Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 17/Nov/2014 às 21:36
43
Comentários

A entrevista de Gregorio Duvivier no programa Jô Soares

Em entrevista ao programa Jô Soares, Gregorio Duvivier relata perseguição por votar em Dilma, pede mais amor, menos ódio, e se declara de esquerda: “Ser de esquerda não é fazer voto franciscano. Eu não quero que todo mundo seja pobre, eu quero que todo mundo seja rico”

Gregorio Duvivier foi entrevistado pelo apresentador Jô Soares, na Rede Globo (divulgação)
Gregorio Duvivier foi entrevistado pelo apresentador Jô Soares, na Rede Globo (divulgação)

Em entrevista ao programa de Jô Soares [vídeo abaixo], na última quarta-feira (12), o ator Gregorio Duvivier relatou a violência que sofreu por ser de esquerda e declarar voto em Dilma Rousseff‬ nas eleições de 2014.

Para Gregorio, as manifestações de ódio se revelam até em detalhes que deveriam ser irrelevantes. “Se você usa o termo ‘presidenta’, já te consideram um ‘petralha’, por que de um lado se fala presidente e do outro presidenta”, disse o ator.

Gregorio, que também é colunista da Folha, falou sobre as agressões que sofreu durante a campanha eleitoral por defender o voto em Dilma. Em um dos episódios, o ator foi abordado em um restaurante onde almoçava. “Eu estava comendo no Leblon e veio um sujeito: ‘Você não gosta de pobre? Então vai comer no bandejão, já que você gosta de pobre e vota no PT. Assim é fácil, gostar de pobre e vir comer no Leblon’”, contou.

O ator explicou ainda que ser de esquerda não é fazer voto de caridade ou idolatrar a pobreza, mas lutar para que o pobre ascenda economicamente. “Ser de esquerda não é fazer voto franciscano. Eu não quero que todo mundo seja pobre, eu quero que todo mundo seja rico”, disse Gregorio, que pediu ainda por mais tolerância e menos intransigência: “vamos parar de dividir o Brasil, pelo amor de Deus. Todo mundo quer o bem do País!”, completou.

Vídeo:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo Postado em 17/Nov/2014 às 22:07

    É, muito coerente a posição do rapaz. Ser de esquerda realmente não é fazer votos de pobreza. E querer que nosso país possa ter uma melhor distribuição da renda, sem usurpar ninguém. Olhem o que acontece em países como o Canadá, Australia, entre outros. A diferença básica entre o Brasil e tais países: aqui a elite nunca deixou o povo ter acesso à terra, e às riquezas naturais, que apesar de abundantes ficaram concentradas na mão de poucos causando um grande abismo social. Em 1964, quando o Jango era presidente, ele estava prestes a fazer o trabalho da divisão para conquistar um bem estar social. E os mesmo que hoje estão pedindo "Fora PT" (claro que só os chapas aparecem, muitas vezes capangas violentos capazes de toda sorte de agressividade. Enquanto os mandatários se ocultam pois não se misturam). Pois concluo dizendo que as pessoas de boa fé ainda estão procurando fazer do Brasil um país mais justo, e do outro lado há um enorme esforço para o retrocesso que beneficia somente poucos. Para isto estão recorrendo a "tudo quanto é santo", mas não estão logrando êxito. Fizeram de tudo, a mídia mineira trabalhou duro, a Globo e outras TVs se esforçaram, as rádios calejaram. E nada! Agora aparece o pessoal da "caixa baixa", a baixaria completa, falando em ditadura e coisas que muitos dos deliquentes que saem a gritar estes impropérios não tem a menor idéia do que significa. Ditadura é maldade, morte, tortura. Davam choques elétricos, matavam, jogavam pessoas de aviões em pleno vôo. Executaram milhares de pessoas especialmente no Chile e na Argentina, mas no Brasil também foram muitos. E eram pessoas como todos nós, não eram animais irracionais, na verdade eram mais racionais do que seus algozes. Não há um que seja um real ser humano que possa compactuar com isto. Pelo simples fato de poder concentrar riquezas um pode tirar a vida, ou a liberdade de outro. Será que isto é o que queremos passar para nossos filhos, gerações vindouras vão ter que conviver com isto como um peso. Não, vamos progredir como nação e deixar as coisas que são escuras para trás.

