Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 30/Oct/2014 às 17:33
22
Comentários

Vídeo revela o assédio contra as mulheres no dia a dia

A câmera mostra uma mulher andando durante dez horas pelas ruas de Nova York. As imagens do vídeo, que viralizou na internet, retratam o assédio constante pelo qual passam mulheres em uma simples caminhada

vídeo mulheres assédio nova york
Vídeo que mostra assédio a mulher nas ruas é visto mais de 14 milhões de vezes (reprodução)

A câmera mostra uma mulher andando durante dez horas pelas ruas de Nova York. A princípio, isso não faria deste vídeo um viral na internet. Mas, neste caso, as imagens retratam o assédio constante pelo qual passam mulheres em uma simples caminhada.

Enquanto a mulher anda, ouve homens dizerem “E aí, coisa linda?”, “Que Deus te abençoe” e “Caramba”.

Quando ela os ignora, eles insistem – “Não quer mesmo falar comigo? É por que sou feio?” – enquanto outros a repreendem – “Sorria mais” e “Você deveria ser mais grata por alguém reconhecer sua beleza”.

Em certo momento, um homem caminha por cinco minutos ao seu lado em silêncio.

Ao longo das dez horas, esta mulher ouviu mais cem comentários, “sem levar em conta os vários assobios” e outros tipos de reações.

O vídeo e seu sucesso na internet – o clipe já foi visto mais de 14 milhões de vezes – reacenderam o debate sobre o assédio sexual a mulheres nas ruas.

Para muitas delas, este tipo de experiência não é uma novidade, apesar de ser bem deprimente.

A atriz Shoshana Roberts, de 24 anos, registrou a caminhada com uma câmera oculta e a resumiu em vídeo de dois minutos de duração.

Ele foi produzido em parceria com a ONG Hollaback!, que faz uma campanha contra este assédio nas ruas.

“Foi um dia típico da minha vida”, diz Roberts. “As pessoas precisam saber o que isto está acontecendo.”

Segundo a fundadora e diretora-executiva da Hollaback!, Emily May, o vídeo tem dois objetivos: por um lado, quer mostrar às vítimas de assédio que elas não estão sozinhas e por outro quer mostrar àqueles que nunca passaram por este tipo de assédio o quão intimidante isso pode ser.

Na terça-feira, a Hollaback! denunciou que entre os comentários feitos no vídeo havia ameaças de estupro contra Roberts e pediu ajuda a internautas para identificar e denunciar os responsáveis.

INTIMIDAÇÃO

Rob Bliss, que carregava a câmera com a qual a caminhada foi registrada, disse ter sido “realmente surpreendido” pelo grande número de homens que falaram com Roberts enquanto ela caminhava.

O assédio ocorreu de muitas formas. Bliss acredita que muitos homens, como ele, simplesmente não se dão conta de quão comum é esse tipo de comportamento e o impacto que ele pode ter.

“Não tenho a expectativa de mudar o comportamento de ninguém, mas queria que um homem visse a partir de um ponto de vista neutro, de uma outra pessoa, como é ser assediado na rua”, afirma Bliss.

Roberts espera que as imagens façam com que os homens que assediam mulher na rua repensem seu comportamento.

“Sei que algo tem que mudar, só ainda não sei como”, afirma ela.

Assista:

BBC

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Danielli Postado em 31/Oct/2014 às 00:58

