Redação Pragmatismo
Compartilhar
Esquerda 23/Jan/2015 às 16:50
23
Comentários

10 curiosidades sobre Evo Morales que o tornam tão popular

Primeiro indígena a presidir a Bolívia tomou posse essa semana e foi eleito com mais de 60% dos votos. Conheçam 10 fatos que o tornam um fenômeno de popularidade no país sul-americano

evo morales carisma indígena
Evo Morales, o primeiro presidente indígena a presidir a Bolívia, um país de esmagadora maioria indígena, é tão somente a cara do seu povo (arquivo)

Nesta quinta-feira, dia 22 de janeiro, o presidente boliviano Evo Morales assumiu o terceiro mandato. Após nove anos no governo, ele foi reeleito no primeiro turno das eleições, em outubro de 2014, com mais de 60% dos votos. Listamos algumas características do governo boliviano nos últimos anos, confira a seguir.

1. Identidade: Evo Morales foi o primeiro presidente indígena da Bolívia e está no cargo desde de 2006. Os povos de origem indígena representam mais da metade da população boliviana. Após vencer as eleições de 2014, o presidente recebeu a chance de dar início ao seu terceiro mandato.

2. Educação: Evo Morales conseguiu erradicar o analfabetismo na Bolívia em 2008. Com foco nas comunidades indígenas e camponesas, principalmente nas mulheres, o projeto educacional “Sim, eu posso”, também utilizado por Cuba e Venezuela, conseguiu alfabetizar mais de 800 mil bolivianos e bolivianas. Somente em 2014 a UNESCO reconheceu a erradicação do analfabetismo no país latino-americano.

3. Pobreza: Além de reduzir a desigualdade social, a Bolívia foi citada pela ONU como exemplo no combate à fome, segundo relatório divulgado em setembro de 2014. O governo do boliviano diminuiu os casos de pobreza pela metade, de 40% para 20%.

4. Agricultores: O presidente boliviano também é líder sindical dos plantadores de coca e foi contra a proibição do cultivo sugerida em reuniões internacionais. Evo defende que a folha da coca é um patrimônio cultural do país e dos povos indígenas.

5. Transporte: Em 2014, as cidades de La Paz e El Alto foram beneficiadas com a inauguração do Mi Teleférico. O meio de transporte melhorou muito a locomoção entre as duas regiões e também é um ponto turístico para quem visita a capital.

6. O preferido: Evo Morales foi eleito em 2005 com 54% dos votos, em 2009 com 64% e em 2014 com 61%. Nunca antes um presidente boliviano ficou tanto tempo no poder.

7. Países vizinhos: Desde o primeiro mandato Morales reforçou os laços entre os países da América Latina e manteve um relacionamento próximo com outros presidentes, principalmente com Fidel Castro (Cuba), Hugo Chávez (Venezuela), Néstor Kirchnner (Argentina) e Lula (Brasil) e agora com seus sucessores.

8. Brasil-Bolívia: Apesar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter sido mais próximo de Evo Morales do que a atual presidente Dilma Rousseff, as expectativas são positivas para os próximos anos dos governantes reeleitos. Assim como o boliviano esteve no Brasil para a posse de Dilma, ela esteve em La Paz para prestigiar Morales.

9. Bolívia-EUA: Desde que foi eleito pela primeira vez, Evo Morales tem se posicionado diante dos Estados Unidos e não é raro encontrar críticas ao país norte-americano em seus discursos, principalmente no que diz respeito as políticas de combate ao narcotráfico.

10. Economia: No começo do seu primeiro mandato, o presidente boliviano optou por explorar as riquezas naturais do país, principalmente o gás natural e os minérios. E os lucros foram investidos nas áreas sociais. O modelo adotado chegou a receber elogios do Fundo Monetário Internacional e, segundo a Comissão Econômica para América Latina e o Caribe, a Bolívia é o país da região que mais deve crescer.

VEJA TAMBÉM: Por que Dilma escolheu a Bolívia e rejeitou a Suíça?

Agência Plano

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo Postado em 23/Jan/2015 às 17:14

    Aguardando os comentários raivosos dos coxinhas.

    • Ecthor Postado em 24/Jan/2015 às 12:29

      que nada não tem nem como contestar que Evo e Mojica sejam grandes exemplos de lideres socialistas bem diferentes de outros como Lula e Dilma que até agora nunca conseguiram obter os mesmos resultados satisfatórios como Evo teve, e pelo visto soube separar o fanatismo politico e a corrupção de sua administração então parabéns para Evo Morales

      • José Geraldo Gouvêa Postado em 24/Jan/2015 às 14:50

        O que Evo teve foi um Congresso Nacional majoritariamente em seu favor, de forma que ele nunca precisou negociar com os seus inimigos para poder realizar seus projetos.