    • Marcelo Lemos Postado em 18/Nov/2014 às 09:34

      Parabéns pelas belas palavras!

    • Flávio Loureiro Postado em 18/Nov/2014 às 10:34

      Rodrigo, o problema, como sempre, é o radicalismo que tanto ofusca a coerência e a justiça. Por exemplo, conheço religiosos que dirigem centros de filantropia e de ajuda a carentes, e, ao mesmo tempo, querem controlar a sexualidade alheia. Conheço ateus humanistas que defendem direitos importantes, mas que não levantam um dedo para ajudar alguém. Percebe onde quero chegar? Um regime puramente de esquerda jamais alcançará o patamar dos países que você citou. Serviços públicos e políticas públicas não são "gratuitos". Custam muito caro. O único jeito de baratear é através da tecnologia (a qual, apesar de estar bem, ainda tem muito a avançar). E, se hoje você compra um HD de 1 terabytes por 80 reais, isso é mérito do mercado, não do governo. E se não houver controle do mercado? Simples, vai dar crise. Equilíbrio é a chave. Acho normal a direita tanto bater na tecla da Coreia do Norte, Cuba e Venezuela, pois são exemplos de estados ditatoriais, estagnados, e militarizados. Acho anormal o jeito como o pessoal da esquerda responde, eles endeusam líderes e regimes de um jeito assustador. Certa vez mencionei os cubanos que arrisca a vida no mar para fugir, e a resposta que obtive foi de que "eles são traidores e não merecem Cuba". Ao ler a resposta, mentalizei precisamente algum evangélico defendendo as ações do deus bíblico no antigo testamento...

    • Paulo Postado em 18/Nov/2014 às 12:00

      Você contou da ditadura de Chile, Argentina e Brasil. Mas quantas pessoas a ditadura Cubana matou? Interessante como gostam de romantizar ditadura de Cuba e demonizar a militar do Brasil. Mesmo que a de Cuba tenha matado mais e se desenvolvido menos. E sobre a entrevista, fico pasmo de ver que agora ele pede por união do país sendo que o partido que ele apoia mais fez questão de fazer. Que foi incitar a separação, hétero x gay, rico x pobre, negro x branco, homem x mulher, nordestino x sulistas e religiosos x LGBTs. Vejam o episódio das vaias na copa, ela disse que foi vaiada por ser mulher e por brancos burgueses! Será que não a vaiaram por conduzir mal o país? por estar essa roubalheira? e etc? Ela preferiu fazer o discurso da separação, e agora diz é que os 'Fora PT' que estão separando o país. Será que eu que estou ficando louco?

      • Heitor Postado em 18/Nov/2014 às 12:16

        Sim, você está ficando louco. Desenvolvimento na ditadura militar aqui do Brasil? 'O partido que ele apoia'? Cara, vai se informar, dá uma estudada em história do Brasil.. também leia o texto "Terra Estrangeira" do Gregorio e para de falar bobagem. Engraçado como também falam da ditadura de Cuba como se tudo lá fosse ruim, a educação e a saúde cubanas são mundialmente reconhecidas como de excelente qualidade. Cuba tem seus problemas, claro que tem, mas não é metade do que a direita acha que é.

      • Flávio Loureiro Postado em 18/Nov/2014 às 12:44

        Paulo, pessoalmente não apoio ditadura nenhuma. Nem cubana, nem brasileira. Aliás, não consigo enxergar virtude alguma na ditadura do Brasil. Não acredito que "naquele tempo não havia corrupção", pois a mídia estava sob mordaça e até hoje existem pessoas recebendo "pensões militares". Quanto à economia, apesar do crescimento dos anos 60, a inflação disparou após a década de 70. Repito: o radicalismo é o problema. Nenhum regime se sustenta sem ponderação e estabilidade. Por isso é tão importante valorizarmos as instituições (Polícia, Ensino, Judiciário, Legislativo) e, ao mesmo tempo, não massacrarmos os empresários e a livre iniciativa.

      • Guilherme Postado em 18/Nov/2014 às 19:40

        Sim, está ficando louco!

