Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 12/Dec/2014 às 14:00
10
Comentários

10 provas de que a violência contra a mulher virou rotina

agressao mulher machismo feminismo brasil
Imagem: Pragmatismo Político

A maior parte das jovens brasileiras entre 16 e 24 anos já foram vitimas de algum tipo de agressão ou assédio. E o machismo é a principal explicação para isso, segundo dados de um estudo do Instituto Avon e do DataPopular divulgado hoje.

De acordo com o levantamento, 96% das moças e dos rapazes acreditam que a sociedade brasileira é machista. Sem pestanejar, a maioria também aprova a Lei Maria da Penha, que pune a violência contra a mulher.

Apesar disso, quase metade dos jovens alimentam visões sexistas. Por exemplo, para 48% dos entrevistados, uma mulher não deveria sair com os amigos sem o parceiro.

Para chegar aos resultados, o DataPopular coletou opiniões de mais de 2 mil jovens entre 16 e 24 anos nas cinco regiões do Brasil.

78% das jovens entrevistadas entre 16 e 24 anos afirmam já ter sofrido algum tipo de agressão;

31% das moças entrevistadas foram vítimas de abuso físico no transporte público;

44% das entrevistadas foram tocadas em partes do corpo em uma balada sem terem dado aval para isso;

30% delas já foram beijadas à força;

68% foram alvo de cantadas ofensivas;

51% das mulheres entrevistadas já foram ameaçadas após o fim de um relacionamento;

37% das mulheres tiveram relações sexuais sem camisinha após insistência de parceiros;

55% dos homens entre 16 e 24 anos assumem que já praticaram algum tipo de violência contra a parceira;

9% das jovens admitem que já receberam um soco no rosto de seus parceiros;

43% dos jovens já viram a própria mãe sendo agredida. Entre eles, 64% afirmam que também agrediram a parceira;

96% dos jovens dizem que há machismo no Brasil;

48% dos jovens entrevistados afirmam que é errado uma moça sair sozinha com os amigos, sem o parceiro;

25% afirmam que uma mulher que usa decote ou roupas curtas está se oferecendo para os homens;

76% consideram que é errado uma mulher ter casos com vários homens.

Pesquisa: “Violência contra a mulher: o jovem está ligado?” – Instituto Avon / Data Popular

Geledés

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Tags

Recomendados para você

Comentários

  1. Andre CdE Postado em 12/Dec/2014 às 14:38

    As mulheres precisam denunciar as agressões que sofrem. Qdo eu morava em São Paulo, certa vez houve um barraco entre um casal, dentro de casa. Sei que fiz errado, não devia ter me metido, mas liguei pra polícia. Logo eles chegaram e acabaram com a briga. Conclusão: Os dois pararam de falar comigo e continuaram firme e fortes. Aí fica difícil, né?

  2. R.R.Rocha Postado em 12/Dec/2014 às 15:31

    Importante esse tipo de pesquisa. A desconstrução de um crescente censo comum de que os direitos iguais já são uma realidade precisa se tornar um exercício presente em todas as esferas da sociedade.

  3. poliana Postado em 12/Dec/2014 às 20:24

    Ahh, claro, querido. Tudo isso acontece pq as pessoas ouvem anita e waleska popozuda ne? Seu ridículo!

  4. Celio Bernstein Postado em 13/Dec/2014 às 02:06

    Mas, e Cuba, hein???!!!11

  5. Thiago Teixeira Postado em 13/Dec/2014 às 08:42

    Enquanto que nos governos antes de 2003 ... ninguém se importava ou investigava.

    • Thiago Teixeira Postado em 15/Dec/2014 às 11:57

      Seria um orgasmo coletivo se isso ocorresse, não é mesmo? Mas continuem pregando o golpe, quem sabe não cola ...

  6. Thiago Teixeira Postado em 13/Dec/2014 às 08:43

    Eu dou valor a elas, fique tranquílo. Fique com os machos que escutam lobão e ultraje.

  7. Felininho Postado em 16/Dec/2014 às 13:43

    E 100% das que procuraram a Delegacia da Mulher para prestar queixa voltaram para casa sem nada ter sido resolvido. (caso pessoal - é assim mesmo: delegacia da mulher não resolve NADA - infelizmente).

  8. Onda Vermelha Postado em 17/Dec/2014 às 18:14

    Faça a sua parte! Assine a petição para tirar esse RETARDADO e FASCISTA do Bolsonaro de circulação! Xô! Chega! Basta! https://secure.avaaz.org/po/petition/Conselho_de_Etica_da_Camara_dos_Deputados_Cassacao_do_Deputado_Jair_Bolsonaro_PPRJ/?sKBXieb

  9. Andre Pinnola Postado em 23/Dec/2014 às 17:58

    Não virou rotina, SEMPRE FOI rotina essa violência de gênero! A diferença é a internet e sua capacidade de divulgar coisas. O que virou rotina foi ficar sabendo dos abusos.