A CLASSE "MÉRDIA" BRASILEIRA NÃO SE PRECISA DE LIMITES, NÉ MESMO?

      • Paulo Rozendo Ferreira Postado em 08/Jan/2015 às 20:24

        Eu queria ver você defendo assim Jesus.

  35. Luana Postado em 08/Jan/2015 às 00:12

    Como se as imagens justificassem a barbaridade, culpando as vítimas por terem 'procurado por isso'....existem meios legais pra contestar e buscar reparação a ofensas recebidas....nada justifica o radicalismo que deve ser banido de qualquer sociedade.

  36. Jean Postado em 08/Jan/2015 às 00:17

    Charges ofensivas e sem graça. Claro que eu não mataria alguém por conta disso, mas os caras sabiam que os fundamentalistas são pirados, estavam pedindo bala...os franceses têm uma tradição anti-religiosa herdada da revolução francesa (Piérre Gaspard Chaumette e outros). Isso justifica a cifra de 30% de ateus naquele País, mas não justifica a falta de respeito com a crença alheia. Feridas que se abrem entre ocidente e oriente...

  37. pedro amarildo vieira Postado em 08/Jan/2015 às 00:42

    Nada,,, justifica tirar a vida de um semelhante. Se estavam por alguma razão,descontentes com os desenhos e charges,deviam combate-las com as mesmas armas,no campo das idéias e JAMAIS partir para o assassinato,que de passagem é plenamente PROIBIDO, por qualquer religião,que tenha um DEUS coerente com à vida.

  38. Egídio Postado em 08/Jan/2015 às 01:31

    Apenas espero o mesmo tratamento de quem comentou acima e da própria revista dita pragmática pra quando quebrarem imagens de santas e enfiarem cruzes nos genitais quando algum extremista fizer isso numa passeata cristã e chamar de arte. Passar bem!

  39. claudia Postado em 08/Jan/2015 às 02:03

    em uma das capas ofenderam a trindade de maneira bem nojenta, sou cristã, mas nem por isso vou sair matando quem ofende a Jesus, de maneira nenhuma, todos um dia serão julgados por ELE, cada um vai prestar contas de seus atos. Mas infelizmente os mulçumanos não pensam assim.

  40. Juarez Silva Postado em 08/Jan/2015 às 02:43

    Não está justificado, mas explicado "Quem mexe em casa de marimbondo, acaba ferroado", "humoristas" que não sabem com quem e como "brincar" devem estar preparados para receber a indignação e ações vindas dos ofendidos..., em se tratando de ofendidos "comuns" isso geralmente é um protesto simples ou processo judicial, mas quando entre os ofendidos podem se encontrar fundamentalistas com ligações tradicionais com práticas terroristas... a coisa muda de figura; não estou apoiando ato terrorista, mas avaliando que ao não se levar em consideração a possibilidade e levar a cabo charges desrespeitosas e problemáticas em nome de uma pretensa "liberdade de expressão", o veículo estava não apenas assumindo o risco, mas praticamente provocando..., resultado está ai...:

    • lívio Postado em 10/Jan/2015 às 00:02

      boa colocação Juarez,... pensei que não encontraria uma frase permeada de sensata reflexão, e com um toque mais que louvável de imparcialidade... muito bom cara, de verdade, parabéns pelo conteúdo permeado de bom senso...

  41. Mario Francisco Giani Mon Postado em 08/Jan/2015 às 03:07

    Quem sai na chuva é pra se queimar.

  42. vinicius mr Postado em 08/Jan/2015 às 03:54

    É lamentável o que esses caras fizeram na forma de charges, porque eles mexeram com algo muito íntimo e sagrado para bilhões de pessoas. Eu acho que o estado Frances deveria limitar certas charges, principalmente as que mexem com a fé das pessoas. Eu sou Cristão e fiquei muito ofendido de ver a charge que eles fizeram, tentando humilhar Pai, Filho e Espírito Santo. Acho que todas as coisas na nossa vida, requerem certos limites, pois se eles fizesses charges sobre o holocausto contra os Judeus, ou charges racistas, certamente receberiam críticas e seriam censurados. Mas como a sociedade francesa, e o governo não ligam tanto pras religiões, e pras pessoas que tem fé, eles ignoraram essas ofensas em forma de desenhos. Mas de qualquer forma eu não apoio os ataques violentos aos chargistas, que fizeram essas ofensas contras várias religiões e contra a Igreja católica e o Papa(e eu não sou católico), gerando ódio desse grupo extremista(não todos os muçulmanos). Acho que o respeito as diferenças, e também a tolerância as religiões que não conhecemos, também deve prevalecer, e pelo que parecia nas charges, eles não toleravam as religiões, e por isso zombavam e ofendiam com agressividade sarcástica. Mas eles não souberam discernir, que a fé das pessoas é algo íntimo e individual, podendo ter um valor e uma reação individual, de acordo com cada cidadão. Cada pessoa pode reagir de uma forma perante ofensas como essas. Eu não aprovo a atitude extrema do grupo radical, de forma alguma. Não se justifica uma violência dessas por causa das charges. Mas também não acho bom, fazer escárnio dessa maneira com símbolos sagrados, que produzem fé e esperança. Para Deus existem limites para essas atitudes como diz o texto bíblico "Por esse motivo eu lhes digo: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada. Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem nesta era nem na era que há de vir." Mateus 12:31-32

  43. Leandro Postado em 08/Jan/2015 às 09:04

    Este é o maior mal da humanidade, a intolerância, nada justifica a morte de seres humanos, religião, política, futebol, o respeito a vida sempre tem que prevalecer. Todos nos temos o direito de pensamento e a expressão, o diálogo pacifistas e a resposta para a harmonia. Meus pêsames para as famílias dos cartunistas. Em quando ouver pessoas preconceituosa e com pensamento de superioridade o mundo sempre estará em guerra.

  44. Alan D'Los Santos Postado em 08/Jan/2015 às 09:07

    A moral é que ninguém respeita a opinião um do outro aqui nessa página. Vocês criticam (ou defendem) o atentado com a mesma arma: A INTOLERÂNCIA.

  45. Lara Porto Postado em 08/Jan/2015 às 09:10

    Uma coisa é certa: não existe maldição sem causa...Plantaram vento, esperavam colher o que? Essa charge da Santissíma Trindade é de uma falta de respeito sem limites.

  46. Mustafá Postado em 08/Jan/2015 às 09:18

    Salam a todos O objetivo deste triste episódio foi disseminar ódio e preconceito contra muçulmanos. O preconceito começou com as charges como forma de zombar e depreciar. Não sei se o jornal em questão faz charges ofensivas contra judeus, negros ou gays. Ou cristãos. E o objetivo foi justamente causar reação adversa para levantar polêmica. Isso da audiência. A segunda etapa para disseminar o preconceito foi a reação dos radicais. Foi prato cheio para acusar quase 2 bilhões de muçulmanos que vivem nesse planeta. Não é uma minoria radical, mas o todo que é passível de cometer crime. No Brasil vivem aproximadamente 1,5 milhão de muçulmanos. Aqui tem atentado? Mesmo assim há quem classifique islamismo como crime. Não é crime e nem machismo. A mulher muçulmana é tratada como rainha, tem direitos, deveres, igualdade. Islamismo não é terrorismo nem fanatismo. O islam prega a paz, a caridade e a tolerância. Leiam, pesquisem sobre. O conhecimento acaba com qualquer preconceito. Vc não discrimina quem vc conhece.

  47. Thiago Teixeira Postado em 08/Jan/2015 às 09:22

    Eu acho que se descobrirem um bloco de gelo no subsolo de Plutão ... vão relacionar o caso com a Dilma. Meu, tudo esses reacionários de plantão tem que atacar a esquerda, Cuba e o PT? Vira o disco coxinhada.

  48. Roberto Pedroso Postado em 08/Jan/2015 às 09:23

    O terrorismo marca o nosso século com uma macula indelével com sua brutalidade e selvageria transmitindo o soturno recado aos governos constituídos e estabelecendo uma triste verdade contemporânea: não existe mais lugar seguro.Mais tétrico e ignóbil que o próprio terrorismo sãos os meios e formas(ineficazes e demagógicos) adotados pelas potências ocidentais na suposta tentativa de combater esse mal,talvez agora até mesmo os conceitos de liberdade de expressão serão severamente prejudicados com a constatação de que nem mesmo as grandes potencias ocidentais do mundo capitalista neoliberal industrializado estão seguras diante da ameaça do terror,ademais o que pese uma certa falta de limites em satirizar com humor mordaz certas bases politicas e religiosas nada justifica um ato celerado de violência,repito mais uma vez estamos perplexos ao assistir a historia de nosso século sendo escrita com ódio,iniquidade,fúria e sangue.Assustados devemos nos perguntar o que de pior poderá vir adiante?

  49. Jana Postado em 08/Jan/2015 às 09:28

    Concordo com Joao Paulo e Jean.Nao gostei mesmo das charges,ofensivas e sem graça.Cutucaram onça com vara curta. Um deles até andava com escolta.Já esperavam pelo pior.

  50. Niwson Postado em 08/Jan/2015 às 09:29

    O ato de violência nunca terá justificativa, seja ele qual for. Agora como opinião pessoal as charges não eram criativas e muito menos dignificava o humor, basta pegar um pequeno exemplo: no lugar do Corão colocar a Bíblia ou então o Papa, Jesus Cristo, Buda em qualquer das charges certamente os crentes destas religiões se sentiriam ofendidos, mas é claro que todo ato de violência é um desequilíbrio do ser humano que perde a razão, podemos debater, discutir, mas jamais matar, agredir o nosso semelhante.

  51. LUCIANO BEZERRA Postado em 08/Jan/2015 às 09:33

    A questão que a imprensa não focaliza é a agressão do jornal aos muçulmanos. Se está difícil a um jornalista entender o que é CULTURA, vai continuar morrendo. Não se defende assassinato, mas aprendi que, enquanto não houver convencimento de que se está errado, o erro continua.

    • Luiz Souza Postado em 10/Jan/2015 às 05:14

      Perfeito.

  52. Renan Postado em 08/Jan/2015 às 09:52

    Uma coisa me incomoda ao ver comentários do tipo "provocaram, levaram o que mereciam" ou "pediram por isso", ao meu ver é a mesma lógica das pessoas que culpam as vitimas deestupro por se "vestir ou agir como vagabunda". Se vamos limitar nossas ações com base nos pensamentos de fanáticos,vamos viver na idade média. Concordo que as charges eram agressivas e desreipeitosas, não não acho que foram gratuitas ou levianas, como do Gentili, por exemplo. Tinham embasamento e um alvo, justamente satirizar o islamismo fanático. Tinham consciência do risco, claro, mas falar que mereceram já é muita estupidez.

  53. Messias Postado em 08/Jan/2015 às 10:19

    Liberdade de expressão???? Por favor, ainda não tinha visto as charges, são simplesmente levianas! E se esses cartunistas tivessem usado o bom senso o pior poderia ter sido evitado. Respeito era tudo que lhes faltava. Porém isto não justifica a ação desses seres frios. Por ignorância de ambas as partes foram ceifadas 12 vidas. Que mundo vivemos?

  54. Julio Postado em 08/Jan/2015 às 10:32

    O que vê nos comentários aqui é que independente da ideologia ou da religião, Chove pessoas que acham que indagar dogmas religiosos é motivo para ser morto. Lembrando que as próprias religiões se destruiram mutuamente por muitos anos atravês de seus dogmas. Torturando e matando seus algozes. Terer religiões é não viver, ou viver de joelhos. Te garanto que quando as religiões sairem da esfera do Estado e voltarem pras igrejas, sinagogas e mesquitas, ninguém vai zoar nada. Mas enquanto elas por meio delas, tivermos ódio a ponto de barrar a conquista de direitos, é nosso dever combatê-las, e o humor é dos meios mais efetivos.

    • Renan Postado em 08/Jan/2015 às 11:55

      Perfeito Julio, concordo 100% com você. O que acho mais interessante de tudo isso é os terroristas queriam calá-los, porém agora suas vozes estão muitas vezes mais fortes, se tornaram mártires. Pessoas do mundo todo que nem sabiam de suas existências agora vão conhecer suas charges.

  55. marco Postado em 08/Jan/2015 às 10:41

    nada justifica o ato terrorista cometido....mais as charges foram um desrespeito imenso as religiões alheias...ofender os outros é liberdade de imprensa? não...eles erraram feitos com essas charges, mais é claro que nada justifica o ato cometido na frança...lamentável.

  56. marco Postado em 08/Jan/2015 às 10:46

    Essa charge do pai, do filho e do espirito santo é uma blasfêmia absurda!!! como disse anteriormente, nada justifica o ataque terrorista, mas é total falta de respeito essas charges, cada um tem o direito de acreditar no que quiser, mas tem q respeitar a fé dos outros....não consigo em olhar...repugnante!

  57. José Postado em 08/Jan/2015 às 10:57

    Bom dia a Todos .O atentado em Paris é uma manisfestação de uma doença.E como tal devemos ir atras da origem da doença.Não concordo com o atentado mas devemos tirar lições do mesmo.Se colocarmos o atentado na ponta duma reta e formos para tras iremos ver outras manisfestações que são precursoras do mesmo.Exemplos são 1- o Petróleo e quanto custa o mesmo para o Ocidente e cujo lucro é distribuído nos paises produtores ;2- Dinheiro,as suas movimentações pelos bancos, principalmente europeus e a existência de segredo bancário;3- Esquecimento da História que identifica que estes casos ja antes tinham sido efetuados antes, principalmente por Europeus aos próprios europeus e que foram justificados como sendo corretos 4- Armamento e as suas influências no mundo 5- Falta de humanismo na própria humanidade que está a agravar as relações entre povos, etc etc.. E para terminar se um cartoonista fizesse um desenho sobre o nazismo e a sua ligação a igreja, judeus,suíços,etc etc iriam ver que na Europa não existe assim tanta liberdade de expressão como se pensa.Somos todos culpados quer queiram quer não e devemos todos como Humanidade trabalhar para um futuro comum e não atirar a culpa apenas para uns e outros ficarem isentos de culpa.

