Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 24/Oct/2014 às 18:35
4
Comentários

Presidente da Sabesp se calou por "ordem superior"

Escândalo na Sabesp: vaza áudio em que diretores admitem estelionato eleitoral. Gravação mostra que presidente da estatal sabia da necessidade de avisar população sobre economia de água mas foi obrigada a ficar calada

presidente sabesp água dilma pena
‘Orientação superior’ impediu Sabesp de alertar população sobre crise da água (Imagem: Zanone Fraissat/Folhapress)

Uma gravação de áudio, feita em reunião que contava com a presidente da Sabesp, Dilma Pena, mostra que uma “orientação superior” barrou a estatal de alertar a população de São Paulo sobre a gravidade da crise hídrica e a necessidade de se economizar água no Estado. A conversa teria sido gravada neste ano em um encontro da diretoria da Sabesp, do qual participava também o diretor metropolitano da empresa, Paulo Massato. O estado de São Paulo passa por uma crise de abastecimento que assola cidades do interior e regiões da capital paulista.

No áudio, divulgado pela Revista Fórum (e depois pelo jornal Folha de S.Paulo), é possível entender que Dilma Pena discorda da “orientação de superiores”, mas diz que os diretores têm de “seguir” a ordem. “A gente tem que seguir orientação. A orientação não tem sido essa, mas é um erro. Tenho consciência absoluta e falo para pessoas com quem converso sobre esse tema, mesmo meus superiores, acho um erro essa administração da comunicação dos funcionários da Sabesp, que são responsáveis por manter o abastecimento, com os clientes”, afirma.

Na sequência, a própria presidente da estatal afirma que a empresa deveria estar mais na mídia para avisar, o tempo todo, de que é preciso economizar água. “A Sabesp tem estado muito pouco na mídia, acho que é um erro. Nós tínhamos que estar na mídia, com os superintendes locais, nas rádios comunitárias, Paulo [Massato] falando, eu falando, o Marcel falando, todos falando, com um tema repetido, um monopólio: ‘Cidadão, economize água’.”

Em seguida, o diretor metropolitano diz de forma enfática que vai acabar a água no Estado e que os moradores deveriam ir para outras regiões se pudessem. “Essa é uma agonia, uma preocupação. Alguém brincou aqui, mas é uma brincadeira séria. Vamos dar férias [inaudível]. Saiam de São Paulo, porque aqui não tem água, não vai ter água para banho, pra limpeza da casa, quem puder compra garrafa, água mineral. Quem não puder, vai tomar banho na casa da mãe lá em Santos, Ubatuba, Águas de São Pedro, sei lá, aqui não vai ter”, conclui Massato.

À Folha de S.Paulo, a Sabesp admitiu que, na ocasião, a diretoria discutia com o conselho de administração da companhia a estratégia de comunicação que adotaria frente a crise. O governo do Estado ainda não se pronunciou sobre a denúncia.

CartaCapital

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. bruno RS Postado em 24/Oct/2014 às 22:06

    Aposto que o governador de SP sabe que deu a ordem..

  2. XAD CAMOMILA Postado em 25/Oct/2014 às 02:40

    Olha o DESESPERO dos paulistas. Abaixo, email enviado, no dia 20/10, pelo presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo aos magistrados e servidores. O desembargador chega ao cúmulo de sugerir “banho de 5 minutos” (aff, como assim? vai todo mundo trabalhar fedendo?? kkkkkk). “Estimados colegas e servidores, Sabemos que é muito grave a situação em que nos encontramos em decorrência da falta de chuva. Nossas reservas estão no suspiro final. Precisamos de medidas urgentes para evitarmos que o problema se agrave ainda mais. Para isso, conto com a colaboração de cada um de vocês. Temos que ser rigorosos com as nossas atitudes em casa e no trabalho. Com a mudança de pequenos hábitos diários, você contribuirá de forma extraordinária. Escovar os dentes com a torneira fechada, economizará mais de 11 litros de água; uma torneira pingando gasta 46 litros/dia. Um banho de ducha por 15 minutos consome 240 litros de água. Reduzido a 5 minutos, a economia será de 90 litros. Não use o vaso sanitário como lixeira, pois uma válvula gasta, em média, 20 litros de água. Essas são pequenas mostras, você poderá ainda fazer muito mais. Colabore! Abraço do, Renato Nalini”

  3. enganado Postado em 26/Oct/2014 às 17:12

    Honestidade é o perfil do nome "DILMA", pois o PSDB deu ordens para calar as verdades da Sra. DILMA Pena. Sra. DILMA Pena os perdoe porque verdade/honestidade/honradez não estão no gibi do PSDB e/ou Direita no BRASIL e em parte alguma do mundo onde a mesma existir.

  4. Luiz Souza Postado em 26/Oct/2014 às 22:04

    Paulistas terão quatro anos para arrependerem-se.