    • Joana Paula Postado em 19/Nov/2014 às 00:25

      Eu também vejo por esse lado.

  2. Pedro Postado em 17/Nov/2014 às 22:15

    Duvivier é o clássico exemplo do artista intelectualóide brasileiro. E a classe média esquerdista pró-PT adora esse tipo de artista, basta ver Chico Buarque, Caetano Veloso e etc etc. O pior mesmo é atribuir relevância sociológica e política a estes indivíduos, que nada mais fazem além de propagar ódio através de ideias deturpadas de mundo e sociedade.

    • Tchekowski Postado em 18/Nov/2014 às 00:09

      Em síntese, o cara fala do preço que teve de pagar por pertencer a uma classe e defender outra. Manifestar apoio ao PT é propagar ódio através de ideias deturpadas? O ódio está é no sujeito que o mandou para outro restaurante só por causa de sua preferência política. E esse foi um exemplo light. Os coxinhas de extrema-direita são muito mais agressivos. Ainda bem que são poucos. A maioria delas só existe no meio virtual e, covardes que são, não levantam nem a sua bunda da cadeira. Então, enquanto eles estão aqui com a sua falta de argumento plausível pagando mico feito o Lobão, estamos todos seguros.

      • Carla Maria Postado em 18/Nov/2014 às 05:05

        Vc não deve ter visto o que eles fizeram com a fotógrafa Marlene Bergamo.

    • Gabriel Gabo Postado em 18/Nov/2014 às 08:38

      "que nada mais fazem além de propagar ódio através de ideias deturpadas de mundo e sociedade." Você não passa de um mimadinho, amigão kkkkkk. Tem que ser muito prepotente para afirmar isso.

    • Victor Stoimenoff Postado em 18/Nov/2014 às 09:38

      Pedro, o que você está fazendo aqui? Entrando só pra provocar? Vai lá pro Blog da Veja, tem um monte de gente que pensa como vc! Aqui seus argumentos não serão levados a sério. Já que vc não gosta de pobre , seja homem e diga: "Eu não gosto de pobre!"

      • André Postado em 18/Nov/2014 às 10:01

        Que argumentos?

    • Claudio Postado em 18/Nov/2014 às 10:02

      O site não "atribui" relevância a artistas como Gragório. Ele TEM relevância. Tudo o que ele fez foi o contrário do que vc disse: não propagou o ódio, propagou a tolerância. Suas ideias não são "deturpadas". São apenas DIFERENTES DAS SUAS. Então, ou vc lê e não consegue compreender por deficiência intelectual-cognitiva; ou vc é um moleque; ou vc é um mau-caráter. Provavelmente, as três coisas juntas. Aliás, estou convencido que, estatisticamente, uma parcela da população tem um péssimo caráter, é mentirosa, manipuladora, aproveitadora e psicopata. Estas pessoas, hoje, encntraram suas causas: o golpe para derrubar uma presidenta eleita; o ódio aos pobres; e a inveja contra a esquerda.

    • João Pedro Oliveira Postado em 18/Nov/2014 às 10:02

      Percebe o que você escreveu?

  3. Caio Postado em 17/Nov/2014 às 22:18

    Adianta falar nada, a população ignorante é daltônica, acha que politica é toda ideologica, então se o pt se diz de esquerda é tudo de esquerda, só quer enxergar aquilo que lhe convêm, tudo para manter o status quo ou retroceder.

  4. Rodrigo Postado em 17/Nov/2014 às 22:30

    Pois olha, eu acho que vocês devem ser moleques. Em todos os sentidos. Quem viveu em meados dos anos 90, sabe o quanto dói ser governados pelo PSDB. Eu não sou petista. Mas não sou burro. Leiam a "Privataria Tucana", naquela época nós falimos 3 vezes e passamos o "pão que o diabo amassou", desemprego e recessão enquando os políticos entregavam o nosso país, privatizaram a preço de banana. Detalhe: a mídia nunca falava nada contra eles, todos devidamente enchidos com dinheiro público para calar-se. Portanto eu não quero retroceder mesmo, eu quero progresso. E vejo corrupção a todo o momento em todo governo, simplesmente por que o sistema representativo não funciona. E nem tem como funcionar em um país onde se gasta milhões em campanhas eleitorais, que nunca seriam pagas pelos próprios mandatários políticos, pois seu salário não chega nem próximo ao valor da campanha. Então fica um falando do PT pra cá, outro falando do PSDB pra lá. Mas todos são ignóbeis que não enxergam que a solução não está em nenhum dos dois. Mas se me questionarem entre PT e PSDB quem eu acho que é melhor para o Brasil, eu respondo sem titubear: PT. Já que não me forneceram outra opção. Mas eu sei que os dois trabalham para os mesmos patrões: o mercado financeiro. Pois é, é só não ser um completo idiota e olhar os lucros trimestrais dos bancos no Brasil, são lucros estratosféricos.

