Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 21/Nov/2014 às 17:47
3
Comentários

Movimento Ocupe Estelita apresenta o vídeo “Recife, cidade roubada”

Recife, cidade roubada: filme critica as ilegalidades envolvendo o Projeto Novo Recife, que deve comprometer o acervo arquitetônico de bairros históricos da capital pernambucana

A especulação imobiliária em Recife se impõe financiando políticos, mas o bairro Estelita resiste.

O Movimento Ocupe Estelita apresenta o vídeo “Recife, cidade roubada”. Mais uma contribuição para demonstrar a ingerência do capital imobiliário na política urbana e a urgente necessidade de cancelamento do Projeto Novo Recife, um empreendimento amplamente prejudicial à saúde da cidade.

Assista ao vídeo:

Entenda o caso Estelita

Localizado na Ilha de Antônio Vaz, no centro de Recife, o terreno do segundo mais antigo parque ferroviário brasileiro foi adquirido em 2008. O consórcio comprou a área em um leilão, cuja legalidade é questionada pelo Ministério Público Federal. Quando o empreendimento imobiliário do Novo Recife foi anunciado, quatro anos depois, setores da sociedade passaram a debater seus impactos e a apontar irregularidades constatadas no processo administrativo que levou à sua aprovação pela Prefeitura Municipal do Recife. Foi então, em 2012, que surgiu o movimento Ocupe Estelita. Em junho de 2014, o movimento ocupou a área por quase dois meses, após as empreiteiras iniciarem a demolição ilegal dos históricos armazéns de açúcar do local – sem autorização judicial e com o terreno sob júdice.

Desde então, instalou-se uma disputa acirrada entre diversos atores da sociedade civil organizada e os governos municipais e estaduais. Intelectuais, jornalistas, artistas, professores, estudantes, urbanistas e músicos têm se mobilizado por meio de ocupações pela cidade com mini-festivais político-culturais. O objetivo é pressionar a administração municipal a cancelar o leilão, revisar as ilegalidades e abrir um diálogo com a população sobre o destino da área, uma das mais valorizadas da capital pernambucana.

Para saber mais sobre o projeto Novo Recife e o Ocupe Estelita clique aqui.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. cléa Postado em 22/Nov/2014 às 11:18

    #ocupeestelita# #ReformaPolíticajá# Enquanto as empreiteiras estiverem financiando as campanhas políticas o povo sempre ficará de fora! #devolvegilmarmendes#

  2. Denise Marquez Postado em 22/Nov/2014 às 11:19

    Estou aguardando ansiosamente o seu post sobre o e-mail de Paulo Roberto Costa para Dilma, então ministra da Casa Civil, encontrado pela Polícia Federal. Nele, Costa pede a Dilma uma "solução política" para impedir que o Congresso impedisse a roubalheira na Petrobras. E o pior: a tal solução aconteceu de fato, Lula vetou o impedimento na LDO daquele ano. Em outras palavras: Dilma e Lula sabiam de tudo. Agiram de maneira tal que a sangria dos recursos públicos continuasse na Petrobras.

    • Gustavo Postado em 23/Nov/2014 às 14:05

      Denise, você deve ser de classe média, que não se preocupa com o direito e a função social da propriedade privada. Além do mais, deve receber aluguéis de vários imóveis. Ora querida, seu comentário não tem nada a ver com a reportagem. E tambem você não manda no pragmatismo politico, solicitando matéria x, y ou z. Me poupe querida, bem menos.