Mailson Ramos
Colunista
Compartilhar
Revista Veja 31/Oct/2014 às 18:28
17
Comentários

‘Veja’: da mentira ao caos

‘Veja’ extrapolou todos os seus limites, inclusive foi conduzida ao discurso humorístico pelos militantes, através de jocosas recriações de suas capas

revista veja globo lula dilma
(Imagem: Pragmatismo Político)

Mailson Ramos*

A ‘Veja’ esteve próxima de concretizar mais um golpe eleitoral. Desta feita, rompeu todos os limites: os de sua moribunda credibilidade e o do bom senso do eleitorado. Mas não estava sozinha; ao derredor do lamaceiro criado pela principal publicação do Grupo Abril havia também a atenciosa TV Globo, aquela que cumpriria papel fundamental, mais uma vez, nos bastidores da política nacional.

Por essas e outras é que a televisão conserva ainda um papel de essencialidade na propagação de informações neste país. Entretanto, as mídias sociais foram motores propulsores de um novo debate: aquele em que a notícia ou o fato é confrontado imediatamente com a veracidade das fontes.

Na quinta-feira (23/10) à noite, a notícia-manchete “Eles sabiam de tudo” lançada inicialmente nas mídias sociais tentava colocar freios à campanha de Dilma Rousseff à vésperas do pleito com a certeza de que a candidata petista não teria mais tempo para se defender. Na sexta-feira (24/10), subjugada ao curto espaço de tempo do último programa eleitoral reservado às despedidas e conclamação dos eleitores, Dilma foi obrigada a relatar o assunto que corria as ‘sete freguesias’ desta república causando furor no eleitorado, especialmente nos indecisos. Se Dilma não falasse naquela oportunidade o resultado seria desastroso. Ainda assim, a perspectiva não era das melhores.

Leia aqui todos os textos de Mailson Ramos

No sábado (25/10), o Jornal Nacional resolveu tomar pé da situação; mas isso aconteceu de maneira camuflada. A TV Globo utilizou o quebra-quebra em frente ao prédio do Grupo Abril, em São Paulo, para somente então explorar o assunto. O embate entre ‘Veja’ e Dilma foi mostrado como agente causador da manifestação. A partir deste momento o eleitor indeciso adquiriu sentido o suficiente para não votar em Dilma. Naturalmente a candidata tinha muito mais o que perder; a ‘Veja’ lançava mão desta cartada sem precedentes na história da política brasileira.

Caso as grandes emissoras de TV dessem coro à ‘Veja’ ainda na sexta-feira, não há duvidas de que Aécio seria o vencedor. Os blogueiros da publicação da Abril apostaram suas próprias calças em Aécio confiantes na vitória pelo sucesso da cartada contra o PT. Não tão convictos assim, outros reforçavam a ideia de impeachment, caso Dilma fosse novamente eleita. A questão é seríssima. A produção de conteúdo jornalístico sério e a ética pela veiculação das informações têm sido agredidas constantemente por ‘Veja’. Por isso é preciso aprovar urgentemente uma lei de meios. Não para cassar a liberdade de expressão, como querem fazer ver os grandes oligopólios de comunicação. Não. É por uma fiscalização autônoma e respeitada.

Desde 1989, com Collor e Lula, as organizações de comunicação interferem, segundo seus interesses financeiros e de influência, nas eleições presidenciais. É como se o povo estivesse subjugado aos ideais econômicos das grandes emissoras de TV, rádio e jornal do país.

‘Veja’ extrapolou todos os seus limites, inclusive foi conduzida ao discurso humorístico pelos militantes, através de jocosas recriações de suas capas. Perda de credibilidade parece não incomodar mais os seus editores. Não se exime de mergulhar ao submundo do crime para depois emergir com noticias nunca comprovadas. Com o mesmo ódio vociferam os colunistas e repórteres em seus artigos. São capazes de antecipar uma edição em dois dias e estampar na capa uma manchete que, segundo O Globo, não é comprovada pelo advogado de Youssef.

Nos próximos capítulos desta novela idílica de ‘Veja’ contra o PT mais desdobramentos da crise de credibilidade da publicação com a ratificação de que o doleiro jamais afirmou o conhecimento de Dilma e Lula sobre a corrupção na Petrobrás. Naturalmente a revista deve debandar para outras temáticas antipetista como a ‘nova república bolivariana brasileira’ ou o ‘Brasil cubano’. Há ainda a questão do impeachment da presidenta eleita; o apoio da bancada conservadora, separatista e fundamentalista eleita pelos paulistas. Como os senhores e senhoras podem ler, não faltará assunto para as futuras publicações de ‘Veja’. Se faltar, eles não vão pensar duas vezes antes de criar um fato ou um factoide.

*Mailson Ramos é escritor, profissional de Relações Públicas e autor do blog Opinião e Contexto. Escreve semanalmente para Pragmatismo Político. Contato: [email protected]

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Denisbaldo Postado em 31/Oct/2014 às 18:40

    SOH TROUXA ACREDITA NESSA MIDIA POPULAR. VEJA, GLOBO, FOLHA, ESTADAO, ETC.

  2. poliana Postado em 31/Oct/2014 às 18:53

    com certeza a próxima capa da veja deve ser sobre o pedido de impeachment de dilma, e ainda dará destaque na capa ao pedido de auditoria das urnas ao tse, feito pelo psdb! esse esgoto da comunicação n vai desistir assim não..vai continuar manchando o jornalismo brasileiro por muitos e muitos anos! sonho com o dia em q a veja vá a falência e deixe de circular no país! n fará nenhuma falta!