  58. Brincalhão Postado em 08/Jan/2015 às 11:09

    Muitas vezes se esquece que o islamismo não é simplesmente uma religião, mas uma cultura, e milenar. Não há uma cultura superior e melhor que outra, frisa-se. Nos países muçulmanos, em geral, o islã não se distingue do Estado, não há uma perspectiva laica como no pretenso "ocidente". É uma outra relação com a própria religião. Assim, "brincar", "tirar sarro", "ironizar" o outro, pode ser divertido para uns, mas não o é para todos, há quem se sinta incomodado e ofendido. Enfatizo quando "brincam" com o judaísmo por exemplo. Normalmente qualquer "brincadeira" com o judaísmo é tratada como a pior das ofensas. Ouço dizerem que o estilo desse cartunista, para os que o defendem em particular, é "agressivo". Interpretar e entender uma "brincadeira" não é uma obrigação e nem um pressuposto. Dar um "pescotapa" em um amigo pode ser brincadeira para uns, mas não para outros. Se brinca com quem se permite e aceita. Vale lembrar que assim como o próprio "humor", a violência, seja em qual formato, é uma linguagem. Muitos justificarão o emprego do humor de um lado, e o lado que se sentiu ridicularizado justificará sua reação violenta. Lembremos do "pescotapa". A reação de quem não gosta dessa brincadeira pode ser desproporcional. Se um colega não gosta desse tipo de brincadeira, você não brinca com ele dessa forma. Onde foi parar o tal do "bullying"? Bolinar é legal, mas e quando somos bolinados? Ao mesmo passo, vejamos a imagem "satirizando" o Cristianismo, muitos cristãos certamente não a aprovam e se sentiram ofendidos. Afinal, a sátira quer criticar uma visão de mundo de alguns membros e segmentos cristãos, mas acaba criticando e ofendendo quem não se relaciona dessa maneira com essa mesma religião. Lembro o que aconteceu em pleno carnaval carioca quando Joãozinho Trinta usou a imagem do Cristo Redentor para tecer uma crítica social nos anos 90. Censuraram-na. E a liberdade de expressão? Do mesmo modo, se alguém "satirizasse" a própria opção sexual do cartunista ou algo que o é caro, ele se sentiria ofendido de alguma forma. Há limites para a liberdade, não é mesmo? Vale lembrar também que quando "brincam" com a imagem da cultura brasileira ou do próprio Brasil (vide o episódio de Os Simpsons e as falas do Robbin Williams em um Talk Show por exemplo) nos sentimos ofendidos e até mesmo buscamos censurá-las ou produzir reprimendas. Como bem assentaram aqui é preciso respeitar o "outro" da mesma forma como gostamos de ser respeitados. Essa mesma "liberdade de expressão", aos moldes franceses inclusive, é a que condena o uso de utensílios religiosos em escolas, o proíbe. A noção de "intolerância" aparenta valer só para um lado, assim como a noção de humor. Se quer que o outro aceite a brincadeira embora se saiba que ele não tolera esse tipo de brincadeira. A comunidade islâmica habitualmente não "brinca" com a cultura tida como ocidental desta maneira. Rememoro, mais uma vez, o "pescotapa". Se o outro não gosta, não faça. Ninguém é obrigado a gostar do seu tipo de brincadeira e do seu tipo de humor. Honestamente, não vi a menor graça nos cartuns acima…mas sei que tem gente que aprecia, mesmo assim, não é por uns apreciarem que todos precisam apreciar. É um exercício de alteridade. Então, não sejamos aquele "valentão" e "brincalhão" que não aceita o outro ser diferente e, a partir disso, implica com essas diferenças alegando se tratar de uma "brincadeira" como se isso justificasse toda e qualquer brincadeira.

    • jota Postado em 09/Jan/2015 às 22:52

      a opinião mais plausível entre todas...e eu li todas é a sua brincalhão...

    • Piero Mello Postado em 11/Jan/2015 às 01:46

      Muito Bom, se existisse este entendimento em metade da população mundial, certamente não haveria tanta barbárie...Parabéns

    • Silas Batista Postado em 11/Jan/2015 às 12:36

      Muito lúcido! É exatamente o que penso! Por conhecer a natureza de um pitbull, não se deve levantá-lo pelas orelhas! Revistinha de merda, escrita por gente sem noção, extremamente esquerdista... A liberdade de expressão, quando ultrapassa o limite da liberdade de expressão alheia, deve arcar de forma responsável com as consequências.

    • Angela Postado em 11/Jan/2015 às 19:35

      Concordo com você. Liberdade de expressão não pode significar falta de respeito em nenhuma esfera.

  59. Carlos Postado em 08/Jan/2015 às 11:30

    Depois da tragédia, e ainda horrorizado com o fato, relembro que a liberdade também exige responsabilidades. O fruto imediato desta bestialidade será o aumento indiscriminado da xenofobia. A Europa tem momentos difíceis a enfrentar. Esta atentado pode não ser o fim da provocação, e sim o começo de traumas ainda maiores.

  60. biarritzzz Postado em 08/Jan/2015 às 11:45

    Horríveis e desnecessárias..

  61. Marcos Postado em 08/Jan/2015 às 11:54

    O caso em si é uma sucessão de erros, por um lado a liberdade de expressão extrapolou, do outro lado um trio insano que se aproveita disso para fazer sua "justiça"com propósito ufanista. Resultado : o ódio paira com todas as "justificativas"mundo afora e a pergunta: onde se dará o revés? O circulo da intolerância se fechando.

  62. Prof. Claybinho Postado em 08/Jan/2015 às 11:58

    não vejo mocinhos nessa história. Ambos tem igual culpa. Enquanto por um lado os extremistas religiosos (se é que foram eles mesmo) foram radicais, de outro lado o jornal se comportou ridiculamente (nem parece que um dia estiveram numa escola). RESPEITO acima de tudo. O meu dever é criticar sem nunca faltar com o respeito. Os problemas da sociedade resumem-se a falta de respeito.

    • Divino Costa Postado em 11/Jan/2015 às 22:06

      Disse tudo o que muitos acham, mas não tem coragem de dizer!

  63. Dorinho Marques Postado em 08/Jan/2015 às 12:07

    O ocidente classifica outras culturas como bárbaras e não civilizadas Acha que tem o direito de criticar, rir e debochar dos costumes e crenças que não estão inseridas em seus valores. Por outro lado a politica imperialista aproveita para intervir em países laicos com o intuito de fazer valer seus interesses econômicos. EUA, Israel e outros são os responsáveis pelo armamento dos grupos radicais. Alimentam a fera que depois ataca seu próprio calcanhar. Lamentável a morte dos franceses. Mas além de reprovar o ataque do terror a imprensa também deve avaliar até onde vai a tal liberdade de imprensa. Palavras também ferem e antecedem o ato de matar.

  64. alcione Postado em 08/Jan/2015 às 12:13

    TUDO SE RESUME EM FALTA DE RESPEITO DE AMBAS AS PARTES .

  65. alcione Postado em 08/Jan/2015 às 12:27

    A mulher dentro de casa é alfinetada pelo marido dia após dia ,humilhada ,como ela já apresenta um desiquilibrio ,caso contrário não estaria naquela relação doentia , um dia tomada totalmente pelo descontrole resolve se vingar do marido, e pronto toda vizinhança toma conhecimento do fato,cada qual tentando justificar o erro de um ou de outro .

  66. mari Postado em 08/Jan/2015 às 12:32

    Com Deus e a fé e alheia não se brinca isso passou dos limites! Passarinho que come pedra sabe o cu q tem!

  67. Cláudio Postado em 08/Jan/2015 às 12:35

    Charlie, um gênio, uma lenda morto por esses malditos, suas tirinhas eram um "tapa na cara" da intolerância religiosa.

    • ramesoj Postado em 10/Jan/2015 às 01:56

      Isso que Charlie Habdo faz, e uma afronta e desrespeito pela fé e sentimentos de bilhões de seres humanos que têm o direito de cultuar suas deidades.O DIREITO DELE COMEÇA QUANDO TERMINA O DO OUTRO e VICE e VERSA......AMOR e RESPEITO se conquista através da RECIPROCIDADE. A Terceira lei de ISAAC NEWTON nos afirma.:"'Para toda ação existe uma reação oposta e contrária"" ou você também duvida caro cidadão?

    • Matite Postado em 10/Jan/2015 às 10:38

      Permita-me discordar. Achei as tirinhas acima um manifesto explícito de intolerância religiosa e não o contrário.

  68. Augusto Postado em 08/Jan/2015 às 12:47

    Acho religião uma grande bobagem, mas jamais defenderei imprensa irresponsável em nome de "liberdade". Esses caras (alguns, claro!) se acham acima de tudo e de todos, e não têm o mínimo respeito pelas crenças, doutrinas e verdades das pessoas. E não falo apenas de religião, mas também de política, comportamento, etc. O que mais presenciamos, diariamente ,é "jornalista" fazendo apologia às drogas, por exemplo (posso citar um monte). Pô, não basta ele ser doidão e viciado, ele também tem necessidade de querer fazer a cabeça de todo mundo, principalmente de jovens em formação. Nem todo mundo é obrigado a concordar com isso e um dia a vasilha enche.

  69. JMEcas Postado em 08/Jan/2015 às 13:10

    Quando ouvi falar da primeira charge anos atrás, pensei, " tão cutucando o cão com vara curta " o islã tem sua doutrina particular assim como as dezenas, centenas de religiões espalhadas pelo mundo... a respeito da cherge do beijo... para nós.. .pode soar até legal " O amor vence a guerra ", mas para eles aquele beijo soa como demoralização, é como se fosse introduzido um maranhão, observemos que não conseguimos nem vê os olhos de suas mulheres.... Finalizando as religiões do mundo é a C O I S A que mais mata e mais divide seres humanos, inclusive dentro de uma mesma casa existem irmãos filho dos mesmos pais que são divididos por religiões. Para que serve mesmo esta C O I S A ?

  70. Pedro Postado em 08/Jan/2015 às 13:10

    Pessoal, vocês falam que LIBERDADE DE EXPRESSÃO TEM LIMITES... ok, uma revista publica algo com teor ofensivo? Processa por danos morais, etc. Existe o Poder Judiciário pra isso. Precisamos de um Judiciário forte. Simples. Agora LIBERDADE DE EXPRESSÃO SEM LIMITES sim, irrestrita, pra Veja, pra Carta Capital. Vocês usam o mesmo discurso da direita do anos 60, só que camuflado de boas intenções. Ainda por cima são burros. Hoje Dilma, daqui a alguns anos vocês podem ter um Bolsonaro em Brasília. Pensem no Estado controlando os meios de comunicação com um Bolsonaro no poder. Usem um pouco do cérebro, Ok? Faz bem.

    • Adenir Postado em 08/Jan/2015 às 13:56

      Pessoal vamos respeitar a opinião do Célio. Olha a liberdade. só falta alguém querer crucifica lo. por isto kkkkkkkkk. Agora falando sério. Se alguém fizer uma charge ridicularizando o seu pai e sua mãe com tamanho desrespeito sem nenhuma razão, só pelo fato de ter liberdade de expressão justifica alguma coisa. Se a pessoa que se sentiu ofendida não uma pessoa muito centrada poderá ocorrer uma tragédia. É isso que o Roberto que dizer com cutucar o leão com vara curta. Pra que? o seu direito de expressão termina onde meu direito começa. Ou seja as pessoas tem que ter limites mesmo, não se pode sair por ai fazendo o que quer sem esperar uma consequência.

    • Tiago Postado em 09/Jan/2015 às 18:17

      Usar o cérebro como você está fazendo, agora? "Jênio" !!!

  71. Geraldo Cartolano Postado em 08/Jan/2015 às 13:47

    Vamos imaginar que exista uma revista exposta no lado de fora de uma banca de jornal ao lado de uma escola infantil, o nome não importa aqui, que trás na capa a seguinte CHARGE: Uma menina de 3 meses de idade, sendo estrupada por um padre negro bem dotado. Na mesma capa os dizeres - "Vou te levar ao céus minha doce criança " . Bem temos aqui, "Liberdade de imprensa" ! Se vc possui criança, problema é seu, a "imprensa" tem liberdade de dizer o que quizer, se vc se sentiu ofendido, processe a revista, se seu filho ou filha te pergunta coisas sobre a imagem que ela acabou de ver, o problema é seu, dê seu jeito de explicar ! Por que um Padre ? Ou por que ele é negro ? Ou mesmo por que um bebe ? ISSO NÃO TE INTERESSA, É APENAS LIBERDADE DE IMPRENSA

  72. Nelson César. Postado em 08/Jan/2015 às 13:48

    Liberdade de expressão é uma coisa; desrespeito, ofensa, sarcasmo às crenças alheias é outra bem diferente. Não se justifica tal barbárie, mas isso servirá como reflexão contra a intolerância religiosa e as ofensas aos Deuses, profetas e objetos sagrados que em muitas religiões representam a razão de viver.

  73. kenia Postado em 08/Jan/2015 às 14:08

    Agora eu entendi o sentido de "Liberdade de expressão". Não existe liberdade quando um jornalista, escritor, cineasta, cartunista... é tolhido na sua criação. O mundo globalizado precisa exercitar a capacidade de sorrir, de refletir e ser menos reativo. Uma revista que exerce a liberdade de se expressar desde a década de 70, deve ser calada? Extirpada? Em nome do que? de quem? por qual motivo?. A mim muito me espanta assistir o berço da revolução em prol de direitos (Liberdade, igualdade e Fraternidade), ser colocado contra a parede. E só pra desabafar: ficar quieto e calado não isenta ninguém de sofrer as barbáries que uma mente extremista é capaz.

  74. Ricardo Postado em 08/Jan/2015 às 14:11

    Liberdade de Expressão é expor ideias e publicar o que bem entende, contra tudo e todos??? sem nenhum tipo de limite ou respeito??? Imagina se todos pudessem falar o que pensa... Brincadeira e sátira, no meu ponto de vista passam bem longe... Nada justifica toda essa violência... mas Powwww Vamos respeitar para ser respeitados!!! Independente das desigualdades e injustiças sociais, políticas e econômicas. ... partido político, crença religiosa, ou situação social.