    Se o cara me cumprimenta com um bom dia ou um oi, eu respondo o cumprimento. Nem considero cantada. Notei que quando eu respondo, na maioria dos casos, os homens ficam quietos, sorriem, ou no máximo pedem o face ou o telefone. Esses cumprimentos não me ofendem. Mas um homem não pode achar ruim se a moça não quiser responder, afinal, ele é um estranho e vemos casos de violência contra a mulher todos os dias ao nosso redor. É comum inclusive que a frieza dela nem seja por medo, a moça simplesmente pode não ser simpática com estranhos, é uma escolha que todos nós temos. Agora, se passou de "oi" para ''gostosa" eu não respondo. Acho falta de respeito. Isso me ofende. Os homens assediam até crianças assim, chamando de gostosa ou coisas piores... Minha primeira cantada foi com 11 anos, de um cara de devia ter uns 25-30. Já ouvi obscenidades no meio da rua, voltando do trabalho... Acho que os pais devem educar seus filhos para que eles respeitem as mulheres e se respeitem tbm, pq eu considero este um comportamento animalesco. Aos homens crescidos, a dica que eu dou é apenas uma: seja um pouco mais sensível. Se coloque no lugar da mulher que vc está querendo cantar, até que ponto vc ficaria incomodado? E se ela na verdade fosse sua filha, sua mulher ou sua mãe? Deixe as *utarias entre quatro paredes e NUNCA, NUNCA siga uma moça, nem por poucos metros, é aterrorizante. Não é engraçado, é horrível.

  2. Rafael Martini Postado em 31/Oct/2014 às 01:00

    Creio que a maior parte dos homens que faz isso o faz apenas para intimidar as mulheres, como forma de mostrar o quanto são "poderosos". Se colocados contra a parede, provavelmente ficariam sem reação, ou pelo menos sem graça. Quanto aos demais, simplesmente não sabem abordá-las de forma mais sutil e menos ameaçadora, agem assim pois creem de fato que poderão ter algo com elas, sem perceber o quanto abordagens desse tipo costumam causar medo.

    • Thamires Postado em 31/Oct/2014 às 01:48

      Rafael, qualquer tipo de abordagem é intimidadora. Não tem que existir uma abordagem mais sutil, pq esse tipo de coisa NÃO tem que acontecer! Nesse caso, como muitos machistas (e incluo as mulheres também como machistas), ela não "estava pedindo" usando uma "roupa que chama atenção"... Fica a observação, pq a mulher pode estar usando burca que o resultado é o mesmo: assédio. Infelizmente.

      • Rafael Martini Postado em 31/Oct/2014 às 16:50

        Thamires, quando digo "abordagem menos intimidadora" me refiro a puxar conversa sobre amenidades com uma mulher na fila do caixa, ou com uma colega nova da faculdade, por exemplo, não tratando a mulher como um pedaço de carne, somente uma conversa trivial. E a partir daí, se houver interesse por parte dela, a situação pode evoluir. Portanto, "gracejos" ou mesmo agressões verbais não se incluem, obviamente.

    • R. Dias Postado em 31/Oct/2014 às 08:57

      Eles abordam deste jeito porque, com outras, este jeito funciona. Não é questão apenas de machismo.

      • eu daqui Postado em 31/Oct/2014 às 12:44

        Então vou te abordar do jeito que funciona do alguns, tá?

    • eu daqui Postado em 31/Oct/2014 às 10:21

      Adolescentes novinhos talvez não se dêem conta, mas homens adultos são cientes sim de quão desrespeitosas são as abordagens deles. A idéia é essa mesma: aviltar para inferiorizar.

  3. Amanda Postado em 31/Oct/2014 às 06:44

    Só queria que fosse feita uma alteração nessa reportagem. O autor do vídeo soltou umauma nota dizendo que editou o vídeo e removeu os assediadores brancos e manteve só os negro e latinos. Acho que faz uma grande diferença deixar isso bem exposto.

    • Thiago Teixeira Postado em 01/Nov/2014 às 10:47

      Concordo! Bem observado.

  4. Valdercindo Postado em 31/Oct/2014 às 09:42

    De fato em algumas ocasiões as abordagens eram intimidadores, porém em outras eram apenas bobas e inofensivas.

    • Maria Maria Postado em 31/Oct/2014 às 11:12

      Inofensivas para quem? Bobas eu concordo, afinal de contas quem as faz só pode ser bobão mesmo.

  5. Felipe Peters Berchielli Postado em 31/Oct/2014 às 09:51

    Deveriam criar uma lei para que idiotas como voce não procriassem,assim o gene da estupidez seria extinto.

  6. eu daqui Postado em 31/Oct/2014 às 10:22

    Pra acasalar precisa dominar pelo medo, é? Deixa de ser fracassado, brocha ! E depois não sabem pq o número de solteironas convictas aumenta em progressão geométrica !

