Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 12/Nov/2014 às 19:57
10
Comentários

Agredido por ser gay, jovem vira símbolo na luta contra a homofobia

Agredido dentro da universidade, com o olho roxo e o rosto inchado, jovem gay decidiu não se esconder: publicou nas redes sociais um desabafo, escrevendo diretamente para o agressor

gay homofobia eua agressão
Jovem gay manda recado para agressor através das redes sociais e vira símbolo de luta contra a homofobia (Imagem: Twitter/Pragmatismo Político)

Na noite da última sexta-feira, o estudante da Universidade de Ohio, Cole Ledford, passeava com o namorado, Jerad Williams, pelo campus da instituição. Por volta de 23h30 da noite, após o casal ter se beijado, um estranho se aproximou e agrediu Cole. O resultado foi um olho roxo e o rosto inchado. Decidido a não se esconder, Cole usou o Twitter para fazer um desabafo, escrevendo diretamente ao agressor.

“Sinto muito que você me chamou de bicha. Sinto muito que você me bateu sem motivo. Lamento que quaisquer inseguranças que você tenha não permita que você aceite os outros pelo que são. Me desculpe por te ameaçar. Eu não sinto muito por ser gay. Tenho orgulho de ser dessa maneira. Eu tenho orgulho de ser confiante o suficiente para amar quem eu amo e quem me ama. Tenho orgulho de ter amigos e familiares que me amam. Honestamente, eu não me arrependo”.

VEJA TAMBÉM: Revista Veja diz que homossexualidade não existe

Em poucos minutos, o texto se tornou viral e já conta com mais de 67 mil curtidas e 34 mil retuítes. Após a repercussão do caso, Cole declarou apoio à campanha “Love Is Louder” — algo como “O amor é maior” — idealizada pela Fundação Jed e pelo canal MTV. A história também rendeu a Cole milhares de novos amigos. Seu Twitter conta atualmente com mais de 12 mil seguidores e, além da imprensa, muitos usuários das redes sociais manifestaram apoio ao jovem. “Do fundo do meu coração, obrigado por me mostrarem, e para o resto do mundo, que o amor é maior que o ódio”, escreveu Cole ao compartilhar uma foto ao lado do namorado.

“Eu ainda estou com um olho roxo e o inchaço melhorou. Mas emocionalmente, eu não poderia estar melhor com todo esse apoio. Fiz uma denúncia por crime de ódio e preconceito. Nunca tinha vivido nada parecido antes e achei que uma agressão dessas nunca aconteceria comigo”, declarou o jovem ao site “BuzzFeed”.

SAIBA MAIS: Brasileiro é contra casamento gay e aborto

“Nenhum de nós esperava uma resposta como esta. Meu namorado está disposto a ficar ao meu lado e tornar-se um ativista LGBT atuante também. Ele me deixa orgulhoso. Obrigado a todos que nos apoiaram e pelo o impacto que estão me deixando ter no mundo. Estou ansioso para tornar esta coisa negativa que aconteceu comigo em trabalho dentro da comunidade LGBT. Sinto-me humilde e ansioso novas maneiras de me envolver com isso”.

Extra

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Jessica Postado em 13/Nov/2014 às 01:27

    Toda forma de amor é válida, parabéns a ele por não se esconder!!!

    • Andresa Postado em 17/Nov/2014 às 14:56

      Então a pedofilia também? É uma "forma de amor", como você disse. O cara paga uma de santo, aí depois a história aparece e descobrem que ele tava no banheiro assediando o cara que bateu nele, igual aqueles carinhas que apanharam com lâmpada em SP. É sempre assim, sempre se fazendo de vítimas. Outro caso brasileiro recentemente, encontraram aquele menino morto no terreno baldio e logo foram falando que era homofobia. Depois descobriram que ele foi pro terreno baldio dar o rabo pra outro gay que ele tinha conhecido pela internet. E ainda assim foram falar que foi homofobia. Gay é homofóbico? Decidam-se. Se for assim, toda vez que um hétero matar um hétero também é heterofobia.

      • poliana Postado em 17/Nov/2014 às 21:42

        não!! pedofilia é DOENÇA! em nada tem a ver com "forma de amor". menos viu querida!! bem menos!

      • Luiz Souza Postado em 25/Nov/2014 às 03:51

        Somente factóides bizarros. Você não tem vergonha, aecista?

  2. Plínio Postado em 13/Nov/2014 às 07:31

    O ódio ao que nos é estranho e que nos incomoda nos faz estúpidos. Hoje mais do que nunca as atitudes tomadas por em razão disso são mostradas para o mundo e podem ser combatidas e esclarecidas para que sejamos menos agressivos e portanto mais humanizados.

  3. joão pedro Postado em 13/Nov/2014 às 09:45

    Chega, esses crimer atrozes contra o amor. É vendo esse tipo de coisa que fico decepcionado com essa pseudo humanidade, lamentavel ver essa situação. É triste ver o eminente avanço tecnológico e o intelecto humanoide cada vez mais atrofiado.

  4. Elizabeth Aquino Marques Postado em 13/Nov/2014 às 23:40

    Sou contra agredirem gays...Pois são seres humanos iguais a qualquer um e mesmo que não concordemos com seu comportamento eles tem direito de ser o que quiserem ser .Mas não concordo que fiquem exibindo intimidade em público , isto também vale para os heterossexuais ......Acho que intimidade não é para ser exibida ...

    • Rosendo Postado em 14/Nov/2014 às 14:27

      Concordo

    • agnaldo Postado em 14/Nov/2014 às 16:07

      Concordo !!!

  5. Nelson Muniz Postado em 18/Nov/2014 às 09:41

    Vamos todos nos esconder para expressar afetos, já que também é feio entre casais heterossexuais! Está proibido abraços e beijos em público, seja hétero ou seja gay! Assim fica melhor, né?