  75. Leandro Postado em 08/Jan/2015 às 14:51

    Não concordo com os atos terroristas mas sinceramente não sou a favor que façam brincadeiras de mal gosto com qualquer tipo de religião, como também não concordo com pessoas que querem empurrar sua religião a força na guela dos outros, eles sabiam os risco de fazer satiras com essa religião e pagaram um preço alto.

  76. Paulo Lobo Postado em 08/Jan/2015 às 14:53

    Concordo contigo Mari, respeito é bom e é merecido a todos, liberdade deve ir até onde começa a do próximo.

  77. Daniel Postado em 08/Jan/2015 às 15:10

    Ninguém tem direito de matar e nem de desrespeitar ! Tudo na vida tem consequência., boa ou ruim! E melhor semear a vida e o respeito !

  78. Ricardo Postado em 08/Jan/2015 às 15:15

    Eu não sou eleitor de Dilma, no entanto, concordo com o leitor que diz que satirizar tem um limite, o respeito. O povo desse jornal se comporta como se não houvessem limites e eles estivessem acima de tudo e de todos. Pena pelas mortes sim, pela represália não. Quem sabe agora, moderem um pouco o que publicam. Quanto a Dilma... Alguém poderia sugerir a mesma que fizesse ela própria algumas charges de Maomé? rs******** Quem sabe a gente dá sorte e aparece algum por lá (em Brasilia) e junto com ela, leva mais uns 12 petistas?

  79. [email protected] Postado em 08/Jan/2015 às 15:33

    na minha opniao todos tem o direito de liberdade de expressao mais temos que respeitar primeiramente a todas es religioes seja ela qual crença que seja deus ,buda,jesus,maome,bliblia,alcorao,zeus,diabo,lucifer,ogum,capeta,exum,paje,ala etc....nao podemos ficar zombando da religioes nao e que to defendendo os atiradores eles ja sao fanaticos pela sua religiao que ate eles matam por isso ......

  80. R Marcos Paulo Postado em 08/Jan/2015 às 15:34

    Casseta e Planeta no mesmo caminho... Que Lixo... Só o que faltava... http://www.casseta.com.br/agamenon/2015/01/08/charlie-hebdo-45/

  81. cristina falcão Postado em 08/Jan/2015 às 15:42

    A sátira ao Islã nas páginas do Charlie Hebdo dava-se a partir de uma leitura progressista, de rejeição ao conservadorismo clerical, ao fascismo, ao imperialismo e ao capitalismo. o atentado de 7 de janeiro, um dos mais graves já ocorridos na França, tá sujeito a um grande risco "político" de interpretação. A liberdade de expressão defendida por eles era de um posicionamento político radicalmente democrático e profundamente progressista. O risco de interpretar o atentado como meia verdade é alimentar ainda mais o fascismo europeu e fomentar a polarização entre os extremistas de direita e do Islã. Foi um atentado à extrema-esquerda – e não contra a liberdade no abstrato da sociedade ocidental – e fortalece o que esses jornalistas assassinados mais repudiavam: a extrema-direita. E, como Charb dizia , “a Frente Nacional e o fascismo islâmico são da mesma seara e contra eles não economizamos nossa arte”.

  82. Lula Postado em 08/Jan/2015 às 15:56

    Cutucar uma "gato" é moleza, mas cutucar uma "onça" dá cáca. Se quando receberam as ameaças tivessem moderado, muitas vidas se salvariam.

  83. hugo Loréto Postado em 08/Jan/2015 às 16:11

    POSTADO EM 07/JAN/2015 ÀS 19:25 Além de achar que toda esquerda é defensora de terrorismo, ainda vem querer dar palpite sobre o portal deixar de ser pragmático por não condizer com sua visão superficial de política. Larga de ser alienado.

  84. Israhmr Postado em 08/Jan/2015 às 17:01

    Ainda que caçados e mortos a missão dos fundamentalistas foi cumprida. É o que alguns chamam de efeito-borboleta.

  85. José Hernandes Postado em 08/Jan/2015 às 17:04

    Concordo com Liberdade de Expressão desde que seja responsável. Há varias maneiras de se fazer humor... Temos como exemplo Grandes Cartunistas como Ziraldo, Laerte, Angeli, Glauco, Irmãos Caruzo, Fernando Gonzales, etc... e sempre fizeram sucesso com os seus desenhos...

  86. andres sebilia Postado em 08/Jan/2015 às 17:33

    Algumas pessoas aqui postaram que os culpados são os jornalistas, chargistas que escreveram e fizeram charges de assuntos que são merecedores de respeito. Em princípio, qualquer assunto é merecedor de respeito. Falar, mal ou bem, de religião, futebol, ciência, novela, etc, é tudo a mesma coisa. Eles não mereceram nada porque tem direito a escrever e desenhar sobre qualquer coisa, como as pessoas aqui tem o direito de emitir sua opinião. Estou fazendo exatamente isso. E pretendo que ninguém passe na minha casa para jogar uma granada ou metralhe. Acho que esses caras são uns merdas, radicais, exatamente iguais aos radicais da igreja universal que chutam santas na TV, aos judeus que creem num estado de israel de fronteiras bíblicas, de católicos que se acham os escolhidos e por ai vai. São todos iguais. Não vão mudar, não aceitam opiniões em contrário. Solução....Educação, caso eles acreditassem em outras versões do mundo que não a deles.

  87. alguem Postado em 08/Jan/2015 às 18:23

    O mundo precisa de respeito um pelo outro....paz e respeito....respeito....

  88. fatima Postado em 08/Jan/2015 às 19:35

    toda ação gera uma reação, sou contra atos terroristas, mas foi justa a reação, vamos ver se vão aprender a respeitar a crença dos ostros, liberdade de expressão nada foi uma afronta um deboche; nós que somos brasileiros e "covardes" é que estamos acostumados a viver sendo afrontado todos os dias principalmente por políticos.

  89. DeboraR Postado em 08/Jan/2015 às 20:03

    Assustada com os comentários! Fanática e violentamente discutem o fanatismo e a violência! Melhor ser atropelada por um fanático de esquerda ou de direita? Assim caminha a humanidade! Freud explica!

  90. Gladstonier Serrano Postado em 08/Jan/2015 às 20:25

    Engraçado, tem muita gente defendendo a revista. Também penso que os jornalistas e os policiais não deveriam morrer, ninguém merece isso. Mas agora defender as reportagens, ridicularizam a fé alheia, no caso da trindade é um tremendo desrespeito aos cristãos, demonstração clara de ódio. Agora se a sátira fosse a um gay seria homofobia, e os jornalistas mereceriam morrer. Bando de hipócritas...

  91. Fátima Postado em 08/Jan/2015 às 20:41

    Diego, perfeita a sua colocação. Não se pode ser juiz e carrasco. Tudo o que é fundamentalista e radical é muito preocupante.

  92. nike Postado em 08/Jan/2015 às 21:27

    Eles cutucaram a onça com vara curta.Quanto custa um pouco de respeito em relação a religião dos outros?Fiquei chocada com a ultima charge,mas é claro que acho que a violência não é justificável..

  93. Leara Postado em 08/Jan/2015 às 22:13

    extremismos por todos os lados!

  94. Marcia Postado em 08/Jan/2015 às 22:37

    O ser "humano" está cada vez mais raro. Hoje se mata em qualquer lugar do mundo por futilidades. Se mata por fanatismos idiotas (futebol, ciúme, religião ou simplesmete pelo prazer de matar....). Ninguém pode expressar suas idéias. Nesse post mesmo, vejo o tamanho desrespeito que um tem pelo outro até sem se conhecerem, julgando uns aos outros apenas pelas opiniões publicadas. Se fosse pessoalmente e todos estivessem armados acredito que alguns morreriam pq como escrevi no início, o "humano" está em extinção. ...

  95. TICO Postado em 08/Jan/2015 às 22:42

    Desenhar o profeta de quatro, sendo traçado por jesus que está com o triangulo da santíssima trindade enfiado no rabo não é liberdade de imprensa. é falta de respeito com o ser humano que visualiza a charge e desrespeito a qualquer religião. A morte para esse cartunistas é pouco.

  96. Leonardo Postado em 08/Jan/2015 às 22:59

    Acho o seguinte... No mundo tá cheio de louco....quer sua liberdade de expressão... toma, é toda sua, mas aceite as consequencias dos seus atos...pensa, aqui mesmo em são paulo, se um jornal começa postar sátiras pesadas dos caras do PCC pelados, de 4, com coisas enfiadas na bunda... tenho certeza que a reação ia ser mais rápida e mais violenta.

  97. Esilva Postado em 08/Jan/2015 às 23:20

    Lamentavelmente em pleno século 21 continua ocorrendo barbárie dessa magnitude, contudo, é de se observar que falasse muito em respeito e tolerância, pois bem, que liberdade de imprensa é essa que não respeita e tolera a religiosidade das pessoas, o binômio em evidência, deve ser caracterizado pela bilateralidade. A mídia em qualquer sociedade, deve ter total liberdade, sob pena da democracia ser aviltada, precisamos fazer uma reflexão acerca do que vem a ser liberdade.

  98. Cristina Postado em 08/Jan/2015 às 23:56

    Roberto, adoramos seu comentário. Muito inteligente e ponderado.

  99. Marcelo Alves Postado em 09/Jan/2015 às 00:32

    A maioria dos ataques em evidência foram causados por intolerância, toda ação tem uma reação. Comparo as sátiras do Charles ao bullying, algumas pessoas adoram zombar do próximo para satisfazer seu ego.

  100. Agnaldo de souza Postado em 09/Jan/2015 às 00:47

    Só Colhemos aquilo que plantamos,se plantou um dia tem que Colher!!!

  101. Tadeu Spada Postado em 09/Jan/2015 às 01:39

    Confúcio enunciou que “A natureza dos homens é a mesma, são os seus hábitos que os mantem separados”. É lamentável o fato ocorrido, mas devemos respeitar as diversidades culturais.

  102. Sophie Postado em 09/Jan/2015 às 02:21

    Cada um defende sua ideologia,apesar de que as com sequências virão!!! Muito triste as mortes, mas não podemos impedir ou achar errado a forma de expressão da revista francesa. Afinal, como diz a celebre frase:"Posso não concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo".

    • Rodrigo Vieira Postado em 10/Jan/2015 às 20:05

      Depende... o direito de um termina quando começa o de outro. Se o que você diz ofende a moral de alguém, sem que isso represente um bem maior para a sociedade, entendo que você extrapolou seu direito de expressão. Mas nada justifica reprimir isso com homicídio, no mundo civilizado temos a justiça, os danos morais, a censura por via judicial..

  103. Domicio Campos Postado em 09/Jan/2015 às 07:17

    Lamentavel explosão de odio incita e revela mais algozes.NADA JUSTIFICA ESTE ATENTADO .

    • Geraldo Postado em 11/Jan/2015 às 12:38

      "São todos extremistas. Uns na religião(muitas vezes cega), outros nas ofensas que se acham no direito de fazer, como foi a Revista. Ambos estão tomados pelo ódio" O Tiago foi perfeito e preciso no argumento, são todos extremistas, uns em nome da religião, os outros em nome da "liberdade de expressão".

    • jamal Postado em 13/Jan/2015 às 08:46

      Explosão de ódio que foi motivado por uma ação desmedida e inconsequente, pois religião não é assunto para fazer humor. Imagine, por exemplo, uma charge ridicularizando o Papa; acho que não iria cair bem - não é mesmo? - . Claro que explodir tudo não é a melhor solução, mas o erro foi de ambas as partes. Sou a favor da liberdade de expressão, desde que seja respeitosa e consciente. Sou contra ações Terroristas, que fique claro.

  104. Rosalia Postado em 09/Jan/2015 às 07:33

    Israhmr - Perfeita sua colocação.

  105. Alex Junior Postado em 09/Jan/2015 às 07:56

    Liberdade de expressão tem de ter limite... O limite é até onde tenho pessoas cultua valores... Se achou que pode introduzir a imoralidade dentro de valores e pagou por isso, é assim que vi este atentado... colocar uma satira debochando de lideres que trouxeram valores religiosos, misturados a imoraladade sexual (homosexualismo) e achar que tem de engolir isso, um dia tem de pagar... portanto a regra é liberdade de expressão vai até onde começa o juizo de valor, tem de respeitar isso, nesse ponto esse jornal extrapolou os limites.

  106. Edson Rodriques Postado em 09/Jan/2015 às 07:57

    Bom é uma pena pelas mortes ,não se faz justiça com as próprias mãos !! Agora charlie-hebdo vocês deveriam repensar nas sua publicação...não se zomba da religião e das crenças das pessoas ...

  107. Marcia Postado em 09/Jan/2015 às 08:02

    Com certeza nada justifica um crime tão covarde. Mas discordo também do conceito que muitos têm com relação à "liberdade de expressão". Por exemplo, manifestar algo racista então agora é liberdade de expressão? Você pode sair xingando qualquer um na rua que isso é apenas liberdade de expressão? Você pode praticar bulling e justificar como liberdade de expressão? Então matar alguém daqui a pouco tbem será justificado como liberdade de expressão. ... Quando na verdade a "liberdade de expressão" deveria ser apenas o direito que o indivíduo tem em manifestar sua opinião, de forma respeitosa, ou no caso jornalístico apenas divulgar fatos mas não ATA CAD alguém pelas palavras.

  108. Oscar Postado em 09/Jan/2015 às 08:32

    Santa ingenuidade dos que acham que este atentado teve por motivação exclusiva as charges contra o profeta Maomé!!! Será que desconhec que o Estadp Islâmico que degola ocidentais está por trás disto, sabendo-se que a França lutas contra estes alucinados covardes e assassinos de inocentes, jornalistas e pessoas que simplesmente vão cobrir as atrocidades no Oriente!!

  109. Meu nome Postado em 09/Jan/2015 às 08:33

    Muitas das charges são de mau gosto, com conteúdo sexual. O assunto poderia ser tratado de outra forma que não fosse essa "bagaceira". Não se pode usar a desculpa de liberdade de expressão para fazer o que dá na telha. É preciso bom senso. De qualquer forma o "jornal" até então conhecido por quase ninguém se tornou famoso.