    • eu daqui Postado em 03/Nov/2014 às 12:30

      Isso ! Faça sso, sim e aguente as respostas das gatas que são cavalas......kkkkkkkk

  7. Thiago Teixeira Postado em 31/Oct/2014 às 10:26

    Quem realmente quer "acasalar" não chega numa mulher desse jeito. Aliás, queria ver as estatísticas de sucesso ou retorno das mulheres em receber cantada escrota. Eu por exemplo não conheço um que se deu bem mexendo com garotas na rua, muito pelo contrário, são os caras que tem mais insucesso com as mulheres.

  8. Salomon Postado em 31/Oct/2014 às 11:57

    É lógico que a sensibilidade sexual masculina é diferente da feminina. É testosterona versus estrógeno. As formas de abordagens também são diferentes. Em todo o reino animal é assim. Querer que o homem se coloque no lugar da mulher e a mulher no lugar do homem é um baita desafio. Mas, se um homem canta uma mulher, dizendo "Gata, você é o pão que faltava na minha salsicha" ou "me chama de relógio e vem tirar o meu atraso", de duas uma, ou ele é muito burro ou quer fracassar. O amor é um sacerdócio, o sexo um ritual. Vinicius de Moraes dizia que a mulher foi feita para o amor e para o perdão. Pena que as mulheres discordem.

    • eu daqui Postado em 31/Oct/2014 às 12:47

      "TESTOSTERONA VERSUS ESTROGENO" -> é guerra, é? Olha que vc pode perder, hein?

      • eu daqui Postado em 31/Oct/2014 às 14:11

        E nem pode criar uma lei que proiba a femea de revidar à baixura..........kkkkkk

  9. Dom Diego Postado em 01/Nov/2014 às 12:39

    A velha história de Chapeuzinho Vermelho versus Lobo Mau. Pensei que está história tinha sido superada, mas não, afinal, a solução para a igualdade de gênero é substituir a polarização machista, por uma polarização feminista... Nada mais racional! A colocação sempre da mulher como vitima: Aborto? a culpa é do bebe em seu ventre, ninguém conhece métodos anticoncepcionais, precisa-se de mais um...o aborto. Como disse um velho conhecido "O maior inimigo do feminismo é o garçom quando traz a conta pro casal". Admirável mundo novo...Já que o papo é sobre vídeos, a sociedade machista prejudica homens - pobres - também: http://www.youtube.com/watch?v=r4i5V2TLXzI

  10. Dolores Postado em 01/Nov/2014 às 14:40

    Que nojo de vc. Não deve pegar ninguém, seu ridículo.

  11. Dolores Postado em 01/Nov/2014 às 14:43

    Por favor, não procrie. Já existem bobos demais no mundo.

  12. Aldovsky Postado em 01/Nov/2014 às 22:50

    Gente, o que vcs esquecem é que o homem é um animal e o macho SEMPRE vai demonstrar interesse sexual por uma fêmea fértil. A não ser que... Enfim... Deixa pra lá. A sociedade como conhecemos é uma coisa muito recente e nossos instintos primitivos ainda não estão preparados para reprimir totalmente o desejo ancestral que é a vontade de procriar. Então para a maioria dos homens é simplesmente impossível ver uma mulher com seios fartos (símbolo de possível boa amamentadora para suas crias), quadris largos (boa parideira) e algo no seu cérebro primitivo não ser ativado e ele ficar excitado. No vídeo podemos notar que alguns homens que não tem a mínima chance de "namorar" ou ter um encontro romântico com aquela garota não resistem à tentativa de disseminar seu DNA e largam uma cantada às vezes bem xulas e meramente sexuais. Nada mais é que isso. As mulheres se sentem mal ? Podem ter todo direito, mas deveriam se sentir mal quando passassem e nenhum deles olhassem para elas. Seria um sinal claro de que não estaria mais sendo sexualmente atrativa. Não estou defendendo agressão ou violência contra a mulher, mas também criminalizar uma atitude natural como essa vai fazer reprimir no homem mais um instinto primitivo básico e onde isso vai levar pode ser mais perigoso ainda.