    • cmlr Postado em 17/Nov/2014 às 23:21

      bravo!

    • poliana Postado em 17/Nov/2014 às 23:36

      Rodrigo, foi justamente o livro a privataria tucana q me fizeram ter pavor do psdb! Adorei seu comentário!

      • poliana Postado em 18/Nov/2014 às 01:21

        Que me fez*.

    • Marcelo Lemos Postado em 18/Nov/2014 às 09:42

      Excelente!

    • João Pedro Oliveira Postado em 18/Nov/2014 às 10:04

      Bravíssimo!

    • Duga Postado em 18/Nov/2014 às 10:17

      Meu querido, pro seu governo quem privatizou a Telebrás e a Vale do Rio Doce foi o Dr. Fernando Henrique Cardoso.

  5. L. Souza Postado em 17/Nov/2014 às 23:31

    Ser de esquerda é querer pro outro o que a gente quer prá gente!

    • Deisi Postado em 18/Nov/2014 às 00:07

      É esse o motivo por eu ser de esquerda L. Sousa, olha que tem tempo, desde 1979.

    • Thiago Teixeira Postado em 18/Nov/2014 às 12:08

      Assino em baixo!

    • Celio Bernstein Postado em 18/Nov/2014 às 13:05

      Simples assim. Conservadores nunca entenderão isso.

  6. raphael_subversivo Postado em 18/Nov/2014 às 07:24

    Qual parte do ''ser de esquerda não é voto de pobreza'' vc não entendeu campeão? ta dificil interpretação de texto pelo jeito, por isso nao entende nada do que falamos, mal consegue compreender uma frase...

    • juliano Postado em 18/Nov/2014 às 11:52

      ou: "a direita e a ignorância seletiva"

  7. raphael_subversivo Postado em 18/Nov/2014 às 07:31

    O Duduvier não é burguês, não acumulou capital explorando o trabalho alheio, obviamente que dentro do capitalismo a riqueza via de regra é produzida através da exploração, mas vc nem entende o que o cara faz e quer falar. Não seria ele fazendo voto de pobreza que ajudaria as pessoas, mas não vale nem eu explicar, vc usa da desonestidade e cinismo como argumento, dizer isso do cara quer dizer que vc ''é honesto pq fala claramente que está pouco se fud@#$ para os outros e vc explora mesmo'' não sei aonde vc tem toda essa autoridade moral se a base do seu argumento é que vc é (ou desejaria ser) um explorador e que não liga pra isso e ainda acha que ninguém deveria ligar.

    • Gabriel Gabo Postado em 18/Nov/2014 às 08:41

      E tenho dito!

  8. Deisi Postado em 18/Nov/2014 às 08:36

    Desista Raphael, coxinha nem lê texto, interpretar é exigir demais, o discurso não muda fazer o que! Faz tempo que cheguei a conclusão, que o mundo padece de falta de compaixão, solidariedade e amor; Está cada vez mais difícil, uma pessoa por um momento se colocar no lugar do outro. A intolerância e ódio vem ganhando espaço, por pessoas que não aceitam as diferenças, as eleições de 2014 vem mostrando isso. O pior de tudo é que não consigo visualizar uma luz no fim do túnel, pois a direita está cada vez mais odiosa e intolerante. Sou feliz por ser esquerda, sinto compaixão pelas pessoas, procuro ajudar quem precisa de mim. Mas gosto de um bom restaurante, comprar um sapato quando posso, um roupa bonita, mas isso não anula minha ideologia e muito menos minhas convicções. É um exercício diário para não cair nas tentações, mais graças a Deus não sou consumista nem materialista, mas gosto de coisas boas como toda pessoa humana.