  110. jéssica Postado em 09/Jan/2015 às 09:33

    "O mundo precisa de Paz" Me entristeci muito com a noticia do atentado,mas o se deve analisar nesse fato é que, o povo muçulmano são muito fanáticos por sua religião, eles matam e morrem por ela, sinto muito pelas vitimas, mas eles já aguentaram muito tempo tanta ironia, a questão não é controlar o direito de expressão, mas o respeito é necessário, tudo tem que ter limites, e lembramos que a lei de de Newton ainda vigora: "Toda ação gera uma reação"! Brincadeira é legal, mas ela deve ser responsável, o que me chama mais atenção é saber que depois de tudo que aconteceu eles ainda publicarem a matéria, me parece que nem o próprio jornal se importa com a reação de alguns possíveis terroristas. Fanáticos ou não, devem ser respeitados, de forma indireta eles mandaram um recado para o mundo, cabe a cada um interpretá-lo.

  111. jose marcus Postado em 09/Jan/2015 às 09:59

    Sou contra qualquer ato terrorista, mais também não podemos concordar com as blasfêmias criminosas desse jornalzinho francês. Acredito que liberdade de expressão significa respeito ao sagrado, a religião, a moral e aos bons costumes. A França jamais seria uma nação sem o processo construtivista, moral e social do cristianismo. O que vemos hoje é um total desrespeito ao sagrado! Novamente afirmo que não posso tolerar ações terroristas, porém Deus merece ser respeitado, amado e adorado. O cristianismo que moldou a França hoje esta sendo ultrajado, Cristo foi esquecido, a fé que antes moldava a sociedade hoje deu lugar ao relativismo relaxista. Como não sou fundamentalista e fielmente acredito na máxima cristã de amor ao próximo, restou aos fundamentalistas islâmicos tomarem a atitude bárbara e injustificável de calar um jornalzinho que em nome da falsa liberdade de expressão, ultraja a fé alheia e fomenta com isso o terrorismo. Liberdade de expressão significa dialogo aberto, respeito ao sagrado, a família, a ética e a moral. Não devemos apoiar ações terroristas, como também não devemos concordar com charges debochadas que representam a opinião de minorias que abandonaram o sagrado. Não existe graça no que vemos nas charges expostas acima. Elas não agradam aos cristãos e nem aos adeptos do Islã. O Sagrado moldou a França e agora o que vemos é o retrocesso de um sistema político relativista e ateu. Estado laico não é estado sem Deus! pois Deus sempre mostra sua existência. Somos humanos, prontos a amar! Nenhum lado deve ser aplaudido. Porem como Cristão devemos assumir o lindo mandamento de amor a Deus e ao próximo. A vida sempre pretere. Somos contra esses tipos de terrorismos: O sanguinário que mata a vida e destrói a família humana e o relativista que mata a sensibilidade da alma humana para as coisas de Deus, impugnando o Sagrado. Que Deus console a família dessas vítimas, acorde o Ocidente para Deus ! As vítimas que brincaram com o sagrado se depararam com a sagrada justiça e a misericórdia de Deus! Os terroristas mais cedo ou mais tarde também irão se deparar com essa realidade ! Nada escapa da misericórdia e justiça de Deus! Deus é amor!

  112. Rudnei Postado em 09/Jan/2015 às 10:34

    Lamento pelos mortos e sou contra a violência. Sou católico não praticante e já me senti incomodado com a charge da santíssima trindade, imagina para eles que são fanáticos extremistas... Há varias formas de humor e com certeza eles passaram dos limites do respeito... Aos demais leitores peço que tentem exercitar a empatia, dessa forma continuaremos achando errado e monstruoso o que fizeram, mas entenderemos como se sentiram. Não to defendendo ninguém, mas defendo a empatia, se pensássemos no nosso semelhante e nos colocássemos no lugar dele certamente respeitaríamos mais as crenças, os valores, as opções sexuais e por aí vai. Nisso tudo não há um certo e um errado, ambos erraram.

  113. Antonio Postado em 09/Jan/2015 às 11:05

    Defender ação de assassinos não, mas sim o respeito, pois o seu direito termina onde começa o do outro. LIBERDADE de expressão é diferente de LIBERTINAGEM de expressão. Existem formas INTELIGENTES de criticar as coisas. Agora temos que aguentar mais um MODISMO imposto pelos impérios mediáticos de que "JE SUIS CHARLIE". Não. Eu nunca fui, não sou e jamais serei Charlie, porque RESPEITO é bom e todo mundo gosta.

  114. DOMUGUI Postado em 09/Jan/2015 às 11:06

    Nada, jamais justificará a ação terrorista de qualquer grupo em qualquer lugar no planeta, mas, também não concordo com o desrespeito desvairado da liberdade de imprensa, onde não há critérios e nem limites. Cada pessoa tem o direito de seguir a religião que bem entender e não se deve generalizar o fanatismo e muito menos zombar da religião dos outros. Ação impensada, reação trágica!!!

  115. Wellington Postado em 09/Jan/2015 às 11:22

    Liberdade de expressão não é o mesmo que ofender diretamente a fé de algum grupo. Nada justifica atos brutos mas brincar com algo que mundialmente se sabe que nao sao de levar na esportiva... enfim. paz para familias e consciência para as novas gerações.

  116. Marcelo Postado em 09/Jan/2015 às 11:42

    Eu acredito que liberdade de expressão é um direito, mas, não dá o direito de desrespeitar ninguém. As charges eram muitas vezes extremamente ofensivas a pontos que o muçulmanos (e os Cristãos) consideram sagrados. Sei que, de forma alguma isso justifica o que aconteceu, mas, certamente explica. Não podemos tentar entender o que aconteceu observando o fato apenas da nossa perspectiva. Os muçulmanos vivem religião do momento que acordam até a hora de dormir (e devem até sonhar com Maomé, se for permitido). E, os cartunistas sabiam muito bem disso, mas, preferiram continuar ridicularizando pessoas que matam em morrem em nome de Alah e do profeta. Vendo o atentado da perspectiva dos terroristas, eles estavam apenas "exercendo seu direito de expressão". Cada um planta o que colhe. Lamento pelas famílias e amigos das vítimas. E, enquanto isso, a roubalheira rola solta no país tupiniquim. Os corruPTos agradecem...

  117. Stelio Postado em 09/Jan/2015 às 12:56

    Uma coisa é certa, religião e futebol não se discute. Lamentável a perda desses seres humanos, mas desnecessária, poderia ter sido evitada.

  118. Aline Guedes Postado em 09/Jan/2015 às 13:27

    Liberdade de expressão não existe. Para eu expressar minha opinião, calo a opinião de alguém. Nada justifica a violência. Como disse um colega acima: a lei poderia ter resolvido o caso e até fechado o jornal. Extremistas, fanáticos cometem muitos crimes em nome de suas religiões. Isso tem que parar! Acredito que nenhum Deus seja assim tão cruel. Temos de ser mais amenos.

  119. Leonildo Postado em 09/Jan/2015 às 13:30

    não concordo com o massacre, óbvio, mas pergunto. O que esse jornaleco está trazendo de bom para a população em geral?

  120. Leonildo Postado em 09/Jan/2015 às 13:32

    e tem mais, pelo que eu estou lendo daqui a pouco vão colocar a culpa na Dilma......

  121. Davi Postado em 09/Jan/2015 às 13:50

    Lamento e discordo o atentado, mas custava sem um pouco mais respeitoso e razoável ao fazer tais charges?

  122. Ieda Bataioli Postado em 09/Jan/2015 às 14:01

    Os acreditam que a revista pediu para sofrer o atentado, certamente acreditam que as mulheres ou crianças estupradas, o são porque pedem para ser estupradas, os gays são agredidos qdo se assumem em via publica pq merecem, quem mandou saírem do armário? E também crêem que a revista Veja pediu para ser depredada qdo lançou edição comprometendo Dólmã e Lula com o Petrolao? Sim, respeito é fundamental, mas matar por não concordar ou não aceitar o diferente, NUNCA SERA ACEITÁVEL!!!

  123. Je ne suis pas charlie Postado em 09/Jan/2015 às 14:28

    O que pensar então, por exemplo, em relação aos pobres que usam redes sociais, policiais, servidores públicos, evangélicos, políticos e outros "grupos" ofendidos e avacalhados à rodo e sem culpa na mídia (publicidade, entretenimento e jornalismo) e nas redes sociais, principalmente aqui no Brasil? Seria certo que estes "grupos" reagissem com violência porque são alvo de ofensas generalizadas, as vezes tão ou mais graves que as da revista francesa alvo do atentado? Creio que houve era SIM esperável, mas nunca deverá ser aceitável. E sei que o ideia do post não é dizer que se pode concordar com o que houve, mas lembrar o que está por trás disso. A falta de respeito é coisa grave sim, e a liberdade de expressão sem inteligência (ou consciência) é uma arma terrível nas mãos de irresponsáveis ou pessoas mal intencionadas e manipuladoras. Pra se ter uma ideia, estas mesmas charges eram usadas pela EXTREMA DIREITA francesa em suas panfletagens ideológicas xenofóbicas. Exatamente o OPOSTO do que creio que os cartunistas mortos gostariam que acontecesse com suas obras... Seja como for, mais uma página triste deste conflito cultural e político, que de religioso só tem mesmo a aparência... e olhe lá!

  124. sidnei Postado em 09/Jan/2015 às 15:11

    O que me parece é que vcs estão querendo impor suas ideais... o ridículo fala de Dilma e dos eleitores dela de foma generalizada... esta postura que é a principal causa dos conflitos... sem mais

  125. Priscila Torres Postado em 09/Jan/2015 às 15:24

    Na minha concepção, a charge é um instrumento de luta contra uma opressão ideológica que, no caso, se mostra inexistente, na medida em que se sabe que a crença Islã não prega sua crença em um país laico, como a França. Portanto, qual o objetivo de se fazer uso de um instrumento de luta, como a charge, contra uma opressão que seu país não sofre? Se meu povo fosse oprimido por um ditador, ou qualquer ideologia opressora, a charge funcionaria como um instrumento de luta e resistência. Deste modo, tal instrumento só cumpriria seu papel político estando dentro de um contexto opressor, partindo dos próprios oprimidos. Posso não concordar com o fundamentalismo islâmico, achá-lo opressor para com seu povo, retrógrado, porém, não sofro opressão do mesmo e nem sou obrigada a viver segundo suas crenças e dogmas. Quem somos nós para lhes tirarem a legitimidade e protagonismo da luta contra essa doutrina religiosa? Podemos lhes fornecer as armas, caso sentirem a necessidade de usá-las, mas jamais lutar por eles, pois nem sabemos se de fato os mesmos se sentem oprimidos. Portanto, acredito que se tenha feito um mau uso da charge, enquanto instrumento de resistência e luta, sendo a mesma reduzida a um mero escárnio gratuito. Lamentável que os efeitos deste mau uso tenha sido a morte de diversas pessoas, juntamente com o aumento da xenofobia e da intolerância religiosa.

  126. jucas Postado em 09/Jan/2015 às 15:30

    conseguiram chamar atenção do mundo.

  127. Robert Peter Postado em 09/Jan/2015 às 15:35

    Episódio lamentável, ninguém merece ser morto por explícitar o que pensa, mas cá pra nós, qual a necessidade de ficar ofendendo os iguais? Quando se faz humor com negros todos nós ficamos indignados, mas com os muçulmanos pode? Deveriamos deixar de hipocrisia e passar a respeita todos e tudo, esse é um bom exemplo de intolerância e não foi só por parte dos terroristas.

  128. barbudo Postado em 09/Jan/2015 às 16:43

    Claro e evidente para mim que não é justificavel o terrorismo matar um outro ser humano e nesse caso mataram o policial que já estava caído baleado,mais também queria entender onde está o humor naquela charge da santissima trindade

  129. Valquiria Postado em 09/Jan/2015 às 17:09

    Fique chocada quando vi as charges...imaginei o que provocaria se fosse Jesus Cristo o alvo das satiras...

  130. Rodrigo Postado em 09/Jan/2015 às 17:16

    Ridículo zombar das religiões dos outros assim... Lamento o ataque ocorrido, mas esse jornal era muito intolerante... Não é desse jeito que mudaremos o mundo pra melhor, pelo contrário, só gerará mais discórdia...

  131. Tiago Postado em 09/Jan/2015 às 17:58

    São todos extremistas. Uns na religião(muitas vezes cega), outros nas ofensas que se acham no direito de fazer, como foi a Revista. Ambos estão tomados pelo ódio.

    • Luiz Souza Postado em 10/Jan/2015 às 05:38

      Sim, foi apenas um encontro de intolerantes e violentos. A única diferença é o método. Creio que o maior erro é pensar que Charb era humorista defensor de liberdades individuais e não um propugnador ortodoxo muito insidioso e sagaz. Já os assassinos são o que são: assassinos. Quantos brasileiros papa-hóstia, homens duma só mulher e pais zelosos não perpetraram chacinas até maiores do que esta?

  132. Marcus Postado em 09/Jan/2015 às 18:00

    Vocês que tentam justificar o terrorismo em razão de uma possível ofensa não passam de pessoas doentes.

  133. Alvaro Murtinez Postado em 09/Jan/2015 às 19:12

    Quem foi mais intolerante nesta história? Não era previsível este acontecimento? Como muitos disseram, respeito é uma palavra que se tivesse sido aplicada evitaria esta tragédia. De um lado querem matar a fé de uma nação com lápis raivoso e de outro querem matar com balas aqueles que seguram o lápis...

  134. CLECIO SILVA Postado em 09/Jan/2015 às 19:56

    Liberdade de expressão não deve ser usada para praticar terrorismo com as palavras . Falta de respeito também mata . O ódio que esse caras do jornal tinham das religiões é o mesmo que os extremista tem de quem os ofende . Enquanto eles tentam matar suas religião com tinta e papel o outro lado usa balas . TÁ TUDO ERRADO .

  135. Silvia Postado em 09/Jan/2015 às 20:12

    Esses cartunistas tinham mesmo muita coragem ou eram estupidos demais por achar que os terroristas ficariam quietos com tanta provocação!

