Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 05/Nov/2014 às 10:48
12
Comentários

Pedido do PSDB para auditar eleições é negado pelo TSE

Tribunal Superior Eleitoral nega pedido do PSDB para auditar as eleições de 2014. Plenário ressaltou que o partido não apresentou indícios de fraude e limitou-se a relatar a descrença de alguns no resultado da votação

psdb auditoria eleições 2014 aécio
TSE nega auditoria ao PSDB, mas libera todos os registros de votação ao partido. Aécio Neves foi o candidato derrotado das eleições de 2014 (divulgação)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou na noite desta terça-feira (4) pedido do PSDB para a criação de uma comissão a fim de auditar o resultado das eleições presidenciais. O tribunal, no entanto, autorizou o partido a ter acesso aos arquivos eletrônicos e demais documentos referentes à totalização dos votos. O plenário seguiu o voto do presidente do TSE, Dias Toffoli. Ele ressaltou que todos os procedimentos deferidos constam em resoluções da corte que tratam da transparência do processo eleitoral e estavam disponíveis antes da eleição.

Em seu voto, Toffoli disse que o partido não apresentou indícios de fraude e limitou-se a relatar a descrença de algumas pessoas no resultado da votação. Apesar de autorizar os procedimentos, o presidente garantiu a transparência das eleições e ressaltou que o desenvolvimento dos programas usados na apuração das urnas esteve a disposição, desde abril, de todos os partidos políticos, do Ministério Público Eleitoral (MPE) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), desde o momento em que começaram a ser elaborados. Sobre a criação de uma comissão para auditar os resultados, o presidente rejeitou o pedido, formulado por um delegado do partido, pessoa sem legitimidade perante o TSE.

Apesar da unanimidade formada no plenário, o ministro Gilmar Mendes defendeu que a Justiça Eleitoral acabe com suspeitas de fraude no resultado nas eleições, mesmo que sejam descabidas e levantadas por meio das redes sociais. Segundo o ministro, o pedido do PSDB contribui para a pacificação do assunto.

Durante o julgamento, Mendes disse que a insegurança também é provocada por declarações de autoridades públicas. O ministro citou uma frase dita pela presidenta Dilma Rousseff, em 2013, um ano antes do período eleitoral. “Eu não cometo nenhuma imprecisão ao lembrar a declaração da presidenta Dilma que diz ‘a gente faz o diabo quando é hora de eleição’. A gente pode entender essa expressão de várias formas. Mas, fazer o diabo tem uma carga figurativa muito grande. Será que fazer o diabo significa que é capaz até de fraudar a eleição? Vejam a responsabilidade de pessoas que ficam a falar bobagem, inclusive em campanha eleitoral. Veja o peso que isso tem no imaginário das pessoas. O que significa fazer o diabo na eleição? “, disse Gilmar.

A frase da presidenta foi dita em março de 2013, em João Pessoa (PB), durante a entrega de casas e retroescavadeiras a municípios da Paraíba. Na ocasião, Dilma disse que os recursos do governo federal são liberados de acordo com a necessidade da população e não por critérios políticos. “Nós podemos disputar eleição, nós podemos brigar na eleição, nós podemos fazer o diabo quando é hora da eleição. Agora, quando a gente está no exercício do mandato, nós temos de nos respeitar, porque fomos eleitos pelo voto direto do povo brasileiro. O governo não tem nenhuma justificativa para perseguir que não é do mesmo partido dele. “

No pedido de auditoria, protocolado na semana passada, o PSDB diz ter “absoluta confiança” de que o tribunal garantiu a segurança do pleito, mas pretende tranquilizar eleitores que levantaram, por meio das redes sociais, dúvidas em relação à lisura da apuração dos votos. O partido solicitou que o TSE crie uma comissão formada por integrantes dos partidos políticos para fiscalizar todo o processo eleitoral, desde a captação até a totalização dos votos.

Agência Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Tags

Recomendados para você

Comentários

  1. Felipe Peters Berchielli Postado em 05/Nov/2014 às 10:51

    Sempre vi muita gente citando essa frase da presidenta,porém nunca dei muita bola,só agora vi o quão fora de contexto ela é,por Hórus....que canalhice.

  2. poliana Postado em 05/Nov/2014 às 11:53

    mimimimimimimimimimimi...já fizeram uma petição pro papa!!???

  3. Deisi Postado em 05/Nov/2014 às 12:09

    Perderam mais uma, o PSDB com todas essas tentativas de ganhar no grito ou através de golpe, só faz feio. Os coxinhas inconformados, fascistas e mimados estimulados pela mídia golpista estão sendo uma vergonha para o PSDB. Isso é uma vergonha!

  4. poliana Postado em 05/Nov/2014 às 12:17

    kd a petição pro papa chico? já assinou querido?

  5. KARINA BB Postado em 05/Nov/2014 às 12:30

    A galera golpista esta recuando,agora ninguem participou ou induziu,NAO É SR AECIO,AGORA É TARDE,VCS DERAM MUNICAO AO PT EM 2018, FICARAM COM FAMA DE PARTIDO GOLPISTA,COLONIZADO,ENTREGUISTA,ANTIPATRIOTICO,FORAAA VAGABUNDOS,,,O Brasil nao é de vcs o Brasil é dos brasileiros de verdade

  6. AQUINO Postado em 05/Nov/2014 às 14:18

    QUE VERGONHA TER NO MEU PAÍS UM PARIDO COMO ESSE; PSDB,. JÁ PENSOU SE ELES TIVESSEM GANHO A ELEIÇÃO.

    • Thiago Teixeira Postado em 06/Nov/2014 às 12:01

      Se fora do poder eles perseguem e agridem as pessoas, imagina no planalto? Coxinhão.

  7. Celio Bernstein Postado em 05/Nov/2014 às 19:51

    Sem provas, sem auditoria. Simples. Levar o mimimi de redes sociais à sério é o fim da picada!

  8. Thiago Lopes Postado em 05/Nov/2014 às 20:52

    Cesar Souza, depois da sua conclusão, agora eu entendo um pouco como funciona a mente de vocês. Preocupante sua situação, vá se tratar, cara.

  9. Pereira Postado em 06/Nov/2014 às 09:33

    Há audiotoria sim, a única coisa que foi negada foi a comissão de partidos. Pois o PSDB não tem competência de falar em nome de outros. É um vitória, ainda que simbólica, da direita. Pois é claro que nada aparecerá e será declarada a "lisura" das eleições. Mas essa vitória simbólica pode abrir prescedentes para vitórias reais no futuro. A democracia no Brasil respira, por aparelhos, mas respira.

  10. Deisi Postado em 06/Nov/2014 às 23:38

    Ainda bem que a maioria decidiu que eles não merecem estar no planalto!

  11. Marcelo Postado em 07/Nov/2014 às 09:00

    Alienados são todos que apoiaram o Aécio... O trabalho no senado retornou nesta terça feira. Na terça Aécio chegou para trabalhar a s 3 da tarde e na Quarta que era um dia com 22 projetos para serem votados a partir das 10 da manhã ele só apareceu 6 da tarde. Vive mais no RJ do que em MG ou Brasília. Ele não foi eleito senador por MG? Porque falta tanto ao trabalho e depois critica o governo do PT?