Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 21/Oct/2014 às 11:43
11
Comentários

Outros figurões do PSDB receberam propina milionária, diz auxiliar de Youssef

Auxiliar do doleiro Alberto Youssef revela em depoimento à Justiça Federal que, além do ex-presidente do PSDB, Sergio Guerra, outros políticos tucanos também receberam propina em esquema da Petrobras

doleiro alberto youssef
O doleiro Alberto Youssef (ao centro) quando foi preso pela Polícia Federal

Um auxiliar do doleiro Alberto Youssef disse em depoimento à Justiça federal nesta segunda-feira (20) que outros parlamentares do PSDB receberam propina do esquema além do senador Sérgio Guerra, morto em março deste ano. A informação é do advogado Haroldo Nater, que defende o empresário Leonardo Meirelles, acusado de ter feito remessas ilegais para o doleiro, e foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo.

Meirelles não foi autorizado pelo juiz Sergio Moro a citar nomes, mas deu uma pista de quem seria um dos parlamentares do PSDB, segundo Nater: afirmou que ele era da mesma região de Youssef. O doleiro nasceu em Londrina, no Paraná.

O juiz não autorizou a menção a nomes de deputados e senadores porque eles têm direito a foro privilegiado e só podem ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal.

Meirelles, ainda segundo seu advogado, soube desses pagamentos porque frequentava o escritório de Youssef na região em São Paulo. Meirelles é um dos donos da Labogen, uma das empresas que foi usada pelo doleiro para remeter US$ 444,7 milhões ao exterior, o equivalente hoje a R$ 1,1 bilhão.

Na última quinta (16) o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa citou Sergio Guerra no seu acordo de delação premiada como beneficiário de propina para esvaziar a CPI da Petrobras, no final de 2009. À época, Guerra era presidente do PSDB. Ele morreu em março deste ano, vítima de câncer de pulmão.

A CPI da Petrobras começou e julho de 2009 e acabou em dezembro sem comprovar nenhuma das suspeitas de desvios e superfaturamento que surgiram quando a comissão foi instalada, em março daquele ano.

Guerra (PSDB-PE) e outro senador tucano Álvaro Dias (PSDB-PR) deixaram a CPI no final de outubro dizendo que o rolo compressor do governo barrava investigações sérias.

Segundo Costa, o então presidente do PSDB recebeu R$ 10 milhões para usar na campanha eleitoral para deputado federal em 2010. O tucano foi eleito como o sexto mais votado em Pernambuco.

Folhapress

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Marcos Vinicius Postado em 21/Oct/2014 às 11:58

    "A CPI da Petrobras começou e julho de 2009 e acabou em dezembro sem comprovar nenhuma das suspeitas de desvios e superfaturamento que surgiram quando a comissão foi instalada, em março daquele ano". Claro, o PT ainda não estava sendo envolvido! Só por que o PT começou a ser citado aí a imprensa está dando notoriedade.Quero ver se agora vão continuar falando de Petrobras depois dessa!

  2. KARINA BB Postado em 21/Oct/2014 às 12:09

    O Juiz MORO é uma vergonha pra justiça brasileira,eu tenho vergonha alheia,ele vazou os nomes do PT,e agora mantem sigilo quando os nomes sao do PSDB,a justiça brasileira esta dormindooooo,esse safado tem que ser processado,a democracia nessas eleiçoes esta sendo assassinada UMA VERGONHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    • Deisi Postado em 21/Oct/2014 às 13:46

      Karina, a delação foi um jogo armado entre os advogados dos bandidos e os tucanos do Paraná. O Aero que na semana passada esteve em Curitiba recebeu do Álvaro Dias um relatório detalhado com conteúdo das delações premiadas do Costa e Youssef, para ter um trunfo no debate, mas daí surgiu nomes do psdb, resolveu abafar o caso.Mais o que mas causa indignação é que o Aero e Alvaro Dias, tiveram acesso a depoimento secreto, que não foram disponibilizados nem ao congresso e nem a presidência da republica. A justiça de Minas e Paraná realmente são uma vergonha!

    • Mario Jorge Postado em 21/Oct/2014 às 15:45

      Poder Judiciário, o pior dos poderes, a podridão instalada neste poder.

      • poliana Postado em 21/Oct/2014 às 21:44

        não mesmo meu filho! o poder judiciário, ainda é o poder mais sério desse país! acredite! nem tente compará-lo ao legislativo ou ao executivo! embora tenhamos casos lamentáveis, ainda somos um poder sério e q detém credibilidade junto a população!

  3. Eduardo Postado em 21/Oct/2014 às 12:29

    A matéria é sobre figurões de PSDB... e o PT é que é cambada.... Qual o projeto do candidato Aécio Neves em prol do povo brasileiro.... não vale arrocho salarial, privatização de empresa estatal, aumento de juros, empréstimos ao FMI.... isto não é benéfico ao povo. NADA.... não existe nada em prol do povo.... ele não sabe o que é isto, o garoto de Ipanema.

  4. Deisi Postado em 21/Oct/2014 às 13:54

    Pragmatismo Politico, continuem assim tudo que a mídia golpista e oportunista esconde vocês mostram. É pra matar coxinha de raiva! Mas pra mim que sou fã do site morro de rir. Parabéns!

  5. eu daqui Postado em 21/Oct/2014 às 14:38

    O QUE FOI QUE POSTEI AQUI NESTE SITE AINDA ONTEM? VIRAM AÍ? Tá é o psdb todo envolvido, isso sim !!!!!!!!

    • Poliana Postado em 21/Oct/2014 às 14:49

      E algum dia você duvidou disso!?

  6. Natália MS Postado em 21/Oct/2014 às 17:42

    Essa notícia não ocupa lugar nenhum do Estadão e nem NA Folha,como ocupa quando o mesmo personagem e o mesma enredo estão ligados ao PT.A Dilma ganhando precisa urgentemente regularizar esse monopólio da mídia, a cada dia que passa, mais pesado eles pegam...

  7. Natália Postado em 21/Oct/2014 às 17:57

    CorriginDo:saiu em um blog do Estadão,bem distante do lugar que ocupa a manchete do PT