  136. Jociane Lima Postado em 09/Jan/2015 às 20:17

    Li todos os comentários acima. Tenho que dizer: tenho 41 anos. Vi e vivi muita força politica contrária a liberdade de expressão. Hoje me orgulho de ter filhos com 15, 18 e 19 anos, o primeiro terminando o segundo grau, e as outras duas já na faculdade, uma faz Belas Artes - Design de Moda, e a outra Engenharia Civil. Orgulho-me muito de tê-los educado com uma cabeça livre de preconceitos. Todos ficaram chocados e tristes com o atentado, mas de forma alguma chamam as "Charges do Charlie" de "Obras de Arte"... Sou a favor de qualquer manifestação, desde que se aja um minimo de respeito. É importante dizer que sou contra qualquer tipo de violência, Mas ser contra a violência não me impede de racionalizar o ato desses radicais. Humilhe uma pessoa, seu credo, sua cor, seu peso, sua preferência sexual, seu tamanho, seu poder, ou não poder, monetário, e chegará uma hora que o revide ocorrerá... "Estou pasma com tanto ódio. Pasma com tanta intolerância... É pra mim, algo inconcebível de se entender pessoas que nasceram de forma igual, crescerem e se distanciarem tanto de seus reais objetivos.... Deus não nos criou Católicos, Evangélicos, Espíritas, Islamitas, Muçulmanos, Políticos, Pobres, ou Ricos... Deus nos criou A Sua Imagem e Semelhança, e até onde eu entendo em minha humilde opinião, Deus não tem religião. .. Sendo assim não consigo conceber a ideia de tamanha violência (Nem de um lado - violência pacífica e velada, e nem de outro, violência assassina e fúria de massacre) .... Não consigo entender uma charge que ridiculariza a crença de outros... Não consigo entender que as pessoas sejam tão intolerantes com o próximo. Também não entendo que ao invés de buscar amparo Jurídico, sejam estremados ao ponto de assassinar. Me desculpem, mas não chamo a essas Charges de arte. Chamo de desrespeito ao nosso semelhante... Nosso irmão em Cristo, Deus, Oxalá, Maomé., ou seja lá como ou em que nós acreditemos e chamamos... Arte para mim, é o que faz meu amigo Fernando Pacheco (Pintor e escultor), minha amiga Ana Pimenta (Fotógrafa), meu tio Washington Alves de Oliveira (Artista Plástico e Pintor), minha tia Rosa Ferron (Artista Plástico, escultora, Pintora), isso sim é arte, que encanta, alegra, as vezes choca e as vezes nos entristece. Mas nunca agride a integridade, a cor ou a cultura de alguém. ... Aos assassinos intolerantes e sem o menor respeito a vida, só me resta o desprezo e repúdio por suas ações.... Desculpem-me se minhas opiniões são divergentes, mas acredito que só haverá Paz verdadeira, quando houver Repeito entre os povos, suas cores e crenças..." NAMASTE....

  137. Victor Hugo Postado em 09/Jan/2015 às 20:22

    Satírico? Regulamentação da mídia para abusos (leia-se: aquilo que o partido de vocês disser que é abuso) pode ser censurado. Mas um flagrante abuso dessas charges criminosas, está ok? Duas coisas: nem confundam dizendo que estou defendendo terrorista, nem que assiste/lê quem quer. Não confundam. Deixem de ter visão monodimensional. Argumentem fato contra fato. Ridículo.

    • domingos Postado em 12/Jan/2015 às 10:52

      te dou extrema razão victor hugo, os ideais franceses são? liberdade, igualdade e fraternidade, dos 3 qual o mais importante??? Liberdade??? KKK não me façam rir bando de hipócritas, fraternidade engloba os 3 e só faz bem, mais dia menos dia algo aconteceria com eles, plantaram discordia e colheram a morte, que Deus os perdoe grandes chargistas de merda

    • francis Postado em 12/Jan/2015 às 11:07

      todo viajante - por exemplo- deve ser atento à história do momento, respeitar as outras culturas e saber onde pisa, cuidar de si próprio; é preciso não se arriscar à toa...

    • Felipe Postado em 12/Jan/2015 às 17:03

      Concordo plenamente

  138. José Postado em 09/Jan/2015 às 21:13

    Sou radicalmente contra qualquer tipo de violência mas na minha opinião o culpado desse massacre é o próprio jornal. Liberdade de expressão é uma coisa, desrespeito é outra.

  139. ramesoj Postado em 10/Jan/2015 às 01:48

    Caros cartunistas de todo o mundo,lembrem-se de que o DIREITO DE VOCÊS COMEÇA QUANDO TERMINA O DIREITO DOS OUTROS. Aprendam com o Doutor em RELAÇÕES HUMANAS SENHOR Jesus Cristo,veja seu conselho útil para se conseguir RESPEITO e CONSIDERAÇÃO de todas as pessoas.Leiam na bíblia em MATEUS.7:12""Tratai as pessoas da mesma forma que vocês gostariam de serem tratados"".O QUE VOCÊS FAZEM NÃO É LIBERDADE DE EXPRESSÃO e sim ABUSO DE LIBERDADE DE EXPRESSÃO,em outras palavras vocês AFRONTAM de modo direto e desrespeitoso a fé de mais de ""3 ""três bilhões de fiéis e também de milhares de fanáticos no mundo inteiro. Se vocês acreditam em física,lembrem-se da REGRA.: TERCEIRA LEI DE ISAAC NEWTON.reza.: "'Para toda ação existe uma reação oposta contrária"" .Cito um exemplo.:Façam charges ateando fogo nas bandeiras nacionais de seus respectivos países ou soltando uma bomba nuclear nos jornais que vocês representam ou talvés soltando uma bomba atômica na casa de seus familiares e verás as consequências ou retaliações que vocês colherão.Deixem de hipocrisia e demagogia e respeitem as diferenças,fé,e acima de tudo os sentimentos e a cultura das pessoas....

  140. Rosi ( Jornalista) Postado em 10/Jan/2015 às 02:05

    Ta tudo errado.... As vidas hoje já não valem nada, nas mãos daqueles, que não respeitam mais o outro.... A tragédia de Paris, começou com o O jornal satírico publicando charges polêmicas sobre o islamismo e seus símbolos. Já faltou com respeito, na minha opinião. Jornalista não pode tudo não. Existe algo chamado limite e respeito. No outro lado extremista, a tragédia se desenrolou. Aqui, a torcedora, que chamou o Jogador de "Macaco", errou.. Aí, alguém que se achou superior, incendiou a casa dela e depredou. São cenas, de horror! Ou eu vejo a coisa por um lado diferente, ou as pessoas estão fazendo jus com as próprias mãos, no velho, olho por olho, dente por dente??? Pra mim tá tudo errado. Erra quem provoca... Erra quem reage. Erra quem desrespeita Erra quem não se importa. Lamentável, vermos nossa humanidade caminhar, dia a dia, em direção, ao desrespeito. Aqui cabe a célebre frase: O meu limite, termina onde começa o do outro. Chega de ceifarmos, idéias, conceitos e vidas. Nós não temos esse direito, sobre o outro.

  141. Gil Godin Postado em 10/Jan/2015 às 03:10

    Culpar a roupa de uma mulher por suposto estupro é a mesma coisa de culpar os chargistas pelo seu trabalho por serem assassinados por extremistas . A Liberdade de expressão não é negociável .

  142. Bruno Marcondes Postado em 10/Jan/2015 às 06:37

    Essa charge demonstra a falta de respeito com nós que somos cristãos, e sobretudo blasfêmia a Deus. Todavia na era pós-moderna em que vivemos, na qual a verdade é um conceito esvaziado de sentido e relativa, ele, na democracia na qual vive, apenas expressou o seu direito de expressão ( para nós blasfêmia, para ele uma forma cômica de fazer arte, para um terceiro algo patético, para outro algo maneiro..). Entretanto, se pararmos para ver, simplesmente ele está zombando atoa da cosmovisão cristã, como o fez com a cosmovisão islâmica. Tal fato gera revolta e asco nas pessoas ( como para nós cristãos, assim como para os islâmicos). E como para toda ação ( aqui se discute a Vitomologia) há uma reação, eles tiveram a violenta e desprorporcional reação do islãs ( a ala fanática-radical dessa religião). Isso explica, mas não justifica o assassinato de 12 seres humanos, que têm/tinham uma cosmovisão diferente ( materialista/ateistas - creio, talvez nem todos eram) mas são/eram tão dignos e criaturas de Deus como quaisquer outros. Algo realmente triste e lastimável.

  143. joelma torquato Postado em 10/Jan/2015 às 07:32

    Discordar sim, ridicularizar o outro ou o que quer que seja NUNCA!

  144. Priscila Postado em 10/Jan/2015 às 08:26

    Estes cartunistas passaram do ponto... isto foi um grande equívoco em nome da liberdade de expressão.

  145. Matite Postado em 10/Jan/2015 às 10:36

    O ataque ao jornal foi uma reação, desproporcional é claro. A chamada "liberdade de expressão" não deve ser irrestrita como pregam alguns. O respeito às opiniões e crenças diferentes deve prevalecer em todos os sentidos. No meu entendimento, há falta civilidade nos dois lados. Quem produz ou divulga desenhos tão ofensivos às crenças de outros está nivelando por baixo o confronto de ideias.

  146. Dante Postado em 10/Jan/2015 às 10:51

    Eu também considerei as Charges bastante ofensivas e lamento pelo ódio de parte a parte, pois para mim as charges, assim como o ato hediondo cometido são manifestações de ódio. Brincar com o ódio é brincar com pólvora, quem o faz simplesmente assume os riscos, pura e simplesmente, o que não torna o assassinato de forma alguma justificável. Sobre a questão da Imprensa, está deve ser deixada livre e os casos de abuso devem ser tratados pela via judicial tão somente e nada mais. Um toque importante não se deve confundir regulamentação da mídia com censura são duas coisas completamente distintas.

  147. Arthur Postado em 10/Jan/2015 às 11:39

    Marcos C. Campos acima colocou os pontos nos "is", penso que realmente deveriam olhar em torno deste atentado e procurar detalhes, ninguém aqui leu Conan Doyle? Vamos fazer algumas questões: - A quem interessa isso tudo? ... Vejam: - A França é o país com mais muçulmanos na Europa - França e Suécia - Os primeiros a reconhecerem a Palestina. (os dois sofreram atentados, os dois que se declararam amigos!) - Russia - Apoia a palestina e tem armas, inclusive usadas por terroristas... (o armamento é Russo) Agora, qual interesse dos islamitas em um atentado na França, com armas Russas? Porque não explodiram tudo simplesmente, como é seu modus-operandi? Quem ganha com o atentado, sionistas, ou islamitas? Porque envolver a Rússia como vendedor das armas? Precisa desenhar?

  148. Daniel Postado em 10/Jan/2015 às 12:10

    Quer dizer que, se eu for um nazista que acredita que o 3o Reich é um ser divino, é imoral que você me chame de ignorante? Ou só caso você seja um desenhista que é imoral que demonstre isto com uma charge evidenciando minha ignorância?

  149. Guilherme Postado em 10/Jan/2015 às 13:16

    Qual o objetivo de tanta ignorância , " dinheiro e ibope " , este último charge assim como os outros porém conseguiu desagradar todas as religiões , se ele é cético filho de proveta porque não faz piada com a crença dele ? é um absurdo ele se igualou ao ato dos terroristas fazendo esses desenhos e as coisas acontecem porque tem que acontecer , " ação e reação " que a Santíssima Trindade proteja essas criaturas, pois a luz dela é maior . A maior arma é caneta a segunda a arma de fogo ...tal fato que não importa a patente crime ou policia são ignorantes por porta las esperto é o governo que usa a caneta para criar as leis e manter essa " bull shit around the world " ... JAH BLESS I'N'I

  150. Jéssica Postado em 10/Jan/2015 às 13:33

    Não levantando a bandeira do terrorismo, mas utilizando da mesma "graça" desses chargistas incitadores do ódio. Poderiam criar no próximo jornal o chargista segurando um livro sobre direito de liberdade de expressão ou de humor politicamente incorreto também tentando os proteger dos terroristas, pensou? Queria ver ser os leitores e admiradores desses caras iriam achar engraçado. Porque a liberdade de expressão e respeito só valem quando convém, ta na hora de colocar a empatia e a racionalidade em prática antes de tudo.

  151. Steffani Postado em 10/Jan/2015 às 14:33

    Como sempre, humor ridículo e um monte de gente tentando defender e blá blá blá. Vamos ter mais respeito. Aposto que se fosse o papa retratado nessas charges, o mundo estaria horrorizado. SIMPLES: Não concordo com esse humor ofensivo.

  152. Henrique Parente Postado em 10/Jan/2015 às 15:34

    Maomé diz: não matar. Eles lêem o que? Matar? Se eles não respeitam 1 mandamento do próprio profeta deles quem dirá respeitar uma sátira contra a religião inteira. Sobre satirizar uma religião por intolerância religiosa, não se pode esperar tolerância de quem mata. Bom senso né? Agora já aconteceu, fica a escolha: continua com a intolerância de ambas as partes, ou dêem por encerrado e façam uma sátira de outra coisa.

  153. Jonathan Postado em 10/Jan/2015 às 16:21

    Antes da ¨Liberdade de expressão ¨ existe o ¨respeito ao próximo¨

  154. Hugo Postado em 10/Jan/2015 às 16:28

    É óbvio que quem sustenta um ponto de vista como meu tem sem pre que se justificar pois as pessoas nos interpretam mau. O que os terroristas fizeram foi hediondo? Sim foi, mas provocar os muçulmanos e depois pedir pra não ser atacado é o mesmo que colocar a mão no fogo e pedir para que o fogo não te queime. O que quero dizer é que o Islamismo é isso aí mesmo, sempre terá radicais. Também não acredito que foi um atentado à liberdade de expressão, pois creio eu que se a revista fizesse críticas jornalísticas sérias contra o Islã não seria atacada puramente pelo seu ponto de vista. O problema foi o deboche. Aí as pessoas dizem, tá mais e a liberdade humorística? Bem, o objetivo do humor é fazer rir. À partir do momento em que um grupo começa obsessivamente a fazer humor com um só tema, então a gente entende que é militância, e ao meu ver, um segmento da imprensa ou do meio artístico que se dedica a fazer militância não tem o direito de reclamar pela imprensa livre, pois o que lutam é para impôr seus valores absolutos e inquestionáveis. As charges foram muitas, e algumas exageradamente abusivas. Se fosse pra sumarizar o acontecimento eu diria que os terroristas foram cruéis, e os chargistas tolos e irresponsáveis. Irresponsáveis não pelo mau que fizeram às próprias vidas, pois isso é problema deles, eles sabem com quem estavam se metendo, (Passarinho que come pedra sabe o ** que tem), mas o que fizeram foi colocar a vidas de alguns franceses em risco. Podemos colocar na conta deles a vida dos policiais que morreram.

