Redação Pragmatismo
Compartilhar
Guerra injustificável 13/Nov/2014 às 11:23
21
Comentários

Menino se livra de disparos e finge estar morto para salvar garotinha na Síria

Parece ficção, mas aconteceu na Síria. Ato heroico de menino que arriscou a vida e fingiu-se de morto duas vezes para salvar uma garotinha no meio de um tiroteio ganhou as manchetes em todo o mundo

Um menino de apenas 8 anos é o mais novo herói da Síria. As cenas de um ato inusitado [vídeo abaixo] estão sendo divulgadas por grandes veículos da imprensa internacional, como o Daily Mail e o The Telegraph.

Em um vídeo amador, um garoto surge num ambiente de tiros e parece ser atingido por disparos, mas volta a se levantar para resgatar uma garotinha ainda mais jovem do que ele que encontrava-se escondida em baixo de um carro queimado. Alguns meios de comunicação afirmaram que a menina poderia ser a sua irmã, mas a informação não foi confirmada.

O vídeo, que viralizou na internet, já acumula milhões de visualizações.

Quando o menino se levanta depois de aparentemente ter sido assassinado, os homens que filmavam as cenas por trás de uma barreira de concreto gritam “allahu akbar”, que em português significa “Deus é grande”.

De acordo com o jornal britânico The Telegraph, o incidente aconteceu em Yabroud, uma cidade próxima a fronteira com o Líbano e que é um dos últimos redutos de resistência do grupo Free Syrian Army (Exército livre da Síria)

Histórico contra crianças

Não é a primeira vez que atiradores disparam contra crianças na Síria durante a sangrenta guerra civil que assola o país. Mais de 11 mil crianças já morreram desde o início dos confrontos, em 2011, sendo que várias delas foram assassinadas por snipers (atiradores de longa distância).

A ONU já acusou o governo da Síria de cometer “crimes contra a humanidade”, incluindo o uso de snipers contra crianças.

Vídeo:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. wagnner Postado em 13/Nov/2014 às 11:42

    o que mais impressiona é essa canalhada que atira em criança... bando de covardes...

    • Jeremias Postado em 13/Nov/2014 às 14:15

      Fala ae...como pode atirar em crianças....

    • Ecthor Postado em 13/Nov/2014 às 14:38

      este mundo tem que acabar e começar de novo !!!

    • lucas Postado em 14/Nov/2014 às 00:52

      alguém tem que invadir esse lugar e acabar com esses caras!

  2. Janaina Postado em 13/Nov/2014 às 11:56

    Anjos.

  3. Priscila Postado em 13/Nov/2014 às 12:26

    Criaram um estado de psicopatas! Não dá pra acreditar em tamanha insanidade. O nome deveria ser "Estado Insano", não "Estado Islâmico".

    • Diego Postado em 13/Nov/2014 às 13:32

      Só que quem está atirando são as forças do governo, supostamebte combatendo o Eatado Islâmico. E é por isso que nunca se pide admitir excesso no uso de força, contra o que quer que seja.

      • Newton Postado em 14/Nov/2014 às 13:50

        Quem disse que são as forças do governo?

      • Renan Postado em 21/Nov/2014 às 16:09

        Quem disse que são forças do Governo?

    • Noor Farira Postado em 13/Nov/2014 às 13:55

      Quem atira são os cristãos de Basar Assad o que tem haver com o Estado Islâmico ???????linda essa perola que você falou

      • Fábio Postado em 13/Nov/2014 às 21:56

        "Cristãos" de Basar al-Assad: espero que seja um modo de falar, se não é outra pérola.

      • Renan Postado em 21/Nov/2014 às 16:08

        Cristãos de Bashar? que é do partido Baath e seu seu lema é "Unidade, Liberdade, Socialismo"? Ou seja que é uma fusão do partido árabe com o partido socialista árabe. Cara, sua falta de informação chega a ser engraçado, mas dá pena. Os cristãos na Síria são os que mais sofrem hoje, porque estão meio do conflito, e em nenhum dos lados, de um lado Islâmicos "do partido socialista" de um governo quase xiita, de outro Islâmicos radicais sunitas que querem tomar o poder.

  4. borgese4 Postado em 13/Nov/2014 às 12:35

    Sinceramente esses extremistas sao babacas Nao adianta falar que cada cultura é Cada cultura porque eles sao insanos

  5. Edney Postado em 13/Nov/2014 às 12:45

    Não adianta a ONU ficar acusando o governo da Siria disso ou daquilo, se nada se faz para impedir esse massacre que ja dura 3 anos. A comunidade internacional vai ficar de braços cruzados até quando??? Até quando os interesses escusos de políticos sujos vão prevalecer, enquanto criaças e pessoas incocente, morrem nesse fogo crusado entre rebeldes e forças do governo?

    • Dida Dias Postado em 13/Nov/2014 às 13:44

      E na Palestina a ONU não acusa Israel de cometer os mesmos crimes e outros mais.

    • Cleberson Postado em 13/Nov/2014 às 15:59

      O que que adianta? Aí os Estados Unidos invadem o país pra acabar com essa idiotice e todo mundo fica colocando defeito, dizendo que é só uma operação pra buscar petróleo disfarçada de ajuda...

  6. jones Postado em 13/Nov/2014 às 12:46

    heroismo!

  7. silane Postado em 13/Nov/2014 às 12:46

    Pq fazem isso? Sera q elees nao tem filhos? Ou o proprio governo q manda fazer isso?..eh a barbárie

  8. Xablau Postado em 13/Nov/2014 às 13:58

    o Menino Mitou vei

  9. josino lima Postado em 13/Nov/2014 às 15:25

    barbarie como tem coragen de atirar numá criança um ser sem defezá não em nemhum heroismo nisso gentes covardes espéro que sejá alvo de um outro atirador animal nogento que vá para o inferno com seu fuzil

  10. Rocken Postado em 14/Nov/2014 às 00:03

    pra quem estudar um pouco de historia das guerras vai se surpreender com o tamanho e duração desta guerra, com certeza não é um fenômeno natural, o resultado disso são essas atrocidades, 11 mil crianças, que absurdo, gostaria de saber como isto foi organizado e financiado por este povo sofrido, dificil de acreditar que é natural, são claramente despreperados, estas guerras suspeitas estão cada vez maiores