Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mídia desonesta 20/Nov/2014 às 13:03
12
Comentários

Apenas um jornal se retratou devidamente pelo linchamento a José Cosenza

Dos três principais jornais do Brasil, apenas o Estadão dedicou o mesmo espaço para retratações a José Carlos Cosenza. Rápidos para linchar, lentos para corrigir eventuais erros. Assim se comporta a mídia corporativa no Brasil

247 – Rápidos para linchar, lentos para reparar eventuais erros. Assim se comporta a mídia famiiar no Brasil.

Na última terça-feira, os três principais jornais impressos do País, Folha, Globo e Estado de S. Paulo, noticiaram com estardalhaço a inclusão de um atual diretor da Petrobras, José Carlos Cosenza, na lista de investigados da Operação Lava Jato.

SAIBA MAIS: PF diz que errou ao incluir nome de diretor da Petrobras na Operação Lava Jato

Nas manchetes desses veículos, e com foto estampada na capa, Cosenza passava a ser, aos olhos da chamada “opinião pública”, um criminoso.

Ontem, a Polícia Federal admitiu que seu nome foi inserido por erro nos interrogatórios da Lava Jato. Talvez como uma tentativa de fazer com que algum dos empreiteiros investigados o incriminasse – o que não ocorreu.

Esperava-se que, nas edições de hoje, os três veículos de comunicação reparassem o erro cometido – ainda que tenham sido induzidos a ele por uma falha de conduta da Polícia Federal.

No entanto, apenas o Estado de S. Paulo, agiu com dignidade e colocou o tema em sua manchete principal. Globo e Folha deram bem menos destaque.

Isso é justo?

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Paula Postado em 20/Nov/2014 às 13:28

    Para eles não é uma questão de justiça. Trata-se de defender aquilo que eles acreditam ser o jornalismo: Manipulação.

    • carem Postado em 21/Nov/2014 às 00:50

      concordo plenamente !!!!, mais o Jô .com as anti-pts deles, as 'meninas' do Jô...uma MANIPULACÃO só .....,,,,o povo ,parte dele, não quer saber de corrupção, então se tiver uma ditadura ,ou impedimento, a corrupção, para estes ,'acaba'= que pensamento mais ridículoo, infantil e desprovido de mais de 2 neurônios!

  2. Glenda Postado em 20/Nov/2014 às 15:23

    Esse diretor deveria processar todo mundo. Nem precisaria mais trabalhar...ficaria rico só com as indenizações!

    • poliana Postado em 20/Nov/2014 às 16:33

      Indenização nenhuma recupera a a reputação de um indivíduo massacrada pela mídia!

  3. Eduardo dos Santos Postado em 20/Nov/2014 às 15:38

    Retratações não costumam ser manchete principal.

  4. Mary Postado em 20/Nov/2014 às 16:00

    A "grande" mídia elaboradora de golpes ,começa a ficar bem preocupada com a possibilidade do término do aporte de dinheiro vindo da publicidade oficial do governo.São como os "cães que estão latindo enlouquecidos enquanto a caravana continua passando na sua frente". Vai ser um belo espetaculo de se presenciar.Até o sectário do William Bonner Global esta sentindo a chapa ardendo.KKKKKKKKKKK!

  5. Sandra Postado em 20/Nov/2014 às 17:04

    Leiam o texto do Jean Wyllys: http://www.conversaafiada.com.br/politica/2014/11/20/jean-wyllys-cunha-e-gilmar-vamos-falar-serio/

  6. leonardo Postado em 20/Nov/2014 às 23:26

    Vocês culpam à midia? Quem errou foi a PF, a midia so informou.

    • Rogerio Gonçalves Postado em 21/Nov/2014 às 00:23

      Informou com fome de predadora. Nem se deu ao trabalho de averiguar a fundo antes de começar o linchamento.

      • carem Postado em 21/Nov/2014 às 00:53

        a mídia tem a obrigação de se retratar !!!!!, na primeira página !, como faz as MANIPULAÇÕES, achando q o povo é bobo....

  7. Marc Postado em 21/Nov/2014 às 08:58

    Errou ? Piada né um erro desses, se a polícia federal comete um erra dessa monta, imagina no dia, dia..

    • soda cáustica Postado em 24/Nov/2014 às 11:36

      O quarto parágrafo é de fato chocante.