  155. Veneranda Postado em 10/Jan/2015 às 16:40

    O Papa é sábio, ele sab o que diz! É preocupante tudo isso! Os humanos ferindo humanos com e sem armas.

  156. Oliveira Postado em 10/Jan/2015 às 18:34

    É a velha estória: Eu posso passar na Praça da República depois da meia noite com R$10.000,00 na carteira sozinho? Eu posso. Claro. É meu direito de ir e vir assegurado pela constituição. Mas devo? Acho que não. Ao tomar esta decisão estou assumindo um risco. Os cartunistas também tinham o total direito de se expressarem mas ao publicar as charges, criticando a religião alheia, assumiram um risco muito alto, mas estavam cientes. Infelizmente vivemos num mundo cão onde se resolver qualquer questão na base da agressão e não do argumento. Acho que esta tragédia já era anunciada.

  157. Carlos santiago Postado em 10/Jan/2015 às 18:42

    Diante de uma tragédia; Começam a surgir as perguntas: Que tipo de liberdade é esta, que ofende profundamente a fé das pessoas, que não demonstra um mínimo sequer de respeito? E que tipo de fé é esta, que mata cruelmente as pessoas, não demonstrando um minimo sequer de amor? E por fim: quem iniciou esta guerra? Respostas: (Liberdade + respeito = tolerância, Fé + Amor = Tolerância) = LIBERDADE. Quem inicia a guerra é ódio.

  158. Fernando Postado em 10/Jan/2015 às 18:57

    Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo que o que o homem semear, isso também ceifará.

  159. Lucas Postado em 10/Jan/2015 às 19:14

    Nada demais. Não tenho crença fisica. Acho que religião serve como conforto pra ignorância. Nada mais. Mas matar por causa de desenhos . Religião -10, charges sobre religião -30 , matar por fanatismo não têm preço. Até que a Charge de deus, G zuis e do holy shit representado o ser gay e dimorfico ficou mais pesada do que chamar o Corao de merda. Religião é igual à pensamento (cada um têm a sua) satirizar pensamento ( o famoso humor negro) tbm é ignorância.

  160. Rodrigo Vieira Postado em 10/Jan/2015 às 20:01

    Não tenho religião, sou agnostico. Infelizmente o mundo está caminhando em um rumo muito ruim. Não vejo bom gosto nessas charges que brincam com a fé, assim como acho terrível a intolerância e o fanatismo que leva a ações terroristas assassinas. O ser humano ainda precisa se aprimorar muito.

  161. passos Postado em 10/Jan/2015 às 20:03

    Não sou a favor do Terrorismo, so acho que as Religões devem ser Respeitadas independente de qual seja ela....

  162. Tânia Mar Garcia Postado em 10/Jan/2015 às 20:28

    A culpa pela agressão é sempre da vítima, não? Os humoristas da Charlie "procuraram": quem mandou criticar uma construção cultural chamada religião. A mulher estuprada "queria": quem mandou sair com roupa curta e decotada. Os gays espancados "provocaram": quem mandou beijar em público. O garoto negro amarrado no poste "mereceu": quem mandou ser negro e pobre. Parabéns!! O discursinho fascista está afiado.

  163. Jeffao Postado em 10/Jan/2015 às 21:01

    Ridiculo, varias mortes, enormes potencias paralisadas, numero gigantescos de militares paralisados, tudo porque um grupo de pessoas resolveram liberar a sua liberdade de expressao e desrespeitar a religiao dos outros, agora eu me pergunto, essa guerra religiosa era problema da França. A guerra começou aonde terminou o respeito. Sou contra terrorismo assim como sou contra o desrespeito a qualquer crenca que seja.... Paz!!!!

  164. Jeffao Postado em 10/Jan/2015 às 21:04

    Agente escreve e nao e publicado, cade a minha liberdade de expressão

  165. CARLOS Postado em 10/Jan/2015 às 22:55

    Pelas charges aqui expostas, entende-se o motivo da ação.

  166. Maria Postado em 11/Jan/2015 às 07:52

    Charges de muito mau gosto..... Quem pede , leva. Infelizmente de forma brutal e desnecessária.

  167. João Tarantini Postado em 11/Jan/2015 às 08:49

    A Liberdade de Expressão que a Mídia tanto quer, "endeusa" e preza pode ser jocosa, desrespeitosa, irreverente? Eu, um "zé ninguém", não gostaria de ser "chargeado" de maneira ridícula. Agora, imagina personagens que tem uma multidão de seguidores sendo ridicularizados infamemente. NÃO HÁ JUSTIFICATIVAS PARA A VIOLÊNCIA. Muitos incautos seguidores de religião são condicionados pelos seus "líderes", tornando se "gado" nas mãos dos tais, a ponto de cometerem loucuras. Mas é necessário refletir sobre o poder absoluto, "quase" tirânico da Mídia.

  168. Renato Postado em 11/Jan/2015 às 09:35

    Comentários baseados num senso comum já cambaleante. Profundo analfabetismo religioso. A partir de Cristo e por causa Dele, o homem, por mais miserável que fosse sua condição, tem ao seu alcanace diginidade e consciência de sí como igual aos demais. Lembrem e escutem Cristo ante Pilatos: nenhum poder terias sobre....... Perder tais Valores é perder esta nossa Humanidade. Se A perdemos, e por isso se dela escarnecemos, então quanto vale a vida que sobrevivemos? Nada! Extamente isto para os que morrem e os que matam nestas condições! Vamos estudar mais....?!!

  169. Vera Postado em 11/Jan/2015 às 12:29

    Acho que essa revista erra feio. Se quer satirizar, escolha outros personagens. Políticos por exemplo!!! Sou da opinião de que meu direito vai ate onde começa o direito do outro. Pra mim isso que fazem com a religião é desrespeito. Sabiam do fanatismo religioso das pessoas que mexeram, morreram pq pediram de certa forma pra morrer. Exagero dos 2 lados. Mas vale sempre a máxima de que pra toda ação, existe uma reação nehhhh!!!!

  170. Alexandre Marcos Postado em 11/Jan/2015 às 12:30

    Por que esses intrépidos colunistas não fazem piada dos judeus, por exemplo, que não tomam banham aos sábados, que nos chamam de gado, que justificam em suas leis o estupro de mulheres não judias, que as mulheres não judias são imundas, a morte dos não judeus e as ofensas que fazem ao cristianismo? Taí, queria ver se aí vale tudo na tal "liberdade de imprensa ou expressão"...

  171. Geraldo Postado em 11/Jan/2015 às 12:32

    Respeito, respeito e respeito pelas pessoas, pela região que elas professam...esse assunto de fé, de religião é muito serio...merece atenção e respeito de todos...não sou defensor de terroristas e extremistas, mas eles existem e são instigados por matérias como as que estavam sendo publicadas pela revista francesa...estava escrito que mais cedo ou mais tarde alguma merd...iria acontecer.

  172. grazielle Postado em 11/Jan/2015 às 14:41

    Há muita confusão acerca do atentado terrorista em Paris, matando vários cartunistas. Quase só se ouve um lado e não se buscam as raízes mais profundas deste fato condenável mas que exige uma interpretação que englobe seus vários aspectos ocultados pela midia internacional e pela comoção legítima face a um ato criminoso. Mas ele é uma resposta a algo que ofendia milhares de fiéis muçulmanos. Evidentemente não se responde com o assassianto. Mas também não se devem criar as condições psicológicas e políticas que levem a alguns radicais a lançarem mão de meios reprováveis sobre todos os aspectos.

  173. Tony Postado em 11/Jan/2015 às 14:47

    A culpa pelos atentados na França é da Dilma e da Córa da Novela Império !

  174. Eduardo Almeida Postado em 11/Jan/2015 às 14:57

    Houve, na minha opinião, comentários muito bons e outros com visão estreita e mesmo infantis. O colega acima disse-se contra a visão monodimensional. É isso! A visão multidimensional é a que mais os extremistas e os donos do Poder mais detestam. Olhem pelo menos umas 10 charges desse jornal. Algumas de fato interessantes, argutas, mas outras são de fato provocações de muito baixo nível, extremistas mesmo. E a que mais foi extremista foi com relação ao cristianismo, na charge da Santa Trindade. Provocação é uma coisa, mas libertinagem abusiva com o fim único de desreipeitar da ofensa pela ofensa é realmente condenável e contraria o espírito de "Liberté" da Revolução Francesa, que aliás exerceu um terror, matando mais de 17 mil, pela guilhotina, inclusive o inventor dela (o médico Guillotin) foi também decapitado, assim como os principais líderes da revolução, Robespierre, Danton), o criador da química moderna, Lavoiseir, etc. Liberdade para matar os que tiveram privadas suas liberdades de expressão e de opinião. Foi a época do Terror, ou seja, terrorismo. A Igreja cristã, especialmente a católica, também produziu o seu terrorismo através da "Santa" Inquisição e já faz uma mea culpa há tempos. Houve luta contra isso e hoje no mundo ocidental cristão, de modo geral, mas ainda há ditaduras, podemos nos expressar mais livremente, tendo, com isso, que enfrentar a justiça caso ultrapassemos limites legais, morais. Ocorre que o mundo muçulmano vem passando há tempos por uma espécie de Idade Média como nós ocidentais passamos e há uma luta contra essa visão medieval muçulmana dentro e fora do mundo muçulmano (aprendi isso com um muçulmano crítico). A ofensa que para nós, na nossa cultura moderna, não é sinônimo de guerra ou matança (mas já foi), não tem a mesma consequência para uma parte mais extremista do Islã. Uma outra dimensão a ser considerada é: quem ganha com essa história toda? Quem ganha com essa beligerância quase que forçada. Quem ganha com os drones dos EUA que matam muçulmanos que nada tem a ver com extremistas? Quem está por detrás desses grupos extremistas com lavagem cerebral e tudo mais? Certamente os extremistas e os vendedores de armas ganham (ou pensam que ganham). Pesquisem na Internet o que o presidente Eisenhower disse no termino do seu mandato com relação ao "Complexo Militar-industrial"? Ele simplesmente disse para o povo americano tomar cuidado com esse envolvimento da indústria militar com o governo e políticos, isso já em final da década de 50. Outra dimensão desse acontecimento. Será que os extremistas que mataram os jornalistas conseguiram silenciar ou mesmo intimidar o ocidente? Não ficou o jornal que só vendia 60 mil exemplares por semana bem mais visível do que antes? Não ficaram os jornalistas que foram vingados, pretensamente em nome de Alá tidos como mártires? Os chefes desses extremistas são tão burros assim? O extremismo realmente cega, mas acredito haver outros interesses. Concordo que alguns atos dos cartunistas foram extremistas também, mas certamente o extremismo mais problemático são o terror, que, como vimos, já existia mesmo no mundo acidental, inclusive nas chacinas de índios e negros. Tem de fato muitas dimensões a se considerar, mas acredito que a pergunta que pode mais nos deixar inquietos é: "A quem interessa tudo isso. Quem ganha e quem perde mais?"

  175. luiza, ferreiira Postado em 11/Jan/2015 às 15:05

    gente nada justifica , o que eles fizeram; mais vamos respeitar as religiões de cada um . seja ela qual for. temos um livro arbítrio , pra fazer o que queremos .. quem brinca com fogo se queima , veja ai o resultado.

  176. Maria Postado em 11/Jan/2015 às 16:41

    A revista fazia charges insolentes não só com a religião islamica , mas também com o cristianismo , judaísmo , políticos ,até com eles próprios ... Liberdade sempre , esse é o princípio da democracia ! Violência só gera violência ! Esse atentado tem de ser analisado muito mais profundamente do que estamos fazendo aqui ! Agora assisto pela TV os políticos como sempre querendo se aproveitar de todas as situações !Uma lastima !

  177. Angel Postado em 11/Jan/2015 às 19:20

    Como os Islamicos exercitaram a paciência. Ha tanto tempo por tanta falta de respeito. Será que eles são brasileiros?

  178. Adriana Postado em 11/Jan/2015 às 19:28

    Os limites para a vida em sociedade sempre serão a ética, o respeito e o bom senso. A liberdade absoluta só existe se um indivíduo viver isolado, ou enquanto coletividade se os indivíduos de uma comunidade pensarem de forma homogênea o que é uma situação difícil de acontecer, fora isso ela é ilusória. Os heróis daqui podem ser os inimigos de lá assim como os heróis de lá podem ser os inimigos daqui tudo depende do paradigma. Infelizmente essa diversidade e pluralidade existente na raça humana faz com que haja uma complexidade e relatividade desarmonizadoras. A diferença nos separa a tolerância que nos une. A morte é a pior das tragédias, a consequência irreparável da patologia mental que desde sempre atua aos poucos para a destruição da vida que é a intolerância. Todos são vítimas e opressores ao mesmo tempo. Se formos imparciais e analisarmos os fatos completamente desprovidos de pré-conceitos no fim todos são culpados e vítimas ao mesmo tempo. Os funcionários do Charlie Hebdo foram vítimas da violência e os terroristas são vítimas de sua própria cultura assim como os funcionários da Charlie Hebdo foram opressores e ofensivos para com a cultura islâmica devido aos fundamentos de sua cultura ocidental e os terroristas violentos por conta de seus fundamentos culturais islâmicos. Sempre nesses momentos é bom se colocar no lugar do próximo não apenas sob sua pele mas é preciso levar em consideração todo seu repertório cultural. Não que isso justifique mas pelo menos nos faça compreender o por quê. Pessoalmente sou contra religião porque todas são intolerantes e discriminatórias.