    • KARINA BB Postado em 31/Oct/2014 às 19:21

      Poli essas pessoas que tentam desestabilizar o governo,incluindo a midia podre e o psdb estao prejudicando o Brasil,isto causa uma insegurança dos investidores em nosso pais,é criminoso fazer isso pra prejudicar o PT,estao botando no rabo de todos os brasileiros ,vivem propagando que vao sair do Brasil pq a Dilma vai destruir o país,sendo que quem esta fazendo isso sao eles,,se Dilma acabar com a veja,por golpe,previsto na Lei de seguranca nacional,,ja pensouu,eles estao tentando fuder a Dilma em Brasilia,,,ela tem que deixar os governos do psdb à mingua,nao é justo que eles tentem implantar a ingovernabilidade no país e ela va enfiar grana nesses estados,pra que daqui a 4 anos eles venham dizer que o governo fracassou e o governo deles foi bem

      • Ale Al Postado em 04/Nov/2014 às 10:50

        Falou tudo! Estão jogando contra o país em nome do fora PT. É a turma do quanto pior melhor, que o povo se las que!

  3. Thiago Teixeira Postado em 31/Oct/2014 às 19:18

    Quem lê revista Veja ou é muito rico ou muito burro!!!!!!

  4. Deisi Postado em 31/Oct/2014 às 19:34

    Não só Thiago, muitos coxinhas também, depois o FHC diz que são os que votam no PT é que são ignorantes. Ter a Veja como fonte de informação e acreditar é um sinal eminente de burrice e pobreza de espirito. Vendo tanto ódio e preconceito nas redes sociais comprovam isso, muitos são tão pobres mais tão pobres só tem dinheiro.

  5. Felipe Andrade Postado em 31/Oct/2014 às 20:10

    http://oglobo.globo.com/brasil/advogado-nega-retificacao-de-depoimento-do-doleiro-alberto-youssef-14417056

  6. Marco Antonio Meyer Postado em 31/Oct/2014 às 21:49

    "Veja" a revista que destila veneno entre 7 a 8 consultório de médicos, dentistas e outras categorias de profissionais liberais. A revista que está alimentando o ovo da serpente. Mais do nunca é necessário que os brasileiros construam um grande vaso sanitário e enterrem esta imprensa marrom vendida ao grande capital internacional. Por um imprensa livre e sem interferência do grande capital. Marco Meyer Micro empresário

  7. Rodrigo Postado em 31/Oct/2014 às 23:48

    Estes velhacos filhos da ditadura continuam a toda. É só estudar o passado deste pessoal acostumado a um Brasil onde eles fazem o que querem e nunca são punidos, ganham seu dinheiro no Brasil e gastam em Miami onde moram, portanto não tem nenhum comprometimento com a melhoria do país. Vão embora!

  8. Eduardo Postado em 01/Nov/2014 às 01:13

    Vou dar um tempo para os contratos vencerem, se é que existem contratos de publicidades, mas acho que devem existir, pois são campanhas publicitárias, e vou me arriscar a folhear uma revista oia, só pra ver se existe propaganda de empresas ligadas ao Governo Federal, pois uma coisa é estarmos rindo da sacanagem que tentaram mais uma vez fazer, outra é continuar bancando estas coisas com dinheiro do brasileiro, para daqui a 4 anos ela se manter forte e bonita para tentar de novo.... temos que ter vergonha na cara.

    • Felipe Peters Berchielli Postado em 03/Nov/2014 às 10:35

      O grupo Abril é o grupo de midia escrita que mais recebe verbas do governo,oriundas de propagandas.

  9. Eddie Postado em 01/Nov/2014 às 16:31

    Bendita seja a internet!!!

    • poliana Postado em 01/Nov/2014 às 17:30

      Amém!

    • eu daqui Postado em 03/Nov/2014 às 11:03

      Serve pra muita m também. Cabe a nós potencializar o lado bom e coibir o lado do crime virtual.

  10. Markus Postado em 02/Nov/2014 às 01:34

    Poxa só agora vi essa matéria, eu tinha visto a capa da veja no Facebook e pensei " que jogada contra Dilma" e logo tão perto do dia de eleição, e não li! que merda! antes tarde do que nunca

  11. Mário SS Postado em 03/Nov/2014 às 14:02

    Estamos em um pais com democracia... Não vejo o porque de tanto repudio aos meios de comunicação... Simples... Se não gosta não lê, não assiste, não ouça... Simples assim...

    • Luis Postado em 03/Mar/2015 às 10:30

      Eles têm tanto ódio assim da Veja porquê ela forma opiniões divergentes, Mário. Esse ar amuado e ofendido com a "falta de ética jornalística" não passa de um pano pra cobrir o cerne da questão, que é ideológico. Não tenho fé nenhuma em toda a imprensa brasileira, mas não deixo de me divertir com a perseguição dessa turma aqui à Veja. Assino ela e a Carta Capital, e já vi coisas tão grotescas quanto essa na CC. Só não vi os protestos contra a falta de ética da CC também... "Democracia saudável", para eles, não pode ter liberais, nem conservadores, nem centro-direita, no máximo uns esquerdistas light, como os social-democratas e olhe lá.