    • Deisi Postado em 18/Nov/2014 às 13:25

      Não acho que só socialista tem compaixão e solidariedade, porque tais virtudes vem de berço, mas vendo discurso de ódio e agressividade em relação à quem declara voto contrario, Concluo sem medo de errar que faltou berço, não tem compaixão e solidariedade. Eu me recuso em comprar produtos que vem da China, justamente porque tenho conhecimento de trabalho escravo, inclusive no ano passado quando fui comprar enfeites de natal olhava a etiqueta, os enfeites são mais baratos e mais bonitos, mais prefiro pagar um pouco mais, comprar menos do que incentivar trabalho escravo. Mais não é só na China que tem pessoas escravizadas, Em São Paulo existem muitos bolivianos que em pleno seculo XXI trabalham em regime de escravidão.

  9. Priscila Postado em 18/Nov/2014 às 09:05

    Assino embaixo do comentário do Rodrigo. Bravo!

    • Odair José Luciano Postado em 18/Nov/2014 às 09:25

      Durante meus quase 70 anos na tentativa de mudar este pais votei em vários partidos. Ora direita,ora esquerda. Todos sem exceção surrupiaram os cofres públicos, porque como disse um marginal político punido,chamado Jefferson, todos querem as chaves das autarquias, ou estatais para meterem a mão. Todos os partidos já tem sujeitos especializados em buscar recursos ilegais para seus partidos. Depois percebem que é fácil porque os corruptores conhecem os meandros muitas vezes percorridos e se apoderam de mais para a quadrilha suprirem. ENQUANTO NÃO TIVERMOS LEIS RIGOROSAS PARA PUNIR E PEGAR BANDIDOS POLÍTICOS FICAMOS NA BRIGA DE BÊBADOS DE BOTEQUIM. É simples veja se a situação como a oposição aprovam leis assim? É melhor continuarem a jogar merda um no outro.

  10. João Pedro Oliveira Postado em 18/Nov/2014 às 10:06

    Olha quanta inteligência, nossa, seu comentário foi de uma profundidade tamanha que alcançou a latrina!

  11. Claudio Postado em 18/Nov/2014 às 10:13

    Ele não doa porque não quer e pronto. Vota na Dilma porque quer e pronto. Os médicos cubanos são excelentes e o Brasil cresceu e melhorou como nunca nos governos do PT. Vc apenas não se conforma porque odeia pobre. Mas vc perdeu a eleição. Então vc deveria doar seu salário para os EUA, de acordo com seu raciocínio imbecil. Mas vc terá que se conformar: nunca mais o PSDB voltará ao poder, o Brasil vai pra frente e vai ter mais médicos cubanos, mais bolsa família e mais cotas. E vc pode ir pra Miami ser subempregado. Já vai tarde.

  12. Celio Bernstein Postado em 18/Nov/2014 às 13:10

    Você já viu algum liberal de direita abrir mão dos seus direitos trabalhistas (conquistados pela esquerda) em nome do livre mercado e da mão invisível?

    • Celio Bernstein Postado em 18/Nov/2014 às 13:18

      Um liberal de direita assalariado (conhecido também como pobre de direita) que não abre mão dos seus direitos trabalhistas para poupar o ~empresário oprimido~ é tão hipócrita quanto ao esquerda que consome produtos industrializados. Em verdade vos digo que, para cada "esquerda caviar" existe um "direita pão-com-ovo".

  13. Guilherme Postado em 18/Nov/2014 às 15:45

    Mais um artista hipócrita do nosso previsível showbiz...

  14. Karina bb Postado em 18/Nov/2014 às 18:04

    MINDUIM,SEU MALA,saiba q Cuba,forma esses medicos e depois eles pagam por essa formaçao ,aqui tb deveria ser assim,a cixinhada se forma nas universidades publicas e ainda sai falando mau do governo,bando d vagabundos

  15. leolina Mendes Postado em 23/Nov/2014 às 14:16

    Concordo com você Duvivier: paz, respeito e solidariedade nos fazem muita falta neste processo.