  179. Franklin Postado em 11/Jan/2015 às 20:58

    Daqui a pouco os que praticam bulling vão se defender dizendo que é liberdade de expressão...

  180. André Postado em 11/Jan/2015 às 21:26

    Pra que provocar e desrespeitar a religião dos outros? Sou contra a violência, mas também sou contra o preconceito religioso.

  181. Thalvannes Postado em 11/Jan/2015 às 21:59

    Não sei por que vcs estão procurando justificativas para o fato em si. Os caras desenharam o que queriam, pois tinham liberdade pra isso. Sabiam que viviam sob ameaça terrorista e nunca arregaram por isso. Morreram convictos de que estavam fazendo o que achavam correto e útil. No caso dos terroristas, e quase a mesma coisa, pois agiram em defesa de uma causa que eles defendem até a morte. Ou seja, nesta batalha deu empate, resta saber, quem vai ganhar esta guerra que nunca foi santa.

  182. Divino Costa Postado em 11/Jan/2015 às 22:03

    O mundo está se esquecendo de uma lei básica natural: "Para toda ação existe uma reação" Plante amor colha amor. Plantar intolerância (mesmo com o título de liberdade de expressão) vai colher intolerância. O difícil é fazer alguns idiotas disfarçados de intelectuais entender isso.

  183. jose Cardoso Postado em 11/Jan/2015 às 22:20

    Nada justifica tal barbárie desses terroristas .No ano passado a rede globo exibiu no programa humorístico zorra total uma alusão destorcida do que é realmente a minha religiao, que acabou ofendendo a me e milhões de fiéis , portanto diante daquela situação desagradável nos apenas reagimos verbalmente dando nossa resposta pacífica a eles . e tudo foi resolvido. Em fim todo mundo tem direito de professar a sua fé. Portanto vamos respeitar a fé , raça, lingua,nação, crença e etc.

  184. Daniel Postado em 11/Jan/2015 às 22:30

    quantos blás blá blás!! Quantos intelequituais !!!! Nunca tinha ouvido sobre essa revista, jornal , sei lá,agora que vi as charges, só tenho uma coisa dizer. eles se fuderam! Bem feito.

  185. jacques Postado em 11/Jan/2015 às 22:58

    ....assim os governos começarão a perseguir as religiões...achando que assim resolverão o problema...aí cumprirá a ultima profecia ´A FERA CONTRA A MERETRIZ´ não se assustem hà 100 anos atras a 1 guerra começou com a morte do duque Ferdinando será coincidencia?

  186. AC/DC Postado em 11/Jan/2015 às 23:04

    A primeira charge mostra um muçulmano beijando o cartunista do Charlie Hebdo, o que faz duas crenças da religião esquerdista entrarem em conflito: a defesa dos muçulmanos e dos homossexuais. Na lei islâmica, homossexualismo é crime, conforme a crença atual. E o beijo gay ofende os maometanos, configurando a intolerância religiosa pela qual a esquerda tanto ataca o Charlie Hebdo. Por outro lado, dizer que a charge deve ser censurada por mostrar um beijo gay configura homofobia, outra bandeira defendida pela esquerda caviar brasileira. A charge expõe uma grande contradição dos dogmas da religião esquerdista: defender os muçulmanos ou os homossexuais. Se você acha que a charge deve ser publicada, você ataca os islâmicos. Se acha que não, ofende os gays. A dúvida cruel do esquerdista é ser anti-islâmico ou homofóbico. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  187. Lucas Brito Postado em 11/Jan/2015 às 23:44

    Lamentável o que ocorreu! Mas precisamos entender algumas coisas! Na nossa cultura e na maioria das culturas democráticas, capitalistas e etc. Assassinato, violência tortura! São crimes hediondos! Na cultura do islâmico, principalmente o extremista! São coisas cotidianas! Fazem parte da cultura deles! Na nossa cultura a chamada liberdade de expressão, oq que inclui falar o que quiser independente de respeitar religião, política,gênero etnia! É comum! Pode-se ofender moralmente uma religião e publicar satiras sem nenhum pudor! Na cultura do islâmico! Isso é o terrorismo deles! A honra da religião deles eles morrem e matam! Desde antes de existir nossa cultura brasileira medíocre, eles já travavam guerras religiosas! Portanto é muito legal analisar a questão do nosso ponto de vista! Onde tudo é permitido, e honra!? não tem significado nenhum porque tudo é permitido! Nossa sociedade vive a libertinagem que faço o que quero e problema do outro que ficou ofendido! Voltando ao assunto, Foi uma tragédia, onde existiu 2 lados culpados: - A falta de respeito do jornal que não respeitou a cultura islâmico de honra a sua religião( o qual todos sabem que eles matam e morrem) - A falta de respeito dos extremistas islamicos que não respeitaram a cultura "liberdade de expressão " onde não é permitido violência e atentado contra vidas. Cada um ofendeu o outro em medidas iguais com relação a cultura. A maior atrocidade que pode fazer com o islâmico é ofender Maomé e o Alcorão. A maior atrocidade que pode fazer com o francês é Assassinato e violência. Quem é o culpado!? Infelizmente tiveram 17 vítimas! Sou cristão e fiquei extremamente ofendido com a charge feita por eles a respeito da Trindade! Mas na minha cultura cristã, nós perdoamos e respeitamos opiniões. Não concordamos com muitas coisas que o Mundo tem se transformado. Mas perdoamos e respeitamos! Deus abençoe!

  188. Lucas Brito Postado em 11/Jan/2015 às 23:44

    Lamentável o que ocorreu! Mas precisamos entender algumas coisas! Na nossa cultura e na maioria das culturas democráticas, capitalistas e etc. Assassinato, violência tortura! São crimes hediondos! Na cultura do islâmico, principalmente o extremista! São coisas cotidianas! Fazem parte da cultura deles! Na nossa cultura a chamada liberdade de expressão, oq que inclui falar o que quiser independente de respeitar religião, política,gênero etnia! É comum! Pode-se ofender moralmente uma religião e publicar satiras sem nenhum pudor! Na cultura do islâmico! Isso é o terrorismo deles! A honra da religião deles eles morrem e matam! Desde antes de existir nossa cultura brasileira medíocre, eles já travavam guerras religiosas! Portanto é muito legal analisar a questão do nosso ponto de vista! Onde tudo é permitido, e honra!? não tem significado nenhum porque tudo é permitido! Nossa sociedade vive a libertinagem que faço o que quero e problema do outro que ficou ofendido! Voltando ao assunto, Foi uma tragédia, onde existiu 2 lados culpados: - A falta de respeito do jornal que não respeitou a cultura islâmico de honra a sua religião( o qual todos sabem que eles matam e morrem) - A falta de respeito dos extremistas islamicos que não respeitaram a cultura "liberdade de expressão " onde não é permitido violência e atentado contra vidas. Cada um ofendeu o outro em medidas iguais com relação a cultura. A maior atrocidade que pode fazer com o islâmico é ofender Maomé e o Alcorão. A maior atrocidade que pode fazer com o francês é Assassinato e violência. Quem é o culpado!? Infelizmente tiveram 17 vítimas! Sou cristão e fiquei extremamente ofendido com a charge feita por eles a respeito da Trindade! Mas na minha cultura cristã, nós perdoamos e respeitamos opiniões. Não concordamos com muitas coisas que o Mundo tem se transformado. Mas perdoamos e respeitamos! Deus abençoe!

  189. David barbosa de oliveira Postado em 11/Jan/2015 às 23:45

    Se eu tive dinheiro. Eu mesmo iria la na França matar o resto dos jornalistas que sobraram !!!

  190. Cris Postado em 12/Jan/2015 às 01:49

    A ironia é que se fizessem agora charges sacaneando a morte dos cartunistas, seria "mal gosto". E sacanear a crença dos outros de forma chula e desrespeitosa sob a falsa pretensão de fim humorístico é "liberdade de expressão"? Humor negro agora não vale? Hipocrisia. Acho um absurdo transformar esses cartunistas em "heróis da liberdade de expressão" ou mártires - não passavam de xenófobos preconceituosos que apenas espalhavam intolerância e cultivavam o ódio com sua "arte". Não mereciam a morte; ninguém tem o direito de tirar a vida de seu semelhante. Mas também não eram os parágonos da boa fé que a mídia está efetivamente pintando. Fico triste pelos inocentes envolvidos nessa zona, as verdadeiras vítimas da estupidez de dois grupos extremistas. Enquanto isso, grupos islâmicos inocentes já estão sofrendo ataques indiscriminados pela massa ignorante.

  191. Gustavo Postado em 12/Jan/2015 às 09:06

    Todas as charges foram totalmente erradas, pois desrespeitaram o mulçumano, católicos, evangélicos, cristãos, judeus etc.... Uma coisa eu digo, não convém, mas é melhor brincar com o diabo do que com Deus, pois Com Deus não se zomba. Alguns desses chargistas eram gays e transferiram isso para essas charges de péssimo gosto. Estou cansado desses gays quererem que a sociedade aceite que o homossexualismo é certo e aqueles que pensam o contrário são preconceituosos. É claro que não vou bater, matar ou destratar ou gay, mas não sou obrigado a concordar.

  192. Heitor Postado em 12/Jan/2015 às 09:07

    Condeno os ataques terroristas, mas penso que a revista francesa deveria agir com mais bom senso. O que a revista faz é uma puta falta de respeito com os muçulmanos. Fomenta preconceito em relação aos fieis muçulmanos e isso é lamentável. Como é possível a gente pedir paz se ao mesmo tempo somos contra a convivência harmonica entre diferentes culturas, sociedades e religiões. E é pura burrice a associação islamismo = terrorismo. A maioria das pessoas é ignorante em relação ao islamismo e sai por aí falando besteiras, baseadas no que a mídia prega.

  193. Luciano R. Postado em 12/Jan/2015 às 10:02

    Ninguém em sã consciência apoia assassinatos. Nada justifica esse massacre. Mas chamar de jornalismo essas charges ofensivas...é falta de noção. Será que debochar de tudo e todos valem para eles mesmos neste caso? Afinal, defendem a liberdade de imprensa sem ética ou valores. As vítimas desse crime hediondo poderiam ser temas de charges supostamente 'bem-humoradas1? Pensem...

  194. J.C. Postado em 12/Jan/2015 às 10:58

    A "tal" evolução humana, em 2015 pura ignorância ambos lados, todos nós precisamos é de Respeito. Quando todos se respeitarem o mundo será melhor, independente de raça, religião e politica;

  195. J.C. Postado em 12/Jan/2015 às 11:04

    Duas situações me assustam; a primeira: matam por um desenho, a segunda: pessoas intelectuais desenham pra humilhar o proximo. FALTA MUITO RESPEITO ENTRE NÓS.

  196. Pedro H. Postado em 12/Jan/2015 às 11:31

    Proponho um teste prático, será necessário apenas um tanto bom de desapego e ter culhões, mais do que dois, muitos culhões, ao ponto de não caberem nas calças. Ahhh! Não se esqueça de humor. Pegue pois então um computador, um editor de textos, uma resma de papel sulfite e uma impressora. Agora, redija o seguinte texto: "Todos aqui são burros Todos aqui são sujos Todos aqui são criminosos Todos aqui são pobretões Este lugar fede Este lugar é um lixo E eu sou apenas humorista" Se quiser faça seu próprio texto, seja mais criativo que eu, brinque com estereótipos, mas não se esqueça de uma maneira bem generalizadora, de ridicularizar a qualquer que possa ler o seu cartaz e de alguma forma direcionar a quem você quer fazer rir e a quem você quer satirizar. E o mais importante, deixe claro que se trata apenas de uma brincadeirinha. Se souber desenhar, ajuda também fazer um desenho bem engraçadinho, se este desenho conseguir retratar o estereótipo melhor ainda, afinal, sua intenção é apenas fazer rir. Agora, imprima uma boa quantidade do texto de forma legível e arrume um rolo de fita adesiva ou cola. Tente se informar, em sua cidade, qual o bairro mais "barra pesada", onde você saiba que exista influência do crime organizado, narcotráfico, esse tipo de coisa. Vá até este bairro, e comece a colar estes cartazes humorísticos pelas redondezas do bairro e também no bairro escolhido. Faça isto de dia, num horário onde muitos possam ver, para que seu trabalho seja bem divulgado! Você vai fazer a alegria da rapaziada, só não sei se eles vão expressar esta alegria com risos e gargalhadas. Mas não se esqueça, assim como eu fiz neste comentário sem graça nenhuma, não se esqueça jamais de dizer que que se trata apenas de humor. Alguns outros testes que proponho: Fazer algo do tipo na parada gay de São Paulo, em frente a uma delegacia ou batalhão de polícia/exército, no meio de uma torcida organizada, culto religioso, comício político, piquete ou manifestação de sindicatos, na empresa que você trabalha, numa cerimônia ou festa de casamento, etc. Há diversos temas dentro destes universos que podem ser muito engraçados!

  197. kmila Postado em 12/Jan/2015 às 12:33

    Em um mundo onde muitos matam por nada, muitas vezes apenas por uma palavra que foi dita de uma forma não agradável, as pessoas ficarem provocando é querer morrer mesmo, existe uma grande distancia entre ser vitima e se tornar alvo, hoje em dia não devemos ofender ninguém muito menos quem não conhecemos, as pessoas estão cada vez mais violentas e matando por muito pouco é so voce ligar a tv e acordar para realidade e aqui no Brasil não é violência por religião e por qualquer coisa, portanto liberdade de expressão tem que ter limites e quando não tem ela mesmo limita voce, foi o caso deles... não apoio muito menos estou defendendo apenas acredito que devemos nos preservar e que as pessoas vivam como elas achem melhor, pois hj em dia não podemos querer que as pessoas sejam como nós apenas deixar ela usufruir do seu livre arbítrio pois o seu direito acaba quando começa o do outro, jamais devemos cutucar abelha nem cutucar onça com vara curta isso são ditados dos nossos pais e eles é que estavam certos...

  198. anônimo Postado em 12/Jan/2015 às 12:56

    Independente de religião, brincaram com o Criador !! Os rapazes só foram usados .