  2. Eduardo Postado em 23/Jan/2015 às 18:24

    Só não entendi o lance da folha de coca ser patrimônio cultural.... que patrimônio é este que é base para uma desgraça de droga.... quanto ao resto parabéns, principalmente pela erradicação do analfabetismo, quem sabe os que acham que produzir essa folha cultura, mudem de ideia ao ler as noticias dos males que a droga que vem delas produz.

    • Paulo Postado em 23/Jan/2015 às 18:41

      o consumo da folha de coca existe muito antes da invenção da cocaína

    • Danylson Rodrigues Postado em 23/Jan/2015 às 20:15

      É cultural dada a tradição dos povos originários sempre utilizarem a folha, para várias coisas, como chás, estimulantes, remédios, etc... Muitos séculos de uso, algumas décadas de proibição... então a galera se sente um pouco oprimida, sabe como é, tava tudo indo muito bem obrigado, de repente, sai um coxinha la da pqp, dizendo que o mundo vai acabar por causa da coca. O que os locais deveriam pensar? São eles ou o resto que não sabem usar?

      • Carlos Postado em 23/Jan/2015 às 22:38

        Isso em parte é certo o resto é conversa pra ganharem dinheiro do trafico.

    • Eber Prado Postado em 23/Jan/2015 às 20:18

      estude um pouco sobre a importância de um patrimônio cultural para o país...no caso da folha de coca, onde seu uso é uma tradição dos povos indígenas na Bolívia, o problema é a transformação dela na cocaína e toda a política de combate às drogas, equivocada e genocída!

    • Erick Postado em 24/Jan/2015 às 12:51

      Eduardo, a folha de coca não é usada como droga, mas sim como energético e auxiliadora respiratória nas altitudes

    • Joaquim Postado em 24/Jan/2015 às 13:04

      Você precisa estudar, meu caro, e se despir desses preconceitos plantados pela Veja e Globo. Sai da frente da TV e procure conhecer as pessoas, o mundo, as ruas, a natureza. E trata de aprender a ler e interpretar um texto também.

    • Thiago Lopes Postado em 24/Jan/2015 às 14:58

      Bom, Efuardo, então pegue alguns livros e estude a cultura da Bolívia, dos povos andinos, quem sabe um dia vc entende...

  3. José Ferreira Postado em 23/Jan/2015 às 23:14

    Ele assumiu o cargo já pensando em sua re-re-reeleição. O cara "não larga o osso" mesmo, pois deve ter outras pessoas que ele poderia indicar como sucessor.

    • poliana Postado em 24/Jan/2015 às 11:13

      Se está dando certo e trouxe inúmeras conquistas ao país, qual o problema em continuar no poder?

      • José Ferreira Postado em 24/Jan/2015 às 11:48

        Isso na minha terra (o Brasil) chamamos de Ditadura. Devem ter pessoas de seu partido que ele poderia indicar como sucessor. Nem mesmo o Lula é desse jeito. E afinal, se as coisas estão tão boas na Bolívia, porque tem tantos bolivianos vindo para cá? De acordo com o PP, está na hora deles voltarem para casa.

      • Joaquim Postado em 24/Jan/2015 às 13:05

        Ditadura eleita pelo povo. "Genial" !!

      • José Ferreira Postado em 24/Jan/2015 às 14:52

        A alienação do povo para a manutenção do poder é uma prática típica de "ditaduras democráticas".

      • Thiago Lopes Postado em 24/Jan/2015 às 15:02

        José Ferreira, uma ditadura se dá quando não é possível haver, por meio de votos democráticos, uma sucessão dos cargos políticos. Na Bolívia o voto é direto, universal, e a sucessão é garantida por lei. O fato de que a maioria da população ter escolhido o Evo até hoje não significa que seja uma ditadura, mas uma escolha do povo, nada mais democrático. Vc , com seu comentário, é que não está espeitando a decisão daquele povo.

      • Thiago Lopes Postado em 24/Jan/2015 às 15:05

        E antes que vc chame todo um povo de alienado, somente porque tal pvo pensa diferente de vc mostra que quem está totalmente imerso em alienação é sua senhoria. Aliás, duvido muito que vc saiba o que é de fato alienação.

      • José Ferreira Postado em 24/Jan/2015 às 17:16

        Vamos acreditar que o povo "escolheu". Afinal o povo da Bolívia é altamente escolarizado e não foi influenciado por nenhuma benesse populista. Além disso as coisas estão tão boas que não há mais bolivianos aqui, pois todos voltaram para casa.

    • Hamilton Mitikichuki Postado em 26/Jan/2015 às 23:07

      Que tal o michel temer...

  4. Rodrigo Postado em 25/Jan/2015 às 14:19

    Eu falei de comentários raivoso dos coxinhas lá encima e o José Ferreira veio fazer as honras.

  5. sabrina Postado em 26/Jan/2015 às 18:41

    esse naro solbo é um pé no saco, hein!

  6. Hamilton Mitikichuki Postado em 26/Jan/2015 às 23:10

    AÉCIO NÃO!!!!!!