Redação Pragmatismo
Compartilhar
EUA 05/Nov/2014 às 11:06
1
Comentário

A derrota de Barack Obama no Congresso

Republicanos tiram seis cadeiras democratas no Senado e assumem controle do Congresso dos EUA. Oposição controlará as duas Casas legislativas até o final do governo de Barack Obama

obama eleições legislativas eua
Obama e o partido Democrata saem fragilizados das eleições legislativas desta terça-feira. Republicanos comandarão as duas casas (divulgação)

O Partido Republicano conseguiu nesta terça-feira (04/11) a maioria no Senado dos Estados Unidos ao tomar pelo menos seis cadeiras dos democratas. A cadeira da Carolina do Norte foi a sexta que passou de mãos democratas para republicanas, junto com Arkansas, Dakota do Sul, Montana, Virgínia Ocidental e Colorado, o que dá aos conservadores o controle absoluto do Congresso durante os dois últimos anos de mandato do presidente Barack Obama.

O controle total do Congresso por parte dos republicanos não acontecia desde 2006 e determina um horizonte difícil para o fim da presidência a Obama, que acompanhou hoje a disputa da Casa Branca.

“O presidente está seguindo os resultados da Casa Branca e falou com candidatos à Câmara, ao Senado e aos governos estaduais dos dois partidos”, disse o porta-voz de Obama, Josh Earnest, em seu perfil oficial no Twitter.

Segundo a emissora NBC News, entre os políticos que hoje receberam um telefonema de Obama está o vencedor em Arkansas, o republicano Tom Cotton, que superou o senador democrata Mark Pryor.

Além disso, os republicanos conquistaram as cadeiras que pertenciam aos democratas nos estados de Montana, Dakota do Sul e Virgínia Ocidental, onde os senadores democratas estão se aposentando e acabaram abrindo espaço para a oposição.

A primeira cadeira a mudar de mãos foi na Virgínia Ocidental, onde a congressista Shelley Moore Capito venceu a democrata Natalie Tennant, que tentava conservar a cadeira que pertencia a seu correligionário Jay Rockefeller, que está se aposentando depois de representar seu estado por 30 anos. A política republicana, de 60 anos, marcou outro feito histórico ao se transformar na primeira mulher a representar esse estado no Senado federal em mais de 50 anos.

O líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, reconheceu a vitória dos conservadores e parabenizou o senador Mitch McConnell, que a partir de janeiro ocupará seu posto.

Agência Efe e Opera Mundi

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. ricardonick Postado em 07/Nov/2014 às 18:23

    O Arnaldo Jabor deve estar usando algum medicamento novo, estranho à ele. Numa reportagem sobre a derrota política do Obama, criticou com a veemência habitual o absurdo ataque republicano contra cada uma das medidas de cunho social do governo Obama !!!