  199. alves Postado em 12/Jan/2015 às 15:09

    Ato terrorista e uma maneira covarde de expressar revolta contra quem ou qualquer entidade, pessoa, sociedade, etc. Fazer sarcasmo, ironizar, denenegrir, fazer piadas, ou algo parecido com a divindade, também e uma atitude desrespeitosa, imbeciu, estúpida, ignorante, por parte de qualquer ser humano. Isso não e liberdade de expresao.

  200. Afonso Postado em 12/Jan/2015 às 15:18

    Satirizando...cartunista chegou no inferno e está tentando fazer uma charge dele sentando no trident do cão. Só que, não avisaram pra ele que o papel que lá chega queima-se imediatamente.

  201. lisa Postado em 12/Jan/2015 às 16:43

    31 Por esse motivo eu digo a vocês: Todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada. 32 Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem nesta era nem na que há de vir. Mateus 12:31-32 acho que tudo tem limite,tanto com pessoas religião e principalmente com Deus isso não é livre expressão e sim uma blasfêmia, e não sou eu quem digo como opinião e sim Deus através da bíblia.

  202. Felipe Postado em 12/Jan/2015 às 17:01

    Que horror a charge que fizeram da TRINDADE. Que direitos são estes da tal liberdade de expressão? Acho sinceramente que tem que haver limites, ou talvez poder ter a manifestação de quem se sinta humilhado e ofendido. Há muita hipocrisia neste mundo, muita contradição. Não se pode falar nem da cor de uma pessoa mas de sua fé no entanto. Acho que tínhamos que definir melhor o que é ofensa na lei.

  203. daniel livre Postado em 12/Jan/2015 às 17:38

    Uma violência brutal...inaceitável...Más mexer em caixa de abelhas uma hora, voçê e picado!!!

  204. Cleber Postado em 12/Jan/2015 às 17:47

    Brinquem mesmo... Duas coisas fazem com que guerras sejam travadas POLÍTICA E RELIGIÃO

  205. Cadu Assunção Postado em 12/Jan/2015 às 18:38

    Ótimo Artigo... sou contra agressão seja ela qual for... a de lápis ou de bala!!!!!

  206. Emanuel Mendes Postado em 12/Jan/2015 às 21:36

    Gente é preciso entender o que na realidade significa Liberdade de expressão. Será que esta liberdade pode menosprezar várias religiões que possuem milhões de seguidores. Lamento o ato trágico cometido por estes radicais, mas vamos respeitar a religião das pessoas, seus símbolos e etc. O povo Cristão (Cristianismo) já tinha ficado indignado com uma charge onde denomina-se santíssima trindade, em que aparece Deus, em primeiro plano sendo copulado por Jesus Cristo, onde este tem um símbolo colocado no seu ânus, a sorte é que os Cristãos não se utilizam da violência para demostrarem suas indignações. Um pouco de Respeito é preciso.

  207. Je Suis Je Postado em 12/Jan/2015 às 21:39

    Concordo com o que Roberto disse sobre a liberdade de expressão ter limites, sobretudo, respeito. Não sou nenhum extremista religioso, mas penso que para tudo na vida é preciso ter limite. A principal base de um estado democrático de direitos consiste em respeito mútuo. Há regras a serem seguidas. "Se podemos dizer tudo o que pensamos, podemos fazer tudo o que queremos." Infelizmente, o atentado foi trágico, fatídico. Lamento a morte daquelas pessoas, mas espero que tudo sirva de lição e aprendizagem.

  208. aguiar Postado em 12/Jan/2015 às 21:47

    eles não ofenderam somente o islã ,mas tambem os cristão que creem na trindade PAI, FILHO ,ESPIRITO SANTO.qual é a verdadeira intenção deles, já que usaram um tema polêmico, homossexualidade,sera que não seria também um desabafo pois estas religiões são contra a homossexualidade,religião e homossexualidade tem que ter respeito é assunto serio "Paz na terra" é preciso respeito.

  209. HELIANE Postado em 12/Jan/2015 às 21:51

    Nada justifica esse atentado.... será????

  210. alex Postado em 12/Jan/2015 às 22:09

    o próprio jornal se auto denomia, JOURNAL IRRESPONSABLE. Nada mais a declarar.

  211. Serafini Postado em 12/Jan/2015 às 22:57

    Sentir-se ofendido não justifica matar. Deixa o pessoal satirizar à vontade. Ainda bem que o Estado e o povo franceses deram respostas à altura: caçada aos assassinos e defesa incondicional da liberdade de expressão. E quanto ao perigo que os muçulmanos radicais representam à segurança das pessoas LIVRES... bem, as sociedades tem que aprender a se defender contra futuras atrocidades desses párias.

  212. paulo Postado em 12/Jan/2015 às 23:41

    Na vida tudo se resume a ação e reação, causa e consequencia, o resto e perfumaria.

  213. Jorge Gama Postado em 13/Jan/2015 às 00:30

    Para mim qualquer tipo de atentado terrorista é incomcebivel ,pois vidas são ceifadas até aqueles que não tem nada haver com politica ou religião , o fato que ocorreu na frança no meu entendimento se deu envirtude das charges, principalmente aquela em que o CHARLIE HEBDO em 2012 satiriza Deus,Jesus e o Espirito Santo numa imagem que considero como ato de blasfemia;Ora se liberdade de expresão é isso um vale tudo creio que essa esta totalmente equivocada, a impresença tem que repensar nessa tal liberdade de expresão ,o que vi da charge foi um ato de não liberdade de impren sa e sim uma libertinagem , digamos se tal desenho fosse representando alguma autoridade francesa ou alguma autoridade de algum pais do ocidente . Assim como o assassinato dos chargistas pelos terrorista considero um ato repuguinante, da mesma forma vejo em relaçao a tal charge temos que respeitar a tudo e a todos o respeito nos uni

  214. Bruno Magno Postado em 13/Jan/2015 às 00:59

    Existem outras formas menos agressivas de ironizar e/ou satirizar que permeiam tanto a Liberdade de Expressão quanto o Respeito [a raça, cor, sexo, língua, condição social, cultura e religião], ambos defendidos e "promulgados" pela Declaração Universal de Direitos Humanos.

  215. Marcelo Postado em 13/Jan/2015 às 02:35

    Chocantes e de péssimo gosto as tais charges. Os chargistas e seus assassinos terão tempo de sobra no inferno para aprenderem a convivência com respeito. As tais charges são violentíssimas. Apesar de não justificarem o ato terrorista covarde, foi uma semente de violencia plantada...

  216. Léo Gaspar Postado em 13/Jan/2015 às 06:32

    AS charges na maioria são ótimas, mas algumas como Pai, Filho e Espírito Santo é uma afronta a fé dos cristãos e ferem os princípios religiosos, poderiam ser evitadas. O extermínio dessas pessoas é um ato de monstruosidade que nada justifica, compartilhamos nossas condolências com essas famílias.

  217. Jamal Postado em 13/Jan/2015 às 08:00

    Respeito! Não tenho uma religião definida, simplesmente acredito em Deus, mas acredito que o jornal Charlie exagerou na dose. Liberdade de expressão não licencia nenhum jornal ou qualquer outro meio de comunicação ao ''Bullying'' - ''Bullying (AFI: [ˈbʊljɪŋ]) é um anglicismo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia e sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.1 O bullying é um problema mundial, sendo que a agressão física ou moral repetitiva deixa marcas para o resto da vida na pessoa atingida. O agressor inferioriza e se impõe sobre o outro, na tentativa de superá-lo em termos físicos e psicológicos, e de satisfazer seu ego. Quase sempre, não tem o apoio de uma boa educação, com conselhos e amparos apropriados, e é isso o que mais o encoraja a fazer o que faz. Já a vítima é alguém com medo das possíveis consequências de sua reação, e é por isso que não reage, se reprimindo a si mesma.'' Pessoal bastava tratar o assunto com mais respeito ,,pois não considero religião um assunto para o humor. Não sou a favor do Terrorismo, mas sim do respeito; pois rir não irá resolver os conflitos existentes, talvez podem agravar ainda mais.

  218. Jamal Postado em 13/Jan/2015 às 08:04

    Conforme enfatiza Brandão (1986): "através do outro, vejo quem sou", e "crio o outro para me tornar superior sobre ele". Desse modo, vemos que, na construção verbal de um adjacente outro, se faz uso fundamental do reconhecimento e favorecimento de si próprio, tornando o outro inferior. quando acaba o respeito ,,,começa a guera!

  219. Thiago Postado em 13/Jan/2015 às 08:43

    Longe de mim defender o assassinato de qualquer ser humano ou mesmo de atitudes extremistas, mas umas das maiores habilidades de pessoas moderadas e pensadoras é a capacidade de se colocar no lugar do outro para ver como seria a minha reação de acordo com a cultura que me foi passada e os preceitos morais/religiosos/ateístas que aprendi durante a minha vida. Pois bem, quem gostaria de ter a foto de um filho/esposa/mãe ridicularizada em midia nacional? Acharíamos graça nisso? Pois para os Mulçumanos Maomé é sagrado e não deve ser sequer representado, pois bem porque então fazer isso? Algum dos defensores desta publicação já viu a sátira que fizeram com a Trindade Cristã? Acho que antes de defendermos alguma coisa temos que saber o que estamos defendendo. Não concordo com o extremismo Islâmico que mata para defender sua fé mas também não concordo com aqueles que ficam caçoando com o que para os outros é sagrado e intocavel.

  220. Geovanna Gonçalves Postado em 13/Jan/2015 às 09:16

    É triste ver o quanto uma religião pode fazer mal à uma pessoa, não a fé, mas o fanatismo religioso. As pessoas são capazes de matar o próximo por dizerem que estão fazendo o bem e por acharem que assim receberão as graças de Deus. Infere-se que o ruim não é ser religioso, mas sim, fanático. Devemos, apenas, ter fé em dias melhores para nossa infeliz humanidade.

  221. Ferreira Hernandes Postado em 13/Jan/2015 às 10:09

    Em tudo há que se ter limites, pois nossas próprias vidas são limitadas. Há limites para gastos, para comer, beber e brincar. O barulho acima de 90 decibéis atrapalha o vizinho. Ignorar isto significa de ter as telha quebradas por quem sentiu - se prejudicado. Num mundo tão gregário em que os espaços encurtam, a liberdade sem limites ocasionará mais e mais problemas.O Charlie avançou todos os limites e sofreu a reprimenda daqueles que sentiram - se ofendidos. E quem achar que o revide foi desproporcional, erra como Charlie, não se pode fazer juízo de valor acerca de alguns valores como é o caso da fé dos islamitas. Aliás, ignorante e quem não considera desta forma, pois a história tem sido farta em episodios que assinalaram a diferença entre as culturas ocidentais e as demais. E não há certo e errado neste caso. Ora, se as pessoas dão fim as suas vidas em defesa do seu Deus, como achar os ocidentais que as mortes em Paris foram um excesso? Quanto vale um anel de latão? Um real ou um milho de reais? Valor de estimação não tem preço assim como a fé. Se Charlie ou qualquer outro veículo ousar em insistir na lógica de que a liberdade de comunicação e um bem intocável, terá de outro lado a reação dos que entendem que a liberdade religiosa e tudo que dela advir e que não pode ser atacada.

  222. Dalia Postado em 13/Jan/2015 às 11:37

    Creio que liberdade de expressão e licença poética tem limite. Se para tudo há um limite, porque não para isso também?! E pergunto, qual a separação entre o bullying tão questionado e essas charges? Não seria uma espécie de bullying também??? Como separar tais valores. It's impossible.

  223. LUCIANO Postado em 14/Jan/2015 às 08:24

    DEUS É SANTO NÃO SE BRINCA COM ELE! aquela charge com a trindade, não é um desrepeito apenas aos cristãos, é ao próprio DEUS.

  224. leao de deus Postado em 14/Jan/2015 às 08:38

    Charges são um modo divertido de transmitir uma notícia, opinião ...... Mas ironizar o Sagrado? Brincar c a coisa Santa??? Nem pensar! Até os irracionais se curvam e reverenciam o momento da manifestação + forte da natureza, como os relâmpagos, os trovões, etc...Por que os racionais estão chegando a esse ponto? E fala-se em evolução. Ao contrário a espécie humana enquanto está up na ciência...na moral está ladeira abaixo e até já se comentou q os habitantes d Sodoma e Gomorra sentir-se-iam mal no nosso meio. Ainda há um equilíbrio pois o Sal da terra e a Luz do mundo ainda estão aqui...Breve serão retirados (arrebatamento) aí se instalará o caos e o domínio do anti-Cristo. Não discuto o mérito do castigo aplicado, porém os editores são responsáveis por seus atos. Com o D'us Todo Poderoso não se brinca e dEle não se zomba. O momento requer juízo e sensatez de todos, principalmente dos que exercem alguma liderança.

  225. Luiz Henrique Postado em 16/Jan/2015 às 22:14

    Não se pode limitar a liberdade de expressão a não ser pela via judicial, quando alguém ou algum grupo se sente ofendido. Considero a religião islâmica atrasada em diversos aspectos, a começar pelo modo como as mulheres são tratadas. Vi as charges e, sinceramente, a que considerei verdadeiramente ofensiva foi sobre a Santíssima Trindade, muito parecida com as diversas charges que se faz de padres, freiras ou mesmo símbolos cristão. A meu ver, são irrelevantes para quem professa a fé até porque os ataques verbais ao cristianismo em comentários da internet são muito piores. A se defender limites para charges tão banais sobre o profeta, significa que se está nas mãos dos islâmicos. Aliás, já vi muita charge do "caboclo velho", do camdomblé, também sem problemas. Por que a sociedade deve curvar-se ao fanatismo religioso? não. Sempre pela liberdade de expressão.

    • marcos Postado em 16/Feb/2015 às 15:37

      concordo plenamente. digo mais, está mais que na hora da religião e religiosos em geral deixarem de acreditar que detem poder de determinar a maneira como as pessoas vivem, ou como se expressam, sempre de acordo com suas cartilhas conflitantes. e cairem na real que elas não são imunes à zombaria. ninguém é.

  226. eu daqui Postado em 09/Feb/2015 às 11:27

    Já que a liberdade serve pra depreciar o sagrado do outro, pq a mulçumanada não publica uma charge com Joana Darc traficando, assaltando, pedofilando, fedendo e se prostituindo?